SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
EMBALAGENS
PARA
ALIMENTOS
Profª Ms Karina Dantas Coelho
EMBALAGENS
 Definição:
 Qualquer forma pela qual o alimento tenha sido
acondicionado, guardado, empacotado ou
envasado.
EMBALAGENS
 Tradicionalmente os materiais das embalagens
selecionados são aqueles que têm mínima
interação com o alimento, constituindo barreiras
inertes.
 Finalidades: proteger o alimento, acondicionar o
produto para transporte, fornecer informações
pelo do rótulo.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Metal
 Descoberto há milhares de anos, combinação de
minérios;
 Ferro + carbono (carvão) = aço;
 Resistentes à pressão mecânica;
 Resolução RDC nº 20, de 22 de março de 2007
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Metal
 As embalagens metálicas não podem ocasionar
modificações inaceitáveis no produto.
 As embalagens não podem ceder aos alimentos,
substâncias indesejáveis, tóxicas ou contaminantes em
quantidades que representem risco para a saúde humana.
 As impurezas não podem exceder 1% da composição da
lata (ex impurezas: mercúrio, arsênio, cádmio, antimônio,
chumbo e cobre).
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Metal
 Uma fina camada de revestimento de estanho ou
cromo é usada para prevenir a ferrugem.
 No revestimento interno é usada uma fina camada de
verniz para prevenir a migração de metais da lata
para o alimento. O tipo de produto e a sua acidez são
levados em consideração na hora da escolha do
melhor verniz.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Metal
 Vantagens de uso:
 Aumenta a vida útil do produto;
 Altamente recicláveis;
 Tratamento térmico para ⇓ bactérias no produto
fechado;
 Fechamento hermético.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Metal
 Desvantagens:
 Estufamento quando não ocorre a vedação
adequada;
 Possibilidade de migração de metais para o
alimento;
 Risco à saúde pelo consumo de embalagens
amassadas (controverso)
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Metal
 Alimentos não devem permanecer na lata depois de
aberta porque o verniz é danificado durante a
abertura e a mesma pode enferrujar mais rápido!
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Alumínio
 É extraído da bauxita e apresenta as seguintes
vantagens:
 Leveza e resistência (maior durabilidade e
manuseio seguro);
 Não enferruja;
 Alta condutibilidade térmica;
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Alumínio
 Impermeabilidade e opacidade (não permite
passagem de umidade, O2 ou luz);
 Resistência à corrosão;
 Reciclabilidade;
 Baixo custo de produção.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Alumínio
 Quando absorvido em doses elevadas o alumínio é
tóxico, ocorre em casos de acidentes ou falhas no
processo de produção da embalagem.
 Alimentos muito ácidos não devem ser colocados em
embalagens de alumínio.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Folhas-de-flandres:
 Consiste em uma folha laminada de aço, com
baixo teor de carbono, revestida por estanho.
 Vantagens: resistência mecânica, resistência à
corrosão, soldabilidade e boa aparência.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Vidro
 Solução neutra obtida pelo aquecimento e fusão
de silicatos.
 Definição da legislação (Portaria nº 27 – 18/03/96):
“materiais sólidos que possuem uma estrutura
atômica molecular não cristalina, obtidos pelo
resfriamento de uma massa fundida”.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Vidro
 A sílica é o componente principal do vidro!
a) borossilicato: resistente à temperatura de
cocção;
b) sódio-cálcicos: resistentes às elevadas
temperaturas de pasteurização e esterilização;
c) cristal: uso doméstico.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Vidro
 Vantagens:
 Boa visualização do alimento;
 Inércia química;
 Facilidade de fechamento hermético;
 Não permite a passagem de O2 ou umidade;
 Alta resistência a temperaturas elevadas.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Vidro
 Desvantagens:
 Susceptibilidade ao ataque da luz;
 Fragilidade a choques mecânicos;
 Dificuldade de abertura da embalagem.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Plástico
 1% do petróleo no Brasil é destinado à
fabricação de plásticos.
 A leveza e a facilidade em se moldar a
embalagem são as suas principais
características.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Plástico
 Polipropileno (PP): é muito utilizado para moldar
tampas, pequenos frascos, rótulos para garrafas
de refrigerante, potes de margarina, etc.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Plástico
 Poliestireno (PS): é usado na forma transparente
ou composta para produção de utensílios de mesa
e xícaras claras. Na forma de espuma, o PS é
usado para xícaras de bebidas quentes e outros
recipientes isolantes para comida, caixas para
ovos.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Plástico
 Polietileno tereftalado (PET): é utilizado
principalmente para a produção de frascos de
refrigerantes e águas minerais.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Plástico
 Os principais plásticos usados são:
 Polietileno de alta densidade (PEAD): é usado em
frascos de laticínios, água mineral e sucos de
frutas.
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Plástico
 Vantagens
 Leveza
 Possibilidade de visualizar o produto
 Facilidade de abertura da embalagem
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Plástico
 Desvantagens:
 Baixa resistência ao calor
 Possibilidade de contaminação do alimento
 Suscetibilidade ao ataque da luz
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Papel
 Sacos e papéis de embrulho.
 São leves e podem ser moldadas de acordo
com a conveniência.
 Não é resistente à água.
 Altamente reciclável
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Madeira
 Usadas no transporte de manufaturados.
 Absorve umidade.
 Importância no acondicionamento onde é
desejável o envelhecimento (bebidas e queijos).
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Tetra Pack®
TIPOS DE
EMBALAGENS
 Escolha da embalagem
 Adequação de uso.
 Características do alimento.
 Processos de conservação.
 Forma de transporte.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Embalagens de vidro
Embalagens de vidroEmbalagens de vidro
Embalagens de vidroandreiafaion
 
