SlideShare uma empresa Scribd logo
Módulo 6
A Cultura do Palco
EXPANSÃO DO BARROCO
NA EUROPA
11º Ano HCA Curso Profissional de Design de Moda Prof. Carla Freitas
BARROCO EM FRANÇA
Colunata do Louvre (c. 1664)– Louis Le Vau e Claude Perrault
Barroco Francês - Arquitetura
Palácio de Vaux le Vicomte- fachada Norte-, 1657, Le Vau (arquitecto), Charles Le
Brun (pintor) e André Le Nôtre (paisagista).
Barroco Francês - Arquitetura
Palácio de Versalhes (Louis Le Vau e J. Hardouin-Mansart) – fachada do jardim
Barroco Francês - Arquitetura
Salomon de Brosse, Fachada da Igreja de Saint-Gervais e Saint-Protais, Paris, 1616-21
Barroco Francês - Arquitetura
Barroco Francês - Arquitetura
François Mansart e Jacques Lemercier, Igreja de Val-de-Grâce, Paris, 1645-1470
Barroco Francês - Escultura
←
Pierre Puget , Perseus e
Andromeda. (para os
jardins de Versalhes),
mármore de Carrara,
1715.
→
Pierre Puget , Milo de
Crotona, 1682,
mármore, alt.: 270
cm, Paris.
Barroco Francês - Escultura
Antoine Coysevox, (1640-1720)
Luís XIV, Mármore, 1686
Wallace Collection, London
Antoine Coysevox, Mercúrio cavalgando
Pégaso, 1701-1702 Jardim das Tulherias, Paris
Barroco Francês - Escultura
←
François Girardon (1628-
1715)
Túmulo de Richelieu
Mármore, 1675-1694
Capela da Sorbonne
→
François Girardon
Estátua equestre de
Louis XIV, c. 1699
Bronze
Museu do Louvre,
Paris
Barroco Francês - Escultura
Jean-Baptiste Tuby, Fonte de Flora, 1672-79; Bronze; jardins de Versalhes
Barroco Francês - Escultura
Balthazar Marsy e Gaspard Marsy, Lagoa de Baco, chumbo, Versalhes
Barroco Francês - Escultura
←
Nicolas Coustou (1658-
1733) Apolo
perseguindo Dafne;
mármore; 1710; Jardim
das Tulherias
→
Guillaume Coustou;
Horse Tamer from
Marly-le-Roi
1740-45
mármore
Place de la Concorde,
Paris
Barroco Francês - Escultura
Gaspard Marsy (1626-1681); Os cavalos do sol; Mármore, 1668-1675, Versalhes
Barroco Francês - Pintura
Georges de La Tour (1593-1652);
Madalena arrependida; óleo sobre
tela; 1635
Georges de La Tour; José o carpinteiro;
óleo sobre tela; 1645
Barroco Francês - Pintura
Georges de La
Tour; o recém-
nascido; óleo sobre
tela; 1640; 76 x 91
cm
Barroco Francês - Pintura
Nicolas Poussin (1594-1665); Apolo e Dafne;
1625
Nicolas Poussin, Conquista de Jerusalém
Barroco Francês - Pintura
Nicolas Tournier(1590-1638); Companhia feliz;
(125.5 x 170.5 cm)
Nicolas Tournier, Crucificação;
1635 (422 x 292 cm)
Museu do Louvre, Paris
Barroco Francês - Pintura
Claude Lorrain (1600-1682); Porto com villa Medicis, 1637
Claude Lorrain, O grande
Canal de Veneza
Barroco Francês
Características gerais
Divulgação do Barroco devido aos Jesuítas (Contrarreforma)
Resistência
Persistência tardia do Renascimento / classicismo
Manutenção das linhas retas e racionais nas estruturas
Preferência pela decoração renascentista
Integração do barroco na linguagem decorativa e na composição
escultórica e na pintura
Coexistência de princípios clássicos com barrocos
BARROCO CLÁSSICO
BARROCO NO NORTE DA EUROPA
Barroco No Norte da Europa
Arquitetura – Império Austríaco
Fischer von Erlach, Igreja de S. Carlos Borromeu, Viena, 1761
Barroco No Norte da Europa
Arquitetura - Império Austríaco
Fischer von Erlach, Igreja de S. Carlos Borromeu, Viena, 1761
Barroco No Norte da Europa
Arquitetura - Império Austríaco
J. Lucas Hildebrandt (1668-1745) Palácio Veldevere, Viena, Aústria, c.1721
Barroco No Norte da Europa
Arquitetura – Império alemão
Georg Wenzeslaus von Knobelsdorff (1699-1753), Palácio de Sanssouci, Postdam
Barroco No Norte da Europa
Arquitetura – Reino Polaco (Saxónia)
Matthäus Daniel Pöppelmann, (1662-1736), Palácio de Zwinger, Dresden (Alemanha)
Barroco No Norte da Europa
Arquitetura - Flandres
Praça de Bruxelas
Barroco No Norte da Europa
Arquitetura - Inglaterra
Christopher Wren (1683-1723), Catedral de S.Paulo, Londres,1675-1710
Barroco No Norte da Europa
Escultura – Flandres e Países Baixos
←
Hendrick de Keyser
(1565-1621) (Pieter de
Keyser e De Delft
terminam),
Túmulo de Guilherme I
mármore e broze, alt.
765 cm, 1614-1620
→
Luc Faydherbe, (1617-
1697)
Cristo encarcerado,
mármore
Barroco No Norte da Europa
Escultura – Flandres e Países Baixos
↑Luc Faydherbe, (1617-1697), Túmulo do
arcebispo André Cruesen; mármore, 1660
Luc Faydherbe, (1617-1697), Túmulo do
arcebispo André Cruesen; mármore,
1660
↓
Barroco No Norte da Europa
Escultura – Flandres e Países Baixos
←
Hubert Gerhard;
Alegoria a Bavaria;
1590, bronze, alt:
231 cm
→
Hans Krumper
(1570-1634),
Túmulo do
Imperador Ludwig
of Bavaria (detalhe)
1619-22
Bronze,
Barroco No Norte da Europa
Escultura – Inglaterra
←
Louis-François
Roubilliac (1695-1762),
Busto de John
Belchier; 1749;
mármore
→
Louis François
Roubiliac (1702-1762),
Túmulo de Sir Joseph e
Lady Elizabeth
Nightingale
Mármore, 1761
Westminster Abbey,
London
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rubens
PETER PAUL RUBENS (1577-1640)
Formação italiana
influenciado por Miguel Ângelo, Ticiano,
Caravaggio
Pintor oficial do rei de Espanha nos
Países Baixos
Características:
Temática variada
Sensualidade e exuberância das formas
Cores quentes
Optimismo
HumanismoAutorretrato, c.1628-1630
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rubens
←
Descida da cruz, 1612-
