SlideShare uma empresa Scribd logo
Embalagens de Alimentos DA PROTEÇÃO À EDUCAÇÃO
“ Ao criar o homem, Deus deu ao mundo, a primeira aula sobre tecnologia de embalagens, pois o corpo humano é um verdadeiro sistema de acondicionamentos rígidos e flexíveis, protegendo órgãos, tecidos, vasos e nervos.”
Histórico Anos 50  – as mercadorias eram comercializadas a granel. Anos 70  – início da produção de embalagens. Aparecimento dos supermercados e sistemas self-service. Anos 80  – as indústrias passam a colaborar com o desenvolvimento de embalagens, surgindo novos materiais e processos. Anos 90  – predomínio dos sistemas de embalagens, ampliando e diversificando o setor. Hoje –  desenvolvimento baseado em proteção ambiental.
Funções da Embalagem As embalagens, anteriormente, usadas somente para a proteção física, hoje acumula diversas funções: Proteger o alimento; Favorecer os meios de conservação; Evitar contatos inconvenientes; Melhorar a apresentação; Possibilitar melhor observação do produto; Favorecer o acesso ao produto; Facilitar o transporte; Educar o consumidor.
Materiais de Embalagem Materiais Plásticos Ex.: PET. Metálicos Ex.: Flandres. Vidro Ex.: Copo de requeijão. Celulósico Ex.: Celofane, papéis cartonados.
Tipos de Embalagens Embalagens encolhíveis                                
Tipos de Embalagens Embalagens “one-way”                                
Tipos de Embalagens Embalagens tipo família
Tipos de Embalagens Embalagens cortesia
Vernizes para Embalagens Nas embalagens metálicas, são aplicados vernizes orgânicos que evitam o contato entre o alimento e o metal. Existem mais de 350 tipos de revestimentos. Os vernizes são inócuos, por isso não devem: Trazer prejuízos à saúde; Transferir odor, sabor ou cor ao produto; Se degradar com o tempo.
Rotulagem Existem diversas legislações específicas para rotulagem de alimentos, sendo as mais utilizadas: RDC n°259/02 – ANVISA Regulamentação sobre rotulagem em geral. RDC n°360/03 – ANVISA Regulamentação sobre rotulagem nutricional.
Rotulagem No rótulo deve conter: Denominação de venda : Achocolatado em pó. Lista de Ingredientes : Açúcar, cacau, extrato de malte, sal, leite em pós desnatado, soro de leite em pó, vitaminas (A, B1, B2, B6, C, D3, PP), estabilizante lecitina de soja e aromatizantes. Contém glúten. Conteúdo Líquido : 400g
Rotulagem Identificação da origem (razão social, endereço do fabricante, produtor ou distribuidor, país e cidade de origem): PEPSICO DO BRASIL LTDA Rod. Presidente Dutra, Km 219,6 – Guarulhos – SP CNPJ 31.565.104/0276-10 Indústria Brasileira
Rotulagem Número de registro no órgão competente: Reg. MS 4.0334.0176 Identificação do Lote: L2  03:55 Prazo de Validade: 01/03/06
Rotulagem Instruções sobre o preparo e uso dos alimentos, cuidados: Modo de preparo: Adicione 2 colheres (sopa) de Toddy (aproximadamente 25g) em 1 copo de leite (aproximadamente 200ml) frio ou quente. Adoce a gosto. Mantenha a embalagem sempre bem fechada em local fresco e arejado. Código de Barras 7894321711263
Rotulagem
Informação Nutricional Assim como ocorre com os alimentos  in natura , os alimentos industrializados não devem ser consumidos sem critério de seleção.  A informação nutricional é uma ferramenta eficiente para análise do nível de nutrientes no alimento, dando ao consumidor a oportunidade de escolher por um alimento mais “saudável” do que outro.
Informação Nutricional A legislação não permite o mascaramento do alimento, adicionando-se à ele nutrientes artificiais. Ex.: adicionar vitamina C em polpa de frutas,
Informação Nutricional Como se determina a informação nutricional? Dois métodos: Cálculo baseado na literatura; Análise em laboratório.
Informação Nutricional Cálculo Cada ingrediente possui a sua informação nutricional independente; Para se determinar a informação do produto, junta-se, proporcionalmente, a informação de cada ingrediente.
Informação Nutricional - Cálculo