Tecnologia de vegetais
Tecnologia de vegetaisTecnologia de vegetais
Tecnologia de vegetaisAlvaro Galdos
 
TRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENSTRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENSDemi Lee
 
Fermentação e aditivos quimicos
Fermentação e aditivos quimicosFermentação e aditivos quimicos
Fermentação e aditivos quimicosÁlvaro José
 
Aula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frio
Aula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frioAula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frio
Aula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frioAlvaro Galdos
 
Aula 01 - legislação aplicada aos alimentos
Aula 01 - legislação aplicada aos alimentosAula 01 - legislação aplicada aos alimentos
Aula 01 - legislação aplicada aos alimentosCristiane Santos
 
Tecnologia de óleos e gorduras
Tecnologia de óleos e gordurasTecnologia de óleos e gorduras
Tecnologia de óleos e gordurasAlvaro Galdos
 
Doenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentosDoenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentosKetlenBatista
 
Rotulagem de Alimentos
Rotulagem de AlimentosRotulagem de Alimentos
Rotulagem de Alimentosluiana
 
Cm aula 2 - processamento de frutas e hortalização (processo minimo)
Cm   aula 2 - processamento de frutas e hortalização (processo minimo)Cm   aula 2 - processamento de frutas e hortalização (processo minimo)
Cm aula 2 - processamento de frutas e hortalização (processo minimo)Camila Moresco
 
Qualidade, Segurança e Ambiente
Qualidade, Segurança e AmbienteQualidade, Segurança e Ambiente
Qualidade, Segurança e AmbienteAna Helena
 
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)Jaqueline Almeida
 
Fatores intrínsecos e extrínsecos
Fatores intrínsecos e extrínsecosFatores intrínsecos e extrínsecos
Fatores intrínsecos e extrínsecosGleyson Costa
 
Alterações em alimentos
Alterações em alimentosAlterações em alimentos
Alterações em alimentosGabsSerra
 
Aula 1 introdução à tecnologia de alimentos
Aula 1 introdução à tecnologia de alimentosAula 1 introdução à tecnologia de alimentos
Aula 1 introdução à tecnologia de alimentosAlvaro Galdos
 

Mais procurados (20)

Embalagens de vidro
Embalagens de vidroEmbalagens de vidro
Embalagens de vidro
 
Tecnologia de vegetais
Tecnologia de vegetaisTecnologia de vegetais
Tecnologia de vegetais
 
TRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENSTRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENS
 
Fermentação e aditivos quimicos
Fermentação e aditivos quimicosFermentação e aditivos quimicos
Fermentação e aditivos quimicos
 
Aula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frio
Aula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frioAula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frio
Aula 6 métodos de conservação de alimentos pelo frio
 
Embalagens
EmbalagensEmbalagens
Embalagens
 
Tecnologia do leite
Tecnologia do leiteTecnologia do leite
Tecnologia do leite
 
Aula 01 - legislação aplicada aos alimentos
Aula 01 - legislação aplicada aos alimentosAula 01 - legislação aplicada aos alimentos
Aula 01 - legislação aplicada aos alimentos
 
Tecnologia de óleos e gorduras
Tecnologia de óleos e gordurasTecnologia de óleos e gorduras
Tecnologia de óleos e gorduras
 
Rotulagem
RotulagemRotulagem
Rotulagem
 
Doenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentosDoenças transmitidas por alimentos
Doenças transmitidas por alimentos
 
