SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
1
“A UTILIZAÇÃO PEDAGÓGICA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA
EDUCAÇÃO INFANTIL DE 4 E 5 ANOS”
Edna Soares Machado 1
Isabel Desete da Silva 2
Erika Karla Barros da Costa ³
Eixo temático: Jogos e brincadeiras como forma de aprendizagem na Educação Infantil.
Categoria: Comunicação Oral
RESUMO
O presente trabalho “A Utilização Pedagógica dos jogos e Brincadeiras na Educação Infantil”
desenvolvido com crianças de 4 e 5 anos,apresenta um trabalho de observação e prática da
aplicação do lúdico pelas professoras do pré II e III, em um comparativo entre uma escola
particular e outra da rede municipal de ensino da cidade de Campo Grande, Mato Grosso do
Sul, por meio de pesquisas qualitativas e entrevistas,apontando as dificuldades encontradas
pelos professores, no uso de jogos, brincadeiras e brinquedos.Comprovamos que o uso do
lúdico e uma importante ferramenta para o desenvolvimento da criança em diversas
linguagens, contribuindo para o seu crescimento social e pedagógico , o uso dos jogos e
brincadeiras permite um trabalho amplo e diferenciado criando novas expectativas de ensino,
visto que os jogos e brincadeiras fazem parte do processo de ensino aprendizagem.
Palavras-Chave: Educação Infantil, Jogos e brincadeiras, Ludicidade.
1
Graduanda de Pedagogia do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande/ UNAES, e-mail: edna72838@gmail.com
2
Graduanda de Pedagogia do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande/UNAES e-mail: beldesete89@gmail.com
³ Professora e Coordenadora do curso de Pedagogia do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande/ UNAES e
FUNLEC e-mail: erika.barroscosta@anhanguera.com
2
INTRODUÇÃO
Analisar a importância do brincar na Educação Infantil vai além de ser um direito
que toda criança tem, pois é fundamental para o seu desenvolvimento e aprendizagem, a
sociedade pouco valoriza essa essência do ser criança. Jogos e brincadeiras são as atividades
mais importantes que uma criança pode ter na faixa etária de 4 e 5 anos. Aprender brincando
é essencial para o desenvolvimento da criança e muitas vezes isso é esquecido ou deixado
para trás, a referente pesquisa irá retratar a importância dos jogos e das brincadeiras nesta
etapa de ensino que é de extrema importância, pois é brincando que a criança aprende,
interage, se expressa, começa a formação de sua personalidade, dentre diversas outras coisas
importantes para o seu desenvolvimento integral.
Comenta-se muito com frequência a respeito da idade em que as crianças estão indo para
escola, cada vez mais cedo estão no mundo escolar, com quatro anos de idade é obrigatória à
entrada dessa criança na Educação Básica (Lei nº 12.796, de 4 de abril de 2013) , e por diversas
vezes podemos notar que a “infância” dessa criança é deixada para trás.
No estágio o que mais observamos é exatamente a falta das brincadeiras e dos jogos, nesta
etapa de ensino, diversos professores quando deixam as crianças brincarem é sem incentivo ou
motivo algum simplesmente os deixam “soltos” para fazerem o que querem, poucos
professores entendem essa importância para o desenvolvimento de seu aluno, pensam e
colocam a leitura e escrita em primeiro lugar, imaginam que os pais ficarão satisfeitos em ver
seu filho saindo da educação infantil lendo e escrevendo e esquecem que brincando com a
ludicidade a criança aprende e desenvolve muito mais.
De acordo com o Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil (BRASIL, 1998,
p. 23):
Educar significa, portanto, propiciar situações de cuidado, brincadeiras e aprendizagem orientadas de
forma integrada e que possam contribuir para o desenvolvimento das capacidades infantis de relação
interpessoal de ser e estar com os outros emuma atitude básica de aceitação, respeito e confiança, e o
acesso, pelas crianças aos conhecimentos mais amplos da realidade social e cultural.
Ao contrario do que muitos acreditam o papel do professor não se limita em apenas
repassar informações ou ensinar a ler e escrever, um educador deve ser um elemento essencial
no processo ensino-aprendizagem do seu aluno deve-se ajudar a criança a tomar consciência
3
de si mesma e da sociedade. Educar é acima de tudo a inter-relação entre os sentimentos, os
afetos e a construção do conhecimento.
Bruner valoriza a brincadeira desde o nascimento da criança. Pela brincadeira a criança
aprende a se movimentar, falar e desenvolver estratégias para solucionar problemas. A
brincadeira tem papel preponderante na perspectiva de uma aprendizagem exploratória, ao
favorecer a conduta divergente, a busca de alternativas não usuais, integrando o pensamento
intuitivo. Brincadeiras com o auxilio do adulto, em situações estruturadas, mas que permitam
a ação motivada e iniciada pelo aprendiz de qualquer idade parecem estratégias adequadas
para os que acreditam no potencial do ser humano para descobrir, relacionar e buscar
soluções. Bruner (apud KISHIMOTO, 2002, p. 151).
Kishimoto (2000) ressalta que o principal contributo do jogo e da brincadeira é o aprender
diferenciado. Embora os alunos tenham essa percepção distinta, a execução prazerosa do jogo
imprime no aprendiz a possibilidade de adquirir conhecimento sem uma rotina estática ou
cansativa, de modo atrativo, criativo e envolvente. O objetivo deste estudo é relatar a falta do
brincar sendo utilizada como aprendizagem, a pesquisa foi feita em duas escolas de Campo
Grande, Mato Grosso do Sul, sendo uma da Rede Pública de Ensino (Escola Municipal
Professor Aldo de Queiroz) com a turma do pré II – 26 alunos, e outra da Rede Particular
(Centro de Ensino Campo-Grandense – CECAMP), com a turma do Jardim II e III que são
juntas por conta da quantidade de alunos que são 12, foi utilizado as duas como um
comparativo da maneira e frequência em que os jogos e brincadeiras são usados como forma
de aprendizagem. O brincar e o jogar, na Educação Infantil, devem ser visto como uma
estratégia utilizada pelo educador e deve privilegiar o ensino dos conteúdos da realidade,
tendo o brincar um lugar de destaque no planejamento pedagógico.
O LÚDICO E O SEU PAPEL FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE
APRENDIZAGEM
O lúdico exerce um papel importante no desenvolvimento e aprendizagem das crianças,
porem a falta deste lúdico é vista tanto nas escolas públicas quanto escolas privadas, muitos
pais e professores priorizam o “aprender ler e escrever” de uma forma “maçante”, onde a
criança acaba sendo amadurecida muito antes do tempo e esse lúdico é esquecido e deixado
para trás. Analisamos essa falha quando vivenciamos o estágio supervisionado e constatamos
a falta dos jogos e das brincadeiras para as crianças, o brincar direcionado e o brincar livre
simplesmente não existiam em sala de aula, então vimos à necessidade de incentivar e
4
conscientizar os pais e professores que o brincar não é apenas um passatempo, mas sim objeto
de grande valia na aprendizagem e no desenvolvimento das crianças.
A Lei Federal 8069/90- Estatuto da Criança e do Adolescente, capítulo II, artigo16 que diz
