SlideShare uma empresa Scribd logo
Boas Práticas no Serviço
de Alimentação
Responsável Técnica: Pamela Prates Fonseca
Nutricionista CRN3 nº 29579
O que são Boas Práticas?
Normas para o correto manuseio de alimentos,
que abrange desde a matéria-prima até o
produto final, garantindo integridade dos
alimentos e a saúde do consumidor.
Itens da Boa Prática:
Vamos falar sobre você manipulador, como
deve agir na cozinha, do alimento desde o
recebimento até a distribuição e da limpeza
do local de trabalho.
Manipulador
Uniforme
• De forma a não contaminar os alimentos durante o
processamento e a distribuição, o uniforme deve ser de uso
exclusivo do local.
• As roupas do dia a dia hospedam inúmeros tipos de bactérias,
prejudiciais a saúde, que podem ser passado para o alimento
através da contaminação cruzada.
• Por isso é importante que o manipulador esteja devidamente
uniformizado.
• Algumas regras devem ser seguidas:
- Manter roupas e aventais conservados e limpos;
- Fazer a troca diária e sempre que necessário;
- Usar sapatos fechados e em boas condições de higiene e
conservação;
- Usar touca para proteção dos cabelos;
- Usar avental de plástico somente nas atividades onde há
grande quantidade de água e nunca próximo do fogão ou
forno;
- Não lavar roupa dentro da cozinha.
Higiene do Manipulador
• É preciso tomar cuidado com os hábitos pessoais, pois a
pessoa é um importante agente de contaminação. Especial
atenção deve ter as mãos, estas devem apresentar sempre
higienizadas (unhas curtas e sem esmalte).
• Se você trabalha com alimentos, suas mãos entram em
contato com o alimento. Portanto é essencial que suas
mãos estejam tão limpas quanto possível, o tempo todo.
Não basta apenas lavar as mãos antes de começar a
trabalhar.
• Durante o período de trabalho, suas mãos estarão em
contato com superfícies, alimentos, substancias que
contem bactérias prejudiciais a saúde, havendo assim um
grande risco de contaminação cruzada, que pode levar a
uma infecção ou intoxicação alimentar.
• Suas mãos devem ser lavadas todas as vezes que
você mudar de atividade durante o período de
trabalho, em especial quando preparar ou
manipular carne crua e alimentos cozidos.
• Resumindo: Deve-se lavar as mãos sempre que:
- Quando chegar ao trabalho;
- antes e após manipular alimentos;
- após qualquer interrupção do serviço;
- após tocar materiais contaminados (embalagens,
garrafas e alimentos sujos);
- depois de utilizar o banheiro ou sanitário;
- depois de tossir, espirrar ou assoar o nariz;
- depois de usar vassouras, panos e materiais de
limpeza;
- depois de lidar com alimentos crus e antes de
começar a trabalhar com alimentos cozidos;
- depois de recolher o lixo;
- depois de tocar nos sapatos;
- cada vez que as mãos estiverem sujas;
- sempre que se fizer necessário.
A higienização das mãos é o primeiro passo para evitar
a contaminação dos alimentos.
Como lavar as mãos?
1. Utilize a água corrente para molhar as mãos;
2. Esfregue a palma e o dorso das mãos com sabonete
inodoro, inclusive as unhas e os espaços entre os dedos,
por aproximadamente 15 segundos;
3. Enxágüe bem com água corrente retirando todo o
sabonete;
4. Seque-as com papel toalha não reciclado ou outro sistema
de secagem eficiente;
5. Esfregue as mãos com um pouco de produto anti-séptico
(álcool 70%).
Obs.: As mãos devem ser lavadas no lavatório destinado
especificamente a essa finalidade.
• Quem trabalha com alimento, deve tomar os
seguintes cuidados em relação a higiene
pessoal:
- Banho antes de ir ao trabalho;
- Não usar anéis, pulseiras, relógio, colares e
brincos;
- Não usar perfume e maquiagem;
- Unha curta e sem esmalte;
- Sapato fechado;
- Uniforme de acordo com as atividades.
Alimento
O que é segurança alimentar?
É a garantia de obtenção de alimento em
quantidade e qualidade suficiente para todos,
ou seja, é oferecer uma comida gostosa e
segura do ponto de vista higiênico, sem estar
contaminada.
O que é contaminação?
• É a presença de substâncias estranhas ao
alimento.
TIPOS DE CONTAMINAÇÃO:
- Contaminação física: são objetos que podem
estar presentes nos alimentos;
- Contaminação química: são alimentos
contaminados por produtos químicos
(inseticidas, produtos de limpeza)
- Contaminação biológica: não podemos ver. Ex:
fungos, bactérias e vírus.
Há também outro tipo de contaminação:
- Contaminação cruzada: é uma transferência de
micróbios patogênicos (causadores de
doenças) de um alimento contaminado
(normalmente cru) para outro alimento,
diretamente ou indiretamente. Está é a maior
causa de intoxicação alimentares.
Como evitar a contaminação?
• Separe cada alimentos, ou seja, carne separada
de legumes por exemplo;
• Utilize diferentes equipamentos e utensílios,
