SlideShare uma empresa Scribd logo
Marketing




   Mariany Moura.
Fametro - Manaus-AM.
O Mix de Marketing

O mix de marketing, também conhecido como
composto de marketing ou 4P’s, é o conjunto
de ferramentas que a empresa utiliza para
perseguir seus objetivos de marketing no
mercado-alvo.
Produto
        Mercado
Promoção Alvo     Preço

         Praça
PRODUTO
"Produto significa a oferta de uma empresa
que    satisfaz    a    uma     necessidade"
(McCARTHY E PERREAULT Jr, 1997, p.
148).

"Produto é algo que pode ser oferecido a um
mercado para satisfazer uma necessidade
ou desejo" (KOTLER, 2000, p. 416).
Desing
 Também chamado projeto de produto ou
  design industrial, trabalha com a criação e
  produção      de      objetos  e    produtos
  tridimensionais com foco para usufruto
  humano, mas também pode ser para uso
  animal.
 Tomás Maldonado, define o design como uma
  atividade    criativa    que  consiste    na
  determinação das propriedades formais dos
  objetos que escolhemos para produzir
  industrialmente.
NOVOS DESIGNS
Marca
 Segundo Kotler (2000) a marca pode ser um
  nome, termo, símbolo, desenho, ou mesmo a
  combinação desses elementos que têm a
  importante função de identificar bens ou
  serviços de uma empresa com o objetivo de
  diferenciá-los da concorrência.
 A partir do século XX, com a consciência
  mercadológica, a marca foi diretamente
  relacionada ao produto, reunindo seus
  atributos e benefícios.
Marca
 Há   pouco tempo atrás,
 apenas às marcas mundiais
 mais famosas e as empresas
 que entendiam claramente de
 que se tratava uma estratégia
 de marca, é que realmente já
 se    preocupava    com     a
 experiência de marca e
 entendido o poder que ela
 poderia ter na construção
 tanto       de     vantagem
 competitiva     quanto    de
 rentabilidade.
Fidelidade a
     Marca


Por detrás de todas as marcas fortes existe
um grupo de clientes fiéis. Assim, o valor do
cliente é um bem fundamental que sustenta o
patrimônio de marca. Ampliar o valor do cliente
fiel ao longo do tempo é o foco mais
apropriado do planejamento de marketing.
(AAKER,                                  1998)
Embalagem
 A embalagem é um recipiente ou envoltura
  que armazena produtos temporariamente e
  serve principalmente para agrupar unidades
  de um produto, com vista à sua manipulação,
  transporte ou armazenamento.
 Outras funções da embalagem são: proteger
  o conteúdo, informar sobre as condições de
  manipulação, exibir os requisitos legais como
  composição, ingredientes, etc., e fazer
  promoção do produto através de gráficos.
Classificação dos tipos de
            embalagens
 Embalagem de venda ou embalagem primária
 Embalagem grupada ou embalagem secundária
 Embalagem de transporte
Ciclo de Vida de um produto
 Este ciclo é evidenciado através de cinco
 estágios:
Ciclo de Vida de um produto
 Desenvolvimento: é quando a empresa tem a
  idéia e começa todo o estudo de viabilidade,
  produtividade e desenvolvimento.
 Introdução: período em que o produto é lançado
  no mercado, onde suas vendas vão crescendo
  lentamente. Não há lucros nesta fase, em virtude
  dos custos para colocar este produto no mercado
 Crescimento: período de aceitação rápida pelo
  mercado e de lucros crescentes
 Maturidade: período de baixo crescimento nas
  vendas. Os níveis de lucro tornam-se estáveis ou
  diminuem.
Garantia
 O fornecedor é obrigado a garantir a qualidade e
  a eficiência do produto que vende. Se o
  fornecedor não lhe der essa garantia na hora da
  compra, você já tem outra garantia: é a garantia
  legal, dada pela lei.
 O prazo de garantia legal é de 30 dias para os
  produtos não duráveis e de 90 dias para os
  produtos duráveis. (Art. 26, CDC)
 Todo produto possui garantia fornecida pelo
  fabricante ou pelo fornecedor contra defeitos de
  fabricação.
 Para ter direito a garantia, você deve guardar o
  certificado e a nota fiscal de compra.
Matriz BCG
 A Matriz BCG é uma análise gráfica
desenvolvida por Bruce Henderson para a
empresa de consultoria empresarial americana
Boston Consulting Group em 1970.
Seu objetivo é suportar a análise de portfólio de
produtos ou de unidades de negócio baseado no
conceito de ciclo de vida do roduto. Ela é
utilizada para alocar recursos em atividades de
gestão de marcas        e produtos (marketing),
planejamento estratégico e anáise de portfólio.
Esta matriz é uma das formas mais usuais de
representação da integração da empresa nas
envolventes externas e internas.
PREÇO
  Preço é o volume de dinheiro por um
produto ou serviço. Preço é a quantidade de
dinheiro, bens ou serviços que deve ser
adquirida a propriedade ou uso de um produto.
           FORMAÇÃO DE PREÇO
  A formação de preços é muito mais do que o
simples   processo   de   acumular   custos   e
acrescentar uma margem de lucro.
Preço Baseado no Valor


