SlideShare uma empresa Scribd logo
Inhame
Discente: Guillermo Enrique Guedes Scheel
Docente: Márcia Regina da Costa
DEPARTAMENTO DE AGRONOMIA - DAG
OLERICULTURA GERAL
Introdução
• Família botânica: Araceae.
• Colocasia esculenta (L.) Schott.
• Parte comercial: rizoma.
• Centro de origem:
• Continente asiático (Índia, Bangladesh e
Myanmar).
• Confusão com a nomenclatura popular:
• Inhame, taro e cará.
• Dioscorea spp.
• Importância social:
• Agricultura familiar.
Fonte: Starr Enviromental
210
215
220
225
230
235
240
245
250
255
260
2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
MilToneladas
Produção Brasileira de Inhame
Fonte: Food and Agriculture Organization of the United Nations.
8.60
8.80
9.00
9.20
9.40
9.60
9.80
10.00
2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Toneladasporhectare
Produtividade Nacional do Inhame
Fonte: Food and Agriculture Organization of the United Nations.
0.00
0.50
1.00
1.50
2.00
2.50
3.00
3.50
0
500
1,000
1,500
2,000
2,500
Jan-12
Feb-12
Mar-12
Apr-12
May-12
Jun-12
Jul-12
Aug-12
Sep-12
Oct-12
Nov-12
Dec-12
Jan-13
Feb-13
Mar-13
Apr-13
May-13
Jun-13
Jul-13
Aug-13
Sep-13
Oct-13
Nov-13
Dec-13
Jan-14
Feb-14
Mar-14
Apr-14
May-14
Jun-14
Jul-14
Aug-14
Sep-14
Oct-14
Nov-14
Dec-14
Jan-15
Feb-15
Mar-15
Apr-15
May-15
Jun-15
Jul-15
Aug-15
Sep-15
Oct-15
Nov-15
Dec-15
Jan-16
Feb-16
Mar-16
Apr-16
May-16
Jun-16
Jul-16
Aug-16
Sep-16
Reais
Toneladas
Oferta x Preço Médio na Grande BH
Fonte: Ceasaminas.
Implantação
• Curvelo – MG
• Média pluviométrica de 1000 mm anuais.
• Temperatura média de 23 graus Celsius anual.
• Plantio de outubro a março (quente e úmido).
• Altitude média de 672 m.
• 170 km de BH.
Fonte: Google Maps
Área
• 1 Hectare.
• Latossolo Vermelho Distrófico.
• Textura média-leve.
• Boa drenagem.
• Local plano (0 a 3%).
• Histórico: área com baixa infestação de
nematoides-das-galhas (Meloidogyne spp.).
Fonte: Embrapa
Cultivar
• Oriunda do distrito de São Bento de Urânia, na cidade de
Alfredo Chaves/ES.
• As primeiras plantas dessa cultivar foram escolhidas no sítio
Monte Verde, de propriedade de Jair Pianzoli, onde havia uma
plantação da cultivar Chinês em 1989.
• Ciclo de 270 dias e produtividade esperada de 20 t/ha.
Tratos do solo
• Calagem 3 meses antes do plantio.
• Correção de PH de 5,5 a 6,0.
• Deficiência de cálcio: metsubure.
• Uma ou duas arações, duas gradagens, sulcamento (enleiramento).
• 180 kg/ha de P2O5, 90 kg/ha de K20.
• Duas aplicações de N com 60 kg/ha (40 e 80 dias).
Fonte: http://agribrasil.blogspot.com.br/
Plantio
• Propagação vegetativa (rizomas).
• Rizoma central ou laterais.
• Espaçamento de 1,0 x 0,3m (33.333 plantas/ha).
• Os rizomas serão provenientes de produtores de São Bento – ES.
Fonte: http://www.cpt.com.br
Tratos culturais
• Sem irrigação (apenas emergencial).
• Período seco nos últimos 20 dias antes da colheita.
• Capinas manuais ou semi-mecanizadas, até o fechamento da cultura.
• Cultura rústica com baixo índice de ataque de pragas e doenças.
• Não existem agrotóxicos registrados para a cultura.
Fonte: http://www.cpt.com.br
Colheita
• Colheita é realizada de 270 dias após o plantio.
• Ponto de colheita: amarelamento, murcha e seca das folhas.
• Pode permanecer no solo até 90 dias sem ser colhido (seco).
• Colher antes das chuvas (perda de qualidade).
• Colheita manual ou semi-mecanizada.
Fonte: http://pt.made-in-china.com
Pós-colheita
• Limpeza dos rizomas: corte da parte aérea e retirada do
excesso de raízes e túnicas.
• Rizoma central (mãe): menor valor comercial.
• Rizomas-filho: classificação por tamanho (20 a 200g).
• Firmes: sem áreas moles ou enrugadas.
• Sem sinal de brotação.
Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br
Dados financeiros
• Valor médio pago: R$ 1,50 (Ceasa Minas – Grande BH)
• Produtividade esperada: 20t
• Custo de implantação e venda: R$ 10.000
• Lucro liquido: 30.000 – 10.000 = R$ 20.000
Fonte: http://importarprofissional.com
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Morfologia e fenologia do cafeeiro
Morfologia e fenologia do cafeeiroMorfologia e fenologia do cafeeiro
Morfologia e fenologia do cafeeiro
Matheus Majela
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃOINTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
Geagra UFG
 
