SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
NAVEGAÇÕES NA IDADE
MODERNA: NOVOS MARES,
NOVOS MUNDOS
O COMÉRCIO DE ESPECIARIAS
 A população europeia acostumou-se com o
abastecimento de produtos oriundos do Oriente.
 A Rota das Especiarias antes das navegações
portuguesas:
 * Árabes compravam nas Índias
 * Os italianos compravam dos árabes
 * e abasteciam as cidades de Genova, Veneza e
Pisa
 * Revendiam para países Europeus como Portugal
 O comerciante português não buscavam produtos
nas Índias, pois o mar Mediterrâneo estava
dominado pelos italianos e o caminho terrestre
dominado pelos árabes e turcos.
 Rotas alternativas para compra de especiarias –
OCEANO ATLÂNTICO
 Contornando a África surge o projeto de expansão
do comércio conhecido como AS GRANDES
NAVEGAÇÕES
 “por mares nunca dantes navegados”
BOM PARA OS COMERCIANTES E PARA OS
REIS
 Caso conseguissem o comércio sem intermediários
os lucros aumentariam
 Os reis aumentariam seus rendimentos com
impostos e seu poder, pois a área de administração
também aumentaria
 E para a Igreja Católica que aumentaria o números
de fieis. A igreja protestante também se envolveu
na expansão nos países onde eram maioria com o
objetivo de converter a população.
 Atividade com documento – págs. 149 e 150
PLANEJAR É PRECISO
 Os europeus estavam acostumados a navegar pelo
Mediterrâneo, mas não se distanciavam muito do
litoral.
 Desenvolveram algumas técnicas de navegação,
incorporando conhecimentos dos árabes e dos
chineses
 - Desenvolvimento da astronomia, da construção
naval e o aperfeiçoamento dos instrumentos de
navegação como a bússola, a balhestilha e o
astrolábio.
 Astrolábio
 Balhestilha
NAVEGAR É POSSÍVEL – O PIONEIRISMO
PORTUGUÊS
 Medo do desconhecido
 Os primeiros a se lançar no oceano foram Portugal
e Espanha.
ATIVIDADE 1 – PÁG. 153
 Portugal mostrou-se privilegiado pela localização,
burguesia próspera, apoio do clero, experiência na
pesca de bacalhau e o comércio marítimo feito com
Flandres.
 Sagres
 Enfim o oceano...
 O projeto português propunha a chegada ao
Oriente pelo leste contornando o continente
africano.
 Qual era o objetivo?
 Maiores lucros, se intermediários e possibilidades
de exploração.
A PRIMEIRA FASE DAS VIAGENS FICARAM CONHECIDAS COMO PÉRIPLO AFRICANO
OS PORTUGUESES CONQUISTARAM CEUTA (NORTE DA ÁFRICA) E INCORPORARAM
NOVOS CONHECIMENTOS AOS MAPAS
VASCO DA GAMA CHEGA AS ÍNDIAS, E
CABRAL, AO BRASIL.
 Em 1497 Vasco da Gama partiu de Lisboa com 4
embarcações e 170 tripulantes com o objetivo de
refazer o caminho de Bartolomeu Dias e chega as
Índias, contornando o Cabo da Boa Esperança, e
com ajuda de um sultão de Melinde chega a
Calicute em 1498. (via marítima).
 Estava aberto o caminho para exploração de
especiarias e a busca de novos fieis para o
cristianismo.
 Dois anos depois, Cabral seguiu viagem com o
objetivo de fazer feitorias, porem era preciso
desviar-se da rota e foi assim....
 Que em 1500 Cabral chega ao litoral que mais
tarde chamamos Brasil
A EXPANSÃO ESPANHOLA: NO MEIO DO
CAMINHO HAVIA A AMÉRICA
 A Espanha se lançou mais tarde as navegações
 Cristóvão Colombo propôs um caminho diferente,
acreditando que a terra era redonda seria possível
chegar as Índias pelo oeste contornando a terra
 Em 1492 os reis espanhóis financiaram a
expedição de Colombo que saiu de Palos e três
meses depois chega a América (região
desconhecida para os europeus)
O TRATADO DE TORDESILHAS DIVIDE OS
MUNDOS
 A rivalidade entre portugueses e espanhóis em
relação da ocupação das novas terras provocou
conflitos e o para Alexandre VI estabeleceu uma
linha a 100 léguas a oeste do arquipélago de
Açores e Cabo Verde, as terras a oeste ficariam
para Espanha e as terras do leste para Portugal.
 O rei português não aceitou e firmaram o Tratado
de Tordesilhas a 370 léguas.
Atividade 2 – pág. 157
Em Casa – págs. 158 e 159

