SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA DE ENSINO MÉDIO GUSTAVO BARROSO
NOME: ______________________________TURMA: 3° DATA: ___/___/____
GENÉTICA
A genética é o campo da biologia que estuda a natureza química do material hereditário, isto é, o
mecanismo de transferência das informações contidas nos genes, compartilhados de geração em
geração (dos pais para os filhos). Além de auxiliar na identificação de anormalidades
cromossômicas, ainda durante o desenvolvimento embrionário, promove em caráter preventivo e
curativo a utilização de terapias gênicas como medidas corretivas. A maior colaboração para a
genética atual foi dada pelo monge Gregor Mendel (Pai da Genética) , através de seus
experimentos com ervilhas e a proposição de suas leis (segregação independente), mesmo antes de
se conhecer a estrutura da molécula de DNA.
CONCEITOS FUNDAMENTAIS EM GÉNETICA
Gene -É um segmento de molécula de DNA, responsável pela determinação de características
hereditárias, e está presente em todas as células de um organismo.
Cromossomos -Filamentos de DNA, RNA e proteínas (histona) que encenam um conjunto de
genes.
Cromossomos homólogos -São cromossomos que formam pares e são idênticos na forma
(encontrados nas células diplóides); encerram genes que determinam os mesmo caracteres.
Genes alelos -São genes que ocupam o mesmo locus (lugar) em cromossomos homólogos. Estes
genes atuam sobre as mesmas características, podendo ou não determinar o mesmo aspecto. Ex.:
um animal pode ter um dos alelos que determina a cor castanha do olho, e o outro alelo a cor azul
do olho.
Genótipo -É o património genético de um indivíduo presente em suas células, e que é transmitido
de uma geração para outra. Não podemos ver o genótipo de um indivíduo, mas este pode ser
deduzido através de cruzamento, teste ou da análise dos parentais e descendentes.
Fenótipo - É a expressão exterior (observável) do genótipo mais a ação do meio ambiente. Muitas
vezes a influência ambiental provoca manifestações de fenótipo diferentes do programado pelo
genótipo. Esse fenómeno é denominado "peristase" e pode ser exemplificado pelas hortênsias, que
em solo básico apresentam coloração azul, e em solo ácido apresentam coloração rosa. Nem todos
os fenótipos são observáveis; existem exceções, como no caso dos grupos sanguíneos. Por
exemplo: uma pessoa que é do grupo sanguíneo AB; como esse caráter não pode ser visualizado,
mas pode ser detectado experimentalmente, trata-se de um fenótipo.
Homozigoto ou puro - Um indivíduo é homozigoto para um determinado caráter quando possui
os dois genes iguais, ou seja, um mesmo alelo em dose dupla. O homozigoto produz apenas um
tipo de gameta, quer seja ele dominante ou recessivo.
Heterozigoto ou híbrido - Quando para uma determinada característica os alelos são diferentes.
O heterozigoto pode produzir gamelas dominantes ou recessivos.
Dominante -Um gene é dito dominante quando, mesmo estando presente em dose simples no
genótipo, determina o fenótipo. O gene dominante se manifesta tanto em homozigoze, quanto em
heterozigoze.
Recessivo - O gene recessivo é aquele que, estando em companhia do dominante no heterozigoto,
se comporta como inativo, não determinando o fenótipo. O gene recessivo só se manifesta em
homozigoze.
Cariótipo - Dá-se o nome de cariótipo ao conjunto de cromossomos da célula, considerando o
número de cromossomos, sua forma e tamanho e a posição do centrômero.
O monge e cientista austríaco Gregor Mendel e suas descobertas, feitas por meio de experimentos
com ervilhas, realizadas no próprio mosteiro onde vivia, foram extremamente importantes para
que hoje conhecêssemos os genes e alguns dos mecanismos da hereditariedade. Suas experiências
foram, também, muito significantes para a compreensão de algumas lacunas da Teoria da
Evolução, proposta tempos antes. O sucesso de seus experimentos consiste em um conjunto de
fatores. Um deles foi a própria escolha do objeto de estudo: a ervilha Psim sativum: planta de
fácil cultivo e ciclo de vida curto, com flores hermafroditas e que reproduzem por
autofecundação, além de suas características contrastantes, sem intermediários: amarelas ou
verdes; lisas ou rugosas; altas ou baixas; flores púrpuras ou brancas, dentre outras. Além disso, o
monge selecionou e fez a análise criteriosa, em separado, para cada par das sete características
que identificou; considerou um número apreciável de indivíduos de várias gerações; e, para iniciar
seus primeiros cruzamentos, teve o cuidado de escolher exemplares puros, observando-as por seis
gerações resultantes da autofecundação, para confirmar se realmente só dariam origem a
indivíduos semelhantes a ele e entre si.
Executando a fecundação cruzada da parte masculina de uma planta de semente amarela com a
feminina de uma verde (geração parental, ou P), observou que os descendentes, que chamou de
geração F1, eram somente de sementes amarelas. Autofecundando esses exemplares, a F2 se
apresentou na proporção de 3 sementes amarelas para 1 verde (3:1).
Com esses dados, Mendel considerou as sementes verdes como recessivas e as amarelas,
dominantes. Fazendo o mesmo tipo de análise para as outras características dessa planta, concluiu
que, em todos os casos, havia a mesma proporção de 3:1.
Com esse experimento, deduziu que:
• As características hereditárias são determinadas por fatores herdados dos pais e das mães na
mesma proporção;
• Tais fatores se separam na formação dos gametas;
• Indivíduos de linhagens puras possuem todos seus gametas iguais, ao passo que híbridos
produzirão dois tipos distintos, também na mesma proporção.
Assim, a Primeira Lei de Mendel pode ser enunciada desta forma:
Cada caráter é determinado por um par de fatores genéticos denominados alelos. Estes, na
formação dos gametas, são separados e, desta forma, pai e mãe transmitem apenas um para
seudescendente.
Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil EscolaPowered By Blogger

