SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof. Miquéias Vitorino 
ARTE RENASCENTISTA
SITUANDO... 
Idade Média 
Teocentrismo 
Artista como 
instrumento divino e 
sem méritos 
•O Renascimento surgiu em Florença, Itália. 
•Marca um período de transição cultural e histórica. 
Renascimento 
Antropocentrismo 
Artista como ser 
humano criativo e 
pensante 
Idade Moderna
FATORES HISTÓRICO-CULTURAIS QUE 
INFLUENCIARAM O RENASCIMENTO 
Produção dos monges copistas e a criação das primeiras 
universidades 
• Devido ao trabalho de transcrição e recuperação de obras e filosofia clássicas 
• A produção intelectual nas universidades. 
• A universidade de Bolonha, Italia (ao lado) foi fundada em 1088 d.C. 
Desenvolvimento dos primeiros estados monárquicos 
• As monarquias europeias, ao longo do tempo, foram se tornando cada vez mais 
independentes da influência da Igreja, até chegar ao status de estados absolutistas 
A Reforma Protestante 
• Foi o último fator e culminou no auge das produções renascentistas. Depois de 
romper com a Igreja Católica, o protestantismo outorgou ao homem a liberdade de 
pensar e interpretar não só a Bíblia, mas a ciência e a arte.
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS 
 Valorização do conhecimento e corpo humano; 
 “Heliocentrismo” e o pensamento científico 
 Mecenato moderno, como os Médici, de Florença 
 Retorno ao clássico, elementos da mitologia 
greco-romana; 
 Arte antropocêntrica, mas ainda cristã
A escultura com formas 
mais humanas e dinâmicas, 
retomando o padrão usado 
nas esculturas gregas 
clássicas, com músculos 
definidos e torneados e 
expressões fisionômicas, 
como a reflexão 
NA ESCULTURA 
 Busto de Lourenço de 
Médicis, por Michelangelo
A pintura renascentista 
torna-se um padrão para 
obras de arte dos séculos 
vindouros. A representação 
da figura humana ao 
natural, auxiliada pelas 
aplicações de 
profundidade, luz, sombra 
e jogo de cores tornam as 
figuras bastante realistas. 
PINTURA 
 Monalisa, de Leonardo da 
Vinci
LITERATURA E TEATRO 
 Os Lusíadas, de Camões, é 
um exemplo perfeito de 
literatura renascentista. 
 Recuperando elementos 
clássicos do teatro clássico, Gil 
Vicente e Shakespeare 
representam esse momento 
épico do teatro renascentista.
ARTISTAS RENASCENTISTAS 
Leonardo da Vinci 
Inventor, Pintor, 
Tudista 
Michelangelo 
Escultor e pintor 
Donatello 
Escultor 
Rafael Sanzio 
Pintura e 
Arquitetura 
Shakespeare 
Teatro 
Camões 
Literatura 
Gil Vicente 
Teatro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Fábio Paiva
 
Capítulo 15 renascimento
Capítulo 15 renascimentoCapítulo 15 renascimento
Capítulo 15 renascimento
Auxiliadora
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Jornal O Diário
 
7º anos - O Renascimento Cultural
7º anos - O Renascimento Cultural7º anos - O Renascimento Cultural
7º anos - O Renascimento Cultural
Handel Ching
 
Renascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientificoRenascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientifico
Whanderson Candido
 
Texto introdutório corridascença
Texto introdutório   corridascençaTexto introdutório   corridascença
Texto introdutório corridascença
PIBIDSolondeLucena
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
Maria Barroso
 
Arte Gótica
Arte GóticaArte Gótica
Arte Gótica
Beatriz Cruz
 
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
Professor Gilson Nunes
 
Renascença
RenascençaRenascença
Renascença
Sandro Bottene
 
O Barroco na Europa, Parte 1 - 1563-1750.
O Barroco na Europa,   Parte 1 - 1563-1750.O Barroco na Europa,   Parte 1 - 1563-1750.
O Barroco na Europa, Parte 1 - 1563-1750.
Professor Gilson Nunes
 
O renascimento (1)
O renascimento (1)O renascimento (1)
O renascimento (1)
Jorzel Alves
 
3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico
Colégio Santíssima Trindade
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Joaninha Sena
 