Rotulagem de Alimentos
Rotulagem de AlimentosRotulagem de Alimentos
Rotulagem de Alimentos
 
Cm aula 2 - processamento de frutas e hortalização (processo minimo)
Cm   aula 2 - processamento de frutas e hortalização (processo minimo)Cm   aula 2 - processamento de frutas e hortalização (processo minimo)
Cm aula 2 - processamento de frutas e hortalização (processo minimo)
 
Leite e derivados
Leite e derivadosLeite e derivados
Leite e derivados
 
Qualidade, Segurança e Ambiente
Qualidade, Segurança e AmbienteQualidade, Segurança e Ambiente
Qualidade, Segurança e Ambiente
 
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
 
Fatores intrínsecos e extrínsecos
Fatores intrínsecos e extrínsecosFatores intrínsecos e extrínsecos
Fatores intrínsecos e extrínsecos
 
Alterações em alimentos
Alterações em alimentosAlterações em alimentos
Alterações em alimentos
 
alimentos
alimentosalimentos
alimentos
 
Aula 1 introdução à tecnologia de alimentos
Aula 1 introdução à tecnologia de alimentosAula 1 introdução à tecnologia de alimentos
Aula 1 introdução à tecnologia de alimentos
 

Destaque

Embalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funçõesEmbalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funçõesUbaldo Costa
 
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentosPalestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentosJGOMES1973
 
Rotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalRotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalErika Daniela
 
Rotulagem nutricional anvisa
Rotulagem nutricional   anvisaRotulagem nutricional   anvisa
Rotulagem nutricional anvisaTotimura
 
Rotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalRotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalErika Daniela
 
Embalagens para Alimentos
Embalagens para AlimentosEmbalagens para Alimentos
Embalagens para AlimentosErivan Witamar
 
Embalagem dos produtos
Embalagem dos produtosEmbalagem dos produtos
Embalagem dos produtostiaguinho1
 

Destaque (8)

Embalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funçõesEmbalagens e alimentos principais funções
Embalagens e alimentos principais funções
 
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentosPalestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
Palestra a importância da rotulagem nutricional dos alimentos
 
Rotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalRotulagem Nutricional
Rotulagem Nutricional
 
Rotulagem nutricional anvisa
Rotulagem nutricional   anvisaRotulagem nutricional   anvisa
Rotulagem nutricional anvisa
 
Rotulagem Nutricional
Rotulagem NutricionalRotulagem Nutricional
Rotulagem Nutricional
 
Rotulagem
RotulagemRotulagem
Rotulagem
 
Embalagens para Alimentos
Embalagens para AlimentosEmbalagens para Alimentos
Embalagens para Alimentos
 
Embalagem dos produtos
Embalagem dos produtosEmbalagem dos produtos
Embalagem dos produtos
 

Semelhante a Aula embalagens (1)

5a série - embalagens de alimentos
5a série - embalagens de alimentos5a série - embalagens de alimentos
5a série - embalagens de alimentosSESI 422 - Americana
 
Que frigideiras usar seguras
Que frigideiras usar segurasQue frigideiras usar seguras
Que frigideiras usar segurasManuel Silva
 
Sistemas de embalagem e conservação da qualidade
Sistemas de embalagem e conservação da qualidadeSistemas de embalagem e conservação da qualidade
Sistemas de embalagem e conservação da qualidadeAgricultura Sao Paulo
 
Aula - Embalagens.pdf
Aula - Embalagens.pdfAula - Embalagens.pdf
Aula - Embalagens.pdfMarcoSoares68
 
Latas de aco - vantagens e sustentabilidade
Latas de aco - vantagens e sustentabilidadeLatas de aco - vantagens e sustentabilidade
Latas de aco - vantagens e sustentabilidadeVera Laporta
 
Plastico (2)
Plastico (2)Plastico (2)
Plastico (2)ggmota93
 
Apresentação ECAL
Apresentação ECALApresentação ECAL
Apresentação ECALTECQUIMICA01
 
Material auxiliar plástico ii
Material auxiliar plástico iiMaterial auxiliar plástico ii
Material auxiliar plástico iiprofNICODEMOS
 
Ambiente Final
Ambiente   FinalAmbiente   Final
Ambiente Finalap8bgrp3
 
Poluição ambiental
Poluição ambientalPoluição ambiental
Poluição ambientalNayara Pombo
 
Poluição ambiental
Poluição ambientalPoluição ambiental
Poluição ambientalNayara Pombo
 
Produção de Embalagens - Produção Gráfica - aula 09 - 2020-01
Produção de Embalagens - Produção Gráfica - aula 09 - 2020-01Produção de Embalagens - Produção Gráfica - aula 09 - 2020-01
Produção de Embalagens - Produção Gráfica - aula 09 - 2020-01Renato Melo
 
