SlideShare uma empresa Scribd logo
rase
Crase
       É a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do
verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos
aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativo a.
       A crase é indicada pelo acento grave (`).

   Condições para ocorrência de crase

1. O termo regente deve exigir a preposição a.

2. O termo regido tem que ser uma palavra feminina que admita artigo
a(s).

   Ex.: Ele foi a       a fazenda ontem depois do almoço.
                    à
Regra prática
            Para você saber se há crase antes de uma palavra feminina,
troque essa palavra por        uma masculina correspondente e observe:

1. Se antes da palavra masculina aparecer ao(s), use crase
antes da feminina.

 Ex.: Ela foi à feira ontem.
     Ela foi ao mercado ontem.

2. Se antes da palavra masculina aparecer apenas a(s) ou o(s)
não use crase.
Ex.: Os jogadores visitaram a cidade.
    Os jogadores visitaram o museu.
Casos em que ocorre crase
 Nas locuções adverbiais femininas.
   Ex.: O rapaz saiu à tarde e chegou à noite. (locução adverbial de tempo)
   Ex.: Ele foi à feira e depois à lavanderia. (locução adverbial de lugar)

   Ex.: O governador viajou às pressas. (locução adverbial de modo)

Observação:
          Com as locuções adverbiais femininas de instrumento a crase é
facultativa.

Ex.: O pai saiu sem fechar a porta à chave.
     O pai saiu sem fechar a porta a chave.

Ex.: O soldado foi ferido à baioneta.
     O soldado foi ferido a baioneta.
 Nas locuções prepositivas (formadas por a + palavra feminina + de)

Ex.: Meu amigo conseguiu ser aprovado à custa de muito esforço.
    Ele saiu à procura de ajuda.

 Nas locuções conjuntivas (formada por a + palavra feminina + que).
Ex.: A cidade se acalma, à medida que escurece.
    À proporção que chovia, aumentavam os buracos na rua.

Observação:

         Nas expressões à moda de, à maneira de, a palavra principal pode
ficar oculta. Então o à poderá ficar diante de palavra masculina, como no
exemplo:
Ex: Usava cabelos à Luís XV. (à moda de Luís XV)
Casos em que a crase é
                 facultativa
 Antes de pronomes possessivos femininos (porque antes desse tipo de
pronome o artigo é facultativo).
Ex.: Ele se refere à minha mãe.
     Ele se refere a minha mãe.

 Antes de nomes de mulheres

Ex.: Eu me referi à Maria.
     Eu me referi a Maria.

 Depois da palavra até.
Ex.: Todos os alunos foram até à escola.
     Todos os alunos foram até a escola.
Casos em que não ocorre crase
 Antes de nomes masculinos (porque essas palavras não admitem o artigo a.
  Ex.: Ele adora andar a cavalo, ela prefere andar a pé.
 Antes de verbos (porque antes de verbos não aparece artigo)
  Ex.: Assim que saíram, começaram a correr.

 Antes de pronomes que não admitem artigo.
  •   Pronomes pessoais (porque antes deles não se usa artigo)
     Ex.: Todos se dirigiram a ela.
  b) Pronomes de tratamento (porque antes deles não se usa artigo)
     Ex.: Dirigi-me a Vossa Excelência para despedir-me.
 Observação:
          Os pronomes de tratamento dona, senhora e senhorita, pelo fato de
 admitirem o artigo, admitem também a crase.
 Ex.: Nada disse à senhora.
c) Pronomes demonstrativos, indefinidos e relativos


Ex.: É hora de dar um basta a essa barbárie.
    Não demonstrava sua tristeza a ninguém.
    Aquela é a senhora a quem dirigi meus votos de felicidade.
Observação:
         Pode ocorrer a crase entre a preposição a e os pronomes relativos a
qual e as quais.
Ex.: Estas são as finalidades às quais se destina o projeto.
    Seria aquela a jovem à qual você se referia?

 Quando o a (sem s) aparece antes de uma palavra no plural.
Ex.: Ele se dirigia a pessoas estranhas.
 Em expressões com palavras repetidas

 Ex.: O tanque se encheu gota a gota.
 Antes de nomes de cidades (que não admitem o artigo feminino a), sem
 especificativos
 Ex.: Eles pretendem ir a Paris.
 Observação:
          Quando o nome da cidade apresenta um especificativo, ele passa a
 admitir artigo e, nesse caso, pode ocorrer a crase, desde que o termo regente
 exija a preposição a.
 Ex.: Eles pretendem ir à fascinante Paris.