o seguinte no inciso IV- Brincar, praticar esportes e divertir-se. O documento sugere que toda
criança deve desfrutar de jogos e brincadeiras, os quais deverão estar dirigidos para a
educação. Ficando toda pessoa, em especial pais e professores, responsáveis em promover o
exercício desse direito.
Alguns educadores tem dificuldade em perceber a importância da ludicidade no processo
de ensino e aprendizagem assim como tem muitos profissionais comprometidos com a
qualidade de sua prática pedagógica e reconhecem que o lúdico é de extrema importância para
o desenvolvimento integral de seus alunos. O universo da ludicidade envolve jogos,
brinquedos e brincadeiras, mas conceituar esses termos não é uma tarefa muito fácil.
Kishimoto salienta que é muito complexo definir jogo, brinquedo e brincadeira. Uma mesma
conduta pode ser jogo ou não jogo em diferentes culturas, dependendo do significado a ela
atribuído. (Kishimoto 2003, p.15).
Para Vygostsky (1994), o brincar ativa a imaginação criada pela criança, onde o
impossível pode se tornar realidade, formando um modo de acomodação a conflitos e
frustrações do seu cotidiano, ele afirma que por meio do brincar a mesma torna-se flexível e
autônoma, ao brincar sua concentração está voltada para a atividade não se preocupando com
seus resultados e efeitos. O professor deve permitir o brincar às crianças, pois é de
fundamental importância a ludicidade para o desenvolvimento integral das mesmas.
Assim como o brinquedo e as brincadeiras são importantes para o crescimento social e
cultural da criança, para Piaget (1976) o jogo se faz necessário para o avanço cognitivo da
mesma, pois por meio do imaginário ela desenvolve o pensamento abstrato. Na pratica
pedagógica por meio do jogo o educador e capaz de conhecer a personalidade de educando.
É brincando que a criança constrói sua identidade e personalidade, conquista sua
autonomia, aprende a enfrentar seus medos e descobrem suas limitações, expressa seus
sentimentos melhora seu convívio com os demais, aprende a inserir-se na sociedade.
5
OBJETIVOS DA PESQUISA
Verificar e acompanhar a rotina diária de alunos da Educação Infantil dentro de uma
escola pública e uma escola privada ambas citada acima, focalizando no acompanhamento do
planejamento e na rotina se há momentos dos jogos e brincadeiras como forma de
aprendizagem, identificando se nesse momento á o brincar livre ou o brincar dirigido e fazer
algumas atividades usando a ludicidade (jogos e brincadeiras) para uma aprendizagem
significativa e comparativa dentre os alunos.
Realizar uma entrevista com as professoras regentes da sala, visando à importância e a
disponibilidade de se trabalhar utilizando a ludicidade como norte para um aprendizado
significativo e prazeroso. Estudar a importância dos jogos e brincadeiras na Educação Infantil,
investigando e analisando como estes jogos e brincadeiras podem auxiliar um professor no
ensino aprendizagem da criança, discutir sobre a importância de aprender brincando,
diagnosticar a falta do brincar como forma de aprendizagem nas escolas pesquisadas.
METODOLOGIA APLICADA
A aplicação das atividades ocorreram no espaço físico da escola, sendo realizado
primeiramente na Escola Municipal Professor Aldo de Queiroz, com 26 crianças de 4 e 5 anos
do pré II, os espaços usados foram a sala de aula e o parque de areia.
Foram realizadas atividades dirigidas com lego (peças para montar), as crianças
desenvolveram a atividade com criatividade formando diferentes figuras e formas variadas,
por meio de observação foi constatado que apesar de serem crianças pequenas conseguiram
desenvolver um trabalho dinâmico e interativo. As atividades deram seguimento no parque de
areia, onde foram realizadas atividades dirigidas, como passa a bola (forma-se uma roda e as
crianças vão passando a bola para o outro), onde foi trabalhada a coordenação motora, o
espacial, tempo e sincronia, outra brincadeira dirigida foi o corre cotia as crianças sentadas
em uma roda enquanto outra corre com um lenço e deixa atrás de outra criança para que ela
pegue e corra para pegar a outra), trabalhando a agilidade, a percepção e o equilíbrio, as
brincadeiras livres também fizeram parte do trabalho desenvolvido, e foram usados os
brinquedos do parque de areia, gira- gira, balanço, escorregador...
Foi desenvolvida a mesma atividade na instituição particular Centro de Ensino
Campo-Grandense – CECAMP, com a turma do Jardim II e III, 12 crianças, foram realizadas
6
as atividades dirigidas com trilhas (jogo com regras) e lego (peças para montar), onde
constatamos a dificuldade que as crianças encontraram para obedecer às regras do jogo e para
montar as peças, verificamos que eles pouco se interessaram e não usaram a criatividade para
desenvolver a atividade proposta. Em seguida saímos com eles para o pátio, na quadra coberta
fizemos brincadeiras de passa bola, corre cutia dentre outras, todos participaram, na sequencia
os deixamos irem ao parque para brincar nos brinquedos somente observando-os (escorrega,
balanço, gira-gira). No brincar livre observamos que eles se soltaram mais, para eles parece
ter sido mais prazeroso essa atividade.
Por meio de observação ficou claro a importância dos jogos e brincadeiras na
Educação Infantil trazendo benefícios e auxiliando no aprendizado, ao brincar a criança tem a
capacidade de criar e recriar situações desafiando seus próprios limites, ficou claro também
que a falta dos jogos e brincadeiras para um ensino significativo ainda existe, mas é válido
ressaltar que a criança necessita da ludicidade para um aprendizado prazeroso e não
“maçante”.
Na perspectiva de Kishimoto (2008), quando os jogos de construção são utilizados
pela criança são de grande importância, pois enriquecem a experiência sensorial, incentivam a
criatividade e com isso desenvolvem habilidades.
Os jogos e brincadeiras se fazem presentes no cotidiano infantil elevando o grau de
desenvolvimento englobando diversas linguagens, usar os mesmos como recursos
pedagógicos devem ser planejados para que se possam alcançar os objetivos esperados.
RESULTADOS E DISCUSSÃO DA APLICAÇÃO EMPREGADA
Em entrevista realizada com uma professora da Educação Infantil da rede Municipal de
Ensino contata-se que a mesma atua na área de Educação Infantil há 22 anos e tem como
formação o Magistério de 4 anos, curso de Pedagogia e Pós Graduação em Alfabetização. Em
sua opinião o papel do professor é de suma importância para o desenvolvimento integral da
criança, agindo como mediador , que deve ter amplo conhecimento de como a criança aprende
e se desenvolve,tendo condições de planejar ações em todas as linguagens, proporcionando à
mesma, seu desenvolvimento em todos os aspectos. Como profissional a professora descreve
a importância dos jogos e das brincadeiras para um individuo essencialmente lúdico, sendo
assim, a aprendizagem torna-se mais significativa, a partir das brincadeiras.
A professora acredita que a criança aprende brincando, então quando é oferecido a
7
oportunidade das mesmas desenvolverem atividades pedagógicas a partir de jogos e
