SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
O Cristianismo
depois da reforma:
Uma religião, várias igrejas.
As mudanças socioeconômicas
na Europa chegam à religião.
O Diversos aspectos da vida europeia
vinham sofrendo mudanças desde a
Baixa Idade Média.
O Como economia, sociedade, política,
cultura e as práticas religiosas também
sofreram transformações.
O A Igreja Católica deixou de ser a única,
organizaram-se outras que passaram a
disputar os fiéis. Este processo ficou
conhecido como REFORMA
PROTESTANTE.
Reforma Protestante
O Em 1517 na Alemanha houve uma cisão
na Igreja Católica que deu origem a
primeira religião protestante da Europa.
O Crise na Igreja Católica:
O - Alto clero, atitudes não condizentes com
os ensinamentos cristãos; vendas de
títulos aos nobres, baixo clero sem
formação alguns nem sabiam ler e não
conheciam o evangelho e o celibato não
era respeitado.
O Abusos da Igreja: Venda de relíquias e de
indulgencias
Venda de Indulgências
A Europa já não era a mesma
O No contexto do Renascimento Cultural a
população tornou-se mais crítica
O A condenação da Igreja Católica em
relação a usura prejudicava os
comerciantes e banqueiros.
O Discordância entre rei e o Papa no
processo de centralização de poder
O Invenção da Imprensa aumento do
número de Bíblias em circulação.
O Atividade 1 e 2 – págs. 126 e 127
A Reforma protestante na
Alemanha
O A Alemanha no século XVI era um
conjunto de territórios autônomos
conhecido como Sacro Império Romano-
Germânico.
O Dominado por um imperador escolhido
pelos nobres e reconhecido papa.
O Em 1517 o monge Johann Tetzel
percorreu territórios para vender
indulgências.
O Lutero que era professor em Wittenberg
não acreditava na salvação pelas obras...
O Só a fé salva os predestinados
(escolhidos por Deus)
O A venda do perdão dos pecados era
inaceitável para Lutero. Ele prega as 95
teses.
O Ao saber das teses o papa requereu sua
desculpa, Lutero se recusou e rompeu
com a Igreja Católica, que quis puni-lo e
recebeu protestos de nobres esse
movimento ficou conhecido como
Reforma Protestante
O Muitos príncipes deram proteção à Lutero.
O Ele traduziu a Bíblia e manteve apenas
dois sacramentos – batismo e a eucaristia
O Defendia que o governo deveria ser mais
poderoso que a Igreja – interesse dos reis
O Condenava as atividades comerciais.
O Os camponeses alemães se inspiraram nas
críticas de Lutero para defender a divisão das
terras e lutavam. Lutero os achava radicais
O Atividade com documento 1 – pág. 131
João Calvino: uma nova
reforma e o lucro abençoado
O Em 1536 iniciou uma nova religião
protestante: Calvinismo.
O Esta rejeitava a autoridade do papa, o
culto
aos santos, e reconhecia dois
sacramentos o batismo e a
eucaristia.
O Acreditava na predestinação,
mas não significava que não
Precisavam agradar a Deus.
O Calvino aprovava o trabalho e o lucro e
dizia que a miséria era fonte do pecado
O A burguesia se identificou com a nova
religião, que não condenava o lucro...
O Em 1541 Calvino se torna dirigente
político e religioso em Genebra impondo
uma rigorosa disciplina valorizando o
trabalho e condenando a diversão –
Consistório – órgão de controle.
O calvinismo difundiu-se em
vários lugares onde o comércio
era intenso...
O França – huguenotes
O Inglaterra – puritanos
O Escócia – presbiterianos
O Atividade 2 – pág. 133
O Em Casa – págs. 133, 134 e 135
A contrarreforma e os conflitos
religiosos
Reação da Igreja Católica
O A Reforma Protestante e o surgimento de
várias igrejas deixou a Igreja Católica com
seu poder enfraquecido, além da perda
de fiéis
O A Igreja Católica reagiu e buscou
estratégias para conter novas igrejas esse
movimento ficou conhecido como
CONTRARREFORMA.
O Concílio de Trento - 1545 à 1563
O Com o objetivo de conter o avanço
protestante o papa Paulo III, liderou
reuniões – CONCÍLIO DE TRENTO
O As decisões do concílio foram divididas
entre dois grupos:
O 1º - Seus integrantes não concordavam
com os abusos da igreja e queriam
formação para os padres
O 2º - Seus integrantes declararam guerra
aos protestantes que passaram a serem
punidos e aumentou a vigilância dos
católicos.
Medidas repressivas tomadas
pelo Concílio de Trento
O Intensificação da ação dos Tribunais da
Inquisição
O Criação do Índex – lista de livros proibidos
O Estímulo à Companhia de Jesus – ordem
religiosa – Ignácio de Loyola
Os conflitos religiosos se
intensificam
Respostas dos protestantes:
• Criação dos tribunais para perseguir seus
opositores;
• Proibição de leitura de algumas obras
• Formação de grupos missionários
As Contrarreforma e a reação protestante
diminuiu ações de inspiração
renascentistas... muitos artistas foram
perseguidos: Giordano Bruno e Miguel de
Servet
Religião e Política
O A Contrarreforma impediu que o
protestantismo se alastrasse por países
ainda católicos – Portugal e Espanha
O Medidas de moralização reconquistaram
os fiéis.
O Naquela época a escolha da religião
dependiam dos reis e os súditos tinha que
seguir, senão eram perseguidos e mortos.
Os novos “infiéis” o conflito
entre os semelhantes
O Antes da Reforma os inimigos religiosos
dos europeus eram os que professavam
crenças diferentes como os muçulmanos
e os judeus.
O Depois da Reforma os cristãos da Europa
dividiram-se em várias igrejas na qual o
rei escolhia por razões políticas.
O Intolerância religiosa entre os cristãos
(católicos e protestantes)
Quando o monarca sucessor era de outra
religião as coisas se complicavam.
Atividades e o Em Casa – págs. 143 à 145