Arte Renascentista
Arte RenascentistaArte Renascentista
Arte Renascentista
lucfabbr
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
Ana Paula Brisolar
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
Engelis Oliveira
 
Arte renascimento 2
Arte renascimento 2Arte renascimento 2
Arte renascimento 2
Carla Teixeira
 
Renascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e CulturalRenascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e Cultural
Zé Knust
 
RENASCIMENTO CULTURAL
RENASCIMENTO CULTURALRENASCIMENTO CULTURAL
RENASCIMENTO CULTURAL
Isabel Aguiar
 

Mais procurados (20)

Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Capítulo 15 renascimento
Capítulo 15 renascimentoCapítulo 15 renascimento
Capítulo 15 renascimento
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
7º anos - O Renascimento Cultural
7º anos - O Renascimento Cultural7º anos - O Renascimento Cultural
7º anos - O Renascimento Cultural
 
Renascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientificoRenascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientifico
 
Texto introdutório corridascença
Texto introdutório   corridascençaTexto introdutório   corridascença
Texto introdutório corridascença
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Arte Gótica
Arte GóticaArte Gótica
Arte Gótica
 
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
 
Renascença
RenascençaRenascença
Renascença
 
O Barroco na Europa, Parte 1 - 1563-1750.
O Barroco na Europa,   Parte 1 - 1563-1750.O Barroco na Europa,   Parte 1 - 1563-1750.
O Barroco na Europa, Parte 1 - 1563-1750.
 
O renascimento (1)
O renascimento (1)O renascimento (1)
O renascimento (1)
 
3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Arte Renascentista
Arte RenascentistaArte Renascentista
Arte Renascentista
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
Arte renascimento 2
Arte renascimento 2Arte renascimento 2
Arte renascimento 2
 
Renascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e CulturalRenascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e Cultural
 
RENASCIMENTO CULTURAL
RENASCIMENTO CULTURALRENASCIMENTO CULTURAL
RENASCIMENTO CULTURAL
 

Destaque

Apostila 07 redação completa tema publicidade
Apostila 07 redação completa tema publicidadeApostila 07 redação completa tema publicidade
Apostila 07 redação completa tema publicidade
Katcavenum
 
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementosBreve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Miquéias Vitorino
 
Quinhentismo no brasil
Quinhentismo no brasilQuinhentismo no brasil
Quinhentismo no brasil
Miquéias Vitorino
 
Algumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enemAlgumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enem
Miquéias Vitorino
 
Algumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enemAlgumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enem
Miquéias Vitorino
 
Relações lexicais e coesão textual
Relações lexicais e coesão textualRelações lexicais e coesão textual
Relações lexicais e coesão textual
Miquéias Vitorino
 
Relatórios de mídias sociais digitais - Arquitetura Paralela
Relatórios de mídias sociais digitais - Arquitetura ParalelaRelatórios de mídias sociais digitais - Arquitetura Paralela
Relatórios de mídias sociais digitais - Arquitetura Paralela
Lívia Cunha
 
Barroco no brasil
Barroco no brasilBarroco no brasil
Barroco no brasil
Miquéias Vitorino
 
Argumentação em redações do enem
Argumentação em redações do enemArgumentação em redações do enem
Argumentação em redações do enem
Miquéias Vitorino
 
Compreendendo a proposta e planejando a redação
Compreendendo a proposta e planejando a redaçãoCompreendendo a proposta e planejando a redação
Compreendendo a proposta e planejando a redação
Miquéias Vitorino
 
Modernismo no brasil
Modernismo no brasilModernismo no brasil
Modernismo no brasil
Miquéias Vitorino
 
Principais obras e autores do modernismo
Principais obras e autores do modernismoPrincipais obras e autores do modernismo
Principais obras e autores do modernismo
Miquéias Vitorino
 
Anáfora, contexto e coesão textual
Anáfora, contexto e coesão textualAnáfora, contexto e coesão textual
Anáfora, contexto e coesão textual
Miquéias Vitorino
 
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
Miquéias Vitorino
 
Redação Rógi
Redação   RógiRedação   Rógi
Redação Rógi
Pré-Enem Seduc
 
Paráfrase
ParáfraseParáfrase
Paráfrase
Miquéias Vitorino
 
Conceitos básicos em análise semântica
Conceitos básicos em análise semânticaConceitos básicos em análise semântica
Conceitos básicos em análise semântica
Miquéias Vitorino
 