14, óleo sobre tela
→
Vénus e Adonis,
óleo sobre tela
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rubens
Caça ao hipopótamo e
crocodilo; 1615-16,
óleo sobre tela
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rubens
A apoteose de Henrique IV e a Proclamação da Regência de Maria de Medicis no dia 14
de Maio de 1610, 1622-24, óleo sobre tela
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rubens
O rapto das filhas de Leucipo, 1618, óleo sobre tela, 222x209 cm
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rubens
←
O rapto de
Ganymedes, óleo
sobre tela
→
União da Terra e da
Água, 1624, óleo
sobre tela
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rubens
Jardim do Amor, 1630, óleo sobre tela
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rubens
Maria de Medicis, 1622, óleo
sobre tela
→
Pintor e
família,
c.1635, óleo
sobre tela
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Jacob Joardens
Jacob Jordaens
(1593-1678),
O rei bebe
, óleo sobre tela,
(156 x 210 cm)
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Van Dyck
←
Van Dyck(1599-1641),
Auto-retrato
c. 1623; óleo sobre
tela
→
Margareta Snyders
c. 1620;
óleo sobre tela,
130.7 x 99.3 cm
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Van Dyck
←
A lamentação,
1618-20
→
Susanna Fourment
e filha
1620-21
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Van Dyck
←
Carlos I rei de
Inglaterra
(caçador); 266 x
207 cm;
1635-36
→
Carlos I a
cavalo;
365 x 289 cm;
1635
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Heda
Willem Claesz Heda
(1594-1680),
Natureza-morta; óleo
sobre tela; 1635
(88 x 113 cm)
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Heda
Natureza-morta;
1634,
(44 x 62 cm)
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Vermeer
←
Johannes Vermeer
(1632-1675)
A bordadeira,
óleo sobre tela,
c.1669-1670
(23.9 x 20.5 cm)
→
Rapariga com
brinco de pérola
óleo sobre tela,
c.1665
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Vermeer
←
A leiteira
óleo sobre tela . 1658
45,5 x 41 cm
→
Rapariga com
jarro de água
óleo sobre tela .
1664-65,
45.7 x 40.6 cm
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Frans Hals
←
Frans Hals
(1581-1666)
The Rommel Pot
Player
óleo sobre tela,
1618-1622
106 x 80.3 cm
→
Rapaz do peixe
óleo sobre tela,
1630-1632
72 x 58 cm
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rembrandt
REMBRANDT HARMENSZOON VAN RIJN
(1606-1669)
Temas: Cenas bíblicas; retratos coletivos e
individuais;auto retratos
Luz:
Influência de Caravaggio
Luz difusa → ilusão de dourados
Pinceladas soltas e empastadas
Pintura psicológica e introspectiva
Verdade interior revela-se
no aspecto exterior
Autorretrato (1660)
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rembrandt
←
Jeremias lamentando
a queda de Jerusalém;
1630, 58,3 x 46,6 cm
→
Sacrifício de Isac;
1635
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rembrandt
←
Retrato de dama,
1660;
→
Nicolaes Ruts,
1631
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rembrandt
A cegueira de Sansão ; óleo sobre tela; 1636;
(236 x 302 cm)
A noiva judia; 1667;
(121.5 x 166.5 cm)
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rembrandt
A Companhia de Frans
Banning Cocq prepara-se
para a mudança da
guarda (A Ronda da
Noite),
1642, óleo sobre tela,
Barroco No Norte da Europa
Pintura – Rembrandt
A lição de anatomia do Dr.Nicolaes Tulp;
1632, (169.5 x 216.5 cm)
Barroco Do Norte da Europa
Características gerais
Diversidade resultante da influência de tradições locais
ÁUSTRIA e ALEMANHA:
Exuberância e sumptuosidade
FLANDRES:
Exuberância
Mistura com tradição gótica
HOLANDA E ESCANDINÁVIA
Austeridade
INGLATERRA
Influência do barroco clássico francês
BARROCO EM ESPANHA
Barroco Espanhol
Arquitetura
Juan Bautista de Toledo e Juan de Herrera - San Lorenzo de El Escorial. (1563-1584)
Biblioteca
Barroco Espanhol
Arquitetura
Fachada de Obradoiro da Catedral de Santiago de Compostela;
Casasy Novoa; 1738-1750
Barroco Espanhol
Arquitetura
Plaza Mayor de Salamanca; Alberto Churriguera (1676-1740); 1729-52
Barroco Espanhol
Escultura
Gregório Férnadez; Cristo morto; 1634;
Real Monasterio de San Joaquín y Santa Ana; Valladolid
Barroco Espanhol
Escultura
←
Gregório Férnadez
(1576-1636)
Cristo na coluna,
madeira policromada;
Convento das
Carmelitas Descalças;
Valladolid
→
Gregório Férnadez
(1576-1636)
S. Domingos
madeira
policromada
Barroco Espanhol
Escultura
←
Manuel Pereira (1588-
1683); S. Bruno; 1692;
Hospedaria de El
Paular
→
Manuel Pereira
Santísimo Cristo del
Perdón, (1655) Iglesia
de San Juan de
Rabanera (Soria).
Barroco Espanhol
Pintura
←
José de Ribera
Bartolomeu;
1616-18
óleo sobre tela;
→
José de Ribera ; S.
Imaculada Conceição;
1635
óleo sobre tela;
Barroco Espanhol
Pintura
Francisco Zurbarán (1598-1664); Agnus Dei, 1635- 1640, (38 x 62 cm.), Socorro Madrid
Barroco Espanhol
Pintura
Francisco Zurbarán (1598-1664
Prato com limões, cesta com laranjas e taça com uma rosa, 1633 (60 x 107 cm.),
Barroco Espanhol
Pintura
Bartolomé Esteban Murillo (1617-1664);
José e a mulher de Potifar; 1640-45
óleo sobre tela, 197 x 254 cm
Casamento da Virgem;
c. 1670; 76 x 56 cm
Barroco Espanhol
Pintura
Bartolomé Esteban Murillo (1617-1664);