como facas ou tábuas de corte para alimentos
crus e para alimentos cozidos.
• Guarde os alimentos em embalagens ou
recipientes fechados, para que não haja contato
entre alimentos crus e cozidos.
• Lavar bem os utensílios e as mãos depois de
manipular alimentos crus;
Quando o alimento está contaminado ele é um
perigo para quem o consome.
Se a pessoa consome o alimento contaminado
ela pode apresentar sintomas e dependendo
levar até a morte.
O que são Doenças de Origem
Alimentar?
São todas as ocorrências clínicas decorrente da
ingestão de alimentos contaminados com
microorganismos patogênicos, substâncias
químicas ou que contenham em sua
constituição estruturas naturalmente tóxicas.
Por que essas doenças ocorrem?
• Matéria – prima contaminada;
• Conservação deficiente;
• Tratamento térmico inadequado;
• Falta de condições de higiene;
• Contaminação pelos manipuladores;
• Contaminação cruzada.
Para entender mais:
O que são micróbios?
• São organismos vivos, só visto com
microscópios. Alguns tem função benéfica,
outros porém podem causar doenças.
• Eles vivem em todos os lugares (ar, água,
corpo, equipamentos, utensílios..).
• as melhores condições de crescimento são:
temperatura ambiente, água e alimentos de
origem animal (carnes, leite e derivados).
Por isso é muito importante a correta
higienização, armazenamento, manipulação e
distribuição dos alimentos para garantir um
controle higiênico-sanitário
Cuidados na preparação dos Alimentos
Higienização dos Alimentos
• Alimentos industrializados: enlatados, vidros,
sacos plásticos, devem ser lavados antes de
aberto quando possível, ou passar pano
limpo.
• Alimentos não industrializados: HORTIFRUTIS,
todos os alimentos devem receber uma boa
higienização. Especial atenção deve ter o que
são consumidos crus.
Desinfecção de Hortifruti Servido Cru:
• 1º passo: lava em água corrente, folha por folha,
legume por legume. Retirando partes que não possam
ser usadas. Reserve.
• 2º passo: preparar uma água clorada. No recipiente da
salada, colocar 20 litros de água e 1 medida de
Hipoclorito. Depois de toda a salada lavada colocar
tudo de uma vez, e deixar por 10 minutos.
• 3º passo: COLOCAR LUVAS NAS MÃOS E FAZER UM
ENXAGUE NOVAMENTE NA SALADA. Ou seja, escorrer
a água clorada em um escorredor e ir lavando
novamente folha a folha e legume por legume. Ainda
com luva nas mãos, preparar a salada e levar para
refrigeração. Retirar no momento em que for levar
para o balcão refrigerado.
Armazenamento
• No armazenamento, deve-se adotar o sistema
PEPS (o primeiro que entra é o primeiro que
sai).
• Armazenar cada produto em seu local próprio.
• Manter o ambiente ou equipamento de
armazenamento limpo e organizado
Produção
• Evite contato de alimentos crus com alimentos
cozidos;
• Guardar e etiquetar os ingredientes que não
forem usados totalmente;
• Limpar as embalagens antes de abrir (quando
possível lavá-las) ;
• Óleos e gorduras devem ser aquecidos no
máximo a 180° C, sendo trocados sempre que
houver alteração nas características;
• O descongelamento deve ser feito sob
refrigeração ou em forno microondas, quando
o alimentos for submetido a imediatamente
cocção;
• Depois de descongelado o alimento não pode
ser recongelado.
• Utilize luvas para manipular alimentos que
não de para utilizar utensílios.
Conservação do Alimento Preparado
• Alimentos quentes: temperaturas acima de
60°C por, no máximo 6 horas;
• Alimentos frios: temperaturas de 10°C ou
inferior, por 5 dias.
Exposição do Alimento
• Os equipamentos de exposição do alimento
preparado devem ser mantidas em adequadas
condições higiênico-sanitárias;
• A temperatura dos alimentos de exposição do
alimento deve ser regulamente monitorada;
• Os utensílios devem ser devidamente
higienizados, sendo armazenados em local
protegido.
Limpeza
• Instalações, equipamentos e utensílios
As operações de limpeza nem sempre são
uma tarefa apreciada pelos funcionários.
Porém uma instalação limpa, previne a
contaminação de alimentos, reduz o risco de
contaminação cruzada, controla vetores e
pragas urbanas e assegura um local de
trabalho mais agradável.
O que é limpeza?
• É a retirada da sujeira da superfície do
alimento ou do local onde você prepara o
alimento.
• Aqui você tira o que você vê.
O que é desinfecção?
• É a redução da carga microbiana presente até
mesmo após a lavagem, usando a gente
sanitizantes.
• Aqui você tira o que você não vê.
• Os produtos de limpeza devem ter registro no
Ministério da saúde, cada um usado para sua
função e ser inodoro.
• Deve ser armazenado em local próprio, fora
da área alimentar.
• Portanto, para ter qualidade no trabalho
preparando um alimento gostoso e dentro das
normas cuide do alimento, de você
manipulador e do seu local de trabalho.
• FIM

