SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso Pré- Vestibular
Vestibular1 – O Portal do vestibular!
www.vestibular1.com.br
Química
Professor: Albério Riccio Filho
O Que é Química?
Química é uma Ciência
Experimental que estuda
a estrutura, composição
e a transformação da
matéria.
O Método Científico
LEIS
EXPERIMENTAIS
TEORIAS &
MODELOS
HIPÓTESES
OBSERVAÇÕES
EXPERIÊNCIAS
CIÊNCIA: é o conjunto de
atividades que visam observar,
experimentar, explicar e relacionar
os fenômenos da natureza, criando
leis, teorias e modelos cada vez
mais gerais, que nos permitam
prever e controlar os fenômenos
futuros.
Tecnologia: é a ciência aplicada
ESTRUTURA DA MATÉRIA
A matéria é formada por moléculas, que
por sua vez são formadas por partículas
minúsculas chamadas de átomos.

Recomendado para você

Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)
Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)
Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)

O documento descreve os principais conceitos da química, incluindo: 1) A química estuda a matéria e suas transformações; 2) A matéria é constituída por átomos, as menores partículas da matéria; 3) Os átomos são formados por prótons, nêutrons e elétrons.

Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)

1) A teoria atômica de Dalton propôs que: a) a matéria é constituída de átomos indivisíveis; b) átomos do mesmo elemento têm as mesmas propriedades; c) combinações de átomos originam novas substâncias.

vestibular da uvaueva#quimikaires
Apostila oficial quimica propriedades
Apostila oficial quimica  propriedadesApostila oficial quimica  propriedades
Apostila oficial quimica propriedades

I. O documento é um caderno de exercícios resolvidos sobre química dividido em três aulas que abordam matéria, suas propriedades e usos, misturas e métodos de separação. II. Contém 22 exercícios resolvidos sobre esses temas com questões de múltipla escolha e instruções para respondê-las. III. Os exercícios abordam conceitos como matéria, corpo, objeto, estados físicos, transformações químicas e físicas, tipos de misturas e métodos

Elementos Químicos
Átomos
Nome Símbolo Natureza
Ferro Fe Fe3O4
Cálcio Ca CaCO3
Prata Ag (Argentum) Ag
Oxigênio O O2
Átomos & Moléculas
H + H H H
H H
H + H + O O
Átomos Moléculas
Simples Composta
Substância Pura
Homogênea Heterogênea
Mistura
Sistemas Materiais
Substâncias Puras
SIMPLES COMPOSTA

Recomendado para você

Química: 1º Bimestre - 1º ano
Química: 1º Bimestre - 1º anoQuímica: 1º Bimestre - 1º ano
Química: 1º Bimestre - 1º ano

O documento apresenta uma introdução ao estudo da química, discutindo conceitos como: 1) A natureza da química como ciência experimental com linguagem e métodos próprios; 2) A importância do estudo da química para o exercício da cidadania; 3) O caráter interdisciplinar da química, relacionando-a a outras áreas do conhecimento.

prof. severino araújo
Substancia pura e misturas
Substancia pura e misturasSubstancia pura e misturas
Substancia pura e misturas

O documento discute os conceitos de átomos, moléculas, substâncias puras, misturas e mudanças de estado. Ele explica que substâncias puras são compostas por moléculas quimicamente iguais, enquanto misturas contêm duas ou mais substâncias distintas. Também descreve as diferenças entre misturas homogêneas e heterogêneas, e entre misturas eutéticas e azeotrópicas.

Propriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicasPropriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicas

O documento fornece uma introdução abrangente sobre química, incluindo: 1) Química é uma ciência experimental que estuda a estrutura, composição e transformação da matéria; 2) A matéria é formada por átomos que se combinam para formar moléculas e elementos químicos; 3) Existem diferentes tipos de sistemas materiais como substâncias puras, misturas, sistemas homogêneos e heterogêneos.

MISTURAS
HETEROGÊNEAHOMOGÊNEA
solução
ÁGUA + AREIAAR
CLASSIFICAÇÃO
DA MATÉRIA
SISTEMAS
HOMOGÊNEOS
SISTEMAS
HETEROGÊNEOS
SUBSTÂNCIAS
PURAS
MISTURAS DE
UMA FASE
MISTURAS DE
MAIS DE UMA
FASE
SUBSTÂNCIAS
EM MUDANÇA
DE ESTADO
OUTROS CONCEITOS
 ATOMICIDADE
 VARIEDADE ALOTRÓPICA
 FENÔMENOS (Transformações):
QUÍMICOS E FÍSICOS
ATOMICIDADE
Atomicidade Substâncias
Monoatômica He, Ne, Ar, Kr
Diatômica H2, N2, HCl, CO
Tetratômica P4 (fósforo branco)
Indeterminada P(verm), C(graf), metais
 Atomicidade se refere ao número de átomos
que compõem uma substância

Recomendado para você

Substancias simp comp 8
Substancias simp comp 8Substancias simp comp 8
Substancias simp comp 8

1) O documento discute as propriedades básicas da matéria, incluindo átomos, moléculas, elementos químicos, substâncias puras e misturas. 2) Existem duas categorias de substâncias: substâncias simples formadas por um único tipo de átomo, e substâncias compostas formadas por mais de um tipo de átomo. 3) Misturas podem ser homogêneas ou heterogêneas dependendo de terem uma ou mais fases, e soluções são um tipo específico de mistura homogênea.

jannaina8
Solubilidade e Miscibilidade - Relatório
Solubilidade e Miscibilidade - RelatórioSolubilidade e Miscibilidade - Relatório
Solubilidade e Miscibilidade - Relatório

Este relatório descreve três experimentos realizados para analisar a solubilidade e miscibilidade de diferentes compostos. Os experimentos investigaram como solventes como água, metanol e hexano afetam a dissolução de sacarose, ácido benzoico e naftaleno. Também analisaram a miscibilidade de metanol, butanol e outros solventes. Os resultados mostraram que a polaridade dos compostos e a formação de ligações de hidrogênio afetam sua solubilidade e miscibilidade.

miscibilidaderelatoriosolubilidade
Capítulo 03 matéria; transformações e estrutura
Capítulo 03   matéria; transformações e estruturaCapítulo 03   matéria; transformações e estrutura
Capítulo 03 matéria; transformações e estrutura

Este documento descreve conceitos fundamentais sobre transformações da matéria, incluindo transformações físicas e químicas, combustão, representações químicas, equações químicas e balanceamento, e modelos atômicos iniciais. Ele também discute as leis das reações químicas, como a lei de Lavoisier e a lei de Proust.

equações químicasdimensão9º ano
VARIEDADE ALOTRÓPICA
C(grafite) C(diamante)
estrutura amorfa estrutura cristalina
 Variação na arrumação dos átomos
 Variação na atomicidade
O2 (Oxigênio) O3 (Ozônio)
FENÔMENO QUÍMICO
Combustão do álcool etílico
H3C- CH2- OH + 3O2 → 2CO2 + 3H2O
Reagentes Produtos
 O fenômeno químico transforma
a natureza íntima da matéria.
FENÔMENO FÍSICO
SÓLIDO LÍQUIDO
GASOSO
SUBLIMAÇÃO
FUSÃO
CONDENSAÇÃO
VAPORIZAÇÃO
SOLIDIFICAÇÃO
Estados físicos da matéria
 O fenômeno físico não altera a natureza da matéria
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
1. Considere os sistemas a seguir, em que os átomos
são representados por esferas:
Determine onde encontramos:
a) Substância pura; b) Mistura; c) Somente substância simples;
d) Somente substância composta.
Considere apenas o sistema III, determine:
a) O número de átomos presentes; b) O número de elementos
químicos; c) O número de moléculas; d) O número de substâncias;
e) O número de substâncias binárias; f) O número de substâncias
diatômicas.
I II III IV

Recomendado para você

Aula 19 química
Aula 19 químicaAula 19 química
Aula 19 química

O documento discute as diferenças entre substâncias puras, misturas e matéria. Uma substância pura é composta por um único tipo de átomo ou molécula, enquanto uma mistura contém várias substâncias que não reagem entre si. A fórmula química indica a composição qualitativa e quantitativa de uma substância.

Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016

[1] O documento descreve as aulas 1, 2 e 3 da disciplina de Química Geral ministrada pelo professor Paulo Migoto em 2016. [2] Nas aulas foram discutidos os estados físicos da matéria, tipos de substâncias e sistemas, e métodos de separação de misturas. [3] O documento também fornece exercícios relacionados aos tópicos apresentados.

química progressão
Primeiro Ano - Propriedades da matéria
Primeiro Ano - Propriedades da matériaPrimeiro Ano - Propriedades da matéria
Primeiro Ano - Propriedades da matéria

O documento discute propriedades e mudanças de estado da matéria, incluindo pontos de fusão e ebulição. Também cobre métodos para separar misturas, como destilação, filtração e decantação.

2. Considere o sistema representado abaixo.
Pode-se descrever o sistema em questão
como constituido por:
a) Três fases e um componente.
b) Duas fases e dois componentes.
c) Três fases e dois componentes.
d) Três fases e três componentes.
3. Os diferentes tipos de matéria podem ser
classificados em dois grupos:
Substâncias puras e misturas. As substâncias puras podem
ser simples e compostas. Considerando esse modo de
classificação, pode-se afirmar:
(01) O ar atmosférico é uma substância pura .
(02) A água é uma substância simples.
(04) O sangue é uma mistura.
(08) Uma solução de açúcar é uma mistura
(16) O oxigênio e o ozônio são substâncias distintas, embora
constituídas por átomos de um mesmo elemento.
(32) A matéria que contém três tipos de moléculas é uma
substância composta.
(64) A matéria que contém apenas um tipo de molécula é uma
substância simples, mesmo que cada molécula seja formada por
dois átomos diferentes.
4. Observe os seguintes fatos:
I – Uma pedra de naftalina deixada no armário.
II – Uma vasilha com água deixada no freezer.
III – Uma vasilha com água deixada no fogo.
IV – O derretimento de um pedaço de chumbo quando
aquecido.
Nestes fatos estão relacionados corretamente os seguintes
fenômenos:
a) I – sublimação, II – solidificação, III – vaporização, IV – fusão.
b) I – sublimação, II – solidificação, III – fusão, IV –vaporização.
c) I – fusão, II – sublimação, III –vaporização, IV – solidificação.
d) I – vaporização, II- solidificação, III – fusão, IV – sublimação.
e) I – vaporização, II – sublimação, II –fusão, IV – solidificação.
5. Qual dos fenômenos a seguir não
envolve reações químicas?
a) Fusão de gelo.
b) Digestão de alimentos.
c) Combustão.
d) Queima de vela.
e) Explosão de dinamite.

Recomendado para você

"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas

O documento discute substâncias e misturas, definindo-as como conjuntos de unidades elementares iguais ou diferentes, respectivamente. Substâncias podem ser puras ou compostas, e misturas podem ser homogêneas ou heterogêneas. Vários métodos são descritos para separar componentes de misturas, como destilação, extração por solventes e cromatografia.

Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituiçãoExercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição

1. O documento apresenta exercícios sobre densidade, solubilidade e constituição de materiais. 2. São abordados cálculos envolvendo densidade, massa, volume e conversão de unidades de substâncias como ferro, chumbo, gasolina e mercúrio. 3. Também são tratados conceitos como solubilidade de sais em água, representação macroscópica de sistemas heterogêneos e homogêneos, e classificação de materiais em substâncias puras, misturas e compostos.

Relatório aula pratica química geral experimental
Relatório aula pratica química geral experimentalRelatório aula pratica química geral experimental
Relatório aula pratica química geral experimental

Este relatório descreve quatro experimentos realizados para diferenciar elementos, determinar densidade, identificar solubilidade e separar componentes de misturas. As amostras foram analisadas por propriedades como cor, odor e estado para identificar elementos e compostos. A densidade foi calculada pela massa e volume de amostras de zinco. Substâncias foram testadas em solventes para determinar solubilidade. Misturas foram separadas por diferença de solubilidade ou solubilidade seletiva.

PROPRIEDADES DA MATÉRIA
 PROPRIEDADES GERAIS
 PROPRIEDADES FUNCIONAIS
 PROPRIEDADES ESPECÍFICAS:
PROPRIEDADES GERAIS
 Massa
 Volume
 Inércia
 impenetrabilidade
 Dureza
As propriedades gerais são comuns a
todos os materiais.
PROPRIEDADES FUNCIONAIS
 Hidrocarbonetos são inflamáveis.
 Os ácidos têm sabor azedo.
 Os sais fundidos conduzem corrente elétrica.
As propriedades funcionais são aquelas
apresentadas por um grupo de substâncias,
chamado função química .
PROPRIEDADES
ESPECÍFICAS
 Ponto de Fusão / Solidificação
 Ponto de Ebulição / Liquefação
 Densidade ou Massa Específica
 Coeficiente de Solubilidade
As propriedades específicas caracterizam cada
tipo de substância .

Recomendado para você

2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso

O documento descreve o sistema nervoso, incluindo os tipos de células (neurônios e neuroglia), suas funções e como ocorre a transmissão do impulso nervoso através das sinapses por meio de mediadores químicos.

sistema nervoso
And Be Thankful!
And Be Thankful!And Be Thankful!
And Be Thankful!

And Be Thankful! was originally preached by Dr. Don L. Pahl on November 27, 2016 at Crosspoint Bible Church in Omaha, NE.

gratefulthanksgivingdr. don pahl
Chega de bagunça
Chega de bagunçaChega de bagunça
Chega de bagunça

Este documento fornece dicas para organizar a sala de estar de forma funcional e estética. Ele ensina a organizar livros por ordem alfabética nas estantes, manter as revistas em ordem do mais atual ao mais antigo no revisteiro, e limpar regularmente gavetas para evitar acúmulo desnecessário.

Ponto de Fusão / Solidificação
 Ponto de Fusão é a temperatura
em que uma substância muda do
estado sólido para o estado líquido.
Ponto de Solidificação
corresponde ao processo inverso,
embora as temperaturas sejam
equivalentes.
Obs. O PF e o PS são obtidos em uma dada pressão, quando
esta não é citada, considera-se a pressão atmosférica
Ponto de Ebulição / Liquefação
 Ponto de Ebulição é a temperatura
em que uma substância muda do
estado líquido para o estado gasoso.
Ponto de liquefação corresponde
ao processo inverso, embora as
temperaturas sejam equivalentes.
Obs. O PE e o PL são obtidos em uma dada pressão, quando
esta não é citada, considera-se a pressão atmosférica
Curva de Aquecimento
da água
S
L
L e G
G
T°C
100
0
- 20
tempo
S e L
Curva de Resfriamento
da água
S
L
L e G
G
T°C
100
0
- 20
tempo
S e L

Recomendado para você

Química aula 3 - combustíveis
Química   aula 3 - combustíveisQuímica   aula 3 - combustíveis
Química aula 3 - combustíveis

Maranhão profissional etapa pré-vestibular - química - combustíveis - coordenador regional Walter Alencar de Sousa - São João dos Patos/MA

combustíveisenemquímica
Química aula 4 - estequiometria
Química   aula 4 - estequiometriaQuímica   aula 4 - estequiometria
Química aula 4 - estequiometria

programa maranhão profissional etapa pré-vestibular - QUÍMICA - COORDENADOR REGIONAL WALTER ALENCAR DE SOUSA - SÃO JOÃO DOS PATOS

estequiometriaeducaçãoenem
Apostila Temas ENEM
Apostila Temas ENEM Apostila Temas ENEM
Apostila Temas ENEM

O documento discute a molécula da água e suas propriedades. Aborda a formação da molécula H2O, características como ponto de fusão e ebulição, e o papel da água no corpo humano e no ciclo hidrológico. Inclui também uma questão comentada sobre o ENEM e informações sobre o autor.

exercícios resolvidos águaenem
Curvas de Misturas Comuns
Aquecimento Resfriamento
Curvas de Misturas Eutéticas
Resfriamento
PS
Aquecimento
PF
Curvas de Misturas Azeotrópicas
Aquecimento
PE
Resfriamento
PL
Influência da Pressão
 Quanto maior a pressão maior o Ponto de Ebulição
P
T >T
>P

Recomendado para você

Agrotoxicos
AgrotoxicosAgrotoxicos
Agrotoxicos

O documento discute a importância da educação ambiental e como ela pode ser abordada no ensino de ciências e química. Ele argumenta que a educação ambiental deve se concentrar no cotidiano do aluno e nos problemas reais da comunidade. Além disso, propõe abordar tópicos como agrotóxicos e meio ambiente para ensinar conceitos científicos de forma relevante para a vida dos estudantes.

