SlideShare uma empresa Scribd logo
Desenvolvimento Humano: Infância
(os dois primeiros anos de idade)
SILVA, A. M. B., 2013.1
 Desenvolvimento
Biológico:
Pra haver um desenvolvimento
completo e saudável da criança, são
necessários: boa alimentação,
hábitos de higiene, imunização
contra doenças e cuidados com o
meio ambiente.
 Desenvolvimento cognitivo: A teoria de
Piaget:
Segundo Piaget, no período do nascimento até os dois
anos de idade a criança encontra-se no estágio sensório-
motor - neste estágio, quanto mais a criança for
estimulada, maior será o seu desenvolvimento
intelectual.
• Período em que a criança se transforma de uma
criatura que responde na maior parte das vezes com
reflexos, para alguém capaz de organizar as atividades
sensório-motoras em resposta ao ambiente.
• A criança vai construindo e organizando noções.
• Nesse mesmo período as concepções de espaço,
tempo e casualidade começam a ser construídas
possibilitando à criança novas formas de ação prática
para lidar com o meio.
 Desenvolvimento cognitivo: A teoria de gesell:
Gesell vê a maturação seguindo um cronograma herdado em
que as habilidades e capacidades emergem em uma sequência pré-
definida.
• primeiro trimestre: controle sobre os músculos e nervos da face;
• segundo trimestre: desenvolve o comando dos músculos do pescoço, da cabeça
e move seus braços intencionalmente;
• terceiro trimestre: controle do tronco e das mãos, começa a pegar objetos,
passá-los de uma mão à outra e demonstrar afeto por eles;
• último trimestre: o controle se estende às pernas e pés do bebê,
assim como aos dedos indicadores e polegares,
para permitir pegar pequenos objetos;
• segundo ano: anda e corre, fala algumas palavras
e frases com clareza, adquire o controle sobre a
bexiga e o intestino, e começa a desenvolver um
sentido de identidade pessoal e de posse.
 Desenvolvimento psicossocial: as primeiras emoções
• A aflição é a primeira
emoção que podemos
expressar.
• Podemos perceber também o
interesse em algo que atrai a sua
atenção.
 Desenvolvimento psicossocial: as primeiras emoções
• Um pequeno sorriso
demonstra a sensação
de prazer.
• A zanga é visível após
os 4 meses.
 Desenvolvimento psicossocial: referências sociais
• Referência ao pai: A brincadeira mais
física do pai ajuda a criança a dominar as
habilidades motoras e a desenvolver o
controle muscular, além de contribuir
para as habilidades sociais e das
expressões emocionais
• A referência social é especialmente perceptível nas
refeições. A criança olha para seu responsável em busca
de sinais e novas comidas.
 Desenvolvimento psicossocial: Autoconsciência
• A partir da autoconsciência a criança passa a
despertar a consciência do outro, que surge
entre os 9 e os 15 meses e estimula as emoções
direcionadas para as outras pessoas, tal como o
desafio, o ciúme, a empatia e a afeição.
• No período de 15 a 18 meses destaca-se o
sentido de si mesmo como objeto do
conhecimento de alguém.
• O sentido do ‘’eu’’ e do ‘’meu’’ estimula o
desenvolvimento de muitas emoções
relacionadas à autoconsciência – do orgulho e
da confiança à culpa e à vergonha.
 Desenvolvimento psicossocial: vergonha X orgulho
X
• O desenvolvimento
da autoconsciência capacita as
crianças a serem autocríticas
e a terem reações emocionais
como a culpa.
• A autoconsciência também
permite que uma criança
haja com orgulho às suas más ações.
 Desenvolvimento psicossocial: as origens da personalidade.
• TEORIA DA APRENDIZAGEM (BEHAVIORISTAS): as crianças observam e
