SlideShare uma empresa Scribd logo
PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
MANUAL PARA MANIPULADORES DE
ALIMENTOS
CARTILHA 01
MANUAL PARA MANIPULADORES DE
ALIMENTOS
CARTILHA 01
ELABORAÇÃO :
Anita Moreira Ramos - Nutricionista
Rosana Oliveira Spindola - Nutricionista
APOIO:
Ministério da Saúde
TERESINA – PI
2006
SUMÁRIO
1. APRESENTAÇÃO
2. NOÇÃO SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
3. PREPRARAÇÃO DE ALIMENTOS SEGUROS
4. H IGIENE PESSOAL
• H IGIENE COORPORAL
• H IGIENE DAS MÃOS
5. H IGIENE DO LOCAL DE TRABALHO
6. CUIDADOS COM OS ALIMENTOS
7. DOENÇA TRANSMITIDA POR ALIMENTOS
8. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA
OBS: Colocar numeração
APRESENTAÇÃO
Para se ter uma alimentação saudável, é necessário conhecer o alimento com o
seu valor nutritivo como também os cuidados com a higiene pessoal, do ambiente e
do próprio alimento.
Todos os manipuladores de alimentos precisam conhecer essas informações
que são importantes para nossa saúde e que precisam ser usadas no dia-a-dia.
NOÇÕES SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
ALIMENTO: É toda substância que após ser ingerida tenha uma função dentro
do organismo.
NUTRIENTES: São os componentes dos alimentos, estes compreendem:as
proteínas, gorduras, açúcares (carboidratos), vitaminas, minerais e água
CARBOIDRATOS
PROTEÍNAS | GORDURAS
 /
ALIMENTO
VITAMINAS / |  MINERAIS
ÁGUA
Nosso organismo necessita de todos os NUTRIENTES, e os recebe
através da alimentação.
FUNÇÕES DOS ALIMENTOS:
ENERGÉTICO: São os alimentos que fornecem ao nosso corpo toda a energia de
que precisamos, para desempenharmos nossas atividades diárias. São as
gorduras e os açúcares.
PRINCIPAIS FONTES:
• Cereais e derivados (arroz, milho, farinha, etc.);
• Feculentos: (batata, inhame, mandioca, etc.);
• Açúcares e derivados (doce, melado, rapadura, mel, etc.);
• Óleos (soja, milho, coco, etc,.) ;
• Gorduras (banhas, manteiga, margarina).
CONSTRUTORES: São aqueles que nos fornecem maior quantidade de proteínas.
Eles ajudam a construir e reconstruir o organismo. São essenciais na formação dos
tecidos e para combater infecções.
PRINCIPAIS FONTES:
• Leite e derivados (queijo, coalhada, iogurte);
• Ovos e carnes (boi, aves, peixes,etc.);
• Leguminosas (feijão, fava, soja, amendoim, etc,.).
REGULADORES: São os alimentos que regulam o funcionamento do
organismo e dão resistência contra doenças. São as vitaminas e os sais
minerais.
PRINCIPAIS FONTES:
• Hortaliças: -alface, chuchu, pepino, tomate, maxixe, etc;
• Frutas: - banana, laranja, manga, caju, cajá, etc,.
As hortaliças e frutas são também ricas em FIBRAS, e estas são importantes para o
bom funcionamento intestinal.
ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA
Na alimentação equilibrada é necessário ter todos os nutrientes essenciais para o
nosso organismo. inclua um alimento de cada grupo em cada refeição.
Não existe nenhum alimento que contenha todos os nutrientes necessários ao
organismo, por isso precisamos comer alimentos de todos os grupos de forma
equilibrada.
OOUU......
OOUU......
OOUU......
OOUU......
++
Uma alimentação saudável influência na nossa aparência, nas nossas
emoções, na prevenção de algumas doenças e no
tratamento de outras como diabetes, colesterol alto, obesidade e
hipertensão.
O segredo é: Escolher sempre alimentos e
preparações “menos prejudiciais”
PREPRARAÇÃO DE ALIMENTOS SEGUROS
Todos os manipuladores de alimentos precisam conhecer informações sobre a
prática de medidas de higiene que devem ser utilizadas para evitar a contaminação
química, física ou microbiológica, ou por outras substâncias indesejáveis.
AS PESSOAS QUE COMEM ALIMENTOS CONTAMINADOS COM PERIGOS
BIOLÓGICOS, QUÍMICOS OU FÍSICOS PODEM SE FERIR FICAR DOENTES...
OU ATÉ MORRER
OS MICROORGANISMOS PODEM CAUSAR DOENÇAS TRANSMITIDAS POR
ALIMENTOS - D.T.A. (vide anexo).
HIGIENE DOS MANIPULADORES
Os microrganismos estão em todos os lugares e chegam aos alimentos, geralmente
pela falta de higiene pessoal, do ambiente e utensílios e também por falta de
cuidados na preparação e na distribuição dos alimentos.
1. HIGIENE PESSOAL
• Tirar barba ou bigode;
• Usar os cabelos presos ou cobertos por redes ou toucas;
• Manter roupas e aventais sempre limpos, trocando-os diariamente e sempre que
necessário;
• Não manipular alimentos quando estiver doente (ex: resfriado) ou apresentar
algum tipo de lesão nas mãos e unhas;
• Manter as unhas sempre curtas e limpas, sem esmalte e anéis;
• Não usar adornos (brincos, pulseiras, anéis, aliança, piercing, etc.);
• Evitar conversar, cantar, tossir ou espirrar sobre os alimentos, para que não caia
saliva sobre os mesmos;
• Fumar apenas em locais permitidos.
HIGIENE DAS MÃOS
LAVAR AS MÃOS COM ÁGUA E SABÃO SEMPRE:
• Ao sair do banheiro ou vestiário;
• Ao tocar o nariz, cabelo, sapatos, dinheiro e cigarro;
• Após tocar alimentos podres e estragados;
• Após carregar o lixo;
• Sempre e antes de tocar em qualquer utensílio e equipamento, ou seja, tudo
que for entrar em contato com o alimento.
Para uma boa higienização das mãos, deve-se seguir AS SEGUINTES ETAPAS:
• molhar as mãos e ante-braços;
• ividi -los por 15 a 20 segundos;
• enxaguar bem as mãos e os antebraços;
• secar as mãos com papel toalha;
• fazer anti-sepsia com álcool em gel 70% ou outro produto permitido.
USE SEMPRE ÁGUA TRATADA OU FILTRADA E FERVIDA!
