SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
‘Não há educação sem amor. O amor
implica luta contra o egoísmo. Quem
não é capaz de amar os seres
inacabados não pode educar. Não há
educação imposta, como não há amor
imposto.’
[Paulo Freire]
PARADESPORTO
Introdução
“O esporte e´, sobretudo, a expressão
corporal do desenvolvimento social de um povo”.
(Prof. Manuel Sergio Vieira. Filósofo e Pensador Português)
Chamamos de Paradesporto as diversas ações de
esporte praticadas ou desenvolvidas para e por
pessoas com deficiência.
ATLETISMO
BOCHA
FUTEBOL DE 5
FUTEBOL DE 7
GOALBALL
JUDÔ
NATAÇÃO
TÊNIS DE MESA
TÊNIS EM CADEIRAS DE RODA
VOLEIBOL SENTADO
“...uma escola somente poderá ser
considerada inclusiva, quando estiver
organizada para favorecer cada aluno
independentemente de etnia, sexo, idade,
deficiência , condição social ou qualquer
outra situação.”
Aranha 2004
• Em 2003, o Ministério da Educação cria o Programa
Educação inclusiva: direito à diversidade,
transformando os sistemas de ensino em sistemas
educacionais inclusivos, promove formação de gestores e
educadores.
Acesso de Alunos com Deficiência às Escolas e Classes
Comum da Rede Regular, com o objetivo de disseminar
os conceitos e diretrizes mundiais para a inclusão.
• O Decreto nº. 6.094/07, estabelece diretrizes para o
compromisso de TODOS pela Educação, garantindo
acesso, permanência no ensino regular, e o atendimento
às necessidades educacionais especiais dos alunos,
fortalecendo a inclusão educacional na rede pública.
Integração: É um processo na qual a pessoa com
deficiência é capaz de participar na sociedade
do jeito que ela está organizada.
Inclusão: É uma proposta de tornar a sociedade
acessível às pessoas com deficiência, garantindo
a participação de todas no meio social. Sassaki .
(1997,p.24).
Educação Física Especial - Considerava que os
estudantes com necessidades especiais não
poderiam se engajar de modo irrestrito em
atividades vigorosas de um programa de
Educação Física.
Adaptada –É uma parte da Educação Física cujo
os objetivos são o estudo e a intervenção
profissional no universo das pessoas que
apresentam diferentes e peculiares condições
para a prática das atividades físicas. Cultura
corporal do movimento, esporte, dança.
No primeiro momento de um contexto inclusivo o
professor deve utilizar-se do momento de sociabilizarão,
estabelecendo relação de afetividade entre alunos com
deficiência, juntamente com os tutores que irão ajudar
neste processo, estabelecendo um propósito construtivo.
Aproveitando para estudar essa criança e seus
comportamentos não deixando de brincar e se divertir
com ela. (CASTRO, 2005)
Ed fisica adaptada
Ed fisica adaptada

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Educação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º anoEducação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º ano
Rogerio Melo
 
Planejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisicaPlanejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisica
Danilo Pires
 

Mais procurados (20)

Slide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blogSlide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blog
 
Atletismo: História, Modalidades e Regras
Atletismo: História, Modalidades e RegrasAtletismo: História, Modalidades e Regras
Atletismo: História, Modalidades e Regras
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Ed fisica escolar
Ed fisica escolarEd fisica escolar
Ed fisica escolar
 
A importancia da educação fisica
A importancia da educação fisicaA importancia da educação fisica
A importancia da educação fisica
 
Educação física pessoas com deficiência
Educação física pessoas com deficiênciaEducação física pessoas com deficiência
Educação física pessoas com deficiência
 
Conceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de EsporteConceitos Variados de Esporte
Conceitos Variados de Esporte
 
Jogos e brincadeiras
Jogos e brincadeirasJogos e brincadeiras
Jogos e brincadeiras
 
A atividade física como ferramenta para a inclusão
A atividade física como ferramenta para a inclusãoA atividade física como ferramenta para a inclusão
A atividade física como ferramenta para a inclusão
 
Lutas
LutasLutas
Lutas
 
Treinamento funcional
Treinamento funcionalTreinamento funcional
Treinamento funcional
 
Historia da Educação Física
Historia da Educação FísicaHistoria da Educação Física
Historia da Educação Física
 
Educação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º anoEducação Física 6º ao 9º ano
Educação Física 6º ao 9º ano
 
Cultura corporal
Cultura corporalCultura corporal
Cultura corporal
 
Lutas
LutasLutas
Lutas
 
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
Inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte - As relações entre a...
 
