O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Genã©tica e hereditariedade
Genã©tica e hereditariedade
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 20 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Quem viu também gostou (20)

Anúncio

Semelhante a Slide Genética (20)

Slide Genética

  1. 1. Genética
  2. 2. O QUE É A GENÉTICA?  Genética , do grego genno (fazer nascer) , é a ciência dos genes, da hereditariedade e da variação dos organismos. Ramo da biologia que estuda a forma como se transmitem as características biológicas de geração para geração.  O termo genética foi primeiramente aplicado para descrever o estudo da variação e hereditariedade, pelo cientista Wiliam Batesson numa carta dirigida a Adam Sedgewick, datada de 18 de Abril de 1908. 
  3. 3.  A genética é o campo da biologia que estuda a natureza química do material hereditário, isto é, o mecanismo de transferência das informações contidas nos genes, compartilhados de geração em geração (dos pais para os filhos).  A maior colaboração para a genética atual foi dada pelo monge Gregor Mendel, através de seus experimentos com ervilhas e a proposição de suas leis (segregação independente), mesmo antes de se conhecer a estrutura da molécula de DNA. 
  4. 4. ARTIGOS DA GENÉTICA A cor da pele na espécie humana  Mecanismos e exemplos desta herança genética quantitativa. Aberrações cromossômicas  Aberrações cromossômicas estruturais e numéricas: características e subsdivisões. Alelos múltiplos ou polialelia  Clique aqui e veja o que são alelos múltiplos, fenômeno também conhecido como poliaelia. 
  5. 5. Animais híbridos  Clique aqui e conheça mais sobre animais híbridos. Anomalias Cromossômicas  Alterações que ocorrem em razão da ocorrência de meioses atípicas durante a produção de gametas. Argumentos contra os transgênicos  Saiba o porquê de tanta resistência em relação aos uso dos transgênicos.
  6. 6. Bioética e Reprodução Humana  Conheça diversos aspectos que envolvem a questão da reprodução humana e bioética, como os aspectos éticos da tecnologia médica. Biotecnologia  Biotecnologia e novas perspectivas para os seres vivos. Calvície  Característica genética influenciada pelo sexo.
  7. 7. Cariótipo  Sobre o conjunto diploide de cromossomos das células somáticas de um organismo. Casamento consanguíneo  Compreenda o porquê dos casamentos consanguíneos possuirem um relevante aspecto genético.
  8. 8.  Células Diploides e Haploides  Saiba mais sobre a caracterização do teor cromossômico contido no interior do núcleo das células eucariontes.  Conceitos básicos em genética  Conceitos de: cariótipo, hereditariedade, genes, genótipo, dentre outras expressões.  Cromatina Sexual  Cromossomo X inativo e condensado das células de fêmeas de mamíferos.
  9. 9.  Decifrando o código da tradução proteica  Compreenda o processo de tradução proteica.  DNA  A molécula da vida.  Dominância e Recessividade  Relações que se estabelecem por meio de genes alelos semelhantes ou distintos.
  10. 10.  Duplicação semiconservativa  Fenômeno resultante da reprodução da molécula de DNA.  Engenharia Genética  Conheça alguns argumentos contra e a favor da seleção de espermatozóides, seleção de embriões e manipulação genética.  Epistasia  Interação gênica que ocorre quando um par de genes alelos se interage para alterar de forma inibitória a ação de outro par de genes alelos.  Fator Rh - Eritroblastose fetal  Histórico, causas e consequências da eritroblastose fetal, além de sua prevenção e tratamento.
  11. 11.  Herança dos grupos sanguíneos  Sistema MN, Sistema ABO e Fator Rh: saiba mais sobre compatibilidade sanguínea.  Herança Quantitativa  O que é Herança Quantitativa, características e exemplos.  Hereditariedade  Fenômeno representado pela condição de semelhança existente entre ascendentes e descendentes.
  12. 12. CANAIS DA GENÉTICA Célula Mãe
  13. 13. ARTIGOS DE CÉLULA MÃE Células-tronco  As células-tronco são classificadas em dois tipos e o seu uso ainda causa muita polêmica devido à forma de como elas são conseguidas. Células-tronco a partir de sangue menstrual  Célula-tronco a partir de sangue menstrual: saiba mais sobre esse estudo feito por pesquisadores brasileiros.  Países onde é permitido usar células-tronco  Países nos quais o uso das células-tronco é permitido e como algumas religiões abordam este tema.
  14. 14. CLONAGEM  A clonagem é um processo de reprodução assexuada onde se tem a produção de indivíduos geneticamente iguais a partir de uma célula-mãe.  A engenharia genética é a área da biologia responsável pela manipulação das moléculas de DNA
  15. 15.  Vários vírus, bacteriófagos, bactérias como a Escherichia coli e levedos como oSaccharomyces cerevisae receberam genes de outras espécies e se tornaram organismos geneticamente modificados (OGMs), também chamados de transgênicos.  Esses organismos transgênicos expressam genes de outra espécie, apresentando características que não possuíam antes.
  16. 16.  A cada dia aumenta o número de organismos geneticamente modificados que são criados em laboratórios de todo o mundo.  Esses organismos variam desde microrganismos de interesse ecológico, médico, industrial e agrícola, até plantas que são importantes para o consumo humano, os famosos transgênicos, como milho, soja, tomate, batata, abóbora e arroz.
  17. 17. ARTIGOS DE CLONAGEM Clonagem de espécies  Processo artificial de reprodução que consiste na utilização de células somáticas em substituição às células sexuais. Clonagem humana  A clonagem humana levanta uma série de questões, de diversas ordens. No entanto, é necessário compreender a diferença entre a clonagem reprodutiva e a clonagem humana terapêutica. Ovelha Dolly  Saiba o porquê da ovelha Dolly ter este nome e o que seu nascimento (e morte) significaram.
  18. 18. TESTE DE DNA  Os testes de DNA são atualmente o método mais seguro para a identificação de pessoas.  O DNA (ácido desoxirribonucleico) é um dos ácidos nucleicos e pode ser encontrado tanto no interior quanto no exterior das células.  Embora o DNA tenha se tornado conhecido apenas nas últimas décadas devido à popularização dos exames para identificação de paternidade duvidosa, ele já era conhecido no meio científico desde o início da década de 1950, quando ficou comprovado que o DNA é o material que constitui os genes.
  19. 19.  Através doDNA é possível identificar pessoas para esclarecer uma possível participação em um crime e também na realização de testes de paternidade. É importante lembrar que, com exceção dos gêmeos univitelinos, o DNA de cada pessoa é único.  O teste de DNA, chamado de DNA figerprint ou impressão digital genética,fornece um grau de confiabilidade bastante alto, ultrapassando 99,9% de certeza em seu resultado. Devido a isso, esse teste é muito empregado na determinação de paternidade e na resolução de crimes. 
  20. 20.  Para que haja a identificação de uma pessoa através de seu DNA são utilizadas sondas capazes de detectar sequências do DNA humano. Essas sequências deDNA são chamadas de VNTR (Variable Number of Tandem Repeats - número variável de repetições em sequência) e são compostas por sequências curtas de nucleotídeos que se repetem ao longo de trechos da molécula de DNA  As faixas observadas são únicas para cada pessoa e por isso ela é chamada deimpressão digital de DNA ou impressão digital genética.

×