Portanto ela deve ser de boa qualidade, ou seja, sem gosto, sem cheiro,
transparente e livre de microrganismos perigosos.
CUIDADO: GALÕES QUE FORAM USADOS COM PRODUTOS TÓXICOS
(QUÍMICOS) NÃO DEVEM SER REAPROVEITADOS COMO DEPÓSITO DE ÁGUA.
2-HIGIENE DO AMBIENTE DE TRABALHO
A higiene de ambientes (pisos, paredes, portas, ralos, janelas, banheiros etc.) deve
ser feita da seguinte forma:
Remover a sujeira;
Lavar com detergente;
Enxaguar;
Retirar o excesso com auxílio de rodo;
Desinfetar com solução clorada para ambientes.
Observações:
• Começar pelo alto;
• Higienizar tanques, ralos, vassouras, panos, rodo, entre outros;
• Separar os materiais para lavar o chão dos que são usados para lavar pias.
HIGIENE DOS UTENSÍLIOS E EQUIPAMENTOS
Tudo aquilo que entra em contatos com os alimentos deve ser bem
higienizado. Por isso deve ser feita a etapa da limpeza e desinfecção.
IMPORTANTE;
Os utensílios devem ser guardados em local limpo seco e protegidos de
poeiras, insetos e outros animais.
IMPORTANTE:
• A carne só poderá ser lavada com água potável corrente quando ainda estiver
na peça grande, para evitar perdas de nutrientes, jamais depois de cortada na
forma de preparo;
• Usar tesoura ou faca higienizada para abrir os sacos de alimentos;
• Lavar as latas com água e sabão antes de abri-las;
• Nunca levar a boca a colher que está usando para preparar o alimento;
• Nunca colocar o dedo dentro do alimento para ivid-lo ou soprar para ividi-
lo, evitando assim a contaminação por microorganismos.
CUIDADOS COM O LIXO
O lixo acumulado na cozinha é uma fonte perigosa de microrganismos. Por isso:
• É importante ividi-lo diariamente, ou tantas vezes quanto forem necessárias
durante o dia;
• Ele deve estar sempre ensacado e em recipientes apropriados, com tampa;
• Quando removido dos ambientes, o lixo deve ser armazenado em local
fechado e freqüentemente limpo, até a coleta pública ou outro fim a que se
destine.
LIXO EXPOSTO ATRAI INSETOS, ROEDORES E OUTROS ANIMAIS.
CONTROLE DE PRAGAS
Moscas, baratas, formigas, ratos, pássaros, gatos e outros animais podem
representar grandes risco de contaminação.
PORTANTO, NÃO É PERMITIDA A PRESENÇA DE ANIMAIS E PRAGAS NAS
ÁREAS DE PREPARO, MANIPULAÇÃO E ARMAZENAMENTO DE ALIMENTOS.
O controle de pragas é feito através da higienização diária e dedetização periódica
(a cada seis meses).
CUIDADOS COM OS ALIMENTOS
RECEBIMENTO DE MATÉRIAS PRIMAS
Nesta etapa o manipulador deve fazer uma breve seleção, de modo que os
produtos que não apresentem qualidade adequada (sem condição de uso) sejam
descartados.
As embalagens externas (como caixas de papelão, de madeira e sacos de
papel) devem ser retiradas para evitar entrada de pragas e não aumentar a
contaminação ambiental.
REGRAS DE RECEBIMENTO
• Observar no rótulo dos alimentos: prazos de validade, data de fabricação,
composição química;
• Observar as condições das embalagens (latas amassadas ou estufadas,
sacos rasgados, vidros trincados).
OBS: Excluir o texto, deixando apenas a figura.
ARMAZENAMENTO
O manipulador deve armazenar rápida e corretamente os alimentos para conservar
sua qualidade o maior tempo possível, evitando que estraguem.
PODER SER:
ARMAZENAMENTO À SECO – NO ESTOQUE
ARMAZENAMENTO À FRIO – EM GELADEIRA OU CONGELADOR / FREEZER
A arrumação de alimentos na geladeira deve seguir as seguintes regras:
• Os alimentos prontos para consumo ficam nas prateleiras superiores;
• Os alimentos semi-prontos ficam nas prateleiras intermediarias;
• Produtos crus ficam nas prateleiras de baixo separados entre si e dos outros
produtos;
• Não encostar os alimentos nas paredes da geladeira manter sempre uma
distância para circulação do ar
Outras orientações importantes:
• Os gêneros mais velhos devem ser colocados em cima ou à frente dos mais
novos para serem consumidos em primeiro lugar atendendo à regra PEPS
(primeiro que entra primeiro que sai);
• Os cereais deverão ser armazenados sobre estrados;
• Os gêneros acondicionados em pacotes, latas ou caixas deverão ser
armazenados afastados da parede e com circulação de ar entre eles;
• Ao armazenar macarrão, biscoito, não colocar outros gêneros sobre eles para
evitar que se triturem;
• Evitar o contato dos alimentos prontos com alimentos crus;
• Desprezar os alimentos prontos para consumo que caírem no chão;
• Preparar os alimentos em quantidade suficiente para o consumo imediato.
Ocorrendo sobras constantes, providências devem ser tomadas quanto à
quantidade preparada. Nunca reutilizar alimentos que sobram nos recipientes
isotérmicos;
• Manter refrigerados os legumes e verduras cozidos;
• Manter cobertos os alimentos e bebidas;
• Tirar o excesso de calor de todos os alimentos antes de ivi-los à geladeira.
Para isso, é necessário ividi-los em pequenas porções, colocando-os em
recipientes com gelo;
• Abrir os recipientes isotérmicos somente no momento de servir as refeições.
ATENÇÃO!
Alimentos NÃO devem ser armazenados junto com produtos de limpeza,
perfumaria, e objetos de uso pessoal.
BIBLIOGRAFIA CONSULTADA
• Banco de alimentos e colheita urbana: Manipulador de
Alimentos l – Perigos, DTA, Higiene Ambiental e de
Utensílios. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003. 25 pág.
(Mesa Brasil SESC – Segurança Alimentar e Nutricional).
Programa Alimentos Seguros. Convênio
CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE.
