SlideShare uma empresa Scribd logo
Noções básicas de informática –
        Redes e Telecomunicações




ProfªJocelma Rios
  Profª.
         Jocelma Rios
                              1
Set/2012
O que pretendemos:
     1. Identificar os principais tipos de
     aplicações e o valor comercial da Internet e
     outras redes

     2. Identificar avanços e tendências principais
     as indústrias, tecnologias e aplicações de rede

     3. Identificar os componentes, funções e tipos
     básicos de redes

     4. Explicar as funções dos principais tipos de
     hardware, software e mídias de redes


Profª. Jocelma Rios                                   2
Aplicações das Telecomunicações



                          Redes de
                      Telecomunicações



                        Sistemas de        Sistemas
       Sistemas
                         Comércio          Internos
     Colaborativos
                        Eletrônico       nas Empresas



Profª. Jocelma Rios                                 3
Tendências nas Telecomunicações

Tendências da         Mais vendedores, alianças e serviços de rede,
Indústria             aceleradas pela privatização e o Crescimento da
                      Internet




Tendência da           Outras redes digitais locais e globais conectadas
Tecnologia             à Internet, canais de transmissão aprimorados




Tendências das
Aplicações     Mais comércio eletrônico, colaboração, operações
                      online e vantagem estratégica nos mercados
Profª. Jocelma Rios                                                        4
Redes de computadores
   Uma rede de computadores consiste em 2 ou
    mais computadores e outros dispositivos
    interligados entre si de modo a poderem
   compartilhar recursos Nicosia e lógicos,
 estes podem ser do tipo: dados, impressoras,
       mensagens (e-mails),entre outros.




Profª. Jocelma Rios                             5
Componentes Básicos em uma
             Rede

                           Processadores de           4
                           Telecomunicações
      1

                       2           3       2           5
                                                  Software de
                                               Telecomunicações




PCs, NCs,                  Canais e Meios de
e Outros                   Telecomunicações      Computadores
Terminais
 Profª. Jocelma Rios                                              6
Principais Componentes
      da Rede de Telecomunicações
Componente de Rede                      Alternativas
                     Fio de pares trançados, cabo coaxial, fibra ótica,
Mídias de            rádio microondas, satélites de comunicações,
transmissão          sistemas de telefonia celular, rádio LAN, rádio
                     frequência, infravermelho.

                     Modems, switches, multiplexadores,
                     comutadores, roteadores, hubs, etc.
Equipamentos
                     Sistemas operacionais de rede, monitores de
                     telecomunicações, navegadores de rede, firewall
Software             etc.

                     Analógico/digital, discado/não-discado, comutação
                     de circuito/mensagem/pacote/célula, alternativas
Canais               de largura de banda, etc.


Topologia/ Rios
   Profª. Jocelma    Ponto a ponto, multi-ponto,                       7
Arquitetura          estrela/anel/barramento, OSI, TCP/IP
Mídias de
                       transmissão
●    Par trançado: par fios entrelaçados
     um ao redor do outro que impede
     interferências eletromagnéticas de
     fontes externas e interferências
          –   Suporta velocidade de
                transmissão de 10 ou 100 mbps
          –   Faz a transmissão em até 100 m
                sem repetidores
●    Cabo Coaxial: é constituído por por
     um fio de cobre, rodeado de um
     blindagem, com diversas camadas
     concêntricas de condutores e isolantes,
     daí o nome coaxial. Permite
     transmissões até frequências muito
    Profª. Jocelma Riose isto para longas distâncias.
     elevadas                                           8
Mídias de
                  transmissão
●   Fibra ótica: é um filamento feito de vidro ou
    de materiais poliméricos com capacidade de
    transmitir luz
        –   pode apresentar diâmetros variáveis, indo desde
              diâmetros ínfimos, da ordem de micrômetros
              (mais finos que um fio de cabelo) até vários
              milímetros
        –   Tem capacidade de transmitir grandes quantidades
              de informações
        –   É imune a interferências eletromagnéticas
        –   Tem custo alto e é frágil sem encapsuladores
        –        Podem transmitir a uma distância de até 2 km sem
Profª. Jocelma Rios repetidores                                     9
Mídias de
                          transmissão
   ●   Microondas: são ondas eletromagnéticas com
       comprimentos de onda maior que os rais
       infravermelhos
                –   Utilizadas em redes locais através da
                      tecnologia Bluetooth, Wifi, Wimax e algumas
                      transmissões Internet via Rádio, em
                      frequências específicas
   ●   Infravermelho: funciona como o sistema de
       comunicação utilizando fibra ótica, porém o feixe é
       transmitido através do espaço livre (ondas luminosas)
       ao invés da fibra de vidro. O sinal é convertido em
       formato digital e transmitido pelo espaço livre.
   Profª. Jocelma Rios                                                     10
Saiba mais: www2.dc.uel.br/~sakuray/Espec-Comunicacao%20de%20dados/R%A3bia%20-
%20Danilo/Meios%20de%20transmiss%92o%20de%20dados%20nas%20redes.htm
Equipamentos de Rede
●   Modem: permite a conexão ponto-a-ponto entre dois
    computadores utilizando linha telefônica


●   Hub: interliga computadores em uma
    rede local; funciona como repetidor
    de sinal


●   Switch: funciona como repetidor de sinal de rede,
       possibilitando a segmentação do tráfego,
                      permitindo um melhor uso da
                      banda de comunicação; pode ser
Profª. Jocelma Rios   gerenciado, ao contrário do hub   11
Equipamentos de Rede
 ●   Roteador: inteliga duas redes distintas, através
     de sinal com fio ou sem fio
              –   Pode realizar a mesma função do switch
              –   Possui software de gerenciamento sofisticado
              –   Permite escolher a melhor rota de
                    transmissão dos dados entre o remetente e
                    o destinatário




Profª. Jocelma Rios                                             12
Equipamentos de Rede
●   Multiplexadores: dispositivo que codifica as
    informações de duas ou
    mais fontes de dados
    num único canal




●   Comutadores: utilizados em telecomunicações para
    interligar um assinante com outro; podem ser
    analógicos ou digitais
        –          O PABX faz a comutação entre
                     linhas externas e linhas
Profª. Jocelma Rios interna de um dado assinante   13
Softwares de Rede
 ●   SO de Rede: é um conjunto de módulos que ampliam
     os sistemas operacionais, complementando-os com um
     conjunto de funções básicas, e de uso geral, que
     tornam transparente o uso de recursos
     compartilhados da rede.
 ●   Gerenciadores de rede: faz o controle de
     qualquer objeto passível de ser monitorado numa
     estrutura de recursos físicos e lógicos de uma
     rede e que podem ser distribuídos em diversos
     ambientes geograficamente próximos ou não, visando
     garantir o seu funcionamento contínuo assim como
     para assegurar um elevado grau de qualidade dos
     serviços oferecidos.
Profª. Jocelma Rios                                   14
Softwares de Rede
●   Aplicativos de monitoramento de Rede: objetiva
    monitorar o tráfego da rede, identificar pontos de
    gargalo para futura segmentação da rede, impedir
    acessos indevidos, etc.
●   Navegadores Web: é também conhecido por web
    browser ou simplesmente browser, é um programa de
    computador que habilita seus usuários a interagirem
    com documentos do tipo página web, que podem ser
    escritas em linguagens como HTML, ASP, PHP, com ou
    sem linguagens como o CSS e que estão hospedadas num
    servidor Web.
●   Firewall: tem por objetivo aplicar uma política de
    segurança a um determinado ponto da rede; pode ser do
Profª. Jocelma filtros de pacotes, proxy de aplicações, etc. 15
    tipo Rios
Canais de Rede
●   Analógico
            –   Variação contínua
            –   Fontes sonoras (telefone, microfone etc.)



●   Digital
            –   Variação discreta
            –   Sinais transmitidos por computadores

Profª. Jocelma Rios                                    16
Canais de Rede
                        Sinal Analógico




Profª. Jocelma Rios                       17
Canais de Rede
                        Sinal Digital




Profª. Jocelma Rios                     18
Arquitetura de Rede




  Profª. Jocelma Rios                                                19
Saiba mais: www.diegomacedo.com.br/arquitetura-e-protocolos-tcp-ip
Arquitetura de Rede
  É um conjunto de camadas e protocolos de rede. A
    especificação de uma arquitetura deve conter
    informações suficientes para permitir que um
 implementador desenvolva o programa ou construa o
 hardware de cada camada, de forma que ela obedeça
         corretamente ao protocolo adequado.
 ●   Modelo OSI (padrão de direito)
              –   7 Camadas: Físicas, Enlace, Rede, Transporte,
                    Sessão, Apresentação, Aplicação
              –   Lançado em 1984
 ●   Modelo TCP/IP (padrão de fato)
Profª. Jocelma Rios                                          20
Topologia de Rede
 ●
     Estrela: toda a informação deve passar
     obrigatoriamente por uma estação central
     inteligente (servidor), que deve conectar cada
     estação da rede e distribuir o tráfego para que
     uma estação não receba, indevidamente, dados
     destinados às outras.
              –   Redes estrela utilizam cabos de par
                   trançado e uma switch como ponto
                   central da rede.



Profª. Jocelma Rios                                     21
Topologia de Rede
 ●   Anel (Token-Ring): consiste em estações
     conectadas através de um circuito fechado, em
     série, formando um circuito fechado (anel).
 ●   O anel não interliga as estações diretamente,
     mas consiste de uma série de repetidores
     ligados por um meio físico, sendo cada estação
     ligada a estes repetidores.
 ●   É uma configuração obsoleta.