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Boas Práticas no Serviço de Alimentação.pptx

Resumo boas praticas
Resumo boas praticasResumo boas praticas
Resumo boas praticas
Aline Chaves
 
Manual de orientação para consumidores
Manual de orientação para consumidoresManual de orientação para consumidores
Manual de orientação para consumidores
Célia Linares
 
boas praticas.pptx
boas praticas.pptxboas praticas.pptx
boas praticas.pptx
PalomaPina2
 
Projeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança AlimentarProjeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança Alimentar
tammygerbasi
 
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORESTreinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
cagsiqueira
 
Slides
SlidesSlides
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdfSlides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
ELTONARAUJORAMOS2
 
Slides.ppt
Slides.pptSlides.ppt
Slides.ppt
gabrielmilalves
 
Cartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdfCartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdf
CarolyneAssisEigenhe
 
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptxIntrodução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
MikaelleNunes2
 
Boas Práticas de Higiene e Manipulação dos alimentos.ppt
Boas Práticas de Higiene e Manipulação dos alimentos.pptBoas Práticas de Higiene e Manipulação dos alimentos.ppt
Boas Práticas de Higiene e Manipulação dos alimentos.ppt
SeducPnaeLimoeiro
 
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptxBoas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
mariaeduardadasilvac11
 
Guiadeboasprticasparaserviosdealimentao 120601080118-phpapp02
Guiadeboasprticasparaserviosdealimentao 120601080118-phpapp02Guiadeboasprticasparaserviosdealimentao 120601080118-phpapp02
Guiadeboasprticasparaserviosdealimentao 120601080118-phpapp02
Armindo A. Lúcio
 
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.pptAPOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
wellingtoncaminhasve
 
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acsAula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
Luis Carlos Silva
 
Geral2
Geral2Geral2
Geral2
thiagopetra
 
Conservacao alimentos 2015
Conservacao alimentos 2015Conservacao alimentos 2015
Conservacao alimentos 2015
Ana Paula F
 
Treinamento de boas práticas de fabricação
Treinamento de boas práticas de fabricaçãoTreinamento de boas práticas de fabricação
Treinamento de boas práticas de fabricação
helder866682
 