Informação - Rótulo
Informação Nutricional Análise Laboratorial Proteínas - Kjeldahl Gorduras Totais - Extração Gorduras Saturadas Gorduras Insaturadas Gorduras Monoinsaturadas Gorduras Poliinsaturadas Gorduras Trans Colesterol Fibra Alimentar - enzimático
Informação Nutricional Análise Laboratorial Sódio e Potássio – Fotometria de Chama Ferro – Espectrofotometria Carboidratos – Diferença Valor Calórico – Cálculo ou Calorímetro Valor Calórico =  9 x (teor de gordura) + 4 x (carboidrato) + 4 x (proteínas)
Nutrição x Industrialização A industrialização de alimentos veio trazer praticidade e conveniência a sociedade. Proporcionando ao consumidor, todos os tipos de alimentos imagináveis durante todo o ano, acabando com as fronteiras do mundo. Estes produtos, porém, vêm cada vez mais assumindo o lugar de alimentos  in natura  muito mais saudáveis do que os industrializados.
Nutrição x Industrialização O maior efeito negativo sobre os alimentos, mais especificamente sobre os nutrientes, é o processo térmico. No tratamento térmico são empregadas altas temperaturas, dependendo do alimento, a fim de se eliminar os microrganismos presentes.
Nutrição x Industrialização Este tratamento, por muitas vezes, é tão drástico que acaba por eliminar grande parte dos  nutrientes. Ex.: Latas pequenas (121°C, 15min) Latas grandes (140°C, 60min) Leite Pasteurizado (72°C, 15s) Leite UHT (105°C, 4s)
Fraudes em Rotulagem Valor declarado no rótulo Gorduras 6g/100g Carboidratos 50g/100g Calorias 288kcal/100g Sódio 370mg/100g Valores Encontrados Gorduras 32g/100g Carboidratos 85g/100g Calorias 570kcal/100g Sódio 10mg/100g
Aditivos Os aditivos são muito utilizados, pois além de reduzir o tratamento térmico, contribui com outras funções.
Aditivos Tipos de aditivos: Acidulante; Antiespumante; Antioxidante; Antiumectante; Conservador; Corante; Edulcorante; Espessante; Espumífero; Estabilizantes; Aromatizante; Umectante.
Aditivos Acidulantes Torna o alimento ácido Ácido Cítrico; Ácido Fosfórico; Ácido Lático.
Aditivos Antioxidante Retarda a oxidação de componentes do alimento. Ácido Ascórbico Ácido Cítrico BTH BHA
Aditivos Conservador Evita crescimento de microrganismos, atividade enzimática. Benzoato de sódio Sorbato de Sódio Bissulfito de Sódio Metabissulfitos de Sódio e Potássio Nitratos e Nitritos
Aditivos Corantes Conferem cor ao alimento. Orgânicos Açafrão Caramelo Etc Sintéticos Amarelo crepúsculo Tartazina Etc.
Aditivos Edulcorantes Conferem sabor doce ao alimento Sacarina Ciclamato Aspartame
Aditivos Estabilizantes Asseguram as características físicas das emulsões e das suspensões. Agar Alginatos Amido Modificado CMC Citrato de Sódio Gomas Lecitina
Aditivos Aromatizantes Conferem ou intensificam o sabor dos alimentos Essências artificiais Essências naturais
Aditivos “ Os aditivos aprovados pelo governo, foram amplamente testados em relação a seus graus de toxidez e em doses em larga margem de segurança.”  Com o consumo muito alto de alimentos industrializados, juntamente estamos consumindo uma grande quantidade de aditivos. Por isso, são necessários testes atuais sobre a quantidade ideal de consumo.
Aditivos Exemplos de reações adversas com o uso de aditivos: Corantes azóicos – possuem dupla ligação  –N=N (altamente cancerígeno) Corante azul brilhante – sarcômas e fibrosarcômas, podem ser produzidos na pele. Brometo de potássio é cumulativo, ocupando o lugar do cloro que é eliminado pelo organismo.
Conclusão A embalagem possui diversas funções, porém a mais importante para o consumidor é a informação que ela pode trazer do produto. Por isso, devemos sempre ler o rótulo antes de adquirir o alimento. Uso de produtos industrializados deve ser controlado, pois o excesso de aditivos químicos no organismo pode levar a diversas doenças, desde uma leve reação alérgica até a morte.
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Jaqueline Almeida
 