Aula 1 ensino de lutas - historico
Aula 1   ensino de lutas - historicoAula 1   ensino de lutas - historico
Aula 1 ensino de lutas - historico
 
Planejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisicaPlanejamento educacao fisica
Planejamento educacao fisica
 
Ginástica geral
Ginástica geralGinástica geral
Ginástica geral
 
Slides ginástica
Slides ginásticaSlides ginástica
Slides ginástica
 

Destaque

Apresentação Atividade Física Adaptada
Apresentação Atividade Física AdaptadaApresentação Atividade Física Adaptada
Apresentação Atividade Física Adaptada
Juliana Silva
 
17304569 educacao-fisica-adaptada
17304569 educacao-fisica-adaptada17304569 educacao-fisica-adaptada
17304569 educacao-fisica-adaptada
Daniela Rocha
 
História da ed fisica adaptada
História da ed fisica adaptadaHistória da ed fisica adaptada
História da ed fisica adaptada
Evandro Felipe
 
75 jogos e brincadeiras na aprendizagem do autista por simone helen drumond
75 jogos e brincadeiras na aprendizagem do  autista por simone helen drumond75 jogos e brincadeiras na aprendizagem do  autista por simone helen drumond
75 jogos e brincadeiras na aprendizagem do autista por simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Trabalho Desporto Para Deficientes Ana Filipa Paradelo
Trabalho Desporto Para Deficientes   Ana Filipa ParadeloTrabalho Desporto Para Deficientes   Ana Filipa Paradelo
Trabalho Desporto Para Deficientes Ana Filipa Paradelo
fibutterfly
 
Atividades motoras-e-esportivas-na-deficiencia-fisica[1]
Atividades motoras-e-esportivas-na-deficiencia-fisica[1]Atividades motoras-e-esportivas-na-deficiencia-fisica[1]
Atividades motoras-e-esportivas-na-deficiencia-fisica[1]
Elisabeth Mattos
 
Orientação ao aluno cadeirante
Orientação ao aluno cadeiranteOrientação ao aluno cadeirante
Orientação ao aluno cadeirante
denisegava
 
Temasem educacaofisicaadaptada
Temasem educacaofisicaadaptadaTemasem educacaofisicaadaptada
Temasem educacaofisicaadaptada
Daniela Rocha
 

Destaque (20)

Jogos e brincadeiras para deficientes
Jogos e brincadeiras para deficientesJogos e brincadeiras para deficientes
Jogos e brincadeiras para deficientes
 
Apresentação Atividade Física Adaptada
Apresentação Atividade Física AdaptadaApresentação Atividade Física Adaptada
Apresentação Atividade Física Adaptada
 
17304569 educacao-fisica-adaptada
17304569 educacao-fisica-adaptada17304569 educacao-fisica-adaptada
17304569 educacao-fisica-adaptada
 
História da ed fisica adaptada
História da ed fisica adaptadaHistória da ed fisica adaptada
História da ed fisica adaptada
 
Educação Física X Deficiência Física
Educação Física X Deficiência FísicaEducação Física X Deficiência Física
Educação Física X Deficiência Física
 
75 jogos e brincadeiras na aprendizagem do autista por simone helen drumond
75 jogos e brincadeiras na aprendizagem do  autista por simone helen drumond75 jogos e brincadeiras na aprendizagem do  autista por simone helen drumond
75 jogos e brincadeiras na aprendizagem do autista por simone helen drumond
 
Trabalho Desporto Para Deficientes Ana Filipa Paradelo
Trabalho Desporto Para Deficientes   Ana Filipa ParadeloTrabalho Desporto Para Deficientes   Ana Filipa Paradelo
Trabalho Desporto Para Deficientes Ana Filipa Paradelo
 
Atividades motoras-e-esportivas-na-deficiencia-fisica[1]
Atividades motoras-e-esportivas-na-deficiencia-fisica[1]Atividades motoras-e-esportivas-na-deficiencia-fisica[1]
Atividades motoras-e-esportivas-na-deficiencia-fisica[1]
 
