SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Baixar para ler offline
ROTULAGEM                              Erika de Brito

              NUTRICIONAL                             Nº 31137




Escola Superior de Saúde da Universidade do Algarve
           Curso de Dietética e Nutrição
                  Nutrição Humana
                 Novembro de 2011
ROTULAGEM & A ESCOLHA ALIMENTAR


 Rotulagem     Conhecimentos   Alimentação
 Nutricional      Básicos        Saudável




           Consumidor

    Escolha Alimentar Adequada
ROTULAGEM: NORMAS E LEGISLAÇÃO


Diretivas Europeias transpostas para Legislação
Portuguesa

Permitem a aproximação da legislação dos vários
países

Impedem a divergência da apresentação e assim a
confusão do consumidor

Asseguram a livre circulação dos produtos,
informação e protecção do consumidor
Menções Obrigatórias
                                 «Consumir de preferência       ROTULAGEM
Ingredientes indicados por        antes de…» «Consumir de       GERAL
  ordem decrescente de            preferência antes do fim
           peso                                      de…»
  Lista de Ingredientes         Data Limite de Consumo




Condições de Conservação             Denominação de Venda
                                            Nome do produto
Permite assegurar a               alimentar + estado fisico +
durabilidade                          tipo de processamento
indicada
   Nome e Morada da Entidade
   Responsável por todo o       Quantidade Líquida
   conjunto de menções



                               Teor Alcoólico        Lote
ROTULAGEM NUTRICIONAL

Características e informação nutricional do género alimentício

Permite comparação e avaliação rápida dos alimentos


                 Escolha Adequada


 Nutricional           Religioso              Cultural

              Não é Sempre Obrigatória
ROTULAGEM NUTRICIONAL

                       • Qualquer alegação que declare, sugira ou
                         implique que um alimento possui
                         propriedades nutricionais benéficas
                         particulares devido à energia (valor
                         calórico) que fornece, fornece com um valor
                         reduzido ou aumentado, ou não fornece;
 Apenas obrigatória      e/ou aos nutrientes ou outras substâncias
quando é feita uma       que contém, contém em proporção
Alegação Nutricional     reduzida ou aumentada, ou não contém.


                                  "rico em fibras"
                                           fibras"
                                 "pobre em sódio"
                                             sódio"
                               "baixo em calorias"
ROTULAGEM NUTRICIONAL

   Caso haja uma Alegação Nutricional deverá constar o Grupo 2.


                                 Grupo 2
       Grupo 1            Valor energético e a     Expressa por 100g ou
                              quantidade de                100ml
 Valor energético e a
                         proteínas, hidratos de
    quantidade de                                 Num único local, quadro
                           carbono, açúcares,
proteínas, hidratos de                               com alinhamento
                         lípidos, ácidos gordos
  carbono e lípidos                                vertical dos números
                            saturados, fibras
                           alimentares e sódio

   Se for mencionado quantidade de ácidos gordos polinsaturados,
   monoinsaturados ou o teor em colesterol deverá ser indicada a
              quantidade de ácidos gordos saturados.
ROTULAGEM
NUTRICIONAL

Exemplos
de
Quadros
de Grupo
1 e Grupo
2
PLANO DE ROTULAGEM NUTRICIONAL

 FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas Agro-
 Alimentares
 CIAA –Confederação da Indústria Agro- Alimentar Europeia


Não se sobrepõem à Legislação em vigor – Complementa-a

Informações importantes e compreensíveis para o consumidor médio

Forma consistente nos diversos produtos alimentares

Baseada em dados científicos e não seja discriminatória

Baseada em Valores Diários de Referência (VDR) definidos pela CIAA

Clara, significativa e compreensível, proporcionando uma escolha informada
PLANO DE ROTULAGEM NUTRICIONAL

 Valores Diários de Referência (VDR)
Não são valores individuais. Valores de referência diários de
energia e macronutrientes para a maioria das pessoas no
âmbito de uma alimentação saudável.
 Indicados pela CIAA para as mulheres adultas:

       Energia                   2000 kcal
       Proteínas                 50g
       Hidratos de Carbono       270g
       Açúcares                  90g
       Gorduras                  70g
       Gorduras Saturadas        20g
       Fibra                     25g
       Sódio (sal)               2,4g (6g)
PLANO DE
ROTULAGEM
NUTRICIONAL
Novos
e l e m e n to s n o
Rótulo
N u t r i c io n a l
ESCOLHA ALIMENTAR ADEQUADA?