A sagrada família;
1650
Rapazes comendo uvas e melão;
1645-46, 146 x 104 cm
Barroco Espanhol
Pintura
←
Bartolomé
Esteban
Murillo
(1617-1664);
Rapariga e
criada;
1670, (106 x
127 cm)
→
Pequena
vendedora de
fruta;
1670-1675
(149 x 113 cm)
Barroco Espanhol
Pintura - Vélasquez
←
O aguadeiro de
Sevilha;
óleo sobre tela
→
Papa
Inocêncio X;
1649-50;
óleo sobre
tela
Barroco Espanhol
Pintura - Vélasquez
As meninas; 1656; óleo sobre tela, 318x276cm
A dama de honra, Dona María
Agustina Sarmiento
Barroco Espanhol
Pintura - Vélasquez
←
A infanta Margarida;
1656; óleo sobre tela
→
Filipe IV
c. 210 x 102 cm;
óleo sobre tela
Barroco Espanhol
Pintura - Vélasquez
Vénus do espelho; óleo sobre tela
Barroco Espanhol
Características gerais
Arquitetura:
Mais originalidade e ousadia
Influência árabe – Churriguerismo (excesso decorativo)
Escultura
Temas essencialmente religiosos
Misticismo
Naturalismo ascético (abstenção dos prazeres)
Pintura
Influência italiana
´Maior naturalismo e realismo
BARROCO EM PORTUGAL
Barroco Português
Arquitetura
Igreja de Sta Engrácia (Panteão Nacional); Lisboa, 1682-1996;
João Nunes Tinoco e João Antunes
Barroco Português
Arquitetura
Igreja do Senhor da Cruz, Barcelos; 1698; João Antunes (1643-1712).João Nunes Tinoco e
João Antunes
Barroco Português
Arquitetura
Igreja do Senhor da Pedra, Óbidos; 1740; Rodrigo Franco
Barroco Português
Arquitetura
Igreja do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, Matosinhos; Nicolau Nasoni, 1743
Barroco Português
Arquitetura
Igreja da Misericórdia, Porto, Nicolau Nasoni
Barroco Português
Arquitetura
Igreja de S. Pedro dos Clérigos e Torre dos Clérigos;
1731-63, Porto, de Nicolau Nasoni
Barroco Português
Arquitetura
Paço Episcopal do Bispo do Porto;
Nicolau Nasoni
Palácio do Freixo, Porto, Nicolau Nasoni
Barroco Português
Arquitetura
Solar de Mateus, Vila Real; Nicolau Nasoni
Barroco Português
Arquitetura
Palácio de Fronteira, Lisboa; séc. XVII
Barroco Português
Escultura
←
Manuel Pereira,
Sra do Rosário,
Igreja de S.
Domingos de
Benfica
→
Mestres
barristas de
Alcobaça;
Retábulo da
morte de S.
Bernardo,
barro
policromado e
pedra
Barroco Português
Escultura
Frei Ciprano da
Cruz Sousa
(1645-1716)
Senhora da
Piedade;
madeira
policromada
Barroco Português
Escultura
Frei Ciprano da
Cruz Sousa
(1645-1716)
Santa Catarina
Barroco Português
Escultura
←
Luís Chiari,
Igreja de S.
Francisco,
Porto
→
Miguel
Francisco da
Silva;
Igreja de Sta
Clara;
Porto
Barroco Português
Pintura
←
Domingos Vieira, O
Escuro;
Retrato de D. Isabel
de Moura , 1635
Museu Nacional de
Arte Antiga
→
Lopo Furtado de
Mendonça
1635
Museu Nacional de
Arte Antiga
Barroco Português
Pintura
Josefa de Óbidos
(Josefa de Ayala
Figueira), 1630 – 1684;
S. Francisco de Assis e
Santa Clara Adorando
o Menino Jesus;
1647, óleo sobre
cobre, 25,5 x 34,5 cm,
Colecção Particular ,
Lisboa, Portugal
Barroco Português
Pintura
Josefa de Óbidos, 1630
– 1684 ,
O Menino Jesus
Salvador do Mundo
1673, óleo sobre tela,
95 x 116,5 cm, Igreja
Matriz, Cascais
Barroco Português
Pintura
Josefa de Óbidos,
1630 – 1684 ,
Cordeiro Pascal,
c. 1660-70, óleo
sobre tela
88 x 116 cm ,
Museu Regional
Évora, Portugal
Barroco Português
Pintura
Josefa de Óbidos, 1630 – 1684, Natureza Morta com Doces e Barros, 1676, óleo sobre tela,
80 x 60 cm, Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, Santarém,
Barroco Português
Pintura
←
Francisco Vieira de
Matos (Vieira
Lusitano),
1699-1775,
D. Lourenço de
Lencastre, c.1750,
Museu Nacional de
Arte Antiga
→
Santo Agostinho
Calcando
aos Pés a Heresia
1770, óleo sobre
tela, Museu
Nacional de Arte
Antiga
Barroco Português
Pintura
←
D. Tomás de Almeida,
Vieira Lusitano
→
Retrato da Infanta
D. Maria Francisca
Isabel Josefa.
Autor, Vieira
Lusitano
Barroco Português
Pintura
Domenico Duprá; retrato de D. João V
para o Palácio Ducal de Vila Viçosa
Retrato do Infante D. Pedro e de D. Maria
Bárbara; Tecto da sala dos Tudescos do
Palácio Ducal de Vila Viçosa
Barroco Português
Pintura de Azulejaria
Alegoria Eucaristica,
terceiro quartel do século xvii,
Palácio Marquês de Fronteira,
1670, Lisboa
Barroco Português
Pintura de Azulejaria
Cortejo de Anfitrite e Neptuno,
Museu Nacional do Azulejo
Barroco Português
Pintura de Azulejaria
Séc. XVII – Museu da rainha D. Leonor, Beja
Barroco Português
Pintura de Azulejaria
Willem van der Kloet (1708) transepto da
Igreja da Nossa Senhora da Nazaré; Nazaré
Séc. XVII (entre 1729 a 1731) , Sé do Porto
Barroco Português
Características gerais
Arquitetura:
Palácios, solares e igrejas
Arquitectos portugueses e estrangeiros (ex: Nasoni)
• Caraterísticas nacionais + elementos internacionais
Palácios: modelo francês
Escultura
Influências espanholas e francesa
Talha dourada e policromada nas igrejas
Reinado de D. João V – escola de Mafra)
Barroco Português
Características gerais
Pintura
Tardia
Ponto alto: reinado de D. João V
Influências:
• De Espanha
• De Caravaggio
• Obras importadas
Domingos Vieira e Vieira Lusitano
Azulejo pintado
Objetivos
Distinguir os diferentes estilos europeus
Identificar os os principais artistas do barroco
europeu
Caracterizar o barroco português
Identificar os principais artistas ligados ao barroco
português
Identificar os principais edifícios do barroco