Rotulagem de Alimentos
Rotulagem de AlimentosRotulagem de Alimentos
Rotulagem de Alimentos
luiana
 
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos netMicrobiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Ana Paula Alves
 
Branqueamento
BranqueamentoBranqueamento
Branqueamento
Anderson Formiga
 
Embalagem para alimentos
Embalagem para alimentosEmbalagem para alimentos
Embalagem para alimentos
Ernane Nogueira Nunes
 
Tecnologia de carnes
Tecnologia de carnesTecnologia de carnes
Tecnologia de carnes
Alvaro Galdos
 
Tecnologia do leite
Tecnologia do leiteTecnologia do leite
Tecnologia do leite
Alvaro Galdos
 
tecnologia alimentos
tecnologia alimentostecnologia alimentos
tecnologia alimentos
Rudy Altamirano Ruiz
 
Segurança alimentar
Segurança alimentarSegurança alimentar
Segurança alimentar
Maria João Damas Carvalho
 
Definição, classificação, composição e conservação aula 2
Definição, classificação, composição e conservação aula 2Definição, classificação, composição e conservação aula 2
Definição, classificação, composição e conservação aula 2
UERGS
 
Tecnologia de vegetais
Tecnologia de vegetaisTecnologia de vegetais
Tecnologia de vegetais
Alvaro Galdos
 
TRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENSTRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENS
Demi Lee
 
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
Jaqueline Almeida
 
Aula 1 introdução tpoa
Aula 1   introdução tpoaAula 1   introdução tpoa
Aula 1 introdução tpoa
JosyeGirllan Viana
 
Leite e derivados
Leite e derivadosLeite e derivados
Leite e derivados
Sandra Semedo
 
Segurança Alimentar de Produtos de Origem Animal – POA
Segurança Alimentar de Produtos de Origem Animal – POASegurança Alimentar de Produtos de Origem Animal – POA
Segurança Alimentar de Produtos de Origem Animal – POA
Ministério Público de Santa Catarina
 
Análise sensorial de alimentos
Análise sensorial de alimentosAnálise sensorial de alimentos
Análise sensorial de alimentos
Roberta Juliano Ramos
 
Produtos de pescado
Produtos de pescadoProdutos de pescado
Produtos de pescado
Nicolli Fort
 
Embalagens cárneas - princípios e práticas
Embalagens cárneas - princípios e práticasEmbalagens cárneas - princípios e práticas
Embalagens cárneas - princípios e práticas
Mariana Manfroi Fuzinatto
 
Matérias ..
Matérias ..Matérias ..
Matérias ..
escolajoseaniceto
 

Mais procurados (20)

Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
 
Rotulagem de Alimentos
Rotulagem de AlimentosRotulagem de Alimentos
Rotulagem de Alimentos
 
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos netMicrobiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
Microbiologia dos alimentos fatores intrinsecos e extrinsecos net
 
Branqueamento
BranqueamentoBranqueamento
Branqueamento
 
Embalagem para alimentos
Embalagem para alimentosEmbalagem para alimentos
Embalagem para alimentos
 
Tecnologia de carnes
Tecnologia de carnesTecnologia de carnes
Tecnologia de carnes
 
Tecnologia do leite
Tecnologia do leiteTecnologia do leite
Tecnologia do leite
 
tecnologia alimentos
tecnologia alimentostecnologia alimentos
tecnologia alimentos
 
Segurança alimentar
Segurança alimentarSegurança alimentar
Segurança alimentar
 
Definição, classificação, composição e conservação aula 2
Definição, classificação, composição e conservação aula 2Definição, classificação, composição e conservação aula 2
Definição, classificação, composição e conservação aula 2
 
Tecnologia de vegetais
Tecnologia de vegetaisTecnologia de vegetais
Tecnologia de vegetais
 
TRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENSTRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENS
 
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
 
Aula 1 introdução tpoa
Aula 1   introdução tpoaAula 1   introdução tpoa
Aula 1 introdução tpoa
 
Leite e derivados
Leite e derivadosLeite e derivados
Leite e derivados
 
Segurança Alimentar de Produtos de Origem Animal – POA
Segurança Alimentar de Produtos de Origem Animal – POASegurança Alimentar de Produtos de Origem Animal – POA
Segurança Alimentar de Produtos de Origem Animal – POA
 
Análise sensorial de alimentos
Análise sensorial de alimentosAnálise sensorial de alimentos
Análise sensorial de alimentos
 
Produtos de pescado
Produtos de pescadoProdutos de pescado
Produtos de pescado
 
Embalagens cárneas - princípios e práticas
Embalagens cárneas - princípios e práticasEmbalagens cárneas - princípios e práticas
Embalagens cárneas - princípios e práticas
 
Matérias ..
Matérias ..Matérias ..
Matérias ..
 