brincadeiras os resultados são ótimos. Ressalta que as dificuldades encontradas para o
desenvolvimento de atividades que incluem os jogos e as brincadeiras estão relacionadas ao
grande número de crianças na turma, pois atrapalha a observação diária e as intervenções
necessárias do educador. O planejamento se faz necessário, pois por meio do mesmo o
professor pode desenvolver situações eficazes, o que não conseguiria fazer sem o
planejamento prévio. Para esta profissional há um interesse maior por parte da criança
quando o lúdico esta presente, pois quando se oferece primeiro o jogo e a brincadeira e
depois a atividade proposta os resultados são melhores,ou mesmo após o trabalho dos
conteúdos,se oportunizar o lúdico a aprendizagem se consolidara de forma significativa. A
professora diz não ter problemas entre o brincar livre e o brincar dirigido, pois dependendo
das intenções do educador ambos trarão bons resultados, sendo ambos importantes, desde que
o professor observe e registre o comportamento e as atividades de cada criança.
Ao se referir à formação continuada, a professora diz que no município a mesma é oferecida
em todas as linguagens, inclusive sobre a importância dos jogos e das brincadeiras na
Educação Infantil.
Na entrevista com a professora da rede privada de ensino, Centro de Ensino Campo-
Grandense – CECAMP contata-se que a professora tem 23 anos de idade e é recém-formada
do curso de Pedagogia pela Universidade Católica Dom Bosco, a mesma ressalta a
importância de se trabalhar com o lúdico em sala de aula, porém aponta que na instituição é
priorizada a leitura e escrita de forma tradicional, e que no ato da matricula os pais perguntam
se o filho irá sair do jardim alfabetizado, o pai então é informado que o seu filho (a) está em
processo de alfabetização, mas o mesmo tem até o terceiro ano para estar alfabetizado,
contudo ela diz que os pais dizem que se é para brincar que se brinque em casa, dessa forma a
professora é orientada a priorizar as quatro horas sentados a mesa fazendo atividade de livro e
quadro, quando questionada se não poderia incluir os jogos e as brincadeiras no seu
planejamento como forma de aprendizagem a mesma disse que não coloca, mas que brinca
sempre com as crianças em sala mas sem intenção de aprendizagem, ressalva que também
conta histórias diariamente e que as crianças brincam na aula de Educação Física e no
intervalo com as demais crianças de outras turmas. Para Kishimoto ao brincar a criança
desenvolve a ciência social, a interação, o conhecimento do próprio corpo e os movimentos, o
uso sensorial, espacial, desenvolvendo o senso imaginário assim como a coordenação motora,
aprendendo a ser flexível e ter espírito de liderança, para se tornar um sujeito criativo, capaz e
independente.
8
“Ao permitir a manifestação do imaginário infantil, por meio de
objetivos simbólicos dispostos intencionalmente, a função
pedagógica subsidia o desenvolvimento integral da criança. Neste
sentido,qualquer jogo empregado na escola, desde que respeite a
natureza do ato lúdico, apresenta caráter educativo e pode receber
também a denominação geral de jogo educativo” KISHIMOTO
(1997).
Conclui-se que depende de cada profissional da área desenvolver um trabalho de
qualidade junto a seus alunos, e que é de suma importância que o professor busque sempre
novas ferramentas de ensino procurando diversificar suas aulas e assim torná-las mais
interessantes e atraentes para seus alunos, e o trabalho com jogos e brincadeiras vem atender
essa necessidade como opção diferenciada, que pode ser utilizada como reforço de conteúdos
previamente desenvolvidos.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
A presente pesquisa teve por objetivo apresentar algumas constatações e
problemáticas que envolvem o tema proposto como forma de aprendizagem, constatou-se, por
meio das entrevistas, que as professoras regentes compreendem a importância dos jogos e
brincadeiras para o desenvolvimento das aprendizagens em sala de aula, em um comparativo
das duas escolas pesquisadas percebe-se que na escola particular, por ser uma instituição de
ensino paga, prioriza-se mais a alfabetização, sem, no entanto utilizar o lúdico, pois os jogos e
as brincadeiras fazem parte do aprendizado e alguns profissionais da área sentem dificuldade
em desenvolver esse trabalho, os pais cobram muito a leitura e escrita, pensando que o
“brincar” eles já fazem em casa. Percebe-se assim que o professor deve planejar e incluir os
jogos e brincadeiras nas atividades cotidianas de modo a tornar as aulas mais dinâmicas e
atrativas para os alunos. Segundo Friedmann (1996), destaca em suas pesquisas e estudos a
importância do uso do lúdico como recurso pedagógico e salienta que o professor pode
reconhecer a realidade lúdica de cada uma das crianças as quais ele educa, assim como suas
necessidades, seus interesses, comportamentos, dificuldades e conflitos.
Existe um rico e vasto mundo de cultura infantil repleto
de movimentos de jogos, de fantasias,quase sempre ignoradas pelas
instituições de ensino. Pelo menos até a 4º série do 1º grau, a escola
conta com alunos cuja maior especialidade é brincar. (FREIRE,
1994, p. 13).
A pesquisa realizada em sala de aula (escola), por meio de observação participativa
comprova que a utilização de jogos, brinquedos e brincadeiras na educação infantil fazem
9
parte do processo de ensino aprendizagem e contribuem para o desenvolvimento da criança
em diferentes linguagens.
Os objetivos da pesquisa alcançaram os resultados esperados, contribuindo para o
desenvolvimento na prática os conteúdos aprendidos com a teoria, realçando o saber e o fazer
pedagógico, desse modo comprova-se que os jogos e brincadeiras devem ser aplicados tanto
no brincar livre quanto no brincar dirigido.
A experiência vivenciada em sala de aula com a professora e as crianças foi relevante
para o crescimento profissional, mostrando que o fazer pedagógico vai além de simplesmente
repassar conteúdo, ficando comprovado que o professor deve fazer a diferença.
REFERÊNCIAS
KISHIMOTO, Tizuko Morchida.Jogos,brinquedos,brincadeiras e a educação infantil. São
Paulo: Pioneira, 1997. Pag.90.
PIAGET, J: A formação do símbolo na criança: imitação, jogo, imagem e representação. Rio
de Janeiro: J. Zahar, 1976.
VYGOTSKY, L,S: A Formação Social da Mente: O desenvolvimento dos processos
psicológicos superiores. São Paulo: M.Fontes, 1984
FRIEDMANN, A. Brincar: Crescer e aprender. O resgate da Cultura Infantil, São Paulo:
Moderna, 1996.
http://revista.fundacaoaprender.org.br/index.php?id=148 acesso em 28 de outubro de 2015
http://www.sdipsicologia.com/artigos/o-brincar-sua-importancia-na-vida-da-crianca acesso
em 28 de outubro de 2015
http://www.pastoraldacrianca.org.br/crianca/2894-a-importancia-do-brincar acesso em 03 de
novembro de 2015
Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil (BRASIL, 1998, p. 23).
Lei Federal 8069/90- Estatuto da Criança e do Adolescente, capítulo II, artigo16 inciso IV
http://proavirtualg42.pbworks.com/w/page/18673065/Vygotsky%20e%20Piaget acesso em
03 de novembro de 2015