2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese
2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese
2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese

O documento descreve os processos de fotossíntese em plantas, incluindo a estrutura da folha, cloroplastos, estômatos e as fases luminosa e química. Também discute os tipos de fixação de carbono C3, C4 e CAM e a fotossíntese em bactérias.

fotossintesequimica
2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino
2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino
2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino

O documento discute o sistema endócrino, especificamente os hormônios e as principais glândulas endócrinas como a hipófise, tireoide, pâncreas e suprarrenais. Ele explica como os hormônios agem, suas funções e como as glândulas regulam a produção e liberação de hormônios.

sistema endocrino
Influência da Altitude
 Quanto maior a Altitude menor o Ponto de Ebulição
> A ⇒ < P ⇒ < T
A ⇒ P ⇒ T
Densidade
 Densidade é a relação da massa
pelo volume de uma substância a
uma dada Temperatura e Pressão:
d = m / V
Influência da Temperatura
T
V1
>T
V2
> T ⇒ > V ⇒ < densidade
> P ⇒ < V ⇒ > densidade
Influência da Pressão
P
>P

Recomendado para você

Química aula 2 - água
Química   aula 2 - águaQuímica   aula 2 - água
Química aula 2 - água

PROGRAMA MARANHÃO PROFISSIONAL ETAPA PRÉ-VESTIBULAR - QUÍMICA - COORDENAÇÃO REGIONAL: WALTER ALENCAR - SÃO JOÃO DOS PATOS/MA

águaenemquímica
Zoologia geral e comparada ii
Zoologia geral e comparada iiZoologia geral e comparada ii
Zoologia geral e comparada ii

O documento descreve as características gerais dos artrópodos, incluindo sua grande diversidade e adaptação a diferentes ambientes. Também menciona que a maioria dos animais depende de fontes externas de calor para manter sua temperatura interna, caracterizando um estilo de vida ectotérmico.

2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas
2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas
2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas

O documento discute conceitos fundamentais de ecologia, incluindo: (1) o conceito de população e como é medida a densidade populacional; (2) os fatores que determinam o tamanho de uma população, como natalidade, mortalidade, imigração e emigração; (3) a curva de crescimento populacional e como a resistência ambiental limita o crescimento das populações.

relaçõesecologicas
A DENSIDADE é maior quanto maior o estado de
agregação da matéria
Influência do Estado Físico
da Substância
sólido > líquido > gasoso
Aumento do volume
Exceções a Regra
• Água líquida é mais densa
que o gelo.
• Prata, Ferro e Bismuto,
todos diminuem de volume
quando fundidos, portanto
fase líquida mais densa.
Transformação de Unidades
T Kg g mg
X 103
X 103
X 103
KL L mL µL
X 103
X 103
X 103
m3
dm3
cm3
mm3
 Unidade de massa
 Unidade de Volume
Exercícios de fixação:
1) Dada a tabela:
PF PE
Clorofórmio – 63°C 61°C
Fenol 43°C 182°C
Cloro – 101°C – 34,5°C
Determine o estado físico de cada substância
nas condições ambientes ( 25°C e 1 atm).
Clorofórmio →
Fenol →
Cloro →

Recomendado para você

Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2
Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2
Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2

O documento apresenta uma série de questões sobre concentração de soluções químicas e cálculos envolvendo volume, massa e número de moles. As questões abordam tópicos como efeitos do álcool no organismo, metabolismo do álcool no sangue, toxicidade de íons de cobre em camarões e concentração máxima segura de fluoretos em água tratada. As respostas são apresentadas em seguida de cada questão.

quimica
2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética
2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética
2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética

O documento discute os objetivos e aplicações da engenharia genética, incluindo a identificação e isolamento de genes, produção de proteínas recombinantes, transferência de genes entre células e organismos, e aplicações futuras como prevenção e tratamento de doenças.

engenharia genética
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto históricoBrasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto histórico

O documento descreve o contexto histórico que levou à expansão marítima europeia durante o Renascimento, incluindo o mercantilismo, as viagens de exploração portuguesas que levaram à "descoberta" do Brasil por Pedro Álvares Cabral em 1500, e a primeira expedição de colonização do Brasil liderada por Martim Afonso de Sousa em 1530.

historia do brasil
Exercícios de fixação:
2) Com relação ao gráfico, indique as proposições verdadeiras:
(01) O gráfico representa o aquecimento de substância pura.
(02) O ponto de fusão da substância é
85°C. (04) O ponto de solidificação da
substância é 20°C. (08) Na temperatura
ambiente (25°C) a substância é sólida. (16) Entre 35 e 50
minutos (intervalo DE) a substância forma um sistema bifásico.
(32) Se o
gráfico dado mostrasse apenas o intervalo AD, referente ao
aquecimento de um sólido, nada poderíamos afirmar sobre a pureza
do mesmo.
0 10 25 35 50 tempo (min)
T°C
+ 85
+ 20
+ 10
Exercícios de fixação:
tempo (min)
T1
BT°C
T2
A
(01) Se a amostra A e B forem idênticas, então a pressão é diferente para
cada experiência.
(02) Se a pressão é a mesma, então A e B poderão ser amostras
idênticas em quantidades diferentes.
(04) A e B são substâncias puras.
(08) A e B podem ser misturas.
(16) Se A e B são amostras idênticas, A foi
realizada numa pressão maior que B.
(32) Se A e B são amostras idênticas, A foi
realizada numa altitude menor que B.
(64) B pode ser uma substância pura
3) O gráfico está representando a ebulição de duas amostras, iguais ou
diferentes, em experiências distintas realizadas cada uma a pressão
constante. As quais foram realizadas em sistemas abertos.
Exercícios de fixação:
4) Responda a essa questão considerando três frascos
contendo massas iguais de líquidos diferentes, A, B
e C, cujos valores de densidade em g/mL são
respectivamente: 0,8; 1,0; 1,2.
I
II
III
A alternativa que indica cada frasco com
seu respectivo líquido é:
a) I – A, II – B, III – C.
b) I – A, II – C, III – B.
c) I – B, II – C, III – A.
d) I – B, II – A, III – C.
e) I – C, II – B, III – A.
Exercícios de fixação:
5) (UFMG) As figuras abaixo representam densímetros como os
usados em postos de gasolina. O primeiro contém etanol puro
(d = 0,8g/cm3
). Dos dois restantes, um está cheio de etanol e
água e o outro gasolina (d = 0,7g/cm3
), não estão
necessariamente nessa ordem. Com base nessas informações,
pode-se afirmar corretamente que:
a) A densidade da bola preta é maior que 1g/cm3
b) A densidade da bola branca é menor que 0,8
g/cm3
.
c) A mistura no densímetro II, tem densidade
menor que 0,8g/cm3
.
d) A mistura no densímetro III, contém água.
e) As duas bolas apresentam densidade menores
que 0,7g/cm3
.
I
II
III

Recomendado para você

2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas
2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas
2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas

O documento discute as vitaminas mais importantes, seu conceito e classificação em lipossolúveis e hidrossolúveis. Ele também descreve as funções e fontes das vitaminas A, D, E, K, complexo B e C, assim como possíveis carências por falta delas.

vitaminas
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia

1) A ecologia estuda as interações entre os organismos e seu ambiente, incluindo distribuição, abundância e relações tróficas. 2) As cadeias alimentares representam a transferência de energia entre os níveis tróficos de produtores, consumidores e decompositores. 3) As pirâmides ecológicas ilustram de forma quantitativa as cadeias alimentares e mostram a diminuição de biomassa e energia em cada nível trófico.

ecologia
Senhora
SenhoraSenhora
Senhora

Aurélia Camargo é uma mulher rica e formosa que despreza a adulação da sociedade pelo seu dinheiro e aparências. Ela se casa com Fernando Seixas, porém o casamento é abalado pelas diferenças sociais e de personalidade deles. No final, Aurélia e Seixas superam as convenções sociais graças ao verdadeiro amor um pelo outro.

literatura
Exercícios de fixação:
6) Uma torneira defeituosa goteja a cada 36
segundos. Sabendo-se que cada gota de
água pesa 0,25g, quanto tempo levará para
encher uma lata de 0,01 m3
?
Coeficiente de
Solubilidade - CS
 Em geral é considerada como sendo
a massa em gramas possível de ser
solubilizada em 100 g de água, em uma
dada Temperatura e pressão.
Obs. Quando a temperatura / pressão não
são indicadas, considera-se a temperatura
de 25°C e pressão de 1 atm.
1L de água
a 0°C
1L de água
a 0°C
1L de água
a 0°C
357 g de NaCl
SOLUÇÕES
Misturas Homogêneas
• CS do NaCl a 0°C = 35,7 g / 100g de H2O
• CS do NaCl a 25°C = 42,0 g / 100g de H2O
200 g de NaCl 400 g de NaCl
Saturada Saturada com
corpo de fundo
insaturada
SOLUÇÃO
SUPERSATURADA
1L de água
a 0°C
1L de água
a 25°C
1L de água
a 0°C
400 g de NaCl
Supersaturada
• A concentração na solução final está
acima do CS do NaCl a 0°C.