 Antes da palavra casa, no sentido de lar, residência própria da pessoa,
se não vier determinada. Se vier determinada aceita a crase.

Ex.: Voltei a casa cedo.
    Voltei à casa de meus pais cedo.
 Antes da palavra terra, no sentido de chão firme, tomada em oposição
a mar ou ar, se não vier determinada, não aceita o artigo e não ocorre a
crase. Se vier determinada, aceita o artigo e ocorre a crase.

Ex.: Os marinheiros já voltaram a terra.
     Os marinheiros voltaram à terra de seus sonhos.


Observação:
         Quando a palavra terra for usada no sentido de terra natal ou
planeta, a palavra terra admite artigo, por isso, ocorrerá crase, se o termo
regente exigir preposição.
Ex.: A espaçonave voltara à Terra, no ano 3000.
“É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar
triunfos e glórias, mesmo expondo-se à derrota, do que
formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito
nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta
que não conhece vitória nem derrota.”
                                        (Theodore Roosevelt)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
7 de Setembro
 
Classes de palavras (13.06.2013)
Classes de palavras (13.06.2013)Classes de palavras (13.06.2013)
Classes de palavras (13.06.2013)
univirr
 
Atividades sobre figuras
Atividades sobre figurasAtividades sobre figuras
Atividades sobre figuras
Aline Castro
 
Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
Sueli Menezes
 
100 exercícios classes das palavras
100 exercícios classes das palavras100 exercícios classes das palavras
100 exercícios classes das palavras
maria edineuma marreira
 
Estudo sintático dos verbos
Estudo sintático dos verbosEstudo sintático dos verbos
Estudo sintático dos verbos
Sérgio de Castro
 
Pronomes obliquos
Pronomes obliquosPronomes obliquos
Pronomes obliquos
PQC&FET
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
Keu Oliveira
 
Classificação de palavras 1
Classificação de palavras 1Classificação de palavras 1
Classificação de palavras 1
Rebeca Kaus
 
Pp intertextualidade1
Pp intertextualidade1Pp intertextualidade1
Pp intertextualidade1
telasnorte1
 
Concordancia Nominal
Concordancia NominalConcordancia Nominal
Concordancia Nominal
Mara Virginia
 
Exemplos de trabalho com gramática reflexiva
Exemplos de trabalho com gramática reflexivaExemplos de trabalho com gramática reflexiva
Exemplos de trabalho com gramática reflexiva
Tays Souza
 
Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
Ingridd Lopes
 
REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
Artigo aula 8
Artigo   aula 8Artigo   aula 8
Artigo aula 8
Alice Silva
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
Sebastião Herodes
 
Gênero textual notícia - 6º ano
Gênero textual notícia - 6º anoGênero textual notícia - 6º ano
Gênero textual notícia - 6º ano
AnaMaria2404
 
Entendendo Verbos
Entendendo VerbosEntendendo Verbos
Entendendo Verbos
rosemtsantos
 
Super-resumo uso da crase
Super-resumo uso da craseSuper-resumo uso da crase
Super-resumo uso da crase
Miraldo Ohse
 
Paradigmas de conjugação de verbos regulares
Paradigmas de conjugação de verbos regularesParadigmas de conjugação de verbos regulares
Paradigmas de conjugação de verbos regulares
ma.no.el.ne.ves
 

Mais procurados (20)

Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
 
Classes de palavras (13.06.2013)
Classes de palavras (13.06.2013)Classes de palavras (13.06.2013)
Classes de palavras (13.06.2013)
 
Atividades sobre figuras
Atividades sobre figurasAtividades sobre figuras
Atividades sobre figuras
 
Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
 
100 exercícios classes das palavras
100 exercícios classes das palavras100 exercícios classes das palavras
100 exercícios classes das palavras
 
Estudo sintático dos verbos
Estudo sintático dos verbosEstudo sintático dos verbos
Estudo sintático dos verbos
 
Pronomes obliquos
Pronomes obliquosPronomes obliquos
Pronomes obliquos
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 
Classificação de palavras 1
Classificação de palavras 1Classificação de palavras 1
Classificação de palavras 1
 