depois imitam as características da personalidade dos pais. Esses teóricos
da aprendizagem social acreditam que a personalidade é aprendida. As
referências sociais reforçam essa aprendizagem pela observação.
 Desenvolvimento psicossocial: a teoria psicanalítica: Freud
• Fase oral: interação passiva e
dependente.
• Personalidade oral: angustiado e
ansioso que come, bebe, fala
excessivamente, em busca de
prazeres orais que lhe foram negados
durante a infância.
• Fase anal: interação ativa
e controladora.
• Personalidade anal: pode
procurar controlar a si
mesma e às outras
pessoas.
 Desenvolvimento psicossocial: confiança x desconfiança:
Erik Erikson
X
• Confiança: a criança aprende
que o mundo é um lugar
seguro onde as necessidades
são satisfeitas.
• Desconfiança: aprende que
é uma arena imprevisível
onde suas necessidades só
são atendidas depois de
muito choro.
 Desenvolvimento psicossocial: autonomia x dúvida
• Etapa que a criança almeja
autonomia sobre suas
próprias ações e seu próprio
corpo .
• Se fracassar ela se sente
envergonhada de seus atos e em
dúvida quanto as suas atitudes.
 Desenvolvimento psicossocial: a teoria dos sistemas
epigenéticos
• Todo indivíduo nasce com um conjunto distinto, de base genética, de tendências ou
disposições psicológicas.
• Essas tendências que em conjunto são chamadas de temperamento afetam e
modificam a personalidade em desenvolvimento.
• O temperamento é afetado pelo período pré-natal, em especial pela alimentação e pela
saúde da mãe e provavelmente também pelas experiências pós-natais.
• À medida que a pessoa se desenvolve, o contexto social e as experiências individuais
continuam a influenciar a natureza e a expressão do temperamento.
• Existe muito mais estabilidade, de ano para ano, no temperamento depois de 2 anos de
idade do que antes.
 Desenvolvimento psicossocial: interação cuidador x criança
• Geralmente, o cuidador do bebê, a
mãe, o pai, ou qualquer outro familiar,
torna-se um tipo de parceiro social
desse bebê. Parte desse processo são
as brincadeiras face a face, que
desenvolve uma sincronia, uma
interação coordenada entre a criança e
o cuidador.
• A sincronia ajuda a criança a aprender
a se expressar e interpretar emoções,
desenvolver algumas das habilidades
básicas da interação social, como o
revezamento.
 Desenvolvimento psicossocial: apego seguro x apego
inseguro
X
• O apego seguro traduz conforto e
segurança.
• As crianças seguramente
apegadas tendem a serem mais
interativas e competentes nas
habilidades sociais e cognitivas
• Uma criança
inseguramente apegada
tem menos confiança,
podendo até se recusar a
sair do colo de seu
cuidador.
 Conclusão:
 Um extraordinário crescimento –
físico, cognitivo, linguístico,
emocional e social - ocorre nos 2
primeiros anos de vida. Esse
crescimento pode ser estorvado,
dirigido ou estimulado pelos
familiares mais próximos e pelos
contextos sociais.
 E mesmo que diversas teorias
expliquem o desenvolvimento
humano, sabemos que nenhum
fator é determinante no
desenvolvimento do nosso ser, mas
sim o conjunto de tais fatores.
OBRIGADA!!!
 Referências:
 http://www.acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/224/1
/01d11t01.pdf
 http://caminhandopsicologia.no.comunidades.net/index.php?
pagina=1318164082
 http://www.webartigos.com/artigos/desenvolvimento-
humano/55806/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Educação Infantil
Educação InfantilEducação Infantil
Educação Infantil
Adriana Mércia
 