Recomendado para você

2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais

O documento discute a herança genética e determinação do sexo em seres humanos. Explica que o sexo é determinado pelos cromossomos sexuais X e Y, com mulheres tendo genótipo XX e homens XY. Também aborda herança ligada ao sexo, onde genes no cromossomo X determinam condições como daltonismo e hemofilia de forma diferente entre sexos.

herança dos genes sexuais
Química 3 - Módulo 2
Química 3 - Módulo 2Química 3 - Módulo 2
Química 3 - Módulo 2

Módulo 2 de Química 3, ministrada pelo Professor Walter Alencar, junto ao Centro de Ensino Josélia Almeida Ramos, em São João dos Patos, Maranhão.

quimica organica
Introducao quimica
Introducao quimicaIntroducao quimica
Introducao quimica

O documento descreve os conceitos básicos de química, incluindo a estrutura da matéria, elementos químicos, átomos, moléculas, sistemas materiais, propriedades da matéria, análise imediata de misturas e materiais comuns de laboratório.

CURVAS DE SOLUBILIDADE
CS
(g/100g de água)
Comportamento
normal
Comportamento
anormal
CS1
T1
T°C
Exercícios de fixação:
1) A 18°C a solubilidade de uma substância X é
de 60g/100mL de água. Nessa temperatura
150g de X foram misturados em 200mL de
água . O sistema obtido é:
a) Heterogêneo com uma fase.
b) Homogêneo com duas fases.
c) Uma solução aquosa com corpo de fundo.
d) Heterogêneo com três substâncias.
e) Apenas uma solução aquosa.
2) 160g de uma solução saturada de
sacarose (C12H22O11) a 30°C é resfriada a
0°C. Qual a massa de açúcar
cristalizada?
Dados:
Temperatura
°C
CS da sacarose
(g/ 100g de água)
0° 180
30° 220
Exercícios de fixação:
Para responder às questões 3) e 4) considere o
gráfico e as informações apresentadas:
CSdoKNO3
(g/100gdeágua)
0 10 20 30 40 50 60
Temperatura °C
120
100
80
60
40
20
0
20°C
Solução aquosa
de KNO3
100g
de KNO3
100g
de
água
Exercícios de fixação:

Recomendado para você

Introdução - Química
Introdução - QuímicaIntrodução - Química
Introdução - Química

O documento descreve os conceitos básicos de química, incluindo: 1) A química estuda a estrutura, composição e transformação da matéria. 2) A matéria é formada por átomos e moléculas. 3) Existem propriedades gerais e específicas da matéria, assim como transformações físicas e químicas.

Introdução à química
Introdução à químicaIntrodução à química
Introdução à química

O documento apresenta conceitos básicos da Química, incluindo: (1) a definição de Química como ciência experimental que estuda a estrutura, composição e transformação da matéria; (2) a estrutura da matéria formada por átomos e moléculas; (3) os diferentes tipos de sistemas materiais como substâncias puras, misturas e suas classificações.

introduçãoquímica
Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3
Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3
Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3

I. O documento apresenta exercícios sobre matéria, suas propriedades e transformações de estado físico. II. Inclui questões sobre misturas, tipos de misturas e métodos de separação. III. Aborda conceitos de substâncias puras e compostas.

enem 2005enem 2006exercícios resolvidos química enem
3) Essa mistura heterogênea, inicialmente a
20°C, é aquecida até 60°C. Dessa forma:
a) A solução aquosa torna-se insaturada.
b) A solução aquosa torna-se saturada e
restam 5g de corpo de fundo.
c) A solução aquosa continua saturada,
sem corpo de fundo.
d) A solução aquosa continua saturada e
restam 20g de corpo de fundo.
e) A massa de KNO3 dissolvida triplica.
Exercícios de fixação:
4) Uma maneira conveniente para se recuperar
todo o KNO3 do sistema e obter o sal sólido e
puro é:
a) Evaporar toda água, por aquecimento.
b) Agitar a mistura e depois filtrá-la.
c) Decantar a solução sobrenadante.
d) Resfriar a mistura a 0°C.
e) Aquecer a mistura a 40°C
Exercícios de fixação:
 Definição: processos de separação de uma
mistura nos seus constituintes.
 Classificação dos processos:
Mecânicos: separações que não envolvem
transformações físicas ou químicas.
Físicos: processos que envolvem mudanças
de estados físicos das substâncias.
Normalmente indicados nas separações de
misturas homogêneas.
ANÁLISE IMEDIATA
 Misturas Heterogêneas:
Sólido/sólido
Sólido/líquido
Sólido/gás
Líquido/líquido
 Misturas Homogêneas:
sólido/sólido
sólido/líquido
ANÁLISE IMEDIATA

Recomendado para você

CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3

I. O documento é um caderno de exercícios resolvidos sobre química dividido em três aulas que abordam matéria, suas propriedades e usos, misturas e métodos de separação. II. Contém 22 exercícios resolvidos sobre esses temas com questões de múltipla escolha e instruções para respondê-las. III. Os exercícios abordam conceitos como matéria, corpo, objeto, estados físicos, transformações químicas e físicas, tipos de misturas e métodos

1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp011exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01

Este documento apresenta um conjunto de exercícios sobre química ministrados pelo professor Máiquel Vieira. Os exercícios abordam conceitos como matéria, estados físicos, misturas e métodos de separação. Há questões sobre propriedades de substâncias como temperatura de fusão e ebulição e sobre gráficos representando mudanças de estado.

1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp011exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01

Este documento apresenta um conjunto de exercícios sobre química ministrados pelo professor Máiquel Vieira. Os exercícios abordam conceitos como matéria, estados físicos, misturas e métodos de separação. Há também questões sobre propriedades de substâncias como temperatura de fusão e ebulição.

Sistemas Sólido/sólido:
 Catação
 Peneiração ou Tamisação
 Ventilação
 Levigação
 Separação Magnética
 Dissolução Fracionada
 Flotação
 Fusão Fracionada
Separação de Misturas
Heterogêneas
Sistemas Sólido/líquido:
 Filtração
 Decantação
 Centrifugação
 Cristalização Fracionada
Sistemas Sólido/gás:
 Filtração
 Decantação
 Câmara de Poeira
Separação de Misturas Heterogêneas
Sistemas
Líquido/líquido:
 Decantação
Separação de Misturas Homogêneas
Sistemas Sólido/sólido:
 Fusão Fracionada
Sistemas Sólido/líquido:
 Evaporação
 Destilação Simples
Sistemas Líquido/líquido:
 Destilação Fracionada
Sistemas Líquido/gás:
 Aquecimento
 Despressurização
Sistemas gás/gás:
Liquefação Fracionada
Materiais comuns de Laboratório
 Tubo de Ensaio
 Béquer
 Erlenmeyer
 Balão de Fundo Chato
 Balão Volumétrico
 Balão de Destilação
 Condensador
 Funil de Decantação
 Funil de Filtração
 Funil Liso
 Funil de Büchner
 Kitassato
 Proveta
 Pipeta Volumétrica
 Pipeta Graduada

Recomendado para você

Propriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicasPropriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicas

O documento descreve os conceitos básicos da química, incluindo: (1) Química é a ciência que estuda a estrutura e transformação da matéria; (2) A matéria é formada por átomos e moléculas que podem estar em substâncias puras ou misturas; (3) Transformações químicas e físicas alteram os estados da matéria.

