SlideShare uma empresa Scribd logo
ARQUITETURA CLÁSSICA
Grupo:
Iara Melo de Almeida
Jéssica Grancia de Andrade
Lucas Henrique Barbosa da Silva
Sheylla Karollyne
Remir Ferreira
Roma e Grécia
ROMA
 Os romanos foram os "durões‟ do mundo antigo: práticos, trabalhadores, belicosos. Conquistaram todo o
mundo ocidental conhecido, ligaram suas extensas regiões por meio de uma rede de excelentes estradas e deram às
suas grandes cidades água corrente trazida de colinas e montanhas a mais de 80 km de distância por meio de
grandes aquedutos. Ofereceram banhos públicos, lavatórios públicos, esgoto e transporte público. Construíram
blocos de apartamento (insulae ou ilhas) feitos originalmente de madeira e tijolos de barro, mais tarde, de concreto,
chegando à altura de oito andares. Fizeram grande uso de aquecimento subterrâneo e, de modo geral, seus edifícios
e sua infraestrutura de engenharia foram superiores aos até então conhecidos e permaneceram insuperáveis muitos
séculos após a queda do Império Romano, em 476 d.C." (GLANCEY, 2001, p. 30)Se destacaram pela sua
pluralidade de programas, construindo edifícios cívicos e religiosos, domésticos, de infraestrutura e de lazer.
Desenvolveram novos sistemas construtivos, como os arcos e abóbadas, e determinavam sua forma monumental
atravez da produção de textos normativos, conhecidos como tratado, como por exemplo o Tratado de Virtruvius.
ROMA
 Caracterizas Principais:
 Solidez nas construções (características que herdaram dos etruscos);
 Uso de Arco nas construções;
 Uso de Abóboda (Construção em forma de arco que preenche espaços
entre arcos, muros e outros tipos de espaços);
 Construções sóbrias, funcionais e luxuosas;
 A monumentalidade;
PRINCIPAIS CONSTRUÇÕES
DA ROMA
 Aquedutos
Os arcos romanos destacam-se
como elemento predominante
na estrutura dos aquedutos.
Graças a eles, era possível levar
água para o abastecimento de
praticamente qualquer lugar,
superando diversas condições
de terreno e declive territorial.
A técnica de construção desses
arcos não foi criada pelos
romanos (os etruscos levam o
crédito).
AQUEDUTOS
Aqueduto dos milagres em Mérida- Mais alto
TERMAS As termas romanos eram edifícios para
banhos públicos e constituíam um ponto de
encontro muito freqüentado pelos romanos,
principalmente no período imperial.
Possuíam local separado para vestiário,
piscina, banho quente, frio e com
temperatura intermediária, além de locais
para exercícios, jardins e até bibliotecas. Os
primeiros edifícios termais datam do século
I a.C. As Termas de Caracala foram
inauguradas em 216 d.C. e são consideradas
a maior construção do tipo.
PANTEÃO
 A Construção mais importante
para os Romanos é o Panteão, um
templo destinado para os cultos de
todos os deuses. Uma construção
monumental, composta por um
vasto ambiente interno e com uma
cúpula semi esférica de 43 metros de
diâmetro, deixando visível não só a
preocupação com os aspectos
exteriores, mas também com os
espaços e a beleza interna.
 A basílica era o principal lugar público do encontro coberto e era usada para muitas funções -
tribunal, espaço para comércio e sala de reuniões. Foi a base das primeiras igrejas cristãs importantes. A
basílica apresenta uma característica inconfundível: a planta retangular dividida em várias colunatas. Os
telhados eram de armação de madeira, em vez de abóbadas de alvenaria, mais por motivos de
comodidade e tradição que por necessidade técnica, o que as expunha a graves incêndios.
BASÍLICA
 Com o uso de fileiras de arcos
sobrepostos, os Romanos, o contrario dos
Gregos, não precisavam mais construir
seus anfiteatros nas encostas de morros e
colinas e também não precisavam ser mais
semi esféricos tomando a forma elíptica. O
mais famoso Anfiteatro Romano é o
Coliseu, com capacidade para 50.000
espectadores
COLISEU
 Outra Construção típica dos