Pp intertextualidade1
Pp intertextualidade1Pp intertextualidade1
Pp intertextualidade1
 
Concordancia Nominal
Concordancia NominalConcordancia Nominal
Concordancia Nominal
 
Exemplos de trabalho com gramática reflexiva
Exemplos de trabalho com gramática reflexivaExemplos de trabalho com gramática reflexiva
Exemplos de trabalho com gramática reflexiva
 
Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
 
REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
 
Artigo aula 8
Artigo   aula 8Artigo   aula 8
Artigo aula 8
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Gênero textual notícia - 6º ano
Gênero textual notícia - 6º anoGênero textual notícia - 6º ano
Gênero textual notícia - 6º ano
 
Entendendo Verbos
Entendendo VerbosEntendendo Verbos
Entendendo Verbos
 
Super-resumo uso da crase
Super-resumo uso da craseSuper-resumo uso da crase
Super-resumo uso da crase
 
Paradigmas de conjugação de verbos regulares
Paradigmas de conjugação de verbos regularesParadigmas de conjugação de verbos regulares
Paradigmas de conjugação de verbos regulares
 

Destaque

Orações subordinadas
Orações subordinadasOrações subordinadas
Orações subordinadas
Eliete Sampaio Farneda
 
Estudo das Conjuções Subordinativas
Estudo das Conjuções SubordinativasEstudo das Conjuções Subordinativas
Estudo das Conjuções Subordinativas
Colégio Espaço Aberto
 
2 prova ibfc gari resolvida
2 prova ibfc gari resolvida2 prova ibfc gari resolvida
2 prova ibfc gari resolvida
maria edineuma marreira
 
Classes gramaticais
Classes gramaticaisClasses gramaticais
Classes gramaticais
Ana Claudia Cacau Freire de Sá
 
10 dicas para entender a crase aula I
10 dicas para entender a crase   aula I10 dicas para entender a crase   aula I
10 dicas para entender a crase aula I
Ayla De Sá Marques
 
Dicas de português
Dicas de portuguêsDicas de português
Dicas de português
Amiga Concurseira Sincera
 
Estudo das conjunções subordinativas
Estudo das conjunções subordinativasEstudo das conjunções subordinativas
Estudo das conjunções subordinativas
espacoaberto
 
A Crase
 A Crase   A Crase
Df6 pronomes conjugacao_ppt08
Df6 pronomes conjugacao_ppt08Df6 pronomes conjugacao_ppt08
Df6 pronomes conjugacao_ppt08
Josete Perdigao
 
Exercícios sobre conjugação verbal
Exercícios sobre conjugação verbalExercícios sobre conjugação verbal
Exercícios sobre conjugação verbal
ma.no.el.ne.ves
 
Questões sobre conjugação verbal na aocp
Questões sobre conjugação verbal na aocpQuestões sobre conjugação verbal na aocp
Questões sobre conjugação verbal na aocp
ma.no.el.ne.ves
 
Orações sub adverbiais 2015
Orações sub adverbiais   2015Orações sub adverbiais   2015
Orações sub adverbiais 2015
Christiane Queiroz
 
Cap10 relacoes logico-semanticas
Cap10 relacoes logico-semanticasCap10 relacoes logico-semanticas
Cap10 relacoes logico-semanticas
Samia Carvalho Alves
 
Aulão Multidisciplinar - Redação Enem 2014
Aulão Multidisciplinar - Redação Enem 2014Aulão Multidisciplinar - Redação Enem 2014
Aulão Multidisciplinar - Redação Enem 2014
Isaquel Silva
 
Morfologia verbal
Morfologia verbalMorfologia verbal
Morfologia verbal
Walace Cestari
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Exercícios sobre concordância verbal e nominal, 09
Exercícios sobre concordância verbal e nominal, 09Exercícios sobre concordância verbal e nominal, 09
Exercícios sobre concordância verbal e nominal, 09
ma.no.el.ne.ves
 
Regras praticas de crase
Regras praticas de craseRegras praticas de crase
Regras praticas de crase
maria edineuma marreira
 
Crase
CraseCrase
Crase
CrisBiagio
 
Articuladores coesivos
Articuladores coesivosArticuladores coesivos
Articuladores coesivos
Don Veneziani
 