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Priscila verdelho e ananda
Priscila verdelho e anandaPriscila verdelho e ananda
Priscila verdelho e ananda
 
Bruna sdmara
Bruna sdmaraBruna sdmara
Bruna sdmara
 
Care marcia
Care marciaCare marcia
Care marcia
 
Jucilene priscila
Jucilene priscilaJucilene priscila
Jucilene priscila
 
Analu nilcelia
Analu nilceliaAnalu nilcelia
Analu nilcelia
 
Maria rosa ticiane erika
Maria rosa ticiane erikaMaria rosa ticiane erika
Maria rosa ticiane erika
 
Flavia vanuza monica
Flavia vanuza monicaFlavia vanuza monica
Flavia vanuza monica
 
Aline ana suelen_viviany
Aline ana suelen_vivianyAline ana suelen_viviany
Aline ana suelen_viviany
 
Jane mari
Jane mariJane mari
Jane mari
 
Elizangela kenia erika
Elizangela kenia erikaElizangela kenia erika
Elizangela kenia erika
 
Maria solange
Maria solangeMaria solange
Maria solange
 
Alinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzziAlinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzzi
 
TRABALHANDO O FOLCLORE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
TRABALHANDO O  FOLCLORE NA EDUCAÇÃO INFANTILTRABALHANDO O  FOLCLORE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
TRABALHANDO O FOLCLORE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Thaynara e vanuza
Thaynara e vanuzaThaynara e vanuza
Thaynara e vanuza
 
Jessica jucilene nair
Jessica jucilene nairJessica jucilene nair
Jessica jucilene nair
 
Trabalho de graduação 2017-1
Trabalho de graduação  2017-1Trabalho de graduação  2017-1
Trabalho de graduação 2017-1
 
Adriana franciellen erika
Adriana  franciellen erikaAdriana  franciellen erika
Adriana franciellen erika
 
Brincadeiras musicais e sua importância
Brincadeiras musicais e sua importânciaBrincadeiras musicais e sua importância
Brincadeiras musicais e sua importância
 
Maria claudionora
Maria claudionoraMaria claudionora
Maria claudionora
 
Artigo11
Artigo11Artigo11
Artigo11
 

Semelhante a Edna isabel erika

Brinquedos e brincadeiras lúdicas
Brinquedos e brincadeiras lúdicasBrinquedos e brincadeiras lúdicas
Brinquedos e brincadeiras lúdicasDanusinha87
 
Ludicidade infantil artigo
Ludicidade infantil artigoLudicidade infantil artigo
Ludicidade infantil artigoMárcia Santos
 
4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdfValria13
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILcefaprodematupa
 
Otpei 2 projeto ludico simone helen drumond
Otpei 2  projeto ludico simone helen drumondOtpei 2  projeto ludico simone helen drumond
Otpei 2 projeto ludico simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaCombinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaAlanWillianLeonioSil
 
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)oficinadeaprendizagemace
 
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanianSimoneHelenDrumond
 
O brincar e a criação
O brincar e a criaçãoO brincar e a criação
O brincar e a criaçãoMaria Bersch
 
Prática docente Educação Infantil
Prática docente Educação InfantilPrática docente Educação Infantil
Prática docente Educação InfantilRosinara Azeredo
 
Curso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e LetramentoCurso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e Letramentoalfaletra
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...SimoneHelenDrumond
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...SimoneHelenDrumond
 