 Preço Baseado no Valor: Nenhum cliente
 irá pagar mais por um serviço do que
 aquilo que acha que vale.
Preço baseado no Custo




 Neste caso, os preços são estabelecidos através
 dos custos financeiros: à produção e marketing
 do serviço é acrescentada uma margem
 satisfatória de lucro. Pode ser diminuída a
 margem de lucro numa fase inicial para atrair
 novos clientes
Preço baseado na concorrência




 As   empresas preocupadas com as
 questões de marketing devem ter em
 atenção os preços praticados pela
 concorrência.  Se   os    clientes   não
 encontrarem grandes diferenças entre os
 serviços oferecido no mercado irão
 comprar, provavelmente, o mais barato.
Penetração de mercado
 Preço Promocionais: tem por finalidade

oferecer preços diferenciados para os clientes
por tempo determinado;
 Degustação: a degustação do produto ou

serviço é uma excelente forma de trazer o
cliente para dentro da loja.
Penetração de mercado

   Diferenciação: seu objetivo é criar um diferencial
com objetivo de criar valor frente ao cliente final.
   Parcerias (colaboração e cooperação): por meio
de parcerias de colaboração e cooperação as
empresas podem elevar de maneira significativa a
vantagem competitiva das empresas envolvidas.
Preços Psicológicos

 A psicologia ensina que, se os preços terminarem
 com números impares, existe neles uma noção
 de barganha, mas se a empresa deseja uma
 imagem de preço alto, em vez de preço baixo,
 deve evitar a tática do final ímpar.
PRAÇA
• Também é conhecido como ponto-de-venda ou
  canal de distribuição pode ser descrito como
  sendo uma rede organizada de órgãos e
  instituições que, em combinação, executam
  todas as funções necessárias para ligar os
  fabricantes aos usuários-finais a fim de realizar a
  tarefa de marketing.
• De      uma forma mais simples, significa
  disponibilizar o produto ou serviço ao cliente da
  forma mais fácil e conveniente para ser adquirido.
Canais de Distribuição

 Podem ser definidos como    um conjunto de
 organizações que se relacionam com o objetivo
 de tornarem produtos e serviços disponíveis,
 buscando criar valor ao consumidor pela
 aquisição e disponibilidade de produtos e
 serviços (BERMAN, 1996; PELTON, et al. 1997;
 COUGHLAN et al. 2002; ROSENBLOOM, 2002)
Canais de Distribuição

Distribuição direta: Ocorre quando o produtor do
serviço ou    produto   vende    diretamente   ao
consumidor.

Exemplo: algumas empresas utilizam-se das
chamadas “lojas da fábrica”, nas quais fabricantes
de   produtos     vendem       diretamente    aos
consumidores.
Canais de Distribuição

Distribuição Indireta: Ocorre quando o produto
ou serviço utiliza-se de distribuidores para levar o
produto ou serviço até o consumidor.

Exemplo: quase a totalidade dos produtos
encontrados nos supermercados não é fabricada
por eles. Os supermercados são intermediários
entre o fabricante e o consumidor.
Atacado
 Atacado ou comércio atacadista é o conjunto
de atividades realizadas por organizações ou
indivíduos envolvidos em ações voltadas para
vender bens e serviços a varejistas,
organizações ou outros intermediários, e estes
poderem revender ao consumidor final.
Atacado
Funções do Atacado:
a) Comprar de inúmeros fabricantes, em grandes
variedades e quantidades;
b) Armazenar, transportar e vender ao
  intermediário do
processo de compra do consumidor final;
c) Promover o produto perante o intermediário e
informar ao fabricante;
d) Oferecer uma entrega eficiente, uma boa
  variedade
de produtos e uma política de crédito ao
  intermediário.
Varejo