Destaque

Rotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalRotulagem Nutricional
Rotulagem Nutricional
Erika Daniela
 
Rotulagem nutricional anvisa
Rotulagem nutricional   anvisaRotulagem nutricional   anvisa
Rotulagem nutricional anvisa
Totimura
 
Rotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalRotulagem Nutricional
Rotulagem Nutricional
Erika Daniela
 
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentosPalestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
JGOMES1973
 
Embalagens de vidro
Embalagens de vidroEmbalagens de vidro
Embalagens de vidro
andreiafaion
 
Embalagem dos produtos
Embalagem dos produtosEmbalagem dos produtos
Embalagem dos produtos
tiaguinho1
 
Embalagens para Alimentos
Embalagens para AlimentosEmbalagens para Alimentos
Embalagens para Alimentos
Erivan Witamar
 
Rotulagem
RotulagemRotulagem
Rotulagem
00199600
 
Embalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funçõesEmbalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funções
Ubaldo Costa
 
Tipos de Embalagens
Tipos de EmbalagensTipos de Embalagens
Tipos de Embalagens
Willian dos Santos Abreu
 

Destaque (10)

Rotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalRotulagem Nutricional
Rotulagem Nutricional
 
Rotulagem nutricional anvisa
Rotulagem nutricional   anvisaRotulagem nutricional   anvisa
Rotulagem nutricional anvisa
 
Rotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalRotulagem Nutricional
Rotulagem Nutricional
 
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentosPalestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
 
Embalagens de vidro
Embalagens de vidroEmbalagens de vidro
Embalagens de vidro
 
Embalagem dos produtos
Embalagem dos produtosEmbalagem dos produtos
Embalagem dos produtos
 
Embalagens para Alimentos
Embalagens para AlimentosEmbalagens para Alimentos
Embalagens para Alimentos
 
Rotulagem
RotulagemRotulagem
Rotulagem
 
Embalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funçõesEmbalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funções
 
Tipos de Embalagens
Tipos de EmbalagensTipos de Embalagens
Tipos de Embalagens
 

Semelhante a Embalagens de Alimentos

Aditivos Quimicos
Aditivos QuimicosAditivos Quimicos
Aditivos Quimicos
Isabel Vitória
 
Aditivos Alimentares
Aditivos Alimentares Aditivos Alimentares
Aditivos Alimentares
João Pedro Rodrigues
 
Resumo Aditivos.docx
Resumo Aditivos.docxResumo Aditivos.docx
Resumo Aditivos.docx
Dione Mendes
 
Rotulagem codeagro2
Rotulagem codeagro2Rotulagem codeagro2
Rotulagem codeagro2
Agricultura Sao Paulo
 
Comida saudável que nos pode matar
Comida saudável que nos pode matarComida saudável que nos pode matar
Comida saudável que nos pode matar
Teresa Batista
 
Guia de bolso compras apn
Guia de bolso compras apnGuia de bolso compras apn
Guia de bolso compras apn
amorimpatricia
 
Guiadebolso
GuiadebolsoGuiadebolso
guias alimentares.pdf
guias alimentares.pdfguias alimentares.pdf
guias alimentares.pdf
AmandaMota53
 
QuíM. De Alim. I Aditivos QuíMicos
QuíM. De Alim. I   Aditivos QuíMicosQuíM. De Alim. I   Aditivos QuíMicos
QuíM. De Alim. I Aditivos QuíMicos
Ricardo Stefani
 
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentosNutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Portugal
 
Semaforo nutricional
Semaforo nutricionalSemaforo nutricional
Semaforo nutricional
Karlla Costa
 
Alimentacao saudavel
Alimentacao saudavelAlimentacao saudavel
Alimentacao saudavel
ind0086
 