Educação Infantil coordenadora Claudene
Educação Infantil coordenadora ClaudeneEducação Infantil coordenadora Claudene
Educação Infantil coordenadora Claudene
Geani Pedrosa
 
Workshop emoções e afetos na educação
Workshop emoções e afetos na educaçãoWorkshop emoções e afetos na educação
Workshop emoções e afetos na educação
Anaí Peña
 
Fase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoFase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimento
Gil Pereira
 
CRECHE
CRECHECRECHE
Power point importância do brincar
Power point   importância do brincarPower point   importância do brincar
Power point importância do brincar
inesaalexandra
 
Limites na infância
Limites na infânciaLimites na infância
Limites na infância
Wagner Luiz Garcia Teodoro
 
2 infancia int
2 infancia int2 infancia int
Psicomotricidade e Aprendizagem
Psicomotricidade e AprendizagemPsicomotricidade e Aprendizagem
Psicomotricidade e Aprendizagem
fulviafosco
 
As seis-subfases-do-periodo-Sensório-Motor
As seis-subfases-do-periodo-Sensório-MotorAs seis-subfases-do-periodo-Sensório-Motor
As seis-subfases-do-periodo-Sensório-Motor
Bruna Ferreira
 
Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)
Paula Santos
 
Neuropsicopedagogia clínica
Neuropsicopedagogia clínicaNeuropsicopedagogia clínica
Neuropsicopedagogia clínica
Ana Lúcia Hennemann
 
Piaget completo
Piaget completoPiaget completo
Piaget completo
Camila Munari
 
Histórico Ed Infantil
Histórico Ed InfantilHistórico Ed Infantil
Histórico Ed Infantil
Maria Bárbara Floriano
 
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik EriksonA teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
Thiago de Almeida
 
COMO O CÉREBRO APRENDE
COMO O CÉREBRO APRENDECOMO O CÉREBRO APRENDE
COMO O CÉREBRO APRENDE
Valdiane Melo
 
Desenvolvimento humano e aprendizagem ii
Desenvolvimento humano e aprendizagem iiDesenvolvimento humano e aprendizagem ii
Desenvolvimento humano e aprendizagem ii
fernandomaceioalagoas
 
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idadeDesenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Lara Kessia Martins Ávila
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
Marcela Montalvão Teti
 
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo UniãoEducação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
grupouniao
 

Mais procurados (20)

Educação Infantil
Educação InfantilEducação Infantil
Educação Infantil
 
Educação Infantil coordenadora Claudene
Educação Infantil coordenadora ClaudeneEducação Infantil coordenadora Claudene
Educação Infantil coordenadora Claudene
 
Workshop emoções e afetos na educação
Workshop emoções e afetos na educaçãoWorkshop emoções e afetos na educação
Workshop emoções e afetos na educação
 
Fase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimentoFase do desenvolvimento
Fase do desenvolvimento
 
CRECHE
CRECHECRECHE
CRECHE
 
Power point importância do brincar
Power point   importância do brincarPower point   importância do brincar
Power point importância do brincar
 
Limites na infância
Limites na infânciaLimites na infância
Limites na infância
 
2 infancia int
2 infancia int2 infancia int
2 infancia int
 
Psicomotricidade e Aprendizagem
Psicomotricidade e AprendizagemPsicomotricidade e Aprendizagem
Psicomotricidade e Aprendizagem
 
As seis-subfases-do-periodo-Sensório-Motor
As seis-subfases-do-periodo-Sensório-MotorAs seis-subfases-do-periodo-Sensório-Motor
As seis-subfases-do-periodo-Sensório-Motor
 
Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)
 
Neuropsicopedagogia clínica
Neuropsicopedagogia clínicaNeuropsicopedagogia clínica
Neuropsicopedagogia clínica
 
Piaget completo
Piaget completoPiaget completo
Piaget completo
 
Histórico Ed Infantil
Histórico Ed InfantilHistórico Ed Infantil
Histórico Ed Infantil
 
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik EriksonA teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
 
COMO O CÉREBRO APRENDE
COMO O CÉREBRO APRENDECOMO O CÉREBRO APRENDE
COMO O CÉREBRO APRENDE
 
Desenvolvimento humano e aprendizagem ii
Desenvolvimento humano e aprendizagem iiDesenvolvimento humano e aprendizagem ii
Desenvolvimento humano e aprendizagem ii
 
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idadeDesenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
Desenvolvimento infantil - o que é prórpio de cada idade
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo UniãoEducação de Crianças em Creches - Grupo União
Educação de Crianças em Creches - Grupo União
 

Semelhante a DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS

PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOPSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
UFMA e UEMA
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
SimoneHelenDrumond
 
437
437437
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na AdolescênciaDesenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Psicologia_2015
 
