SlideShare uma empresa Scribd logo
Definição 
A palavra crase significa “mistura, fusão, junção”. Ocorre a 
crase com a vogal a, indicada na escrita pelo acento grave 
(`). O que acontece é quando a letra a pertence a classes 
gramaticais diferentes. 
O primeiro a é sempre uma preposição. E o segundo pode 
ser: 
· Artigo feminino a ou as. 
Ex: Fui a+a igreja. = Fui à igreja. 
Note que, para que ocorra a crase é necessário o termo 
regente exija a preposição a e o termo regido venha 
determinado pelo artigo feminino a. Se um desses fatos não 
ocorrer, não haverá crase. 
· Pronomes demonstrativos iniciados com a, aquele(s), 
aquela(s), aquilo. Também pronomes demonstrativos a, 
as. 
Ex: Fui a+a aquele clube. = Fui àquele clube. 
Esta caneta é igual a+a que tu me deste. = Esta 
caneta é igual à que me deste. 
· O a dos pronomes relativos a qual ou as quais 
Ex: A cidade a+a qual nos referimos fica perto. = A 
cidade à qual nos referimos fica perto. 
Algumas outras regras 
· Diante de nomes de lugar 
Haverá crase diante de nomes de lugar se o termo regente 
exigir a preposição a e o termo regido (o nome do lugar) 
admitir a anteposição do artigo a. 
Ex: Viajamos à Grécia na semana passada. 
Vou à Espanha. 
· Diante de palavras casa e terra
Quando estes substantivos admitirem o artigo, 
consequentemente haverá a crase, desde que é claro o 
termo regente exija a preposição a. 
Ex: Iremos à casa deles. 
Os marinheiros desceram à terra dos anões. 
Casos Especiais 
· O a inicial das expressões adverbiais, prepositivas e 
conjuntivas formadas por palavras femininas (à noite, à 
tarde, à vista, à meia-noite, às vezes...) devem receber o 
acento grave. 
Ex: Chegou às nove horas e só saiu à noite. 
É importante notar que nessas expressões ocorre o 
acento grave mesmo que não tenha ocorrida a crase, 
isto é, fusão de vogais idênticas. 
· Pode ou não ocorrer crase em três casos: 
1. Diante de nomes de pessoas do sexo feminino. 
Ex: Ele fez referência a Sandra. 
Ele fez referência à Sandra. 
2. Diante de pronomes possessivos femininos. 
Ex: Obedeço a minha mãe. 
Obedeço à minha mãe. 
3. Diante da preposição até. 
Ex: Fomos até a feira. 
Fomos até à feira.
Colégio Estadual Cândido José de Godói 
O uso da Crase 
Maiara Goularte 
Pryscilla Dias 
Turma: 306 
Porto Alegre 
2012

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Preposição
PreposiçãoPreposição
Preposição
nixsonmachado
 
Regência e crase
Regência e craseRegência e crase
Regência e crase
Pedro Thiago
 
A preposição
A preposiçãoA preposição
A preposição
Carlos Miguel
 
Camões crase
Camões   craseCamões   crase
Camões crase
Christiane Queiroz
 
Crase
CraseCrase
Crase
CraseCrase
Crase: Como Usar?
Crase: Como Usar?Crase: Como Usar?
Crase: Como Usar?
Jaiza Nobre
 
Crase
CraseCrase
Crase
CraseCrase
Crase
letieri11
 
CRASE
CRASECRASE
Uso da crase
Uso da craseUso da crase
Uso da crase
Flávia Cunha
 
Camões crase - 2013
Camões   crase - 2013Camões   crase - 2013
Camões crase - 2013
Christiane Queiroz
 
Crase
CraseCrase
O uso da crase
O uso da craseO uso da crase
O uso da crase
nixsonmachado
 
Crase
CraseCrase
Português para concursos públicos - Crase
Português para concursos públicos - CrasePortuguês para concursos públicos - Crase
Português para concursos públicos - Crase
PreOnline
 