128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt
MariaNeide16
 
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentosManual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Deisi Colombo
 

Semelhante a Boas Práticas no Serviço de Alimentação.pptx (20)

Resumo boas praticas
Resumo boas praticasResumo boas praticas
Resumo boas praticas
 
Manual de orientação para consumidores
Manual de orientação para consumidoresManual de orientação para consumidores
Manual de orientação para consumidores
 
boas praticas.pptx
boas praticas.pptxboas praticas.pptx
boas praticas.pptx
 
Projeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança AlimentarProjeto de Segurança Alimentar
Projeto de Segurança Alimentar
 
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORESTreinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdfSlides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
Slides - Manipulação Segura de Alimentos.pdf
 
Slides.ppt
Slides.pptSlides.ppt
Slides.ppt
 
Cartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdfCartilha treinamento.pdf
Cartilha treinamento.pdf
 
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptxIntrodução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
Introdução sobre boas práticas, higiene, microbiologia, rotulagem etc.pptx
 
Boas Práticas de Higiene e Manipulação dos alimentos.ppt
Boas Práticas de Higiene e Manipulação dos alimentos.pptBoas Práticas de Higiene e Manipulação dos alimentos.ppt
Boas Práticas de Higiene e Manipulação dos alimentos.ppt
 
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptxBoas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
Boas práticas de higiene e manipulação de alimentos.pptx
 
Guiadeboasprticasparaserviosdealimentao 120601080118-phpapp02
Guiadeboasprticasparaserviosdealimentao 120601080118-phpapp02Guiadeboasprticasparaserviosdealimentao 120601080118-phpapp02
Guiadeboasprticasparaserviosdealimentao 120601080118-phpapp02
 
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.pptAPOSTILA  BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
APOSTILA BOAS PRÁTICAS DE ALIMENTAÇÃO food truck.ppt
 
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acsAula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
Aula+higiene+e+educacao+nutricional+acs
 
Geral2
Geral2Geral2
Geral2
 
Conservacao alimentos 2015
Conservacao alimentos 2015Conservacao alimentos 2015
Conservacao alimentos 2015
 
Treinamento de boas práticas de fabricação
Treinamento de boas práticas de fabricaçãoTreinamento de boas práticas de fabricação
Treinamento de boas práticas de fabricação
 
128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt
 
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentosManual de boas práticas na manipulação de alimentos
Manual de boas práticas na manipulação de alimentos
 