Jogos e brincadeiras a deficientes
Jogos e brincadeiras a deficientesJogos e brincadeiras a deficientes
Jogos e brincadeiras a deficientes
 
Joao, desporto adaptado
Joao, desporto  adaptadoJoao, desporto  adaptado
Joao, desporto adaptado
 
Voleibol Adaptado
Voleibol AdaptadoVoleibol Adaptado
Voleibol Adaptado
 
Orientação ao aluno cadeirante
Orientação ao aluno cadeiranteOrientação ao aluno cadeirante
Orientação ao aluno cadeirante
 
Praticas educacao fisica_para_pessoas_com_deficiencia
Praticas educacao fisica_para_pessoas_com_deficienciaPraticas educacao fisica_para_pessoas_com_deficiencia
Praticas educacao fisica_para_pessoas_com_deficiencia
 
Paralisia cerebral
Paralisia cerebralParalisia cerebral
Paralisia cerebral
 
Histórico da Educação Especial
Histórico da Educação EspecialHistórico da Educação Especial
Histórico da Educação Especial
 
Jogos e atividades para Autista
Jogos e atividades para AutistaJogos e atividades para Autista
Jogos e atividades para Autista
 
80 planejamento de atividades para desenvolver a linguagem do autista
80 planejamento de  atividades para desenvolver a linguagem do autista80 planejamento de  atividades para desenvolver a linguagem do autista
80 planejamento de atividades para desenvolver a linguagem do autista
 
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
Materiais produzidos adaptados pela professora da sala de recursos multifunci...
 
Esporte Paraolímpico e Odontologia
Esporte Paraolímpico e  OdontologiaEsporte Paraolímpico e  Odontologia
Esporte Paraolímpico e Odontologia
 
Temasem educacaofisicaadaptada
Temasem educacaofisicaadaptadaTemasem educacaofisicaadaptada
Temasem educacaofisicaadaptada
 

Semelhante a Ed fisica adaptada

D96538ad222366c38efc70d4f24487aa
D96538ad222366c38efc70d4f24487aaD96538ad222366c38efc70d4f24487aa
D96538ad222366c38efc70d4f24487aa
300878
 
EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
EDUCAÇÃO ESPECIAL:  A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...EDUCAÇÃO ESPECIAL:  A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
christianceapcursos
 

Semelhante a Ed fisica adaptada (20)

CONSTRUINDO UMA ESCOLA INCLUSIVA
CONSTRUINDO UMA ESCOLA INCLUSIVACONSTRUINDO UMA ESCOLA INCLUSIVA
CONSTRUINDO UMA ESCOLA INCLUSIVA
 
CONTRUINDO UMA ESCOLA INCLUSIVA
CONTRUINDO UMA ESCOLA INCLUSIVACONTRUINDO UMA ESCOLA INCLUSIVA
CONTRUINDO UMA ESCOLA INCLUSIVA
 
PORTIFÓLIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA 1º PERÍODO.
PORTIFÓLIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA 1º PERÍODO.PORTIFÓLIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA 1º PERÍODO.
PORTIFÓLIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA 1º PERÍODO.
 
metodologia_do_ensino_da_educacao_especial___apostila_unidade_01.pdf
metodologia_do_ensino_da_educacao_especial___apostila_unidade_01.pdfmetodologia_do_ensino_da_educacao_especial___apostila_unidade_01.pdf
metodologia_do_ensino_da_educacao_especial___apostila_unidade_01.pdf
 
Educação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no BrasilEducação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no Brasil
 
II Projeto Integrador - Univesp Polo Mococa SP
II Projeto Integrador - Univesp Polo Mococa SPII Projeto Integrador - Univesp Polo Mococa SP
II Projeto Integrador - Univesp Polo Mococa SP
 
Artigo assistente scial na escola
Artigo assistente scial na escolaArtigo assistente scial na escola
Artigo assistente scial na escola
 
Portifolio pronto
Portifolio prontoPortifolio pronto
Portifolio pronto
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
 