Romanos é o Arco do Triunfo,
que era um monumento para
lembrar as conquistas romanas
nas guerras. Um exemplo é o
Arco de Tito (106 - 103 d.C.) em
Roma.
ARCO DO TRIUNFO
 Na sociedade romana, muito mais que na grega,
tem importância, também do ponto de vista
arquitetônico, a habitação particular com os seus
vários tipos, graduados segundo o prestígio social e
as possibilidades econômicas dos cidadãos: vai do
palácio imperial (enorme, complexo, dotado de
grandes jardins, como a Domus Aurea de Nero), à
casa urbana senhorial, e o casario de antigüidade
Clássica: apartamentos de aluguel, de vários andares
(muitos deles conservados em Óstia).
HABITAÇÃO
REFERÊNCIAS
http://torturaarquitetonica.blogspot.com.br/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Arquitetura_da_Roma_Antiga
http://www.histeo.dec.ufms.br/aulas/teoriaI/07%20Roma.pdf
http://pt.wikipedia.org/wiki/Arquitetura_da_Roma_Antiga
GRÉCIA
ARQUITETURA GREGA
Os Gregos eram politeísta,
acreditavam em vários Deuses
ARQUITETURA GREGA
Por isso construíam vários
templos para abrigar as esculturas
dos Deuses que admiravam
A arquitetura grega é estática,
baseado no principio construtivo
de peso e sustentação.
ARQUITETURA GREGA
Os maiores exemplos da
arquitetura grega são os templos,
que possuíam uma planta
retangular muito simples.
Os templos eram construídos em elevações e não se destinavam
aos fieis, mas sim para a moradia das divindades e em seu
interior só entravam os Sacerdotes.
ARQUITETURA GREGA
OS TEMPLOS GREGOS
Os primeiros templos foram construídos de
madeira e tijolos de barro.
ESTRUTURA
PLANIMÉTRICA
TIPOS DE
TEMPLOS(DISTRIBUIÇÃO DE
COLUNAS)
PERÍPTERO
PSEUDORÍPTERO
PROSTILO
ANFIPROSTILO
TIPOS DE TEMPLOS
(SEGUNDO NUMERO DE FILAS DE
COLONA)
MONÓPTERO
DÍPERO
PSEUDODÍPERO
TIPOS DE TEMPLOS
(SEGUNDO A NUMERO DE COLUNAS)
T E T R Á S T I L O
H E X Á S T I L O
O C T Á S T I L O
ORDEM
ARQUITETÔNICA
•Ordem Dórica (era simples e macia);
Ordem Jónica (formas mais fluídas e
leves, utilizados em templos dedicados a
divindades femininas);
•Ordem coríntia (Estilo decorativo e
trabalhado);
•Ordem Compósita (uma mistura da
ordem Jónica e Coríntia).
O R D E M D Ó R I C A
Ordem dórica – Nasceu na Grécia Continental por volta de 600 a.c;
• Possui formas geométricas e a sua decoração é quase inexistente;
• Apresenta um aspecto sóbrio, pesado e maciço, traduzindo assim a forma do homem;
• O fuste é robusto e com caneluras em aresta viva;
• capitel extremamente simples e geométrico, com forma de almofada.
O R D E M D Ó R I C A
PARTENON: Construído na acrópole de Atenas por ordem de Péricles.
Arquitetos: Ictinos e Calícrates.
Escultor principal: Fídias.
Data: séc. V a.c. (447-438 a.C.)
O R D E M J Ó N I C A
Ordem jónica – Nasceu na jónia no séc. VI a.C.;
• Difere da ordem anterior nas proporções de todos elementos e na decoração mais abundante da colu
• Pelas suas dimensões e formas mais esbeltas , traduz a forma da mulher;
• Possui um fuste mais longo, com caneluras semicilíndricas e em maior numero que na ordem dórica
Templo de Atena Niké, contruído na
acrópole de Atenas por ordem de
Péricles. Data: sec. V a.C.
O R D E M J Ó N I C A
Em alguns casos, as colunas jónicas
podem ser substituídas por
cariátides, como no Erecteion (421-
406 a.C.), na acrópole de Atenas.
O R D E M C O R I N T I O
Ordem coríntia – Apenas apareceu no fina do séc. V a.C. e é uma derivação da ordem jónica
resultado do seu enriquecimento decorativo;
• Possuía um capitel com forma de sino invertido, decorado com folhas de acanto;
• A sua base era mais trabalhada e simboliza a ambição, a riqueza, o poder, o luxo e a
ostentação.
O R D E M C O R I N T I O
Templo de Zeus, em Atenas,
sécs. VI– IV. A.C.
REFERÊNCIAS
Vídeo Youtube
https://www.youtube.com/watch?v=sN7MdzN_f_c
http://pt.slideshare.net/abaj/arquitetura-grega-9676934