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução à genética
Introdução à genéticaIntrodução à genética
Introdução à genética
Aline Silva
 
Slide Genética
Slide GenéticaSlide Genética
Aula 1 genética
Aula 1   genéticaAula 1   genética
Aula 1 genética
Erika Barreto
 
Aula Genética clássica [1ª lei de Mendel] 1° Ano - Ensino Médio - TI
Aula Genética clássica [1ª lei de Mendel] 1° Ano - Ensino Médio - TIAula Genética clássica [1ª lei de Mendel] 1° Ano - Ensino Médio - TI
Aula Genética clássica [1ª lei de Mendel] 1° Ano - Ensino Médio - TI
Ronaldo Santana
 
Introdução à genética
Introdução à genética Introdução à genética
Introdução à genética
nielimaia
 
Introdução a genetica
Introdução a geneticaIntrodução a genetica
Introdução a genetica
UERGS
 
Conceitos básicos de genética
Conceitos básicos de genéticaConceitos básicos de genética
Conceitos básicos de genética
Douglas Barreto
 
Introduçao a genetica
Introduçao a geneticaIntroduçao a genetica
Introduçao a genetica
emibio
 
Genética
GenéticaGenética
Genética introdução
Genética introduçãoGenética introdução
Genética introdução
Dalu Barreto
 
Aula 1 fundamentos de genética
Aula 1   fundamentos de genética  Aula 1   fundamentos de genética
Aula 1 fundamentos de genética
Marcelo Gomes
 
Genética introdução
Genética introduçãoGenética introdução
Genética introdução
Dalu Barreto
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre GenéticaSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Turma Olímpica
 
Conceitos em genética
Conceitos em genéticaConceitos em genética
Conceitos em genética
mainamgar
 
Genética Introdução
Genética   IntroduçãoGenética   Introdução
Genética Introdução
Mateus Domingos
 
05 - Gene
05 - Gene05 - Gene
05 - Gene
Teresa Monteiro
 
1ª Lei de Mendel
1ª Lei de Mendel1ª Lei de Mendel
1ª Lei de Mendel
Mayanne Leitte
 
Genetica 01- Introdução
Genetica 01- Introdução Genetica 01- Introdução
Genetica 01- Introdução
Joselito Oliveira Neto
 
A primeira lei de mendel
A primeira lei de mendelA primeira lei de mendel
A primeira lei de mendel
Luzineide Oliveira
 
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Genética
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Genéticawww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Genética
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Genética
Videoaulas De Biologia Apoio
 

Mais procurados (20)

Introdução à genética
Introdução à genéticaIntrodução à genética
Introdução à genética
 
Slide Genética
Slide GenéticaSlide Genética
Slide Genética
 
Aula 1 genética
Aula 1   genéticaAula 1   genética
Aula 1 genética
 
Aula Genética clássica [1ª lei de Mendel] 1° Ano - Ensino Médio - TI
Aula Genética clássica [1ª lei de Mendel] 1° Ano - Ensino Médio - TIAula Genética clássica [1ª lei de Mendel] 1° Ano - Ensino Médio - TI
Aula Genética clássica [1ª lei de Mendel] 1° Ano - Ensino Médio - TI
 
Introdução à genética
Introdução à genética Introdução à genética
Introdução à genética
 