• Banco de alimentos e colheita urbana: Manipulador de
Alimentos ll. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003. 21 pág.
(Mesa Brasil SESC – Segurança Alimentar e Nutricional).
Programa Alimentos Seguros. Convênio
CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE.
• Banco de alimentos e colheita urbana: higiene e
comportamento pessoal. Rio de Janeiro: SESC/DN,2003.
14 pág. (Mesa Brasil SESC – Segurança Alimentar e
Nutricional). Programa Alimentos Seguros. Convênio
CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE.
• Garcia, Evie Mandelbaum. Atendimento sistematizado em
nutrição. São Paulo: Editora ATHENEU, 2002
• http:// mesabrasil.com.br, acesso em 03/07/2006 e
05/07/2006.
DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTO
DOENÇA AGENTE
TRANSMISSOR
CONTAMINAÇÃO SINTOMAS ALIMENTOS
ENVOLVIDOS
CONTROLE
SALMONELOSE SALMONELA SP
Contaminação Cruzada,
Cozimento inadequado
Diarréia, dores
abdominais,vômitos,febre,
desidratação, dores de cabeça.
Carnes, aves, ovos, leites e seus
derivados
Resfriar rapidamente os alimentos
em porções reduzidas, fazer a
cocção em tempo adequado, evitar
ovos crus, usar leite
pausterizado,manter rígido
controle de higiene.
FEBRE TOFOIDE
SALMONELA TIPY
Manipuladores com mãos
contaminadas, água sem
tratamento
Desinteria, febre, vômito, mal
estar, septicemia, hipotensão,
choque endotoxico e morte.
Alimentos com alto teor de
proteína, salada crua, leite,
crustáceos, alimentos
manipulados sem reaquecimento
adequado.
Programa de higiene pessoal,
resfriamento rápido em pequenas
porções de alimentos, cozimento
com temperatura adequada, água
tratada, imunização.
INTOXICAÇÃO POR
STAPHILOCOCUS
STAPHILOCOCUS AUREUS
Manipular alimentação pós-
preparados com as mãos, tossir e
espirrar sobre alimentos
Vômitos e náuseas, raras diarréias
sem febre .
Carne e frango cozido, presunto,
batata, e salada de batata, leite,
queijo, tortas e cremes.
Higiene pessoal, eliminação de
doentes da manipulação,
cozimento intenso e
reaquecimento, resfriar
rapidamente os alimentos em
porções pequenas.
BOTULISMO CLOSTRIDIUM BOTULINUM
Alimentos enlatados com
processamento térmicos
inadequados, embutidos fora de
refrigeração
Náuseas, visão dupla, vertigens,
perda de reflexos, dificuldade de
deglutir e falar, paralisia
respiratória e morte, intoxicação
botulinico.
Alimentos enlatados, peixe
defumado, alimentos
fermentados, alimentos
acondicionados com óleo,
conserva caseira.
Autoclavagem correta de
enlatados, cocção adequada de
conservas domestica, acidificar e
manter a refrigeração , uso de
ressalga e cura.
INTOXICAÇÃO
ALIMENTAR POR
CLOSTRIDIUM
PERFIGENS
CLOSTRIDIUM PERFIGENS
Carnes e aves, caixa de papelão e
hortaliças, contaminação cruzada,
em produtos animais crus e cozido,
mãos
Dores abdominais, diarréia e
cólicas
Carne cozida exposta à
temperatura ambiente ou
resfriada lentamente, molho de
carne e feijão cozido.
Resfriar rapidamente em pequenas
porções, higiene pessoal, manter
os alimentos em temperatura
adequada, reaquecimento a 74°c ,
manter em aquecimento acima
60°c
GASTROENTERITE POR
BACILLUS CEREUS
BACILLUS CEREUS
Caixa de papelão, hortaliça que
contaminam as superfícies da
cozinha, contaminação cruzada
através das mãos.
Náuseas, espasmos abdominais,
diarréia aquosa.
Arroz cozido ou frito, pudins,
molhos, produtos a base de
cereais, carnes pré-preparadas.
Resfriar rapidamente em pequenas
porções, manter em temperatura
adequada quentes acima de 60°c e
reaquecimento a 74°c, higiene
pessoal e manipulação sob
treinamento.
SHIGELOSE
DESINTERIA BACILAR
SHIGELA SP
Manipuladores com mãos
contaminadas, água contaminada.
Dores abdominais, febre, vômitos,
diarréia contendo pus e sangue,
cólica e mal estar.
Leite, feijão, batata, peixe,
camarão, peru, etc.
Higiene pessoal, resfriar os
alimentos rapidamente em
pequenas porções, saneamento de
água e esgoto, cozinhar os
alimentos.
COLERA VIBRIÃO CHOLERAE
Água não tratada, contaminação
cruzada.
Náuseas, diarréia, cólicas, olheiras,
pele pegajosa e fria, face
envelhecida, sede intensa, tontura,
Alimentos preparados com água
não tratada, vegetais crus,
alimentos úmidos, pescados crus,
Saneamento de água e esgoto,
higiene pessoal, cozimento
intenso, isolamento de casos.
colapso e morte. utensílios lavados com água
contaminada.
BIBLIOGRAFIA CONSULTADA
• Banco de Alimentos e Colheita Urbana: Manipulador de Alimentos I -Perigos,
DTA, Higiene Ambiental e de Utensílios. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003. 25 pág.
(Mesa Brasil SESC - Segurança Alimentar eNutricional). Programa Alimentos
Seguros. Convênio CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE.
• Banco de alimentos e colheita urbana: Manipulador de alimentos II - Cuidados na
Preparação de Alimentos. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003.21 pág. (Mesa Brasil
Sesc - Segurança Alimentar e Nutricional).Programa Alimentos Seguros. Convênio
CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE.
• Banco de alimentos e colheita urbana: Higiene e Comportamento Pessoal. Rio de
Janeiro: SESC/DN, 2003. 14 p. (Mesa Brasil Sesc – Segurança Alimentar e
Nutricional). Programa Alimentos Seguros. Convênio
CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE.
• Miranda, Danilo Santos de; Manual de Higiene para Manipulação de
Alimentos, SESC, São Paulo
•