5 botânica e morfologia da cana
5 botânica e morfologia da cana5 botânica e morfologia da cana
5 botânica e morfologia da cana
Cristóvão Lopes
 
Cultura da Soja
Cultura da SojaCultura da Soja
Regulação hormonal do algodoeiro
Regulação hormonal do algodoeiro Regulação hormonal do algodoeiro
Regulação hormonal do algodoeiro
Geagra UFG
 
Fenologia e Fisiologia do sorgo e milheto
Fenologia e Fisiologia do sorgo e milheto Fenologia e Fisiologia do sorgo e milheto
Fenologia e Fisiologia do sorgo e milheto
Geagra UFG
 
A Cultura do Arroz
A Cultura do ArrozA Cultura do Arroz
A Cultura do Arroz
Geagra UFG
 
Nutrição e adubação do milho
Nutrição e adubação do milhoNutrição e adubação do milho
Nutrição e adubação do milho
Geagra UFG
 
Prova de trigo II e aveia - Culturas agrícolas do Rio Grande do Sul
Prova de trigo II e aveia - Culturas agrícolas do Rio Grande do SulProva de trigo II e aveia - Culturas agrícolas do Rio Grande do Sul
Prova de trigo II e aveia - Culturas agrícolas do Rio Grande do Sul
André Fontana Weber
 
Implantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do FeijãoImplantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do Feijão
Killer Max
 
Produção de Mandioca
Produção de MandiocaProdução de Mandioca
Produção de Mandioca
Ítalo Arrais
 
aulas de friticultura
aulas de friticulturaaulas de friticultura
aulas de friticultura
Lafaiete Sousa
 
Simulado manejo de plantas daninhas
Simulado manejo de plantas daninhasSimulado manejo de plantas daninhas
Simulado manejo de plantas daninhas
André Fontana Weber
 
Fenologia e Fisiologia do Sorgo e Milheto
Fenologia e Fisiologia do Sorgo e MilhetoFenologia e Fisiologia do Sorgo e Milheto
Fenologia e Fisiologia do Sorgo e Milheto
Geagra UFG
 
A cultura do Milho
A cultura do MilhoA cultura do Milho
A cultura do Milho
Killer Max
 
Fruticultura irrigada
Fruticultura irrigadaFruticultura irrigada
Fruticultura irrigada
helrijesus
 
Plantio Direto de Amendoim
Plantio Direto de AmendoimPlantio Direto de Amendoim
Plantio Direto de Amendoim
Agricultura Sao Paulo
 
Fenologia e fisiologia da cultura do milho
Fenologia e fisiologia da cultura do milhoFenologia e fisiologia da cultura do milho
Fenologia e fisiologia da cultura do milho
Geagra UFG
 
Importancia Sementes
Importancia SementesImportancia Sementes
Importancia Sementes
Nathalia Carvalho
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJAINTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
Geagra UFG
 

Mais procurados (20)

Morfologia e fenologia do cafeeiro
Morfologia e fenologia do cafeeiroMorfologia e fenologia do cafeeiro
Morfologia e fenologia do cafeeiro
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃOINTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
 