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra ReformaReforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra Reforma
Luiz Henrique Ferreira
 
A 2ª Guerra Mundial 3ªFase C
A 2ª Guerra Mundial 3ªFase CA 2ª Guerra Mundial 3ªFase C
A 2ª Guerra Mundial 3ªFase C
luisant
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
Foz
 
Aula 10 renascimento e humanismo
Aula 10   renascimento e humanismoAula 10   renascimento e humanismo
Aula 10 renascimento e humanismo
Profdaltonjunior
 
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
Odairdesouza
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
Rui Nobre
 

Mais procurados (20)

A contrarreforma
A contrarreformaA contrarreforma
A contrarreforma
 
Cruzadas (História)
Cruzadas (História)Cruzadas (História)
Cruzadas (História)
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreformaReforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
 
Igreja na idade media
Igreja na idade mediaIgreja na idade media
Igreja na idade media
 
Reforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra ReformaReforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra Reforma
 
A Reforma Protestante
A Reforma Protestante A Reforma Protestante
A Reforma Protestante
 
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
 
Resumo reforma protestante
Resumo   reforma protestanteResumo   reforma protestante
Resumo reforma protestante
 
Reforma religiosa
Reforma religiosaReforma religiosa
Reforma religiosa
 
1º ano - Reforma Religiosa
1º ano - Reforma Religiosa1º ano - Reforma Religiosa
1º ano - Reforma Religiosa
 
História da Igreja - O Cisma do Oriente
História da Igreja - O Cisma do OrienteHistória da Igreja - O Cisma do Oriente
História da Igreja - O Cisma do Oriente
 
A 2ª Guerra Mundial 3ªFase C
A 2ª Guerra Mundial 3ªFase CA 2ª Guerra Mundial 3ªFase C
A 2ª Guerra Mundial 3ªFase C
 