                   Consumidor
     Atento               Critico           Exigente
Escolher embalagens em bom estado, evitando as amolgadas,
inchadas ou com sinais de ferrugem

Verificar o prazo de validade

Seguir as indicações de conservação/armazenamento/confecção

Local de Origem ou fabrico – incentivando a produção nacional e
diminuindo o impacto ambiental
ESCOLHA ALIMENTAR ADEQUADA?

                        Consumidor
        Atento                 Critico               Exigente
  Procurar na lista de ingredientes se alimento é composto por ingredientes
  a evitar e ter melhor percepção do que está a ingerir

  Energia: VDR 2000kcal
Valor calórico vs composição nutricional

  Escolher alimentos que tenham um maior teor em Amido do que em
  Açúcares. Que tenham teor equilibrado em Fibras.

  Preferir alimentos com baixo teor em Gorduras Saturadas e colesterol.
  O Teor em Sal pode constar como sal ou sódio. Sódio multiplicado por 2,5.
VDR para o Sal é 6g. Preferir alimentos com baixo teor em Sal.
ESCOLHA ALIMENTAR ADEQUADA?

   Mesmo que toda a informação necessária
conste do rótulo o consumidor não poderá fazer
uma escolha adequada se não compreender na
sua plenitude todos os parâmetros indicados e
      as suas implicações para a saúde.

        Programas Educativos
que ajudem a alcançar uma mudança
 positiva por parte dos consumidores
BIBLIOGRAFIA
Directiva 2000/13/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, Jornal
Oficial das Comunidades Europeias Nº L109 De 06/05/2000 (20 de
Março de 2000)
Decreto-Lei nº 560/99, Diário da República I Série- A Nº 293 (1 8 de
Dezembro de 1999)
Decreto-Lei nº 167/2004, Diário da República I Série- A Nº 158 (7 de
Julho de 2004)
Directiva 90/496/CEE do Conselho, Jornal Of icial das Comunidades
Europeias nº L 276 de 06/10/1990 (24 de Setembro de 1990)
Regulamento(CE) Nº 1924/2006 , Jornal Oficial das Comunidades
Europeias nº L404/9 de 30/1 2/2006 (20 de Dezembro de 2006)
Dias, D. (2007) ROTULAGEM NUTRICIONAL E O PAPEL DA INDÚSTRIA -
Plano de rotulagem nutricional da FIPA para uma melhor informação ao
consumidor. Segurança e Qualidade Alimentar, Ano III: Nº 3 Págs 10-1 2
acedido a 20 de Novembro de 2010 em
http://www.infoqualidade.net/SEQUALI/PDF -SEQUALI-03/SEQUALI-03.pdf
FIPA – Federação das Indústrias Por tuguesas A gro- Alimentares e CIAA –
Confederação da Indústria A gro- Alimentar Europeia. Plano para a
Rotulagem Nutricional. Acedido a 20 de Novembro de 2011 em
http://www.fipa.pt/user files/file/PRNutricional.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
Relatório de UAN ( Hospital Caridade )Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
Relatório de UAN ( Hospital Caridade )cristiane1981
 
Rotulagem nutricional anvisa
Rotulagem nutricional   anvisaRotulagem nutricional   anvisa
Rotulagem nutricional anvisaTotimura
 
Aula De NutriçãO IntroduçãO
Aula De NutriçãO IntroduçãOAula De NutriçãO IntroduçãO
Aula De NutriçãO IntroduçãOthemis dovera
 
Apostila de aulas práticas (1)
Apostila de aulas práticas (1)Apostila de aulas práticas (1)
Apostila de aulas práticas (1)Filgueira Nogueira
 
Aditivos alimenticios
Aditivos alimenticiosAditivos alimenticios
Aditivos alimenticiosRogger Wins
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágiocristiane1981
 
Aula 5 métodos de conservação de alimentos pela adição de soluto
Aula 5 métodos de conservação de alimentos pela adição de solutoAula 5 métodos de conservação de alimentos pela adição de soluto
Aula 5 métodos de conservação de alimentos pela adição de solutoAlvaro Galdos
 