Introdução a genetica
Introdução a geneticaIntrodução a genetica
Introdução a genetica
 
Conceitos básicos de genética
Conceitos básicos de genéticaConceitos básicos de genética
Conceitos básicos de genética
 
Introduçao a genetica
Introduçao a geneticaIntroduçao a genetica
Introduçao a genetica
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
 
Genética introdução
Genética introduçãoGenética introdução
Genética introdução
 
Aula 1 fundamentos de genética
Aula 1   fundamentos de genética  Aula 1   fundamentos de genética
Aula 1 fundamentos de genética
 
Genética introdução
Genética introduçãoGenética introdução
Genética introdução
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre GenéticaSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
 
Conceitos em genética
Conceitos em genéticaConceitos em genética
Conceitos em genética
 
Genética Introdução
Genética   IntroduçãoGenética   Introdução
Genética Introdução
 
05 - Gene
05 - Gene05 - Gene
05 - Gene
 
1ª Lei de Mendel
1ª Lei de Mendel1ª Lei de Mendel
1ª Lei de Mendel
 
Genetica 01- Introdução
Genetica 01- Introdução Genetica 01- Introdução
Genetica 01- Introdução
 
A primeira lei de mendel
A primeira lei de mendelA primeira lei de mendel
A primeira lei de mendel
 
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Genética
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Genéticawww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Genética
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Genética
 

Semelhante a Conceitos fundamentais em génetica

BIOLOGIA GENÉTICA DO CURSINHO PRÉ-UNIVERSITÁRIO POPULAR DA UNIVERSIDADE FEDER...
BIOLOGIA GENÉTICA DO CURSINHO PRÉ-UNIVERSITÁRIO POPULAR DA UNIVERSIDADE FEDER...BIOLOGIA GENÉTICA DO CURSINHO PRÉ-UNIVERSITÁRIO POPULAR DA UNIVERSIDADE FEDER...
BIOLOGIA GENÉTICA DO CURSINHO PRÉ-UNIVERSITÁRIO POPULAR DA UNIVERSIDADE FEDER...
Jose Carlos Machado Cunha
 
7. Genética e hereditariedade.pdf
7. Genética e hereditariedade.pdf7. Genética e hereditariedade.pdf
7. Genética e hereditariedade.pdf
CarinaAmorim10
 
Biologia 3ano
Biologia 3anoBiologia 3ano
Biologia 3ano
Isadora Aguiar
 
Biologia juciene
Biologia jucieneBiologia juciene
Biologia juciene
NTE
 
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
vaniele17
 
Primeira lei de mendel
Primeira lei de mendelPrimeira lei de mendel
Primeira lei de mendel
Evelyn Soares
 
Genética (1ª lei de Mendel e Noção de genética).ppt
Genética (1ª lei de Mendel e Noção de genética).pptGenética (1ª lei de Mendel e Noção de genética).ppt
Genética (1ª lei de Mendel e Noção de genética).ppt
MarceloColodeti
 
Aula 13 lei da segregação
Aula 13   lei da segregaçãoAula 13   lei da segregação
Aula 13 lei da segregação
Jonatas Carlos
 
Primeira Aula Genética
Primeira Aula GenéticaPrimeira Aula Genética
Primeira Aula Genética
Naiara Batista
 
Notas_de_Aula_1_Genetica_e_Melhoramento.pdf
Notas_de_Aula_1_Genetica_e_Melhoramento.pdfNotas_de_Aula_1_Genetica_e_Melhoramento.pdf
Notas_de_Aula_1_Genetica_e_Melhoramento.pdf
THALIAREIS5
 
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
RailsonLima8
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
Felipe José
 
O.e 1
O.e 1 O.e 1
O.e 1
Sabina Tique
 
Fundamentos da genética
Fundamentos da genéticaFundamentos da genética
Fundamentos da genética
Alpha Colégio e Vestibulares
 
06 genetica1
06 genetica106 genetica1
06 genetica1
ruiricardobg
 
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
ThiagoAlmeida458596
 
2016 Frente 1 Módulo 8 A Lei da Segregação
2016 Frente 1 Módulo 8 A Lei da Segregação2016 Frente 1 Módulo 8 A Lei da Segregação
2016 Frente 1 Módulo 8 A Lei da Segregação
Colégio Batista de Mantena
 
Herança biológica
Herança biológicaHerança biológica
Herança biológica
Silvana Sanches
 
Teorias pre mendelianas e leis de mendel primeira e segunda
Teorias pre mendelianas e leis de mendel primeira e segundaTeorias pre mendelianas e leis de mendel primeira e segunda
Teorias pre mendelianas e leis de mendel primeira e segunda
PhoenixSportFitness
 