Profª. Jocelma Rios                                  22
Topologia de Rede
●     Ponto-a-Ponto (P2P): é uma
      arquitetura de sistemas
      distribuídos caracterizada
      pela descentralização das
      funções na rede, onde cada
      nodo realiza tanto funções de
      servidor quanto de cliente.
●     Multiponto: é aquela na
      qual mais de dois
      dispositivos são
      interligados usando
      apenas uma conexão.
    Profª. Jocelma Rios                       23
Redes Remotas

                               Salvador
       Los Angeles                                  Paris




   Santiago                                                 Berlim
                                Rede
                               Remota


    Pequim                                          Nova York



                                          Rio de
                      Tóquio
Profª. Jocelma Rios             Recife    Janeiro                24
Exemplo 1
                                                                           15Mbps




                                                                            Roteador


              128Kbps

    Cliente                            Servidor de
                               2Mbps   Acesso Remoto                       Firewall


              128Kbps   PABX                           10Mbps (Ethernet)

    Cliente



              128Kbps
                                       DNS         WWW           Mail
    Cliente


Profª. Jocelma Rios                                                           25
Exemplo 2




Profª. Jocelma Rios   26
Exemplo 3




Profª. Jocelma Rios   27
Exemplo 3




Profª. Jocelma Rios   28
Uma Rede Local

      PC              PC   PC                           Banco de Dados e
                                                       Pacotes de Software
                                                         Compartilhados




                                            Servidor
                                               da
                                             Rede
                                                           Impressora
                                                          Compartilhada


      PC              PC

Profª. Jocelma Rios                                                    29
                           Processador Interconectado a Outras Redes
A Internet
  ●
      É um conglomerado de redes em escala mundial de
      milhões de computadores interligados pelo
      protocolo de comunicação TCP/IP, que permite o
      acesso a informações e todo tipo de transferência
      de dados

  ●
      Possui ampla variedade de recursos e serviços,
      incluindo os documentos interligados por meio de
      hiperligações da World Wide Web (Rede de Alcance
      Mundial), correio eletrônico, comunicação
      instantânea e compartilhamento de arquivos
Profª. Jocelma Rios                                 30
A Internet
       ●
           Espinha dorsal da rodovia da
           informação
       ●
           Milhares de redes interligadas
       ●
           Vários milhões de usuários no mundo
       ●
           Mais de 80 milhões de usuários no
           Brasil (fonte: Ibope NetRatings)
       ●
           Democratização da informação (?)
       ●
           Acadêmica / comercial / social
   Profª. Jocelma Rios                                      31

Saiba mais: http://tobeguarany.com/internet_no_brasil.php
História
       Nasceu em 1969, pela necessidade de
       compartilhar informações sigilosas pelo
       Governo Americano, entre as diversas bases
       militares

       Inicialmente, recebeu o nome ARPAnet
       (Advanced Research Projects Agency)

       Até 1983, uso restrito aos militares e
       comunidade científica
                      4 anos depois uso comercial no EUA
                      No Brasil, o uso comercial só se inicia
Profª. Jocelma Rios    em 1995                                  32
História
  ●
      Nasceu na Comunidade Científica
      (Universidades e Instituições de Pesquisa)

                Laboratório Nacional de Ciências da
                Computação ligou-se à Bitnet por meio
                da Universidade de Maryland, em
                Set/1988
                FAPESP, através do Fermi National
                Laboratory de Chicago conectou-se à
                Bitnet e a Hepnet, em Nov/1988
                UFRJ, via Universidade da Califórnia,
                em Mar/1989 conectou-se à Bitnet
Profª. Jocelma Rios                                     33
Backbone da RNP – em 1998




Profª. Jocelma Rios           34
Backbone da RNP – hoje




Profª. Jocelma Rios                                       35
                      Veja mais em: www.rnp.br/backbone
Exemplo de interconexão
                      numa universidade




Profª. Jocelma Rios                       36
Veja, no Brasil, em tempo real: www.rnp.br/ceo/trafego/panorama.php


Conectividade Mundial da Internet - 1997




Profª. Jocelma Rios                                             37
Veja, no Brasil, em tempo real: www.rnp.br/ceo/trafego/panorama.php


Conectividade Mundial da Internet - 2009




Profª. Jocelma Rios                                             38
Visualização gráfica de várias rotas em uma
      porção da Internet, mostrando a
           escalabilidade da rede




Profª. Jocelma Rios                      39
Por que se ligar à Internet?
    ●
        Colaboração Nacional Internacional
    ●
        Educação a Distância, Reunião Virtual e
        Treinamento
    ●
        Distribuição de Software e Documentos
    ●
        Pesquisa Científica
    ●
        Consulta a Bibliotecas e Cópia de Livros e
        Artigos, Arquivos
    ●
        Pesquisa e Desenvolvimento de Novos
        Produtos
    ●
        Serviços Públicos, Visita Museus e
        Atendimento ao Consumidor
Profª. Jocelma Rios                             40
Por que se ligar à Internet?
●
    Marketing, compra, vendas e shopping center
●
    Movimentos políticos e de cidadania
●
    Correspondência, correio e jornais e
    revistas on line
●
    Rádio, telefone, bate-papo on line e TV
    interativa
●
    Lazer, show ao vivo, jogos e divertimentos
●
    Resposta a qualquer tipo de pergunta (?)



Profª. Jocelma Rios                           41
Benefícios
    ●
        Ambiente/ferramenta de gestão empresarial
    ●
        Viabiliza o trabalho em grupo
    ●
        Custo relativamente menor que outros
        ambientes, como Groupware
    ●
        Facilidade de uso
    ●
        Flexibilidade, agilidade e produtividade
    ●
        Reduz custos com treinamento e suporte
        associados com a implantação de softwares
    ●
        Redução de papel



  Profª. Jocelma Rios                               42
Saiba mais: http://pt.wikipedia.org/wiki/Internet
Intranet
 ●
     É uma rede de computadores privada que funciona
     sobre um conjunto de protocolos da Internet
              –   Consequentemente, todos os conceitos da
                    Internet aplicam-se a ela, como, por
                    exemplo, o paradigma de cliente-servidor
 ●
     A informação não circula pelo mundo como na
     Internet
 ●
     As informações são acessíveis apenas à
     organização a que pertencem e às pessoas
     autorizadas por ela a consultá-las
 ●
     O que caracteriza a Intranet é o uso das
     tecnologias da WWW no ambiente privativo da
     empresa
Profª. Jocelma Rios                                            43
Intranet
 ●
     Sistemas
     interligados
     a uma
     intranet
     (rede local)




Profª. Jocelma Rios              44
Como a Intranet se liga
                   à Internet
                INTERNET




                      Roteador
                                            Servidor
                                            Internet / Intranet


        Firewall



                                 Estações                     Servidor de
Profª. Jocelma Rios                                           Arquivos45
Como a Intranet se liga
                   à Internet
●
    Duas LAN
    sendo
    acessadas
    através da
    Internet




Profª. Jocelma Rios                   46
Extranet

  ●
       É uma parte da Intranet estendida a
       usuários externos como representantes
       ou clientes
  ●
       Outro uso comum do termo Extranet
       ocorre na designação da "parte privada"
       de um site, onde apenas os usuários
       registrados (previamente autenticados por
       seu login e senha) podem navegar

Profª. Jocelma Rios                            47
Formas de Conexão

  ●
       Linha telefônica
  ●
       Fibra ótica / cabo coaxial
  ●
       Via TV a cabo
  ●
       Antena via satélite
  ●
       Rádio
  ●
       Sem Fio (Wireless)


Profª. Jocelma Rios                       48
Formas de Conexão
●
    Acesso por Linha Telefônica
      Discado
          Comum, Via Modem (33,6 kbps / 56 kbps)
          RDSI (Rede Digital de Sistemas Integrados)
              A transmissão é digital. Agrega num mesmo cabo
              telefônico 2 sinais, podendo transmitir voz e dado
              simultaneamente. Pode conectar a Internet uma rede de
              até 8 computadores. Taxa de transmissão 128 Kbps.

          ADSL (Linha Digital Assimétrica)
                  • Rede direta de transmissão de dados que fica
                    conectada 24 horas à Internet. Utiliza linha dedicada
                    e modem digital. Transmissão com velocidade diferentes
                    para upload e download. Velocidade superior ao sistema
Profª. Jocelma Rios de transmissão elétrica, mas inferior ao cabo.      49
Formas de Conexão
 ●
     Acesso por Cable Modem
      Cable Modem
          Envia e recebe dados via
          operadora de TV a Cabo




Saiba mais: Rios
   Profª. Jocelma www.tecmundo.com.br/banda-larga/3489-conheca-os-varios- 50
tipos-de-conexao.htm
Formas de Conexão
  ●
      Acesso Wireless - Rede sem Fio
          Circuito Dedicado de Transmissão
                Ligação ponto a ponto, usa antenas
                direcionadas, possui taxa de transmissão de
                200 Kbps a 15 Mpbs, sofre interferência das
                condições climáticas
                Ligação multiponto, utilizando antenas não
                direcionadas, não alcança grandes
                distâncias, tem melhor qualidade
                atualmente, mas sofre várias interferências
          Acesso Via Satélite
   Profª. Jocelma Rios                                                     51

Saiba mais: www.jacomparou.com.br/artigos/conexoes-de-internet,-qual-escolher-
Formas de Conexão
●
    Acesso Wireless - Rede sem Fio via Rádio




Profª. Jocelma Rios                        52
Formas de Conexão
●
    Acesso Wireless - Rede sem Fio via Satélite




Profª. Jocelma Rios                          53
Como Ocorre a Conexão Discada
                          PROVEDOR




                                     EMBRATEL




Profª. Jocelma Rios                             54
Internet na TV a Cabo
●
    Ligação on line
●
    Sem interferência com os canais "normais" da
    TV a cabo.
●
    Altas taxas de transferência (até 30 Mbps)
    comparando com as ligações dedicadas
    tradicionais via modem, (28.8 Kbps, 64 Kbps,
    128 Kbps, 256 Kbps) ou via rádio (2 Mbps)
●
    Custo menor (projetado), uma vez que a malha
    é compartilhada com outro serviço
Profª. Jocelma Rios                            55
Internet na TV a Cabo