Ateoriadodesenvolvimentohumanosegundoerikerikcsonrevistoem09 05-2011-11050912...
Ateoriadodesenvolvimentohumanosegundoerikerikcsonrevistoem09 05-2011-11050912...Ateoriadodesenvolvimentohumanosegundoerikerikcsonrevistoem09 05-2011-11050912...
Ateoriadodesenvolvimentohumanosegundoerikerikcsonrevistoem09 05-2011-11050912...
Jhonny Ribeiro
 
HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
LIMA, Alan Lucas de
 
Sdi desenvolvimento emocional
Sdi desenvolvimento emocionalSdi desenvolvimento emocional
Sdi desenvolvimento emocional
becresforte
 
Cartilha para fases da crianças 1
Cartilha para fases da crianças 1Cartilha para fases da crianças 1
Cartilha para fases da crianças 1
Kátia Rumbelsperger
 
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
williamwmo
 
Personalidade
PersonalidadePersonalidade
Personalidade
Liliane Ennes
 
Micaela rodrigues t1_900908
Micaela rodrigues t1_900908Micaela rodrigues t1_900908
Micaela rodrigues t1_900908
Micaela D N Rodrigues
 
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piagetAula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Futuros Medicos
 
A criança em idade pré escolar
A criança em idade pré escolarA criança em idade pré escolar
A criança em idade pré escolar
EU O Escutismo
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
842203966
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
842203966
 
CETADEB Lição 3 - O Desenvolvimento Humano. Livro Psicologia Pastoral
CETADEB  Lição 3 - O Desenvolvimento Humano. Livro Psicologia PastoralCETADEB  Lição 3 - O Desenvolvimento Humano. Livro Psicologia Pastoral
CETADEB Lição 3 - O Desenvolvimento Humano. Livro Psicologia Pastoral
Ednilson do Valle
 
A crianca em desenvolvimento helen bee
A crianca em desenvolvimento   helen beeA crianca em desenvolvimento   helen bee
A crianca em desenvolvimento helen bee
Karina Regy
 
Projeto E- Formador.pptx
Projeto E- Formador.pptxProjeto E- Formador.pptx
Projeto E- Formador.pptx
MafaldaIsabelMoraisB
 
Relações precoces psicologia
Relações precoces psicologiaRelações precoces psicologia
Relações precoces psicologia
RaQuel Oliveira
 
Apresentação sobre jardim de infancia
Apresentação sobre jardim de infancia Apresentação sobre jardim de infancia
Apresentação sobre jardim de infancia
ruben faria
 

Semelhante a DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS (20)

PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTOPSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
437
437437
437
 
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na AdolescênciaDesenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
Desenvolvimento Cognitivo e da Personalidade na Adolescência
 
Ateoriadodesenvolvimentohumanosegundoerikerikcsonrevistoem09 05-2011-11050912...
Ateoriadodesenvolvimentohumanosegundoerikerikcsonrevistoem09 05-2011-11050912...Ateoriadodesenvolvimentohumanosegundoerikerikcsonrevistoem09 05-2011-11050912...
Ateoriadodesenvolvimentohumanosegundoerikerikcsonrevistoem09 05-2011-11050912...
 
HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
 
Sdi desenvolvimento emocional
Sdi desenvolvimento emocionalSdi desenvolvimento emocional
Sdi desenvolvimento emocional
 
Cartilha para fases da crianças 1
Cartilha para fases da crianças 1Cartilha para fases da crianças 1
Cartilha para fases da crianças 1
 
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
 
Personalidade
PersonalidadePersonalidade
Personalidade
 
Micaela rodrigues t1_900908
Micaela rodrigues t1_900908Micaela rodrigues t1_900908
Micaela rodrigues t1_900908
 
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piagetAula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
Aula 2 desenvolvimento humano_erickson e piaget
 
A criança em idade pré escolar
A criança em idade pré escolarA criança em idade pré escolar
A criança em idade pré escolar
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
Desenvolvimento humano
Desenvolvimento humanoDesenvolvimento humano
Desenvolvimento humano
 