01.docx
01.docx01.docx
01.docx

O documento contém 12 questões objetivas sobre química que abordam tópicos como modelos atômicos, processos químicos, composição de substâncias e misturas, estrutura de íons, ligações químicas e classificação de sistemas. As questões requerem o raciocínio sobre conceitos químicos fundamentais para escolher a alternativa correta.

Exercícios rec. (1)
Exercícios rec. (1)Exercícios rec. (1)
Exercícios rec. (1)

I. Em 1889, cientistas alemães removeram o pâncreas de um cão e observaram sinais de diabetes. II. Em 1921, pesquisadores canadenses injetaram extratos do pâncreas em cães diabéticos, normalizando seus níveis de açúcar no sangue. III. O documento apresenta um exercício sobre o desenvolvimento do conhecimento científico sobre diabetes.

Materiais comuns de Laboratório
 Bureta
 Dessecador
 Vidro de Relógio
 Almofariz e Pistilo
 Cápsula de Evaporação
 Cadinho de Porcelana
 Cadinho de Platina
 Piscete
 Espátula
 Suporte de Ferro
 Garras
 Tripé de Ferro
 Tela de Amianto
 Bastão de Vidro
 Frasco de Reagente

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Substancias Puras Misturas
Substancias Puras MisturasSubstancias Puras Misturas
Substancias Puras Misturas
José Miguel Dos Santos
 
3999890 Quimica Rg Ppt Substancias Puras E Misturas
3999890 Quimica Rg Ppt Substancias Puras E Misturas3999890 Quimica Rg Ppt Substancias Puras E Misturas
3999890 Quimica Rg Ppt Substancias Puras E Misturas
LUCAS SILVA
 
Misturas e substâncias puras
 Misturas e substâncias puras Misturas e substâncias puras
Misturas e substâncias puras
samuelr81
 
Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)
Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)
Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)
Vinny Silva
 
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Kaires Braga
 
Apostila oficial quimica propriedades
Apostila oficial quimica  propriedadesApostila oficial quimica  propriedades
Apostila oficial quimica propriedades
Santos Raimundo
 
Química: 1º Bimestre - 1º ano
Química: 1º Bimestre - 1º anoQuímica: 1º Bimestre - 1º ano
Química: 1º Bimestre - 1º ano
Estude Mais
 
Substancia pura e misturas
Substancia pura e misturasSubstancia pura e misturas
Substancia pura e misturas
Patronato Sagrada Família EEFM
 
Propriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicasPropriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicas
guest787ebb4
 
Substancias simp comp 8
Substancias simp comp 8Substancias simp comp 8
Substancias simp comp 8
Colégio Cardeal Arcoverde
 
Solubilidade e Miscibilidade - Relatório
Solubilidade e Miscibilidade - RelatórioSolubilidade e Miscibilidade - Relatório
Solubilidade e Miscibilidade - Relatório
Gabriela Begalli
 
Capítulo 03 matéria; transformações e estrutura
Capítulo 03   matéria; transformações e estruturaCapítulo 03   matéria; transformações e estrutura
Capítulo 03 matéria; transformações e estrutura
Igor Brant
 
Aula 19 química
Aula 19 químicaAula 19 química
Aula 19 química
Daiana Correia Lima
 
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
paulomigoto
 
Primeiro Ano - Propriedades da matéria
Primeiro Ano - Propriedades da matériaPrimeiro Ano - Propriedades da matéria
Primeiro Ano - Propriedades da matéria
Nai Mariano
 
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituiçãoExercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
Relatório aula pratica química geral experimental
Relatório aula pratica química geral experimentalRelatório aula pratica química geral experimental
Relatório aula pratica química geral experimental
Queler X. Ferreira
 

Mais procurados (18)

Substancias Puras Misturas
Substancias Puras MisturasSubstancias Puras Misturas
Substancias Puras Misturas
 
3999890 Quimica Rg Ppt Substancias Puras E Misturas
3999890 Quimica Rg Ppt Substancias Puras E Misturas3999890 Quimica Rg Ppt Substancias Puras E Misturas
3999890 Quimica Rg Ppt Substancias Puras E Misturas
 
Misturas e substâncias puras
 Misturas e substâncias puras Misturas e substâncias puras
Misturas e substâncias puras
 
Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)
Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)
Introdução a química (Substâncias, Misturas, separação...)
 
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
Módulo 1 de Química Geral (UEVA)
 
Apostila oficial quimica propriedades
Apostila oficial quimica  propriedadesApostila oficial quimica  propriedades
Apostila oficial quimica propriedades
 
Química: 1º Bimestre - 1º ano
Química: 1º Bimestre - 1º anoQuímica: 1º Bimestre - 1º ano
Química: 1º Bimestre - 1º ano
 
Substancia pura e misturas
Substancia pura e misturasSubstancia pura e misturas
Substancia pura e misturas
 
Propriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicasPropriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicas
 
Substancias simp comp 8
Substancias simp comp 8Substancias simp comp 8
Substancias simp comp 8
 
Solubilidade e Miscibilidade - Relatório
Solubilidade e Miscibilidade - RelatórioSolubilidade e Miscibilidade - Relatório
Solubilidade e Miscibilidade - Relatório
 
Capítulo 03 matéria; transformações e estrutura
Capítulo 03   matéria; transformações e estruturaCapítulo 03   matéria; transformações e estrutura
Capítulo 03 matéria; transformações e estrutura
 
Aula 19 química
Aula 19 químicaAula 19 química
Aula 19 química
 
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
Aulas 1 2 e 3 - progressao ext noite - 2016
 
Primeiro Ano - Propriedades da matéria
Primeiro Ano - Propriedades da matériaPrimeiro Ano - Propriedades da matéria
Primeiro Ano - Propriedades da matéria
 
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
 
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituiçãoExercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
 
Relatório aula pratica química geral experimental
Relatório aula pratica química geral experimentalRelatório aula pratica química geral experimental
Relatório aula pratica química geral experimental
 

Destaque

2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
Colégio Batista de Mantena
 
And Be Thankful!
And Be Thankful!And Be Thankful!
And Be Thankful!
CrossPointBible
 
Chega de bagunça
Chega de bagunçaChega de bagunça
Chega de bagunça
UNIP
 
Química aula 3 - combustíveis
Química   aula 3 - combustíveisQuímica   aula 3 - combustíveis
Química aula 3 - combustíveis
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
Química aula 4 - estequiometria
Química   aula 4 - estequiometriaQuímica   aula 4 - estequiometria
Química aula 4 - estequiometria
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
Apostila Temas ENEM
Apostila Temas ENEM Apostila Temas ENEM
Apostila Temas ENEM
Marcos Exatas
 
Agrotoxicos
AgrotoxicosAgrotoxicos
Agrotoxicos
UNIP
 
2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese
2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese
2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese
Colégio Batista de Mantena
 
2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino
2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino
2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino
Colégio Batista de Mantena
 
Química aula 2 - água
Química   aula 2 - águaQuímica   aula 2 - água
Química aula 2 - água
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
Zoologia geral e comparada ii
Zoologia geral e comparada iiZoologia geral e comparada ii
Zoologia geral e comparada ii
UNIP
 
2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas
2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas
2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas
Colégio Batista de Mantena
 
Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2
Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2
Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética
2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética
2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética
Colégio Batista de Mantena
 
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto históricoBrasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Portal do Vestibulando
 
2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas
2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas
2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas
Colégio Batista de Mantena
 
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
Colégio Batista de Mantena
 
Senhora
SenhoraSenhora
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
Colégio Batista de Mantena
 
Química 3 - Módulo 2
Química 3 - Módulo 2Química 3 - Módulo 2
Química 3 - Módulo 2
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 

Destaque (20)

2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
 
And Be Thankful!
And Be Thankful!And Be Thankful!
And Be Thankful!
 