Profª. Jocelma Rios               56
O que influencia na
               velocidade do acesso
      Qualidade da instalação (fios) →
      Tomadas com ferrugem, fios desencapados
      devem ser substituídos
      Quantidade de usuários por backbone
      Recursos computacionais da máquina de
      acesso
      Recursos computacionais dos servidores do
      provedor
      E …?
Profª. Jocelma Rios                               57
A Internet - Serviços

                      E-mail
                      E-mail              Telnet
                                          Telnet


                               Serviços
                                  da
                 News
                 News                       FTP
                                            FTP
                               Internet




                       IRC
                        IRC               Web
                                          Web
Profª. Jocelma Rios                                58
Serviços
  ●
       Correio Eletrônico (e-mail)
  ●
       Listas (e-mails em grupo)
  ●
       FTP (transferência de arquivos)
  ●
       Web (acesso a páginas html e correlatos)
  ●
       News Group (distribuição de notícias)
  ●
       Telnet (conexão remota)
  ●
       Gopher (busca)
  ●
       e outros
Profª. Jocelma Rios                               59
E-mail
    ●
        E-mail: usuario@local.domínio
            usuário: identificação do usuário no
            sistema
            @: indica “em”
            local.domínio: nome do sistema ou
            localização e tipo da instituição.
                  tipos: com, instituição comercial;
                  mil, militar; edu, educacional; gov,
                  governamental; net, gateways/outros
                  hosts administrativos da rede


Profª. Jocelma Rios                                      60
E-mail
  ●
       Atividade mais popular na rede
  ●
       Serviço barato, fácil de usar, chega em
       qualquer lugar do mundo rapidamente
  ●
       Quando alguém envia um E-MAIL de Recife para
       Salvador, a mensagem procura o caminho mais
       rápido (é o roteador quem faz isso)
                –     Pode ser um acesso direto entre as duas
                        cidades, ou um caminho alternativo, via
                        Manaus, por exemplo



Profª. Jocelma Rios                                          61
Listas
   ●
        São grupos de discussão sobre praticamente
        qualquer assunto
   ●
        Para inscrever-se em uma lista, o usuário
        envia e-mail para o endereço da lista
        solicitando sua inscrição
   ●
        Exemplos de sites que gerenciam listas:
            Yahoogroups
            Grupos.com.br



Profª. Jocelma Rios                              62
FTP - Transferência de
                            Arquivos

     Protocolo utilizado para para
     transferência de arquivos entre
     computadores, em velocidade superior ao
     de um download/upload via HTTP




Profª. Jocelma Rios                            63
Serviços - Web
  ●
      Criada em 1991 em Genebra, pelo Centro
      Europeu de Pesquisas Nucleares - CERN
  ●
      Permite a transmissão de dados, som e
      imagem através da rede
  ●
      Revolucionou a Internet, simplificou o uso
      da rede
                  Causou na Internet, o mesmo que o Windows nos PC
  ●
      Documentos estruturados linguagem HTML
  ●
      Documentos são localizados via
      identificador denominado URL
  ●
      Uso do protocolo HTTP entre cliente e
      servidor
Profª. Jocelma Rios                                              64
Endereços WWW
      Web Site
      http://www.npd.ufpe.br/Cursos/Internet.html



                                  Páginas que
                 Computador     devemos procurar   Documento
              a ser conectado                      procurado

 HyperText Transfer Protocol
Protocolo de Transferência de
      Hipertextos na Web.
  Profª. Jocelma Rios                                          65
Endereços de Busca
       Sistemas que vasculham a Web através de
       palavras-chave contidas nos arquivos
       dos computadores conectados à rede
       Exemplos
                      •   Cadê? - www.cade.com.br
                      •   Google - www.google.com.br
                      •   Yahoo - www.yahoo.com.br
                      •   AltaVista - www.altavista.com.br
                      •   Lycos - www.lycos.com
                      •   Excite - www.excite.com
Profª. Jocelma Rios                                          66
Newsgroup

   ●
        Composto por informações agrupadas em
        categorias
   ●
        Possuem softwares responsáveis por
        intercâmbio, divulgação e acesso
   ●
        Podem ser livre ou moderados
   ●
        Não existe um catálogo único de todos
        os newgroups existentes
   ●
        A Web tomou seu lugar

Profª. Jocelma Rios                             67
Videoconferência CU-SeeMe
                              ●
                                  Aplicação Internet para
                                  vídeo / audio conferência
                                  utilizando computadores
                                  pessoais
                              ●
                                  Desenvolvido na Universidade
                                  de Cornell (software de
                                  domínio público)
                              ●
                                  O participante pode mandar
                                  sua imagem, voz e texto ou
                                  somente assistir a discussão
                                   conferência ponto a ponto
                                   conferência em grupo via
                                   servidor

  Profª. Jocelma Rios
                              ●
                                  Transmissão de programas -
                                                           68
                                  Internet TV
Saiba mais: www.net.unicamp.br/cuseeme.htm
RealAudio -                     Áudio sob demanda


     ●
         Mensagens pessoais em Home-pages
         (currículos)
     ●
         Permite controle bidirecional do som
         (pause, rew, ff)
     ●
         Audição de trechos de músicas
         (http://interjuke.com/jukebox)
     ●
         Transmissão de eventos
     ●
         Rádios Internet
     ●
         Intranets (treinamento)
  Profª. Jocelma Rios                               69
Saiba mais: www.realaudio.com
Telnet -                  Execução remota de aplicações
    Sistema que permite que a máquina do usuário
    possa ser o terminal de uma outra máquina na
    Internet
              –   Permite a execução aplicação em outras
                    estações remotas a partir da estação
                    local
              –   Estações remotas devem permitir mecanismos
                    de autorização de acesso




Profª. Jocelma Rios                                        70
Outros Serviços

    Comunicação interativa e em tempo
    real (imediata) entre 2 ou mais
    usuários




Profª. Jocelma Rios                     71
Tendências da Internet
   ●
        Geolocalização – tem sido uma grande
        tendência, levando informações ao usuário
        de acordo com o local que ele se encontra

   ●
        Conteúdo Personalizado – O internauta
        quer ter cada vez mais os ambientes com a
        sua cara. Em um portal de esportes, por
        exemplo, o internauta quer segmentar o que
        lê pelo time de preferência

Profª. Jocelma Rios                                 72
Tendências da Internet
   ●
       Construção Colaborativa – A internet
       possibilita cada vez mais que as pessoas
       possam gerar e compartilhar informações

   ●
       Recomendação – Entender o perfil do seu
       usuário e recomendar produtos ou serviços
       baseado em seu perfil é um grande
       diferencial, aumentando as vendas e
       fidelizando o cliente

Profª. Jocelma Rios                                73
Tendências da Internet
  ●
       Mobilidade – Com a invasão dos smartphones e
       tablets as pessoas estão cada vez mais tempo
       conectadas. A mobilidade está na palma da mão,
       no bolso de cada um e as pessoas querem
       consumir produtos e serviços de todos esses
       aparelhos, em qualquer lugar, no trânsito, na
       rua, no restaurante etc.

  ●
       Multiplataforma – Com a tendência da
       mobilidade, foi criada a necessidade de um
       conteúdo/serviço ser acessível a partir de
       qualquer plataforma, seja em um desktop,
       smartphone, tablet etc.
Profª. Jocelma Rios                                 74
Tendências da Internet
 ●
      Conexão com redes sociais – Cada vez mais os
      produtos vão se apoiar em determinados
      públicos alvos. E, para isso, as redes sociais
      são pontes essenciais para alavancarem esses
      segmentos

 ●
      Realidade Aumentada – O que antes parecia
      coisa de cinema, hoje está praticamente a
      nossa porta. Cada vez mais é possível
      encontrar sites utilizando a tecnologia para
      criar mais interatividade com os usuários

Profª. Jocelma Rios                                  75
Tendências da Internet
 ●
      Social Commerce – consiste em usar as redes
      sociais como uma plataforma de vendas, pois as
      redes sociais podem ser a porta de entrada
      para os internautas criarem uma primeira
      relação com as marcas e produtos

 ●
      Interação entre on e off line – Cada vez
      mais é comum vermos uma experiência ser
      iniciada no mundo on line migrando ao off
      line, como o exemplo dos sites de compras
      coletivas

Profª. Jocelma Rios                                 76
Referências
 •
      LAUDON, K.; Laudon, J.. Sistemas de Informação:
      com Internet. 4. ed. Rio de Janeiro: Livros
      Técnicos e Científicos Editora, 2001.
 •
      OBRIEN, J. Sistemas de Informação e as decisões
      gerenciais na era da Internet. 1. ed. São Paulo:
      Editora Saraiva, 2001.
 •
      STAIR, R.; REYNOLDS, G. Princípios de Sistemas de
      Informação: Uma Abordagem Gerencial. 2. ed. Rio de
      Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora,
      1998.


