COLÉGIO ADVENTÍSTA DE SALVADOR Professor Wilton Reis
HISTÓRIA DA CULTURA  AFRO-BRASILEIRA
<ul><li>Os povos africanos e o início do mundo: </li></ul><ul><li>a)Olodumaré – inventa o mundo </li></ul><ul><li>Nanã – a...
<ul><li>II. A África e os primeiros homens: </li></ul><ul><li>Acredita-se que foi no continente africano que surgiram os g...
 
 
<ul><li>III. Navegando por rios rumo ao deserto: </li></ul><ul><li>O tráfico de escravos foi a atividade comercial mais lu...
 
<ul><li>IV.  Nas rotas do deserto do Saara, a circulação de riquezas e informações: </li></ul><ul><li>Tomboctu – important...
 
 
<ul><li>V. Do interior da África à costa dos escravos: </li></ul><ul><li>Forte de S. Jorge da Mina – importante porto de e...
 
 
 
<ul><li>VI. Em frente ao Atlântico,diante dos europeus: </li></ul><ul><li>a) Diogo Cão, em 1483 chegou á foz do rio Záire ...
 
 
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Os povos africanos e a origem do mundo

34.226 visualizações

Publicada em

Povos africanos.

Publicada em: Educação, Tecnologia

Os povos africanos e a origem do mundo

  1. 1. COLÉGIO ADVENTÍSTA DE SALVADOR Professor Wilton Reis
  2. 2. HISTÓRIA DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA
  3. 3. <ul><li>Os povos africanos e o início do mundo: </li></ul><ul><li>a)Olodumaré – inventa o mundo </li></ul><ul><li>Nanã – a lama </li></ul><ul><li>Oxalá – modela o homem </li></ul><ul><li>b) Entre os séc. XVI e XIX cerca de 4 milhões de africanos vieram escravizados para o Brasil. </li></ul><ul><li>c) Parte do que foi escrito sobre os africanos foi dito por viajantes, missionários e comerciantes europeus: </li></ul><ul><li>A história da África conta também como os africanos foram vistos. </li></ul><ul><li>Os africanos também registraram por meio de documentos escritos,arte,tradição oral,literatura,celebrações e etc. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>II. A África e os primeiros homens: </li></ul><ul><li>Acredita-se que foi no continente africano que surgiram os grupos humanos mais antigos. </li></ul><ul><li>Até o séc. XX a África não estava dividida em países. (1890-1960) </li></ul><ul><li>A sociedade estava organizada em : grupos nômades </li></ul><ul><li>reinos (Gana) </li></ul><ul><li>impérios (Mali) </li></ul><ul><li>pequenas aldeias </li></ul>
  5. 7. <ul><li>III. Navegando por rios rumo ao deserto: </li></ul><ul><li>O tráfico de escravos foi a atividade comercial mais lucrativa na África entre os sec. XVI e XIX e movimentou o oceano Atlântico. </li></ul><ul><li>A maioria dos escravos vindos para o Brasil foi da região da Senegâmbia ( chamada pelos portugueses de Guiné) </li></ul><ul><li>Povos: jalofos,bambaras,fulas e mandingas </li></ul><ul><li>Rios : Níger </li></ul><ul><li>Gãmbia principais caminhos da África Ocidental </li></ul><ul><li>Senegal </li></ul>
  6. 9. <ul><li>IV. Nas rotas do deserto do Saara, a circulação de riquezas e informações: </li></ul><ul><li>Tomboctu – importante cidade do império Mali economicamente e culturalmente.Centro do saber muçulmano entre os sec. XII e XIX (25 mil hab). </li></ul><ul><li>Sua importância se deu devido a expansão do islamismo </li></ul><ul><li>Sal a melhor moeda da época </li></ul><ul><li>b) Berberes – primeiros africanos a se converterem ao islamismo </li></ul><ul><li>Foi seguindo a trilha do comércio que o islamismo ganhou adeptos na região sudanesa,na savana e ao sul do Saara. </li></ul><ul><li>c) Fulas e os mandingas não se islamizaram </li></ul>berberes
  7. 12. <ul><li>V. Do interior da África à costa dos escravos: </li></ul><ul><li>Forte de S. Jorge da Mina – importante porto de embarque de escravos para o Brasil: </li></ul><ul><li>Escravos do Congo </li></ul><ul><li>Escravos de Benim(Nigéria) </li></ul><ul><li>b) A escravidão era uma prática que obedecia às regras da guerra e do convívio social: </li></ul><ul><li>Escravizava-se quem era vencido em guerra,condenado pela justiça e os que não pagavam suas dívidas. </li></ul><ul><li>Principal moeda os cauris(conchas brancas ou amarelas).Foi substituída mais tarde por tecido e armas. </li></ul><ul><li>Obs: só mais tarde, com o tráfico transatlântico, o comércio de pessoas tornou-se o principal e mais lucrativo negócio na África. </li></ul>
  8. 16. <ul><li>VI. Em frente ao Atlântico,diante dos europeus: </li></ul><ul><li>a) Diogo Cão, em 1483 chegou á foz do rio Záire no reino de Congo. </li></ul><ul><li>A novidade vinda do mar gerou agitação na região Congo-Angola </li></ul><ul><li>Acreditavam que entre o mundo dos vivos e dos mortos havia uma linha divisória, a Calunga .Quando alguém morria,seu espírito atravessava a fronteira entre a vida e a morte cruzando o oceano.Para eles os homens brancos que desembarcaram podiam ser espíritos de antepassados voltando para casa. </li></ul>

×