Reforma religiosa
Reforma religiosaReforma religiosa
Reforma religiosa
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
História da Igreja II: Aula 4: Reforma Radical: Muntzer e os Anabatistas
História da Igreja II: Aula 4: Reforma Radical: Muntzer e os AnabatistasHistória da Igreja II: Aula 4: Reforma Radical: Muntzer e os Anabatistas
História da Igreja II: Aula 4: Reforma Radical: Muntzer e os Anabatistas
 
do Teocentrismo ao Antropocentrismo
do Teocentrismo ao Antropocentrismodo Teocentrismo ao Antropocentrismo
do Teocentrismo ao Antropocentrismo
 
Luteranismo
LuteranismoLuteranismo
Luteranismo
 
Aula 10 renascimento e humanismo
Aula 10   renascimento e humanismoAula 10   renascimento e humanismo
Aula 10 renascimento e humanismo
 
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 

Semelhante a Reforma protestante

As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3
adalbertovha
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
Mateus2014
 
Reforma protestante reforma_e_contra-reforma
Reforma protestante reforma_e_contra-reformaReforma protestante reforma_e_contra-reforma
Reforma protestante reforma_e_contra-reforma
rakeloliveiraborges
 
Reforma e Contra Reforma
Reforma e Contra ReformaReforma e Contra Reforma
Reforma e Contra Reforma
Marcos Aurélio
 
O processo de reformas religiosas teve início no século xvi
O processo de reformas religiosas teve início no século xviO processo de reformas religiosas teve início no século xvi
O processo de reformas religiosas teve início no século xvi
danyvic
 

Semelhante a Reforma protestante (20)

As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3
 
Reformas religiosas
Reformas religiosasReformas religiosas
Reformas religiosas
 
Aula reforma e contra-reforma religiosa2
Aula  reforma e contra-reforma religiosa2Aula  reforma e contra-reforma religiosa2
Aula reforma e contra-reforma religiosa2
 
A reforma aula
A reforma aulaA reforma aula
A reforma aula
 
05 reforma protestante
05   reforma protestante05   reforma protestante
05 reforma protestante
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma   Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
 
a reforma religiosa. - temas de História
a reforma religiosa. - temas de Históriaa reforma religiosa. - temas de História
a reforma religiosa. - temas de História
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
 
Reforma protestante joana
Reforma protestante joanaReforma protestante joana
Reforma protestante joana
 
Reforma protestante reforma_e_contra-reforma
Reforma protestante reforma_e_contra-reformaReforma protestante reforma_e_contra-reforma
Reforma protestante reforma_e_contra-reforma
 
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
03_04 A renovação da espiritualidade e da religiosidade.pdf
 
Reforma e Contra Reforma
Reforma e Contra ReformaReforma e Contra Reforma
Reforma e Contra Reforma
 
A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)
A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)
A Reforma Prostestante - 7º Ano (2016)
 
A reforma protestante h.c.a.
A reforma protestante   h.c.a.A reforma protestante   h.c.a.
A reforma protestante h.c.a.
 
A reforma protestante h.c.a.
A reforma protestante   h.c.a.A reforma protestante   h.c.a.
A reforma protestante h.c.a.
 
reforma protestante
reforma protestantereforma protestante
reforma protestante
 
O processo de reformas religiosas teve início no século xvi
O processo de reformas religiosas teve início no século xviO processo de reformas religiosas teve início no século xvi
O processo de reformas religiosas teve início no século xvi
 
O tempo das Reformas Religiosas - 8ºano
O tempo das Reformas Religiosas - 8ºanoO tempo das Reformas Religiosas - 8ºano
O tempo das Reformas Religiosas - 8ºano
 
A Reforma
A ReformaA Reforma
A Reforma
 

Mais de Glasiely Virgílio Silva

Mais de Glasiely Virgílio Silva (14)

