SlideShare uma empresa Scribd logo
DELEGAÇÃO DO NIASSA
Avaliação como Instrumento de Melhoria da
Qualidade do Ensino
Por:
Almeida Meque Gomundanhe
Lichinga, 17 de Maio de 2017
1. Tópicos
• Avaliação:
Definição;
Funções;
• Fases do ensino e avaliação
2. Introdução
• Avaliar é uma prática desenvolvida em várias áreas.
• Permite apurar o nível de eficácia das estratégias
adoptadas para se cumprir uma determinada meta.
• A avaliação escolar é um instrumento muito importante
no processo de ensino/aprendizagem.
• Ela deve servir como um instrumento que permita ao
aluno e professor tomarem decisões importantes sobre o
processo de ensino/aprendizagem.
• Essas decisões devem visar melhorar a qualidade do processo
de ensino/aprendizagem.
• Entretanto, tendencialmente a avaliação é vista como um
instrumento punitivo.
• Daí que, quando o professor marca o dia da realização dum
teste, o aluno fica atormentado.
• E a relação aluno-professor começa a azedar justamente
quando começam as avaliações.
Questão:
Como usar a avaliação para estimular a melhoria
da qualidade de ensino/aprendizagem?
3. Objectivos
• Discutir a relação existente entre a avaliação e a melhoria da
qualidade do ensino/aprendizagem;
• Caracterizar as diferentes funções avaliativas;
• Identificar as diferentes fases do ensino e da avaliação.
4. O que é avaliação
• “Avaliação é um processo de identificar, obter informação
útil e descritiva acerca do valor e do mérito das metas, da
planificação, da realização e do impacto de um objecto
determinado, com o fim de servir de guia para a tomada de
decisões para solucionar os problemas de responsabilidade
e promover a compreensão dos fenómenos implicados”.
(Rosales, 1992: 37).
5. Funções de Avaliação (Rosales, 1992)
• Função diagnóstica:
 Determina a situação inicial de um processo didáctico;
 Aprofunda o conhecimento das causas de determinados
problemas ao longo do ensino;
 Permite a tomada de decisões.
• Função formativa:
 projecta-se sobre o processo didáctico e não sobre os
resultados;
 determina a natureza do desenvolvimento do próprio processo
e constitui o ponto de partida para decisões de
aperfeiçoamento.
 constituir um ponto de apoio para o aperfeiçoamento do
ensino.
• “O professor apoiará o aluno na avaliação formativa da sua
acção através da observação, do diálogo sobre as intenções e
a relação destas com as concretizações, através do contacto
directo com a progressão da actividade e com os processos
de elaboração, através de propostas de novas situações para
integração dos saberes desenvolvidas e em desenvolvimento”.
(Carvalho et all, 1995: 495).
• Função sumativa:
 tem lugar no fim de um determinado processo didáctico;
 verifica os resultados do mesmo e serve para adoptar decisões
de certificação, de promoção ou repetição, de selecção.
Função avaliativa ideal :
• Formativa/diagnóstica
Razões:
 O professor considera outros elementos de avaliação;
 Aproxima o aluno do professor;
 Há partilha de responsabilidade entre o aluno e professor sobre
o insucesso escolar;
 O aluno e professor procuram identificar as causas do
insucesso escolar.
6. Fases do ensino e da avaliação
Planificação
do ensino e da
avaliação
Actuação
didáctica e
avaliação
simultâneas
Intervenção (nova planificação)
Reflexão
sobre o
ensino
segundo os
resultados da
avaliação
(Carvalho et al, 1995)
• Planificação:
 Prevê o comportamento e de continuidade de aprendizagem
que está em grande medida ausente nos alunos com
dificuldades;
• Reflexão sobre o ensino segundo os resultados da
avaliação:
 Análise do que correu bem, do que correu mal e da forma
como é possível melhorar ( Tucker & Stronge, 2005).
• Intervenção:
 assiste-se a criação, combinação, reestruturação e um
grande numero de metodologias de ensino. (Carvalho et all,
1995)
7. Como (re)estruturar a avaliação?
Questões:
1. O trabalho decorreu de acordo com os objectivos?
2. As actividades previstas foram bem sucedidas?
3. Que benefícios retiraram os alunos?(conceitos, competências,
etc)
4. Como devem ser avaliados?
5. O trabalho correu menos bem com algum aluno ou grupo?
6. Que ajustamento se devem introduzir?
7. Que conclusões se podem retirar para futuros trabalhos com
este grupo?
8. Torna-se necessário alguma acção imediata? (apoio particular a
algum aluno, por exemplo)
9. O planeamento do trabalhou resultou? Os alunos mantiveram-
se motivados e foi pedagógica e intelectualmente interessante?
10. Ocorreu algum incidente que deva ser registado?
11. Como potenciar a aprendizagem?
(Morgado, 2004).
Considerações finais
• Os resultados da avaliação devem servir de base para a
melhoria:
a) Para Aluno:
 Mudança de estratégia de preparação das suas aulas.
b) Para professor:
 Reestruturação das metodologias de ensino;
 Na selecção dos materiais didácticos.
Bibliografia
• Carvalho, A. D de. Et al. (1995). Novas Metodologias em
Educação. Lisboa: Porto Editora.
• Morgado, J. (2004).Qualidade na Educação: um desafio para
os professores. Lisboa: Editorial presença.
• Rosales, C. (1992). Avaliar é reflectir sobre o ensino. Lisboa:
Edições ASA.
• Tucker, P. D. & Stronge, J. H. (2005). A avaliação dos
professores e os resultados dos alunos. Lisboa: ASA Editoras
S.A.
Obrigado
amequegomundanhe@yahoo.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cbc anos finais - ciências
Cbc   anos finais - ciênciasCbc   anos finais - ciências
Cbc anos finais - ciências
Antônio Fernandes
 