Varejo ou Comércio Varejista é o conjunto de
atividades, de compra, armazenagem e
promoção, realizadas por organizações ou
indivíduos que objetivam vender bens e
serviços para o uso pessoal ou familiar do
consumidor final.
Varejo
Funções do Varejo
a) Comprar do atacadista em pequenas variedades
  e
quantidades;
b) Armazenar, expor e vender direto ao
  consumidor;
c) Promover o produto e pesquisar o
  comportamento de
compra do consumidor;
d) Estabelecer horários, contratar pessoal e
  fornecer
Diferenças entre Atacadistas e
          Varejistas
Exemplos:
           Varejo                         Atacado
• Loja de Especialidades        • Atacadista puro
• Loja de Departamentos         • Corretor
• Supermercado                  • Agentes
• Hipermercado                  • Filiais e Escritórios
• Loja de Conveniência
• Loja “Ponta de Estoque”
• Redes Corporativas
• Cooperativa de Consumidores
• Franchising
• Centro Comercial
• Shopping Center
• Marketing Direto
•Máquinas de Venda
Varejo sem loja
Os especialistas em varejo reconhecem a
existência de dois tipos de varejo sem loja: as
máquinas de vendas e o marketing direto.

MÁQUINA DE VENDAS – A exemplo das máquinas de
refrigerantes e salgadinhos, são máquinas que
entregam o produto escolhido quando nelas são
depositadas notas ou moedas no seu respectivo valor.

MALA DIRETA – Cartas, folhetos e revistas que
convidam o comprador a adquirir determinados
produtos. O melhor exemplo são as cartas de revistas
como       Seleções    do      Reader’s      Digest.
PROMOÇÃO

  A promoção compreende as atividades
que envolvem a divulgação da marca da
empresa ou dos produtos e serviços.

  “A propaganda é a alma do negócio”
As 5 Principais Ferramentas da Promoção:
 Propaganda:    É uma das ferramentas
mais comuns que as empresas usam para
dirigir comunicações persuasivas aos
compradores e públicos-alvo. (Kótler, 1998).

 É necessária porque tem a capacidade de
informar um grande número de clientes ao
mesmo tempo.
 Promoção de vendas:       trata-se de uma
forma de comunicação usada, com o objetivo
de chamar a atenção dos consumidores.

Ex: Preenchimento de um cupom nos postos
da Petrobrás;
Vendas do Boticário propagada na televisão.
 Relações     Públicas:    trata-se     do
desenvolvimento de    apelos,    junto   ao
consumidor.




 Publicidade: é toda comunicação que não é
 paga pela veiculação.
 Força de Vendas: é a ferramenta mais
eficaz em termos de custos nos estágios finais
do processo de compra, no desenvolvimento
da preferência, convicção e ação do
consumidor.
Marketing Direto
 Identifica quem a empresa deve atingir e
  direciona sua estratégia de marketing até essas
  pessoas, que são seu target.
Mala direta: comunicação direta.


                            Telemarketing:
                            forma de vender por
                            meio do telefone.


Catálogo: comunica a
existência e os atributos
de um produto.

                  Internet:    comunicação    e
                  interligação   virtual  entre
                  fornecedores e consumidores
"Aquele que não tem inclinação
para aprender mais, será capaz
de pensar que sabe bastante."
-- Powell
Considerações Finais
Philip Kotler já afirmava em sua teoria original: o
mix de marketing é um conjunto de ferramentas
que a empresa usa para atingir seus objetivos de
marketing no mercado alvo”.
Cada elemento do mix de marketing contém
infinitas alternativas, cabe a nós, futuros
administradores, saber          selecionar uma
combinação de fatores que vão satisfazer os
mercados – alvos e atingir os objetivos de
marketing e da organização.
Referências
 Disponível    em:
        <http://www.cedet.com.br/index.php?/Tutoriais/Marketi
  ng/mix-de-marketing-4-pas-produto-preco-promocao-e-
  praca.html> Acesso em: 09/04/2012;
 Disponível                                                em:
  <http://www.administracaoegestao.com.br/planejamento-
  estrategico/os-4-ps-de-marketing-promocao/> Acesso em:
  09/04/2012;
 Disponível em: <http://www.webartigos.com/artigos/marca-a-
  principal-identifica-ccedil-atilde-o-de-um-produto/2435/>
  Acesso em: 10/04/2012;
 Disponível em: <http://www.administradores.com.br/informe-
  se/artigos/o-ciclo-de-vida-de-um-produto/11009/>      Acesso
  em: 10/04/2012.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tema03 fundamentos do mix de marketing
Tema03 fundamentos do mix de marketingTema03 fundamentos do mix de marketing
Tema03 fundamentos do mix de marketing
maestrabia
 
1204025674 marketing mix
1204025674 marketing mix1204025674 marketing mix
1204025674 marketing mix
Missy Gi
 