Profª. Jocelma Rios                                      77
Vídeos sugeridos
    Curso de redes de computadores – Conceitos fundamentais
    (em espanhol)
•
    Parte I - www.youtube.com/watch?v=V_Z2Zq2DQyo
•
    Parte II - www.youtube.com/watch?v=YhLMDqvOwu0
•
    Parte III - www.youtube.com/watch?v=2cWWj6tJHOk
•
    Parte IV - www.youtube.com/watch?v=cejwiY3VZWc
•
    Parte V - www.youtube.com/watch?v=8tWUtFGLZxE
•
    Parte VI - www.youtube.com/watch?v=ZsuIS5ooXZ8
•
    Parte VII - www.youtube.com/watch?v=abD1ptHJ6hs
•
    Parte VIII - www.youtube.com/watch?v=ks1J1_CzgLo
•
    Parte IX - www.youtube.com/watch?v=SkoD6Xounf0

Profª.Parte Rios-
      Jocelma X     www.youtube.com/watch?v=Ap7-OvSKtXM
•
                                                                      78

                            Continua com mais 16 vídeos complementares ...
Vídeos sugeridos
    Redes de computadores – animação em 3D
•
    www.youtube.com/watch?v=Iqcp3k8DgGw
    Cabeamento estruturado
•
    www.youtube.com/watch?v=OBhZUiDjwFY
    A história da Internet
•
    www.youtube.com/watch?v=yyY_392Tn7Q
•
    Redes LAN – Switch (Cisco)
•
    www.youtube.com/watch?v=S6RR72RizZ0
•
    Segurança na Internet
•
    Parte I - www.youtube.com/watch?v=A7s8RGM6gO4

Profª.ParteRios
      Jocelma II   - www.youtube.com/watch?v=V6DmmYmCb-8
•
                                                                79

                                                      Continua...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redes de-computadores-tipos-de-redes
Redes de-computadores-tipos-de-redesRedes de-computadores-tipos-de-redes
Redes de-computadores-tipos-de-redes
Leonardo Bruno
 
Cabeamento 1 introdução - normas - categorias
Cabeamento 1   introdução - normas - categoriasCabeamento 1   introdução - normas - categorias
Cabeamento 1 introdução - normas - categorias
Paulo Fonseca
 
FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA
WELLINGTON MARTINS
 
Ambiente wifi
Ambiente wifiAmbiente wifi
Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...
Alison Rodrigues
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
Aron Sporkens
 
Redes Convergentes
Redes ConvergentesRedes Convergentes
Redes Convergentes
Mauro Ribeiro
 
Aula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadoresAula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadores
LucasMansueto
 
fttx (Fiber To The X)
fttx (Fiber To The X)fttx (Fiber To The X)
fttx (Fiber To The X)
Marilene de Melo
 
Redes 6 equipamentos ativos da rede
Redes 6 equipamentos ativos da redeRedes 6 equipamentos ativos da rede
Redes 6 equipamentos ativos da rede
Mauro Pereira
 
Trabalho - Projeto redes
Trabalho - Projeto redesTrabalho - Projeto redes
Trabalho - Projeto redes
Valdir Junior
 
Cabeamento estruturado
Cabeamento estruturadoCabeamento estruturado
Cabeamento estruturado
Evandro Júnior
 
Redes sem fios power point
Redes sem fios power pointRedes sem fios power point
Redes sem fios power point
André bogas
 
TCP/IP
TCP/IPTCP/IP
Meios de transmissao
Meios de transmissaoMeios de transmissao
Meios de transmissao
redesinforma
 
Redes de computadores e Telecomunicações
Redes de computadores e TelecomunicaçõesRedes de computadores e Telecomunicações
Redes de computadores e Telecomunicações
Helder Lopes
 
Cabeamento 2 visão geral do cabeamento estuturado
Cabeamento 2   visão geral do cabeamento estuturadoCabeamento 2   visão geral do cabeamento estuturado
Cabeamento 2 visão geral do cabeamento estuturado
Paulo Fonseca
 
Cabos de rede
Cabos de redeCabos de rede
Cabos de rede
Rui Ferreira
 
Cabos coaxiais
Cabos coaxiaisCabos coaxiais
Cabos coaxiais
joana_moura
 
Como fazer cabos de rede
Como fazer cabos de redeComo fazer cabos de rede
Como fazer cabos de rede
Alessandro Fazenda
 

Mais procurados (20)

Redes de-computadores-tipos-de-redes
Redes de-computadores-tipos-de-redesRedes de-computadores-tipos-de-redes
Redes de-computadores-tipos-de-redes
 
Cabeamento 1 introdução - normas - categorias
Cabeamento 1   introdução - normas - categoriasCabeamento 1   introdução - normas - categorias
Cabeamento 1 introdução - normas - categorias
 
FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA FIBRA ÓPTICA
FIBRA ÓPTICA
 
Ambiente wifi
Ambiente wifiAmbiente wifi
Ambiente wifi
 
Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
 
Redes Convergentes
Redes ConvergentesRedes Convergentes
Redes Convergentes
 
Aula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadoresAula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadores
 
fttx (Fiber To The X)
fttx (Fiber To The X)fttx (Fiber To The X)
fttx (Fiber To The X)
 
Redes 6 equipamentos ativos da rede
Redes 6 equipamentos ativos da redeRedes 6 equipamentos ativos da rede
Redes 6 equipamentos ativos da rede
 
Trabalho - Projeto redes
Trabalho - Projeto redesTrabalho - Projeto redes
Trabalho - Projeto redes
 
Cabeamento estruturado
Cabeamento estruturadoCabeamento estruturado
Cabeamento estruturado
 
Redes sem fios power point
Redes sem fios power pointRedes sem fios power point
Redes sem fios power point
 
TCP/IP
TCP/IPTCP/IP
TCP/IP
 
Meios de transmissao
Meios de transmissaoMeios de transmissao
Meios de transmissao
 
Redes de computadores e Telecomunicações
Redes de computadores e TelecomunicaçõesRedes de computadores e Telecomunicações
Redes de computadores e Telecomunicações
 
Cabeamento 2 visão geral do cabeamento estuturado
Cabeamento 2   visão geral do cabeamento estuturadoCabeamento 2   visão geral do cabeamento estuturado
Cabeamento 2 visão geral do cabeamento estuturado
 
Cabos de rede
Cabos de redeCabos de rede
Cabos de rede
 
Cabos coaxiais
Cabos coaxiaisCabos coaxiais
Cabos coaxiais
 
Como fazer cabos de rede
Como fazer cabos de redeComo fazer cabos de rede
Como fazer cabos de rede
 

Destaque

Visão Geral dos Sistemas de Telecomunicações
Visão Geral dos Sistemas de TelecomunicaçõesVisão Geral dos Sistemas de Telecomunicações
Visão Geral dos Sistemas de Telecomunicações
Elaine Cecília Gatto
 
Telecomunicações
TelecomunicaçõesTelecomunicações
Telecomunicações
Emília Cabral
 
Arquitetura de redes
Arquitetura de redesArquitetura de redes
Arquitetura de redes
fmcosta70
 
Como funciona a Internet - IP e Redes
Como funciona a Internet - IP e RedesComo funciona a Internet - IP e Redes
Como funciona a Internet - IP e Redes
Escola de Governança da Internet no Brasil
 
Introcucao aos Sistemas Distribuidos
Introcucao aos Sistemas DistribuidosIntrocucao aos Sistemas Distribuidos
Introcucao aos Sistemas Distribuidos
Valberto Carneiro
 
Introdução às Telecomunicações
Introdução às TelecomunicaçõesIntrodução às Telecomunicações
Introdução às Telecomunicações
Elaine Cecília Gatto
 
Telecomunicações
TelecomunicaçõesTelecomunicações
Telecomunicações
helderlm
 
Telecomunicações
TelecomunicaçõesTelecomunicações
Telecomunicações
Sofia Pais
 
Aula 04 estrutura física
Aula 04 estrutura físicaAula 04 estrutura física
Aula 04 estrutura física
DeborahRios
 
Meios físicos AC
Meios físicos ACMeios físicos AC
Meios físicos AC
shecklone
 
rede lan
rede lanrede lan
rede lan
geone85
 
Vídeo e Multimídia
Vídeo e MultimídiaVídeo e Multimídia
Vídeo e Multimídia
Black Box do Brasil
 
Extranet Mobile
Extranet MobileExtranet Mobile
Internet
InternetInternet
Internet
Arthur Santos
 
Cablagens
CablagensCablagens
Cablagens
Guimaraess
 
REDE DE DADOS, VOZ, ÁUDIO E VÍDEO
REDE DE DADOS, VOZ, ÁUDIO E VÍDEOREDE DE DADOS, VOZ, ÁUDIO E VÍDEO
REDE DE DADOS, VOZ, ÁUDIO E VÍDEO
YouTube TV
 
Desenvolvimento de Aplicações para TV Digital Interativa
Desenvolvimento de Aplicações para TV Digital InterativaDesenvolvimento de Aplicações para TV Digital Interativa
Desenvolvimento de Aplicações para TV Digital Interativa
Rafael Carvalho
 
Tipos de cabos
Tipos de cabosTipos de cabos
Tipos de cabos
Gonçalo
 
0 internet intranet
0 internet   intranet0 internet   intranet
0 internet intranet
Sandra Almeida
 
Telecomunicações esro
Telecomunicações esroTelecomunicações esro
Telecomunicações esro
Geografias Geo
 

Destaque (20)

Visão Geral dos Sistemas de Telecomunicações
Visão Geral dos Sistemas de TelecomunicaçõesVisão Geral dos Sistemas de Telecomunicações
Visão Geral dos Sistemas de Telecomunicações
 
Telecomunicações
TelecomunicaçõesTelecomunicações
Telecomunicações
 
Arquitetura de redes
Arquitetura de redesArquitetura de redes
Arquitetura de redes
 
Como funciona a Internet - IP e Redes
Como funciona a Internet - IP e RedesComo funciona a Internet - IP e Redes
Como funciona a Internet - IP e Redes
 
Introcucao aos Sistemas Distribuidos
Introcucao aos Sistemas DistribuidosIntrocucao aos Sistemas Distribuidos
Introcucao aos Sistemas Distribuidos
 
Introdução às Telecomunicações
Introdução às TelecomunicaçõesIntrodução às Telecomunicações
Introdução às Telecomunicações
 
Telecomunicações
TelecomunicaçõesTelecomunicações
Telecomunicações
 
Telecomunicações
TelecomunicaçõesTelecomunicações
Telecomunicações
 
Aula 04 estrutura física
Aula 04 estrutura físicaAula 04 estrutura física
Aula 04 estrutura física
 