Histórico e caracteristicas tecnicas
Histórico e caracteristicas tecnicasHistórico e caracteristicas tecnicas
Histórico e caracteristicas tecnicasMarcelo Soli
 

Semelhante a Aula embalagens (1) (20)

5a série - embalagens de alimentos
5a série - embalagens de alimentos5a série - embalagens de alimentos
5a série - embalagens de alimentos
 
Que frigideiras usar seguras
Que frigideiras usar segurasQue frigideiras usar seguras
Que frigideiras usar seguras
 
tec 2
tec 2tec 2
tec 2
 
Vidro vs. plastico
Vidro vs. plasticoVidro vs. plastico
Vidro vs. plastico
 
Sistemas de embalagem e conservação da qualidade
Sistemas de embalagem e conservação da qualidadeSistemas de embalagem e conservação da qualidade
Sistemas de embalagem e conservação da qualidade
 
Aula - Embalagens.pdf
Aula - Embalagens.pdfAula - Embalagens.pdf
Aula - Embalagens.pdf
 
Latas de aco - vantagens e sustentabilidade
Latas de aco - vantagens e sustentabilidadeLatas de aco - vantagens e sustentabilidade
Latas de aco - vantagens e sustentabilidade
 
Plastico (2)
Plastico (2)Plastico (2)
Plastico (2)
 
Apresentação ECAL
Apresentação ECALApresentação ECAL
Apresentação ECAL
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Polimeros
PolimerosPolimeros
Polimeros
 
Material auxiliar plástico ii
Material auxiliar plástico iiMaterial auxiliar plástico ii
Material auxiliar plástico ii
 
Ambiente Final
Ambiente   FinalAmbiente   Final
Ambiente Final
 
Poluição ambiental
Poluição ambientalPoluição ambiental
Poluição ambiental
 
Poluição ambiental
Poluição ambientalPoluição ambiental
Poluição ambiental
 
Inox mariana
Inox marianaInox mariana
Inox mariana
 
Produção de Embalagens - Produção Gráfica - aula 09 - 2020-01
Produção de Embalagens - Produção Gráfica - aula 09 - 2020-01Produção de Embalagens - Produção Gráfica - aula 09 - 2020-01
Produção de Embalagens - Produção Gráfica - aula 09 - 2020-01
 
Embalagens a vácuo
Embalagens a vácuoEmbalagens a vácuo
Embalagens a vácuo
 
Farmacotecnica 02
Farmacotecnica 02Farmacotecnica 02
Farmacotecnica 02
 
Histórico e caracteristicas tecnicas
Histórico e caracteristicas tecnicasHistórico e caracteristicas tecnicas
Histórico e caracteristicas tecnicas
 

Aula embalagens (1)