Ebook semaforo nutricional
Ebook semaforo nutricionalEbook semaforo nutricional
Ebook semaforo nutricional
Licínia Simões
 
Apresentação.pptx mario rocha
 Apresentação.pptx mario rocha Apresentação.pptx mario rocha
Apresentação.pptx mario rocha
mariolobo
 
Apresentação.pptx mario rocha
 Apresentação.pptx mario rocha Apresentação.pptx mario rocha
Apresentação.pptx mario rocha
mariolobo
 
Apresentação.pptx mario rocha
 Apresentação.pptx mario rocha Apresentação.pptx mario rocha
Apresentação.pptx mario rocha
mariolobo
 
Apresentação.pptx mario rocha
 Apresentação.pptx mario rocha Apresentação.pptx mario rocha
Apresentação.pptx mario rocha
mariolobo
 
poa
poapoa
ALIMENTOS ORGÂNICOS um guia para o consumidor consciente
ALIMENTOS ORGÂNICOS um guia para o consumidor conscienteALIMENTOS ORGÂNICOS um guia para o consumidor consciente
ALIMENTOS ORGÂNICOS um guia para o consumidor consciente
Dr. Benevenuto
 
Publi alimentos
Publi alimentos Publi alimentos
Publi alimentos
Keylla Tayne
 

Semelhante a Embalagens de Alimentos (20)

Aditivos Quimicos
Aditivos QuimicosAditivos Quimicos
Aditivos Quimicos
 
Aditivos Alimentares
Aditivos Alimentares Aditivos Alimentares
Aditivos Alimentares
 
Resumo Aditivos.docx
Resumo Aditivos.docxResumo Aditivos.docx
Resumo Aditivos.docx
 
Rotulagem codeagro2
Rotulagem codeagro2Rotulagem codeagro2
Rotulagem codeagro2
 
Comida saudável que nos pode matar
Comida saudável que nos pode matarComida saudável que nos pode matar
Comida saudável que nos pode matar
 
Guia de bolso compras apn
Guia de bolso compras apnGuia de bolso compras apn
Guia de bolso compras apn
 
Guiadebolso
GuiadebolsoGuiadebolso
Guiadebolso
 
guias alimentares.pdf
guias alimentares.pdfguias alimentares.pdf
guias alimentares.pdf
 
QuíM. De Alim. I Aditivos QuíMicos
QuíM. De Alim. I   Aditivos QuíMicosQuíM. De Alim. I   Aditivos QuíMicos
QuíM. De Alim. I Aditivos QuíMicos
 
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentosNutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
 
Semaforo nutricional
Semaforo nutricionalSemaforo nutricional
Semaforo nutricional
 
Alimentacao saudavel
Alimentacao saudavelAlimentacao saudavel
Alimentacao saudavel
 
Ebook semaforo nutricional
Ebook semaforo nutricionalEbook semaforo nutricional
Ebook semaforo nutricional
 
Apresentação.pptx mario rocha
 Apresentação.pptx mario rocha Apresentação.pptx mario rocha
Apresentação.pptx mario rocha
 
Apresentação.pptx mario rocha
 Apresentação.pptx mario rocha Apresentação.pptx mario rocha
Apresentação.pptx mario rocha
 
Apresentação.pptx mario rocha
 Apresentação.pptx mario rocha Apresentação.pptx mario rocha
Apresentação.pptx mario rocha
 
Apresentação.pptx mario rocha
 Apresentação.pptx mario rocha Apresentação.pptx mario rocha
Apresentação.pptx mario rocha
 
poa
poapoa
poa
 
ALIMENTOS ORGÂNICOS um guia para o consumidor consciente
ALIMENTOS ORGÂNICOS um guia para o consumidor conscienteALIMENTOS ORGÂNICOS um guia para o consumidor consciente
ALIMENTOS ORGÂNICOS um guia para o consumidor consciente
 
