SlideShare uma empresa Scribd logo
RENASCIMENTO
                                    CULTURAL.




                                       Conjunto de manifestações
                                             artísticas, filosóficas,
Homem Vitruviano, Leonardo da Vinci.
                                           científicas ocorridas na
                                        transição da Idade Média
                                           para a Idade Moderna.
ÉPOCA DE TRANSFORMAÇÕES...
•   Economia mercantil;
•   Crescimento das cidades;
•   Fortalecimento da Burguesia.
•   Renascimento: Movimento Cultural.
•   Humanismo: Movimento Intelectual.


                                        Amor Sagrado e
                                        profano; de
                                        Vecellio Tiziano.
Itália como palco:
• A riqueza das cidades italianas: Gênova, Veneza, Florença,
  Milão e Roma.

• Forte presença da cultura Clássica: a Itália foi a sede do
  Império Romano.

• Mecenato: Famílias ricas e poderosas que financiavam os
  artistas e intelectuais renascentistas para se projetarem
  socialmente.

• Sábios Bizantinos: em 1453, Constantinopla foi invadida
  pelos Turcos Otomanos e os sábios fugiram para a Itália
  levando acervos sobre a cultura grega.
A Cultura Renascentista:
• Burguesa e Humanista:
  – Divulgava novas ideias e valores identificados com
    o estilo de vida burguês e urbano.

• Sem influência no mundo rural.

• Uma cultura laica, não centrada na Igreja e
  nos valores religiosos. Agora seria uma cultura
  Racional e Científica.
Características:
• Racionalismo: Tudo teria uma explicação
  lógica, e não só pela Fé.
• Antropocentrismo e Humanismo: Valorizando
  o talento a capacidade , a criatividade e a
  inteligência.
  – Valorizava e glorificava o homem.
• Inspiração na Cultura Clássica: Inspiração em
  Sócrates, Aristóteles, Platão, Eurípedes
  (estudavam mas não copiavam).
Características:
• Individualismo e Otimismo: Exaltava-se o espírito
  de competição, o individualismo... Valorizando
  sua competência e a capacidade individual.
  – Otimista pois acreditavam na sua criatividade e no
    poder de realização.
• Naturalismo: Integração homem à natureza,
  colocava de lado o fantástico e o sobrenatural.
• Hedonismo: Busca dos prazeres materiais passou
  a ser uma constante.
• Realismo: Os artistas buscavam expressar a
  realidade com precisão.
Renascimento nas Artes Plásticas.
• Michelangelo (1475-1564) – Pintor, escultor e arquiteto.
  Trabalhou na pintura do teto da capela Sistina, no Vaticano.
  Para essa capela concebeu e realizou grande número de cenas
  do Antigo Testamento. Dentre tantas cenas, uma das mais
  conhecidas é a Criação do homem. Na escultura, usou da
  deformação da realidade para obter efeito trágico (Moisés,
  David e Pietà são as obras mais conhecidas).




                                               Michelangelo: A
                                               criação de Adão.
                                                Capela Sistina
Michelangelo: Moisés   Michelangelo: David,
, 1513–1515. Igreja    1501 - 1504.Galleria
de São Pedro                                  Michelangelo: Pietà, 1499. Basílica de
                       dell'Accademia,
Acorrentado, Roma.                            São Pedro, Vaticano.
                       Florença.
• Leonardo da Vinci (1452-1519) – Exemplo de gênio
  renascentista: pintor, escultor, músico, arquiteto, matemático
  e inventor. Foi possuidor de um espírito versátil capaz de
  pesquisar e realizar trabalhos nos mais variados campos do
  conhecimento humano. Idealizou vários projetos e engenhos
  mecânicos que se tornaram realidade no século XX
  (helicópteros, submarinos...) Na pintura, suas obras mais
  conhecidas são A Virgem dos Rochedos, A Última Ceia e
  Monalisa.




                                      Monalisa, 1503.
A Última Ceia, Leonardo Da Vinci




A Virgem dos Rochedos
1483-1486
• Rafael Sanzio (1483-1520) – Artista mais popular da sua
  época. Não possuía a preocupação intelectual de Leonardo da
  Vinci, nem as contradições de conteúdo emocional de
  Michelangelo. Preferia transferir para suas obras equilíbrio,
  doçura e piedade, glorificando a forma e a cor em si mesmas;
  expressava sentimentos religiosos.