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Geral1
Geral1Geral1
Geral1
Katita Rocha
 
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentosManual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Deisi Colombo
 
Manual rocinha
Manual rocinhaManual rocinha
Manual rocinha
Lily Sany Silva Leite
 
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOSGUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
merendaescolar
 
Geral2
Geral2Geral2
Geral2
thiagopetra
 
Erros na cozinha
Erros na cozinhaErros na cozinha
Erros na cozinha
vaniasampa2012
 
Manipulação de alimentos [modo de compatibilidade]
Manipulação de alimentos [modo de compatibilidade]Manipulação de alimentos [modo de compatibilidade]
Manipulação de alimentos [modo de compatibilidade]
Patrícia Ventura
 
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORESTreinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
cagsiqueira
 
Armazenamento dos alimentos
Armazenamento dos alimentosArmazenamento dos alimentos
Armazenamento dos alimentos
Rose Miranda Das Chagas
 
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maosCartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
Leonardo Welliton
 
Capacitação preparadores 2º semestre 2011
Capacitação preparadores 2º semestre 2011Capacitação preparadores 2º semestre 2011
Capacitação preparadores 2º semestre 2011
sitedcoeste
 
Cartilha Manipulador Alimentos I
Cartilha Manipulador Alimentos ICartilha Manipulador Alimentos I
Cartilha Manipulador Alimentos I
guest50b681
 
Treinamento flying integração
Treinamento flying integraçãoTreinamento flying integração
Treinamento flying integração
Bull Marketing
 
A SAÚDE DO COZINHEIRO
A SAÚDE DO COZINHEIROA SAÚDE DO COZINHEIRO
A SAÚDE DO COZINHEIRO
MELORIBEIRO
 
Higienização
 Higienização Higienização
Higienização
Vinicius Adão da Silva
 
Higiene dos-alimentos
Higiene dos-alimentosHigiene dos-alimentos
Higiene dos-alimentos
Maria Lima
 
1513
15131513
1513
Pelo Siro
 
Manual de boas práticas 3 capitulos
Manual de boas práticas   3 capitulosManual de boas práticas   3 capitulos
Manual de boas práticas 3 capitulos
semecti
 
Treinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshareTreinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshare
Autônoma
 
Manipulação de alimentos
Manipulação de alimentosManipulação de alimentos
Manipulação de alimentos
jordaniamineiro
 

Mais procurados (20)

Geral1
Geral1Geral1
Geral1
 
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentosManual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
 
Manual rocinha
Manual rocinhaManual rocinha
Manual rocinha
 
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOSGUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS
 
Geral2
Geral2Geral2
Geral2
 
Erros na cozinha
Erros na cozinhaErros na cozinha
Erros na cozinha
 
Manipulação de alimentos [modo de compatibilidade]
Manipulação de alimentos [modo de compatibilidade]Manipulação de alimentos [modo de compatibilidade]
Manipulação de alimentos [modo de compatibilidade]
 
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORESTreinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
 
Armazenamento dos alimentos
Armazenamento dos alimentosArmazenamento dos alimentos
Armazenamento dos alimentos
 
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maosCartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
Cartilha higiene dos alimentos e higiene das maos
 
Capacitação preparadores 2º semestre 2011
Capacitação preparadores 2º semestre 2011Capacitação preparadores 2º semestre 2011
Capacitação preparadores 2º semestre 2011
 
Cartilha Manipulador Alimentos I
Cartilha Manipulador Alimentos ICartilha Manipulador Alimentos I
Cartilha Manipulador Alimentos I
 
Treinamento flying integração
Treinamento flying integraçãoTreinamento flying integração
Treinamento flying integração
 
A SAÚDE DO COZINHEIRO
A SAÚDE DO COZINHEIROA SAÚDE DO COZINHEIRO
A SAÚDE DO COZINHEIRO
 
Higienização
 Higienização Higienização
Higienização
 
Higiene dos-alimentos
Higiene dos-alimentosHigiene dos-alimentos
Higiene dos-alimentos
 
1513
15131513
1513
 
Manual de boas práticas 3 capitulos
Manual de boas práticas   3 capitulosManual de boas práticas   3 capitulos
Manual de boas práticas 3 capitulos
 
Treinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshareTreinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshare
 
Manipulação de alimentos
Manipulação de alimentosManipulação de alimentos
Manipulação de alimentos
 

Semelhante a Manual manipuladores

Boas Práticas no Serviço de Alimentação.pptx
Boas Práticas no Serviço de Alimentação.pptxBoas Práticas no Serviço de Alimentação.pptx
Boas Práticas no Serviço de Alimentação.pptx
suplementacaonutrica
 
Guia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladoresGuia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladores
Meryellen Moliterno
 
Manual de orientação para consumidores
Manual de orientação para consumidoresManual de orientação para consumidores
Manual de orientação para consumidores
Célia Linares
 
Projeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança AlimentarProjeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança Alimentar
tammygerbasi
 
Cartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdfCartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdf
CarolyneAssisEigenhe
 
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptxBoas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
mariaeduardadasilvac11
 
Treinamento de boas práticas de fabricação
Treinamento de boas práticas de fabricaçãoTreinamento de boas práticas de fabricação
Treinamento de boas práticas de fabricação
helder866682
 
128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt
MariaNeide16
 
Slides
SlidesSlides
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdfSlides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
ELTONARAUJORAMOS2
 
Slides.ppt
Slides.pptSlides.ppt
Slides.ppt
gabrielmilalves
 
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.pptAPOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
wellingtoncaminhasve
 
boas praticas.pptx
boas praticas.pptxboas praticas.pptx
boas praticas.pptx
PalomaPina2
 
aula bpf.pptx
aula bpf.pptxaula bpf.pptx
aula bpf.pptx
IsabelCampos93
 
manualdeboasprticasnamanipulaodealimentos.pdf
manualdeboasprticasnamanipulaodealimentos.pdfmanualdeboasprticasnamanipulaodealimentos.pdf
manualdeboasprticasnamanipulaodealimentos.pdf
Maria Conceição Balhico
 
CURSO-bpf.pdf
CURSO-bpf.pdfCURSO-bpf.pdf
CURSO-bpf.pdf
ELTONARAUJORAMOS2
 
Noções+do..
Noções+do..Noções+do..
Noções+do..
darmia lemos
 
Memo 1 perigos associados aos alimentos
Memo 1 perigos associados aos alimentosMemo 1 perigos associados aos alimentos
Memo 1 perigos associados aos alimentos
Elisa Borlido
 
Boas Práticas Treinamento de Merendeiras
Boas Práticas Treinamento de MerendeirasBoas Práticas Treinamento de Merendeiras
Boas Práticas Treinamento de Merendeiras
GabrielaDias344264
 
noções de higienização.doc
noções de higienização.docnoções de higienização.doc
noções de higienização.doc
Maria Conceição Balhico
 

Semelhante a Manual manipuladores (20)

Boas Práticas no Serviço de Alimentação.pptx
Boas Práticas no Serviço de Alimentação.pptxBoas Práticas no Serviço de Alimentação.pptx
Boas Práticas no Serviço de Alimentação.pptx
 
Guia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladoresGuia prático para os manipuladores
Guia prático para os manipuladores
 
Manual de orientação para consumidores
Manual de orientação para consumidoresManual de orientação para consumidores
Manual de orientação para consumidores
 
Projeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança AlimentarProjeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança Alimentar
 
Cartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdfCartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdf
 
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptxBoas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
 
Treinamento de boas práticas de fabricação
Treinamento de boas práticas de fabricaçãoTreinamento de boas práticas de fabricação
Treinamento de boas práticas de fabricação
 
128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdfSlides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
 
Slides.ppt
Slides.pptSlides.ppt
Slides.ppt
 
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.pptAPOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
 
boas praticas.pptx
boas praticas.pptxboas praticas.pptx
boas praticas.pptx
 
aula bpf.pptx
aula bpf.pptxaula bpf.pptx
aula bpf.pptx
 
manualdeboasprticasnamanipulaodealimentos.pdf
manualdeboasprticasnamanipulaodealimentos.pdfmanualdeboasprticasnamanipulaodealimentos.pdf
manualdeboasprticasnamanipulaodealimentos.pdf
 
CURSO-bpf.pdf
CURSO-bpf.pdfCURSO-bpf.pdf
CURSO-bpf.pdf
 
Noções+do..
Noções+do..Noções+do..
Noções+do..
 
Memo 1 perigos associados aos alimentos
Memo 1 perigos associados aos alimentosMemo 1 perigos associados aos alimentos
Memo 1 perigos associados aos alimentos
 
Boas Práticas Treinamento de Merendeiras
Boas Práticas Treinamento de MerendeirasBoas Práticas Treinamento de Merendeiras
Boas Práticas Treinamento de Merendeiras
 
noções de higienização.doc
noções de higienização.docnoções de higienização.doc
noções de higienização.doc
 

Último

Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
Lenilson Souza
 
TCC - ALINE PEREIRA BENITES - ABSENTEISMO-E-COVID-19.pdf
TCC - ALINE PEREIRA BENITES - ABSENTEISMO-E-COVID-19.pdfTCC - ALINE PEREIRA BENITES - ABSENTEISMO-E-COVID-19.pdf
TCC - ALINE PEREIRA BENITES - ABSENTEISMO-E-COVID-19.pdf
ozielgvsantos1
 
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdfmapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
AdrianoPompiroCarval
 
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagemSistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
BarbaraKelle
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de espaços    e equipamentoshigienização de espaços    e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
Manuel Pacheco Vieira
 
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptxA-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
walterjose20
 
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Fabiano Pessanha
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de    espaços e equipamentoshigienização de    espaços e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
Manuel Pacheco Vieira
 
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasivaPrevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
ClarissaNiederuaer
 

Último (9)

Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
 
TCC - ALINE PEREIRA BENITES - ABSENTEISMO-E-COVID-19.pdf
TCC - ALINE PEREIRA BENITES - ABSENTEISMO-E-COVID-19.pdfTCC - ALINE PEREIRA BENITES - ABSENTEISMO-E-COVID-19.pdf
TCC - ALINE PEREIRA BENITES - ABSENTEISMO-E-COVID-19.pdf
 
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdfmapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
 
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagemSistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de espaços    e equipamentoshigienização de espaços    e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
 
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptxA-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
 
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de    espaços e equipamentoshigienização de    espaços e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
 
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasivaPrevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
Prevenção/tratamento de Intercorrências na estética minimamente invasiva
 