Publi alimentos
Publi alimentos Publi alimentos
Publi alimentos
 

Embalagens de Alimentos

  • 1. Embalagens de Alimentos DA PROTEÇÃO À EDUCAÇÃO
  • 2. “ Ao criar o homem, Deus deu ao mundo, a primeira aula sobre tecnologia de embalagens, pois o corpo humano é um verdadeiro sistema de acondicionamentos rígidos e flexíveis, protegendo órgãos, tecidos, vasos e nervos.”
  • 3. Histórico Anos 50 – as mercadorias eram comercializadas a granel. Anos 70 – início da produção de embalagens. Aparecimento dos supermercados e sistemas self-service. Anos 80 – as indústrias passam a colaborar com o desenvolvimento de embalagens, surgindo novos materiais e processos. Anos 90 – predomínio dos sistemas de embalagens, ampliando e diversificando o setor. Hoje – desenvolvimento baseado em proteção ambiental.
  • 4. Funções da Embalagem As embalagens, anteriormente, usadas somente para a proteção física, hoje acumula diversas funções: Proteger o alimento; Favorecer os meios de conservação; Evitar contatos inconvenientes; Melhorar a apresentação; Possibilitar melhor observação do produto; Favorecer o acesso ao produto; Facilitar o transporte; Educar o consumidor.
  • 5. Materiais de Embalagem Materiais Plásticos Ex.: PET. Metálicos Ex.: Flandres. Vidro Ex.: Copo de requeijão. Celulósico Ex.: Celofane, papéis cartonados.
  • 6. Tipos de Embalagens Embalagens encolhíveis                                
  • 7. Tipos de Embalagens Embalagens “one-way”                                
  • 8. Tipos de Embalagens Embalagens tipo família
  • 9. Tipos de Embalagens Embalagens cortesia
  • 10. Vernizes para Embalagens Nas embalagens metálicas, são aplicados vernizes orgânicos que evitam o contato entre o alimento e o metal. Existem mais de 350 tipos de revestimentos. Os vernizes são inócuos, por isso não devem: Trazer prejuízos à saúde; Transferir odor, sabor ou cor ao produto; Se degradar com o tempo.
  • 11. Rotulagem Existem diversas legislações específicas para rotulagem de alimentos, sendo as mais utilizadas: RDC n°259/02 – ANVISA Regulamentação sobre rotulagem em geral. RDC n°360/03 – ANVISA Regulamentação sobre rotulagem nutricional.
  • 12. Rotulagem No rótulo deve conter: Denominação de venda : Achocolatado em pó. Lista de Ingredientes : Açúcar, cacau, extrato de malte, sal, leite em pós desnatado, soro de leite em pó, vitaminas (A, B1, B2, B6, C, D3, PP), estabilizante lecitina de soja e aromatizantes. Contém glúten. Conteúdo Líquido : 400g
  • 13. Rotulagem Identificação da origem (razão social, endereço do fabricante, produtor ou distribuidor, país e cidade de origem): PEPSICO DO BRASIL LTDA Rod. Presidente Dutra, Km 219,6 – Guarulhos – SP CNPJ 31.565.104/0276-10 Indústria Brasileira
  • 14. Rotulagem Número de registro no órgão competente: Reg. MS 4.0334.0176 Identificação do Lote: L2 03:55 Prazo de Validade: 01/03/06
  • 15. Rotulagem Instruções sobre o preparo e uso dos alimentos, cuidados: Modo de preparo: Adicione 2 colheres (sopa) de Toddy (aproximadamente 25g) em 1 copo de leite (aproximadamente 200ml) frio ou quente. Adoce a gosto. Mantenha a embalagem sempre bem fechada em local fresco e arejado. Código de Barras 7894321711263
  • 17. Informação Nutricional Assim como ocorre com os alimentos in natura , os alimentos industrializados não devem ser consumidos sem critério de seleção. A informação nutricional é uma ferramenta eficiente para análise do nível de nutrientes no alimento, dando ao consumidor a oportunidade de escolher por um alimento mais “saudável” do que outro.
  • 18. Informação Nutricional A legislação não permite o mascaramento do alimento, adicionando-se à ele nutrientes artificiais. Ex.: adicionar vitamina C em polpa de frutas,
  • 19. Informação Nutricional Como se determina a informação nutricional? Dois métodos: Cálculo baseado na literatura; Análise em laboratório.
  • 20. Informação Nutricional Cálculo Cada ingrediente possui a sua informação nutricional independente; Para se determinar a informação do produto, junta-se, proporcionalmente, a informação de cada ingrediente.