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Carlos Vieira
 
Módulo 6 escultura barroca
Módulo 6   escultura barrocaMódulo 6   escultura barroca
Módulo 6 escultura barroca
Carla Freitas
 
Pintura barroca
Pintura barrocaPintura barroca
Pintura barroca
Hca Faro
 
Módulo 6 arquitetura barroca
Módulo 6   arquitetura barrocaMódulo 6   arquitetura barroca
Módulo 6 arquitetura barroca
Carla Freitas
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Carlos Vieira
 
Módulo 7 escultura e pintura neoclássica
Módulo 7   escultura e pintura neoclássicaMódulo 7   escultura e pintura neoclássica
Módulo 7 escultura e pintura neoclássica
Carla Freitas
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
Ana Barreiros
 
Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
Ana Barreiros
 
Arte barroca
Arte barroca Arte barroca
05 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 105 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 1
Vítor Santos
 
A cultura do palco
A cultura do palcoA cultura do palco
A cultura do palco
Carlos Pinheiro
 
Arquitetura barroca
Arquitetura barrocaArquitetura barroca
Arquitetura barroca
Ana Barreiros
 
A Cultura do Palco: tempo, espaço, local, biografia, acontecimento, síntese
A Cultura do Palco: tempo, espaço, local, biografia, acontecimento, sínteseA Cultura do Palco: tempo, espaço, local, biografia, acontecimento, síntese
A Cultura do Palco: tempo, espaço, local, biografia, acontecimento, síntese
Hca Faro
 
Módulo 7 caso pratico 1 bodas de figaro
Módulo 7   caso pratico 1 bodas de figaroMódulo 7   caso pratico 1 bodas de figaro
Módulo 7 caso pratico 1 bodas de figaro
Carla Freitas
 
Rococó
RococóRococó
Rococó
Ana Barreiros
 
Módulo 6 pintura barroca
Módulo 6   pintura barrocaMódulo 6   pintura barroca
Módulo 6 pintura barroca
Carla Freitas
 
Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
Ana Barreiros
 
Teste de HCA " A cultura do Palácio"
Teste de HCA " A cultura do Palácio"Teste de HCA " A cultura do Palácio"
Teste de HCA " A cultura do Palácio"
João Couto
 
História da Cultura e das Artes - A cultura do palco
História da Cultura e das Artes - A cultura do palcoHistória da Cultura e das Artes - A cultura do palco
História da Cultura e das Artes - A cultura do palco
João Couto
 
Neoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugalNeoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugal
Ana Barreiros
 

Mais procurados (20)

Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
 
Módulo 6 escultura barroca
Módulo 6   escultura barrocaMódulo 6   escultura barroca
Módulo 6 escultura barroca
 
Pintura barroca
Pintura barrocaPintura barroca
Pintura barroca
 
Módulo 6 arquitetura barroca
Módulo 6   arquitetura barrocaMódulo 6   arquitetura barroca
Módulo 6 arquitetura barroca
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura Barroca
 
Módulo 7 escultura e pintura neoclássica
Módulo 7   escultura e pintura neoclássicaMódulo 7   escultura e pintura neoclássica
Módulo 7 escultura e pintura neoclássica
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
 
Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
 
Arte barroca
Arte barroca Arte barroca
Arte barroca
 
05 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 105 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 1
 
A cultura do palco
A cultura do palcoA cultura do palco
A cultura do palco
 
Arquitetura barroca
Arquitetura barrocaArquitetura barroca
Arquitetura barroca
 
A Cultura do Palco: tempo, espaço, local, biografia, acontecimento, síntese
A Cultura do Palco: tempo, espaço, local, biografia, acontecimento, sínteseA Cultura do Palco: tempo, espaço, local, biografia, acontecimento, síntese
A Cultura do Palco: tempo, espaço, local, biografia, acontecimento, síntese
 
Módulo 7 caso pratico 1 bodas de figaro
Módulo 7   caso pratico 1 bodas de figaroMódulo 7   caso pratico 1 bodas de figaro
Módulo 7 caso pratico 1 bodas de figaro
 
Rococó
RococóRococó
Rococó
 
Módulo 6 pintura barroca
Módulo 6   pintura barrocaMódulo 6   pintura barroca
Módulo 6 pintura barroca
 
Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
 
Teste de HCA " A cultura do Palácio"
Teste de HCA " A cultura do Palácio"Teste de HCA " A cultura do Palácio"
Teste de HCA " A cultura do Palácio"
 
História da Cultura e das Artes - A cultura do palco
História da Cultura e das Artes - A cultura do palcoHistória da Cultura e das Artes - A cultura do palco
História da Cultura e das Artes - A cultura do palco
 
Neoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugalNeoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugal
 

Semelhante a Módulo 6 barroco europeu

ARTE BARROCA.pptx.. ARTE BARROCA.pptx...
ARTE BARROCA.pptx.. ARTE BARROCA.pptx...ARTE BARROCA.pptx.. ARTE BARROCA.pptx...
ARTE BARROCA.pptx.. ARTE BARROCA.pptx...
LuanyChristina2
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Carlos Vieira
 
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacionalCultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
Carlos Vieira
 
Arte Barroca
Arte BarrocaArte Barroca
Arte Barroca
Carlos Pinheiro
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
Carlos Vieira
 