Meios físicos AC
Meios físicos ACMeios físicos AC
Meios físicos AC
 
rede lan
rede lanrede lan
rede lan
 
Vídeo e Multimídia
Vídeo e MultimídiaVídeo e Multimídia
Vídeo e Multimídia
 
Extranet Mobile
Extranet MobileExtranet Mobile
Extranet Mobile
 
Internet
InternetInternet
Internet
 
Cablagens
CablagensCablagens
Cablagens
 
REDE DE DADOS, VOZ, ÁUDIO E VÍDEO
REDE DE DADOS, VOZ, ÁUDIO E VÍDEOREDE DE DADOS, VOZ, ÁUDIO E VÍDEO
REDE DE DADOS, VOZ, ÁUDIO E VÍDEO
 
Desenvolvimento de Aplicações para TV Digital Interativa
Desenvolvimento de Aplicações para TV Digital InterativaDesenvolvimento de Aplicações para TV Digital Interativa
Desenvolvimento de Aplicações para TV Digital Interativa
 
Tipos de cabos
Tipos de cabosTipos de cabos
Tipos de cabos
 
0 internet intranet
0 internet   intranet0 internet   intranet
0 internet intranet
 
Telecomunicações esro
Telecomunicações esroTelecomunicações esro
Telecomunicações esro
 

Semelhante a Aulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações

Trabalho final de ipd
Trabalho final de ipdTrabalho final de ipd
Trabalho final de ipd
Giulliana Marialva
 
Redes de computadores 1 - Conceitos Gerais
Redes de computadores 1 - Conceitos GeraisRedes de computadores 1 - Conceitos Gerais
Redes de computadores 1 - Conceitos Gerais
José Ronaldo Trajano
 
Trabalho final de ipd
Trabalho final de ipdTrabalho final de ipd
Trabalho final de ipd
Giulliana Marialva
 
Rede de computadores_-_conceitos
Rede de computadores_-_conceitosRede de computadores_-_conceitos
Rede de computadores_-_conceitos
cristiano_infosys
 
Fsi 05 - capitulo 6
Fsi  05 -  capitulo 6Fsi  05 -  capitulo 6
Fsi 05 - capitulo 6
Caroline Raquel Rodrigues
 
Ficha de trabalho_10
Ficha de trabalho_10Ficha de trabalho_10
Ficha de trabalho_10
JessicaDuarteAgostinho
 
Introdução rede- I unidade
Introdução rede- I unidadeIntrodução rede- I unidade
Introdução rede- I unidade
João Freire Abramowicz
 
REDES DE COMPUTADORES.pptx
REDES DE COMPUTADORES.pptxREDES DE COMPUTADORES.pptx
REDES DE COMPUTADORES.pptx
JonasVimbane
 
Conceitos redes
Conceitos redesConceitos redes
Conceitos redes
redesinforma
 
Conceitos básicos 01
Conceitos básicos   01Conceitos básicos   01
Conceitos básicos 01
Mário Salumbongo Pereira
 
Redes_APNT_2018.pdf
Redes_APNT_2018.pdfRedes_APNT_2018.pdf
Redes_APNT_2018.pdf
ritaporfrio
 
13 ligações inter-redes
13   ligações inter-redes13   ligações inter-redes
13 ligações inter-redes
Francisco Ednardo Gomes Pereira
 
Unidade iv comunicação de dados
Unidade iv   comunicação de dadosUnidade iv   comunicação de dados
Unidade iv comunicação de dados
Daniel Moura
 
Iscad ti 2010_2011_4 - comunicacoes
Iscad ti 2010_2011_4 - comunicacoesIscad ti 2010_2011_4 - comunicacoes
Iscad ti 2010_2011_4 - comunicacoes
Luis Vidigal
 
Criação de uma rede
Criação de uma redeCriação de uma rede
Criação de uma rede
Patrícia Morais
 
Apresentação redes computacionais
Apresentação redes computacionaisApresentação redes computacionais
Apresentação redes computacionais
kylsonestellfran
 
Icc -redes_de_computadores_-_francisco_2
Icc  -redes_de_computadores_-_francisco_2Icc  -redes_de_computadores_-_francisco_2
Icc -redes_de_computadores_-_francisco_2
Francisco Sousa
 
Redes de computadores - terminologia aplicada
Redes de computadores - terminologia aplicadaRedes de computadores - terminologia aplicada
Redes de computadores - terminologia aplicada
paulohunter8636
 
Aula 1 fundamentos de redes de computadores
Aula 1   fundamentos de redes de computadoresAula 1   fundamentos de redes de computadores
Aula 1 fundamentos de redes de computadores
wab030
 
ApresentaçAo Final De Redes
ApresentaçAo Final De RedesApresentaçAo Final De Redes
ApresentaçAo Final De Redes
allanzinhuu
 

Semelhante a Aulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações (20)

Trabalho final de ipd
Trabalho final de ipdTrabalho final de ipd
Trabalho final de ipd
 
Redes de computadores 1 - Conceitos Gerais
Redes de computadores 1 - Conceitos GeraisRedes de computadores 1 - Conceitos Gerais
Redes de computadores 1 - Conceitos Gerais
 
Trabalho final de ipd
Trabalho final de ipdTrabalho final de ipd
Trabalho final de ipd
 
Rede de computadores_-_conceitos
Rede de computadores_-_conceitosRede de computadores_-_conceitos
Rede de computadores_-_conceitos
 
Fsi 05 - capitulo 6
Fsi  05 -  capitulo 6Fsi  05 -  capitulo 6
Fsi 05 - capitulo 6
 
Ficha de trabalho_10
Ficha de trabalho_10Ficha de trabalho_10
Ficha de trabalho_10
 
Introdução rede- I unidade
Introdução rede- I unidadeIntrodução rede- I unidade
Introdução rede- I unidade
 
REDES DE COMPUTADORES.pptx
REDES DE COMPUTADORES.pptxREDES DE COMPUTADORES.pptx
REDES DE COMPUTADORES.pptx
 
Conceitos redes
Conceitos redesConceitos redes
Conceitos redes
 
Conceitos básicos 01
Conceitos básicos   01Conceitos básicos   01
Conceitos básicos 01
 
Redes_APNT_2018.pdf
Redes_APNT_2018.pdfRedes_APNT_2018.pdf
Redes_APNT_2018.pdf
 
13 ligações inter-redes
13   ligações inter-redes13   ligações inter-redes
13 ligações inter-redes
 
Unidade iv comunicação de dados
Unidade iv   comunicação de dadosUnidade iv   comunicação de dados
Unidade iv comunicação de dados
 
Iscad ti 2010_2011_4 - comunicacoes
Iscad ti 2010_2011_4 - comunicacoesIscad ti 2010_2011_4 - comunicacoes
Iscad ti 2010_2011_4 - comunicacoes
 
Criação de uma rede
Criação de uma redeCriação de uma rede
Criação de uma rede
 
Apresentação redes computacionais
Apresentação redes computacionaisApresentação redes computacionais
Apresentação redes computacionais
 
Icc -redes_de_computadores_-_francisco_2
Icc  -redes_de_computadores_-_francisco_2Icc  -redes_de_computadores_-_francisco_2
Icc -redes_de_computadores_-_francisco_2
 
Redes de computadores - terminologia aplicada
Redes de computadores - terminologia aplicadaRedes de computadores - terminologia aplicada
Redes de computadores - terminologia aplicada
 
Aula 1 fundamentos de redes de computadores
Aula 1   fundamentos de redes de computadoresAula 1   fundamentos de redes de computadores
Aula 1 fundamentos de redes de computadores
 
ApresentaçAo Final De Redes
ApresentaçAo Final De RedesApresentaçAo Final De Redes
ApresentaçAo Final De Redes
 

Mais de Jocelma Rios

Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
Jocelma Rios
 
Fortec2014 mesa redonda dinâmicas de comunidades de práticas baseadas na web_...
Fortec2014 mesa redonda dinâmicas de comunidades de práticas baseadas na web_...Fortec2014 mesa redonda dinâmicas de comunidades de práticas baseadas na web_...
Fortec2014 mesa redonda dinâmicas de comunidades de práticas baseadas na web_...
Jocelma Rios
 
Aulas 13 e 14 - Algoritmos
Aulas 13 e 14 - AlgoritmosAulas 13 e 14 - Algoritmos
Aulas 13 e 14 - Algoritmos
Jocelma Rios
 
Aula 12 - Lógica
Aula 12 - LógicaAula 12 - Lógica
Aula 12 - Lógica
Jocelma Rios
 
Aulas 10 e 11 - Álgebra de Boole
Aulas 10 e 11 - Álgebra de BooleAulas 10 e 11 - Álgebra de Boole
Aulas 10 e 11 - Álgebra de Boole
Jocelma Rios
 
Aulas 8 e 9 - Sistemas de Numeração
Aulas 8 e 9 - Sistemas de NumeraçãoAulas 8 e 9 - Sistemas de Numeração
Aulas 8 e 9 - Sistemas de Numeração
Jocelma Rios
 
Aula 5b - História do Windows
Aula 5b - História do WindowsAula 5b - História do Windows
Aula 5b - História do Windows
Jocelma Rios
 
Aula 5a - Sistemas Operacionais
Aula 5a - Sistemas OperacionaisAula 5a - Sistemas Operacionais
Aula 5a - Sistemas Operacionais
Jocelma Rios
 
Aula 4 - Sistemas de Informação
Aula 4 - Sistemas de InformaçãoAula 4 - Sistemas de Informação
Aula 4 - Sistemas de Informação
Jocelma Rios
 
Aula 3 - Software
Aula 3 - SoftwareAula 3 - Software
Aula 3 - Software
Jocelma Rios
 
Aulas 1 e 2 - Hardware
Aulas 1 e 2 - HardwareAulas 1 e 2 - Hardware
Aulas 1 e 2 - Hardware
Jocelma Rios
 
Noções básicas de computação hardware
Noções básicas de computação   hardwareNoções básicas de computação   hardware
Noções básicas de computação hardware
Jocelma Rios
 
Lógica e algoritmos
Lógica e algoritmosLógica e algoritmos
Lógica e algoritmos
Jocelma Rios
 
Lógica de programação pascal
Lógica de programação   pascalLógica de programação   pascal
Lógica de programação pascal
Jocelma Rios
 
Sistemas de numeração
Sistemas de numeraçãoSistemas de numeração
Sistemas de numeração
Jocelma Rios
 
Estudo de caso do windows
Estudo de caso do windowsEstudo de caso do windows
Estudo de caso do windows
Jocelma Rios
 

Mais de Jocelma Rios (16)

Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
Fortec2015 comunidades de práticas baseadas na web um estudo de caso no progr...
 