Os 4 p do marketing
Os 4 p do marketingOs 4 p do marketing
Os 4 p do marketing
MarcondesAnderson
 
Mix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte IMix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte I
Robson Costa
 
4 ps completo
4 ps completo4 ps completo
4 ps completo
Niloar Bissani
 
Composto Mercadológico (4Ps)
Composto Mercadológico (4Ps)Composto Mercadológico (4Ps)
Composto Mercadológico (4Ps)
Érica Rigo
 
Marketing Mix
Marketing MixMarketing Mix
Marketing Mix
Tiago Reis
 
Aula Mix de Marketing
Aula Mix de MarketingAula Mix de Marketing
Aula Mix de Marketing
PROF. SHASTIN
 
WDL - Os 4 Ps do marketing
WDL - Os 4 Ps do marketingWDL - Os 4 Ps do marketing
WDL - Os 4 Ps do marketing
We Do Logos
 
Grupo 3 - Marketing Mix
Grupo 3 - Marketing MixGrupo 3 - Marketing Mix
Grupo 3 - Marketing Mix
williantebaldi
 
01 mix de marketing
01   mix de marketing01   mix de marketing
01 mix de marketing
Eros Augusto Asturiano Martins
 
Marketing Empresarial
Marketing EmpresarialMarketing Empresarial
Marketing Empresarial
Simone Chiaretto
 
Manual de marketing mix
Manual de marketing mixManual de marketing mix
Manual de marketing mix
NorbertoGuilherme
 
Os 4 Ps, 4 Cs e 4 Es
Os 4 Ps, 4 Cs e 4 EsOs 4 Ps, 4 Cs e 4 Es
Os 4 Ps, 4 Cs e 4 Es
Doisnovemeia Publicidade
 
Merc 6 a_a01
Merc 6 a_a01Merc 6 a_a01
Merc 6 a_a01
Angelo Yasui
 
Aula 16 marketing empresarial
Aula 16   marketing empresarialAula 16   marketing empresarial
Aula 16 marketing empresarial
MKTMAIS
 
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O ProdutoFunção Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
Catarina Simões
 
Gestão de Marketing
Gestão de MarketingGestão de Marketing
Gestão de Marketing
Fábio M Torres
 
Aula6 - Composto/Mix de Marketing
Aula6 - Composto/Mix de MarketingAula6 - Composto/Mix de Marketing
Aula6 - Composto/Mix de Marketing
Andrea Fiuza
 
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
Rafael Rez
 

Mais procurados (20)

Tema03 fundamentos do mix de marketing
Tema03 fundamentos do mix de marketingTema03 fundamentos do mix de marketing
Tema03 fundamentos do mix de marketing
 
1204025674 marketing mix
1204025674 marketing mix1204025674 marketing mix
1204025674 marketing mix
 
Os 4 p do marketing
Os 4 p do marketingOs 4 p do marketing
Os 4 p do marketing
 
Mix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte IMix de Marketing - Produto - Parte I
Mix de Marketing - Produto - Parte I
 
4 ps completo
4 ps completo4 ps completo
4 ps completo
 
Composto Mercadológico (4Ps)
Composto Mercadológico (4Ps)Composto Mercadológico (4Ps)
Composto Mercadológico (4Ps)
 
Marketing Mix
Marketing MixMarketing Mix
Marketing Mix
 
Aula Mix de Marketing
Aula Mix de MarketingAula Mix de Marketing
Aula Mix de Marketing
 
WDL - Os 4 Ps do marketing
WDL - Os 4 Ps do marketingWDL - Os 4 Ps do marketing
WDL - Os 4 Ps do marketing
 
Grupo 3 - Marketing Mix
Grupo 3 - Marketing MixGrupo 3 - Marketing Mix
Grupo 3 - Marketing Mix
 
01 mix de marketing
01   mix de marketing01   mix de marketing
01 mix de marketing
 
Marketing Empresarial
Marketing EmpresarialMarketing Empresarial
Marketing Empresarial
 
Manual de marketing mix
Manual de marketing mixManual de marketing mix
Manual de marketing mix
 
Os 4 Ps, 4 Cs e 4 Es
Os 4 Ps, 4 Cs e 4 EsOs 4 Ps, 4 Cs e 4 Es
Os 4 Ps, 4 Cs e 4 Es
 
Merc 6 a_a01
Merc 6 a_a01Merc 6 a_a01
Merc 6 a_a01
 
Aula 16 marketing empresarial
Aula 16   marketing empresarialAula 16   marketing empresarial
Aula 16 marketing empresarial
 
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O ProdutoFunção Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
Função Marketing - Martketing Mix- 4Ps : O Produto
 
Gestão de Marketing
Gestão de MarketingGestão de Marketing
Gestão de Marketing
 
Aula6 - Composto/Mix de Marketing
Aula6 - Composto/Mix de MarketingAula6 - Composto/Mix de Marketing
Aula6 - Composto/Mix de Marketing
 
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
Marketing Básico: Conceitos Simplificados - http://www.novaescolamarketing.co...
 