Último

PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 

Boas Práticas no Serviço de Alimentação.pptx

  • 1. Boas Práticas no Serviço de Alimentação Responsável Técnica: Pamela Prates Fonseca Nutricionista CRN3 nº 29579
  • 2. O que são Boas Práticas? Normas para o correto manuseio de alimentos, que abrange desde a matéria-prima até o produto final, garantindo integridade dos alimentos e a saúde do consumidor.
  • 3. Itens da Boa Prática: Vamos falar sobre você manipulador, como deve agir na cozinha, do alimento desde o recebimento até a distribuição e da limpeza do local de trabalho.
  • 5. Uniforme • De forma a não contaminar os alimentos durante o processamento e a distribuição, o uniforme deve ser de uso exclusivo do local. • As roupas do dia a dia hospedam inúmeros tipos de bactérias, prejudiciais a saúde, que podem ser passado para o alimento através da contaminação cruzada. • Por isso é importante que o manipulador esteja devidamente uniformizado.
  • 6. • Algumas regras devem ser seguidas: - Manter roupas e aventais conservados e limpos; - Fazer a troca diária e sempre que necessário; - Usar sapatos fechados e em boas condições de higiene e conservação; - Usar touca para proteção dos cabelos; - Usar avental de plástico somente nas atividades onde há grande quantidade de água e nunca próximo do fogão ou forno; - Não lavar roupa dentro da cozinha.
  • 7. Higiene do Manipulador • É preciso tomar cuidado com os hábitos pessoais, pois a pessoa é um importante agente de contaminação. Especial atenção deve ter as mãos, estas devem apresentar sempre higienizadas (unhas curtas e sem esmalte). • Se você trabalha com alimentos, suas mãos entram em contato com o alimento. Portanto é essencial que suas mãos estejam tão limpas quanto possível, o tempo todo. Não basta apenas lavar as mãos antes de começar a trabalhar. • Durante o período de trabalho, suas mãos estarão em contato com superfícies, alimentos, substancias que contem bactérias prejudiciais a saúde, havendo assim um grande risco de contaminação cruzada, que pode levar a uma infecção ou intoxicação alimentar.
  • 8. • Suas mãos devem ser lavadas todas as vezes que você mudar de atividade durante o período de trabalho, em especial quando preparar ou manipular carne crua e alimentos cozidos. • Resumindo: Deve-se lavar as mãos sempre que: - Quando chegar ao trabalho; - antes e após manipular alimentos; - após qualquer interrupção do serviço; - após tocar materiais contaminados (embalagens, garrafas e alimentos sujos);
  • 9. - depois de utilizar o banheiro ou sanitário; - depois de tossir, espirrar ou assoar o nariz; - depois de usar vassouras, panos e materiais de limpeza; - depois de lidar com alimentos crus e antes de começar a trabalhar com alimentos cozidos; - depois de recolher o lixo; - depois de tocar nos sapatos; - cada vez que as mãos estiverem sujas; - sempre que se fizer necessário. A higienização das mãos é o primeiro passo para evitar a contaminação dos alimentos.
  • 10. Como lavar as mãos? 1. Utilize a água corrente para molhar as mãos; 2. Esfregue a palma e o dorso das mãos com sabonete inodoro, inclusive as unhas e os espaços entre os dedos, por aproximadamente 15 segundos; 3. Enxágüe bem com água corrente retirando todo o sabonete; 4. Seque-as com papel toalha não reciclado ou outro sistema de secagem eficiente; 5. Esfregue as mãos com um pouco de produto anti-séptico (álcool 70%). Obs.: As mãos devem ser lavadas no lavatório destinado especificamente a essa finalidade.
  • 11. • Quem trabalha com alimento, deve tomar os seguintes cuidados em relação a higiene pessoal: - Banho antes de ir ao trabalho; - Não usar anéis, pulseiras, relógio, colares e brincos; - Não usar perfume e maquiagem; - Unha curta e sem esmalte; - Sapato fechado; - Uniforme de acordo com as atividades.
  • 13. O que é segurança alimentar? É a garantia de obtenção de alimento em quantidade e qualidade suficiente para todos, ou seja, é oferecer uma comida gostosa e segura do ponto de vista higiênico, sem estar contaminada.
  • 14. O que é contaminação? • É a presença de substâncias estranhas ao alimento. TIPOS DE CONTAMINAÇÃO: - Contaminação física: são objetos que podem estar presentes nos alimentos; - Contaminação química: são alimentos contaminados por produtos químicos (inseticidas, produtos de limpeza)
  • 15. - Contaminação biológica: não podemos ver. Ex: fungos, bactérias e vírus. Há também outro tipo de contaminação: - Contaminação cruzada: é uma transferência de micróbios patogênicos (causadores de doenças) de um alimento contaminado (normalmente cru) para outro alimento, diretamente ou indiretamente. Está é a maior causa de intoxicação alimentares.