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Grandes navegações dos séculos XV e XVI
Grandes navegações dos séculos XV e XVIGrandes navegações dos séculos XV e XVI
Grandes navegações dos séculos XV e XVI
Beth Paes
 
A conquista e a colonização espanhola na américa
A conquista e a colonização espanhola na américaA conquista e a colonização espanhola na américa
A conquista e a colonização espanhola na américa
Fernando Fagundes
 
Brasil Pré Colonial (1500 1530)
Brasil Pré Colonial (1500 1530)Brasil Pré Colonial (1500 1530)
Brasil Pré Colonial (1500 1530)
dmflores21
 

Mais procurados (20)

Monarquias nacionais
Monarquias nacionaisMonarquias nacionais
Monarquias nacionais
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
Expansão ultramarina
Expansão ultramarinaExpansão ultramarina
Expansão ultramarina
 
Expansão Marítima
Expansão MarítimaExpansão Marítima
Expansão Marítima
 
Grandes navegações dos séculos XV e XVI
Grandes navegações dos séculos XV e XVIGrandes navegações dos séculos XV e XVI
Grandes navegações dos séculos XV e XVI
 
Grandes Navegações
Grandes NavegaçõesGrandes Navegações
Grandes Navegações
 
Colonizacao inglesa
Colonizacao inglesaColonizacao inglesa
Colonizacao inglesa
 
Reino franco
Reino francoReino franco
Reino franco
 
Expansão marítima ou Grandes Navegações
Expansão marítima ou Grandes NavegaçõesExpansão marítima ou Grandes Navegações
Expansão marítima ou Grandes Navegações
 
Expansão Marítima Europeia
Expansão Marítima EuropeiaExpansão Marítima Europeia
Expansão Marítima Europeia
 
A conquista e a colonização espanhola na américa
A conquista e a colonização espanhola na américaA conquista e a colonização espanhola na américa
A conquista e a colonização espanhola na américa
 
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino FrancoIdade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
 
O IMPERIALISMO
O IMPERIALISMOO IMPERIALISMO
O IMPERIALISMO
 
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
 
Crise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da repúblicaCrise do império e proclamação da república
Crise do império e proclamação da república
 
Pré-história na América
Pré-história na AméricaPré-história na América
Pré-história na América
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
 
Colonização da América
Colonização da AméricaColonização da América
Colonização da América
 
A União Ibérica e o Brasil holandês
A União Ibérica e o Brasil holandêsA União Ibérica e o Brasil holandês
A União Ibérica e o Brasil holandês
 
Brasil Pré Colonial (1500 1530)
Brasil Pré Colonial (1500 1530)Brasil Pré Colonial (1500 1530)
Brasil Pré Colonial (1500 1530)
 

Destaque

Final de século
Final de séculoFinal de século
Final de século
profnelton
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
profnelton
 
Dinâmicas
DinâmicasDinâmicas
Dinâmicas
Silvana
 
Movimentos migratórios no brasil
Movimentos migratórios no brasilMovimentos migratórios no brasil
Movimentos migratórios no brasil
Fernanda Lopes
 
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula VeraTeoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
edgarklein
 
Aula 04 - Platão e o mundo das idéias
Aula 04 - Platão e o mundo das idéiasAula 04 - Platão e o mundo das idéias
Aula 04 - Platão e o mundo das idéias
Claudio Henrique Ramos Sales
 

Destaque (20)

Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Os anos rebeldes
Os anos rebeldesOs anos rebeldes
Os anos rebeldes
 
Encontro entre culturas
Encontro entre culturasEncontro entre culturas
Encontro entre culturas
 
Cultura brasileira nos anos 1960 e 1970
Cultura brasileira nos anos 1960 e 1970Cultura brasileira nos anos 1960 e 1970
Cultura brasileira nos anos 1960 e 1970
 
Os anos de chumbo
Os anos de chumboOs anos de chumbo
Os anos de chumbo
 
Flash car ds ditaduta
Flash car ds ditadutaFlash car ds ditaduta
Flash car ds ditaduta
 
Flashcards as grandes navegações
Flashcards as grandes navegaçõesFlashcards as grandes navegações
Flashcards as grandes navegações
 
Redemocratização: esperanças e decepções...
Redemocratização: esperanças e decepções...Redemocratização: esperanças e decepções...
Redemocratização: esperanças e decepções...
 