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arquitetura grega
Arquitetura gregaArquitetura grega
Arquitetura grega
Ana Barreiros
 
Arquitetura romana i
Arquitetura romana iArquitetura romana i
Arquitetura romana i
Ana Barreiros
 
Cultura do Senado - Arquitectura romana
Cultura do Senado - Arquitectura romanaCultura do Senado - Arquitectura romana
Cultura do Senado - Arquitectura romana
Carlos Vieira
 
Arquitetura Romana
Arquitetura RomanaArquitetura Romana
Arquitetura Romana
Duarte Súcia
 
Aula 8 arte e arquitetura egito [revisado em 130414]
Aula 8 arte e arquitetura egito [revisado em 130414]Aula 8 arte e arquitetura egito [revisado em 130414]
Aula 8 arte e arquitetura egito [revisado em 130414]
glauci coelho
 
A arte e o urbanismo romano
A arte e o urbanismo romanoA arte e o urbanismo romano
A arte e o urbanismo romano
Maria Gomes
 
Módulo 2 arquitetura romana
Módulo 2   arquitetura romanaMódulo 2   arquitetura romana
Módulo 2 arquitetura romana
Carla Freitas
 
Grécia e roma (Prof. Thays Zenkner)
Grécia e roma (Prof. Thays Zenkner)Grécia e roma (Prof. Thays Zenkner)
Grécia e roma (Prof. Thays Zenkner)
Cintia Nogueira de Carvalho
 
Arquitetura Grega
Arquitetura GregaArquitetura Grega
Arquitetura Grega
Isis Magalhães
 
Aula 7 arte e arquitetura mesopotâmia [revisado em 121013]
Aula 7 arte e arquitetura mesopotâmia [revisado em 121013]Aula 7 arte e arquitetura mesopotâmia [revisado em 121013]
Aula 7 arte e arquitetura mesopotâmia [revisado em 121013]
glauci coelho
 
Arte grega
Arte gregaArte grega
Arte grega
Arte Educadora
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
guestcf1461dc
 
Arte Egípcia
Arte EgípciaArte Egípcia
Arte Egípcia
Maria Gomes
 
U_ARQ- Arquitetura Clássica
U_ARQ- Arquitetura ClássicaU_ARQ- Arquitetura Clássica
U_ARQ- Arquitetura Clássica
ale2405
 
Arquitetura grega
Arquitetura gregaArquitetura grega
Arquitetura grega
nadyne leite
 
Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2
Lila Donato
 
Roma arquitectura e-urbanismo ch
Roma arquitectura e-urbanismo chRoma arquitectura e-urbanismo ch
Roma arquitectura e-urbanismo ch
Cristina Santos
 
Módulo 3 - Arquitetura pré-românica
Módulo 3 - Arquitetura pré-românicaMódulo 3 - Arquitetura pré-românica
Módulo 3 - Arquitetura pré-românica
Carla Freitas
 
2.da era cristã ao período bizantino
2.da era cristã ao período bizantino2.da era cristã ao período bizantino
2.da era cristã ao período bizantino
Ana Barreiros
 
Arte grega arquitectura
Arte grega   arquitecturaArte grega   arquitectura
Arte grega arquitectura
Isabel Ribeiro
 

Mais procurados (20)

Arquitetura grega
Arquitetura gregaArquitetura grega
Arquitetura grega
 
Arquitetura romana i
Arquitetura romana iArquitetura romana i
Arquitetura romana i
 
Cultura do Senado - Arquitectura romana
Cultura do Senado - Arquitectura romanaCultura do Senado - Arquitectura romana
Cultura do Senado - Arquitectura romana
 
Arquitetura Romana
Arquitetura RomanaArquitetura Romana
Arquitetura Romana
 
Aula 8 arte e arquitetura egito [revisado em 130414]
Aula 8 arte e arquitetura egito [revisado em 130414]Aula 8 arte e arquitetura egito [revisado em 130414]
Aula 8 arte e arquitetura egito [revisado em 130414]
 