Tecnologia de carnes
Tecnologia de carnesTecnologia de carnes
Tecnologia de carnesAlvaro Galdos
 
Alimentos Funcionais
Alimentos FuncionaisAlimentos Funcionais
Alimentos FuncionaisPolly Mendes
 
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentosPalestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentosJGOMES1973
 
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos Totais
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos TotaisAula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos Totais
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos TotaisJaqueline Almeida
 
Manual Consumidor Rotulagem
Manual Consumidor RotulagemManual Consumidor Rotulagem
Manual Consumidor RotulagemFernanda Sampaio
 
Alterações em alimentos
Alterações em alimentosAlterações em alimentos
Alterações em alimentosGabsSerra
 

Mais procurados (20)

Tipos de dietas
Tipos de dietasTipos de dietas
Tipos de dietas
 
Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
Relatório de UAN ( Hospital Caridade )Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
Relatório de UAN ( Hospital Caridade )
 
Rotulagem nutricional anvisa
Rotulagem nutricional   anvisaRotulagem nutricional   anvisa
Rotulagem nutricional anvisa
 
Embalagem para alimentos
Embalagem para alimentosEmbalagem para alimentos
Embalagem para alimentos
 
Aula De NutriçãO IntroduçãO
Aula De NutriçãO IntroduçãOAula De NutriçãO IntroduçãO
Aula De NutriçãO IntroduçãO
 
Aditivos Alimentares
Aditivos Alimentares Aditivos Alimentares
Aditivos Alimentares
 
Apostila de aulas práticas (1)
Apostila de aulas práticas (1)Apostila de aulas práticas (1)
Apostila de aulas práticas (1)
 
Aditivos alimenticios
Aditivos alimenticiosAditivos alimenticios
Aditivos alimenticios
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
 
Aula 3 c. centesimal
Aula 3  c. centesimalAula 3  c. centesimal
Aula 3 c. centesimal
 
Aula 5 métodos de conservação de alimentos pela adição de soluto
Aula 5 métodos de conservação de alimentos pela adição de solutoAula 5 métodos de conservação de alimentos pela adição de soluto
Aula 5 métodos de conservação de alimentos pela adição de soluto
 
Tecnologia de carnes
Tecnologia de carnesTecnologia de carnes
Tecnologia de carnes
 
Nutrição do idoso
Nutrição do idosoNutrição do idoso
Nutrição do idoso
 
Aula 1 introdução tpoa
Aula 1   introdução tpoaAula 1   introdução tpoa
Aula 1 introdução tpoa
 
Alimentos Funcionais
Alimentos FuncionaisAlimentos Funcionais
Alimentos Funcionais
 
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentosPalestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
 
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos Totais
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos TotaisAula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos Totais
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos Totais
 
Manual Consumidor Rotulagem
Manual Consumidor RotulagemManual Consumidor Rotulagem
Manual Consumidor Rotulagem
 
Alterações em alimentos
Alterações em alimentosAlterações em alimentos
Alterações em alimentos
 
Análise sensorial de alimentos
Análise sensorial de alimentosAnálise sensorial de alimentos
Análise sensorial de alimentos
 

Destaque

Embalagens de Alimentos
Embalagens de AlimentosEmbalagens de Alimentos
Embalagens de AlimentosMilton Marcelo
 
Embalagens para Alimentos
Embalagens para AlimentosEmbalagens para Alimentos
Embalagens para AlimentosErivan Witamar
 
Embalagens de vidro
Embalagens de vidroEmbalagens de vidro
Embalagens de vidroandreiafaion
 
Rotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalRotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalErika Daniela
 
Embalagem dos produtos
Embalagem dos produtosEmbalagem dos produtos
Embalagem dos produtostiaguinho1
 
Aula 01 embalagens para Alimentos
Aula 01 embalagens para AlimentosAula 01 embalagens para Alimentos
Aula 01 embalagens para AlimentosLORRANE BRANDÃO
 
Embalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funçõesEmbalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funçõesUbaldo Costa
 

Destaque (10)

Embalagens de Alimentos
Embalagens de AlimentosEmbalagens de Alimentos
Embalagens de Alimentos
 
Embalagens para Alimentos
Embalagens para AlimentosEmbalagens para Alimentos
Embalagens para Alimentos
 