MÓDULO II - AVALIAÇÕES
MÓDULO II - AVALIAÇÕESMÓDULO II - AVALIAÇÕES
MÓDULO II - AVALIAÇÕES
anjalylopes
 
Portfolio de-avaliacao-do-aluno-otilia-maria-seiffert
Portfolio de-avaliacao-do-aluno-otilia-maria-seiffertPortfolio de-avaliacao-do-aluno-otilia-maria-seiffert
Portfolio de-avaliacao-do-aluno-otilia-maria-seiffert
PROIDDBahiana
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
Magda Marques
 
Módulo II - Avaliação e Planejamento
Módulo II - Avaliação e PlanejamentoMódulo II - Avaliação e Planejamento
Módulo II - Avaliação e Planejamento
anjalylopes
 
Manual de orientação técnico pedagógica
Manual de orientação técnico pedagógicaManual de orientação técnico pedagógica
Manual de orientação técnico pedagógica
semecti
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
Blog Amiga da Pedagogia By Nathália
 
Plano de ensino fundamentos da recreação
Plano de ensino fundamentos  da recreaçãoPlano de ensino fundamentos  da recreação
Plano de ensino fundamentos da recreação
Maria de Fátima Silva Dias
 
Observação e registro
Observação e registroObservação e registro
Observação e registro
Andreia Carla Lobo
 
Ot pautas de atpc
Ot   pautas de atpcOt   pautas de atpc
Ot pautas de atpc
Erica Frau
 
O trabalho coletivo na escola
O trabalho coletivo na escolaO trabalho coletivo na escola
O trabalho coletivo na escola
Gelson Rocha
 
Alguns registros sobre pauta formativa
Alguns registros sobre pauta formativaAlguns registros sobre pauta formativa
Alguns registros sobre pauta formativa
Gelson Rocha
 
2. o planejamento do trabalho pedagógico
2. o planejamento do trabalho pedagógico2. o planejamento do trabalho pedagógico
2. o planejamento do trabalho pedagógico
Claudio Lima
 
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
Doralice Jacinto da Silva
 
Projeto para Formação continuada na escola 2016
Projeto para Formação continuada na escola 2016 Projeto para Formação continuada na escola 2016
Projeto para Formação continuada na escola 2016
Maria Cecilia Silva
 
1º encontro de coordenadores pedagógicos de seropédica 2013 m.
1º encontro de coordenadores pedagógicos de seropédica 2013 m.1º encontro de coordenadores pedagógicos de seropédica 2013 m.
1º encontro de coordenadores pedagógicos de seropédica 2013 m.
smece4e5
 
