Educação física adaptada

8.051 visualizações

Publicada em

Educação física adaptada
prof luis tangerino

Publicada em: Esportes
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.051
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
152
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação física adaptada

  1. 1. Educação Física Adaptada CARLOS AUGUSTO DANILO APARECIDO EDUARDO EZENEU EVANDRO FELIPE FERNANDO PAES GIOVANI COSTA VANDERSON PAES
  2. 2. História• Segundo (Pedrinelli, 1994). O termo E.F.A. surgiu na década de 1950 e foi definida pela American Association for Health, Physical Education, Recreation and Dance (AAHPERD), como um programa diversificado de atividades desenvolvimentistas, jogos e ritmos adequados.• Como a educação física poderia lidar com corpos imperfeitos, mutilados, improdutivos?
  3. 3. O desporto adaptado• A história do desporto para as pessoas portadoras de necessidades especiais começou na cidade de Aylesbury, Inglaterra. A pedido do governo britânico, o neurologista Ludwig Guttmann criou o Centro Nacional de Lesionados Medulares do Hospital de Stoke Mandeville.• Segundo (Araújo, 1997). Através do esporte• estava devolvendo à comunidade um deficiente, capaz de ser “eficiente”
  4. 4. O desporto adaptado no Brasil• No Brasil, o desenvolvimento do esporte para pessoas portadoras de deficiência física data de 1958 com a fundação do Clube dos Paraplégicos em São Paulo e do Clube do Otimismo no Rio de Janeiro.• Os programas eram denominados ginástica médica e tinham a finalidade de prevenir doenças, utilizando para tanto exercícios corretivos e de prevenção.
  5. 5. Individuos com necessidades especiais: leis especificas• As escolas são obrigadas a aceitar alunos com deficiência física ou mental.• “haverá quando necessário, serviço de apoio especializado, na escola regular, para atender às peculiaridades da clientela de educação especial” ( LDB)• Há leis especificas também de inserção de deficientes no mercado de trabalho segundo a lei criada em 24/07/1991 conhecida como lei de cotas, que viabiliza a inserção do deficiente no mercado de trabalho.• Outra lei criada para facilitar a vida dos deficientes físicos foi à lei sobre a acessibilidade criada em 19/12/2000 com o objetivo de criar normas para facilitar a acessibilidade dos deficientes físicos, seja quando ele esta na rua no ônibus ou na escola.
  6. 6. Desenvolvimento motor• A contínua alteração do desenvolvimento motor ao longo da vida está estritamente ligada com a interação entre as necessidades da tarefa, a biologia do indivíduo e as condições ambientais (GALLAHUE; OZMUN 2003).• É influenciado pelas possibilidades de movimentar-se no mundo, de adaptar-se de maneira satisfatória.
  7. 7. Desenvolvimento motor• Segundo Moura e Silva (2004), ao aumentar o desempenho motor dos portadores de deficiência, poderá ocorrer uma mudança significativa, pois quando ficam fisicamente mais capazes, seu autoconceito é melhorado e pode resultar em uma maior auto-aceitação• A prática de atividade física contribui para a auto- suficiência, levando os praticantes a maior independência e participação nas atividades estabelecendo relações com o meio, aumentando suas possibilidades de exploração de conhecimento com o mundo exterior.
  8. 8. A história do esporte adaptado• O esporte adaptado para pessoas deficientes surgiu na primeira década do século XX, quando tiveram início atividades esportivas para jovens com deficiências auditivas. Mais tarde, em 1920, iniciaram-se atividades como natação e atletismo para portadores de deficiências visuais. Para as pessoas portadoras de deficiências físicas, o esporte adaptado só teve início oficialmente após a Segunda Guerra Mundial.
  9. 9. O Brasil nas paraolimpíadas• A primeira representação do Brasil em Jogos Paraolímpicos foi em 1972, em Heidelberg, na Alemanha. Desde então a participação do Brasil é cada vez mais representativa.

×