A arte e o urbanismo romano
A arte e o urbanismo romanoA arte e o urbanismo romano
A arte e o urbanismo romano
 
Módulo 2 arquitetura romana
Módulo 2   arquitetura romanaMódulo 2   arquitetura romana
Módulo 2 arquitetura romana
 
Grécia e roma (Prof. Thays Zenkner)
Grécia e roma (Prof. Thays Zenkner)Grécia e roma (Prof. Thays Zenkner)
Grécia e roma (Prof. Thays Zenkner)
 
Arquitetura Grega
Arquitetura GregaArquitetura Grega
Arquitetura Grega
 
Aula 7 arte e arquitetura mesopotâmia [revisado em 121013]
Aula 7 arte e arquitetura mesopotâmia [revisado em 121013]Aula 7 arte e arquitetura mesopotâmia [revisado em 121013]
Aula 7 arte e arquitetura mesopotâmia [revisado em 121013]
 
Arte grega
Arte gregaArte grega
Arte grega
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
 
Arte Egípcia
Arte EgípciaArte Egípcia
Arte Egípcia
 
U_ARQ- Arquitetura Clássica
U_ARQ- Arquitetura ClássicaU_ARQ- Arquitetura Clássica
U_ARQ- Arquitetura Clássica
 
Arquitetura grega
Arquitetura gregaArquitetura grega
Arquitetura grega
 
Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2
 
Roma arquitectura e-urbanismo ch
Roma arquitectura e-urbanismo chRoma arquitectura e-urbanismo ch
Roma arquitectura e-urbanismo ch
 
Módulo 3 - Arquitetura pré-românica
Módulo 3 - Arquitetura pré-românicaMódulo 3 - Arquitetura pré-românica
Módulo 3 - Arquitetura pré-românica
 
2.da era cristã ao período bizantino
2.da era cristã ao período bizantino2.da era cristã ao período bizantino
2.da era cristã ao período bizantino
 
Arte grega arquitectura
Arte grega   arquitecturaArte grega   arquitectura
Arte grega arquitectura
 

Destaque

Arte Clássica
Arte ClássicaArte Clássica
Arte Clássica
CPH
 
Tectônica de placas
Tectônica de placasTectônica de placas
Tectônica de placas
Iala Almeida
 
aism
 aism aism
Buoyage & chart symbols
Buoyage & chart symbolsBuoyage & chart symbols
Buoyage & chart symbols
Candi Abbott
 
IALA Buoyage System and Visual Aids to Navigation
IALA Buoyage System and Visual Aids to NavigationIALA Buoyage System and Visual Aids to Navigation
IALA Buoyage System and Visual Aids to Navigation
Learnmarine
 
Arte classica
Arte classicaArte classica
Arte classica
frazao
 
Trabalho de coberturas
Trabalho de coberturasTrabalho de coberturas
Trabalho de coberturas
Iala Almeida
 
Arquitetura moderna
Arquitetura modernaArquitetura moderna
Arquitetura moderna
Daniela Radavelli
 
U arq arquitetura clássica - grupo 2013-01
U arq  arquitetura clássica - grupo 2013-01U arq  arquitetura clássica - grupo 2013-01
U arq arquitetura clássica - grupo 2013-01
010174
 
U arq arquitetura clássica - grupo 2013-01
U arq  arquitetura clássica - grupo 2013-01U arq  arquitetura clássica - grupo 2013-01
U arq arquitetura clássica - grupo 2013-01
010174
 
Annie leibovitz
Annie leibovitzAnnie leibovitz
Annie leibovitz
donimaciel
 
U_ARQ - Yukio Futagawa - João Carlos Pigozzi Saba
U_ARQ - Yukio Futagawa - João Carlos Pigozzi SabaU_ARQ - Yukio Futagawa - João Carlos Pigozzi Saba
U_ARQ - Yukio Futagawa - João Carlos Pigozzi Saba
jcpsaba
 
U arqu atualizado
U arqu  atualizadoU arqu  atualizado
U arqu atualizado
crislalves
 
Arquitetura Clássica atualmente
Arquitetura Clássica atualmenteArquitetura Clássica atualmente
Arquitetura Clássica atualmente
Rafaela Picolotto
 