  • 23. Informação Nutricional Análise Laboratorial Proteínas - Kjeldahl Gorduras Totais - Extração Gorduras Saturadas Gorduras Insaturadas Gorduras Monoinsaturadas Gorduras Poliinsaturadas Gorduras Trans Colesterol Fibra Alimentar - enzimático
  • 24. Informação Nutricional Análise Laboratorial Sódio e Potássio – Fotometria de Chama Ferro – Espectrofotometria Carboidratos – Diferença Valor Calórico – Cálculo ou Calorímetro Valor Calórico = 9 x (teor de gordura) + 4 x (carboidrato) + 4 x (proteínas)
  • 25. Nutrição x Industrialização A industrialização de alimentos veio trazer praticidade e conveniência a sociedade. Proporcionando ao consumidor, todos os tipos de alimentos imagináveis durante todo o ano, acabando com as fronteiras do mundo. Estes produtos, porém, vêm cada vez mais assumindo o lugar de alimentos in natura muito mais saudáveis do que os industrializados.
  • 26. Nutrição x Industrialização O maior efeito negativo sobre os alimentos, mais especificamente sobre os nutrientes, é o processo térmico. No tratamento térmico são empregadas altas temperaturas, dependendo do alimento, a fim de se eliminar os microrganismos presentes.
  • 27. Nutrição x Industrialização Este tratamento, por muitas vezes, é tão drástico que acaba por eliminar grande parte dos nutrientes. Ex.: Latas pequenas (121°C, 15min) Latas grandes (140°C, 60min) Leite Pasteurizado (72°C, 15s) Leite UHT (105°C, 4s)
  • 28. Fraudes em Rotulagem Valor declarado no rótulo Gorduras 6g/100g Carboidratos 50g/100g Calorias 288kcal/100g Sódio 370mg/100g Valores Encontrados Gorduras 32g/100g Carboidratos 85g/100g Calorias 570kcal/100g Sódio 10mg/100g
  • 29. Aditivos Os aditivos são muito utilizados, pois além de reduzir o tratamento térmico, contribui com outras funções.
  • 30. Aditivos Tipos de aditivos: Acidulante; Antiespumante; Antioxidante; Antiumectante; Conservador; Corante; Edulcorante; Espessante; Espumífero; Estabilizantes; Aromatizante; Umectante.
  • 31. Aditivos Acidulantes Torna o alimento ácido Ácido Cítrico; Ácido Fosfórico; Ácido Lático.
  • 32. Aditivos Antioxidante Retarda a oxidação de componentes do alimento. Ácido Ascórbico Ácido Cítrico BTH BHA
  • 33. Aditivos Conservador Evita crescimento de microrganismos, atividade enzimática. Benzoato de sódio Sorbato de Sódio Bissulfito de Sódio Metabissulfitos de Sódio e Potássio Nitratos e Nitritos
  • 34. Aditivos Corantes Conferem cor ao alimento. Orgânicos Açafrão Caramelo Etc Sintéticos Amarelo crepúsculo Tartazina Etc.
  • 35. Aditivos Edulcorantes Conferem sabor doce ao alimento Sacarina Ciclamato Aspartame
  • 36. Aditivos Estabilizantes Asseguram as características físicas das emulsões e das suspensões. Agar Alginatos Amido Modificado CMC Citrato de Sódio Gomas Lecitina
  • 37. Aditivos Aromatizantes Conferem ou intensificam o sabor dos alimentos Essências artificiais Essências naturais
  • 38. Aditivos “ Os aditivos aprovados pelo governo, foram amplamente testados em relação a seus graus de toxidez e em doses em larga margem de segurança.” Com o consumo muito alto de alimentos industrializados, juntamente estamos consumindo uma grande quantidade de aditivos. Por isso, são necessários testes atuais sobre a quantidade ideal de consumo.
  • 39. Aditivos Exemplos de reações adversas com o uso de aditivos: Corantes azóicos – possuem dupla ligação –N=N (altamente cancerígeno) Corante azul brilhante – sarcômas e fibrosarcômas, podem ser produzidos na pele. Brometo de potássio é cumulativo, ocupando o lugar do cloro que é eliminado pelo organismo.
  • 40. Conclusão A embalagem possui diversas funções, porém a mais importante para o consumidor é a informação que ela pode trazer do produto. Por isso, devemos sempre ler o rótulo antes de adquirir o alimento. Uso de produtos industrializados deve ser controlado, pois o excesso de aditivos químicos no organismo pode levar a diversas doenças, desde uma leve reação alérgica até a morte.