Flash car ds ditaduta
Flash car ds ditadutaFlash car ds ditaduta
Flash car ds ditaduta
 
Flashcards as grandes navegações
Flashcards as grandes navegaçõesFlashcards as grandes navegações
Flashcards as grandes navegações
 
Duas décadas de mudanças e permanências
Duas décadas de mudanças e permanênciasDuas décadas de mudanças e permanências
Duas décadas de mudanças e permanências
 
Redemocratização: esperanças e decepções...
Redemocratização: esperanças e decepções...Redemocratização: esperanças e decepções...
Redemocratização: esperanças e decepções...
 
Cultura brasileira nos anos 1960 e 1970
Cultura brasileira nos anos 1960 e 1970Cultura brasileira nos anos 1960 e 1970
Cultura brasileira nos anos 1960 e 1970
 
Os anos de chumbo
Os anos de chumboOs anos de chumbo
Os anos de chumbo
 
Os anos rebeldes
Os anos rebeldesOs anos rebeldes
Os anos rebeldes
 
Grandes Navegações
Grandes NavegaçõesGrandes Navegações
Grandes Navegações
 
Encontro entre culturas
Encontro entre culturasEncontro entre culturas
Encontro entre culturas
 
Formaodasmonarquiasnacionais
FormaodasmonarquiasnacionaisFormaodasmonarquiasnacionais
Formaodasmonarquiasnacionais
 
Um mundo dividido, um país dividido
Um mundo dividido, um país divididoUm mundo dividido, um país dividido
Um mundo dividido, um país dividido
 
Brasil em-busca
Brasil em-buscaBrasil em-busca
Brasil em-busca
 
Brasil em busca de mudança
Brasil em busca de mudançaBrasil em busca de mudança
Brasil em busca de mudança
 
