SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Compreendendo a proposta e
planejando a redação
Ms. Miquéias Vitorino
Com o que preciso me preocupar primeiro?
• Procure pelo tema central dos textos
introdutórios da proposta
• Leia com atenção a proposta e veja o que está
sendo solicitado
• Faça algumas anotações de ideias e algumas
opiniões suas acerca do tema proposto para
você formular sua redação
• Lembre e anote exemplos do cotidiano e que
circularam na mídia sobre o tema, desde que se
encaixe na proposta da redação
Planejar é preciso
O tempo é
seu inimigo
na prova,
mas não
faça nada
com pressa.
Planeje.
Anote.
Como identificar a proposta?
• A proposta terá
indicações e
prescrições bem
claras. Vai expor
o tema, número
máximo de
linhas e
restrições.
• Veja o exemplo:
E os textos motivadores?
• Os textos complementares são necessários para
ampliar a discussão e as possibilidades de escrita, mas
podem confundir o candidato na hora da escolha do
tema. O tema deverá ser sempre o da proposta.
• Deve-se ter bastante
cuidado e não copiar
nada dos textos
motivadores. Use-os
em seu favor. Use as
informações.
Vamos à nossa proposta!
PROPOSTA DE REDAÇÃO
Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e
nos conhecimentos contruídos ao longo de sua
formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em
norma culta da língua portuguesa sobre o tema A
indústria cultural na música brasileira apresentando
experiência ou proposta de reflexão sobre o assunto,
que respeite os direitos humanos e a diversidade
cultural. Selecione, organize e relacione, de forma
coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de
seu ponto de vista.
Em pouco tempo estava a polca feita. Corrigiu ainda alguns pontos, quando voltou
para jantar: mas já a cantarolava, andando, na rua. Gostou dela; na composição
recente e inédita circulava o sangue da paternidade e da vocação. Dois dias
depois, foi levá-la ao editor das outras polcas suas, que andariam já por umas
trinta. O editor achou-a linda.
— Vai fazer grande efeito.
Veio a questão do título. Pestana, quando compôs a primeira polca, em 1871, quis
dar-lhe um título poético, escolheu este: Pingos de Sol. O editor abanou a
cabeça, e disse-lhe que os títulos deviam ser, já de si, destinados à
popularidade, ou por alusão a algum sucesso do dia, — ou pela graça das
palavras; indicou-lhe dois: A Lei de 28 de Setembro, ou Candongas Não Fazem
Festa.
— Mas que quer dizer Candongas Não Fazem Festa? perguntou o autor.
— Não quer dizer nada, mas populariza-se logo.
Pestana, ainda donzel inédito, recusou qualquer das denominações e guardou a
polca, mas não tardou que compusesse outra, e a comichão da publicidade levou
o a imprimir as duas, com os títulos que ao editor parecessem mais atraentes ou
apropriados. Assim se regulou pelo tempo adiante.
Machado de Assis. Um homem célebre (excerto)
A produção da indústria cultural é direcionada para o retorno de lucros tendo como
base padrões de imagem cultural pré – estabelecida e capazes de conquistar o
interesse das massas sem trabalhar o caráter crítico do expectador. Para se manter e
conquistar público , a produção cultural não objetiva somente a expressão artística ,
quando esta planejada sob pretensões profissionais.
A expressão tendencial elaborada com elementos artísticos é incluída num produto
cultural como forma de diferenciação. A indústria cultural assim como toda indústria
está atenta a custos, distribuição e retorno de lucros.
Um forte exemplo de indústria cultural é a televisão que apresenta pontos positivos em
possuir ótima cobertura geográfica, penetração de público e variedade de conteúdo
em vários horários, mas ao mesmo tempo apresenta conteúdos sensacionalistas e
que escapam do consciente do expectador, cujo indivíduo possa vir a entrar em
estado de alienação. Em outras mídias há o uso do termo “cult”, termo em inglês que
significa obras com características específicas e com público direcionado e devoto.
A arte em geral , as manifestações histórico – culturais e a identidade de uma região
servem como inspiração e conteúdo de obra e produto cultural.Em suma a indústria
cultural busca produzir algo que conquiste público e relevância comercial e se
ramifique em produtos licenciados.

Extraído de http://www.infoescola.com/cultura/industria-cultural/

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Cartilha da hipocrisia ii
Cartilha da hipocrisia iiCartilha da hipocrisia ii
Cartilha da hipocrisia ii
Katcavenum
 
A essência da literatura na vida cultural e acadêmica
A essência da literatura na vida cultural e acadêmicaA essência da literatura na vida cultural e acadêmica
A essência da literatura na vida cultural e acadêmica
Katcavenum
 
Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04
Moises Ribeiro
 

Destaque (20)

Unicamp probabilidade
Unicamp probabilidadeUnicamp probabilidade
Unicamp probabilidade
 
Nightfall wishes natasha
Nightfall wishes natashaNightfall wishes natasha
Nightfall wishes natasha
 
Cartilha da hipocrisia ii
Cartilha da hipocrisia iiCartilha da hipocrisia ii
Cartilha da hipocrisia ii
 
Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011
Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011
Vestibular 2012 redação seqüência projeto de texto fuvest 2011
 
Unicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pig
Unicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pigUnicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pig
Unicamp 3 vestibular 2012 redação unicamp follow the pig
 
Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2
 
Proposta de redação: Liberdade de imprensa
Proposta de redação: Liberdade de imprensaProposta de redação: Liberdade de imprensa
Proposta de redação: Liberdade de imprensa
 
A essência da literatura na vida cultural e acadêmica
A essência da literatura na vida cultural e acadêmicaA essência da literatura na vida cultural e acadêmica
A essência da literatura na vida cultural e acadêmica
 
Redações comentadas
Redações comentadasRedações comentadas
Redações comentadas
 
Vest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemas
Vest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemasVest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemas
Vest 2012 unicamp 4 estudo aplicado redação final imagens esquemas
 
Compilação redação enem temas 2013
Compilação redação enem temas 2013Compilação redação enem temas 2013
Compilação redação enem temas 2013
 
Relações lexicais e coesão textual
Relações lexicais e coesão textualRelações lexicais e coesão textual
Relações lexicais e coesão textual
 
Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04
 
Apostila 07 redação completa tema publicidade
Apostila 07 redação completa tema publicidadeApostila 07 redação completa tema publicidade
Apostila 07 redação completa tema publicidade
 
Operadores argumentativos na produção de textos infantis
Operadores argumentativos na produção de textos infantisOperadores argumentativos na produção de textos infantis
Operadores argumentativos na produção de textos infantis
 
Redação ENEM
Redação ENEMRedação ENEM
Redação ENEM
 
Argumentação em redações do enem
Argumentação em redações do enemArgumentação em redações do enem
Argumentação em redações do enem
 
Apostila editorial slideshare
Apostila  editorial slideshareApostila  editorial slideshare
Apostila editorial slideshare
 
Textos argumentativos
Textos argumentativosTextos argumentativos
Textos argumentativos
 
Modalizadores Linguísticos para alunos de Direito
Modalizadores Linguísticos para alunos de DireitoModalizadores Linguísticos para alunos de Direito
Modalizadores Linguísticos para alunos de Direito
 

Semelhante a Compreendendo a proposta e planejando a redação

A resenha e a crítica
A resenha e a críticaA resenha e a crítica
A resenha e a crítica
Artur Araujo
 
Ensino médio texto- análise de uma obra de arte-
Ensino médio  texto- análise de uma obra de arte-Ensino médio  texto- análise de uma obra de arte-
Ensino médio texto- análise de uma obra de arte-
ArtesElisa
 

Semelhante a Compreendendo a proposta e planejando a redação (12)

A segunda edição do fanzine Foi à Feira
A segunda edição do fanzine Foi à FeiraA segunda edição do fanzine Foi à Feira
A segunda edição do fanzine Foi à Feira
 
A resenha e a crítica
A resenha e a críticaA resenha e a crítica
A resenha e a crítica
 
Encontro ComArte
Encontro ComArte Encontro ComArte
Encontro ComArte
 
Aula 01 edição de revistas
Aula 01   edição de revistasAula 01   edição de revistas
Aula 01 edição de revistas
 
Ensino médio texto- análise de uma obra de arte-
Ensino médio  texto- análise de uma obra de arte-Ensino médio  texto- análise de uma obra de arte-
Ensino médio texto- análise de uma obra de arte-
 
A participação do docente do ensino superior em eventos científicos
A participação do docente do ensino superior em eventos científicosA participação do docente do ensino superior em eventos científicos
A participação do docente do ensino superior em eventos científicos
 
Texto jornalístico
Texto jornalísticoTexto jornalístico
Texto jornalístico
 
Jornalismo de Revista: Produção
Jornalismo de Revista: ProduçãoJornalismo de Revista: Produção
Jornalismo de Revista: Produção
 
Redação - Textos argumentativos 2022.pptx
Redação - Textos argumentativos 2022.pptxRedação - Textos argumentativos 2022.pptx
Redação - Textos argumentativos 2022.pptx
 
Koons book
Koons bookKoons book
Koons book
 
Aspectos da moda
Aspectos da modaAspectos da moda
Aspectos da moda
 
07 trabalho 7pontos
07 trabalho 7pontos07 trabalho 7pontos
07 trabalho 7pontos
 

Mais de Miquéias Vitorino

Mais de Miquéias Vitorino (20)

A redação do enem hoje
A redação do enem hojeA redação do enem hoje
A redação do enem hoje
 
Paráfrase
ParáfraseParáfrase
Paráfrase
 
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementosBreve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
 
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
 
Principais obras e autores do modernismo
Principais obras e autores do modernismoPrincipais obras e autores do modernismo
Principais obras e autores do modernismo
 
Quinhentismo no brasil
Quinhentismo no brasilQuinhentismo no brasil
Quinhentismo no brasil
 
Modernismo no brasil
Modernismo no brasilModernismo no brasil
Modernismo no brasil
 