5 botânica e morfologia da cana
5 botânica e morfologia da cana5 botânica e morfologia da cana
5 botânica e morfologia da cana
 
Cultura da Soja
Cultura da SojaCultura da Soja
Cultura da Soja
 
Regulação hormonal do algodoeiro
Regulação hormonal do algodoeiro Regulação hormonal do algodoeiro
Regulação hormonal do algodoeiro
 
Fenologia e Fisiologia do sorgo e milheto
Fenologia e Fisiologia do sorgo e milheto Fenologia e Fisiologia do sorgo e milheto
Fenologia e Fisiologia do sorgo e milheto
 
A Cultura do Arroz
A Cultura do ArrozA Cultura do Arroz
A Cultura do Arroz
 
Nutrição e adubação do milho
Nutrição e adubação do milhoNutrição e adubação do milho
Nutrição e adubação do milho
 
Prova de trigo II e aveia - Culturas agrícolas do Rio Grande do Sul
Prova de trigo II e aveia - Culturas agrícolas do Rio Grande do SulProva de trigo II e aveia - Culturas agrícolas do Rio Grande do Sul
Prova de trigo II e aveia - Culturas agrícolas do Rio Grande do Sul
 
Implantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do FeijãoImplantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do Feijão
 
Produção de Mandioca
Produção de MandiocaProdução de Mandioca
Produção de Mandioca
 
aulas de friticultura
aulas de friticulturaaulas de friticultura
aulas de friticultura
 
Simulado manejo de plantas daninhas
Simulado manejo de plantas daninhasSimulado manejo de plantas daninhas
Simulado manejo de plantas daninhas
 
Fenologia e Fisiologia do Sorgo e Milheto
Fenologia e Fisiologia do Sorgo e MilhetoFenologia e Fisiologia do Sorgo e Milheto
Fenologia e Fisiologia do Sorgo e Milheto
 
A cultura do Milho
A cultura do MilhoA cultura do Milho
A cultura do Milho
 
Fruticultura irrigada
Fruticultura irrigadaFruticultura irrigada
Fruticultura irrigada
 
Plantio Direto de Amendoim
Plantio Direto de AmendoimPlantio Direto de Amendoim
Plantio Direto de Amendoim
 
Fenologia e fisiologia da cultura do milho
Fenologia e fisiologia da cultura do milhoFenologia e fisiologia da cultura do milho
Fenologia e fisiologia da cultura do milho
 
Importancia Sementes
Importancia SementesImportancia Sementes
Importancia Sementes
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJAINTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
INTRODUÇÃO À CULTURA DA SOJA
 

Destaque

Ensayo tics
Ensayo ticsEnsayo tics
Ensayo tics
mileidy diaz bernal
 
Crm
CrmCrm
Crm
Kau0998
 
презентация досвіду майданник в.с.
презентация досвіду майданник в.с.презентация досвіду майданник в.с.
презентация досвіду майданник в.с.
віта майданник
 
Decision Support Systems
Decision Support SystemsDecision Support Systems
Decision Support Systems
Hadi Fadlallah
 
RFL Mixed catalouge
RFL Mixed catalougeRFL Mixed catalouge
RFL Mixed catalouge
Sahadat Hossain
 
Desarrollo Histórico de la Teoría Curricular
Desarrollo Histórico de la Teoría CurricularDesarrollo Histórico de la Teoría Curricular
Desarrollo Histórico de la Teoría Curricular
Dalia Calvo
 
SEMKRK - optymalizacja kart produktów nie tylko pod kątem seo - Katarzyna Bar...
SEMKRK - optymalizacja kart produktów nie tylko pod kątem seo - Katarzyna Bar...SEMKRK - optymalizacja kart produktów nie tylko pod kątem seo - Katarzyna Bar...
SEMKRK - optymalizacja kart produktów nie tylko pod kątem seo - Katarzyna Bar...
Katarzyna Baranowska
 
La Tecnología Educativa en el Mundo Tecnologizado
La Tecnología Educativa en el Mundo TecnologizadoLa Tecnología Educativa en el Mundo Tecnologizado
La Tecnología Educativa en el Mundo Tecnologizado
Dalia Calvo
 