   Escola de Atenas, 1509
Importância do Renascimento:
• O homem era capaz de explicar racionalmente
  os acontecimentos a sua volta.
• Houve mudanças de ideias que até então
  eram dadas como imutáveis.



                                 O Nascimento
                                 de Vénus ;
                                 de Sandro
                                 Botticelli.
Renascimento Científico:
– Devido as várias descobertas e invenções.

– Teoria Heliocêntrica (1543) de Nicolau Copérnico
  presente na obra “A revolução dos corpos celestes”
– Foi aprimorada por Kepler e Galileu.

– Estudo do Corpo Humano: O médico Holandês
  Andréas Vesalius lançou em 1543 o Livro “Anatomia
  Humana” que causou uma revolução na medicina.
Renascimento na Europa:
• Inglaterra:
   – Thomas Morus (1478-1535): resgatou a filosofia grega inspirado em
      Platão para escrever sua obra Utopia (uma sociedade ideal e justa,
      com a divisão da propriedade privada).
   – William Shekespeare (1564-1616): Intensa produção literária e muito
      influente na dramaturgia (Romeu e Julieta, Hamlet...)
• Holanda:
   – Erasmo de Rotterdam (1469-1536): Escreveu o Elogio da Loucura,
      criticando de maneira irônica o poder da Igreja.
• Espanha:
   – Miguel de Cervantes (1547-1616): Escreveu uma sátira criticando os
      valores tradicionais da nobreza medieval (Dom Quixote).
• Portugal:
   – Luís Vaz de Camões (1524-1580): publicou “Os Lusíadas” exaltando a
      história do reino português destacando as expedições marítimas e os
      descobrimentos.
Independente dos autores e de suas
respectivas nacionalidades, toda essa produção
literária expressava novos valores e uma nova
concepção do mundo e do homem, típicos dos
Renascimento Cultural.
          A literatura e a Arte produzida entre os
séculos XV e XVI retrataram as transformações
ideológicas e culturais que marcaram o contexto
histórico em que ocorreu o movimento
renascentista.




     A Dança Camponesa,
     Pieter Bruegel.
1ºano - Renascimento Cultural
Prof. Msc. Daniel Alves Bronstrup
       BLOG: profhistdaniel.blogspot.com
            @danielbronstrup
       facebook.com/daniel.alvesbronstrup

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A republica velha
A republica velhaA republica velha
A republica velha
Francielly Oliveira
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
Paulo Alexandre
 
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAINDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
Isabel Aguiar
 
Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
Fatima Freitas
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
joana71
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
Fabiana Tonsis
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Aulas de História
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
Douglas Barraqui
 
Uniao iberica slide
Uniao iberica slideUniao iberica slide
Uniao iberica slide
Isabel Aguiar
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
Nila Michele Bastos Santos
 
Brasil Império: Primeiro Reinado (1822-1831)
Brasil Império:   Primeiro Reinado (1822-1831)Brasil Império:   Primeiro Reinado (1822-1831)
Brasil Império: Primeiro Reinado (1822-1831)
Edenilson Morais
 
As Grandes Navegações
As Grandes NavegaçõesAs Grandes Navegações
As Grandes Navegações
Henrique Tobal Jr.
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
Ramiro Bicca
 
Crise do sistema colonial
Crise do sistema colonialCrise do sistema colonial
Crise do sistema colonial
Edenilson Morais
 
Aula 10 renascimento e humanismo
Aula 10   renascimento e humanismoAula 10   renascimento e humanismo
Aula 10 renascimento e humanismo
Profdaltonjunior
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Edenilson Morais
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
Nefer19
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
Edenilson Morais
 
Revolução francesa 8º
Revolução francesa 8ºRevolução francesa 8º
Revolução francesa 8º
Vagner Roberto
 
Reformas religiosas
Reformas religiosasReformas religiosas
Reformas religiosas
Nelson Faustino
 

Mais procurados (20)

A republica velha
A republica velhaA republica velha
A republica velha
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAINDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
 
Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Uniao iberica slide
Uniao iberica slideUniao iberica slide
Uniao iberica slide
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
Brasil Império: Primeiro Reinado (1822-1831)
Brasil Império:   Primeiro Reinado (1822-1831)Brasil Império:   Primeiro Reinado (1822-1831)
Brasil Império: Primeiro Reinado (1822-1831)
 