Modernismo fases
Modernismo fasesModernismo fases
Modernismo fases
 
Barroco no brasil
Barroco no brasilBarroco no brasil
Barroco no brasil
 
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
 
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
 
Algumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enemAlgumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enem
 
Conceitos básicos em análise semântica
Conceitos básicos em análise semânticaConceitos básicos em análise semântica
Conceitos básicos em análise semântica
 
Anáfora, contexto e coesão textual
Anáfora, contexto e coesão textualAnáfora, contexto e coesão textual
Anáfora, contexto e coesão textual
 
Barroco no brasil
Barroco no brasilBarroco no brasil
Barroco no brasil
 
Algumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enemAlgumas dicas básicas para a redação do enem
Algumas dicas básicas para a redação do enem
 
Códigos e linguagens
Códigos e linguagensCódigos e linguagens
Códigos e linguagens
 

Último

TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
FLAVIA LEZAN
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 

Compreendendo a proposta e planejando a redação

  • 1. Compreendendo a proposta e planejando a redação Ms. Miquéias Vitorino
  • 2. Com o que preciso me preocupar primeiro? • Procure pelo tema central dos textos introdutórios da proposta • Leia com atenção a proposta e veja o que está sendo solicitado • Faça algumas anotações de ideias e algumas opiniões suas acerca do tema proposto para você formular sua redação • Lembre e anote exemplos do cotidiano e que circularam na mídia sobre o tema, desde que se encaixe na proposta da redação
  • 3. Planejar é preciso O tempo é seu inimigo na prova, mas não faça nada com pressa. Planeje. Anote.
  • 4. Como identificar a proposta? • A proposta terá indicações e prescrições bem claras. Vai expor o tema, número máximo de linhas e restrições. • Veja o exemplo:
  • 5.
  • 6. E os textos motivadores? • Os textos complementares são necessários para ampliar a discussão e as possibilidades de escrita, mas podem confundir o candidato na hora da escolha do tema. O tema deverá ser sempre o da proposta. • Deve-se ter bastante cuidado e não copiar nada dos textos motivadores. Use-os em seu favor. Use as informações.
  • 7. Vamos à nossa proposta! PROPOSTA DE REDAÇÃO Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos contruídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em norma culta da língua portuguesa sobre o tema A indústria cultural na música brasileira apresentando experiência ou proposta de reflexão sobre o assunto, que respeite os direitos humanos e a diversidade cultural. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.
  • 8. Em pouco tempo estava a polca feita. Corrigiu ainda alguns pontos, quando voltou para jantar: mas já a cantarolava, andando, na rua. Gostou dela; na composição recente e inédita circulava o sangue da paternidade e da vocação. Dois dias depois, foi levá-la ao editor das outras polcas suas, que andariam já por umas trinta. O editor achou-a linda. — Vai fazer grande efeito. Veio a questão do título. Pestana, quando compôs a primeira polca, em 1871, quis dar-lhe um título poético, escolheu este: Pingos de Sol. O editor abanou a cabeça, e disse-lhe que os títulos deviam ser, já de si, destinados à popularidade, ou por alusão a algum sucesso do dia, — ou pela graça das palavras; indicou-lhe dois: A Lei de 28 de Setembro, ou Candongas Não Fazem Festa. — Mas que quer dizer Candongas Não Fazem Festa? perguntou o autor. — Não quer dizer nada, mas populariza-se logo. Pestana, ainda donzel inédito, recusou qualquer das denominações e guardou a polca, mas não tardou que compusesse outra, e a comichão da publicidade levou o a imprimir as duas, com os títulos que ao editor parecessem mais atraentes ou apropriados. Assim se regulou pelo tempo adiante. Machado de Assis. Um homem célebre (excerto)
  • 9. A produção da indústria cultural é direcionada para o retorno de lucros tendo como base padrões de imagem cultural pré – estabelecida e capazes de conquistar o interesse das massas sem trabalhar o caráter crítico do expectador. Para se manter e conquistar público , a produção cultural não objetiva somente a expressão artística , quando esta planejada sob pretensões profissionais. A expressão tendencial elaborada com elementos artísticos é incluída num produto cultural como forma de diferenciação. A indústria cultural assim como toda indústria está atenta a custos, distribuição e retorno de lucros. Um forte exemplo de indústria cultural é a televisão que apresenta pontos positivos em possuir ótima cobertura geográfica, penetração de público e variedade de conteúdo em vários horários, mas ao mesmo tempo apresenta conteúdos sensacionalistas e que escapam do consciente do expectador, cujo indivíduo possa vir a entrar em estado de alienação. Em outras mídias há o uso do termo “cult”, termo em inglês que significa obras com características específicas e com público direcionado e devoto. A arte em geral , as manifestações histórico – culturais e a identidade de uma região servem como inspiração e conteúdo de obra e produto cultural.Em suma a indústria cultural busca produzir algo que conquiste público e relevância comercial e se ramifique em produtos licenciados. Extraído de http://www.infoescola.com/cultura/industria-cultural/