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3Bete Feliciano
 
Gt1 educação de_crianças_jovens_e_adultos.a_importância_do_lúdico_no_processo...
Gt1 educação de_crianças_jovens_e_adultos.a_importância_do_lúdico_no_processo...Gt1 educação de_crianças_jovens_e_adultos.a_importância_do_lúdico_no_processo...
Gt1 educação de_crianças_jovens_e_adultos.a_importância_do_lúdico_no_processo...EMS27071992
 
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM DE ...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM DE ...A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM DE ...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM DE ...Valria13
 

Semelhante a Edna isabel erika (20)

Brinquedos e brincadeiras lúdicas
Brinquedos e brincadeiras lúdicasBrinquedos e brincadeiras lúdicas
Brinquedos e brincadeiras lúdicas
 
Ludicidade infantil artigo
Ludicidade infantil artigoLudicidade infantil artigo
Ludicidade infantil artigo
 
4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Otpei 2 projeto ludico simone helen drumond
Otpei 2  projeto ludico simone helen drumondOtpei 2  projeto ludico simone helen drumond
Otpei 2 projeto ludico simone helen drumond
 
Artigo7
Artigo7Artigo7
Artigo7
 
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaCombinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
 
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
 
O lúdico
O lúdicoO lúdico
O lúdico
 
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
 
O brincar e a criação
O brincar e a criaçãoO brincar e a criação
O brincar e a criação
 
Prática docente Educação Infantil
Prática docente Educação InfantilPrática docente Educação Infantil
Prática docente Educação Infantil
 
Curso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e LetramentoCurso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e Letramento
 
Projeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumondProjeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumond
 
Prontp
ProntpProntp
Prontp
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no desenvolvimento e for...
 
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
O significado do jogo, da brincadeira e do brinquedo no besenvolvimento e bor...
 
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
 
Gt1 educação de_crianças_jovens_e_adultos.a_importância_do_lúdico_no_processo...
Gt1 educação de_crianças_jovens_e_adultos.a_importância_do_lúdico_no_processo...Gt1 educação de_crianças_jovens_e_adultos.a_importância_do_lúdico_no_processo...
Gt1 educação de_crianças_jovens_e_adultos.a_importância_do_lúdico_no_processo...
 
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM DE ...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM DE ...A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM DE ...
A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NO PROCESSO DE ENSINOAPRENDIZAGEM DE ...
 

Mais de Fernando Pissuto (15)

Talita
TalitaTalita
Talita
 
Suelen bruna hagrayzes
Suelen bruna hagrayzesSuelen bruna hagrayzes
Suelen bruna hagrayzes
 
Rubens arguelho
Rubens arguelhoRubens arguelho
Rubens arguelho
 
Neidi monica
Neidi monicaNeidi monica
Neidi monica
 
Marlene monica
Marlene monicaMarlene monica
Marlene monica
 
Luzia
LuziaLuzia
Luzia
 
Luana aparecida monica
Luana aparecida monicaLuana aparecida monica
Luana aparecida monica
 
Leticia erika
Leticia erikaLeticia erika
Leticia erika
 
Laura simone
Laura simoneLaura simone
Laura simone
 
Jose flavio 2
Jose flavio 2Jose flavio 2
Jose flavio 2
 
Jose flavio 1
Jose flavio 1Jose flavio 1
Jose flavio 1
 
Jennifer alyne maria
Jennifer alyne mariaJennifer alyne maria
Jennifer alyne maria
 
Hellen carolinne rebeca
Hellen carolinne rebecaHellen carolinne rebeca
Hellen carolinne rebeca
 
Francielle gustavo neide
Francielle gustavo neideFrancielle gustavo neide
Francielle gustavo neide
 
Fernanda otilia jose flavio
Fernanda otilia jose flavioFernanda otilia jose flavio
Fernanda otilia jose flavio
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docCarolineWaitman
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 

Último (20)