Semelhante a Mix de marketing

Mix
MixMix
Marketing e Recursos Humanos
Marketing e Recursos HumanosMarketing e Recursos Humanos
Marketing e Recursos Humanos
Thiago Meira
 
INICIAÇÃO AO MARKETING
INICIAÇÃO AO MARKETINGINICIAÇÃO AO MARKETING
INICIAÇÃO AO MARKETING
PauloRoberto895836
 
Marketing: conceitos
Marketing: conceitos Marketing: conceitos
Marketing: conceitos
janaina brito
 
Aula de mercadologia
Aula de mercadologiaAula de mercadologia
Aula de mercadologia
Felipe Pereira
 
Administração de vendas 2017
Administração de vendas 2017Administração de vendas 2017
Administração de vendas 2017
Sergio Grunbaum
 
GPME - Marketing estratégico
GPME - Marketing estratégicoGPME - Marketing estratégico
GPME - Marketing estratégico
Ricardo Barboza da Silva
 
Plano de marketing (1)
Plano de marketing (1)Plano de marketing (1)
Plano de marketing (1)
Francisco José
 
Planejamento Estratégico de Comunicação - Aula 04
Planejamento Estratégico de Comunicação - Aula 04Planejamento Estratégico de Comunicação - Aula 04
Planejamento Estratégico de Comunicação - Aula 04
Davi Rocha
 
Aula3
Aula3Aula3
Administração de vendas e marketing modulo 1
Administração de vendas e marketing   modulo 1Administração de vendas e marketing   modulo 1
Administração de vendas e marketing modulo 1
Paulo Bastos
 
Administração de vendas 2011 ii
Administração de vendas 2011 iiAdministração de vendas 2011 ii
Administração de vendas 2011 ii
Rita Meygan
 
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuitoCurso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
José Ricardo Costa de Oliveira
 
Aula 03 empreendedorismo
Aula 03 empreendedorismoAula 03 empreendedorismo
Aula 03 empreendedorismo
Homero Alves de Lima
 
Sandra Godoi - BM04 - 9ª semana
Sandra Godoi - BM04 - 9ª semanaSandra Godoi - BM04 - 9ª semana
Sandra Godoi - BM04 - 9ª semana
Complexo Educacional FMU
 
Que são canais de marketing
Que são canais de marketingQue são canais de marketing
Que são canais de marketing
Complexo Educacional FMU
 
Estratégia de comunicação
Estratégia de comunicaçãoEstratégia de comunicação
Estratégia de comunicação
Odair Cavichioli
 
Gestão de marketing
Gestão de marketingGestão de marketing
Gestão de marketing
Aline Broetto
 
Produto
ProdutoProduto
Produto
tiagorures
 
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao MarketingMÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
Thiago Lúcio
 

Semelhante a Mix de marketing (20)

Mix
MixMix
Mix
 
Marketing e Recursos Humanos
Marketing e Recursos HumanosMarketing e Recursos Humanos
Marketing e Recursos Humanos
 
INICIAÇÃO AO MARKETING
INICIAÇÃO AO MARKETINGINICIAÇÃO AO MARKETING
INICIAÇÃO AO MARKETING
 
Marketing: conceitos
Marketing: conceitos Marketing: conceitos
Marketing: conceitos
 
Aula de mercadologia
Aula de mercadologiaAula de mercadologia
Aula de mercadologia
 
Administração de vendas 2017
Administração de vendas 2017Administração de vendas 2017
Administração de vendas 2017
 
GPME - Marketing estratégico
GPME - Marketing estratégicoGPME - Marketing estratégico
GPME - Marketing estratégico
 
Plano de marketing (1)
Plano de marketing (1)Plano de marketing (1)
Plano de marketing (1)
 
Planejamento Estratégico de Comunicação - Aula 04
Planejamento Estratégico de Comunicação - Aula 04Planejamento Estratégico de Comunicação - Aula 04
Planejamento Estratégico de Comunicação - Aula 04
 
Aula3
Aula3Aula3
Aula3
 
Administração de vendas e marketing modulo 1
Administração de vendas e marketing   modulo 1Administração de vendas e marketing   modulo 1
Administração de vendas e marketing modulo 1
 