Capacitação 6º ao 9ºano
Capacitação 6º ao 9ºanoCapacitação 6º ao 9ºano
Capacitação 6º ao 9ºano
assessoriapedagogica
 
Orientações portfólio
Orientações   portfólioOrientações   portfólio
Orientações portfólio
pactoensinomedioufu
 
Portfólio Jales
Portfólio JalesPortfólio Jales
Portfólio Jales
nitjales
 
Portfólio dia 20.05.2011
Portfólio dia 20.05.2011Portfólio dia 20.05.2011
Portfólio dia 20.05.2011
adrianafrancisca
 

Mais procurados (20)

Cbc anos finais - ciências
Cbc   anos finais - ciênciasCbc   anos finais - ciências
Cbc anos finais - ciências
 
MÓDULO II - AVALIAÇÕES
MÓDULO II - AVALIAÇÕESMÓDULO II - AVALIAÇÕES
MÓDULO II - AVALIAÇÕES
 
Portfolio de-avaliacao-do-aluno-otilia-maria-seiffert
Portfolio de-avaliacao-do-aluno-otilia-maria-seiffertPortfolio de-avaliacao-do-aluno-otilia-maria-seiffert
Portfolio de-avaliacao-do-aluno-otilia-maria-seiffert
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
Módulo II - Avaliação e Planejamento
Módulo II - Avaliação e PlanejamentoMódulo II - Avaliação e Planejamento
Módulo II - Avaliação e Planejamento
 
Manual de orientação técnico pedagógica
Manual de orientação técnico pedagógicaManual de orientação técnico pedagógica
Manual de orientação técnico pedagógica
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
 
Plano de ensino fundamentos da recreação
Plano de ensino fundamentos  da recreaçãoPlano de ensino fundamentos  da recreação
Plano de ensino fundamentos da recreação
 
Observação e registro
Observação e registroObservação e registro
Observação e registro
 
Ot pautas de atpc
Ot   pautas de atpcOt   pautas de atpc
Ot pautas de atpc
 
O trabalho coletivo na escola
O trabalho coletivo na escolaO trabalho coletivo na escola
O trabalho coletivo na escola
 
Alguns registros sobre pauta formativa
Alguns registros sobre pauta formativaAlguns registros sobre pauta formativa
Alguns registros sobre pauta formativa
 
2. o planejamento do trabalho pedagógico
2. o planejamento do trabalho pedagógico2. o planejamento do trabalho pedagógico
2. o planejamento do trabalho pedagógico
 
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
SUGESTÔES DE TEXTOS PARA ESTUDOS COLETIVOS- 2010
 
Projeto para Formação continuada na escola 2016
Projeto para Formação continuada na escola 2016 Projeto para Formação continuada na escola 2016
Projeto para Formação continuada na escola 2016
 
1º encontro de coordenadores pedagógicos de seropédica 2013 m.
1º encontro de coordenadores pedagógicos de seropédica 2013 m.1º encontro de coordenadores pedagógicos de seropédica 2013 m.
1º encontro de coordenadores pedagógicos de seropédica 2013 m.
 
Capacitação 6º ao 9ºano
Capacitação 6º ao 9ºanoCapacitação 6º ao 9ºano
Capacitação 6º ao 9ºano
 
Orientações portfólio
Orientações   portfólioOrientações   portfólio
Orientações portfólio
 
Portfólio Jales
Portfólio JalesPortfólio Jales
Portfólio Jales
 
Portfólio dia 20.05.2011
Portfólio dia 20.05.2011Portfólio dia 20.05.2011
Portfólio dia 20.05.2011
 

Semelhante a Comunicaçao portas abertas slides

Nono --avaliacao-e-registro
Nono --avaliacao-e-registroNono --avaliacao-e-registro
Nono --avaliacao-e-registro
samuelbi1
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
Claudia Elisabete Silva
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
escolawashington
 
avaliação da aprendizagem . Educação, ppt
avaliação da aprendizagem . Educação, pptavaliação da aprendizagem . Educação, ppt
avaliação da aprendizagem . Educação, ppt
Milene452635
 