As Grandes Navegações
As Grandes NavegaçõesAs Grandes Navegações
As Grandes Navegações
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
 
Crise do sistema colonial
Crise do sistema colonialCrise do sistema colonial
Crise do sistema colonial
 
Aula 10 renascimento e humanismo
Aula 10   renascimento e humanismoAula 10   renascimento e humanismo
Aula 10 renascimento e humanismo
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
Revolução francesa 8º
Revolução francesa 8ºRevolução francesa 8º
Revolução francesa 8º
 
Reformas religiosas
Reformas religiosasReformas religiosas
Reformas religiosas
 

Semelhante a 1ºano - Renascimento Cultural

Renascimento Artístico Cultural - 7º ano
Renascimento Artístico Cultural - 7º anoRenascimento Artístico Cultural - 7º ano
Renascimento Artístico Cultural - 7º ano
7 de Setembro
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
Daniel Alves Bronstrup
 
1anorenascimentocultural 121119130552-phpapp01
1anorenascimentocultural 121119130552-phpapp011anorenascimentocultural 121119130552-phpapp01
1anorenascimentocultural 121119130552-phpapp01
Rodrigo Magalhães
 
Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
Patrick Von Braun
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
Edenilson Morais
 
Renascimento Cultural - Prof. Altair Aguilar
Renascimento Cultural - Prof. Altair AguilarRenascimento Cultural - Prof. Altair Aguilar
Renascimento Cultural - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Renascimento show de bola
Renascimento show de bolaRenascimento show de bola
Renascimento show de bola
mundica broda
 
Renascimento cultural 1
Renascimento cultural 1Renascimento cultural 1
Renascimento cultural 1
Damião Fagundes
 
Renascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientificoRenascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientifico
Marcelo Ferreira Boia
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento 120628154736-phpapp01
Renascimento 120628154736-phpapp01Renascimento 120628154736-phpapp01
Renascimento 120628154736-phpapp01
marlete andrade
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
secretaria estadual de educação
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Murilo Benevides
 
Renascimento cultural (cap.8)
Renascimento cultural (cap.8)Renascimento cultural (cap.8)
Renascimento cultural (cap.8)
Wilton Moretto
 
Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
Claudenilson da Silva
 
Renascimento cultural2
Renascimento cultural2Renascimento cultural2
Renascimento cultural2
Claudia Lazarini
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
Jorge Basílio
 
História da Arte
História da ArteHistória da Arte
História da Arte
Marco Silva
 

Semelhante a 1ºano - Renascimento Cultural (20)

Renascimento Artístico Cultural - 7º ano
Renascimento Artístico Cultural - 7º anoRenascimento Artístico Cultural - 7º ano
Renascimento Artístico Cultural - 7º ano
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
1anorenascimentocultural 121119130552-phpapp01
1anorenascimentocultural 121119130552-phpapp011anorenascimentocultural 121119130552-phpapp01
1anorenascimentocultural 121119130552-phpapp01
 
Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
Renascimento Cultural - Prof. Altair Aguilar
Renascimento Cultural - Prof. Altair AguilarRenascimento Cultural - Prof. Altair Aguilar
Renascimento Cultural - Prof. Altair Aguilar
 
Renascimento show de bola
Renascimento show de bolaRenascimento show de bola
Renascimento show de bola
 
Renascimento cultural 1
Renascimento cultural 1Renascimento cultural 1
Renascimento cultural 1
 
Renascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientificoRenascimento cultural e cientifico
Renascimento cultural e cientifico
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Renascimento 120628154736-phpapp01
Renascimento 120628154736-phpapp01Renascimento 120628154736-phpapp01
Renascimento 120628154736-phpapp01
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Renascimento cultural (cap.8)
Renascimento cultural (cap.8)Renascimento cultural (cap.8)
Renascimento cultural (cap.8)
 
Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
 
Renascimento cultural2
Renascimento cultural2Renascimento cultural2
Renascimento cultural2
 
Renascimento cultural
Renascimento culturalRenascimento cultural
Renascimento cultural
 
História da Arte
História da ArteHistória da Arte
História da Arte
 

Mais de Daniel Alves Bronstrup

Idade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptxIdade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptx
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas
Daniel Alves Bronstrup
 
2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa
Daniel Alves Bronstrup
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
Daniel Alves Bronstrup
 