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 

Edna isabel erika

  • 1. 1 “A UTILIZAÇÃO PEDAGÓGICA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL DE 4 E 5 ANOS” Edna Soares Machado 1 Isabel Desete da Silva 2 Erika Karla Barros da Costa ³ Eixo temático: Jogos e brincadeiras como forma de aprendizagem na Educação Infantil. Categoria: Comunicação Oral RESUMO O presente trabalho “A Utilização Pedagógica dos jogos e Brincadeiras na Educação Infantil” desenvolvido com crianças de 4 e 5 anos,apresenta um trabalho de observação e prática da aplicação do lúdico pelas professoras do pré II e III, em um comparativo entre uma escola particular e outra da rede municipal de ensino da cidade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, por meio de pesquisas qualitativas e entrevistas,apontando as dificuldades encontradas pelos professores, no uso de jogos, brincadeiras e brinquedos.Comprovamos que o uso do lúdico e uma importante ferramenta para o desenvolvimento da criança em diversas linguagens, contribuindo para o seu crescimento social e pedagógico , o uso dos jogos e brincadeiras permite um trabalho amplo e diferenciado criando novas expectativas de ensino, visto que os jogos e brincadeiras fazem parte do processo de ensino aprendizagem. Palavras-Chave: Educação Infantil, Jogos e brincadeiras, Ludicidade. 1 Graduanda de Pedagogia do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande/ UNAES, e-mail: edna72838@gmail.com 2 Graduanda de Pedagogia do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande/UNAES e-mail: beldesete89@gmail.com ³ Professora e Coordenadora do curso de Pedagogia do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande/ UNAES e FUNLEC e-mail: erika.barroscosta@anhanguera.com
  • 2. 2 INTRODUÇÃO Analisar a importância do brincar na Educação Infantil vai além de ser um direito que toda criança tem, pois é fundamental para o seu desenvolvimento e aprendizagem, a sociedade pouco valoriza essa essência do ser criança. Jogos e brincadeiras são as atividades mais importantes que uma criança pode ter na faixa etária de 4 e 5 anos. Aprender brincando é essencial para o desenvolvimento da criança e muitas vezes isso é esquecido ou deixado para trás, a referente pesquisa irá retratar a importância dos jogos e das brincadeiras nesta etapa de ensino que é de extrema importância, pois é brincando que a criança aprende, interage, se expressa, começa a formação de sua personalidade, dentre diversas outras coisas importantes para o seu desenvolvimento integral. Comenta-se muito com frequência a respeito da idade em que as crianças estão indo para escola, cada vez mais cedo estão no mundo escolar, com quatro anos de idade é obrigatória à entrada dessa criança na Educação Básica (Lei nº 12.796, de 4 de abril de 2013) , e por diversas vezes podemos notar que a “infância” dessa criança é deixada para trás. No estágio o que mais observamos é exatamente a falta das brincadeiras e dos jogos, nesta etapa de ensino, diversos professores quando deixam as crianças brincarem é sem incentivo ou motivo algum simplesmente os deixam “soltos” para fazerem o que querem, poucos professores entendem essa importância para o desenvolvimento de seu aluno, pensam e colocam a leitura e escrita em primeiro lugar, imaginam que os pais ficarão satisfeitos em ver seu filho saindo da educação infantil lendo e escrevendo e esquecem que brincando com a ludicidade a criança aprende e desenvolve muito mais. De acordo com o Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil (BRASIL, 1998, p. 23): Educar significa, portanto, propiciar situações de cuidado, brincadeiras e aprendizagem orientadas de forma integrada e que possam contribuir para o desenvolvimento das capacidades infantis de relação interpessoal de ser e estar com os outros emuma atitude básica de aceitação, respeito e confiança, e o acesso, pelas crianças aos conhecimentos mais amplos da realidade social e cultural. Ao contrario do que muitos acreditam o papel do professor não se limita em apenas repassar informações ou ensinar a ler e escrever, um educador deve ser um elemento essencial no processo ensino-aprendizagem do seu aluno deve-se ajudar a criança a tomar consciência
  • 3. 3 de si mesma e da sociedade. Educar é acima de tudo a inter-relação entre os sentimentos, os afetos e a construção do conhecimento. Bruner valoriza a brincadeira desde o nascimento da criança. Pela brincadeira a criança aprende a se movimentar, falar e desenvolver estratégias para solucionar problemas. A brincadeira tem papel preponderante na perspectiva de uma aprendizagem exploratória, ao favorecer a conduta divergente, a busca de alternativas não usuais, integrando o pensamento intuitivo. Brincadeiras com o auxilio do adulto, em situações estruturadas, mas que permitam a ação motivada e iniciada pelo aprendiz de qualquer idade parecem estratégias adequadas para os que acreditam no potencial do ser humano para descobrir, relacionar e buscar soluções. Bruner (apud KISHIMOTO, 2002, p. 151). Kishimoto (2000) ressalta que o principal contributo do jogo e da brincadeira é o aprender diferenciado. Embora os alunos tenham essa percepção distinta, a execução prazerosa do jogo imprime no aprendiz a possibilidade de adquirir conhecimento sem uma rotina estática ou cansativa, de modo atrativo, criativo e envolvente. O objetivo deste estudo é relatar a falta do brincar sendo utilizada como aprendizagem, a pesquisa foi feita em duas escolas de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, sendo uma da Rede Pública de Ensino (Escola Municipal Professor Aldo de Queiroz) com a turma do pré II – 26 alunos, e outra da Rede Particular (Centro de Ensino Campo-Grandense – CECAMP), com a turma do Jardim II e III que são juntas por conta da quantidade de alunos que são 12, foi utilizado as duas como um comparativo da maneira e frequência em que os jogos e brincadeiras são usados como forma de aprendizagem. O brincar e o jogar, na Educação Infantil, devem ser visto como uma estratégia utilizada pelo educador e deve privilegiar o ensino dos conteúdos da realidade, tendo o brincar um lugar de destaque no planejamento pedagógico. O LÚDICO E O SEU PAPEL FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM O lúdico exerce um papel importante no desenvolvimento e aprendizagem das crianças, porem a falta deste lúdico é vista tanto nas escolas públicas quanto escolas privadas, muitos pais e professores priorizam o “aprender ler e escrever” de uma forma “maçante”, onde a criança acaba sendo amadurecida muito antes do tempo e esse lúdico é esquecido e deixado para trás. Analisamos essa falha quando vivenciamos o estágio supervisionado e constatamos a falta dos jogos e das brincadeiras para as crianças, o brincar direcionado e o brincar livre simplesmente não existiam em sala de aula, então vimos à necessidade de incentivar e