Aula 01 inclusão escolar-pontos e contrapontos - matoan-prieto-amorim
Aula 01   inclusão escolar-pontos e contrapontos - matoan-prieto-amorimAula 01   inclusão escolar-pontos e contrapontos - matoan-prieto-amorim
Aula 01 inclusão escolar-pontos e contrapontos - matoan-prieto-amorim
 
ed.inclusiva.ppt
ed.inclusiva.ppted.inclusiva.ppt
ed.inclusiva.ppt
 
Pedagogia special
Pedagogia specialPedagogia special
Pedagogia special
 
Pedagogia especial em Angola
Pedagogia especial em AngolaPedagogia especial em Angola
Pedagogia especial em Angola
 
D96538ad222366c38efc70d4f24487aa
D96538ad222366c38efc70d4f24487aaD96538ad222366c38efc70d4f24487aa
D96538ad222366c38efc70d4f24487aa
 
Inclusao escolar
Inclusao escolarInclusao escolar
Inclusao escolar
 
Marianeves2
Marianeves2Marianeves2
Marianeves2
 
Marianeves2
Marianeves2Marianeves2
Marianeves2
 
Educação inclusiva compreende a educação especial
Educação inclusiva compreende a educação  especialEducação inclusiva compreende a educação  especial
Educação inclusiva compreende a educação especial
 
Pratica de ensino
Pratica de ensinoPratica de ensino
Pratica de ensino
 
EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
EDUCAÇÃO ESPECIAL:  A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...EDUCAÇÃO ESPECIAL:  A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
EDUCAÇÃO ESPECIAL: A INCLUSÃO SÓCIO – EDUCATIVA NO ENSINO REGULAR Monalisa A...
 

Último

4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
lbgsouza
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 

Ed fisica adaptada

  • 1.
  • 2. ‘Não há educação sem amor. O amor implica luta contra o egoísmo. Quem não é capaz de amar os seres inacabados não pode educar. Não há educação imposta, como não há amor imposto.’ [Paulo Freire]
  • 3. PARADESPORTO Introdução “O esporte e´, sobretudo, a expressão corporal do desenvolvimento social de um povo”. (Prof. Manuel Sergio Vieira. Filósofo e Pensador Português) Chamamos de Paradesporto as diversas ações de esporte praticadas ou desenvolvidas para e por pessoas com deficiência.
  • 4.
  • 5. ATLETISMO BOCHA FUTEBOL DE 5 FUTEBOL DE 7 GOALBALL JUDÔ NATAÇÃO TÊNIS DE MESA
  • 6. TÊNIS EM CADEIRAS DE RODA VOLEIBOL SENTADO
  • 7. “...uma escola somente poderá ser considerada inclusiva, quando estiver organizada para favorecer cada aluno independentemente de etnia, sexo, idade, deficiência , condição social ou qualquer outra situação.” Aranha 2004
  • 8. • Em 2003, o Ministério da Educação cria o Programa Educação inclusiva: direito à diversidade, transformando os sistemas de ensino em sistemas educacionais inclusivos, promove formação de gestores e educadores. Acesso de Alunos com Deficiência às Escolas e Classes Comum da Rede Regular, com o objetivo de disseminar os conceitos e diretrizes mundiais para a inclusão. • O Decreto nº. 6.094/07, estabelece diretrizes para o compromisso de TODOS pela Educação, garantindo acesso, permanência no ensino regular, e o atendimento às necessidades educacionais especiais dos alunos, fortalecendo a inclusão educacional na rede pública.
  • 9. Integração: É um processo na qual a pessoa com deficiência é capaz de participar na sociedade do jeito que ela está organizada. Inclusão: É uma proposta de tornar a sociedade acessível às pessoas com deficiência, garantindo a participação de todas no meio social. Sassaki . (1997,p.24).
  • 10. Educação Física Especial - Considerava que os estudantes com necessidades especiais não poderiam se engajar de modo irrestrito em atividades vigorosas de um programa de Educação Física. Adaptada –É uma parte da Educação Física cujo os objetivos são o estudo e a intervenção profissional no universo das pessoas que apresentam diferentes e peculiares condições para a prática das atividades físicas. Cultura corporal do movimento, esporte, dança.
  • 11. No primeiro momento de um contexto inclusivo o professor deve utilizar-se do momento de sociabilizarão, estabelecendo relação de afetividade entre alunos com deficiência, juntamente com os tutores que irão ajudar neste processo, estabelecendo um propósito construtivo. Aproveitando para estudar essa criança e seus comportamentos não deixando de brincar e se divertir com ela. (CASTRO, 2005)