Destaque (20)

Orações subordinadas
Orações subordinadasOrações subordinadas
Orações subordinadas
 
Estudo das Conjuções Subordinativas
Estudo das Conjuções SubordinativasEstudo das Conjuções Subordinativas
Estudo das Conjuções Subordinativas
 
2 prova ibfc gari resolvida
2 prova ibfc gari resolvida2 prova ibfc gari resolvida
2 prova ibfc gari resolvida
 
Classes gramaticais
Classes gramaticaisClasses gramaticais
Classes gramaticais
 
10 dicas para entender a crase aula I
10 dicas para entender a crase   aula I10 dicas para entender a crase   aula I
10 dicas para entender a crase aula I
 
Dicas de português
Dicas de portuguêsDicas de português
Dicas de português
 
Estudo das conjunções subordinativas
Estudo das conjunções subordinativasEstudo das conjunções subordinativas
Estudo das conjunções subordinativas
 
A Crase
 A Crase   A Crase
A Crase
 
Df6 pronomes conjugacao_ppt08
Df6 pronomes conjugacao_ppt08Df6 pronomes conjugacao_ppt08
Df6 pronomes conjugacao_ppt08
 
Exercícios sobre conjugação verbal
Exercícios sobre conjugação verbalExercícios sobre conjugação verbal
Exercícios sobre conjugação verbal
 
Questões sobre conjugação verbal na aocp
Questões sobre conjugação verbal na aocpQuestões sobre conjugação verbal na aocp
Questões sobre conjugação verbal na aocp
 
Orações sub adverbiais 2015
Orações sub adverbiais   2015Orações sub adverbiais   2015
Orações sub adverbiais 2015
 
Cap10 relacoes logico-semanticas
Cap10 relacoes logico-semanticasCap10 relacoes logico-semanticas
Cap10 relacoes logico-semanticas
 
Aulão Multidisciplinar - Redação Enem 2014
Aulão Multidisciplinar - Redação Enem 2014Aulão Multidisciplinar - Redação Enem 2014
Aulão Multidisciplinar - Redação Enem 2014
 
Morfologia verbal
Morfologia verbalMorfologia verbal
Morfologia verbal
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
Exercícios sobre concordância verbal e nominal, 09
Exercícios sobre concordância verbal e nominal, 09Exercícios sobre concordância verbal e nominal, 09
Exercícios sobre concordância verbal e nominal, 09
 
Regras praticas de crase
Regras praticas de craseRegras praticas de crase
Regras praticas de crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Articuladores coesivos
Articuladores coesivosArticuladores coesivos
Articuladores coesivos
 

Semelhante a Crase 3

Crase
CraseCrase
Crase
CraseCrase
Crase
CraseCrase
O uso da crase
O uso da craseO uso da crase
O uso da crase
nixsonmachado
 
Crase2
Crase2Crase2
Crase2
Damisa
 
Crase
CraseCrase
Camões crase
Camões   craseCamões   crase
Camões crase
Christiane Queiroz
 
Crase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulasCrase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulas
EdnaSantos855118
 
Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5
nilvaandrade
 
Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5
nilvaandrade
 
1.2.2 crase
1.2.2   crase1.2.2   crase
1.2.2 crase
Ivana Mayrink
 
Crase
CraseCrase
Camões crase - 2013
Camões   crase - 2013Camões   crase - 2013
Camões crase - 2013
Christiane Queiroz
 
Gramática Avançada
Gramática AvançadaGramática Avançada
Gramática Avançada
Superprovas Software
 
CRASE.ppt
CRASE.pptCRASE.ppt
CRASE.ppt
Carla Zampieri
 
Crase
CraseCrase
Crase
weldame
 
Crase
CraseCrase
Crase
letieri11
 
Estudo sobre Crase
Estudo sobre CraseEstudo sobre Crase
Estudo sobre Crase
Maiara Goularte
 
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptxcrases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
sheyllafeitosa1
 
Crase
CraseCrase

Semelhante a Crase 3 (20)

Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
O uso da crase
O uso da craseO uso da crase
O uso da crase
 
Crase2
Crase2Crase2
Crase2
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Camões crase
Camões   craseCamões   crase
Camões crase
 