2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira
Daniel Alves Bronstrup
 
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Daniel Alves Bronstrup
 
2º ano - iluminismo
2º ano -  iluminismo2º ano -  iluminismo
2º ano - iluminismo
Daniel Alves Bronstrup
 
1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia
Daniel Alves Bronstrup
 
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Resumão do 3ão -  Alta Idade MédiaResumão do 3ão -  Alta Idade Média
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial
Daniel Alves Bronstrup
 
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
Daniel Alves Bronstrup
 
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana 3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana
Daniel Alves Bronstrup
 

Mais de Daniel Alves Bronstrup (20)

Idade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptxIdade media - Feudalismo.pptx
Idade media - Feudalismo.pptx
 
2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado2º ano - Brasil segundo reinado
2º ano - Brasil segundo reinado
 
3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil3ºano ditadura e democracia no brasil
3ºano ditadura e democracia no brasil
 
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado2º ANO - Independência e Primeiro reinado
2º ANO - Independência e Primeiro reinado
 
2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas2º ano - Período Regencial e Revoltas
2º ano - Período Regencial e Revoltas
 
2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa2ºano - Revolução Francesa
2ºano - Revolução Francesa
 
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E IDEOLOGIAS DO SEC. XIX.
 
2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira2ano - Inconfidência Mineira
2ano - Inconfidência Mineira
 
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
Brasil Colônia: Ciclo do Ouro.
 
2º ano - iluminismo
2º ano -  iluminismo2º ano -  iluminismo
2º ano - iluminismo
 
1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia1º ano E.M. - Mesopotâmia
1º ano E.M. - Mesopotâmia
 
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
Resumão do 3ão -  Alta Idade MédiaResumão do 3ão -  Alta Idade Média
Resumão do 3ão - Alta Idade Média
 
3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado3ão - Brasil Segundo Reinado
3ão - Brasil Segundo Reinado
 
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
3ºano - Revolução Industrial e Ideologias do Séc. XIX
 
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
3º ano Revolução Francesa e outros movimentos franceses.
 
3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial3º ano Período Regencial
3º ano Período Regencial
 
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
3ºão ano - Família Real, Independência e Primeiro Reinado.
 
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
3ão Resumão - Iluminismo - Rev Inglesa
 
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
3º ano - Mineração, expansão territorial e escravidão.
 
3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana 3º ano - Civilização Romana
3º ano - Civilização Romana
 