Uso da crase
Uso da crase Uso da crase
Uso da crase
sandra
 
Caso genitivo
Caso genitivoCaso genitivo
Caso genitivo
danielkleber13
 
CRASE
CRASECRASE
Crase
CraseCrase

Mais procurados (20)

Preposição
PreposiçãoPreposição
Preposição
 
Regência e crase
Regência e craseRegência e crase
Regência e crase
 
A preposição
A preposiçãoA preposição
A preposição
 
Camões crase
Camões   craseCamões   crase
Camões crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase: Como Usar?
Crase: Como Usar?Crase: Como Usar?
Crase: Como Usar?
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
CRASE
CRASECRASE
CRASE
 
Uso da crase
Uso da craseUso da crase
Uso da crase
 
Camões crase - 2013
Camões   crase - 2013Camões   crase - 2013
Camões crase - 2013
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
O uso da crase
O uso da craseO uso da crase
O uso da crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Português para concursos públicos - Crase
Português para concursos públicos - CrasePortuguês para concursos públicos - Crase
Português para concursos públicos - Crase
 
Uso da crase
Uso da crase Uso da crase
Uso da crase
 
Caso genitivo
Caso genitivoCaso genitivo
Caso genitivo
 
CRASE
CRASECRASE
CRASE
 
Crase
CraseCrase
Crase
 

Destaque

David andagana
David andaganaDavid andagana
David andagana
joffreandagana
 
10 Phương pháp kinh doanh cho doanh nghiệp triệu đô
10 Phương pháp kinh doanh cho doanh nghiệp triệu đô10 Phương pháp kinh doanh cho doanh nghiệp triệu đô
10 Phương pháp kinh doanh cho doanh nghiệp triệu đô
YouRICH Academy
 
Instructivo inscripciones 1213 (1)
Instructivo inscripciones 1213 (1)Instructivo inscripciones 1213 (1)
Instructivo inscripciones 1213 (1)
Bernardita Naranjo
 
Cómo hacer una buena presentación oral
Cómo hacer una buena presentación oralCómo hacer una buena presentación oral
Cómo hacer una buena presentación oral
MarcoRuizHernandez
 
Finalaya daily wrap_20jun2014
Finalaya daily wrap_20jun2014Finalaya daily wrap_20jun2014
Finalaya daily wrap_20jun2014
Investors Empowered
 
El proceso cognitivo en el comportamiento del consumidor
El proceso cognitivo en el comportamiento del consumidorEl proceso cognitivo en el comportamiento del consumidor
El proceso cognitivo en el comportamiento del consumidor
carmen26127
 
Recreo huarpe cantado
Recreo huarpe  cantadoRecreo huarpe  cantado
Recreo huarpe cantado
Tacún Lazarte
 
Presentac..[1]
Presentac..[1]Presentac..[1]
Presentac..[1]
joaquinarnao
 
Students’ opinions pp
Students’ opinions ppStudents’ opinions pp
Students’ opinions pp
patsy2
 
Szabó Zoltán: Digitális Üzleti Átalakulás
Szabó Zoltán: Digitális Üzleti ÁtalakulásSzabó Zoltán: Digitális Üzleti Átalakulás
Szabó Zoltán: Digitális Üzleti Átalakulás
Informatikai Intézet
 
Contabilidad y finanzas
Contabilidad y finanzasContabilidad y finanzas
Contabilidad y finanzas
yeraybe
 
Patologia de la violencia
Patologia de la violenciaPatologia de la violencia
Patologia de la violencia
Martha Riofrío
 
Perfil
PerfilPerfil
Perfil
Angela
 
Motores DC & Variadores de Velocidad
Motores DC  & Variadores de VelocidadMotores DC  & Variadores de Velocidad
Motores DC & Variadores de Velocidad
Angel Castillo
 

Destaque (16)