Crase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulasCrase - Slides para apresentações em aulas
Crase - Slides para apresentações em aulas
 
Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5
 
Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5
 
1.2.2 crase
1.2.2   crase1.2.2   crase
1.2.2 crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Camões crase - 2013
Camões   crase - 2013Camões   crase - 2013
Camões crase - 2013
 
Gramática Avançada
Gramática AvançadaGramática Avançada
Gramática Avançada
 
CRASE.ppt
CRASE.pptCRASE.ppt
CRASE.ppt
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Estudo sobre Crase
Estudo sobre CraseEstudo sobre Crase
Estudo sobre Crase
 
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptxcrases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
crases-130528213521-phpapp01 (1).pptx
 
Crase
CraseCrase
Crase
 

Mais de Isabella Silva

Hist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaHist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_mica
Isabella Silva
 
Termodin mica (1)
Termodin mica (1)Termodin mica (1)
Termodin mica (1)
Isabella Silva
 
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreLista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Isabella Silva
 
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Isabella Silva
 
Efeito doppler sv
Efeito doppler svEfeito doppler sv
Efeito doppler sv
Isabella Silva
 
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svMovimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Isabella Silva
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
InglêsInglês
Impressionismo pré pas
Impressionismo pré  pasImpressionismo pré  pas
Impressionismo pré pas
Isabella Silva
 
Impressionismo 01
Impressionismo   01Impressionismo   01
Impressionismo 01
Isabella Silva
 
Fotografia atualizada
Fotografia atualizadaFotografia atualizada
Fotografia atualizada
Isabella Silva
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
Isabella Silva
 
Revisão de visuais
Revisão de visuaisRevisão de visuais
Revisão de visuais
Isabella Silva
 
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreRevisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Isabella Silva
 
Digitalizar0012
Digitalizar0012Digitalizar0012
Digitalizar0012
Isabella Silva
 
Adverbios
AdverbiosAdverbios
Adverbios
Isabella Silva
 
Revisão coordenadas
Revisão coordenadasRevisão coordenadas
Revisão coordenadas
Isabella Silva
 
Prova de literatura
Prova de literaturaProva de literatura
Prova de literatura
Isabella Silva
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
Isabella Silva
 
Parcial biologia
Parcial   biologiaParcial   biologia
Parcial biologia
Isabella Silva
 

Mais de Isabella Silva (20)

Hist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaHist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_mica
 
Termodin mica (1)
Termodin mica (1)Termodin mica (1)
Termodin mica (1)
 
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreLista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
 
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
 
Efeito doppler sv
Efeito doppler svEfeito doppler sv
Efeito doppler sv
 
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svMovimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 
Impressionismo pré pas
Impressionismo pré  pasImpressionismo pré  pas
Impressionismo pré pas
 
Impressionismo 01
Impressionismo   01Impressionismo   01
Impressionismo 01
 
Fotografia atualizada
Fotografia atualizadaFotografia atualizada
Fotografia atualizada
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Revisão de visuais
Revisão de visuaisRevisão de visuais
Revisão de visuais
 
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreRevisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
 
Digitalizar0012
Digitalizar0012Digitalizar0012
Digitalizar0012
 
Adverbios
AdverbiosAdverbios
Adverbios
 
Revisão coordenadas
Revisão coordenadasRevisão coordenadas
Revisão coordenadas
 
Prova de literatura
Prova de literaturaProva de literatura
Prova de literatura
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Parcial biologia
Parcial   biologiaParcial   biologia
Parcial biologia
 