  • 2. EMBALAGENS  Definição:  Qualquer forma pela qual o alimento tenha sido acondicionado, guardado, empacotado ou envasado.
  • 3. EMBALAGENS  Tradicionalmente os materiais das embalagens selecionados são aqueles que têm mínima interação com o alimento, constituindo barreiras inertes.  Finalidades: proteger o alimento, acondicionar o produto para transporte, fornecer informações pelo do rótulo.
  • 4. TIPOS DE EMBALAGENS  Metal  Descoberto há milhares de anos, combinação de minérios;  Ferro + carbono (carvão) = aço;  Resistentes à pressão mecânica;  Resolução RDC nº 20, de 22 de março de 2007
  • 5. TIPOS DE EMBALAGENS  Metal  As embalagens metálicas não podem ocasionar modificações inaceitáveis no produto.  As embalagens não podem ceder aos alimentos, substâncias indesejáveis, tóxicas ou contaminantes em quantidades que representem risco para a saúde humana.  As impurezas não podem exceder 1% da composição da lata (ex impurezas: mercúrio, arsênio, cádmio, antimônio, chumbo e cobre).
  • 6. TIPOS DE EMBALAGENS  Metal  Uma fina camada de revestimento de estanho ou cromo é usada para prevenir a ferrugem.  No revestimento interno é usada uma fina camada de verniz para prevenir a migração de metais da lata para o alimento. O tipo de produto e a sua acidez são levados em consideração na hora da escolha do melhor verniz.
  • 7. TIPOS DE EMBALAGENS  Metal  Vantagens de uso:  Aumenta a vida útil do produto;  Altamente recicláveis;  Tratamento térmico para ⇓ bactérias no produto fechado;  Fechamento hermético.
  • 8. TIPOS DE EMBALAGENS  Metal  Desvantagens:  Estufamento quando não ocorre a vedação adequada;  Possibilidade de migração de metais para o alimento;  Risco à saúde pelo consumo de embalagens amassadas (controverso)
  • 9. TIPOS DE EMBALAGENS  Metal  Alimentos não devem permanecer na lata depois de aberta porque o verniz é danificado durante a abertura e a mesma pode enferrujar mais rápido!
  • 10. TIPOS DE EMBALAGENS  Alumínio  É extraído da bauxita e apresenta as seguintes vantagens:  Leveza e resistência (maior durabilidade e manuseio seguro);  Não enferruja;  Alta condutibilidade térmica;
  • 11. TIPOS DE EMBALAGENS  Alumínio  Impermeabilidade e opacidade (não permite passagem de umidade, O2 ou luz);  Resistência à corrosão;  Reciclabilidade;  Baixo custo de produção.
  • 12. TIPOS DE EMBALAGENS  Alumínio  Quando absorvido em doses elevadas o alumínio é tóxico, ocorre em casos de acidentes ou falhas no processo de produção da embalagem.  Alimentos muito ácidos não devem ser colocados em embalagens de alumínio.
  • 13. TIPOS DE EMBALAGENS  Folhas-de-flandres:  Consiste em uma folha laminada de aço, com baixo teor de carbono, revestida por estanho.  Vantagens: resistência mecânica, resistência à corrosão, soldabilidade e boa aparência.
  • 14. TIPOS DE EMBALAGENS  Vidro  Solução neutra obtida pelo aquecimento e fusão de silicatos.  Definição da legislação (Portaria nº 27 – 18/03/96): “materiais sólidos que possuem uma estrutura atômica molecular não cristalina, obtidos pelo resfriamento de uma massa fundida”.
  • 15. TIPOS DE EMBALAGENS  Vidro  A sílica é o componente principal do vidro! a) borossilicato: resistente à temperatura de cocção; b) sódio-cálcicos: resistentes às elevadas temperaturas de pasteurização e esterilização; c) cristal: uso doméstico.
  • 16. TIPOS DE EMBALAGENS  Vidro  Vantagens:  Boa visualização do alimento;  Inércia química;  Facilidade de fechamento hermético;  Não permite a passagem de O2 ou umidade;  Alta resistência a temperaturas elevadas.
  • 17. TIPOS DE EMBALAGENS  Vidro  Desvantagens:  Susceptibilidade ao ataque da luz;  Fragilidade a choques mecânicos;  Dificuldade de abertura da embalagem.
  • 18. TIPOS DE EMBALAGENS  Plástico  1% do petróleo no Brasil é destinado à fabricação de plásticos.  A leveza e a facilidade em se moldar a embalagem são as suas principais características.
  • 19. TIPOS DE EMBALAGENS  Plástico  Polipropileno (PP): é muito utilizado para moldar tampas, pequenos frascos, rótulos para garrafas de refrigerante, potes de margarina, etc.
  • 20. TIPOS DE EMBALAGENS  Plástico  Poliestireno (PS): é usado na forma transparente ou composta para produção de utensílios de mesa e xícaras claras. Na forma de espuma, o PS é usado para xícaras de bebidas quentes e outros recipientes isolantes para comida, caixas para ovos.
  • 21. TIPOS DE EMBALAGENS  Plástico  Polietileno tereftalado (PET): é utilizado principalmente para a produção de frascos de refrigerantes e águas minerais.
  • 22. TIPOS DE EMBALAGENS  Plástico  Os principais plásticos usados são:  Polietileno de alta densidade (PEAD): é usado em frascos de laticínios, água mineral e sucos de frutas.
  • 23. TIPOS DE EMBALAGENS  Plástico  Vantagens  Leveza  Possibilidade de visualizar o produto  Facilidade de abertura da embalagem
  • 24. TIPOS DE EMBALAGENS  Plástico  Desvantagens:  Baixa resistência ao calor  Possibilidade de contaminação do alimento  Suscetibilidade ao ataque da luz
  • 25. TIPOS DE EMBALAGENS  Papel  Sacos e papéis de embrulho.  São leves e podem ser moldadas de acordo com a conveniência.  Não é resistente à água.  Altamente reciclável
  • 26. TIPOS DE EMBALAGENS  Madeira  Usadas no transporte de manufaturados.  Absorve umidade.  Importância no acondicionamento onde é desejável o envelhecimento (bebidas e queijos).
  • 28. TIPOS DE EMBALAGENS  Escolha da embalagem  Adequação de uso.  Características do alimento.  Processos de conservação.  Forma de transporte.