Manual manipuladores

  • 1. PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL MANUAL PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS CARTILHA 01
  • 2. MANUAL PARA MANIPULADORES DE ALIMENTOS CARTILHA 01 ELABORAÇÃO : Anita Moreira Ramos - Nutricionista Rosana Oliveira Spindola - Nutricionista APOIO: Ministério da Saúde TERESINA – PI 2006
  • 3. SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 2. NOÇÃO SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 3. PREPRARAÇÃO DE ALIMENTOS SEGUROS 4. H IGIENE PESSOAL • H IGIENE COORPORAL • H IGIENE DAS MÃOS 5. H IGIENE DO LOCAL DE TRABALHO 6. CUIDADOS COM OS ALIMENTOS 7. DOENÇA TRANSMITIDA POR ALIMENTOS 8. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA OBS: Colocar numeração
  • 4. APRESENTAÇÃO Para se ter uma alimentação saudável, é necessário conhecer o alimento com o seu valor nutritivo como também os cuidados com a higiene pessoal, do ambiente e do próprio alimento. Todos os manipuladores de alimentos precisam conhecer essas informações que são importantes para nossa saúde e que precisam ser usadas no dia-a-dia.
  • 5. NOÇÕES SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ALIMENTO: É toda substância que após ser ingerida tenha uma função dentro do organismo. NUTRIENTES: São os componentes dos alimentos, estes compreendem:as proteínas, gorduras, açúcares (carboidratos), vitaminas, minerais e água CARBOIDRATOS PROTEÍNAS | GORDURAS / ALIMENTO VITAMINAS / | MINERAIS ÁGUA Nosso organismo necessita de todos os NUTRIENTES, e os recebe através da alimentação.
  • 6. FUNÇÕES DOS ALIMENTOS: ENERGÉTICO: São os alimentos que fornecem ao nosso corpo toda a energia de que precisamos, para desempenharmos nossas atividades diárias. São as gorduras e os açúcares. PRINCIPAIS FONTES: • Cereais e derivados (arroz, milho, farinha, etc.); • Feculentos: (batata, inhame, mandioca, etc.); • Açúcares e derivados (doce, melado, rapadura, mel, etc.); • Óleos (soja, milho, coco, etc,.) ; • Gorduras (banhas, manteiga, margarina). CONSTRUTORES: São aqueles que nos fornecem maior quantidade de proteínas. Eles ajudam a construir e reconstruir o organismo. São essenciais na formação dos tecidos e para combater infecções. PRINCIPAIS FONTES: • Leite e derivados (queijo, coalhada, iogurte); • Ovos e carnes (boi, aves, peixes,etc.); • Leguminosas (feijão, fava, soja, amendoim, etc,.).
  • 7. REGULADORES: São os alimentos que regulam o funcionamento do organismo e dão resistência contra doenças. São as vitaminas e os sais minerais. PRINCIPAIS FONTES: • Hortaliças: -alface, chuchu, pepino, tomate, maxixe, etc; • Frutas: - banana, laranja, manga, caju, cajá, etc,. As hortaliças e frutas são também ricas em FIBRAS, e estas são importantes para o bom funcionamento intestinal.
  • 8. ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA Na alimentação equilibrada é necessário ter todos os nutrientes essenciais para o nosso organismo. inclua um alimento de cada grupo em cada refeição. Não existe nenhum alimento que contenha todos os nutrientes necessários ao organismo, por isso precisamos comer alimentos de todos os grupos de forma equilibrada. OOUU...... OOUU...... OOUU...... OOUU...... ++
  • 9. Uma alimentação saudável influência na nossa aparência, nas nossas emoções, na prevenção de algumas doenças e no tratamento de outras como diabetes, colesterol alto, obesidade e hipertensão. O segredo é: Escolher sempre alimentos e preparações “menos prejudiciais”
  • 10. PREPRARAÇÃO DE ALIMENTOS SEGUROS Todos os manipuladores de alimentos precisam conhecer informações sobre a prática de medidas de higiene que devem ser utilizadas para evitar a contaminação química, física ou microbiológica, ou por outras substâncias indesejáveis.
  • 11.
  • 12. AS PESSOAS QUE COMEM ALIMENTOS CONTAMINADOS COM PERIGOS BIOLÓGICOS, QUÍMICOS OU FÍSICOS PODEM SE FERIR FICAR DOENTES... OU ATÉ MORRER OS MICROORGANISMOS PODEM CAUSAR DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS - D.T.A. (vide anexo).
  • 13. HIGIENE DOS MANIPULADORES Os microrganismos estão em todos os lugares e chegam aos alimentos, geralmente pela falta de higiene pessoal, do ambiente e utensílios e também por falta de cuidados na preparação e na distribuição dos alimentos. 1. HIGIENE PESSOAL • Tirar barba ou bigode; • Usar os cabelos presos ou cobertos por redes ou toucas; • Manter roupas e aventais sempre limpos, trocando-os diariamente e sempre que necessário; • Não manipular alimentos quando estiver doente (ex: resfriado) ou apresentar algum tipo de lesão nas mãos e unhas;
  • 14. • Manter as unhas sempre curtas e limpas, sem esmalte e anéis; • Não usar adornos (brincos, pulseiras, anéis, aliança, piercing, etc.); • Evitar conversar, cantar, tossir ou espirrar sobre os alimentos, para que não caia saliva sobre os mesmos; • Fumar apenas em locais permitidos.
  • 15.
  • 16.
  • 17. HIGIENE DAS MÃOS LAVAR AS MÃOS COM ÁGUA E SABÃO SEMPRE: • Ao sair do banheiro ou vestiário; • Ao tocar o nariz, cabelo, sapatos, dinheiro e cigarro; • Após tocar alimentos podres e estragados; • Após carregar o lixo; • Sempre e antes de tocar em qualquer utensílio e equipamento, ou seja, tudo que for entrar em contato com o alimento. Para uma boa higienização das mãos, deve-se seguir AS SEGUINTES ETAPAS:
  • 18. • molhar as mãos e ante-braços; • ividi -los por 15 a 20 segundos; • enxaguar bem as mãos e os antebraços; • secar as mãos com papel toalha; • fazer anti-sepsia com álcool em gel 70% ou outro produto permitido. USE SEMPRE ÁGUA TRATADA OU FILTRADA E FERVIDA! Portanto ela deve ser de boa qualidade, ou seja, sem gosto, sem cheiro, transparente e livre de microrganismos perigosos. CUIDADO: GALÕES QUE FORAM USADOS COM PRODUTOS TÓXICOS (QUÍMICOS) NÃO DEVEM SER REAPROVEITADOS COMO DEPÓSITO DE ÁGUA.
  • 19. 2-HIGIENE DO AMBIENTE DE TRABALHO A higiene de ambientes (pisos, paredes, portas, ralos, janelas, banheiros etc.) deve ser feita da seguinte forma: Remover a sujeira; Lavar com detergente; Enxaguar; Retirar o excesso com auxílio de rodo; Desinfetar com solução clorada para ambientes. Observações: • Começar pelo alto; • Higienizar tanques, ralos, vassouras, panos, rodo, entre outros; • Separar os materiais para lavar o chão dos que são usados para lavar pias. HIGIENE DOS UTENSÍLIOS E EQUIPAMENTOS Tudo aquilo que entra em contatos com os alimentos deve ser bem higienizado. Por isso deve ser feita a etapa da limpeza e desinfecção. IMPORTANTE; Os utensílios devem ser guardados em local limpo seco e protegidos de poeiras, insetos e outros animais.
  • 20.
  • 21. IMPORTANTE: • A carne só poderá ser lavada com água potável corrente quando ainda estiver na peça grande, para evitar perdas de nutrientes, jamais depois de cortada na forma de preparo; • Usar tesoura ou faca higienizada para abrir os sacos de alimentos;
  • 22. • Lavar as latas com água e sabão antes de abri-las; • Nunca levar a boca a colher que está usando para preparar o alimento; • Nunca colocar o dedo dentro do alimento para ivid-lo ou soprar para ividi- lo, evitando assim a contaminação por microorganismos. CUIDADOS COM O LIXO O lixo acumulado na cozinha é uma fonte perigosa de microrganismos. Por isso: • É importante ividi-lo diariamente, ou tantas vezes quanto forem necessárias durante o dia; • Ele deve estar sempre ensacado e em recipientes apropriados, com tampa; • Quando removido dos ambientes, o lixo deve ser armazenado em local fechado e freqüentemente limpo, até a coleta pública ou outro fim a que se destine. LIXO EXPOSTO ATRAI INSETOS, ROEDORES E OUTROS ANIMAIS.
  • 23. CONTROLE DE PRAGAS Moscas, baratas, formigas, ratos, pássaros, gatos e outros animais podem representar grandes risco de contaminação. PORTANTO, NÃO É PERMITIDA A PRESENÇA DE ANIMAIS E PRAGAS NAS ÁREAS DE PREPARO, MANIPULAÇÃO E ARMAZENAMENTO DE ALIMENTOS. O controle de pragas é feito através da higienização diária e dedetização periódica (a cada seis meses).
  • 24. CUIDADOS COM OS ALIMENTOS RECEBIMENTO DE MATÉRIAS PRIMAS Nesta etapa o manipulador deve fazer uma breve seleção, de modo que os produtos que não apresentem qualidade adequada (sem condição de uso) sejam descartados. As embalagens externas (como caixas de papelão, de madeira e sacos de papel) devem ser retiradas para evitar entrada de pragas e não aumentar a contaminação ambiental. REGRAS DE RECEBIMENTO • Observar no rótulo dos alimentos: prazos de validade, data de fabricação, composição química; • Observar as condições das embalagens (latas amassadas ou estufadas, sacos rasgados, vidros trincados).
  • 25. OBS: Excluir o texto, deixando apenas a figura.
  • 26. ARMAZENAMENTO O manipulador deve armazenar rápida e corretamente os alimentos para conservar sua qualidade o maior tempo possível, evitando que estraguem. PODER SER: ARMAZENAMENTO À SECO – NO ESTOQUE ARMAZENAMENTO À FRIO – EM GELADEIRA OU CONGELADOR / FREEZER A arrumação de alimentos na geladeira deve seguir as seguintes regras: • Os alimentos prontos para consumo ficam nas prateleiras superiores; • Os alimentos semi-prontos ficam nas prateleiras intermediarias; • Produtos crus ficam nas prateleiras de baixo separados entre si e dos outros produtos; • Não encostar os alimentos nas paredes da geladeira manter sempre uma distância para circulação do ar
  • 27. Outras orientações importantes: • Os gêneros mais velhos devem ser colocados em cima ou à frente dos mais novos para serem consumidos em primeiro lugar atendendo à regra PEPS (primeiro que entra primeiro que sai); • Os cereais deverão ser armazenados sobre estrados; • Os gêneros acondicionados em pacotes, latas ou caixas deverão ser armazenados afastados da parede e com circulação de ar entre eles; • Ao armazenar macarrão, biscoito, não colocar outros gêneros sobre eles para evitar que se triturem; • Evitar o contato dos alimentos prontos com alimentos crus; • Desprezar os alimentos prontos para consumo que caírem no chão; • Preparar os alimentos em quantidade suficiente para o consumo imediato. Ocorrendo sobras constantes, providências devem ser tomadas quanto à quantidade preparada. Nunca reutilizar alimentos que sobram nos recipientes isotérmicos; • Manter refrigerados os legumes e verduras cozidos; • Manter cobertos os alimentos e bebidas; • Tirar o excesso de calor de todos os alimentos antes de ivi-los à geladeira. Para isso, é necessário ividi-los em pequenas porções, colocando-os em recipientes com gelo; • Abrir os recipientes isotérmicos somente no momento de servir as refeições. ATENÇÃO! Alimentos NÃO devem ser armazenados junto com produtos de limpeza, perfumaria, e objetos de uso pessoal.