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
Paula Poiet
 
Le Brun
Le BrunLe Brun
Le Brun
adam eva
 
Le Brun
Le BrunLe Brun
Barroco
BarrocoBarroco
Arte barrocaoo1
Arte barrocaoo1Arte barrocaoo1
Arte barrocaoo1
Jota Ribeiro
 
O barroco e suas imagens2
O barroco e suas imagens2O barroco e suas imagens2
O barroco e suas imagens2
CrisBiagio
 
Barroco 2011 2
Barroco 2011 2Barroco 2011 2
Barroco 2011 2
Marina Dantas
 
1 A Mentalidade E A Arte Barrocas
1 A Mentalidade E A Arte Barrocas1 A Mentalidade E A Arte Barrocas
1 A Mentalidade E A Arte Barrocas
Hist8
 
ARTE BARROCA
ARTE BARROCAARTE BARROCA
ARTE BARROCA
Cristiane Seibt
 
Arte barroca
Arte barrocaArte barroca
Arte barroca
Eugenia silva
 
9 hist da art barro e rococ
9 hist da art barro e rococ9 hist da art barro e rococ
9 hist da art barro e rococ
André Figundio
 
A arte barroca na Europa
A arte barroca na EuropaA arte barroca na Europa
A arte barroca na Europa
Lúcia Marta de Lira
 
Principais artistas barrocos
Principais artistas barrocosPrincipais artistas barrocos
Principais artistas barrocos
Edergilian Sousa
 
1275643668 barroco ap
1275643668 barroco ap1275643668 barroco ap
1275643668 barroco ap
Pelo Siro
 
O barroco em frança
O barroco em françaO barroco em frança
O barroco em frança
Ana Barreiros
 

Semelhante a Módulo 6 barroco europeu (20)

ARTE BARROCA.pptx.. ARTE BARROCA.pptx...
ARTE BARROCA.pptx.. ARTE BARROCA.pptx...ARTE BARROCA.pptx.. ARTE BARROCA.pptx...
ARTE BARROCA.pptx.. ARTE BARROCA.pptx...
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
 
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacionalCultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
 
Arte Barroca
Arte BarrocaArte Barroca
Arte Barroca
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
 
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
 
Le Brun
Le BrunLe Brun
Le Brun
 
Le Brun
Le BrunLe Brun
Le Brun
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Arte barrocaoo1
Arte barrocaoo1Arte barrocaoo1
Arte barrocaoo1
 
O barroco e suas imagens2
O barroco e suas imagens2O barroco e suas imagens2
O barroco e suas imagens2
 
Barroco 2011 2
Barroco 2011 2Barroco 2011 2
Barroco 2011 2
 
1 A Mentalidade E A Arte Barrocas
1 A Mentalidade E A Arte Barrocas1 A Mentalidade E A Arte Barrocas
1 A Mentalidade E A Arte Barrocas
 
ARTE BARROCA
ARTE BARROCAARTE BARROCA
ARTE BARROCA
 
Arte barroca
Arte barrocaArte barroca
Arte barroca
 
9 hist da art barro e rococ
9 hist da art barro e rococ9 hist da art barro e rococ
9 hist da art barro e rococ
 
A arte barroca na Europa
A arte barroca na EuropaA arte barroca na Europa
A arte barroca na Europa
 
Principais artistas barrocos
Principais artistas barrocosPrincipais artistas barrocos
Principais artistas barrocos
 
1275643668 barroco ap
1275643668 barroco ap1275643668 barroco ap
1275643668 barroco ap
 
O barroco em frança
O barroco em françaO barroco em frança
O barroco em frança
 

Mais de Carla Freitas

11 ha m6 u1
11 ha m6 u111 ha m6 u1
11 ha m6 u1
Carla Freitas
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
Carla Freitas
 
11 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 111 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 1
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e RealismoMódulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Carla Freitas
 
11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
Carla Freitas
 
11 ha m5 u2
11 ha m5 u211 ha m5 u2
11 ha m5 u2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 311 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 3
Carla Freitas
 
11 ha m5 u1
11 ha m5 u111 ha m5 u1
11 ha m5 u1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 311 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 3
Carla Freitas
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 111 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 211 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 111 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 111 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u1
11 ha m4 u111 ha m4 u1
11 ha m4 u1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 311 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 3
Carla Freitas
 

Mais de Carla Freitas (20)

11 ha m6 u1
11 ha m6 u111 ha m6 u1
11 ha m6 u1
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
 
11 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 111 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 1
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
 
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e RealismoMódulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
 
11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
 
11 ha m5 u2
11 ha m5 u211 ha m5 u2
11 ha m5 u2
 
11 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 311 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 3
 
11 ha m5 u1
11 ha m5 u111 ha m5 u1
11 ha m5 u1
 
11 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 311 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 3
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
 
11 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 111 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 1
 
11 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 211 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 2
 
11 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 111 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 1
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
 
11 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 111 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 1
 
11 ha m4 u1
11 ha m4 u111 ha m4 u1
11 ha m4 u1
 
11 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 311 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 3
 

Último

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 

Último (20)