A redação do enem
A redação do enemA redação do enem
A redação do enem
Wesley Magalhães Viana
 
5 dicas para você montar sua introdução
5 dicas para você montar sua introdução5 dicas para você montar sua introdução
5 dicas para você montar sua introdução
Wesley Magalhães Viana
 
SlideShare 101
SlideShare 101SlideShare 101
SlideShare 101
Amit Ranjan
 

Destaque (20)

Apostila 07 redação completa tema publicidade
Apostila 07 redação completa tema publicidadeApostila 07 redação completa tema publicidade
Apostila 07 redação completa tema publicidade
 
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementosBreve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
 
Quinhentismo no brasil
Quinhentismo no brasilQuinhentismo no brasil
Quinhentismo no brasil
 
Algumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enemAlgumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enem
 
Algumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enemAlgumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enem
 
Relações lexicais e coesão textual
Relações lexicais e coesão textualRelações lexicais e coesão textual
Relações lexicais e coesão textual
 
Relatórios de mídias sociais digitais - Arquitetura Paralela
Relatórios de mídias sociais digitais - Arquitetura ParalelaRelatórios de mídias sociais digitais - Arquitetura Paralela
Relatórios de mídias sociais digitais - Arquitetura Paralela
 
Barroco no brasil
Barroco no brasilBarroco no brasil
Barroco no brasil
 
Argumentação em redações do enem
Argumentação em redações do enemArgumentação em redações do enem
Argumentação em redações do enem
 
Compreendendo a proposta e planejando a redação
Compreendendo a proposta e planejando a redaçãoCompreendendo a proposta e planejando a redação
Compreendendo a proposta e planejando a redação
 
Modernismo no brasil
Modernismo no brasilModernismo no brasil
Modernismo no brasil
 
Principais obras e autores do modernismo
Principais obras e autores do modernismoPrincipais obras e autores do modernismo
Principais obras e autores do modernismo
 
Anáfora, contexto e coesão textual
Anáfora, contexto e coesão textualAnáfora, contexto e coesão textual
Anáfora, contexto e coesão textual
 
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
 
Redação Rógi
Redação   RógiRedação   Rógi
Redação Rógi
 
Paráfrase
ParáfraseParáfrase
Paráfrase
 
Conceitos básicos em análise semântica
Conceitos básicos em análise semânticaConceitos básicos em análise semântica
Conceitos básicos em análise semântica
 
A redação do enem
A redação do enemA redação do enem
A redação do enem
 
5 dicas para você montar sua introdução
5 dicas para você montar sua introdução5 dicas para você montar sua introdução
5 dicas para você montar sua introdução
 
SlideShare 101
SlideShare 101SlideShare 101
SlideShare 101
 

Semelhante a Arte renascentista

Renascimento cultural 1
Renascimento cultural 1Renascimento cultural 1
Renascimento cultural 1
Damião Fagundes
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
secretaria estadual de educação
 
Renascimento
Renascimento Renascimento
Renascimento
Alan
 
3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico
Danilson Silva
 
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aulaarte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
keilalima67
 
Aula 4- Renascimento cultural.pptx
Aula 4- Renascimento cultural.pptxAula 4- Renascimento cultural.pptx
Aula 4- Renascimento cultural.pptx
RobsonAbreuProfessor
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
Bruce Portes
 
arte
artearte
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
Cultura renascentista.ppt
Cultura renascentista.pptCultura renascentista.ppt
Cultura renascentista.ppt
MauricioFraga5
 
Renascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientificoRenascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientifico
Marcelo Ferreira Boia
 
RENASCIMENTO
RENASCIMENTORENASCIMENTO
RENASCIMENTO
ZalexRibeiro
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
Daniel Alves Bronstrup
 
Renascimento Artístico Cultural - 7º ano
Renascimento Artístico Cultural - 7º anoRenascimento Artístico Cultural - 7º ano
Renascimento Artístico Cultural - 7º ano
7 de Setembro
 
1ºano - Renascimento Cultural
1ºano - Renascimento Cultural1ºano - Renascimento Cultural
1ºano - Renascimento Cultural
Daniel Alves Bronstrup
 