  • 4. 4 conscientizar os pais e professores que o brincar não é apenas um passatempo, mas sim objeto de grande valia na aprendizagem e no desenvolvimento das crianças. A Lei Federal 8069/90- Estatuto da Criança e do Adolescente, capítulo II, artigo16 que diz o seguinte no inciso IV- Brincar, praticar esportes e divertir-se. O documento sugere que toda criança deve desfrutar de jogos e brincadeiras, os quais deverão estar dirigidos para a educação. Ficando toda pessoa, em especial pais e professores, responsáveis em promover o exercício desse direito. Alguns educadores tem dificuldade em perceber a importância da ludicidade no processo de ensino e aprendizagem assim como tem muitos profissionais comprometidos com a qualidade de sua prática pedagógica e reconhecem que o lúdico é de extrema importância para o desenvolvimento integral de seus alunos. O universo da ludicidade envolve jogos, brinquedos e brincadeiras, mas conceituar esses termos não é uma tarefa muito fácil. Kishimoto salienta que é muito complexo definir jogo, brinquedo e brincadeira. Uma mesma conduta pode ser jogo ou não jogo em diferentes culturas, dependendo do significado a ela atribuído. (Kishimoto 2003, p.15). Para Vygostsky (1994), o brincar ativa a imaginação criada pela criança, onde o impossível pode se tornar realidade, formando um modo de acomodação a conflitos e frustrações do seu cotidiano, ele afirma que por meio do brincar a mesma torna-se flexível e autônoma, ao brincar sua concentração está voltada para a atividade não se preocupando com seus resultados e efeitos. O professor deve permitir o brincar às crianças, pois é de fundamental importância a ludicidade para o desenvolvimento integral das mesmas. Assim como o brinquedo e as brincadeiras são importantes para o crescimento social e cultural da criança, para Piaget (1976) o jogo se faz necessário para o avanço cognitivo da mesma, pois por meio do imaginário ela desenvolve o pensamento abstrato. Na pratica pedagógica por meio do jogo o educador e capaz de conhecer a personalidade de educando. É brincando que a criança constrói sua identidade e personalidade, conquista sua autonomia, aprende a enfrentar seus medos e descobrem suas limitações, expressa seus sentimentos melhora seu convívio com os demais, aprende a inserir-se na sociedade.
  • 5. 5 OBJETIVOS DA PESQUISA Verificar e acompanhar a rotina diária de alunos da Educação Infantil dentro de uma escola pública e uma escola privada ambas citada acima, focalizando no acompanhamento do planejamento e na rotina se há momentos dos jogos e brincadeiras como forma de aprendizagem, identificando se nesse momento á o brincar livre ou o brincar dirigido e fazer algumas atividades usando a ludicidade (jogos e brincadeiras) para uma aprendizagem significativa e comparativa dentre os alunos. Realizar uma entrevista com as professoras regentes da sala, visando à importância e a disponibilidade de se trabalhar utilizando a ludicidade como norte para um aprendizado significativo e prazeroso. Estudar a importância dos jogos e brincadeiras na Educação Infantil, investigando e analisando como estes jogos e brincadeiras podem auxiliar um professor no ensino aprendizagem da criança, discutir sobre a importância de aprender brincando, diagnosticar a falta do brincar como forma de aprendizagem nas escolas pesquisadas. METODOLOGIA APLICADA A aplicação das atividades ocorreram no espaço físico da escola, sendo realizado primeiramente na Escola Municipal Professor Aldo de Queiroz, com 26 crianças de 4 e 5 anos do pré II, os espaços usados foram a sala de aula e o parque de areia. Foram realizadas atividades dirigidas com lego (peças para montar), as crianças desenvolveram a atividade com criatividade formando diferentes figuras e formas variadas, por meio de observação foi constatado que apesar de serem crianças pequenas conseguiram desenvolver um trabalho dinâmico e interativo. As atividades deram seguimento no parque de areia, onde foram realizadas atividades dirigidas, como passa a bola (forma-se uma roda e as crianças vão passando a bola para o outro), onde foi trabalhada a coordenação motora, o espacial, tempo e sincronia, outra brincadeira dirigida foi o corre cotia as crianças sentadas em uma roda enquanto outra corre com um lenço e deixa atrás de outra criança para que ela pegue e corra para pegar a outra), trabalhando a agilidade, a percepção e o equilíbrio, as brincadeiras livres também fizeram parte do trabalho desenvolvido, e foram usados os brinquedos do parque de areia, gira- gira, balanço, escorregador... Foi desenvolvida a mesma atividade na instituição particular Centro de Ensino Campo-Grandense – CECAMP, com a turma do Jardim II e III, 12 crianças, foram realizadas
  • 6. 6 as atividades dirigidas com trilhas (jogo com regras) e lego (peças para montar), onde constatamos a dificuldade que as crianças encontraram para obedecer às regras do jogo e para montar as peças, verificamos que eles pouco se interessaram e não usaram a criatividade para desenvolver a atividade proposta. Em seguida saímos com eles para o pátio, na quadra coberta fizemos brincadeiras de passa bola, corre cutia dentre outras, todos participaram, na sequencia os deixamos irem ao parque para brincar nos brinquedos somente observando-os (escorrega, balanço, gira-gira). No brincar livre observamos que eles se soltaram mais, para eles parece ter sido mais prazeroso essa atividade. Por meio de observação ficou claro a importância dos jogos e brincadeiras na Educação Infantil trazendo benefícios e auxiliando no aprendizado, ao brincar a criança tem a capacidade de criar e recriar situações desafiando seus próprios limites, ficou claro também que a falta dos jogos e brincadeiras para um ensino significativo ainda existe, mas é válido ressaltar que a criança necessita da ludicidade para um aprendizado prazeroso e não “maçante”. Na perspectiva de Kishimoto (2008), quando os jogos de construção são utilizados pela criança são de grande importância, pois enriquecem a experiência sensorial, incentivam a criatividade e com isso desenvolvem habilidades. Os jogos e brincadeiras se fazem presentes no cotidiano infantil elevando o grau de desenvolvimento englobando diversas linguagens, usar os mesmos como recursos pedagógicos devem ser planejados para que se possam alcançar os objetivos esperados. RESULTADOS E DISCUSSÃO DA APLICAÇÃO EMPREGADA Em entrevista realizada com uma professora da Educação Infantil da rede Municipal de Ensino contata-se que a mesma atua na área de Educação Infantil há 22 anos e tem como formação o Magistério de 4 anos, curso de Pedagogia e Pós Graduação em Alfabetização. Em sua opinião o papel do professor é de suma importância para o desenvolvimento integral da criança, agindo como mediador , que deve ter amplo conhecimento de como a criança aprende e se desenvolve,tendo condições de planejar ações em todas as linguagens, proporcionando à mesma, seu desenvolvimento em todos os aspectos. Como profissional a professora descreve a importância dos jogos e das brincadeiras para um individuo essencialmente lúdico, sendo assim, a aprendizagem torna-se mais significativa, a partir das brincadeiras. A professora acredita que a criança aprende brincando, então quando é oferecido a