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 

Módulo 6 barroco europeu

  • 1. Módulo 6 A Cultura do Palco EXPANSÃO DO BARROCO NA EUROPA 11º Ano HCA Curso Profissional de Design de Moda Prof. Carla Freitas
  • 3. Colunata do Louvre (c. 1664)– Louis Le Vau e Claude Perrault Barroco Francês - Arquitetura
  • 4. Palácio de Vaux le Vicomte- fachada Norte-, 1657, Le Vau (arquitecto), Charles Le Brun (pintor) e André Le Nôtre (paisagista). Barroco Francês - Arquitetura
  • 5. Palácio de Versalhes (Louis Le Vau e J. Hardouin-Mansart) – fachada do jardim Barroco Francês - Arquitetura
  • 6. Salomon de Brosse, Fachada da Igreja de Saint-Gervais e Saint-Protais, Paris, 1616-21 Barroco Francês - Arquitetura
  • 7. Barroco Francês - Arquitetura François Mansart e Jacques Lemercier, Igreja de Val-de-Grâce, Paris, 1645-1470
  • 8. Barroco Francês - Escultura ← Pierre Puget , Perseus e Andromeda. (para os jardins de Versalhes), mármore de Carrara, 1715. → Pierre Puget , Milo de Crotona, 1682, mármore, alt.: 270 cm, Paris.
  • 9. Barroco Francês - Escultura Antoine Coysevox, (1640-1720) Luís XIV, Mármore, 1686 Wallace Collection, London Antoine Coysevox, Mercúrio cavalgando Pégaso, 1701-1702 Jardim das Tulherias, Paris
  • 10. Barroco Francês - Escultura ← François Girardon (1628- 1715) Túmulo de Richelieu Mármore, 1675-1694 Capela da Sorbonne → François Girardon Estátua equestre de Louis XIV, c. 1699 Bronze Museu do Louvre, Paris
  • 11. Barroco Francês - Escultura Jean-Baptiste Tuby, Fonte de Flora, 1672-79; Bronze; jardins de Versalhes
  • 12. Barroco Francês - Escultura Balthazar Marsy e Gaspard Marsy, Lagoa de Baco, chumbo, Versalhes
  • 13. Barroco Francês - Escultura ← Nicolas Coustou (1658- 1733) Apolo perseguindo Dafne; mármore; 1710; Jardim das Tulherias → Guillaume Coustou; Horse Tamer from Marly-le-Roi 1740-45 mármore Place de la Concorde, Paris
  • 14. Barroco Francês - Escultura Gaspard Marsy (1626-1681); Os cavalos do sol; Mármore, 1668-1675, Versalhes
  • 15. Barroco Francês - Pintura Georges de La Tour (1593-1652); Madalena arrependida; óleo sobre tela; 1635 Georges de La Tour; José o carpinteiro; óleo sobre tela; 1645
  • 16. Barroco Francês - Pintura Georges de La Tour; o recém- nascido; óleo sobre tela; 1640; 76 x 91 cm
  • 17. Barroco Francês - Pintura Nicolas Poussin (1594-1665); Apolo e Dafne; 1625 Nicolas Poussin, Conquista de Jerusalém
  • 18. Barroco Francês - Pintura Nicolas Tournier(1590-1638); Companhia feliz; (125.5 x 170.5 cm) Nicolas Tournier, Crucificação; 1635 (422 x 292 cm) Museu do Louvre, Paris
  • 19. Barroco Francês - Pintura Claude Lorrain (1600-1682); Porto com villa Medicis, 1637 Claude Lorrain, O grande Canal de Veneza
  • 20. Barroco Francês Características gerais Divulgação do Barroco devido aos Jesuítas (Contrarreforma) Resistência Persistência tardia do Renascimento / classicismo Manutenção das linhas retas e racionais nas estruturas Preferência pela decoração renascentista Integração do barroco na linguagem decorativa e na composição escultórica e na pintura Coexistência de princípios clássicos com barrocos BARROCO CLÁSSICO
  • 21. BARROCO NO NORTE DA EUROPA
  • 22. Barroco No Norte da Europa Arquitetura – Império Austríaco Fischer von Erlach, Igreja de S. Carlos Borromeu, Viena, 1761
  • 23. Barroco No Norte da Europa Arquitetura - Império Austríaco Fischer von Erlach, Igreja de S. Carlos Borromeu, Viena, 1761
  • 24. Barroco No Norte da Europa Arquitetura - Império Austríaco J. Lucas Hildebrandt (1668-1745) Palácio Veldevere, Viena, Aústria, c.1721
  • 25. Barroco No Norte da Europa Arquitetura – Império alemão Georg Wenzeslaus von Knobelsdorff (1699-1753), Palácio de Sanssouci, Postdam
  • 26. Barroco No Norte da Europa Arquitetura – Reino Polaco (Saxónia) Matthäus Daniel Pöppelmann, (1662-1736), Palácio de Zwinger, Dresden (Alemanha)
  • 27. Barroco No Norte da Europa Arquitetura - Flandres Praça de Bruxelas
  • 28. Barroco No Norte da Europa Arquitetura - Inglaterra Christopher Wren (1683-1723), Catedral de S.Paulo, Londres,1675-1710
  • 29. Barroco No Norte da Europa Escultura – Flandres e Países Baixos ← Hendrick de Keyser (1565-1621) (Pieter de Keyser e De Delft terminam), Túmulo de Guilherme I mármore e broze, alt. 765 cm, 1614-1620 → Luc Faydherbe, (1617- 1697) Cristo encarcerado, mármore
  • 30. Barroco No Norte da Europa Escultura – Flandres e Países Baixos ↑Luc Faydherbe, (1617-1697), Túmulo do arcebispo André Cruesen; mármore, 1660 Luc Faydherbe, (1617-1697), Túmulo do arcebispo André Cruesen; mármore, 1660 ↓
  • 31. Barroco No Norte da Europa Escultura – Flandres e Países Baixos ← Hubert Gerhard; Alegoria a Bavaria; 1590, bronze, alt: 231 cm → Hans Krumper (1570-1634), Túmulo do Imperador Ludwig of Bavaria (detalhe) 1619-22 Bronze,
  • 32. Barroco No Norte da Europa Escultura – Inglaterra ← Louis-François Roubilliac (1695-1762), Busto de John Belchier; 1749; mármore → Louis François Roubiliac (1702-1762), Túmulo de Sir Joseph e Lady Elizabeth Nightingale Mármore, 1761 Westminster Abbey, London
  • 33. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rubens PETER PAUL RUBENS (1577-1640) Formação italiana influenciado por Miguel Ângelo, Ticiano, Caravaggio Pintor oficial do rei de Espanha nos Países Baixos Características: Temática variada Sensualidade e exuberância das formas Cores quentes Optimismo HumanismoAutorretrato, c.1628-1630