Administração de vendas 2011 ii
Administração de vendas 2011 iiAdministração de vendas 2011 ii
Administração de vendas 2011 ii
 
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuitoCurso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
Curso prático de repositor, promotor e demonstradora gratuito
 
Aula 03 empreendedorismo
Aula 03 empreendedorismoAula 03 empreendedorismo
Aula 03 empreendedorismo
 
Sandra Godoi - BM04 - 9ª semana
Sandra Godoi - BM04 - 9ª semanaSandra Godoi - BM04 - 9ª semana
Sandra Godoi - BM04 - 9ª semana
 
Que são canais de marketing
Que são canais de marketingQue são canais de marketing
Que são canais de marketing
 
Estratégia de comunicação
Estratégia de comunicaçãoEstratégia de comunicação
Estratégia de comunicação
 
Gestão de marketing
Gestão de marketingGestão de marketing
Gestão de marketing
 
Produto
ProdutoProduto
Produto
 
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao MarketingMÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
MÓdulo De IntroduÇÃo Ao Marketing
 

Último

Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 

Mix de marketing

  • 1. Marketing Mariany Moura. Fametro - Manaus-AM.
  • 2. O Mix de Marketing O mix de marketing, também conhecido como composto de marketing ou 4P’s, é o conjunto de ferramentas que a empresa utiliza para perseguir seus objetivos de marketing no mercado-alvo.
  • 3. Produto Mercado Promoção Alvo Preço Praça
  • 4. PRODUTO "Produto significa a oferta de uma empresa que satisfaz a uma necessidade" (McCARTHY E PERREAULT Jr, 1997, p. 148). "Produto é algo que pode ser oferecido a um mercado para satisfazer uma necessidade ou desejo" (KOTLER, 2000, p. 416).
  • 5. Desing  Também chamado projeto de produto ou design industrial, trabalha com a criação e produção de objetos e produtos tridimensionais com foco para usufruto humano, mas também pode ser para uso animal.  Tomás Maldonado, define o design como uma atividade criativa que consiste na determinação das propriedades formais dos objetos que escolhemos para produzir industrialmente.
  • 7. Marca  Segundo Kotler (2000) a marca pode ser um nome, termo, símbolo, desenho, ou mesmo a combinação desses elementos que têm a importante função de identificar bens ou serviços de uma empresa com o objetivo de diferenciá-los da concorrência.  A partir do século XX, com a consciência mercadológica, a marca foi diretamente relacionada ao produto, reunindo seus atributos e benefícios.
  • 8. Marca  Há pouco tempo atrás, apenas às marcas mundiais mais famosas e as empresas que entendiam claramente de que se tratava uma estratégia de marca, é que realmente já se preocupava com a experiência de marca e entendido o poder que ela poderia ter na construção tanto de vantagem competitiva quanto de rentabilidade.
  • 9. Fidelidade a Marca Por detrás de todas as marcas fortes existe um grupo de clientes fiéis. Assim, o valor do cliente é um bem fundamental que sustenta o patrimônio de marca. Ampliar o valor do cliente fiel ao longo do tempo é o foco mais apropriado do planejamento de marketing. (AAKER, 1998)
  • 10. Embalagem  A embalagem é um recipiente ou envoltura que armazena produtos temporariamente e serve principalmente para agrupar unidades de um produto, com vista à sua manipulação, transporte ou armazenamento.  Outras funções da embalagem são: proteger o conteúdo, informar sobre as condições de manipulação, exibir os requisitos legais como composição, ingredientes, etc., e fazer promoção do produto através de gráficos.
  • 11. Classificação dos tipos de embalagens  Embalagem de venda ou embalagem primária  Embalagem grupada ou embalagem secundária  Embalagem de transporte
  • 12. Ciclo de Vida de um produto  Este ciclo é evidenciado através de cinco estágios:
  • 13. Ciclo de Vida de um produto  Desenvolvimento: é quando a empresa tem a idéia e começa todo o estudo de viabilidade, produtividade e desenvolvimento.  Introdução: período em que o produto é lançado no mercado, onde suas vendas vão crescendo lentamente. Não há lucros nesta fase, em virtude dos custos para colocar este produto no mercado  Crescimento: período de aceitação rápida pelo mercado e de lucros crescentes  Maturidade: período de baixo crescimento nas vendas. Os níveis de lucro tornam-se estáveis ou diminuem.