Chega de bagunça
Chega de bagunçaChega de bagunça
Chega de bagunça
 
Química aula 3 - combustíveis
Química   aula 3 - combustíveisQuímica   aula 3 - combustíveis
Química aula 3 - combustíveis
 
Química aula 4 - estequiometria
Química   aula 4 - estequiometriaQuímica   aula 4 - estequiometria
Química aula 4 - estequiometria
 
Apostila Temas ENEM
Apostila Temas ENEM Apostila Temas ENEM
Apostila Temas ENEM
 
Agrotoxicos
AgrotoxicosAgrotoxicos
Agrotoxicos
 
2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese
2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese
2016 Frente 3 módulo 6 a química da fotossíntese
 
2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino
2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino
2016 Frente 2 módulo 12 Sistema Endócrino
 
Química aula 2 - água
Química   aula 2 - águaQuímica   aula 2 - água
Química aula 2 - água
 
Zoologia geral e comparada ii
Zoologia geral e comparada iiZoologia geral e comparada ii
Zoologia geral e comparada ii
 
2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas
2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas
2016 Frente 3 módulo 12 Relacoes Ecologicas
 
Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2
Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2
Química 2 - Concentração - Exercícios de Aplicação - Parte 2
 
2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética
2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética
2016 Frente 1 modulo 13 Engenharia genética
 
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto históricoBrasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
 
2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas
2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas
2016 Frente 2 módulo 14 Vitaminas
 
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
 
Senhora
SenhoraSenhora
Senhora
 
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
2016 Frente 1 módulo 12 Herança dos genes cromossomos sexuais
 
Química 3 - Módulo 2
Química 3 - Módulo 2Química 3 - Módulo 2
Química 3 - Módulo 2
 

Semelhante a Introducao quimica

Introducao quimica
Introducao quimicaIntroducao quimica
Introducao quimica
Nai Mariano
 
Introdução - Química
Introdução - QuímicaIntrodução - Química
Introdução - Química
Nai Mariano
 
Introdução à química
Introdução à químicaIntrodução à química
Introdução à química
Escola Modelo de Iguatu
 
Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3
Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3
Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3
Maiquel Vieira
 
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
Maiquel Vieira
 
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp011exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
mauricio1537
 
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp011exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
mauricio1537
 
Propriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicasPropriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicas
SESI 422 - Americana
 
01.docx
01.docx01.docx
Exercícios rec. (1)
Exercícios rec. (1)Exercícios rec. (1)
Exercícios rec. (1)
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Meterial de férias 3º
Meterial de férias 3ºMeterial de férias 3º
Meterial de férias 3º
profronaldopompeu
 
Meterial de férias 3º
Meterial de férias 3ºMeterial de férias 3º
Meterial de férias 3º
profronaldopompeu
 
Aula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxAula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptx
JosBorges56
 
EXERCICIOS DE QUIMICA.pdf
EXERCICIOS DE QUIMICA.pdfEXERCICIOS DE QUIMICA.pdf
EXERCICIOS DE QUIMICA.pdf
HyderaldoPachelly1
 
Conceitos Químicos 1 - completo.ppt
Conceitos Químicos 1 - completo.pptConceitos Químicos 1 - completo.ppt
Conceitos Químicos 1 - completo.ppt
EinsteinMariano
 
Transformação da Materia
Transformação da MateriaTransformação da Materia
Transformação da Materia
Pedro Monteiro
 
Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
Exercícios - ref. Aulas 1 a 5Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
Maiquel Vieira
 
1º ano
1º ano1º ano
INTRODUCAO-QUIMICA .ppt
INTRODUCAO-QUIMICA .pptINTRODUCAO-QUIMICA .ppt
INTRODUCAO-QUIMICA .ppt
Valquiria Ferreira
 
Apoio 1ªsuplementar resolução
Apoio 1ªsuplementar resoluçãoApoio 1ªsuplementar resolução
Apoio 1ªsuplementar resolução
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 

Semelhante a Introducao quimica (20)

Introducao quimica
Introducao quimicaIntroducao quimica
Introducao quimica
 
Introdução - Química
Introdução - QuímicaIntrodução - Química
Introdução - Química
 
Introdução à química
Introdução à químicaIntrodução à química
Introdução à química
 
Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3
Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3
Exercicios Enem Química - Treinamento para as aulas 1, 2 e 3
 
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
 
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp011exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
 
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp011exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
1exerciciciostreinamentomaiquelaula1a3 130416155705-phpapp01
 
Propriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicasPropriedades QuíMicas
Propriedades QuíMicas
 
01.docx
01.docx01.docx
01.docx
 
Exercícios rec. (1)
Exercícios rec. (1)Exercícios rec. (1)
Exercícios rec. (1)
 
Meterial de férias 3º
Meterial de férias 3ºMeterial de férias 3º
Meterial de férias 3º
 
Meterial de férias 3º
Meterial de férias 3ºMeterial de férias 3º
Meterial de férias 3º
 
Aula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxAula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptx
 
EXERCICIOS DE QUIMICA.pdf
EXERCICIOS DE QUIMICA.pdfEXERCICIOS DE QUIMICA.pdf
EXERCICIOS DE QUIMICA.pdf
 
Conceitos Químicos 1 - completo.ppt
Conceitos Químicos 1 - completo.pptConceitos Químicos 1 - completo.ppt
Conceitos Químicos 1 - completo.ppt
 
Transformação da Materia
Transformação da MateriaTransformação da Materia
Transformação da Materia
 
Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
Exercícios - ref. Aulas 1 a 5Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
Exercícios - ref. Aulas 1 a 5
 
1º ano
1º ano1º ano
1º ano
 
INTRODUCAO-QUIMICA .ppt
INTRODUCAO-QUIMICA .pptINTRODUCAO-QUIMICA .ppt
INTRODUCAO-QUIMICA .ppt
 
Apoio 1ªsuplementar resolução
Apoio 1ªsuplementar resoluçãoApoio 1ªsuplementar resolução
Apoio 1ªsuplementar resolução
 

Mais de UNIP

4759750 exercicio-de-oracoes-subordinadas-substantivas
4759750 exercicio-de-oracoes-subordinadas-substantivas4759750 exercicio-de-oracoes-subordinadas-substantivas
4759750 exercicio-de-oracoes-subordinadas-substantivas
UNIP
 
As leis da doença mental e emocional
As leis da doença mental e emocionalAs leis da doença mental e emocional
As leis da doença mental e emocional
UNIP
 
Matematica financeira
Matematica financeiraMatematica financeira
Matematica financeira
UNIP
 
Manual de boas_práticas
Manual de boas_práticasManual de boas_práticas
Manual de boas_práticas
UNIP
 
Contagem em placas pourplate
Contagem em placas pourplateContagem em placas pourplate
Contagem em placas pourplate
UNIP
 
Armazenamento fitossanitarios
Armazenamento fitossanitariosArmazenamento fitossanitarios
Armazenamento fitossanitarios
UNIP
 
Apostila internet explorer_8
Apostila internet explorer_8Apostila internet explorer_8
Apostila internet explorer_8
UNIP
 
Apostila word-2007-gratis
Apostila word-2007-gratisApostila word-2007-gratis
Apostila word-2007-gratis
UNIP
 
Decantação
DecantaçãoDecantação
Decantação
UNIP
 
Coagulantes
CoagulantesCoagulantes
Coagulantes
UNIP
 
Apostila word
Apostila wordApostila word
Apostila word
UNIP
 

Mais de UNIP (11)

4759750 exercicio-de-oracoes-subordinadas-substantivas
4759750 exercicio-de-oracoes-subordinadas-substantivas4759750 exercicio-de-oracoes-subordinadas-substantivas
4759750 exercicio-de-oracoes-subordinadas-substantivas
 
As leis da doença mental e emocional
As leis da doença mental e emocionalAs leis da doença mental e emocional
As leis da doença mental e emocional
 
Matematica financeira
Matematica financeiraMatematica financeira
Matematica financeira
 
Manual de boas_práticas
Manual de boas_práticasManual de boas_práticas
Manual de boas_práticas
 
Contagem em placas pourplate
Contagem em placas pourplateContagem em placas pourplate
Contagem em placas pourplate
 
Armazenamento fitossanitarios
Armazenamento fitossanitariosArmazenamento fitossanitarios
Armazenamento fitossanitarios
 
Apostila internet explorer_8
Apostila internet explorer_8Apostila internet explorer_8
Apostila internet explorer_8
 
Apostila word-2007-gratis
Apostila word-2007-gratisApostila word-2007-gratis
Apostila word-2007-gratis
 