Slide avaliação
Slide avaliação Slide avaliação
Slide avaliação
raul6coite
 
Cartilha de avaliação
Cartilha de avaliaçãoCartilha de avaliação
Cartilha de avaliação
janetnery
 
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaA avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
Elizeu Gomes de Faria
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
lucavao2010
 
Avaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdfAvaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdf
AlessandraRodrigues800177
 
08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro
Joao Balbi
 
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagemDidática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Leonardo Severo
 
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemEstudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Ana Rita S de Souza
 
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemEstudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Ana Rita S de Souza
 
Avaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptxAvaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptx
justinocarlos
 
Tipos de avaliações
Tipos de avaliaçõesTipos de avaliações
Tipos de avaliações
Lauri Rene Reis Filho
 
Folha avaliação formativa[15433]
Folha   avaliação formativa[15433]Folha   avaliação formativa[15433]
Folha avaliação formativa[15433]
pereyras
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
Miriéli Bernardes
 
1 -Aula didática.pptx
1 -Aula didática.pptx1 -Aula didática.pptx
1 -Aula didática.pptx
Giovan Santana
 
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
Flavio de Souza
 
Avaliacao formativa
Avaliacao formativaAvaliacao formativa
Avaliacao formativa
Marcelo Brito
 

Semelhante a Comunicaçao portas abertas slides (20)

Nono --avaliacao-e-registro
Nono --avaliacao-e-registroNono --avaliacao-e-registro
Nono --avaliacao-e-registro
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
avaliação da aprendizagem . Educação, ppt
avaliação da aprendizagem . Educação, pptavaliação da aprendizagem . Educação, ppt
avaliação da aprendizagem . Educação, ppt
 
Slide avaliação
Slide avaliação Slide avaliação
Slide avaliação
 
Cartilha de avaliação
Cartilha de avaliaçãoCartilha de avaliação
Cartilha de avaliação
 
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaA avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
Avaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdfAvaliação em cursos remotos.pdf
Avaliação em cursos remotos.pdf
 
08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro08 avaliacao-e-registro
08 avaliacao-e-registro
 
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagemDidática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
Didática e Ensino Remoto: avaliação da aprendizagem
 
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemEstudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
 
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagemEstudos sobre avaliação da aprendizagem
Estudos sobre avaliação da aprendizagem
 
Avaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptxAvaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptx
 
Tipos de avaliações
Tipos de avaliaçõesTipos de avaliações
Tipos de avaliações
 
Folha avaliação formativa[15433]
Folha   avaliação formativa[15433]Folha   avaliação formativa[15433]
Folha avaliação formativa[15433]
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
1 -Aula didática.pptx
1 -Aula didática.pptx1 -Aula didática.pptx
1 -Aula didática.pptx
 
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
4.2 EM_Volume 4_ Gestão do Ensino e da Aprendizagem.pdf
 
Avaliacao formativa
Avaliacao formativaAvaliacao formativa
Avaliacao formativa
 

Último

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
davidreyes364666
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 

Último (20)