Duas décadas de mudanças e permanências
Duas décadas de mudanças e permanênciasDuas décadas de mudanças e permanências
Duas décadas de mudanças e permanências
 
Final de século
Final de séculoFinal de século
Final de século
 
Antecedentes da Reforma Protestante
Antecedentes da Reforma ProtestanteAntecedentes da Reforma Protestante
Antecedentes da Reforma Protestante
 
As grandes navegações marítimas séculos xv e xvi
As grandes navegações marítimas séculos xv e xviAs grandes navegações marítimas séculos xv e xvi
As grandes navegações marítimas séculos xv e xvi
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Ailusodeumabelepoca 130501081430-phpapp01primeira guerra
Ailusodeumabelepoca 130501081430-phpapp01primeira guerraAilusodeumabelepoca 130501081430-phpapp01primeira guerra
Ailusodeumabelepoca 130501081430-phpapp01primeira guerra
 
A conquista da América pelos Espanhóis
A conquista da América pelos EspanhóisA conquista da América pelos Espanhóis
A conquista da América pelos Espanhóis
 
História do cristianismo ii - Um resumo histórico
História do cristianismo ii - Um resumo históricoHistória do cristianismo ii - Um resumo histórico
História do cristianismo ii - Um resumo histórico
 
Dinâmicas
DinâmicasDinâmicas
Dinâmicas
 
Movimentos migratórios no brasil
Movimentos migratórios no brasilMovimentos migratórios no brasil
Movimentos migratórios no brasil
 
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula VeraTeoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
Teoria Das RelaçõEs Humanas.Ppt Aula Vera
 
Aula 04 - Platão e o mundo das idéias
Aula 04 - Platão e o mundo das idéiasAula 04 - Platão e o mundo das idéias
Aula 04 - Platão e o mundo das idéias
 

Semelhante a Grandes Navegações

Plano grandes navegações tmp
Plano grandes navegações tmpPlano grandes navegações tmp
Plano grandes navegações tmp
Péricles Penuel
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
edna2
 
Cap. 15 - Navegações na Idade Moderna
Cap. 15 - Navegações na Idade ModernaCap. 15 - Navegações na Idade Moderna
Cap. 15 - Navegações na Idade Moderna
vbrizante
 
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVIIA Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
Niela Tuani
 
Apresentação grandes navegações tmp
Apresentação grandes navegações tmpApresentação grandes navegações tmp
Apresentação grandes navegações tmp
Péricles Penuel
 

Semelhante a Grandes Navegações (20)

Plano grandes navegações tmp
Plano grandes navegações tmpPlano grandes navegações tmp
Plano grandes navegações tmp
 
Grandes nvegaçoes
Grandes nvegaçoesGrandes nvegaçoes
Grandes nvegaçoes
 
Expansão maritima 4 ano
Expansão maritima 4 anoExpansão maritima 4 ano
Expansão maritima 4 ano
 
Expansaomaritimaeuropeia
ExpansaomaritimaeuropeiaExpansaomaritimaeuropeia
Expansaomaritimaeuropeia
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
Cópia de Grandes Navegações II -2021 (1).ppt
Cópia de Grandes Navegações II -2021 (1).pptCópia de Grandes Navegações II -2021 (1).ppt
Cópia de Grandes Navegações II -2021 (1).ppt
 
Expansão Marítima e Comercial Europeia.pptx
Expansão Marítima e Comercial Europeia.pptxExpansão Marítima e Comercial Europeia.pptx
Expansão Marítima e Comercial Europeia.pptx
 
Cap. 15 - Navegações na Idade Moderna
Cap. 15 - Navegações na Idade ModernaCap. 15 - Navegações na Idade Moderna
Cap. 15 - Navegações na Idade Moderna
 
Expansão mapas
Expansão mapasExpansão mapas
Expansão mapas
 
Expansão mapas
Expansão mapasExpansão mapas
Expansão mapas
 
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVIIA Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
 
Apresentação grandes navegações tmp
Apresentação grandes navegações tmpApresentação grandes navegações tmp
Apresentação grandes navegações tmp
 
Portugal no século XV - Descobrimentos
Portugal no século XV - DescobrimentosPortugal no século XV - Descobrimentos
Portugal no século XV - Descobrimentos
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
 
As grandes navegações
As grandes navegaçõesAs grandes navegações
As grandes navegações
 
Expansão maritima
Expansão maritimaExpansão maritima
Expansão maritima
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
 
asgrandesnavegacoes-181023185127 (1).pdf
asgrandesnavegacoes-181023185127 (1).pdfasgrandesnavegacoes-181023185127 (1).pdf
asgrandesnavegacoes-181023185127 (1).pdf
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
 
História 7 º Ano expansão maritima.pptx
História 7 º Ano expansão maritima.pptxHistória 7 º Ano expansão maritima.pptx
História 7 º Ano expansão maritima.pptx
 