Crase 3

  • 2. Crase É a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativo a. A crase é indicada pelo acento grave (`). Condições para ocorrência de crase 1. O termo regente deve exigir a preposição a. 2. O termo regido tem que ser uma palavra feminina que admita artigo a(s). Ex.: Ele foi a a fazenda ontem depois do almoço. à
  • 3. Regra prática Para você saber se há crase antes de uma palavra feminina, troque essa palavra por uma masculina correspondente e observe: 1. Se antes da palavra masculina aparecer ao(s), use crase antes da feminina. Ex.: Ela foi à feira ontem. Ela foi ao mercado ontem. 2. Se antes da palavra masculina aparecer apenas a(s) ou o(s) não use crase. Ex.: Os jogadores visitaram a cidade. Os jogadores visitaram o museu.
  • 4. Casos em que ocorre crase  Nas locuções adverbiais femininas. Ex.: O rapaz saiu à tarde e chegou à noite. (locução adverbial de tempo) Ex.: Ele foi à feira e depois à lavanderia. (locução adverbial de lugar) Ex.: O governador viajou às pressas. (locução adverbial de modo) Observação: Com as locuções adverbiais femininas de instrumento a crase é facultativa. Ex.: O pai saiu sem fechar a porta à chave. O pai saiu sem fechar a porta a chave. Ex.: O soldado foi ferido à baioneta. O soldado foi ferido a baioneta.
  • 5.  Nas locuções prepositivas (formadas por a + palavra feminina + de) Ex.: Meu amigo conseguiu ser aprovado à custa de muito esforço. Ele saiu à procura de ajuda.  Nas locuções conjuntivas (formada por a + palavra feminina + que). Ex.: A cidade se acalma, à medida que escurece. À proporção que chovia, aumentavam os buracos na rua. Observação: Nas expressões à moda de, à maneira de, a palavra principal pode ficar oculta. Então o à poderá ficar diante de palavra masculina, como no exemplo: Ex: Usava cabelos à Luís XV. (à moda de Luís XV)
  • 6. Casos em que a crase é facultativa  Antes de pronomes possessivos femininos (porque antes desse tipo de pronome o artigo é facultativo). Ex.: Ele se refere à minha mãe. Ele se refere a minha mãe.  Antes de nomes de mulheres Ex.: Eu me referi à Maria. Eu me referi a Maria.  Depois da palavra até. Ex.: Todos os alunos foram até à escola. Todos os alunos foram até a escola.
  • 7. Casos em que não ocorre crase  Antes de nomes masculinos (porque essas palavras não admitem o artigo a. Ex.: Ele adora andar a cavalo, ela prefere andar a pé.  Antes de verbos (porque antes de verbos não aparece artigo) Ex.: Assim que saíram, começaram a correr.  Antes de pronomes que não admitem artigo. • Pronomes pessoais (porque antes deles não se usa artigo) Ex.: Todos se dirigiram a ela. b) Pronomes de tratamento (porque antes deles não se usa artigo) Ex.: Dirigi-me a Vossa Excelência para despedir-me. Observação: Os pronomes de tratamento dona, senhora e senhorita, pelo fato de admitirem o artigo, admitem também a crase. Ex.: Nada disse à senhora.
  • 8. c) Pronomes demonstrativos, indefinidos e relativos Ex.: É hora de dar um basta a essa barbárie. Não demonstrava sua tristeza a ninguém. Aquela é a senhora a quem dirigi meus votos de felicidade. Observação: Pode ocorrer a crase entre a preposição a e os pronomes relativos a qual e as quais. Ex.: Estas são as finalidades às quais se destina o projeto. Seria aquela a jovem à qual você se referia?  Quando o a (sem s) aparece antes de uma palavra no plural. Ex.: Ele se dirigia a pessoas estranhas.
  • 9.  Em expressões com palavras repetidas Ex.: O tanque se encheu gota a gota. Antes de nomes de cidades (que não admitem o artigo feminino a), sem especificativos Ex.: Eles pretendem ir a Paris. Observação: Quando o nome da cidade apresenta um especificativo, ele passa a admitir artigo e, nesse caso, pode ocorrer a crase, desde que o termo regente exija a preposição a. Ex.: Eles pretendem ir à fascinante Paris.  Antes da palavra casa, no sentido de lar, residência própria da pessoa, se não vier determinada. Se vier determinada aceita a crase. Ex.: Voltei a casa cedo. Voltei à casa de meus pais cedo.
  • 10.  Antes da palavra terra, no sentido de chão firme, tomada em oposição a mar ou ar, se não vier determinada, não aceita o artigo e não ocorre a crase. Se vier determinada, aceita o artigo e ocorre a crase. Ex.: Os marinheiros já voltaram a terra. Os marinheiros voltaram à terra de seus sonhos. Observação: Quando a palavra terra for usada no sentido de terra natal ou planeta, a palavra terra admite artigo, por isso, ocorrerá crase, se o termo regente exigir preposição. Ex.: A espaçonave voltara à Terra, no ano 3000.
  • 11. “É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se à derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota.” (Theodore Roosevelt)