Decantação
DecantaçãoDecantação
Decantação
 
Coagulantes
CoagulantesCoagulantes
Coagulantes
 
Apostila word
Apostila wordApostila word
Apostila word
 

Último

Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 

Introducao quimica

  • 1. Curso Pré- Vestibular Vestibular1 – O Portal do vestibular! www.vestibular1.com.br Química Professor: Albério Riccio Filho
  • 2. O Que é Química? Química é uma Ciência Experimental que estuda a estrutura, composição e a transformação da matéria.
  • 3. O Método Científico LEIS EXPERIMENTAIS TEORIAS & MODELOS HIPÓTESES OBSERVAÇÕES EXPERIÊNCIAS CIÊNCIA: é o conjunto de atividades que visam observar, experimentar, explicar e relacionar os fenômenos da natureza, criando leis, teorias e modelos cada vez mais gerais, que nos permitam prever e controlar os fenômenos futuros. Tecnologia: é a ciência aplicada
  • 4. ESTRUTURA DA MATÉRIA A matéria é formada por moléculas, que por sua vez são formadas por partículas minúsculas chamadas de átomos.
  • 5. Elementos Químicos Átomos Nome Símbolo Natureza Ferro Fe Fe3O4 Cálcio Ca CaCO3 Prata Ag (Argentum) Ag Oxigênio O O2
  • 6. Átomos & Moléculas H + H H H H H H + H + O O Átomos Moléculas
  • 7. Simples Composta Substância Pura Homogênea Heterogênea Mistura Sistemas Materiais
  • 10. CLASSIFICAÇÃO DA MATÉRIA SISTEMAS HOMOGÊNEOS SISTEMAS HETEROGÊNEOS SUBSTÂNCIAS PURAS MISTURAS DE UMA FASE MISTURAS DE MAIS DE UMA FASE SUBSTÂNCIAS EM MUDANÇA DE ESTADO
  • 11. OUTROS CONCEITOS  ATOMICIDADE  VARIEDADE ALOTRÓPICA  FENÔMENOS (Transformações): QUÍMICOS E FÍSICOS
  • 12. ATOMICIDADE Atomicidade Substâncias Monoatômica He, Ne, Ar, Kr Diatômica H2, N2, HCl, CO Tetratômica P4 (fósforo branco) Indeterminada P(verm), C(graf), metais  Atomicidade se refere ao número de átomos que compõem uma substância
  • 13. VARIEDADE ALOTRÓPICA C(grafite) C(diamante) estrutura amorfa estrutura cristalina  Variação na arrumação dos átomos  Variação na atomicidade O2 (Oxigênio) O3 (Ozônio)
  • 14. FENÔMENO QUÍMICO Combustão do álcool etílico H3C- CH2- OH + 3O2 → 2CO2 + 3H2O Reagentes Produtos  O fenômeno químico transforma a natureza íntima da matéria.
  • 15. FENÔMENO FÍSICO SÓLIDO LÍQUIDO GASOSO SUBLIMAÇÃO FUSÃO CONDENSAÇÃO VAPORIZAÇÃO SOLIDIFICAÇÃO Estados físicos da matéria  O fenômeno físico não altera a natureza da matéria
  • 16. EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 1. Considere os sistemas a seguir, em que os átomos são representados por esferas: Determine onde encontramos: a) Substância pura; b) Mistura; c) Somente substância simples; d) Somente substância composta. Considere apenas o sistema III, determine: a) O número de átomos presentes; b) O número de elementos químicos; c) O número de moléculas; d) O número de substâncias; e) O número de substâncias binárias; f) O número de substâncias diatômicas. I II III IV
  • 17. 2. Considere o sistema representado abaixo. Pode-se descrever o sistema em questão como constituido por: a) Três fases e um componente. b) Duas fases e dois componentes. c) Três fases e dois componentes. d) Três fases e três componentes.
  • 18. 3. Os diferentes tipos de matéria podem ser classificados em dois grupos: Substâncias puras e misturas. As substâncias puras podem ser simples e compostas. Considerando esse modo de classificação, pode-se afirmar: (01) O ar atmosférico é uma substância pura . (02) A água é uma substância simples. (04) O sangue é uma mistura. (08) Uma solução de açúcar é uma mistura (16) O oxigênio e o ozônio são substâncias distintas, embora constituídas por átomos de um mesmo elemento. (32) A matéria que contém três tipos de moléculas é uma substância composta. (64) A matéria que contém apenas um tipo de molécula é uma substância simples, mesmo que cada molécula seja formada por dois átomos diferentes.
  • 19. 4. Observe os seguintes fatos: I – Uma pedra de naftalina deixada no armário. II – Uma vasilha com água deixada no freezer. III – Uma vasilha com água deixada no fogo. IV – O derretimento de um pedaço de chumbo quando aquecido. Nestes fatos estão relacionados corretamente os seguintes fenômenos: a) I – sublimação, II – solidificação, III – vaporização, IV – fusão. b) I – sublimação, II – solidificação, III – fusão, IV –vaporização. c) I – fusão, II – sublimação, III –vaporização, IV – solidificação. d) I – vaporização, II- solidificação, III – fusão, IV – sublimação. e) I – vaporização, II – sublimação, II –fusão, IV – solidificação.
  • 20. 5. Qual dos fenômenos a seguir não envolve reações químicas? a) Fusão de gelo. b) Digestão de alimentos. c) Combustão. d) Queima de vela. e) Explosão de dinamite.
  • 21. PROPRIEDADES DA MATÉRIA  PROPRIEDADES GERAIS  PROPRIEDADES FUNCIONAIS  PROPRIEDADES ESPECÍFICAS:
  • 22. PROPRIEDADES GERAIS  Massa  Volume  Inércia  impenetrabilidade  Dureza As propriedades gerais são comuns a todos os materiais.
  • 23. PROPRIEDADES FUNCIONAIS  Hidrocarbonetos são inflamáveis.  Os ácidos têm sabor azedo.  Os sais fundidos conduzem corrente elétrica. As propriedades funcionais são aquelas apresentadas por um grupo de substâncias, chamado função química .
  • 24. PROPRIEDADES ESPECÍFICAS  Ponto de Fusão / Solidificação  Ponto de Ebulição / Liquefação  Densidade ou Massa Específica  Coeficiente de Solubilidade As propriedades específicas caracterizam cada tipo de substância .
  • 25. Ponto de Fusão / Solidificação  Ponto de Fusão é a temperatura em que uma substância muda do estado sólido para o estado líquido. Ponto de Solidificação corresponde ao processo inverso, embora as temperaturas sejam equivalentes. Obs. O PF e o PS são obtidos em uma dada pressão, quando esta não é citada, considera-se a pressão atmosférica
  • 26. Ponto de Ebulição / Liquefação  Ponto de Ebulição é a temperatura em que uma substância muda do estado líquido para o estado gasoso. Ponto de liquefação corresponde ao processo inverso, embora as temperaturas sejam equivalentes. Obs. O PE e o PL são obtidos em uma dada pressão, quando esta não é citada, considera-se a pressão atmosférica
  • 27. Curva de Aquecimento da água S L L e G G T°C 100 0 - 20 tempo S e L
  • 28. Curva de Resfriamento da água S L L e G G T°C 100 0 - 20 tempo S e L
  • 29. Curvas de Misturas Comuns Aquecimento Resfriamento
  • 30. Curvas de Misturas Eutéticas Resfriamento PS Aquecimento PF
  • 31. Curvas de Misturas Azeotrópicas Aquecimento PE Resfriamento PL
  • 32. Influência da Pressão  Quanto maior a pressão maior o Ponto de Ebulição P T >T >P
  • 33. Influência da Altitude  Quanto maior a Altitude menor o Ponto de Ebulição > A ⇒ < P ⇒ < T A ⇒ P ⇒ T
  • 34. Densidade  Densidade é a relação da massa pelo volume de uma substância a uma dada Temperatura e Pressão: d = m / V
  • 35. Influência da Temperatura T V1 >T V2 > T ⇒ > V ⇒ < densidade
  • 36. > P ⇒ < V ⇒ > densidade Influência da Pressão P >P
  • 37. A DENSIDADE é maior quanto maior o estado de agregação da matéria Influência do Estado Físico da Substância sólido > líquido > gasoso Aumento do volume
  • 38. Exceções a Regra • Água líquida é mais densa que o gelo. • Prata, Ferro e Bismuto, todos diminuem de volume quando fundidos, portanto fase líquida mais densa.