David andagana
David andaganaDavid andagana
David andagana
 
10 Phương pháp kinh doanh cho doanh nghiệp triệu đô
10 Phương pháp kinh doanh cho doanh nghiệp triệu đô10 Phương pháp kinh doanh cho doanh nghiệp triệu đô
10 Phương pháp kinh doanh cho doanh nghiệp triệu đô
 
Instructivo inscripciones 1213 (1)
Instructivo inscripciones 1213 (1)Instructivo inscripciones 1213 (1)
Instructivo inscripciones 1213 (1)
 
Triptico
TripticoTriptico
Triptico
 
Cómo hacer una buena presentación oral
Cómo hacer una buena presentación oralCómo hacer una buena presentación oral
Cómo hacer una buena presentación oral
 
Finalaya daily wrap_20jun2014
Finalaya daily wrap_20jun2014Finalaya daily wrap_20jun2014
Finalaya daily wrap_20jun2014
 
El proceso cognitivo en el comportamiento del consumidor
El proceso cognitivo en el comportamiento del consumidorEl proceso cognitivo en el comportamiento del consumidor
El proceso cognitivo en el comportamiento del consumidor
 
Recreo huarpe cantado
Recreo huarpe  cantadoRecreo huarpe  cantado
Recreo huarpe cantado
 
Presentac..[1]
Presentac..[1]Presentac..[1]
Presentac..[1]
 
Students’ opinions pp
Students’ opinions ppStudents’ opinions pp
Students’ opinions pp
 
Szabó Zoltán: Digitális Üzleti Átalakulás
Szabó Zoltán: Digitális Üzleti ÁtalakulásSzabó Zoltán: Digitális Üzleti Átalakulás
Szabó Zoltán: Digitális Üzleti Átalakulás
 
Contabilidad y finanzas
Contabilidad y finanzasContabilidad y finanzas
Contabilidad y finanzas
 
Patologia de la violencia
Patologia de la violenciaPatologia de la violencia
Patologia de la violencia
 
Perfil
PerfilPerfil
Perfil
 
Rig Training
Rig TrainingRig Training
Rig Training
 
Motores DC & Variadores de Velocidad
Motores DC  & Variadores de VelocidadMotores DC  & Variadores de Velocidad
Motores DC & Variadores de Velocidad
 

Semelhante a Estudo sobre Crase

Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5
nilvaandrade
 
Crase 3
Crase 3Crase 3
Crase
CraseCrase
Crase
Crase Crase
A Crase
 A Crase   A Crase
Crase2
Crase2Crase2
Crase2
Damisa
 
Crase
CraseCrase
1.2.2 crase
1.2.2   crase1.2.2   crase
1.2.2 crase
Ivana Mayrink
 
Crase
CraseCrase
Algumas regras de uso da Crase - ensino medio.ppt
Algumas regras de uso da Crase - ensino medio.pptAlgumas regras de uso da Crase - ensino medio.ppt
Algumas regras de uso da Crase - ensino medio.ppt
juliofrancaap
 
10 dicas para entender a crase aula I
10 dicas para entender a crase   aula I10 dicas para entender a crase   aula I
10 dicas para entender a crase aula I
Ayla De Sá Marques
 
Curso de português erros mais comuns - aula 3
Curso de português   erros mais comuns - aula 3Curso de português   erros mais comuns - aula 3
Curso de português erros mais comuns - aula 3
Ricardo Fidelis
 
Crase (à)
Crase (à)Crase (à)
Crase (à)
Camila Rodrigues
 
Pronome.pdf
Pronome.pdfPronome.pdf
Pronome.pdf
ElizabethFreitas20
 
Crase
CraseCrase
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Cleiton Cunha
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
Marcos Emídio
 
CRASE.ppt
CRASE.pptCRASE.ppt
CRASE.ppt
Carla Zampieri
 
Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
Lala Cardozo
 
Gramática Avançada
Gramática AvançadaGramática Avançada
Gramática Avançada
Superprovas Software
 