Lic. Abel Jimenez, JMS Marketing SEO Tijuana, Resume
Lic. Abel Jimenez, JMS Marketing SEO Tijuana, ResumeLic. Abel Jimenez, JMS Marketing SEO Tijuana, Resume
Lic. Abel Jimenez, JMS Marketing SEO Tijuana, Resume
Abel Cardenas
 
Entrevista cualitativa
Entrevista cualitativaEntrevista cualitativa
Entrevista cualitativa
Dalia Calvo
 
Creative activities week 3
Creative activities week 3Creative activities week 3
Creative activities week 3
HCEfareham
 
Cartilha Manejo Apropriado de Água
Cartilha Manejo Apropriado de ÁguaCartilha Manejo Apropriado de Água
Cartilha Manejo Apropriado de Água
Fluxus Design Ecológico
 
Cartilha agrofloresta
Cartilha agroflorestaCartilha agrofloresta
Sistema agroflorestal andré rocha
Sistema agroflorestal andré rochaSistema agroflorestal andré rocha
Sistema agroflorestal andré rocha
MESTRADOAMBIENTAL
 
Sistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestaisSistemas agroflorestais
Organismos geneticamente modificados
Organismos geneticamente modificadosOrganismos geneticamente modificados
Organismos geneticamente modificados
Guillermo Enrique Guedes Scheel
 
Determinação de valores físicos, correção atmosférica e transformações radiom...
Determinação de valores físicos, correção atmosférica e transformações radiom...Determinação de valores físicos, correção atmosférica e transformações radiom...
Determinação de valores físicos, correção atmosférica e transformações radiom...
Guillermo Enrique Guedes Scheel
 
international monetary fund
international monetary fund international monetary fund
international monetary fund
zainulla
 
3Com 03-0104-004 I
3Com 03-0104-004 I3Com 03-0104-004 I
3Com 03-0104-004 I
savomir
 
Building Custom Visual Composer Elements
Building Custom Visual Composer ElementsBuilding Custom Visual Composer Elements
Building Custom Visual Composer Elements
Burak Dogan
 

Destaque (20)

Ensayo tics
Ensayo ticsEnsayo tics
Ensayo tics
 
Crm
CrmCrm
Crm
 
презентация досвіду майданник в.с.
презентация досвіду майданник в.с.презентация досвіду майданник в.с.
презентация досвіду майданник в.с.
 
Decision Support Systems
Decision Support SystemsDecision Support Systems
Decision Support Systems
 
RFL Mixed catalouge
RFL Mixed catalougeRFL Mixed catalouge
RFL Mixed catalouge
 
Desarrollo Histórico de la Teoría Curricular
Desarrollo Histórico de la Teoría CurricularDesarrollo Histórico de la Teoría Curricular
Desarrollo Histórico de la Teoría Curricular
 
SEMKRK - optymalizacja kart produktów nie tylko pod kątem seo - Katarzyna Bar...
SEMKRK - optymalizacja kart produktów nie tylko pod kątem seo - Katarzyna Bar...SEMKRK - optymalizacja kart produktów nie tylko pod kątem seo - Katarzyna Bar...
SEMKRK - optymalizacja kart produktów nie tylko pod kątem seo - Katarzyna Bar...
 
La Tecnología Educativa en el Mundo Tecnologizado
La Tecnología Educativa en el Mundo TecnologizadoLa Tecnología Educativa en el Mundo Tecnologizado
La Tecnología Educativa en el Mundo Tecnologizado
 
Lic. Abel Jimenez, JMS Marketing SEO Tijuana, Resume
Lic. Abel Jimenez, JMS Marketing SEO Tijuana, ResumeLic. Abel Jimenez, JMS Marketing SEO Tijuana, Resume
Lic. Abel Jimenez, JMS Marketing SEO Tijuana, Resume
 
Entrevista cualitativa
Entrevista cualitativaEntrevista cualitativa
Entrevista cualitativa
 
Creative activities week 3
Creative activities week 3Creative activities week 3
Creative activities week 3
 
Cartilha Manejo Apropriado de Água
Cartilha Manejo Apropriado de ÁguaCartilha Manejo Apropriado de Água
Cartilha Manejo Apropriado de Água
 
Cartilha agrofloresta
Cartilha agroflorestaCartilha agrofloresta
Cartilha agrofloresta
 
Sistema agroflorestal andré rocha
Sistema agroflorestal andré rochaSistema agroflorestal andré rocha
Sistema agroflorestal andré rocha
 
Sistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestaisSistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestais
 
Organismos geneticamente modificados
Organismos geneticamente modificadosOrganismos geneticamente modificados
Organismos geneticamente modificados
 
Determinação de valores físicos, correção atmosférica e transformações radiom...
Determinação de valores físicos, correção atmosférica e transformações radiom...Determinação de valores físicos, correção atmosférica e transformações radiom...
Determinação de valores físicos, correção atmosférica e transformações radiom...
 
international monetary fund
international monetary fund international monetary fund
international monetary fund
 
3Com 03-0104-004 I
3Com 03-0104-004 I3Com 03-0104-004 I
3Com 03-0104-004 I
 
Building Custom Visual Composer Elements
Building Custom Visual Composer ElementsBuilding Custom Visual Composer Elements
Building Custom Visual Composer Elements
 

Semelhante a Inhame

A cultura da manga
A cultura da mangaA cultura da manga
A cultura da manga
Nevio Carlos de Alarcão
 
O Potencial dos Cultivos de Oliveiras no Brasil
O Potencial dos Cultivos de Oliveiras no BrasilO Potencial dos Cultivos de Oliveiras no Brasil
O Potencial dos Cultivos de Oliveiras no Brasil
Victor Rafael Barra
 
Cultivo de bananeiras notas de aula.
Cultivo de bananeiras   notas de aula. Cultivo de bananeiras   notas de aula.
Cultivo de bananeiras notas de aula.
CETEP, FTC, FASA..
 
Cultivo do Algodão Orgânico
Cultivo do Algodão OrgânicoCultivo do Algodão Orgânico
Cultivo do Algodão Orgânico
Ítalo Arrais
 
Planejamento Agronômico.pptx
Planejamento Agronômico.pptxPlanejamento Agronômico.pptx
Planejamento Agronômico.pptx
HailtonBarbosadosSan
 
Rafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique - FenaçãoRafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique Reis
 
Soja
SojaSoja
Introdução a cotonicultura
Introdução a cotoniculturaIntrodução a cotonicultura
Introdução a cotonicultura
Geagra UFG
 
Produção-Higienica-de-Leite.pdf
Produção-Higienica-de-Leite.pdfProdução-Higienica-de-Leite.pdf
Produção-Higienica-de-Leite.pdf
KatiaSoares38
 
Mip do milho
Mip do milhoMip do milho
Mip do milho
Geovani Santana
 
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA-AGROTÓXICO.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA-AGROTÓXICO.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA-AGROTÓXICO.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA-AGROTÓXICO.
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
CANA-DE-AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRONICA, AGROPECUÁRIA E S...
CANA-DE-AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRONICA, AGROPECUÁRIA E S...CANA-DE-AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRONICA, AGROPECUÁRIA E S...
CANA-DE-AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRONICA, AGROPECUÁRIA E S...
Antonio Inácio Ferraz
 
Leguminosas nativas: o uso da biodiversidade do Cerrado na produção pecuária
Leguminosas nativas: o uso da biodiversidade do Cerrado na produção pecuáriaLeguminosas nativas: o uso da biodiversidade do Cerrado na produção pecuária
Leguminosas nativas: o uso da biodiversidade do Cerrado na produção pecuária
Daniel Staciarini Corrêa
 
Encontro líderes.leituras
Encontro líderes.leiturasEncontro líderes.leituras
Encontro líderes.leituras
Karlla Costa
 
Sorgo: Comercialização e Logística
Sorgo:  Comercialização e LogísticaSorgo:  Comercialização e Logística
Sorgo: Comercialização e Logística
Geagra UFG
 
Cadeia produtiva do caju: diagnóstico e reflexões para o desenvolvimento
Cadeia produtiva do caju: diagnóstico e reflexões para o desenvolvimentoCadeia produtiva do caju: diagnóstico e reflexões para o desenvolvimento
Cadeia produtiva do caju: diagnóstico e reflexões para o desenvolvimento
Pedro Felizardo Adeodato de Paula Pessoa
 
Diversificação da produção na agricultura familiar em Santa Catarina: Cocada ...
Diversificação da produção na agricultura familiar em Santa Catarina: Cocada ...Diversificação da produção na agricultura familiar em Santa Catarina: Cocada ...
Diversificação da produção na agricultura familiar em Santa Catarina: Cocada ...
Priscila de Oliveira
 