Fortec2014 mesa redonda dinâmicas de comunidades de práticas baseadas na web_...
Fortec2014 mesa redonda dinâmicas de comunidades de práticas baseadas na web_...Fortec2014 mesa redonda dinâmicas de comunidades de práticas baseadas na web_...
Fortec2014 mesa redonda dinâmicas de comunidades de práticas baseadas na web_...
 
Aulas 13 e 14 - Algoritmos
Aulas 13 e 14 - AlgoritmosAulas 13 e 14 - Algoritmos
Aulas 13 e 14 - Algoritmos
 
Aula 12 - Lógica
Aula 12 - LógicaAula 12 - Lógica
Aula 12 - Lógica
 
Aulas 10 e 11 - Álgebra de Boole
Aulas 10 e 11 - Álgebra de BooleAulas 10 e 11 - Álgebra de Boole
Aulas 10 e 11 - Álgebra de Boole
 
Aulas 8 e 9 - Sistemas de Numeração
Aulas 8 e 9 - Sistemas de NumeraçãoAulas 8 e 9 - Sistemas de Numeração
Aulas 8 e 9 - Sistemas de Numeração
 
Aula 5b - História do Windows
Aula 5b - História do WindowsAula 5b - História do Windows
Aula 5b - História do Windows
 
Aula 5a - Sistemas Operacionais
Aula 5a - Sistemas OperacionaisAula 5a - Sistemas Operacionais
Aula 5a - Sistemas Operacionais
 
Aula 4 - Sistemas de Informação
Aula 4 - Sistemas de InformaçãoAula 4 - Sistemas de Informação
Aula 4 - Sistemas de Informação
 
Aula 3 - Software
Aula 3 - SoftwareAula 3 - Software
Aula 3 - Software
 
Aulas 1 e 2 - Hardware
Aulas 1 e 2 - HardwareAulas 1 e 2 - Hardware
Aulas 1 e 2 - Hardware
 
Noções básicas de computação hardware
Noções básicas de computação   hardwareNoções básicas de computação   hardware
Noções básicas de computação hardware
 
Lógica e algoritmos
Lógica e algoritmosLógica e algoritmos
Lógica e algoritmos
 
Lógica de programação pascal
Lógica de programação   pascalLógica de programação   pascal
Lógica de programação pascal
 
Sistemas de numeração
Sistemas de numeraçãoSistemas de numeração
Sistemas de numeração
 
Estudo de caso do windows
Estudo de caso do windowsEstudo de caso do windows
Estudo de caso do windows
 

Último

Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
joaovmp3
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
Momento da Informática
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 

Último (8)

Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 

Aulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações

  • 1. Noções básicas de informática – Redes e Telecomunicações ProfªJocelma Rios Profª. Jocelma Rios 1 Set/2012
  • 2. O que pretendemos: 1. Identificar os principais tipos de aplicações e o valor comercial da Internet e outras redes 2. Identificar avanços e tendências principais as indústrias, tecnologias e aplicações de rede 3. Identificar os componentes, funções e tipos básicos de redes 4. Explicar as funções dos principais tipos de hardware, software e mídias de redes Profª. Jocelma Rios 2
  • 3. Aplicações das Telecomunicações Redes de Telecomunicações Sistemas de Sistemas Sistemas Comércio Internos Colaborativos Eletrônico nas Empresas Profª. Jocelma Rios 3
  • 4. Tendências nas Telecomunicações Tendências da Mais vendedores, alianças e serviços de rede, Indústria aceleradas pela privatização e o Crescimento da Internet Tendência da Outras redes digitais locais e globais conectadas Tecnologia à Internet, canais de transmissão aprimorados Tendências das Aplicações Mais comércio eletrônico, colaboração, operações online e vantagem estratégica nos mercados Profª. Jocelma Rios 4
  • 5. Redes de computadores Uma rede de computadores consiste em 2 ou mais computadores e outros dispositivos interligados entre si de modo a poderem compartilhar recursos Nicosia e lógicos, estes podem ser do tipo: dados, impressoras, mensagens (e-mails),entre outros. Profª. Jocelma Rios 5
  • 6. Componentes Básicos em uma Rede Processadores de 4 Telecomunicações 1 2 3 2 5 Software de Telecomunicações PCs, NCs, Canais e Meios de e Outros Telecomunicações Computadores Terminais Profª. Jocelma Rios 6
  • 7. Principais Componentes da Rede de Telecomunicações Componente de Rede Alternativas Fio de pares trançados, cabo coaxial, fibra ótica, Mídias de rádio microondas, satélites de comunicações, transmissão sistemas de telefonia celular, rádio LAN, rádio frequência, infravermelho. Modems, switches, multiplexadores, comutadores, roteadores, hubs, etc. Equipamentos Sistemas operacionais de rede, monitores de telecomunicações, navegadores de rede, firewall Software etc. Analógico/digital, discado/não-discado, comutação de circuito/mensagem/pacote/célula, alternativas Canais de largura de banda, etc. Topologia/ Rios Profª. Jocelma Ponto a ponto, multi-ponto, 7 Arquitetura estrela/anel/barramento, OSI, TCP/IP
  • 8. Mídias de transmissão ● Par trançado: par fios entrelaçados um ao redor do outro que impede interferências eletromagnéticas de fontes externas e interferências – Suporta velocidade de transmissão de 10 ou 100 mbps – Faz a transmissão em até 100 m sem repetidores ● Cabo Coaxial: é constituído por por um fio de cobre, rodeado de um blindagem, com diversas camadas concêntricas de condutores e isolantes, daí o nome coaxial. Permite transmissões até frequências muito Profª. Jocelma Riose isto para longas distâncias. elevadas 8
  • 9. Mídias de transmissão ● Fibra ótica: é um filamento feito de vidro ou de materiais poliméricos com capacidade de transmitir luz – pode apresentar diâmetros variáveis, indo desde diâmetros ínfimos, da ordem de micrômetros (mais finos que um fio de cabelo) até vários milímetros – Tem capacidade de transmitir grandes quantidades de informações – É imune a interferências eletromagnéticas – Tem custo alto e é frágil sem encapsuladores – Podem transmitir a uma distância de até 2 km sem Profª. Jocelma Rios repetidores 9
  • 10. Mídias de transmissão ● Microondas: são ondas eletromagnéticas com comprimentos de onda maior que os rais infravermelhos – Utilizadas em redes locais através da tecnologia Bluetooth, Wifi, Wimax e algumas transmissões Internet via Rádio, em frequências específicas ● Infravermelho: funciona como o sistema de comunicação utilizando fibra ótica, porém o feixe é transmitido através do espaço livre (ondas luminosas) ao invés da fibra de vidro. O sinal é convertido em formato digital e transmitido pelo espaço livre. Profª. Jocelma Rios 10 Saiba mais: www2.dc.uel.br/~sakuray/Espec-Comunicacao%20de%20dados/R%A3bia%20- %20Danilo/Meios%20de%20transmiss%92o%20de%20dados%20nas%20redes.htm
  • 11. Equipamentos de Rede ● Modem: permite a conexão ponto-a-ponto entre dois computadores utilizando linha telefônica ● Hub: interliga computadores em uma rede local; funciona como repetidor de sinal ● Switch: funciona como repetidor de sinal de rede, possibilitando a segmentação do tráfego, permitindo um melhor uso da banda de comunicação; pode ser Profª. Jocelma Rios gerenciado, ao contrário do hub 11
  • 12. Equipamentos de Rede ● Roteador: inteliga duas redes distintas, através de sinal com fio ou sem fio – Pode realizar a mesma função do switch – Possui software de gerenciamento sofisticado – Permite escolher a melhor rota de transmissão dos dados entre o remetente e o destinatário Profª. Jocelma Rios 12
  • 13. Equipamentos de Rede ● Multiplexadores: dispositivo que codifica as informações de duas ou mais fontes de dados num único canal ● Comutadores: utilizados em telecomunicações para interligar um assinante com outro; podem ser analógicos ou digitais – O PABX faz a comutação entre linhas externas e linhas Profª. Jocelma Rios interna de um dado assinante 13
  • 14. Softwares de Rede ● SO de Rede: é um conjunto de módulos que ampliam os sistemas operacionais, complementando-os com um conjunto de funções básicas, e de uso geral, que tornam transparente o uso de recursos compartilhados da rede. ● Gerenciadores de rede: faz o controle de qualquer objeto passível de ser monitorado numa estrutura de recursos físicos e lógicos de uma rede e que podem ser distribuídos em diversos ambientes geograficamente próximos ou não, visando garantir o seu funcionamento contínuo assim como para assegurar um elevado grau de qualidade dos serviços oferecidos. Profª. Jocelma Rios 14
  • 15. Softwares de Rede ● Aplicativos de monitoramento de Rede: objetiva monitorar o tráfego da rede, identificar pontos de gargalo para futura segmentação da rede, impedir acessos indevidos, etc. ● Navegadores Web: é também conhecido por web browser ou simplesmente browser, é um programa de computador que habilita seus usuários a interagirem com documentos do tipo página web, que podem ser escritas em linguagens como HTML, ASP, PHP, com ou sem linguagens como o CSS e que estão hospedadas num servidor Web. ● Firewall: tem por objetivo aplicar uma política de segurança a um determinado ponto da rede; pode ser do Profª. Jocelma filtros de pacotes, proxy de aplicações, etc. 15 tipo Rios
  • 16. Canais de Rede ● Analógico – Variação contínua – Fontes sonoras (telefone, microfone etc.) ● Digital – Variação discreta – Sinais transmitidos por computadores Profª. Jocelma Rios 16
  • 17. Canais de Rede Sinal Analógico Profª. Jocelma Rios 17
  • 18. Canais de Rede Sinal Digital Profª. Jocelma Rios 18
  • 19. Arquitetura de Rede Profª. Jocelma Rios 19 Saiba mais: www.diegomacedo.com.br/arquitetura-e-protocolos-tcp-ip
  • 20. Arquitetura de Rede É um conjunto de camadas e protocolos de rede. A especificação de uma arquitetura deve conter informações suficientes para permitir que um implementador desenvolva o programa ou construa o hardware de cada camada, de forma que ela obedeça corretamente ao protocolo adequado. ● Modelo OSI (padrão de direito) – 7 Camadas: Físicas, Enlace, Rede, Transporte, Sessão, Apresentação, Aplicação – Lançado em 1984 ● Modelo TCP/IP (padrão de fato) Profª. Jocelma Rios 20
  • 21. Topologia de Rede ● Estrela: toda a informação deve passar obrigatoriamente por uma estação central inteligente (servidor), que deve conectar cada estação da rede e distribuir o tráfego para que uma estação não receba, indevidamente, dados destinados às outras. – Redes estrela utilizam cabos de par trançado e uma switch como ponto central da rede. Profª. Jocelma Rios 21
  • 22. Topologia de Rede ● Anel (Token-Ring): consiste em estações conectadas através de um circuito fechado, em série, formando um circuito fechado (anel). ● O anel não interliga as estações diretamente, mas consiste de uma série de repetidores ligados por um meio físico, sendo cada estação ligada a estes repetidores. ● É uma configuração obsoleta. Profª. Jocelma Rios 22
  • 23. Topologia de Rede ● Ponto-a-Ponto (P2P): é uma arquitetura de sistemas distribuídos caracterizada pela descentralização das funções na rede, onde cada nodo realiza tanto funções de servidor quanto de cliente. ● Multiponto: é aquela na qual mais de dois dispositivos são interligados usando apenas uma conexão. Profª. Jocelma Rios 23
  • 24. Redes Remotas Salvador Los Angeles Paris Santiago Berlim Rede Remota Pequim Nova York Rio de Tóquio Profª. Jocelma Rios Recife Janeiro 24
  • 25. Exemplo 1 15Mbps Roteador 128Kbps Cliente Servidor de 2Mbps Acesso Remoto Firewall 128Kbps PABX 10Mbps (Ethernet) Cliente 128Kbps DNS WWW Mail Cliente Profª. Jocelma Rios 25
  • 29. Uma Rede Local PC PC PC Banco de Dados e Pacotes de Software Compartilhados Servidor da Rede Impressora Compartilhada PC PC Profª. Jocelma Rios 29 Processador Interconectado a Outras Redes
  • 30. A Internet ● É um conglomerado de redes em escala mundial de milhões de computadores interligados pelo protocolo de comunicação TCP/IP, que permite o acesso a informações e todo tipo de transferência de dados ● Possui ampla variedade de recursos e serviços, incluindo os documentos interligados por meio de hiperligações da World Wide Web (Rede de Alcance Mundial), correio eletrônico, comunicação instantânea e compartilhamento de arquivos Profª. Jocelma Rios 30
  • 31. A Internet ● Espinha dorsal da rodovia da informação ● Milhares de redes interligadas ● Vários milhões de usuários no mundo ● Mais de 80 milhões de usuários no Brasil (fonte: Ibope NetRatings) ● Democratização da informação (?) ● Acadêmica / comercial / social Profª. Jocelma Rios 31 Saiba mais: http://tobeguarany.com/internet_no_brasil.php
  • 32. História Nasceu em 1969, pela necessidade de compartilhar informações sigilosas pelo Governo Americano, entre as diversas bases militares Inicialmente, recebeu o nome ARPAnet (Advanced Research Projects Agency) Até 1983, uso restrito aos militares e comunidade científica 4 anos depois uso comercial no EUA No Brasil, o uso comercial só se inicia Profª. Jocelma Rios em 1995 32
  • 33. História ● Nasceu na Comunidade Científica (Universidades e Instituições de Pesquisa) Laboratório Nacional de Ciências da Computação ligou-se à Bitnet por meio da Universidade de Maryland, em Set/1988 FAPESP, através do Fermi National Laboratory de Chicago conectou-se à Bitnet e a Hepnet, em Nov/1988 UFRJ, via Universidade da Califórnia, em Mar/1989 conectou-se à Bitnet Profª. Jocelma Rios 33
  • 34. Backbone da RNP – em 1998 Profª. Jocelma Rios 34
  • 35. Backbone da RNP – hoje Profª. Jocelma Rios 35 Veja mais em: www.rnp.br/backbone
  • 36. Exemplo de interconexão numa universidade Profª. Jocelma Rios 36
  • 37. Veja, no Brasil, em tempo real: www.rnp.br/ceo/trafego/panorama.php Conectividade Mundial da Internet - 1997 Profª. Jocelma Rios 37
  • 38. Veja, no Brasil, em tempo real: www.rnp.br/ceo/trafego/panorama.php Conectividade Mundial da Internet - 2009 Profª. Jocelma Rios 38
  • 39. Visualização gráfica de várias rotas em uma porção da Internet, mostrando a escalabilidade da rede Profª. Jocelma Rios 39
  • 40. Por que se ligar à Internet? ● Colaboração Nacional Internacional ● Educação a Distância, Reunião Virtual e Treinamento ● Distribuição de Software e Documentos ● Pesquisa Científica ● Consulta a Bibliotecas e Cópia de Livros e Artigos, Arquivos ● Pesquisa e Desenvolvimento de Novos Produtos ● Serviços Públicos, Visita Museus e Atendimento ao Consumidor Profª. Jocelma Rios 40
  • 41. Por que se ligar à Internet? ● Marketing, compra, vendas e shopping center ● Movimentos políticos e de cidadania ● Correspondência, correio e jornais e revistas on line ● Rádio, telefone, bate-papo on line e TV interativa ● Lazer, show ao vivo, jogos e divertimentos ● Resposta a qualquer tipo de pergunta (?) Profª. Jocelma Rios 41