Semelhante a Estudo sobre Crase (20)

Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5Nilvaandrade ativ5
Nilvaandrade ativ5
 
Crase 3
Crase 3Crase 3
Crase 3
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crase
Crase Crase
Crase
 
A Crase
 A Crase   A Crase
A Crase
 
Crase2
Crase2Crase2
Crase2
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
1.2.2 crase
1.2.2   crase1.2.2   crase
1.2.2 crase
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Algumas regras de uso da Crase - ensino medio.ppt
Algumas regras de uso da Crase - ensino medio.pptAlgumas regras de uso da Crase - ensino medio.ppt
Algumas regras de uso da Crase - ensino medio.ppt
 
10 dicas para entender a crase aula I
10 dicas para entender a crase   aula I10 dicas para entender a crase   aula I
10 dicas para entender a crase aula I
 
Curso de português erros mais comuns - aula 3
Curso de português   erros mais comuns - aula 3Curso de português   erros mais comuns - aula 3
Curso de português erros mais comuns - aula 3
 
Crase (à)
Crase (à)Crase (à)
Crase (à)
 
Pronome.pdf
Pronome.pdfPronome.pdf
Pronome.pdf
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
 
CRASE.ppt
CRASE.pptCRASE.ppt
CRASE.ppt
 
Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
 
Gramática Avançada
Gramática AvançadaGramática Avançada
Gramática Avançada
 

Último

UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 

Último (20)

UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 

Estudo sobre Crase

  • 1. Definição A palavra crase significa “mistura, fusão, junção”. Ocorre a crase com a vogal a, indicada na escrita pelo acento grave (`). O que acontece é quando a letra a pertence a classes gramaticais diferentes. O primeiro a é sempre uma preposição. E o segundo pode ser: · Artigo feminino a ou as. Ex: Fui a+a igreja. = Fui à igreja. Note que, para que ocorra a crase é necessário o termo regente exija a preposição a e o termo regido venha determinado pelo artigo feminino a. Se um desses fatos não ocorrer, não haverá crase. · Pronomes demonstrativos iniciados com a, aquele(s), aquela(s), aquilo. Também pronomes demonstrativos a, as. Ex: Fui a+a aquele clube. = Fui àquele clube. Esta caneta é igual a+a que tu me deste. = Esta caneta é igual à que me deste. · O a dos pronomes relativos a qual ou as quais Ex: A cidade a+a qual nos referimos fica perto. = A cidade à qual nos referimos fica perto. Algumas outras regras · Diante de nomes de lugar Haverá crase diante de nomes de lugar se o termo regente exigir a preposição a e o termo regido (o nome do lugar) admitir a anteposição do artigo a. Ex: Viajamos à Grécia na semana passada. Vou à Espanha. · Diante de palavras casa e terra
  • 2. Quando estes substantivos admitirem o artigo, consequentemente haverá a crase, desde que é claro o termo regente exija a preposição a. Ex: Iremos à casa deles. Os marinheiros desceram à terra dos anões. Casos Especiais · O a inicial das expressões adverbiais, prepositivas e conjuntivas formadas por palavras femininas (à noite, à tarde, à vista, à meia-noite, às vezes...) devem receber o acento grave. Ex: Chegou às nove horas e só saiu à noite. É importante notar que nessas expressões ocorre o acento grave mesmo que não tenha ocorrida a crase, isto é, fusão de vogais idênticas. · Pode ou não ocorrer crase em três casos: 1. Diante de nomes de pessoas do sexo feminino. Ex: Ele fez referência a Sandra. Ele fez referência à Sandra. 2. Diante de pronomes possessivos femininos. Ex: Obedeço a minha mãe. Obedeço à minha mãe. 3. Diante da preposição até. Ex: Fomos até a feira. Fomos até à feira.
  • 3. Colégio Estadual Cândido José de Godói O uso da Crase Maiara Goularte Pryscilla Dias Turma: 306 Porto Alegre 2012