1ºano - Renascimento Cultural

  • 1. RENASCIMENTO CULTURAL. Conjunto de manifestações artísticas, filosóficas, Homem Vitruviano, Leonardo da Vinci. científicas ocorridas na transição da Idade Média para a Idade Moderna.
  • 2. ÉPOCA DE TRANSFORMAÇÕES... • Economia mercantil; • Crescimento das cidades; • Fortalecimento da Burguesia. • Renascimento: Movimento Cultural. • Humanismo: Movimento Intelectual. Amor Sagrado e profano; de Vecellio Tiziano.
  • 3. Itália como palco: • A riqueza das cidades italianas: Gênova, Veneza, Florença, Milão e Roma. • Forte presença da cultura Clássica: a Itália foi a sede do Império Romano. • Mecenato: Famílias ricas e poderosas que financiavam os artistas e intelectuais renascentistas para se projetarem socialmente. • Sábios Bizantinos: em 1453, Constantinopla foi invadida pelos Turcos Otomanos e os sábios fugiram para a Itália levando acervos sobre a cultura grega.
  • 4. A Cultura Renascentista: • Burguesa e Humanista: – Divulgava novas ideias e valores identificados com o estilo de vida burguês e urbano. • Sem influência no mundo rural. • Uma cultura laica, não centrada na Igreja e nos valores religiosos. Agora seria uma cultura Racional e Científica.
  • 5. Características: • Racionalismo: Tudo teria uma explicação lógica, e não só pela Fé. • Antropocentrismo e Humanismo: Valorizando o talento a capacidade , a criatividade e a inteligência. – Valorizava e glorificava o homem. • Inspiração na Cultura Clássica: Inspiração em Sócrates, Aristóteles, Platão, Eurípedes (estudavam mas não copiavam).
  • 6. Características: • Individualismo e Otimismo: Exaltava-se o espírito de competição, o individualismo... Valorizando sua competência e a capacidade individual. – Otimista pois acreditavam na sua criatividade e no poder de realização. • Naturalismo: Integração homem à natureza, colocava de lado o fantástico e o sobrenatural. • Hedonismo: Busca dos prazeres materiais passou a ser uma constante. • Realismo: Os artistas buscavam expressar a realidade com precisão.
  • 7. Renascimento nas Artes Plásticas. • Michelangelo (1475-1564) – Pintor, escultor e arquiteto. Trabalhou na pintura do teto da capela Sistina, no Vaticano. Para essa capela concebeu e realizou grande número de cenas do Antigo Testamento. Dentre tantas cenas, uma das mais conhecidas é a Criação do homem. Na escultura, usou da deformação da realidade para obter efeito trágico (Moisés, David e Pietà são as obras mais conhecidas). Michelangelo: A criação de Adão. Capela Sistina
  • 8. Michelangelo: Moisés Michelangelo: David, , 1513–1515. Igreja 1501 - 1504.Galleria de São Pedro Michelangelo: Pietà, 1499. Basílica de dell'Accademia, Acorrentado, Roma. São Pedro, Vaticano. Florença.
  • 9. • Leonardo da Vinci (1452-1519) – Exemplo de gênio renascentista: pintor, escultor, músico, arquiteto, matemático e inventor. Foi possuidor de um espírito versátil capaz de pesquisar e realizar trabalhos nos mais variados campos do conhecimento humano. Idealizou vários projetos e engenhos mecânicos que se tornaram realidade no século XX (helicópteros, submarinos...) Na pintura, suas obras mais conhecidas são A Virgem dos Rochedos, A Última Ceia e Monalisa. Monalisa, 1503.
  • 10. A Última Ceia, Leonardo Da Vinci A Virgem dos Rochedos 1483-1486
  • 11. • Rafael Sanzio (1483-1520) – Artista mais popular da sua época. Não possuía a preocupação intelectual de Leonardo da Vinci, nem as contradições de conteúdo emocional de Michelangelo. Preferia transferir para suas obras equilíbrio, doçura e piedade, glorificando a forma e a cor em si mesmas; expressava sentimentos religiosos. Escola de Atenas, 1509
  • 12. Importância do Renascimento: • O homem era capaz de explicar racionalmente os acontecimentos a sua volta. • Houve mudanças de ideias que até então eram dadas como imutáveis. O Nascimento de Vénus ; de Sandro Botticelli.
  • 13. Renascimento Científico: – Devido as várias descobertas e invenções. – Teoria Heliocêntrica (1543) de Nicolau Copérnico presente na obra “A revolução dos corpos celestes” – Foi aprimorada por Kepler e Galileu. – Estudo do Corpo Humano: O médico Holandês Andréas Vesalius lançou em 1543 o Livro “Anatomia Humana” que causou uma revolução na medicina.
  • 14. Renascimento na Europa: • Inglaterra: – Thomas Morus (1478-1535): resgatou a filosofia grega inspirado em Platão para escrever sua obra Utopia (uma sociedade ideal e justa, com a divisão da propriedade privada). – William Shekespeare (1564-1616): Intensa produção literária e muito influente na dramaturgia (Romeu e Julieta, Hamlet...) • Holanda: – Erasmo de Rotterdam (1469-1536): Escreveu o Elogio da Loucura, criticando de maneira irônica o poder da Igreja. • Espanha: – Miguel de Cervantes (1547-1616): Escreveu uma sátira criticando os valores tradicionais da nobreza medieval (Dom Quixote). • Portugal: – Luís Vaz de Camões (1524-1580): publicou “Os Lusíadas” exaltando a história do reino português destacando as expedições marítimas e os descobrimentos.
  • 15. Independente dos autores e de suas respectivas nacionalidades, toda essa produção literária expressava novos valores e uma nova concepção do mundo e do homem, típicos dos Renascimento Cultural. A literatura e a Arte produzida entre os séculos XV e XVI retrataram as transformações ideológicas e culturais que marcaram o contexto histórico em que ocorreu o movimento renascentista. A Dança Camponesa, Pieter Bruegel.
  • 17. Prof. Msc. Daniel Alves Bronstrup BLOG: profhistdaniel.blogspot.com @danielbronstrup facebook.com/daniel.alvesbronstrup