  • 34. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rubens ← Descida da cruz, 1612- 14, óleo sobre tela → Vénus e Adonis, óleo sobre tela
  • 35. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rubens Caça ao hipopótamo e crocodilo; 1615-16, óleo sobre tela
  • 36. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rubens A apoteose de Henrique IV e a Proclamação da Regência de Maria de Medicis no dia 14 de Maio de 1610, 1622-24, óleo sobre tela
  • 37. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rubens O rapto das filhas de Leucipo, 1618, óleo sobre tela, 222x209 cm
  • 38. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rubens ← O rapto de Ganymedes, óleo sobre tela → União da Terra e da Água, 1624, óleo sobre tela
  • 39. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rubens Jardim do Amor, 1630, óleo sobre tela
  • 40. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rubens Maria de Medicis, 1622, óleo sobre tela → Pintor e família, c.1635, óleo sobre tela
  • 41. Barroco No Norte da Europa Pintura – Jacob Joardens Jacob Jordaens (1593-1678), O rei bebe , óleo sobre tela, (156 x 210 cm)
  • 42. Barroco No Norte da Europa Pintura – Van Dyck ← Van Dyck(1599-1641), Auto-retrato c. 1623; óleo sobre tela → Margareta Snyders c. 1620; óleo sobre tela, 130.7 x 99.3 cm
  • 43. Barroco No Norte da Europa Pintura – Van Dyck ← A lamentação, 1618-20 → Susanna Fourment e filha 1620-21
  • 44. Barroco No Norte da Europa Pintura – Van Dyck ← Carlos I rei de Inglaterra (caçador); 266 x 207 cm; 1635-36 → Carlos I a cavalo; 365 x 289 cm; 1635
  • 45. Barroco No Norte da Europa Pintura – Heda Willem Claesz Heda (1594-1680), Natureza-morta; óleo sobre tela; 1635 (88 x 113 cm)
  • 46. Barroco No Norte da Europa Pintura – Heda Natureza-morta; 1634, (44 x 62 cm)
  • 47. Barroco No Norte da Europa Pintura – Vermeer ← Johannes Vermeer (1632-1675) A bordadeira, óleo sobre tela, c.1669-1670 (23.9 x 20.5 cm) → Rapariga com brinco de pérola óleo sobre tela, c.1665
  • 48. Barroco No Norte da Europa Pintura – Vermeer ← A leiteira óleo sobre tela . 1658 45,5 x 41 cm → Rapariga com jarro de água óleo sobre tela . 1664-65, 45.7 x 40.6 cm
  • 49. Barroco No Norte da Europa Pintura – Frans Hals ← Frans Hals (1581-1666) The Rommel Pot Player óleo sobre tela, 1618-1622 106 x 80.3 cm → Rapaz do peixe óleo sobre tela, 1630-1632 72 x 58 cm
  • 50. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rembrandt REMBRANDT HARMENSZOON VAN RIJN (1606-1669) Temas: Cenas bíblicas; retratos coletivos e individuais;auto retratos Luz: Influência de Caravaggio Luz difusa → ilusão de dourados Pinceladas soltas e empastadas Pintura psicológica e introspectiva Verdade interior revela-se no aspecto exterior Autorretrato (1660)
  • 51. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rembrandt ← Jeremias lamentando a queda de Jerusalém; 1630, 58,3 x 46,6 cm → Sacrifício de Isac; 1635
  • 52. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rembrandt ← Retrato de dama, 1660; → Nicolaes Ruts, 1631
  • 53. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rembrandt A cegueira de Sansão ; óleo sobre tela; 1636; (236 x 302 cm) A noiva judia; 1667; (121.5 x 166.5 cm)
  • 54. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rembrandt A Companhia de Frans Banning Cocq prepara-se para a mudança da guarda (A Ronda da Noite), 1642, óleo sobre tela,
  • 55. Barroco No Norte da Europa Pintura – Rembrandt A lição de anatomia do Dr.Nicolaes Tulp; 1632, (169.5 x 216.5 cm)
  • 56. Barroco Do Norte da Europa Características gerais Diversidade resultante da influência de tradições locais ÁUSTRIA e ALEMANHA: Exuberância e sumptuosidade FLANDRES: Exuberância Mistura com tradição gótica HOLANDA E ESCANDINÁVIA Austeridade INGLATERRA Influência do barroco clássico francês
  • 58. Barroco Espanhol Arquitetura Juan Bautista de Toledo e Juan de Herrera - San Lorenzo de El Escorial. (1563-1584) Biblioteca
  • 59. Barroco Espanhol Arquitetura Fachada de Obradoiro da Catedral de Santiago de Compostela; Casasy Novoa; 1738-1750
  • 60. Barroco Espanhol Arquitetura Plaza Mayor de Salamanca; Alberto Churriguera (1676-1740); 1729-52
  • 61. Barroco Espanhol Escultura Gregório Férnadez; Cristo morto; 1634; Real Monasterio de San Joaquín y Santa Ana; Valladolid
  • 62. Barroco Espanhol Escultura ← Gregório Férnadez (1576-1636) Cristo na coluna, madeira policromada; Convento das Carmelitas Descalças; Valladolid → Gregório Férnadez (1576-1636) S. Domingos madeira policromada
  • 63. Barroco Espanhol Escultura ← Manuel Pereira (1588- 1683); S. Bruno; 1692; Hospedaria de El Paular → Manuel Pereira Santísimo Cristo del Perdón, (1655) Iglesia de San Juan de Rabanera (Soria).
  • 64. Barroco Espanhol Pintura ← José de Ribera Bartolomeu; 1616-18 óleo sobre tela; → José de Ribera ; S. Imaculada Conceição; 1635 óleo sobre tela;
  • 65. Barroco Espanhol Pintura Francisco Zurbarán (1598-1664); Agnus Dei, 1635- 1640, (38 x 62 cm.), Socorro Madrid
  • 66. Barroco Espanhol Pintura Francisco Zurbarán (1598-1664 Prato com limões, cesta com laranjas e taça com uma rosa, 1633 (60 x 107 cm.),
  • 67. Barroco Espanhol Pintura Bartolomé Esteban Murillo (1617-1664); José e a mulher de Potifar; 1640-45 óleo sobre tela, 197 x 254 cm Casamento da Virgem; c. 1670; 76 x 56 cm
  • 68. Barroco Espanhol Pintura Bartolomé Esteban Murillo (1617-1664); A sagrada família; 1650 Rapazes comendo uvas e melão; 1645-46, 146 x 104 cm