Arte - Renascimento
Arte - RenascimentoArte - Renascimento
Arte - Renascimento
Antonio Pinto Pereira
 
Renascimento show de bola
Renascimento show de bolaRenascimento show de bola
Renascimento show de bola
mundica broda
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
O maneirismo
O maneirismoO maneirismo
O maneirismo
Alaenne
 

Semelhante a Arte renascentista (20)

Renascimento cultural 1
Renascimento cultural 1Renascimento cultural 1
Renascimento cultural 1
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
Renascimento
Renascimento Renascimento
Renascimento
 
3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico
 
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aulaarte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
 
Aula 4- Renascimento cultural.pptx
Aula 4- Renascimento cultural.pptxAula 4- Renascimento cultural.pptx
Aula 4- Renascimento cultural.pptx
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
 
arte
artearte
arte
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
Cultura renascentista.ppt
Cultura renascentista.pptCultura renascentista.ppt
Cultura renascentista.ppt
 
Renascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientificoRenascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientifico
 
RENASCIMENTO
RENASCIMENTORENASCIMENTO
RENASCIMENTO
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
Renascimento Artístico Cultural - 7º ano
Renascimento Artístico Cultural - 7º anoRenascimento Artístico Cultural - 7º ano
Renascimento Artístico Cultural - 7º ano
 
1ºano - Renascimento Cultural
1ºano - Renascimento Cultural1ºano - Renascimento Cultural
1ºano - Renascimento Cultural
 
Arte - Renascimento
Arte - RenascimentoArte - Renascimento
Arte - Renascimento
 
Renascimento show de bola
Renascimento show de bolaRenascimento show de bola
Renascimento show de bola
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
O maneirismo
O maneirismoO maneirismo
O maneirismo
 

Mais de Miquéias Vitorino

A redação do enem hoje
A redação do enem hojeA redação do enem hoje
A redação do enem hoje
Miquéias Vitorino
 
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Miquéias Vitorino
 
Proposta de redação - REPENSAR O PAPEL DO TORCEDOR: LIMITES ENTRE A PAIXÃO E ...
Proposta de redação - REPENSAR O PAPEL DO TORCEDOR: LIMITES ENTRE A PAIXÃO E ...Proposta de redação - REPENSAR O PAPEL DO TORCEDOR: LIMITES ENTRE A PAIXÃO E ...
Proposta de redação - REPENSAR O PAPEL DO TORCEDOR: LIMITES ENTRE A PAIXÃO E ...
Miquéias Vitorino
 
Modernismo fases
Modernismo fasesModernismo fases
Modernismo fases
Miquéias Vitorino
 
Barroco no brasil
Barroco no brasilBarroco no brasil
Barroco no brasil
Miquéias Vitorino
 
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
Miquéias Vitorino
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Miquéias Vitorino
 
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
Miquéias Vitorino
 
Códigos e linguagens
Códigos e linguagensCódigos e linguagens
Códigos e linguagens
Miquéias Vitorino
 
Tema
TemaTema
Sequência texutais
Sequência texutaisSequência texutais
Sequência texutais
Miquéias Vitorino
 
Parnasianismo e pré modernismo no brasil
Parnasianismo e pré modernismo no brasilParnasianismo e pré modernismo no brasil
Parnasianismo e pré modernismo no brasil
Miquéias Vitorino
 
Introdução de texto dissertativo argumentativo
Introdução de texto dissertativo  argumentativoIntrodução de texto dissertativo  argumentativo
Introdução de texto dissertativo argumentativo
Miquéias Vitorino
 
Gêneros textuais e literários
Gêneros textuais e literáriosGêneros textuais e literários
Gêneros textuais e literários
Miquéias Vitorino
 
Estrutura de sentença
Estrutura de sentençaEstrutura de sentença
Estrutura de sentença
Miquéias Vitorino
 
Composição dos gêneros
Composição dos gênerosComposição dos gêneros
Composição dos gêneros
Miquéias Vitorino
 

Mais de Miquéias Vitorino (16)

A redação do enem hoje
A redação do enem hojeA redação do enem hoje
A redação do enem hoje
 
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
 
Proposta de redação - REPENSAR O PAPEL DO TORCEDOR: LIMITES ENTRE A PAIXÃO E ...
Proposta de redação - REPENSAR O PAPEL DO TORCEDOR: LIMITES ENTRE A PAIXÃO E ...Proposta de redação - REPENSAR O PAPEL DO TORCEDOR: LIMITES ENTRE A PAIXÃO E ...
Proposta de redação - REPENSAR O PAPEL DO TORCEDOR: LIMITES ENTRE A PAIXÃO E ...
 