Señales del mar
Señales del marSeñales del mar
Señales del mar
escuela21de14
 
Tipos de señales
Tipos de señalesTipos de señales
Tipos de señales
Aliposgrado
 
Análise da transferência de calor em paredes compostas por diferentes materiais
Análise da transferência de calor em paredes compostas por diferentes materiaisAnálise da transferência de calor em paredes compostas por diferentes materiais
Análise da transferência de calor em paredes compostas por diferentes materiais
Iala Almeida
 
Catálogo Boyas y Balizas Almarin 2015
Catálogo Boyas y Balizas Almarin 2015Catálogo Boyas y Balizas Almarin 2015
Catálogo Boyas y Balizas Almarin 2015
ALMARIN
 
Arte Gótica - por Maísa da Silva Fernandes
Arte Gótica - por  Maísa da Silva FernandesArte Gótica - por  Maísa da Silva Fernandes
Arte Gótica - por Maísa da Silva Fernandes
Maísa Fernandes
 
Arcos do triunfo
Arcos do triunfoArcos do triunfo
Arcos do triunfo
Carlos Vieira
 

Destaque (20)

Arte Clássica
Arte ClássicaArte Clássica
Arte Clássica
 
Tectônica de placas
Tectônica de placasTectônica de placas
Tectônica de placas
 
aism
 aism aism
aism
 
Buoyage & chart symbols
Buoyage & chart symbolsBuoyage & chart symbols
Buoyage & chart symbols
 
IALA Buoyage System and Visual Aids to Navigation
IALA Buoyage System and Visual Aids to NavigationIALA Buoyage System and Visual Aids to Navigation
IALA Buoyage System and Visual Aids to Navigation
 
Arte classica
Arte classicaArte classica
Arte classica
 
Trabalho de coberturas
Trabalho de coberturasTrabalho de coberturas
Trabalho de coberturas
 
Arquitetura moderna
Arquitetura modernaArquitetura moderna
Arquitetura moderna
 
U arq arquitetura clássica - grupo 2013-01
U arq  arquitetura clássica - grupo 2013-01U arq  arquitetura clássica - grupo 2013-01
U arq arquitetura clássica - grupo 2013-01
 
U arq arquitetura clássica - grupo 2013-01
U arq  arquitetura clássica - grupo 2013-01U arq  arquitetura clássica - grupo 2013-01
U arq arquitetura clássica - grupo 2013-01
 
Annie leibovitz
Annie leibovitzAnnie leibovitz
Annie leibovitz
 
U_ARQ - Yukio Futagawa - João Carlos Pigozzi Saba
U_ARQ - Yukio Futagawa - João Carlos Pigozzi SabaU_ARQ - Yukio Futagawa - João Carlos Pigozzi Saba
U_ARQ - Yukio Futagawa - João Carlos Pigozzi Saba
 
U arqu atualizado
U arqu  atualizadoU arqu  atualizado
U arqu atualizado
 
Arquitetura Clássica atualmente
Arquitetura Clássica atualmenteArquitetura Clássica atualmente
Arquitetura Clássica atualmente
 
Señales del mar
Señales del marSeñales del mar
Señales del mar
 
Tipos de señales
Tipos de señalesTipos de señales
Tipos de señales
 
Análise da transferência de calor em paredes compostas por diferentes materiais
Análise da transferência de calor em paredes compostas por diferentes materiaisAnálise da transferência de calor em paredes compostas por diferentes materiais
Análise da transferência de calor em paredes compostas por diferentes materiais
 
Catálogo Boyas y Balizas Almarin 2015
Catálogo Boyas y Balizas Almarin 2015Catálogo Boyas y Balizas Almarin 2015
Catálogo Boyas y Balizas Almarin 2015
 
Arte Gótica - por Maísa da Silva Fernandes
Arte Gótica - por  Maísa da Silva FernandesArte Gótica - por  Maísa da Silva Fernandes
Arte Gótica - por Maísa da Silva Fernandes
 
Arcos do triunfo
Arcos do triunfoArcos do triunfo
Arcos do triunfo
 

Semelhante a Arquitetura classica

Módulo 2 a arte
Módulo 2   a arteMódulo 2   a arte
Módulo 2 a arte
cattonia
 
Arte romana 2019
Arte romana 2019Arte romana 2019
Arte romana 2019
CLEBER LUIS DAMACENO
 
4 arte romana 2020
4 arte romana 20204 arte romana 2020
4 arte romana 2020
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
CLEBER LUIS DAMACENO
 