  • 39. Transformação de Unidades T Kg g mg X 103 X 103 X 103 KL L mL µL X 103 X 103 X 103 m3 dm3 cm3 mm3  Unidade de massa  Unidade de Volume
  • 40. Exercícios de fixação: 1) Dada a tabela: PF PE Clorofórmio – 63°C 61°C Fenol 43°C 182°C Cloro – 101°C – 34,5°C Determine o estado físico de cada substância nas condições ambientes ( 25°C e 1 atm). Clorofórmio → Fenol → Cloro →
  • 41. Exercícios de fixação: 2) Com relação ao gráfico, indique as proposições verdadeiras: (01) O gráfico representa o aquecimento de substância pura. (02) O ponto de fusão da substância é 85°C. (04) O ponto de solidificação da substância é 20°C. (08) Na temperatura ambiente (25°C) a substância é sólida. (16) Entre 35 e 50 minutos (intervalo DE) a substância forma um sistema bifásico. (32) Se o gráfico dado mostrasse apenas o intervalo AD, referente ao aquecimento de um sólido, nada poderíamos afirmar sobre a pureza do mesmo. 0 10 25 35 50 tempo (min) T°C + 85 + 20 + 10
  • 42. Exercícios de fixação: tempo (min) T1 BT°C T2 A (01) Se a amostra A e B forem idênticas, então a pressão é diferente para cada experiência. (02) Se a pressão é a mesma, então A e B poderão ser amostras idênticas em quantidades diferentes. (04) A e B são substâncias puras. (08) A e B podem ser misturas. (16) Se A e B são amostras idênticas, A foi realizada numa pressão maior que B. (32) Se A e B são amostras idênticas, A foi realizada numa altitude menor que B. (64) B pode ser uma substância pura 3) O gráfico está representando a ebulição de duas amostras, iguais ou diferentes, em experiências distintas realizadas cada uma a pressão constante. As quais foram realizadas em sistemas abertos.
  • 43. Exercícios de fixação: 4) Responda a essa questão considerando três frascos contendo massas iguais de líquidos diferentes, A, B e C, cujos valores de densidade em g/mL são respectivamente: 0,8; 1,0; 1,2. I II III A alternativa que indica cada frasco com seu respectivo líquido é: a) I – A, II – B, III – C. b) I – A, II – C, III – B. c) I – B, II – C, III – A. d) I – B, II – A, III – C. e) I – C, II – B, III – A.
  • 44. Exercícios de fixação: 5) (UFMG) As figuras abaixo representam densímetros como os usados em postos de gasolina. O primeiro contém etanol puro (d = 0,8g/cm3 ). Dos dois restantes, um está cheio de etanol e água e o outro gasolina (d = 0,7g/cm3 ), não estão necessariamente nessa ordem. Com base nessas informações, pode-se afirmar corretamente que: a) A densidade da bola preta é maior que 1g/cm3 b) A densidade da bola branca é menor que 0,8 g/cm3 . c) A mistura no densímetro II, tem densidade menor que 0,8g/cm3 . d) A mistura no densímetro III, contém água. e) As duas bolas apresentam densidade menores que 0,7g/cm3 . I II III
  • 45. Exercícios de fixação: 6) Uma torneira defeituosa goteja a cada 36 segundos. Sabendo-se que cada gota de água pesa 0,25g, quanto tempo levará para encher uma lata de 0,01 m3 ?
  • 46. Coeficiente de Solubilidade - CS  Em geral é considerada como sendo a massa em gramas possível de ser solubilizada em 100 g de água, em uma dada Temperatura e pressão. Obs. Quando a temperatura / pressão não são indicadas, considera-se a temperatura de 25°C e pressão de 1 atm.
  • 47. 1L de água a 0°C 1L de água a 0°C 1L de água a 0°C 357 g de NaCl SOLUÇÕES Misturas Homogêneas • CS do NaCl a 0°C = 35,7 g / 100g de H2O • CS do NaCl a 25°C = 42,0 g / 100g de H2O 200 g de NaCl 400 g de NaCl Saturada Saturada com corpo de fundo insaturada
  • 48. SOLUÇÃO SUPERSATURADA 1L de água a 0°C 1L de água a 25°C 1L de água a 0°C 400 g de NaCl Supersaturada • A concentração na solução final está acima do CS do NaCl a 0°C.
  • 49. CURVAS DE SOLUBILIDADE CS (g/100g de água) Comportamento normal Comportamento anormal CS1 T1 T°C
  • 50. Exercícios de fixação: 1) A 18°C a solubilidade de uma substância X é de 60g/100mL de água. Nessa temperatura 150g de X foram misturados em 200mL de água . O sistema obtido é: a) Heterogêneo com uma fase. b) Homogêneo com duas fases. c) Uma solução aquosa com corpo de fundo. d) Heterogêneo com três substâncias. e) Apenas uma solução aquosa.
  • 51. 2) 160g de uma solução saturada de sacarose (C12H22O11) a 30°C é resfriada a 0°C. Qual a massa de açúcar cristalizada? Dados: Temperatura °C CS da sacarose (g/ 100g de água) 0° 180 30° 220 Exercícios de fixação:
  • 52. Para responder às questões 3) e 4) considere o gráfico e as informações apresentadas: CSdoKNO3 (g/100gdeágua) 0 10 20 30 40 50 60 Temperatura °C 120 100 80 60 40 20 0 20°C Solução aquosa de KNO3 100g de KNO3 100g de água Exercícios de fixação:
  • 53. 3) Essa mistura heterogênea, inicialmente a 20°C, é aquecida até 60°C. Dessa forma: a) A solução aquosa torna-se insaturada. b) A solução aquosa torna-se saturada e restam 5g de corpo de fundo. c) A solução aquosa continua saturada, sem corpo de fundo. d) A solução aquosa continua saturada e restam 20g de corpo de fundo. e) A massa de KNO3 dissolvida triplica. Exercícios de fixação:
  • 54. 4) Uma maneira conveniente para se recuperar todo o KNO3 do sistema e obter o sal sólido e puro é: a) Evaporar toda água, por aquecimento. b) Agitar a mistura e depois filtrá-la. c) Decantar a solução sobrenadante. d) Resfriar a mistura a 0°C. e) Aquecer a mistura a 40°C Exercícios de fixação:
  • 55.  Definição: processos de separação de uma mistura nos seus constituintes.  Classificação dos processos: Mecânicos: separações que não envolvem transformações físicas ou químicas. Físicos: processos que envolvem mudanças de estados físicos das substâncias. Normalmente indicados nas separações de misturas homogêneas. ANÁLISE IMEDIATA
  • 56.  Misturas Heterogêneas: Sólido/sólido Sólido/líquido Sólido/gás Líquido/líquido  Misturas Homogêneas: sólido/sólido sólido/líquido ANÁLISE IMEDIATA
  • 57. Sistemas Sólido/sólido:  Catação  Peneiração ou Tamisação  Ventilação  Levigação  Separação Magnética  Dissolução Fracionada  Flotação  Fusão Fracionada Separação de Misturas Heterogêneas
  • 58. Sistemas Sólido/líquido:  Filtração  Decantação  Centrifugação  Cristalização Fracionada Sistemas Sólido/gás:  Filtração  Decantação  Câmara de Poeira Separação de Misturas Heterogêneas Sistemas Líquido/líquido:  Decantação
  • 59. Separação de Misturas Homogêneas Sistemas Sólido/sólido:  Fusão Fracionada Sistemas Sólido/líquido:  Evaporação  Destilação Simples Sistemas Líquido/líquido:  Destilação Fracionada Sistemas Líquido/gás:  Aquecimento  Despressurização Sistemas gás/gás: Liquefação Fracionada
  • 60. Materiais comuns de Laboratório  Tubo de Ensaio  Béquer  Erlenmeyer  Balão de Fundo Chato  Balão Volumétrico  Balão de Destilação  Condensador  Funil de Decantação  Funil de Filtração  Funil Liso  Funil de Büchner  Kitassato  Proveta  Pipeta Volumétrica  Pipeta Graduada
  • 61. Materiais comuns de Laboratório  Bureta  Dessecador  Vidro de Relógio  Almofariz e Pistilo  Cápsula de Evaporação  Cadinho de Porcelana  Cadinho de Platina  Piscete  Espátula  Suporte de Ferro  Garras  Tripé de Ferro  Tela de Amianto  Bastão de Vidro  Frasco de Reagente