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 

Comunicaçao portas abertas slides

  • 1. DELEGAÇÃO DO NIASSA Avaliação como Instrumento de Melhoria da Qualidade do Ensino Por: Almeida Meque Gomundanhe Lichinga, 17 de Maio de 2017
  • 3. 2. Introdução • Avaliar é uma prática desenvolvida em várias áreas. • Permite apurar o nível de eficácia das estratégias adoptadas para se cumprir uma determinada meta. • A avaliação escolar é um instrumento muito importante no processo de ensino/aprendizagem. • Ela deve servir como um instrumento que permita ao aluno e professor tomarem decisões importantes sobre o processo de ensino/aprendizagem.
  • 4. • Essas decisões devem visar melhorar a qualidade do processo de ensino/aprendizagem. • Entretanto, tendencialmente a avaliação é vista como um instrumento punitivo. • Daí que, quando o professor marca o dia da realização dum teste, o aluno fica atormentado. • E a relação aluno-professor começa a azedar justamente quando começam as avaliações.
  • 5. Questão: Como usar a avaliação para estimular a melhoria da qualidade de ensino/aprendizagem?
  • 6. 3. Objectivos • Discutir a relação existente entre a avaliação e a melhoria da qualidade do ensino/aprendizagem; • Caracterizar as diferentes funções avaliativas; • Identificar as diferentes fases do ensino e da avaliação.
  • 7. 4. O que é avaliação • “Avaliação é um processo de identificar, obter informação útil e descritiva acerca do valor e do mérito das metas, da planificação, da realização e do impacto de um objecto determinado, com o fim de servir de guia para a tomada de decisões para solucionar os problemas de responsabilidade e promover a compreensão dos fenómenos implicados”. (Rosales, 1992: 37).
  • 8. 5. Funções de Avaliação (Rosales, 1992) • Função diagnóstica:  Determina a situação inicial de um processo didáctico;  Aprofunda o conhecimento das causas de determinados problemas ao longo do ensino;  Permite a tomada de decisões. • Função formativa:  projecta-se sobre o processo didáctico e não sobre os resultados;
  • 9.  determina a natureza do desenvolvimento do próprio processo e constitui o ponto de partida para decisões de aperfeiçoamento.  constituir um ponto de apoio para o aperfeiçoamento do ensino.
  • 10. • “O professor apoiará o aluno na avaliação formativa da sua acção através da observação, do diálogo sobre as intenções e a relação destas com as concretizações, através do contacto directo com a progressão da actividade e com os processos de elaboração, através de propostas de novas situações para integração dos saberes desenvolvidas e em desenvolvimento”. (Carvalho et all, 1995: 495).
  • 11. • Função sumativa:  tem lugar no fim de um determinado processo didáctico;  verifica os resultados do mesmo e serve para adoptar decisões de certificação, de promoção ou repetição, de selecção.
  • 12. Função avaliativa ideal : • Formativa/diagnóstica Razões:  O professor considera outros elementos de avaliação;  Aproxima o aluno do professor;  Há partilha de responsabilidade entre o aluno e professor sobre o insucesso escolar;  O aluno e professor procuram identificar as causas do insucesso escolar.
  • 13. 6. Fases do ensino e da avaliação Planificação do ensino e da avaliação Actuação didáctica e avaliação simultâneas Intervenção (nova planificação) Reflexão sobre o ensino segundo os resultados da avaliação
  • 14. (Carvalho et al, 1995) • Planificação:  Prevê o comportamento e de continuidade de aprendizagem que está em grande medida ausente nos alunos com dificuldades;
  • 15. • Reflexão sobre o ensino segundo os resultados da avaliação:  Análise do que correu bem, do que correu mal e da forma como é possível melhorar ( Tucker & Stronge, 2005). • Intervenção:  assiste-se a criação, combinação, reestruturação e um grande numero de metodologias de ensino. (Carvalho et all, 1995)
  • 16. 7. Como (re)estruturar a avaliação? Questões: 1. O trabalho decorreu de acordo com os objectivos? 2. As actividades previstas foram bem sucedidas? 3. Que benefícios retiraram os alunos?(conceitos, competências, etc) 4. Como devem ser avaliados? 5. O trabalho correu menos bem com algum aluno ou grupo? 6. Que ajustamento se devem introduzir? 7. Que conclusões se podem retirar para futuros trabalhos com este grupo?
  • 17. 8. Torna-se necessário alguma acção imediata? (apoio particular a algum aluno, por exemplo) 9. O planeamento do trabalhou resultou? Os alunos mantiveram- se motivados e foi pedagógica e intelectualmente interessante? 10. Ocorreu algum incidente que deva ser registado? 11. Como potenciar a aprendizagem? (Morgado, 2004).
  • 18. Considerações finais • Os resultados da avaliação devem servir de base para a melhoria: a) Para Aluno:  Mudança de estratégia de preparação das suas aulas. b) Para professor:  Reestruturação das metodologias de ensino;  Na selecção dos materiais didácticos.
  • 19. Bibliografia • Carvalho, A. D de. Et al. (1995). Novas Metodologias em Educação. Lisboa: Porto Editora. • Morgado, J. (2004).Qualidade na Educação: um desafio para os professores. Lisboa: Editorial presença. • Rosales, C. (1992). Avaliar é reflectir sobre o ensino. Lisboa: Edições ASA. • Tucker, P. D. & Stronge, J. H. (2005). A avaliação dos professores e os resultados dos alunos. Lisboa: ASA Editoras S.A.