Aula girassol 2-2012
Aula girassol 2-2012Aula girassol 2-2012
Aula girassol 2-2012
Governo do Estado do Paraná
 
Posicionamento de cultivares de feijão
Posicionamento de cultivares de feijãoPosicionamento de cultivares de feijão
Posicionamento de cultivares de feijão
Geagra UFG
 
Pragas da cana
Pragas da canaPragas da cana
Pragas da cana
Agricultura Sao Paulo
 

Semelhante a Inhame (20)

A cultura da manga
A cultura da mangaA cultura da manga
A cultura da manga
 
O Potencial dos Cultivos de Oliveiras no Brasil
O Potencial dos Cultivos de Oliveiras no BrasilO Potencial dos Cultivos de Oliveiras no Brasil
O Potencial dos Cultivos de Oliveiras no Brasil
 
Cultivo de bananeiras notas de aula.
Cultivo de bananeiras   notas de aula. Cultivo de bananeiras   notas de aula.
Cultivo de bananeiras notas de aula.
 
Cultivo do Algodão Orgânico
Cultivo do Algodão OrgânicoCultivo do Algodão Orgânico
Cultivo do Algodão Orgânico
 
Planejamento Agronômico.pptx
Planejamento Agronômico.pptxPlanejamento Agronômico.pptx
Planejamento Agronômico.pptx
 
Rafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique - FenaçãoRafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique - Fenação
 
Soja
SojaSoja
Soja
 
Introdução a cotonicultura
Introdução a cotoniculturaIntrodução a cotonicultura
Introdução a cotonicultura
 
Produção-Higienica-de-Leite.pdf
Produção-Higienica-de-Leite.pdfProdução-Higienica-de-Leite.pdf
Produção-Higienica-de-Leite.pdf
 
Mip do milho
Mip do milhoMip do milho
Mip do milho
 
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA-AGROTÓXICO.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA-AGROTÓXICO.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA-AGROTÓXICO.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA-AGROTÓXICO.
 
CANA-DE-AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRONICA, AGROPECUÁRIA E S...
CANA-DE-AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRONICA, AGROPECUÁRIA E S...CANA-DE-AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRONICA, AGROPECUÁRIA E S...
CANA-DE-AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ, TÉCNICO EM ELETRONICA, AGROPECUÁRIA E S...
 
Leguminosas nativas: o uso da biodiversidade do Cerrado na produção pecuária
Leguminosas nativas: o uso da biodiversidade do Cerrado na produção pecuáriaLeguminosas nativas: o uso da biodiversidade do Cerrado na produção pecuária
Leguminosas nativas: o uso da biodiversidade do Cerrado na produção pecuária
 
Encontro líderes.leituras
Encontro líderes.leiturasEncontro líderes.leituras
Encontro líderes.leituras
 
Sorgo: Comercialização e Logística
Sorgo:  Comercialização e LogísticaSorgo:  Comercialização e Logística
Sorgo: Comercialização e Logística
 
Cadeia produtiva do caju: diagnóstico e reflexões para o desenvolvimento
Cadeia produtiva do caju: diagnóstico e reflexões para o desenvolvimentoCadeia produtiva do caju: diagnóstico e reflexões para o desenvolvimento
Cadeia produtiva do caju: diagnóstico e reflexões para o desenvolvimento
 
Diversificação da produção na agricultura familiar em Santa Catarina: Cocada ...
Diversificação da produção na agricultura familiar em Santa Catarina: Cocada ...Diversificação da produção na agricultura familiar em Santa Catarina: Cocada ...
Diversificação da produção na agricultura familiar em Santa Catarina: Cocada ...
 
Aula girassol 2-2012
Aula girassol 2-2012Aula girassol 2-2012
Aula girassol 2-2012
 
Posicionamento de cultivares de feijão
Posicionamento de cultivares de feijãoPosicionamento de cultivares de feijão
Posicionamento de cultivares de feijão
 
Pragas da cana
Pragas da canaPragas da cana
Pragas da cana
 

Inhame

Notas do Editor

  1. I Congresso de Inhame e Taro em 2002, foi decido que o Inhame seria denominado Taro, para padronização mundial.