  • 16. Como evitar a contaminação? • Separe cada alimentos, ou seja, carne separada de legumes por exemplo; • Utilize diferentes equipamentos e utensílios, como facas ou tábuas de corte para alimentos crus e para alimentos cozidos. • Guarde os alimentos em embalagens ou recipientes fechados, para que não haja contato entre alimentos crus e cozidos. • Lavar bem os utensílios e as mãos depois de manipular alimentos crus;
  • 17. Quando o alimento está contaminado ele é um perigo para quem o consome. Se a pessoa consome o alimento contaminado ela pode apresentar sintomas e dependendo levar até a morte.
  • 18. O que são Doenças de Origem Alimentar? São todas as ocorrências clínicas decorrente da ingestão de alimentos contaminados com microorganismos patogênicos, substâncias químicas ou que contenham em sua constituição estruturas naturalmente tóxicas.
  • 19. Por que essas doenças ocorrem? • Matéria – prima contaminada; • Conservação deficiente; • Tratamento térmico inadequado; • Falta de condições de higiene; • Contaminação pelos manipuladores; • Contaminação cruzada.
  • 21. O que são micróbios? • São organismos vivos, só visto com microscópios. Alguns tem função benéfica, outros porém podem causar doenças. • Eles vivem em todos os lugares (ar, água, corpo, equipamentos, utensílios..). • as melhores condições de crescimento são: temperatura ambiente, água e alimentos de origem animal (carnes, leite e derivados).
  • 22. Por isso é muito importante a correta higienização, armazenamento, manipulação e distribuição dos alimentos para garantir um controle higiênico-sanitário
  • 23. Cuidados na preparação dos Alimentos
  • 24. Higienização dos Alimentos • Alimentos industrializados: enlatados, vidros, sacos plásticos, devem ser lavados antes de aberto quando possível, ou passar pano limpo. • Alimentos não industrializados: HORTIFRUTIS, todos os alimentos devem receber uma boa higienização. Especial atenção deve ter o que são consumidos crus.
  • 25. Desinfecção de Hortifruti Servido Cru: • 1º passo: lava em água corrente, folha por folha, legume por legume. Retirando partes que não possam ser usadas. Reserve. • 2º passo: preparar uma água clorada. No recipiente da salada, colocar 20 litros de água e 1 medida de Hipoclorito. Depois de toda a salada lavada colocar tudo de uma vez, e deixar por 10 minutos. • 3º passo: COLOCAR LUVAS NAS MÃOS E FAZER UM ENXAGUE NOVAMENTE NA SALADA. Ou seja, escorrer a água clorada em um escorredor e ir lavando novamente folha a folha e legume por legume. Ainda com luva nas mãos, preparar a salada e levar para refrigeração. Retirar no momento em que for levar para o balcão refrigerado.
  • 26. Armazenamento • No armazenamento, deve-se adotar o sistema PEPS (o primeiro que entra é o primeiro que sai). • Armazenar cada produto em seu local próprio. • Manter o ambiente ou equipamento de armazenamento limpo e organizado
  • 27. Produção • Evite contato de alimentos crus com alimentos cozidos; • Guardar e etiquetar os ingredientes que não forem usados totalmente; • Limpar as embalagens antes de abrir (quando possível lavá-las) ; • Óleos e gorduras devem ser aquecidos no máximo a 180° C, sendo trocados sempre que houver alteração nas características;
  • 28. • O descongelamento deve ser feito sob refrigeração ou em forno microondas, quando o alimentos for submetido a imediatamente cocção; • Depois de descongelado o alimento não pode ser recongelado. • Utilize luvas para manipular alimentos que não de para utilizar utensílios.
  • 29. Conservação do Alimento Preparado • Alimentos quentes: temperaturas acima de 60°C por, no máximo 6 horas; • Alimentos frios: temperaturas de 10°C ou inferior, por 5 dias.
  • 30. Exposição do Alimento • Os equipamentos de exposição do alimento preparado devem ser mantidas em adequadas condições higiênico-sanitárias; • A temperatura dos alimentos de exposição do alimento deve ser regulamente monitorada; • Os utensílios devem ser devidamente higienizados, sendo armazenados em local protegido.
  • 32. As operações de limpeza nem sempre são uma tarefa apreciada pelos funcionários. Porém uma instalação limpa, previne a contaminação de alimentos, reduz o risco de contaminação cruzada, controla vetores e pragas urbanas e assegura um local de trabalho mais agradável.
  • 33. O que é limpeza? • É a retirada da sujeira da superfície do alimento ou do local onde você prepara o alimento. • Aqui você tira o que você vê.
  • 34. O que é desinfecção? • É a redução da carga microbiana presente até mesmo após a lavagem, usando a gente sanitizantes. • Aqui você tira o que você não vê.
  • 35. • Os produtos de limpeza devem ter registro no Ministério da saúde, cada um usado para sua função e ser inodoro. • Deve ser armazenado em local próprio, fora da área alimentar.
  • 36. • Portanto, para ter qualidade no trabalho preparando um alimento gostoso e dentro das normas cuide do alimento, de você manipulador e do seu local de trabalho. • FIM