  • 14. Garantia  O fornecedor é obrigado a garantir a qualidade e a eficiência do produto que vende. Se o fornecedor não lhe der essa garantia na hora da compra, você já tem outra garantia: é a garantia legal, dada pela lei.  O prazo de garantia legal é de 30 dias para os produtos não duráveis e de 90 dias para os produtos duráveis. (Art. 26, CDC)  Todo produto possui garantia fornecida pelo fabricante ou pelo fornecedor contra defeitos de fabricação.  Para ter direito a garantia, você deve guardar o certificado e a nota fiscal de compra.
  • 15. Matriz BCG A Matriz BCG é uma análise gráfica desenvolvida por Bruce Henderson para a empresa de consultoria empresarial americana Boston Consulting Group em 1970. Seu objetivo é suportar a análise de portfólio de produtos ou de unidades de negócio baseado no conceito de ciclo de vida do roduto. Ela é utilizada para alocar recursos em atividades de gestão de marcas e produtos (marketing), planejamento estratégico e anáise de portfólio. Esta matriz é uma das formas mais usuais de representação da integração da empresa nas envolventes externas e internas.
  • 16.
  • 17. PREÇO Preço é o volume de dinheiro por um produto ou serviço. Preço é a quantidade de dinheiro, bens ou serviços que deve ser adquirida a propriedade ou uso de um produto. FORMAÇÃO DE PREÇO A formação de preços é muito mais do que o simples processo de acumular custos e acrescentar uma margem de lucro.
  • 18. Preço Baseado no Valor  Preço Baseado no Valor: Nenhum cliente irá pagar mais por um serviço do que aquilo que acha que vale.
  • 19. Preço baseado no Custo  Neste caso, os preços são estabelecidos através dos custos financeiros: à produção e marketing do serviço é acrescentada uma margem satisfatória de lucro. Pode ser diminuída a margem de lucro numa fase inicial para atrair novos clientes
  • 20. Preço baseado na concorrência  As empresas preocupadas com as questões de marketing devem ter em atenção os preços praticados pela concorrência. Se os clientes não encontrarem grandes diferenças entre os serviços oferecido no mercado irão comprar, provavelmente, o mais barato.
  • 21. Penetração de mercado  Preço Promocionais: tem por finalidade oferecer preços diferenciados para os clientes por tempo determinado;  Degustação: a degustação do produto ou serviço é uma excelente forma de trazer o cliente para dentro da loja.
  • 22. Penetração de mercado  Diferenciação: seu objetivo é criar um diferencial com objetivo de criar valor frente ao cliente final.  Parcerias (colaboração e cooperação): por meio de parcerias de colaboração e cooperação as empresas podem elevar de maneira significativa a vantagem competitiva das empresas envolvidas.
  • 23. Preços Psicológicos  A psicologia ensina que, se os preços terminarem com números impares, existe neles uma noção de barganha, mas se a empresa deseja uma imagem de preço alto, em vez de preço baixo, deve evitar a tática do final ímpar.
  • 24. PRAÇA • Também é conhecido como ponto-de-venda ou canal de distribuição pode ser descrito como sendo uma rede organizada de órgãos e instituições que, em combinação, executam todas as funções necessárias para ligar os fabricantes aos usuários-finais a fim de realizar a tarefa de marketing. • De uma forma mais simples, significa disponibilizar o produto ou serviço ao cliente da forma mais fácil e conveniente para ser adquirido.
  • 25. Canais de Distribuição  Podem ser definidos como um conjunto de organizações que se relacionam com o objetivo de tornarem produtos e serviços disponíveis, buscando criar valor ao consumidor pela aquisição e disponibilidade de produtos e serviços (BERMAN, 1996; PELTON, et al. 1997; COUGHLAN et al. 2002; ROSENBLOOM, 2002)
  • 26. Canais de Distribuição Distribuição direta: Ocorre quando o produtor do serviço ou produto vende diretamente ao consumidor. Exemplo: algumas empresas utilizam-se das chamadas “lojas da fábrica”, nas quais fabricantes de produtos vendem diretamente aos consumidores.
  • 27. Canais de Distribuição Distribuição Indireta: Ocorre quando o produto ou serviço utiliza-se de distribuidores para levar o produto ou serviço até o consumidor. Exemplo: quase a totalidade dos produtos encontrados nos supermercados não é fabricada por eles. Os supermercados são intermediários entre o fabricante e o consumidor.
  • 28. Atacado Atacado ou comércio atacadista é o conjunto de atividades realizadas por organizações ou indivíduos envolvidos em ações voltadas para vender bens e serviços a varejistas, organizações ou outros intermediários, e estes poderem revender ao consumidor final.