  • 69. Barroco Espanhol Pintura ← Bartolomé Esteban Murillo (1617-1664); Rapariga e criada; 1670, (106 x 127 cm) → Pequena vendedora de fruta; 1670-1675 (149 x 113 cm)
  • 70. Barroco Espanhol Pintura - Vélasquez ← O aguadeiro de Sevilha; óleo sobre tela → Papa Inocêncio X; 1649-50; óleo sobre tela
  • 71. Barroco Espanhol Pintura - Vélasquez As meninas; 1656; óleo sobre tela, 318x276cm A dama de honra, Dona María Agustina Sarmiento
  • 72. Barroco Espanhol Pintura - Vélasquez ← A infanta Margarida; 1656; óleo sobre tela → Filipe IV c. 210 x 102 cm; óleo sobre tela
  • 73. Barroco Espanhol Pintura - Vélasquez Vénus do espelho; óleo sobre tela
  • 74. Barroco Espanhol Características gerais Arquitetura: Mais originalidade e ousadia Influência árabe – Churriguerismo (excesso decorativo) Escultura Temas essencialmente religiosos Misticismo Naturalismo ascético (abstenção dos prazeres) Pintura Influência italiana ´Maior naturalismo e realismo
  • 76. Barroco Português Arquitetura Igreja de Sta Engrácia (Panteão Nacional); Lisboa, 1682-1996; João Nunes Tinoco e João Antunes
  • 77. Barroco Português Arquitetura Igreja do Senhor da Cruz, Barcelos; 1698; João Antunes (1643-1712).João Nunes Tinoco e João Antunes
  • 78. Barroco Português Arquitetura Igreja do Senhor da Pedra, Óbidos; 1740; Rodrigo Franco
  • 79. Barroco Português Arquitetura Igreja do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, Matosinhos; Nicolau Nasoni, 1743
  • 80. Barroco Português Arquitetura Igreja da Misericórdia, Porto, Nicolau Nasoni
  • 81. Barroco Português Arquitetura Igreja de S. Pedro dos Clérigos e Torre dos Clérigos; 1731-63, Porto, de Nicolau Nasoni
  • 82. Barroco Português Arquitetura Paço Episcopal do Bispo do Porto; Nicolau Nasoni Palácio do Freixo, Porto, Nicolau Nasoni
  • 83. Barroco Português Arquitetura Solar de Mateus, Vila Real; Nicolau Nasoni
  • 84. Barroco Português Arquitetura Palácio de Fronteira, Lisboa; séc. XVII
  • 85. Barroco Português Escultura ← Manuel Pereira, Sra do Rosário, Igreja de S. Domingos de Benfica → Mestres barristas de Alcobaça; Retábulo da morte de S. Bernardo, barro policromado e pedra
  • 86. Barroco Português Escultura Frei Ciprano da Cruz Sousa (1645-1716) Senhora da Piedade; madeira policromada
  • 87. Barroco Português Escultura Frei Ciprano da Cruz Sousa (1645-1716) Santa Catarina
  • 88. Barroco Português Escultura ← Luís Chiari, Igreja de S. Francisco, Porto → Miguel Francisco da Silva; Igreja de Sta Clara; Porto
  • 89. Barroco Português Pintura ← Domingos Vieira, O Escuro; Retrato de D. Isabel de Moura , 1635 Museu Nacional de Arte Antiga → Lopo Furtado de Mendonça 1635 Museu Nacional de Arte Antiga
  • 90. Barroco Português Pintura Josefa de Óbidos (Josefa de Ayala Figueira), 1630 – 1684; S. Francisco de Assis e Santa Clara Adorando o Menino Jesus; 1647, óleo sobre cobre, 25,5 x 34,5 cm, Colecção Particular , Lisboa, Portugal
  • 91. Barroco Português Pintura Josefa de Óbidos, 1630 – 1684 , O Menino Jesus Salvador do Mundo 1673, óleo sobre tela, 95 x 116,5 cm, Igreja Matriz, Cascais
  • 92. Barroco Português Pintura Josefa de Óbidos, 1630 – 1684 , Cordeiro Pascal, c. 1660-70, óleo sobre tela 88 x 116 cm , Museu Regional Évora, Portugal
  • 93. Barroco Português Pintura Josefa de Óbidos, 1630 – 1684, Natureza Morta com Doces e Barros, 1676, óleo sobre tela, 80 x 60 cm, Biblioteca Municipal Braamcamp Freire, Santarém,
  • 94. Barroco Português Pintura ← Francisco Vieira de Matos (Vieira Lusitano), 1699-1775, D. Lourenço de Lencastre, c.1750, Museu Nacional de Arte Antiga → Santo Agostinho Calcando aos Pés a Heresia 1770, óleo sobre tela, Museu Nacional de Arte Antiga
  • 95. Barroco Português Pintura ← D. Tomás de Almeida, Vieira Lusitano → Retrato da Infanta D. Maria Francisca Isabel Josefa. Autor, Vieira Lusitano
  • 96. Barroco Português Pintura Domenico Duprá; retrato de D. João V para o Palácio Ducal de Vila Viçosa Retrato do Infante D. Pedro e de D. Maria Bárbara; Tecto da sala dos Tudescos do Palácio Ducal de Vila Viçosa
  • 97. Barroco Português Pintura de Azulejaria Alegoria Eucaristica, terceiro quartel do século xvii, Palácio Marquês de Fronteira, 1670, Lisboa
  • 98. Barroco Português Pintura de Azulejaria Cortejo de Anfitrite e Neptuno, Museu Nacional do Azulejo
  • 99. Barroco Português Pintura de Azulejaria Séc. XVII – Museu da rainha D. Leonor, Beja
  • 100. Barroco Português Pintura de Azulejaria Willem van der Kloet (1708) transepto da Igreja da Nossa Senhora da Nazaré; Nazaré Séc. XVII (entre 1729 a 1731) , Sé do Porto
  • 101. Barroco Português Características gerais Arquitetura: Palácios, solares e igrejas Arquitectos portugueses e estrangeiros (ex: Nasoni) • Caraterísticas nacionais + elementos internacionais Palácios: modelo francês Escultura Influências espanholas e francesa Talha dourada e policromada nas igrejas Reinado de D. João V – escola de Mafra)
  • 102. Barroco Português Características gerais Pintura Tardia Ponto alto: reinado de D. João V Influências: • De Espanha • De Caravaggio • Obras importadas Domingos Vieira e Vieira Lusitano Azulejo pintado
  • 103. Objetivos Distinguir os diferentes estilos europeus Identificar os os principais artistas do barroco europeu Caracterizar o barroco português Identificar os principais artistas ligados ao barroco português Identificar os principais edifícios do barroco