A ARTE NO EGITO arquitetura.pdf
A ARTE NO EGITO arquitetura.pdfA ARTE NO EGITO arquitetura.pdf
A ARTE NO EGITO arquitetura.pdf
ssuserb5a19b
 
Prehistoria grécia roma egito
Prehistoria grécia roma egitoPrehistoria grécia roma egito
Prehistoria grécia roma egito
Barbara Sabino
 
Final Trabalho Grécia e Roma ariana, caio, ana claúdia e eduardo
Final Trabalho Grécia e Roma   ariana, caio, ana claúdia e eduardoFinal Trabalho Grécia e Roma   ariana, caio, ana claúdia e eduardo
Final Trabalho Grécia e Roma ariana, caio, ana claúdia e eduardo
Ariana Vieira
 
54405582 aula-06-arquitetura-romana
54405582 aula-06-arquitetura-romana54405582 aula-06-arquitetura-romana
54405582 aula-06-arquitetura-romana
Felix Silva
 
Resumao prova8
Resumao prova8Resumao prova8
Resumao prova8
Rafael Ribeiro
 
Roma
RomaRoma
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
lazaro12r
 
A Arte em Roma
A Arte em RomaA Arte em Roma
A Arte em Roma
Cinthya Nascimento
 
A arte em roma
A arte em romaA arte em roma
A arte em roma
Rafael Carvalho
 
Antiguidade clássica romanos
Antiguidade clássica   romanosAntiguidade clássica   romanos
Antiguidade clássica romanos
Maiara Giordani
 
A arte romana
A arte romana A arte romana
A arte romana
cabee1995
 
Arquitetura e engenharia Roma Antiga
Arquitetura e engenharia Roma AntigaArquitetura e engenharia Roma Antiga
Arquitetura e engenharia Roma Antiga
Amanda Barp
 
m2-a-cultura-do-senado.pdf
m2-a-cultura-do-senado.pdfm2-a-cultura-do-senado.pdf
m2-a-cultura-do-senado.pdf
Tânia Marques André
 
Seminário hist. paisagismo - parte 2
Seminário   hist. paisagismo - parte 2Seminário   hist. paisagismo - parte 2
Seminário hist. paisagismo - parte 2
Ariana Vieira
 
Cultura Romana
Cultura RomanaCultura Romana
Cultura Romana
João França
 
O Modelo Romano - a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
O Modelo Romano -   a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...O Modelo Romano -   a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
O Modelo Romano - a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
Núcleo de Estágio ESL 2014-2015
 

Semelhante a Arquitetura classica (20)

Módulo 2 a arte
Módulo 2   a arteMódulo 2   a arte
Módulo 2 a arte
 
Arte romana 2019
Arte romana 2019Arte romana 2019
Arte romana 2019
 
4 arte romana 2020
4 arte romana 20204 arte romana 2020
4 arte romana 2020
 
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
Arte romana , 1º ano Novo Colégio.
 
A ARTE NO EGITO arquitetura.pdf
A ARTE NO EGITO arquitetura.pdfA ARTE NO EGITO arquitetura.pdf
A ARTE NO EGITO arquitetura.pdf
 
Prehistoria grécia roma egito
Prehistoria grécia roma egitoPrehistoria grécia roma egito
Prehistoria grécia roma egito
 
Final Trabalho Grécia e Roma ariana, caio, ana claúdia e eduardo
Final Trabalho Grécia e Roma   ariana, caio, ana claúdia e eduardoFinal Trabalho Grécia e Roma   ariana, caio, ana claúdia e eduardo
Final Trabalho Grécia e Roma ariana, caio, ana claúdia e eduardo
 
54405582 aula-06-arquitetura-romana
54405582 aula-06-arquitetura-romana54405582 aula-06-arquitetura-romana
54405582 aula-06-arquitetura-romana
 
Resumao prova8
Resumao prova8Resumao prova8
Resumao prova8
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
A Arte em Roma
A Arte em RomaA Arte em Roma
A Arte em Roma
 
A arte em roma
A arte em romaA arte em roma
A arte em roma
 
Antiguidade clássica romanos
Antiguidade clássica   romanosAntiguidade clássica   romanos
Antiguidade clássica romanos
 