Último

Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 

Grandes Navegações

  • 1. NAVEGAÇÕES NA IDADE MODERNA: NOVOS MARES, NOVOS MUNDOS
  • 2. O COMÉRCIO DE ESPECIARIAS  A população europeia acostumou-se com o abastecimento de produtos oriundos do Oriente.  A Rota das Especiarias antes das navegações portuguesas:  * Árabes compravam nas Índias  * Os italianos compravam dos árabes  * e abasteciam as cidades de Genova, Veneza e Pisa  * Revendiam para países Europeus como Portugal
  • 3.  O comerciante português não buscavam produtos nas Índias, pois o mar Mediterrâneo estava dominado pelos italianos e o caminho terrestre dominado pelos árabes e turcos.  Rotas alternativas para compra de especiarias – OCEANO ATLÂNTICO  Contornando a África surge o projeto de expansão do comércio conhecido como AS GRANDES NAVEGAÇÕES  “por mares nunca dantes navegados”
  • 4. BOM PARA OS COMERCIANTES E PARA OS REIS  Caso conseguissem o comércio sem intermediários os lucros aumentariam  Os reis aumentariam seus rendimentos com impostos e seu poder, pois a área de administração também aumentaria  E para a Igreja Católica que aumentaria o números de fieis. A igreja protestante também se envolveu na expansão nos países onde eram maioria com o objetivo de converter a população.  Atividade com documento – págs. 149 e 150
  • 5. PLANEJAR É PRECISO  Os europeus estavam acostumados a navegar pelo Mediterrâneo, mas não se distanciavam muito do litoral.  Desenvolveram algumas técnicas de navegação, incorporando conhecimentos dos árabes e dos chineses  - Desenvolvimento da astronomia, da construção naval e o aperfeiçoamento dos instrumentos de navegação como a bússola, a balhestilha e o astrolábio.
  • 6.
  • 8. NAVEGAR É POSSÍVEL – O PIONEIRISMO PORTUGUÊS  Medo do desconhecido  Os primeiros a se lançar no oceano foram Portugal e Espanha.
  • 9. ATIVIDADE 1 – PÁG. 153  Portugal mostrou-se privilegiado pela localização, burguesia próspera, apoio do clero, experiência na pesca de bacalhau e o comércio marítimo feito com Flandres.  Sagres  Enfim o oceano...  O projeto português propunha a chegada ao Oriente pelo leste contornando o continente africano.  Qual era o objetivo?  Maiores lucros, se intermediários e possibilidades de exploração.
  • 10.
  • 11. A PRIMEIRA FASE DAS VIAGENS FICARAM CONHECIDAS COMO PÉRIPLO AFRICANO OS PORTUGUESES CONQUISTARAM CEUTA (NORTE DA ÁFRICA) E INCORPORARAM NOVOS CONHECIMENTOS AOS MAPAS
  • 12. VASCO DA GAMA CHEGA AS ÍNDIAS, E CABRAL, AO BRASIL.  Em 1497 Vasco da Gama partiu de Lisboa com 4 embarcações e 170 tripulantes com o objetivo de refazer o caminho de Bartolomeu Dias e chega as Índias, contornando o Cabo da Boa Esperança, e com ajuda de um sultão de Melinde chega a Calicute em 1498. (via marítima).  Estava aberto o caminho para exploração de especiarias e a busca de novos fieis para o cristianismo.
  • 13.  Dois anos depois, Cabral seguiu viagem com o objetivo de fazer feitorias, porem era preciso desviar-se da rota e foi assim....  Que em 1500 Cabral chega ao litoral que mais tarde chamamos Brasil
  • 14. A EXPANSÃO ESPANHOLA: NO MEIO DO CAMINHO HAVIA A AMÉRICA  A Espanha se lançou mais tarde as navegações  Cristóvão Colombo propôs um caminho diferente, acreditando que a terra era redonda seria possível chegar as Índias pelo oeste contornando a terra  Em 1492 os reis espanhóis financiaram a expedição de Colombo que saiu de Palos e três meses depois chega a América (região desconhecida para os europeus)
  • 15. O TRATADO DE TORDESILHAS DIVIDE OS MUNDOS  A rivalidade entre portugueses e espanhóis em relação da ocupação das novas terras provocou conflitos e o para Alexandre VI estabeleceu uma linha a 100 léguas a oeste do arquipélago de Açores e Cabo Verde, as terras a oeste ficariam para Espanha e as terras do leste para Portugal.  O rei português não aceitou e firmaram o Tratado de Tordesilhas a 370 léguas. Atividade 2 – pág. 157 Em Casa – págs. 158 e 159