CETADEB Lição 3 - O Desenvolvimento Humano. Livro Psicologia Pastoral
CETADEB  Lição 3 - O Desenvolvimento Humano. Livro Psicologia PastoralCETADEB  Lição 3 - O Desenvolvimento Humano. Livro Psicologia Pastoral
CETADEB Lição 3 - O Desenvolvimento Humano. Livro Psicologia Pastoral
 
A crianca em desenvolvimento helen bee
A crianca em desenvolvimento   helen beeA crianca em desenvolvimento   helen bee
A crianca em desenvolvimento helen bee
 
Projeto E- Formador.pptx
Projeto E- Formador.pptxProjeto E- Formador.pptx
Projeto E- Formador.pptx
 
Relações precoces psicologia
Relações precoces psicologiaRelações precoces psicologia
Relações precoces psicologia
 
Apresentação sobre jardim de infancia
Apresentação sobre jardim de infancia Apresentação sobre jardim de infancia
Apresentação sobre jardim de infancia
 

Último

Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 

Último (20)

Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 

DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS

  • 1. Desenvolvimento Humano: Infância (os dois primeiros anos de idade) SILVA, A. M. B., 2013.1
  • 2.  Desenvolvimento Biológico: Pra haver um desenvolvimento completo e saudável da criança, são necessários: boa alimentação, hábitos de higiene, imunização contra doenças e cuidados com o meio ambiente.
  • 3.  Desenvolvimento cognitivo: A teoria de Piaget: Segundo Piaget, no período do nascimento até os dois anos de idade a criança encontra-se no estágio sensório- motor - neste estágio, quanto mais a criança for estimulada, maior será o seu desenvolvimento intelectual. • Período em que a criança se transforma de uma criatura que responde na maior parte das vezes com reflexos, para alguém capaz de organizar as atividades sensório-motoras em resposta ao ambiente. • A criança vai construindo e organizando noções. • Nesse mesmo período as concepções de espaço, tempo e casualidade começam a ser construídas possibilitando à criança novas formas de ação prática para lidar com o meio.
  • 4.  Desenvolvimento cognitivo: A teoria de gesell: Gesell vê a maturação seguindo um cronograma herdado em que as habilidades e capacidades emergem em uma sequência pré- definida. • primeiro trimestre: controle sobre os músculos e nervos da face; • segundo trimestre: desenvolve o comando dos músculos do pescoço, da cabeça e move seus braços intencionalmente; • terceiro trimestre: controle do tronco e das mãos, começa a pegar objetos, passá-los de uma mão à outra e demonstrar afeto por eles; • último trimestre: o controle se estende às pernas e pés do bebê, assim como aos dedos indicadores e polegares, para permitir pegar pequenos objetos; • segundo ano: anda e corre, fala algumas palavras e frases com clareza, adquire o controle sobre a bexiga e o intestino, e começa a desenvolver um sentido de identidade pessoal e de posse.
  • 5.  Desenvolvimento psicossocial: as primeiras emoções • A aflição é a primeira emoção que podemos expressar. • Podemos perceber também o interesse em algo que atrai a sua atenção.
  • 6.  Desenvolvimento psicossocial: as primeiras emoções • Um pequeno sorriso demonstra a sensação de prazer. • A zanga é visível após os 4 meses.
  • 7.  Desenvolvimento psicossocial: referências sociais • Referência ao pai: A brincadeira mais física do pai ajuda a criança a dominar as habilidades motoras e a desenvolver o controle muscular, além de contribuir para as habilidades sociais e das expressões emocionais • A referência social é especialmente perceptível nas refeições. A criança olha para seu responsável em busca de sinais e novas comidas.
  • 8.  Desenvolvimento psicossocial: Autoconsciência • A partir da autoconsciência a criança passa a despertar a consciência do outro, que surge entre os 9 e os 15 meses e estimula as emoções direcionadas para as outras pessoas, tal como o desafio, o ciúme, a empatia e a afeição. • No período de 15 a 18 meses destaca-se o sentido de si mesmo como objeto do conhecimento de alguém. • O sentido do ‘’eu’’ e do ‘’meu’’ estimula o desenvolvimento de muitas emoções relacionadas à autoconsciência – do orgulho e da confiança à culpa e à vergonha.