Aulão genética 3 em
Aulão genética 3 emAulão genética 3 em
Aulão genética 3 em
César Milani
 

Semelhante a Conceitos fundamentais em génetica (20)

BIOLOGIA GENÉTICA DO CURSINHO PRÉ-UNIVERSITÁRIO POPULAR DA UNIVERSIDADE FEDER...
BIOLOGIA GENÉTICA DO CURSINHO PRÉ-UNIVERSITÁRIO POPULAR DA UNIVERSIDADE FEDER...BIOLOGIA GENÉTICA DO CURSINHO PRÉ-UNIVERSITÁRIO POPULAR DA UNIVERSIDADE FEDER...
BIOLOGIA GENÉTICA DO CURSINHO PRÉ-UNIVERSITÁRIO POPULAR DA UNIVERSIDADE FEDER...
 
7. Genética e hereditariedade.pdf
7. Genética e hereditariedade.pdf7. Genética e hereditariedade.pdf
7. Genética e hereditariedade.pdf
 
Biologia 3ano
Biologia 3anoBiologia 3ano
Biologia 3ano
 
Biologia juciene
Biologia jucieneBiologia juciene
Biologia juciene
 
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
 
Primeira lei de mendel
Primeira lei de mendelPrimeira lei de mendel
Primeira lei de mendel
 
Genética (1ª lei de Mendel e Noção de genética).ppt
Genética (1ª lei de Mendel e Noção de genética).pptGenética (1ª lei de Mendel e Noção de genética).ppt
Genética (1ª lei de Mendel e Noção de genética).ppt
 
Aula 13 lei da segregação
Aula 13   lei da segregaçãoAula 13   lei da segregação
Aula 13 lei da segregação
 
Primeira Aula Genética
Primeira Aula GenéticaPrimeira Aula Genética
Primeira Aula Genética
 
Notas_de_Aula_1_Genetica_e_Melhoramento.pdf
Notas_de_Aula_1_Genetica_e_Melhoramento.pdfNotas_de_Aula_1_Genetica_e_Melhoramento.pdf
Notas_de_Aula_1_Genetica_e_Melhoramento.pdf
 
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
 
O.e 1
O.e 1 O.e 1
O.e 1
 
Fundamentos da genética
Fundamentos da genéticaFundamentos da genética
Fundamentos da genética
 
06 genetica1
06 genetica106 genetica1
06 genetica1
 
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
1. Aula-Princípios de Genética - GENETICA CLASSICA E MODERNA.pptx
 
2016 Frente 1 Módulo 8 A Lei da Segregação
2016 Frente 1 Módulo 8 A Lei da Segregação2016 Frente 1 Módulo 8 A Lei da Segregação
2016 Frente 1 Módulo 8 A Lei da Segregação
 
Herança biológica
Herança biológicaHerança biológica
Herança biológica
 
Teorias pre mendelianas e leis de mendel primeira e segunda
Teorias pre mendelianas e leis de mendel primeira e segundaTeorias pre mendelianas e leis de mendel primeira e segunda
Teorias pre mendelianas e leis de mendel primeira e segunda
 