  • 29. Atacado Funções do Atacado: a) Comprar de inúmeros fabricantes, em grandes variedades e quantidades; b) Armazenar, transportar e vender ao intermediário do processo de compra do consumidor final; c) Promover o produto perante o intermediário e informar ao fabricante; d) Oferecer uma entrega eficiente, uma boa variedade de produtos e uma política de crédito ao intermediário.
  • 30. Varejo Varejo ou Comércio Varejista é o conjunto de atividades, de compra, armazenagem e promoção, realizadas por organizações ou indivíduos que objetivam vender bens e serviços para o uso pessoal ou familiar do consumidor final.
  • 31. Varejo Funções do Varejo a) Comprar do atacadista em pequenas variedades e quantidades; b) Armazenar, expor e vender direto ao consumidor; c) Promover o produto e pesquisar o comportamento de compra do consumidor; d) Estabelecer horários, contratar pessoal e fornecer
  • 33. Exemplos: Varejo Atacado • Loja de Especialidades • Atacadista puro • Loja de Departamentos • Corretor • Supermercado • Agentes • Hipermercado • Filiais e Escritórios • Loja de Conveniência • Loja “Ponta de Estoque” • Redes Corporativas • Cooperativa de Consumidores • Franchising • Centro Comercial • Shopping Center • Marketing Direto •Máquinas de Venda
  • 34. Varejo sem loja Os especialistas em varejo reconhecem a existência de dois tipos de varejo sem loja: as máquinas de vendas e o marketing direto. MÁQUINA DE VENDAS – A exemplo das máquinas de refrigerantes e salgadinhos, são máquinas que entregam o produto escolhido quando nelas são depositadas notas ou moedas no seu respectivo valor. MALA DIRETA – Cartas, folhetos e revistas que convidam o comprador a adquirir determinados produtos. O melhor exemplo são as cartas de revistas como Seleções do Reader’s Digest.
  • 35. PROMOÇÃO A promoção compreende as atividades que envolvem a divulgação da marca da empresa ou dos produtos e serviços. “A propaganda é a alma do negócio”
  • 36. As 5 Principais Ferramentas da Promoção:  Propaganda: É uma das ferramentas mais comuns que as empresas usam para dirigir comunicações persuasivas aos compradores e públicos-alvo. (Kótler, 1998). É necessária porque tem a capacidade de informar um grande número de clientes ao mesmo tempo.
  • 37.  Promoção de vendas: trata-se de uma forma de comunicação usada, com o objetivo de chamar a atenção dos consumidores. Ex: Preenchimento de um cupom nos postos da Petrobrás; Vendas do Boticário propagada na televisão.
  • 38.  Relações Públicas: trata-se do desenvolvimento de apelos, junto ao consumidor.  Publicidade: é toda comunicação que não é paga pela veiculação.
  • 39.  Força de Vendas: é a ferramenta mais eficaz em termos de custos nos estágios finais do processo de compra, no desenvolvimento da preferência, convicção e ação do consumidor.
  • 40. Marketing Direto  Identifica quem a empresa deve atingir e direciona sua estratégia de marketing até essas pessoas, que são seu target.
  • 41. Mala direta: comunicação direta. Telemarketing: forma de vender por meio do telefone. Catálogo: comunica a existência e os atributos de um produto. Internet: comunicação e interligação virtual entre fornecedores e consumidores
  • 42. "Aquele que não tem inclinação para aprender mais, será capaz de pensar que sabe bastante." -- Powell
  • 43. Considerações Finais Philip Kotler já afirmava em sua teoria original: o mix de marketing é um conjunto de ferramentas que a empresa usa para atingir seus objetivos de marketing no mercado alvo”. Cada elemento do mix de marketing contém infinitas alternativas, cabe a nós, futuros administradores, saber selecionar uma combinação de fatores que vão satisfazer os mercados – alvos e atingir os objetivos de marketing e da organização.
  • 44. Referências  Disponível em: <http://www.cedet.com.br/index.php?/Tutoriais/Marketi ng/mix-de-marketing-4-pas-produto-preco-promocao-e- praca.html> Acesso em: 09/04/2012;  Disponível em: <http://www.administracaoegestao.com.br/planejamento- estrategico/os-4-ps-de-marketing-promocao/> Acesso em: 09/04/2012;  Disponível em: <http://www.webartigos.com/artigos/marca-a- principal-identifica-ccedil-atilde-o-de-um-produto/2435/> Acesso em: 10/04/2012;  Disponível em: <http://www.administradores.com.br/informe- se/artigos/o-ciclo-de-vida-de-um-produto/11009/> Acesso em: 10/04/2012.