  • 9.  Desenvolvimento psicossocial: vergonha X orgulho X • O desenvolvimento da autoconsciência capacita as crianças a serem autocríticas e a terem reações emocionais como a culpa. • A autoconsciência também permite que uma criança haja com orgulho às suas más ações.
  • 10.  Desenvolvimento psicossocial: as origens da personalidade. • TEORIA DA APRENDIZAGEM (BEHAVIORISTAS): as crianças observam e depois imitam as características da personalidade dos pais. Esses teóricos da aprendizagem social acreditam que a personalidade é aprendida. As referências sociais reforçam essa aprendizagem pela observação.
  • 11.  Desenvolvimento psicossocial: a teoria psicanalítica: Freud • Fase oral: interação passiva e dependente. • Personalidade oral: angustiado e ansioso que come, bebe, fala excessivamente, em busca de prazeres orais que lhe foram negados durante a infância. • Fase anal: interação ativa e controladora. • Personalidade anal: pode procurar controlar a si mesma e às outras pessoas.
  • 12.  Desenvolvimento psicossocial: confiança x desconfiança: Erik Erikson X • Confiança: a criança aprende que o mundo é um lugar seguro onde as necessidades são satisfeitas. • Desconfiança: aprende que é uma arena imprevisível onde suas necessidades só são atendidas depois de muito choro.
  • 13.  Desenvolvimento psicossocial: autonomia x dúvida • Etapa que a criança almeja autonomia sobre suas próprias ações e seu próprio corpo . • Se fracassar ela se sente envergonhada de seus atos e em dúvida quanto as suas atitudes.
  • 14.  Desenvolvimento psicossocial: a teoria dos sistemas epigenéticos • Todo indivíduo nasce com um conjunto distinto, de base genética, de tendências ou disposições psicológicas. • Essas tendências que em conjunto são chamadas de temperamento afetam e modificam a personalidade em desenvolvimento. • O temperamento é afetado pelo período pré-natal, em especial pela alimentação e pela saúde da mãe e provavelmente também pelas experiências pós-natais. • À medida que a pessoa se desenvolve, o contexto social e as experiências individuais continuam a influenciar a natureza e a expressão do temperamento. • Existe muito mais estabilidade, de ano para ano, no temperamento depois de 2 anos de idade do que antes.
  • 15.  Desenvolvimento psicossocial: interação cuidador x criança • Geralmente, o cuidador do bebê, a mãe, o pai, ou qualquer outro familiar, torna-se um tipo de parceiro social desse bebê. Parte desse processo são as brincadeiras face a face, que desenvolve uma sincronia, uma interação coordenada entre a criança e o cuidador. • A sincronia ajuda a criança a aprender a se expressar e interpretar emoções, desenvolver algumas das habilidades básicas da interação social, como o revezamento.
  • 16.  Desenvolvimento psicossocial: apego seguro x apego inseguro X • O apego seguro traduz conforto e segurança. • As crianças seguramente apegadas tendem a serem mais interativas e competentes nas habilidades sociais e cognitivas • Uma criança inseguramente apegada tem menos confiança, podendo até se recusar a sair do colo de seu cuidador.
  • 17.  Conclusão:  Um extraordinário crescimento – físico, cognitivo, linguístico, emocional e social - ocorre nos 2 primeiros anos de vida. Esse crescimento pode ser estorvado, dirigido ou estimulado pelos familiares mais próximos e pelos contextos sociais.  E mesmo que diversas teorias expliquem o desenvolvimento humano, sabemos que nenhum fator é determinante no desenvolvimento do nosso ser, mas sim o conjunto de tais fatores.
  • 19.  Referências:  http://www.acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/224/1 /01d11t01.pdf  http://caminhandopsicologia.no.comunidades.net/index.php? pagina=1318164082  http://www.webartigos.com/artigos/desenvolvimento- humano/55806/