Aulão genética 3 em
Aulão genética 3 emAulão genética 3 em
Aulão genética 3 em
 

Conceitos fundamentais em génetica

  • 1. ESCOLA DE ENSINO MÉDIO GUSTAVO BARROSO NOME: ______________________________TURMA: 3° DATA: ___/___/____ GENÉTICA A genética é o campo da biologia que estuda a natureza química do material hereditário, isto é, o mecanismo de transferência das informações contidas nos genes, compartilhados de geração em geração (dos pais para os filhos). Além de auxiliar na identificação de anormalidades cromossômicas, ainda durante o desenvolvimento embrionário, promove em caráter preventivo e curativo a utilização de terapias gênicas como medidas corretivas. A maior colaboração para a genética atual foi dada pelo monge Gregor Mendel (Pai da Genética) , através de seus experimentos com ervilhas e a proposição de suas leis (segregação independente), mesmo antes de se conhecer a estrutura da molécula de DNA. CONCEITOS FUNDAMENTAIS EM GÉNETICA Gene -É um segmento de molécula de DNA, responsável pela determinação de características hereditárias, e está presente em todas as células de um organismo. Cromossomos -Filamentos de DNA, RNA e proteínas (histona) que encenam um conjunto de genes. Cromossomos homólogos -São cromossomos que formam pares e são idênticos na forma (encontrados nas células diplóides); encerram genes que determinam os mesmo caracteres. Genes alelos -São genes que ocupam o mesmo locus (lugar) em cromossomos homólogos. Estes genes atuam sobre as mesmas características, podendo ou não determinar o mesmo aspecto. Ex.: um animal pode ter um dos alelos que determina a cor castanha do olho, e o outro alelo a cor azul do olho. Genótipo -É o património genético de um indivíduo presente em suas células, e que é transmitido de uma geração para outra. Não podemos ver o genótipo de um indivíduo, mas este pode ser deduzido através de cruzamento, teste ou da análise dos parentais e descendentes. Fenótipo - É a expressão exterior (observável) do genótipo mais a ação do meio ambiente. Muitas vezes a influência ambiental provoca manifestações de fenótipo diferentes do programado pelo genótipo. Esse fenómeno é denominado "peristase" e pode ser exemplificado pelas hortênsias, que em solo básico apresentam coloração azul, e em solo ácido apresentam coloração rosa. Nem todos os fenótipos são observáveis; existem exceções, como no caso dos grupos sanguíneos. Por exemplo: uma pessoa que é do grupo sanguíneo AB; como esse caráter não pode ser visualizado, mas pode ser detectado experimentalmente, trata-se de um fenótipo. Homozigoto ou puro - Um indivíduo é homozigoto para um determinado caráter quando possui os dois genes iguais, ou seja, um mesmo alelo em dose dupla. O homozigoto produz apenas um tipo de gameta, quer seja ele dominante ou recessivo. Heterozigoto ou híbrido - Quando para uma determinada característica os alelos são diferentes. O heterozigoto pode produzir gamelas dominantes ou recessivos. Dominante -Um gene é dito dominante quando, mesmo estando presente em dose simples no genótipo, determina o fenótipo. O gene dominante se manifesta tanto em homozigoze, quanto em heterozigoze. Recessivo - O gene recessivo é aquele que, estando em companhia do dominante no heterozigoto, se comporta como inativo, não determinando o fenótipo. O gene recessivo só se manifesta em homozigoze. Cariótipo - Dá-se o nome de cariótipo ao conjunto de cromossomos da célula, considerando o número de cromossomos, sua forma e tamanho e a posição do centrômero. O monge e cientista austríaco Gregor Mendel e suas descobertas, feitas por meio de experimentos com ervilhas, realizadas no próprio mosteiro onde vivia, foram extremamente importantes para que hoje conhecêssemos os genes e alguns dos mecanismos da hereditariedade. Suas experiências foram, também, muito significantes para a compreensão de algumas lacunas da Teoria da Evolução, proposta tempos antes. O sucesso de seus experimentos consiste em um conjunto de fatores. Um deles foi a própria escolha do objeto de estudo: a ervilha Psim sativum: planta de fácil cultivo e ciclo de vida curto, com flores hermafroditas e que reproduzem por
  • 2. autofecundação, além de suas características contrastantes, sem intermediários: amarelas ou verdes; lisas ou rugosas; altas ou baixas; flores púrpuras ou brancas, dentre outras. Além disso, o monge selecionou e fez a análise criteriosa, em separado, para cada par das sete características que identificou; considerou um número apreciável de indivíduos de várias gerações; e, para iniciar seus primeiros cruzamentos, teve o cuidado de escolher exemplares puros, observando-as por seis gerações resultantes da autofecundação, para confirmar se realmente só dariam origem a indivíduos semelhantes a ele e entre si. Executando a fecundação cruzada da parte masculina de uma planta de semente amarela com a feminina de uma verde (geração parental, ou P), observou que os descendentes, que chamou de geração F1, eram somente de sementes amarelas. Autofecundando esses exemplares, a F2 se apresentou na proporção de 3 sementes amarelas para 1 verde (3:1). Com esses dados, Mendel considerou as sementes verdes como recessivas e as amarelas, dominantes. Fazendo o mesmo tipo de análise para as outras características dessa planta, concluiu que, em todos os casos, havia a mesma proporção de 3:1. Com esse experimento, deduziu que: • As características hereditárias são determinadas por fatores herdados dos pais e das mães na mesma proporção; • Tais fatores se separam na formação dos gametas; • Indivíduos de linhagens puras possuem todos seus gametas iguais, ao passo que híbridos produzirão dois tipos distintos, também na mesma proporção. Assim, a Primeira Lei de Mendel pode ser enunciada desta forma: Cada caráter é determinado por um par de fatores genéticos denominados alelos. Estes, na formação dos gametas, são separados e, desta forma, pai e mãe transmitem apenas um para seudescendente. Por Mariana Araguaia Graduada em Biologia Equipe Brasil EscolaPowered By Blogger