A Era Vargas
A Era VargasA Era Vargas
A Era Vargas
 

Último

Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 

Reforma protestante

  • 1. O Cristianismo depois da reforma: Uma religião, várias igrejas.
  • 2. As mudanças socioeconômicas na Europa chegam à religião. O Diversos aspectos da vida europeia vinham sofrendo mudanças desde a Baixa Idade Média. O Como economia, sociedade, política, cultura e as práticas religiosas também sofreram transformações. O A Igreja Católica deixou de ser a única, organizaram-se outras que passaram a disputar os fiéis. Este processo ficou conhecido como REFORMA PROTESTANTE.
  • 3. Reforma Protestante O Em 1517 na Alemanha houve uma cisão na Igreja Católica que deu origem a primeira religião protestante da Europa. O Crise na Igreja Católica: O - Alto clero, atitudes não condizentes com os ensinamentos cristãos; vendas de títulos aos nobres, baixo clero sem formação alguns nem sabiam ler e não conheciam o evangelho e o celibato não era respeitado. O Abusos da Igreja: Venda de relíquias e de indulgencias
  • 4.
  • 6. A Europa já não era a mesma O No contexto do Renascimento Cultural a população tornou-se mais crítica O A condenação da Igreja Católica em relação a usura prejudicava os comerciantes e banqueiros. O Discordância entre rei e o Papa no processo de centralização de poder O Invenção da Imprensa aumento do número de Bíblias em circulação. O Atividade 1 e 2 – págs. 126 e 127
  • 7. A Reforma protestante na Alemanha O A Alemanha no século XVI era um conjunto de territórios autônomos conhecido como Sacro Império Romano- Germânico. O Dominado por um imperador escolhido pelos nobres e reconhecido papa. O Em 1517 o monge Johann Tetzel percorreu territórios para vender indulgências. O Lutero que era professor em Wittenberg não acreditava na salvação pelas obras...
  • 8. O Só a fé salva os predestinados (escolhidos por Deus) O A venda do perdão dos pecados era inaceitável para Lutero. Ele prega as 95 teses.
  • 9. O Ao saber das teses o papa requereu sua desculpa, Lutero se recusou e rompeu com a Igreja Católica, que quis puni-lo e recebeu protestos de nobres esse movimento ficou conhecido como Reforma Protestante O Muitos príncipes deram proteção à Lutero. O Ele traduziu a Bíblia e manteve apenas dois sacramentos – batismo e a eucaristia O Defendia que o governo deveria ser mais poderoso que a Igreja – interesse dos reis O Condenava as atividades comerciais.
  • 10. O Os camponeses alemães se inspiraram nas críticas de Lutero para defender a divisão das terras e lutavam. Lutero os achava radicais O Atividade com documento 1 – pág. 131
  • 11. João Calvino: uma nova reforma e o lucro abençoado O Em 1536 iniciou uma nova religião protestante: Calvinismo. O Esta rejeitava a autoridade do papa, o culto aos santos, e reconhecia dois sacramentos o batismo e a eucaristia. O Acreditava na predestinação, mas não significava que não Precisavam agradar a Deus.
  • 12. O Calvino aprovava o trabalho e o lucro e dizia que a miséria era fonte do pecado O A burguesia se identificou com a nova religião, que não condenava o lucro... O Em 1541 Calvino se torna dirigente político e religioso em Genebra impondo uma rigorosa disciplina valorizando o trabalho e condenando a diversão – Consistório – órgão de controle.
  • 13. O calvinismo difundiu-se em vários lugares onde o comércio era intenso... O França – huguenotes O Inglaterra – puritanos O Escócia – presbiterianos O Atividade 2 – pág. 133 O Em Casa – págs. 133, 134 e 135
  • 14. A contrarreforma e os conflitos religiosos
  • 15. Reação da Igreja Católica O A Reforma Protestante e o surgimento de várias igrejas deixou a Igreja Católica com seu poder enfraquecido, além da perda de fiéis O A Igreja Católica reagiu e buscou estratégias para conter novas igrejas esse movimento ficou conhecido como CONTRARREFORMA.
  • 16.
  • 17. O Concílio de Trento - 1545 à 1563 O Com o objetivo de conter o avanço protestante o papa Paulo III, liderou reuniões – CONCÍLIO DE TRENTO O As decisões do concílio foram divididas entre dois grupos: O 1º - Seus integrantes não concordavam com os abusos da igreja e queriam formação para os padres O 2º - Seus integrantes declararam guerra aos protestantes que passaram a serem punidos e aumentou a vigilância dos católicos.
  • 18. Medidas repressivas tomadas pelo Concílio de Trento O Intensificação da ação dos Tribunais da Inquisição O Criação do Índex – lista de livros proibidos O Estímulo à Companhia de Jesus – ordem religiosa – Ignácio de Loyola
  • 19.
  • 20. Os conflitos religiosos se intensificam Respostas dos protestantes: • Criação dos tribunais para perseguir seus opositores; • Proibição de leitura de algumas obras • Formação de grupos missionários As Contrarreforma e a reação protestante diminuiu ações de inspiração renascentistas... muitos artistas foram perseguidos: Giordano Bruno e Miguel de Servet
  • 21. Religião e Política O A Contrarreforma impediu que o protestantismo se alastrasse por países ainda católicos – Portugal e Espanha O Medidas de moralização reconquistaram os fiéis. O Naquela época a escolha da religião dependiam dos reis e os súditos tinha que seguir, senão eram perseguidos e mortos.
  • 22.
  • 23. Os novos “infiéis” o conflito entre os semelhantes O Antes da Reforma os inimigos religiosos dos europeus eram os que professavam crenças diferentes como os muçulmanos e os judeus. O Depois da Reforma os cristãos da Europa dividiram-se em várias igrejas na qual o rei escolhia por razões políticas. O Intolerância religiosa entre os cristãos (católicos e protestantes)
  • 24.
  • 25. Quando o monarca sucessor era de outra religião as coisas se complicavam. Atividades e o Em Casa – págs. 143 à 145