  • 28. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA • Banco de alimentos e colheita urbana: Manipulador de Alimentos l – Perigos, DTA, Higiene Ambiental e de Utensílios. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003. 25 pág. (Mesa Brasil SESC – Segurança Alimentar e Nutricional). Programa Alimentos Seguros. Convênio CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE. • Banco de alimentos e colheita urbana: Manipulador de Alimentos ll. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003. 21 pág. (Mesa Brasil SESC – Segurança Alimentar e Nutricional). Programa Alimentos Seguros. Convênio CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE. • Banco de alimentos e colheita urbana: higiene e comportamento pessoal. Rio de Janeiro: SESC/DN,2003. 14 pág. (Mesa Brasil SESC – Segurança Alimentar e Nutricional). Programa Alimentos Seguros. Convênio CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE. • Garcia, Evie Mandelbaum. Atendimento sistematizado em nutrição. São Paulo: Editora ATHENEU, 2002 • http:// mesabrasil.com.br, acesso em 03/07/2006 e 05/07/2006.
  • 29.
  • 30. DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTO DOENÇA AGENTE TRANSMISSOR CONTAMINAÇÃO SINTOMAS ALIMENTOS ENVOLVIDOS CONTROLE SALMONELOSE SALMONELA SP Contaminação Cruzada, Cozimento inadequado Diarréia, dores abdominais,vômitos,febre, desidratação, dores de cabeça. Carnes, aves, ovos, leites e seus derivados Resfriar rapidamente os alimentos em porções reduzidas, fazer a cocção em tempo adequado, evitar ovos crus, usar leite pausterizado,manter rígido controle de higiene. FEBRE TOFOIDE SALMONELA TIPY Manipuladores com mãos contaminadas, água sem tratamento Desinteria, febre, vômito, mal estar, septicemia, hipotensão, choque endotoxico e morte. Alimentos com alto teor de proteína, salada crua, leite, crustáceos, alimentos manipulados sem reaquecimento adequado. Programa de higiene pessoal, resfriamento rápido em pequenas porções de alimentos, cozimento com temperatura adequada, água tratada, imunização. INTOXICAÇÃO POR STAPHILOCOCUS STAPHILOCOCUS AUREUS Manipular alimentação pós- preparados com as mãos, tossir e espirrar sobre alimentos Vômitos e náuseas, raras diarréias sem febre . Carne e frango cozido, presunto, batata, e salada de batata, leite, queijo, tortas e cremes. Higiene pessoal, eliminação de doentes da manipulação, cozimento intenso e reaquecimento, resfriar rapidamente os alimentos em porções pequenas. BOTULISMO CLOSTRIDIUM BOTULINUM Alimentos enlatados com processamento térmicos inadequados, embutidos fora de refrigeração Náuseas, visão dupla, vertigens, perda de reflexos, dificuldade de deglutir e falar, paralisia respiratória e morte, intoxicação botulinico. Alimentos enlatados, peixe defumado, alimentos fermentados, alimentos acondicionados com óleo, conserva caseira. Autoclavagem correta de enlatados, cocção adequada de conservas domestica, acidificar e manter a refrigeração , uso de ressalga e cura. INTOXICAÇÃO ALIMENTAR POR CLOSTRIDIUM PERFIGENS CLOSTRIDIUM PERFIGENS Carnes e aves, caixa de papelão e hortaliças, contaminação cruzada, em produtos animais crus e cozido, mãos Dores abdominais, diarréia e cólicas Carne cozida exposta à temperatura ambiente ou resfriada lentamente, molho de carne e feijão cozido. Resfriar rapidamente em pequenas porções, higiene pessoal, manter os alimentos em temperatura adequada, reaquecimento a 74°c , manter em aquecimento acima 60°c GASTROENTERITE POR BACILLUS CEREUS BACILLUS CEREUS Caixa de papelão, hortaliça que contaminam as superfícies da cozinha, contaminação cruzada através das mãos. Náuseas, espasmos abdominais, diarréia aquosa. Arroz cozido ou frito, pudins, molhos, produtos a base de cereais, carnes pré-preparadas. Resfriar rapidamente em pequenas porções, manter em temperatura adequada quentes acima de 60°c e reaquecimento a 74°c, higiene pessoal e manipulação sob treinamento. SHIGELOSE DESINTERIA BACILAR SHIGELA SP Manipuladores com mãos contaminadas, água contaminada. Dores abdominais, febre, vômitos, diarréia contendo pus e sangue, cólica e mal estar. Leite, feijão, batata, peixe, camarão, peru, etc. Higiene pessoal, resfriar os alimentos rapidamente em pequenas porções, saneamento de água e esgoto, cozinhar os alimentos. COLERA VIBRIÃO CHOLERAE Água não tratada, contaminação cruzada. Náuseas, diarréia, cólicas, olheiras, pele pegajosa e fria, face envelhecida, sede intensa, tontura, Alimentos preparados com água não tratada, vegetais crus, alimentos úmidos, pescados crus, Saneamento de água e esgoto, higiene pessoal, cozimento intenso, isolamento de casos.
  • 31. colapso e morte. utensílios lavados com água contaminada.
  • 32. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA • Banco de Alimentos e Colheita Urbana: Manipulador de Alimentos I -Perigos, DTA, Higiene Ambiental e de Utensílios. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003. 25 pág. (Mesa Brasil SESC - Segurança Alimentar eNutricional). Programa Alimentos Seguros. Convênio CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE. • Banco de alimentos e colheita urbana: Manipulador de alimentos II - Cuidados na Preparação de Alimentos. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003.21 pág. (Mesa Brasil Sesc - Segurança Alimentar e Nutricional).Programa Alimentos Seguros. Convênio CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE. • Banco de alimentos e colheita urbana: Higiene e Comportamento Pessoal. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003. 14 p. (Mesa Brasil Sesc – Segurança Alimentar e Nutricional). Programa Alimentos Seguros. Convênio CNC/CNI/SENAI/ANVISA/SESI/SEBRAE. • Miranda, Danilo Santos de; Manual de Higiene para Manipulação de Alimentos, SESC, São Paulo •