A arte romana
A arte romana A arte romana
A arte romana
 
Arquitetura e engenharia Roma Antiga
Arquitetura e engenharia Roma AntigaArquitetura e engenharia Roma Antiga
Arquitetura e engenharia Roma Antiga
 
m2-a-cultura-do-senado.pdf
m2-a-cultura-do-senado.pdfm2-a-cultura-do-senado.pdf
m2-a-cultura-do-senado.pdf
 
Seminário hist. paisagismo - parte 2
Seminário   hist. paisagismo - parte 2Seminário   hist. paisagismo - parte 2
Seminário hist. paisagismo - parte 2
 
Cultura Romana
Cultura RomanaCultura Romana
Cultura Romana
 
O Modelo Romano - a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
O Modelo Romano -   a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...O Modelo Romano -   a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
O Modelo Romano - a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
 

Arquitetura classica

  • 1. ARQUITETURA CLÁSSICA Grupo: Iara Melo de Almeida Jéssica Grancia de Andrade Lucas Henrique Barbosa da Silva Sheylla Karollyne Remir Ferreira Roma e Grécia
  • 2. ROMA  Os romanos foram os "durões‟ do mundo antigo: práticos, trabalhadores, belicosos. Conquistaram todo o mundo ocidental conhecido, ligaram suas extensas regiões por meio de uma rede de excelentes estradas e deram às suas grandes cidades água corrente trazida de colinas e montanhas a mais de 80 km de distância por meio de grandes aquedutos. Ofereceram banhos públicos, lavatórios públicos, esgoto e transporte público. Construíram blocos de apartamento (insulae ou ilhas) feitos originalmente de madeira e tijolos de barro, mais tarde, de concreto, chegando à altura de oito andares. Fizeram grande uso de aquecimento subterrâneo e, de modo geral, seus edifícios e sua infraestrutura de engenharia foram superiores aos até então conhecidos e permaneceram insuperáveis muitos séculos após a queda do Império Romano, em 476 d.C." (GLANCEY, 2001, p. 30)Se destacaram pela sua pluralidade de programas, construindo edifícios cívicos e religiosos, domésticos, de infraestrutura e de lazer. Desenvolveram novos sistemas construtivos, como os arcos e abóbadas, e determinavam sua forma monumental atravez da produção de textos normativos, conhecidos como tratado, como por exemplo o Tratado de Virtruvius.
  • 3. ROMA  Caracterizas Principais:  Solidez nas construções (características que herdaram dos etruscos);  Uso de Arco nas construções;  Uso de Abóboda (Construção em forma de arco que preenche espaços entre arcos, muros e outros tipos de espaços);  Construções sóbrias, funcionais e luxuosas;  A monumentalidade;
  • 4. PRINCIPAIS CONSTRUÇÕES DA ROMA  Aquedutos Os arcos romanos destacam-se como elemento predominante na estrutura dos aquedutos. Graças a eles, era possível levar água para o abastecimento de praticamente qualquer lugar, superando diversas condições de terreno e declive territorial. A técnica de construção desses arcos não foi criada pelos romanos (os etruscos levam o crédito).
  • 5. AQUEDUTOS Aqueduto dos milagres em Mérida- Mais alto
  • 6. TERMAS As termas romanos eram edifícios para banhos públicos e constituíam um ponto de encontro muito freqüentado pelos romanos, principalmente no período imperial. Possuíam local separado para vestiário, piscina, banho quente, frio e com temperatura intermediária, além de locais para exercícios, jardins e até bibliotecas. Os primeiros edifícios termais datam do século I a.C. As Termas de Caracala foram inauguradas em 216 d.C. e são consideradas a maior construção do tipo.
  • 7. PANTEÃO  A Construção mais importante para os Romanos é o Panteão, um templo destinado para os cultos de todos os deuses. Uma construção monumental, composta por um vasto ambiente interno e com uma cúpula semi esférica de 43 metros de diâmetro, deixando visível não só a preocupação com os aspectos exteriores, mas também com os espaços e a beleza interna.