  • 42. Benefícios ● Ambiente/ferramenta de gestão empresarial ● Viabiliza o trabalho em grupo ● Custo relativamente menor que outros ambientes, como Groupware ● Facilidade de uso ● Flexibilidade, agilidade e produtividade ● Reduz custos com treinamento e suporte associados com a implantação de softwares ● Redução de papel Profª. Jocelma Rios 42 Saiba mais: http://pt.wikipedia.org/wiki/Internet
  • 43. Intranet ● É uma rede de computadores privada que funciona sobre um conjunto de protocolos da Internet – Consequentemente, todos os conceitos da Internet aplicam-se a ela, como, por exemplo, o paradigma de cliente-servidor ● A informação não circula pelo mundo como na Internet ● As informações são acessíveis apenas à organização a que pertencem e às pessoas autorizadas por ela a consultá-las ● O que caracteriza a Intranet é o uso das tecnologias da WWW no ambiente privativo da empresa Profª. Jocelma Rios 43
  • 44. Intranet ● Sistemas interligados a uma intranet (rede local) Profª. Jocelma Rios 44
  • 45. Como a Intranet se liga à Internet INTERNET Roteador Servidor Internet / Intranet Firewall Estações Servidor de Profª. Jocelma Rios Arquivos45
  • 46. Como a Intranet se liga à Internet ● Duas LAN sendo acessadas através da Internet Profª. Jocelma Rios 46
  • 47. Extranet ● É uma parte da Intranet estendida a usuários externos como representantes ou clientes ● Outro uso comum do termo Extranet ocorre na designação da "parte privada" de um site, onde apenas os usuários registrados (previamente autenticados por seu login e senha) podem navegar Profª. Jocelma Rios 47
  • 48. Formas de Conexão ● Linha telefônica ● Fibra ótica / cabo coaxial ● Via TV a cabo ● Antena via satélite ● Rádio ● Sem Fio (Wireless) Profª. Jocelma Rios 48
  • 49. Formas de Conexão ● Acesso por Linha Telefônica Discado Comum, Via Modem (33,6 kbps / 56 kbps) RDSI (Rede Digital de Sistemas Integrados) A transmissão é digital. Agrega num mesmo cabo telefônico 2 sinais, podendo transmitir voz e dado simultaneamente. Pode conectar a Internet uma rede de até 8 computadores. Taxa de transmissão 128 Kbps. ADSL (Linha Digital Assimétrica) • Rede direta de transmissão de dados que fica conectada 24 horas à Internet. Utiliza linha dedicada e modem digital. Transmissão com velocidade diferentes para upload e download. Velocidade superior ao sistema Profª. Jocelma Rios de transmissão elétrica, mas inferior ao cabo. 49
  • 50. Formas de Conexão ● Acesso por Cable Modem Cable Modem Envia e recebe dados via operadora de TV a Cabo Saiba mais: Rios Profª. Jocelma www.tecmundo.com.br/banda-larga/3489-conheca-os-varios- 50 tipos-de-conexao.htm
  • 51. Formas de Conexão ● Acesso Wireless - Rede sem Fio Circuito Dedicado de Transmissão Ligação ponto a ponto, usa antenas direcionadas, possui taxa de transmissão de 200 Kbps a 15 Mpbs, sofre interferência das condições climáticas Ligação multiponto, utilizando antenas não direcionadas, não alcança grandes distâncias, tem melhor qualidade atualmente, mas sofre várias interferências Acesso Via Satélite Profª. Jocelma Rios 51 Saiba mais: www.jacomparou.com.br/artigos/conexoes-de-internet,-qual-escolher-
  • 52. Formas de Conexão ● Acesso Wireless - Rede sem Fio via Rádio Profª. Jocelma Rios 52
  • 53. Formas de Conexão ● Acesso Wireless - Rede sem Fio via Satélite Profª. Jocelma Rios 53
  • 54. Como Ocorre a Conexão Discada PROVEDOR EMBRATEL Profª. Jocelma Rios 54
  • 55. Internet na TV a Cabo ● Ligação on line ● Sem interferência com os canais "normais" da TV a cabo. ● Altas taxas de transferência (até 30 Mbps) comparando com as ligações dedicadas tradicionais via modem, (28.8 Kbps, 64 Kbps, 128 Kbps, 256 Kbps) ou via rádio (2 Mbps) ● Custo menor (projetado), uma vez que a malha é compartilhada com outro serviço Profª. Jocelma Rios 55
  • 56. Internet na TV a Cabo Profª. Jocelma Rios 56
  • 57. O que influencia na velocidade do acesso Qualidade da instalação (fios) → Tomadas com ferrugem, fios desencapados devem ser substituídos Quantidade de usuários por backbone Recursos computacionais da máquina de acesso Recursos computacionais dos servidores do provedor E …? Profª. Jocelma Rios 57
  • 58. A Internet - Serviços E-mail E-mail Telnet Telnet Serviços da News News FTP FTP Internet IRC IRC Web Web Profª. Jocelma Rios 58
  • 59. Serviços ● Correio Eletrônico (e-mail) ● Listas (e-mails em grupo) ● FTP (transferência de arquivos) ● Web (acesso a páginas html e correlatos) ● News Group (distribuição de notícias) ● Telnet (conexão remota) ● Gopher (busca) ● e outros Profª. Jocelma Rios 59
  • 60. E-mail ● E-mail: usuario@local.domínio usuário: identificação do usuário no sistema @: indica “em” local.domínio: nome do sistema ou localização e tipo da instituição. tipos: com, instituição comercial; mil, militar; edu, educacional; gov, governamental; net, gateways/outros hosts administrativos da rede Profª. Jocelma Rios 60
  • 61. E-mail ● Atividade mais popular na rede ● Serviço barato, fácil de usar, chega em qualquer lugar do mundo rapidamente ● Quando alguém envia um E-MAIL de Recife para Salvador, a mensagem procura o caminho mais rápido (é o roteador quem faz isso) – Pode ser um acesso direto entre as duas cidades, ou um caminho alternativo, via Manaus, por exemplo Profª. Jocelma Rios 61
  • 62. Listas ● São grupos de discussão sobre praticamente qualquer assunto ● Para inscrever-se em uma lista, o usuário envia e-mail para o endereço da lista solicitando sua inscrição ● Exemplos de sites que gerenciam listas: Yahoogroups Grupos.com.br Profª. Jocelma Rios 62
  • 63. FTP - Transferência de Arquivos Protocolo utilizado para para transferência de arquivos entre computadores, em velocidade superior ao de um download/upload via HTTP Profª. Jocelma Rios 63
  • 64. Serviços - Web ● Criada em 1991 em Genebra, pelo Centro Europeu de Pesquisas Nucleares - CERN ● Permite a transmissão de dados, som e imagem através da rede ● Revolucionou a Internet, simplificou o uso da rede Causou na Internet, o mesmo que o Windows nos PC ● Documentos estruturados linguagem HTML ● Documentos são localizados via identificador denominado URL ● Uso do protocolo HTTP entre cliente e servidor Profª. Jocelma Rios 64
  • 65. Endereços WWW Web Site http://www.npd.ufpe.br/Cursos/Internet.html Páginas que Computador devemos procurar Documento a ser conectado procurado HyperText Transfer Protocol Protocolo de Transferência de Hipertextos na Web. Profª. Jocelma Rios 65
  • 66. Endereços de Busca Sistemas que vasculham a Web através de palavras-chave contidas nos arquivos dos computadores conectados à rede Exemplos • Cadê? - www.cade.com.br • Google - www.google.com.br • Yahoo - www.yahoo.com.br • AltaVista - www.altavista.com.br • Lycos - www.lycos.com • Excite - www.excite.com Profª. Jocelma Rios 66
  • 67. Newsgroup ● Composto por informações agrupadas em categorias ● Possuem softwares responsáveis por intercâmbio, divulgação e acesso ● Podem ser livre ou moderados ● Não existe um catálogo único de todos os newgroups existentes ● A Web tomou seu lugar Profª. Jocelma Rios 67
  • 68. Videoconferência CU-SeeMe ● Aplicação Internet para vídeo / audio conferência utilizando computadores pessoais ● Desenvolvido na Universidade de Cornell (software de domínio público) ● O participante pode mandar sua imagem, voz e texto ou somente assistir a discussão conferência ponto a ponto conferência em grupo via servidor Profª. Jocelma Rios ● Transmissão de programas - 68 Internet TV Saiba mais: www.net.unicamp.br/cuseeme.htm
  • 69. RealAudio - Áudio sob demanda ● Mensagens pessoais em Home-pages (currículos) ● Permite controle bidirecional do som (pause, rew, ff) ● Audição de trechos de músicas (http://interjuke.com/jukebox) ● Transmissão de eventos ● Rádios Internet ● Intranets (treinamento) Profª. Jocelma Rios 69 Saiba mais: www.realaudio.com
  • 70. Telnet - Execução remota de aplicações Sistema que permite que a máquina do usuário possa ser o terminal de uma outra máquina na Internet – Permite a execução aplicação em outras estações remotas a partir da estação local – Estações remotas devem permitir mecanismos de autorização de acesso Profª. Jocelma Rios 70
  • 71. Outros Serviços Comunicação interativa e em tempo real (imediata) entre 2 ou mais usuários Profª. Jocelma Rios 71
  • 72. Tendências da Internet ● Geolocalização – tem sido uma grande tendência, levando informações ao usuário de acordo com o local que ele se encontra ● Conteúdo Personalizado – O internauta quer ter cada vez mais os ambientes com a sua cara. Em um portal de esportes, por exemplo, o internauta quer segmentar o que lê pelo time de preferência Profª. Jocelma Rios 72
  • 73. Tendências da Internet ● Construção Colaborativa – A internet possibilita cada vez mais que as pessoas possam gerar e compartilhar informações ● Recomendação – Entender o perfil do seu usuário e recomendar produtos ou serviços baseado em seu perfil é um grande diferencial, aumentando as vendas e fidelizando o cliente Profª. Jocelma Rios 73
  • 74. Tendências da Internet ● Mobilidade – Com a invasão dos smartphones e tablets as pessoas estão cada vez mais tempo conectadas. A mobilidade está na palma da mão, no bolso de cada um e as pessoas querem consumir produtos e serviços de todos esses aparelhos, em qualquer lugar, no trânsito, na rua, no restaurante etc. ● Multiplataforma – Com a tendência da mobilidade, foi criada a necessidade de um conteúdo/serviço ser acessível a partir de qualquer plataforma, seja em um desktop, smartphone, tablet etc. Profª. Jocelma Rios 74
  • 75. Tendências da Internet ● Conexão com redes sociais – Cada vez mais os produtos vão se apoiar em determinados públicos alvos. E, para isso, as redes sociais são pontes essenciais para alavancarem esses segmentos ● Realidade Aumentada – O que antes parecia coisa de cinema, hoje está praticamente a nossa porta. Cada vez mais é possível encontrar sites utilizando a tecnologia para criar mais interatividade com os usuários Profª. Jocelma Rios 75
  • 76. Tendências da Internet ● Social Commerce – consiste em usar as redes sociais como uma plataforma de vendas, pois as redes sociais podem ser a porta de entrada para os internautas criarem uma primeira relação com as marcas e produtos ● Interação entre on e off line – Cada vez mais é comum vermos uma experiência ser iniciada no mundo on line migrando ao off line, como o exemplo dos sites de compras coletivas Profª. Jocelma Rios 76
  • 77. Referências • LAUDON, K.; Laudon, J.. Sistemas de Informação: com Internet. 4. ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora, 2001. • OBRIEN, J. Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet. 1. ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2001. • STAIR, R.; REYNOLDS, G. Princípios de Sistemas de Informação: Uma Abordagem Gerencial. 2. ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora, 1998. Profª. Jocelma Rios 77
  • 78. Vídeos sugeridos Curso de redes de computadores – Conceitos fundamentais (em espanhol) • Parte I - www.youtube.com/watch?v=V_Z2Zq2DQyo • Parte II - www.youtube.com/watch?v=YhLMDqvOwu0 • Parte III - www.youtube.com/watch?v=2cWWj6tJHOk • Parte IV - www.youtube.com/watch?v=cejwiY3VZWc • Parte V - www.youtube.com/watch?v=8tWUtFGLZxE • Parte VI - www.youtube.com/watch?v=ZsuIS5ooXZ8 • Parte VII - www.youtube.com/watch?v=abD1ptHJ6hs • Parte VIII - www.youtube.com/watch?v=ks1J1_CzgLo • Parte IX - www.youtube.com/watch?v=SkoD6Xounf0 Profª.Parte Rios- Jocelma X www.youtube.com/watch?v=Ap7-OvSKtXM • 78 Continua com mais 16 vídeos complementares ...
  • 79. Vídeos sugeridos Redes de computadores – animação em 3D • www.youtube.com/watch?v=Iqcp3k8DgGw Cabeamento estruturado • www.youtube.com/watch?v=OBhZUiDjwFY A história da Internet • www.youtube.com/watch?v=yyY_392Tn7Q • Redes LAN – Switch (Cisco) • www.youtube.com/watch?v=S6RR72RizZ0 • Segurança na Internet • Parte I - www.youtube.com/watch?v=A7s8RGM6gO4 Profª.ParteRios Jocelma II - www.youtube.com/watch?v=V6DmmYmCb-8 • 79 Continua...