Modernismo fases
Modernismo fasesModernismo fases
Modernismo fases
 
Barroco no brasil
Barroco no brasilBarroco no brasil
Barroco no brasil
 
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
 
Códigos e linguagens
Códigos e linguagensCódigos e linguagens
Códigos e linguagens
 
Tema
TemaTema
Tema
 
Sequência texutais
Sequência texutaisSequência texutais
Sequência texutais
 
Parnasianismo e pré modernismo no brasil
Parnasianismo e pré modernismo no brasilParnasianismo e pré modernismo no brasil
Parnasianismo e pré modernismo no brasil
 
Introdução de texto dissertativo argumentativo
Introdução de texto dissertativo  argumentativoIntrodução de texto dissertativo  argumentativo
Introdução de texto dissertativo argumentativo
 
Gêneros textuais e literários
Gêneros textuais e literáriosGêneros textuais e literários
Gêneros textuais e literários
 
Estrutura de sentença
Estrutura de sentençaEstrutura de sentença
Estrutura de sentença
 
Composição dos gêneros
Composição dos gênerosComposição dos gêneros
Composição dos gêneros
 

Último

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 

Último (20)

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 

Arte renascentista

  • 1. Prof. Miquéias Vitorino ARTE RENASCENTISTA
  • 2. SITUANDO... Idade Média Teocentrismo Artista como instrumento divino e sem méritos •O Renascimento surgiu em Florença, Itália. •Marca um período de transição cultural e histórica. Renascimento Antropocentrismo Artista como ser humano criativo e pensante Idade Moderna
  • 3. FATORES HISTÓRICO-CULTURAIS QUE INFLUENCIARAM O RENASCIMENTO Produção dos monges copistas e a criação das primeiras universidades • Devido ao trabalho de transcrição e recuperação de obras e filosofia clássicas • A produção intelectual nas universidades. • A universidade de Bolonha, Italia (ao lado) foi fundada em 1088 d.C. Desenvolvimento dos primeiros estados monárquicos • As monarquias europeias, ao longo do tempo, foram se tornando cada vez mais independentes da influência da Igreja, até chegar ao status de estados absolutistas A Reforma Protestante • Foi o último fator e culminou no auge das produções renascentistas. Depois de romper com a Igreja Católica, o protestantismo outorgou ao homem a liberdade de pensar e interpretar não só a Bíblia, mas a ciência e a arte.
  • 4. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS  Valorização do conhecimento e corpo humano;  “Heliocentrismo” e o pensamento científico  Mecenato moderno, como os Médici, de Florença  Retorno ao clássico, elementos da mitologia greco-romana;  Arte antropocêntrica, mas ainda cristã
  • 5. A escultura com formas mais humanas e dinâmicas, retomando o padrão usado nas esculturas gregas clássicas, com músculos definidos e torneados e expressões fisionômicas, como a reflexão NA ESCULTURA  Busto de Lourenço de Médicis, por Michelangelo
  • 6. A pintura renascentista torna-se um padrão para obras de arte dos séculos vindouros. A representação da figura humana ao natural, auxiliada pelas aplicações de profundidade, luz, sombra e jogo de cores tornam as figuras bastante realistas. PINTURA  Monalisa, de Leonardo da Vinci
  • 7.
  • 8. LITERATURA E TEATRO  Os Lusíadas, de Camões, é um exemplo perfeito de literatura renascentista.  Recuperando elementos clássicos do teatro clássico, Gil Vicente e Shakespeare representam esse momento épico do teatro renascentista.
  • 9.
  • 10.
  • 11. ARTISTAS RENASCENTISTAS Leonardo da Vinci Inventor, Pintor, Tudista Michelangelo Escultor e pintor Donatello Escultor Rafael Sanzio Pintura e Arquitetura Shakespeare Teatro Camões Literatura Gil Vicente Teatro