  • 7. 7 oportunidade das mesmas desenvolverem atividades pedagógicas a partir de jogos e brincadeiras os resultados são ótimos. Ressalta que as dificuldades encontradas para o desenvolvimento de atividades que incluem os jogos e as brincadeiras estão relacionadas ao grande número de crianças na turma, pois atrapalha a observação diária e as intervenções necessárias do educador. O planejamento se faz necessário, pois por meio do mesmo o professor pode desenvolver situações eficazes, o que não conseguiria fazer sem o planejamento prévio. Para esta profissional há um interesse maior por parte da criança quando o lúdico esta presente, pois quando se oferece primeiro o jogo e a brincadeira e depois a atividade proposta os resultados são melhores,ou mesmo após o trabalho dos conteúdos,se oportunizar o lúdico a aprendizagem se consolidara de forma significativa. A professora diz não ter problemas entre o brincar livre e o brincar dirigido, pois dependendo das intenções do educador ambos trarão bons resultados, sendo ambos importantes, desde que o professor observe e registre o comportamento e as atividades de cada criança. Ao se referir à formação continuada, a professora diz que no município a mesma é oferecida em todas as linguagens, inclusive sobre a importância dos jogos e das brincadeiras na Educação Infantil. Na entrevista com a professora da rede privada de ensino, Centro de Ensino Campo- Grandense – CECAMP contata-se que a professora tem 23 anos de idade e é recém-formada do curso de Pedagogia pela Universidade Católica Dom Bosco, a mesma ressalta a importância de se trabalhar com o lúdico em sala de aula, porém aponta que na instituição é priorizada a leitura e escrita de forma tradicional, e que no ato da matricula os pais perguntam se o filho irá sair do jardim alfabetizado, o pai então é informado que o seu filho (a) está em processo de alfabetização, mas o mesmo tem até o terceiro ano para estar alfabetizado, contudo ela diz que os pais dizem que se é para brincar que se brinque em casa, dessa forma a professora é orientada a priorizar as quatro horas sentados a mesa fazendo atividade de livro e quadro, quando questionada se não poderia incluir os jogos e as brincadeiras no seu planejamento como forma de aprendizagem a mesma disse que não coloca, mas que brinca sempre com as crianças em sala mas sem intenção de aprendizagem, ressalva que também conta histórias diariamente e que as crianças brincam na aula de Educação Física e no intervalo com as demais crianças de outras turmas. Para Kishimoto ao brincar a criança desenvolve a ciência social, a interação, o conhecimento do próprio corpo e os movimentos, o uso sensorial, espacial, desenvolvendo o senso imaginário assim como a coordenação motora, aprendendo a ser flexível e ter espírito de liderança, para se tornar um sujeito criativo, capaz e independente.
  • 8. 8 “Ao permitir a manifestação do imaginário infantil, por meio de objetivos simbólicos dispostos intencionalmente, a função pedagógica subsidia o desenvolvimento integral da criança. Neste sentido,qualquer jogo empregado na escola, desde que respeite a natureza do ato lúdico, apresenta caráter educativo e pode receber também a denominação geral de jogo educativo” KISHIMOTO (1997). Conclui-se que depende de cada profissional da área desenvolver um trabalho de qualidade junto a seus alunos, e que é de suma importância que o professor busque sempre novas ferramentas de ensino procurando diversificar suas aulas e assim torná-las mais interessantes e atraentes para seus alunos, e o trabalho com jogos e brincadeiras vem atender essa necessidade como opção diferenciada, que pode ser utilizada como reforço de conteúdos previamente desenvolvidos. CONSIDERAÇÕES FINAIS A presente pesquisa teve por objetivo apresentar algumas constatações e problemáticas que envolvem o tema proposto como forma de aprendizagem, constatou-se, por meio das entrevistas, que as professoras regentes compreendem a importância dos jogos e brincadeiras para o desenvolvimento das aprendizagens em sala de aula, em um comparativo das duas escolas pesquisadas percebe-se que na escola particular, por ser uma instituição de ensino paga, prioriza-se mais a alfabetização, sem, no entanto utilizar o lúdico, pois os jogos e as brincadeiras fazem parte do aprendizado e alguns profissionais da área sentem dificuldade em desenvolver esse trabalho, os pais cobram muito a leitura e escrita, pensando que o “brincar” eles já fazem em casa. Percebe-se assim que o professor deve planejar e incluir os jogos e brincadeiras nas atividades cotidianas de modo a tornar as aulas mais dinâmicas e atrativas para os alunos. Segundo Friedmann (1996), destaca em suas pesquisas e estudos a importância do uso do lúdico como recurso pedagógico e salienta que o professor pode reconhecer a realidade lúdica de cada uma das crianças as quais ele educa, assim como suas necessidades, seus interesses, comportamentos, dificuldades e conflitos. Existe um rico e vasto mundo de cultura infantil repleto de movimentos de jogos, de fantasias,quase sempre ignoradas pelas instituições de ensino. Pelo menos até a 4º série do 1º grau, a escola conta com alunos cuja maior especialidade é brincar. (FREIRE, 1994, p. 13). A pesquisa realizada em sala de aula (escola), por meio de observação participativa comprova que a utilização de jogos, brinquedos e brincadeiras na educação infantil fazem
  • 9. 9 parte do processo de ensino aprendizagem e contribuem para o desenvolvimento da criança em diferentes linguagens. Os objetivos da pesquisa alcançaram os resultados esperados, contribuindo para o desenvolvimento na prática os conteúdos aprendidos com a teoria, realçando o saber e o fazer pedagógico, desse modo comprova-se que os jogos e brincadeiras devem ser aplicados tanto no brincar livre quanto no brincar dirigido. A experiência vivenciada em sala de aula com a professora e as crianças foi relevante para o crescimento profissional, mostrando que o fazer pedagógico vai além de simplesmente repassar conteúdo, ficando comprovado que o professor deve fazer a diferença. REFERÊNCIAS KISHIMOTO, Tizuko Morchida.Jogos,brinquedos,brincadeiras e a educação infantil. São Paulo: Pioneira, 1997. Pag.90. PIAGET, J: A formação do símbolo na criança: imitação, jogo, imagem e representação. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1976. VYGOTSKY, L,S: A Formação Social da Mente: O desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. São Paulo: M.Fontes, 1984 FRIEDMANN, A. Brincar: Crescer e aprender. O resgate da Cultura Infantil, São Paulo: Moderna, 1996. http://revista.fundacaoaprender.org.br/index.php?id=148 acesso em 28 de outubro de 2015 http://www.sdipsicologia.com/artigos/o-brincar-sua-importancia-na-vida-da-crianca acesso em 28 de outubro de 2015 http://www.pastoraldacrianca.org.br/crianca/2894-a-importancia-do-brincar acesso em 03 de novembro de 2015 Referencial Curricular Nacional da Educação Infantil (BRASIL, 1998, p. 23). Lei Federal 8069/90- Estatuto da Criança e do Adolescente, capítulo II, artigo16 inciso IV http://proavirtualg42.pbworks.com/w/page/18673065/Vygotsky%20e%20Piaget acesso em 03 de novembro de 2015