  • 8.  A basílica era o principal lugar público do encontro coberto e era usada para muitas funções - tribunal, espaço para comércio e sala de reuniões. Foi a base das primeiras igrejas cristãs importantes. A basílica apresenta uma característica inconfundível: a planta retangular dividida em várias colunatas. Os telhados eram de armação de madeira, em vez de abóbadas de alvenaria, mais por motivos de comodidade e tradição que por necessidade técnica, o que as expunha a graves incêndios. BASÍLICA
  • 9.  Com o uso de fileiras de arcos sobrepostos, os Romanos, o contrario dos Gregos, não precisavam mais construir seus anfiteatros nas encostas de morros e colinas e também não precisavam ser mais semi esféricos tomando a forma elíptica. O mais famoso Anfiteatro Romano é o Coliseu, com capacidade para 50.000 espectadores COLISEU
  • 10.  Outra Construção típica dos Romanos é o Arco do Triunfo, que era um monumento para lembrar as conquistas romanas nas guerras. Um exemplo é o Arco de Tito (106 - 103 d.C.) em Roma. ARCO DO TRIUNFO
  • 11.  Na sociedade romana, muito mais que na grega, tem importância, também do ponto de vista arquitetônico, a habitação particular com os seus vários tipos, graduados segundo o prestígio social e as possibilidades econômicas dos cidadãos: vai do palácio imperial (enorme, complexo, dotado de grandes jardins, como a Domus Aurea de Nero), à casa urbana senhorial, e o casario de antigüidade Clássica: apartamentos de aluguel, de vários andares (muitos deles conservados em Óstia). HABITAÇÃO
  • 14. Os Gregos eram politeísta, acreditavam em vários Deuses ARQUITETURA GREGA Por isso construíam vários templos para abrigar as esculturas dos Deuses que admiravam
  • 15. A arquitetura grega é estática, baseado no principio construtivo de peso e sustentação. ARQUITETURA GREGA Os maiores exemplos da arquitetura grega são os templos, que possuíam uma planta retangular muito simples.
  • 16. Os templos eram construídos em elevações e não se destinavam aos fieis, mas sim para a moradia das divindades e em seu interior só entravam os Sacerdotes. ARQUITETURA GREGA
  • 18. Os primeiros templos foram construídos de madeira e tijolos de barro.
  • 24. TIPOS DE TEMPLOS (SEGUNDO NUMERO DE FILAS DE COLONA) MONÓPTERO DÍPERO PSEUDODÍPERO
  • 25. TIPOS DE TEMPLOS (SEGUNDO A NUMERO DE COLUNAS) T E T R Á S T I L O H E X Á S T I L O O C T Á S T I L O
  • 26. ORDEM ARQUITETÔNICA •Ordem Dórica (era simples e macia); Ordem Jónica (formas mais fluídas e leves, utilizados em templos dedicados a divindades femininas); •Ordem coríntia (Estilo decorativo e trabalhado); •Ordem Compósita (uma mistura da ordem Jónica e Coríntia).
  • 27. O R D E M D Ó R I C A Ordem dórica – Nasceu na Grécia Continental por volta de 600 a.c; • Possui formas geométricas e a sua decoração é quase inexistente; • Apresenta um aspecto sóbrio, pesado e maciço, traduzindo assim a forma do homem; • O fuste é robusto e com caneluras em aresta viva; • capitel extremamente simples e geométrico, com forma de almofada.
  • 28. O R D E M D Ó R I C A PARTENON: Construído na acrópole de Atenas por ordem de Péricles. Arquitetos: Ictinos e Calícrates. Escultor principal: Fídias. Data: séc. V a.c. (447-438 a.C.)
  • 29. O R D E M J Ó N I C A Ordem jónica – Nasceu na jónia no séc. VI a.C.; • Difere da ordem anterior nas proporções de todos elementos e na decoração mais abundante da colu • Pelas suas dimensões e formas mais esbeltas , traduz a forma da mulher; • Possui um fuste mais longo, com caneluras semicilíndricas e em maior numero que na ordem dórica
  • 30. Templo de Atena Niké, contruído na acrópole de Atenas por ordem de Péricles. Data: sec. V a.C. O R D E M J Ó N I C A Em alguns casos, as colunas jónicas podem ser substituídas por cariátides, como no Erecteion (421- 406 a.C.), na acrópole de Atenas.
  • 31. O R D E M C O R I N T I O Ordem coríntia – Apenas apareceu no fina do séc. V a.C. e é uma derivação da ordem jónica resultado do seu enriquecimento decorativo; • Possuía um capitel com forma de sino invertido, decorado com folhas de acanto; • A sua base era mais trabalhada e simboliza a ambição, a riqueza, o poder, o luxo e a ostentação.
  • 32. O R D E M C O R I N T I O Templo de Zeus, em Atenas, sécs. VI– IV. A.C.