Rotulagem
RotulagemRotulagem
Rotulagem
 
Embalagens de vidro
Embalagens de vidroEmbalagens de vidro
Embalagens de vidro
 
Rotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalRotulagem Nutricional
Rotulagem Nutricional
 
Embalagem dos produtos
Embalagem dos produtosEmbalagem dos produtos
Embalagem dos produtos
 
Aula 01 embalagens para Alimentos
Aula 01 embalagens para AlimentosAula 01 embalagens para Alimentos
Aula 01 embalagens para Alimentos
 
Aula embalagens (1)
Aula embalagens (1)Aula embalagens (1)
Aula embalagens (1)
 
Embalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funçõesEmbalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funções
 
Tipos de Embalagens
Tipos de EmbalagensTipos de Embalagens
Tipos de Embalagens
 

Semelhante a Rotulagem Nutricional

Guia de bolso compras apn
Guia de bolso compras apnGuia de bolso compras apn
Guia de bolso compras apnamorimpatricia
 
Aula rotulagemnutricionaldosalimentos2015 20150912110440
Aula rotulagemnutricionaldosalimentos2015 20150912110440Aula rotulagemnutricionaldosalimentos2015 20150912110440
Aula rotulagemnutricionaldosalimentos2015 20150912110440Lucas Souza Santos
 
Rotulagem Nutricional Obrigatória
Rotulagem Nutricional ObrigatóriaRotulagem Nutricional Obrigatória
Rotulagem Nutricional ObrigatóriaRossita Figueira
 
Manual Rotulagem para Consumidores
Manual Rotulagem para ConsumidoresManual Rotulagem para Consumidores
Manual Rotulagem para ConsumidoresGrazi Grazi
 
Rotulagem nutricional
Rotulagem nutricionalRotulagem nutricional
Rotulagem nutricionalAna Erbênia
 
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...Qualikadi Assessoria Técnica
 
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...Daniela Lima
 
Manual Industria
Manual IndustriaManual Industria
Manual Industriavivinigro
 
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentosNutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentosNutricia Portugal
 
Ebook semaforo nutricional
Ebook semaforo nutricionalEbook semaforo nutricional
Ebook semaforo nutricionalLicínia Simões
 
Semaforo nutricional
Semaforo nutricionalSemaforo nutricional
Semaforo nutricionalKarlla Costa
 
Resolucao rdc n_360de_23_de_dezembro_de_2003
Resolucao rdc n_360de_23_de_dezembro_de_2003Resolucao rdc n_360de_23_de_dezembro_de_2003
Resolucao rdc n_360de_23_de_dezembro_de_2003Madeline
 
Vigilância epidemiológica das doenças transmitidas por alimentos no brasil, 1...
Vigilância epidemiológica das doenças transmitidas por alimentos no brasil, 1...Vigilância epidemiológica das doenças transmitidas por alimentos no brasil, 1...
Vigilância epidemiológica das doenças transmitidas por alimentos no brasil, 1...Taiz Siqueira Pinto
 
Apostila cardapio dri pnae pat
Apostila cardapio dri pnae patApostila cardapio dri pnae pat
Apostila cardapio dri pnae patEric Liberato
 

Semelhante a Rotulagem Nutricional (20)

Guiadebolso
GuiadebolsoGuiadebolso
Guiadebolso
 
Guia de bolso compras apn
Guia de bolso compras apnGuia de bolso compras apn
Guia de bolso compras apn
 
Educação para o consumo saudável
Educação para o consumo saudável Educação para o consumo saudável
Educação para o consumo saudável
 
Aula rotulagemnutricionaldosalimentos2015 20150912110440
Aula rotulagemnutricionaldosalimentos2015 20150912110440Aula rotulagemnutricionaldosalimentos2015 20150912110440
Aula rotulagemnutricionaldosalimentos2015 20150912110440
 
Rotulagem Nutricional Obrigatória
Rotulagem Nutricional ObrigatóriaRotulagem Nutricional Obrigatória
Rotulagem Nutricional Obrigatória
 
Manual Rotulagem para Consumidores
Manual Rotulagem para ConsumidoresManual Rotulagem para Consumidores
Manual Rotulagem para Consumidores
 
Rotulagem nutricional
Rotulagem nutricionalRotulagem nutricional
Rotulagem nutricional
 
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...
 
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...
Rotulagem nutricional obrigatória manual de orientação às indústrias de alime...
 
Manual Industria
Manual IndustriaManual Industria
Manual Industria
 
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentosNutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
Nutricia Cares about Training: ROTULAGEM, o BI dos alimentos
 
Ebook semaforo nutricional
Ebook semaforo nutricionalEbook semaforo nutricional
Ebook semaforo nutricional
 
Alimentos diet e light (SLIDE)
Alimentos diet e light (SLIDE)Alimentos diet e light (SLIDE)
Alimentos diet e light (SLIDE)
 
Semaforo nutricional
Semaforo nutricionalSemaforo nutricional
Semaforo nutricional
 
Rotulagem codeagro2
Rotulagem codeagro2Rotulagem codeagro2
Rotulagem codeagro2
 
Resolucao rdc n_360de_23_de_dezembro_de_2003
Resolucao rdc n_360de_23_de_dezembro_de_2003Resolucao rdc n_360de_23_de_dezembro_de_2003
Resolucao rdc n_360de_23_de_dezembro_de_2003
 
Food presentation
Food presentationFood presentation
Food presentation
 
Rótulo anvisa
Rótulo anvisaRótulo anvisa
Rótulo anvisa
 
Vigilância epidemiológica das doenças transmitidas por alimentos no brasil, 1...
Vigilância epidemiológica das doenças transmitidas por alimentos no brasil, 1...Vigilância epidemiológica das doenças transmitidas por alimentos no brasil, 1...
Vigilância epidemiológica das doenças transmitidas por alimentos no brasil, 1...
 
Apostila cardapio dri pnae pat
Apostila cardapio dri pnae patApostila cardapio dri pnae pat
Apostila cardapio dri pnae pat
 

Último

Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 

Último (20)

Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 

Rotulagem Nutricional

  • 1. ROTULAGEM Erika de Brito NUTRICIONAL Nº 31137 Escola Superior de Saúde da Universidade do Algarve Curso de Dietética e Nutrição Nutrição Humana Novembro de 2011
  • 2. ROTULAGEM & A ESCOLHA ALIMENTAR Rotulagem Conhecimentos Alimentação Nutricional Básicos Saudável Consumidor Escolha Alimentar Adequada
  • 3. ROTULAGEM: NORMAS E LEGISLAÇÃO Diretivas Europeias transpostas para Legislação Portuguesa Permitem a aproximação da legislação dos vários países Impedem a divergência da apresentação e assim a confusão do consumidor Asseguram a livre circulação dos produtos, informação e protecção do consumidor
  • 4. Menções Obrigatórias «Consumir de preferência ROTULAGEM Ingredientes indicados por antes de…» «Consumir de GERAL ordem decrescente de preferência antes do fim peso de…» Lista de Ingredientes Data Limite de Consumo Condições de Conservação Denominação de Venda Nome do produto Permite assegurar a alimentar + estado fisico + durabilidade tipo de processamento indicada Nome e Morada da Entidade Responsável por todo o Quantidade Líquida conjunto de menções Teor Alcoólico Lote
  • 5. ROTULAGEM NUTRICIONAL Características e informação nutricional do género alimentício Permite comparação e avaliação rápida dos alimentos Escolha Adequada Nutricional Religioso Cultural Não é Sempre Obrigatória
  • 6. ROTULAGEM NUTRICIONAL • Qualquer alegação que declare, sugira ou implique que um alimento possui propriedades nutricionais benéficas particulares devido à energia (valor calórico) que fornece, fornece com um valor reduzido ou aumentado, ou não fornece; Apenas obrigatória e/ou aos nutrientes ou outras substâncias quando é feita uma que contém, contém em proporção Alegação Nutricional reduzida ou aumentada, ou não contém. "rico em fibras" fibras" "pobre em sódio" sódio" "baixo em calorias"
  • 7. ROTULAGEM NUTRICIONAL Caso haja uma Alegação Nutricional deverá constar o Grupo 2. Grupo 2 Grupo 1 Valor energético e a Expressa por 100g ou quantidade de 100ml Valor energético e a proteínas, hidratos de quantidade de Num único local, quadro carbono, açúcares, proteínas, hidratos de com alinhamento lípidos, ácidos gordos carbono e lípidos vertical dos números saturados, fibras alimentares e sódio Se for mencionado quantidade de ácidos gordos polinsaturados, monoinsaturados ou o teor em colesterol deverá ser indicada a quantidade de ácidos gordos saturados.
  • 9. PLANO DE ROTULAGEM NUTRICIONAL FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas Agro- Alimentares CIAA –Confederação da Indústria Agro- Alimentar Europeia Não se sobrepõem à Legislação em vigor – Complementa-a Informações importantes e compreensíveis para o consumidor médio Forma consistente nos diversos produtos alimentares Baseada em dados científicos e não seja discriminatória Baseada em Valores Diários de Referência (VDR) definidos pela CIAA Clara, significativa e compreensível, proporcionando uma escolha informada
  • 10. PLANO DE ROTULAGEM NUTRICIONAL Valores Diários de Referência (VDR) Não são valores individuais. Valores de referência diários de energia e macronutrientes para a maioria das pessoas no âmbito de uma alimentação saudável. Indicados pela CIAA para as mulheres adultas: Energia 2000 kcal Proteínas 50g Hidratos de Carbono 270g Açúcares 90g Gorduras 70g Gorduras Saturadas 20g Fibra 25g Sódio (sal) 2,4g (6g)
  • 11. PLANO DE ROTULAGEM NUTRICIONAL Novos e l e m e n to s n o Rótulo N u t r i c io n a l
  • 12. ESCOLHA ALIMENTAR ADEQUADA? Consumidor Atento Critico Exigente Escolher embalagens em bom estado, evitando as amolgadas, inchadas ou com sinais de ferrugem Verificar o prazo de validade Seguir as indicações de conservação/armazenamento/confecção Local de Origem ou fabrico – incentivando a produção nacional e diminuindo o impacto ambiental
  • 13. ESCOLHA ALIMENTAR ADEQUADA? Consumidor Atento Critico Exigente Procurar na lista de ingredientes se alimento é composto por ingredientes a evitar e ter melhor percepção do que está a ingerir Energia: VDR 2000kcal Valor calórico vs composição nutricional Escolher alimentos que tenham um maior teor em Amido do que em Açúcares. Que tenham teor equilibrado em Fibras. Preferir alimentos com baixo teor em Gorduras Saturadas e colesterol. O Teor em Sal pode constar como sal ou sódio. Sódio multiplicado por 2,5. VDR para o Sal é 6g. Preferir alimentos com baixo teor em Sal.
  • 14. ESCOLHA ALIMENTAR ADEQUADA? Mesmo que toda a informação necessária conste do rótulo o consumidor não poderá fazer uma escolha adequada se não compreender na sua plenitude todos os parâmetros indicados e as suas implicações para a saúde. Programas Educativos que ajudem a alcançar uma mudança positiva por parte dos consumidores
  • 15. BIBLIOGRAFIA Directiva 2000/13/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, Jornal Oficial das Comunidades Europeias Nº L109 De 06/05/2000 (20 de Março de 2000) Decreto-Lei nº 560/99, Diário da República I Série- A Nº 293 (1 8 de Dezembro de 1999) Decreto-Lei nº 167/2004, Diário da República I Série- A Nº 158 (7 de Julho de 2004) Directiva 90/496/CEE do Conselho, Jornal Of icial das Comunidades Europeias nº L 276 de 06/10/1990 (24 de Setembro de 1990) Regulamento(CE) Nº 1924/2006 , Jornal Oficial das Comunidades Europeias nº L404/9 de 30/1 2/2006 (20 de Dezembro de 2006) Dias, D. (2007) ROTULAGEM NUTRICIONAL E O PAPEL DA INDÚSTRIA - Plano de rotulagem nutricional da FIPA para uma melhor informação ao consumidor. Segurança e Qualidade Alimentar, Ano III: Nº 3 Págs 10-1 2 acedido a 20 de Novembro de 2010 em http://www.infoqualidade.net/SEQUALI/PDF -SEQUALI-03/SEQUALI-03.pdf FIPA – Federação das Indústrias Por tuguesas A gro- Alimentares e CIAA – Confederação da Indústria A gro- Alimentar Europeia. Plano para a Rotulagem Nutricional. Acedido a 20 de Novembro de 2011 em http://www.fipa.pt/user files/file/PRNutricional.pdf