SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Curso:                FESP, agosto 2009
• Economia Política    Diego Salviano
Professora:            José Marcelo Rigoni
• Socorro!
I. Conceito

● Mercantilismo (mercator = mercador)
é o conjunto de práticas e idéias econômicas
desenvolvidas na Europa entre os séculos 1600 e 1800.
I.1 Características

● Bulionismo (metalismo), ou seja, a crença que a força
econômica de uma nação poderia ser medida pela
quantidade de metais preciosos que possuísse.

● Defesa de uma balança comercial favorável: exportar
sempre mais que importar.

● Busca pela auto-suficiência econômica, eliminando a
necessidade de importações.
I.1 Características


● Incentivo à agricultura, como forma de evitar
importações e propiciar arrecadação de impostos.

● Manutenção de uma força naval que evitasse o uso de
navios de outros países e propiciasse segurança às rotas
comerciais.

● Exclusivo colonial (colônias eram mercados cativos dos
produtos das metrópoles).

● Incentivo ao crescimento populacional, disponibilizando
força de trabalho para o mercado local e para as colônias.
I.1 Características

● Intervenção do Estado na economia (nacionalismo
econômico - o mercantilismo é um produto do Estado
Absolutista).
II. Origens

● O mercantilismo desdobrou-se do desenvolvimento do
capitalismo comercial, em decorrência de fatores como:

1. Substituição dos centros de poder descentralizados do
feudalismo pela formação do estado-nação
(desencadeando o absolutismo).

2. Estabelecimento de colônias fora da Europa.

3. O desenvolvimento do comércio e da indústria na
Europa, em relação à agricultura.

4. O desenvolvimento das atividades comerciais e do
sistema monetário baseado em metais preciosos (ouro e
prata).
III. Principais teóricos

● Jean Baptiste Colbert,
primeiro ministro de Luis XIV
de 1661 a 1683.

● Mais importante defensor do
mercantilismo.

● Proibiu a exportação de metais,
impôs elevadas tarifas a produtos
manufaturados estrangeiros, elevou
tarifas portuárias para navios estrangeiros,
incentivou a marinha francesa e favoreceu a construção
de navios, etc.
III. Principais teóricos

● Outros mercantilistas de destaque:




                                               Josiah Child
  Sir William
    Temple



                                  Jean Bodin

                 Thomas Mun
III. Principais teóricos



● Adam Smith
("A Riqueza das Nações").

● Não era mercantilista,
mas conceituou o termo.

● Demonstrou que o livre-comércio é mais benéfico ao
desenvolvimento da nação que a busca da auto-
suficiência.
● Enfatizou o potencial perigoso da formação de conluios
entre capitalistas e governantes.
IV. Transformações que proporcionou

● O mercantilismo foi uma fase do desenvolvimento
capitalista. Porém, sua filosofia ainda estava muito ligada
ao Estado Absolutista, à centralização e regulamentação
do poder.

● O período mercantilista foi uma época de grande
desenvolvimento na Inglaterra. Mas isso não é atribuído às
políticas mercantilistas, mas sim ao fato do governo não
ter condições de implementá-las.
IV. Transformações que proporcionou

● Algumas políticas de inspiração mercantilista ainda
perduram nos dias de hoje: regulamentações
protecionistas, a idéia que o déficit público (e dívida
externa) é ruim por si só e a idéia que importação cause
redução no nível de empregos (neomercantilismo).
V. Base de sustentação

● Assim como no fascismo, o mercantilismo amarra o
desenvolvimento econômico ao poder nacional,
acreditando na falácia da auto-suficiência (apenas o
metalismo não era aceito pelo facismo).

● O mercantilismo serviu aos interesses dos comerciantes,
que podiam contar com o apoio do Estado para ter livre
acesso às rotas comerciais (inclusive evitando
concorrência).
Lembre-se:

Se, no final, tudo der errado...




                                   ...vire HIPPIE!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula de sociologia 3 ano i bimestre 2020
Aula de sociologia 3 ano   i bimestre 2020Aula de sociologia 3 ano   i bimestre 2020
Aula de sociologia 3 ano i bimestre 2020
Paulo Alexandre
 
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º anoAula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
7 de Setembro
 

Mais procurados (20)

Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
 
Aula de sociologia 3 ano i bimestre 2020
Aula de sociologia 3 ano   i bimestre 2020Aula de sociologia 3 ano   i bimestre 2020
Aula de sociologia 3 ano i bimestre 2020
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Análise da grande depressão anos 30
Análise da grande depressão anos 30Análise da grande depressão anos 30
Análise da grande depressão anos 30
 
Colonização das américas
Colonização das américasColonização das américas
Colonização das américas
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
Colonização da América
Colonização da AméricaColonização da América
Colonização da América
 
9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial
 
Descolonização
DescolonizaçãoDescolonização
Descolonização
 
Aula 3 - fluxos migratórios
Aula 3 -  fluxos migratóriosAula 3 -  fluxos migratórios
Aula 3 - fluxos migratórios
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Globalização e meio ambiente
Globalização e meio ambienteGlobalização e meio ambiente
Globalização e meio ambiente
 
GUERRA FRIA - a nova ordem mundial
GUERRA FRIA - a nova ordem mundialGUERRA FRIA - a nova ordem mundial
GUERRA FRIA - a nova ordem mundial
 
Efeitos Da GlobalizaçãO
Efeitos Da GlobalizaçãOEfeitos Da GlobalizaçãO
Efeitos Da GlobalizaçãO
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
 
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º anoAula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
Aula sobre 1ª Guerra Mundial - 9º ano
 
Ditadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no BrasilDitadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no Brasil
 

Destaque (6)

China neo mercantilista
China neo mercantilistaChina neo mercantilista
China neo mercantilista
 
Estados nacionais absolutismo-mercantilismo
Estados nacionais absolutismo-mercantilismoEstados nacionais absolutismo-mercantilismo
Estados nacionais absolutismo-mercantilismo
 
Absolutismo e mercantilismo slide
Absolutismo e mercantilismo slideAbsolutismo e mercantilismo slide
Absolutismo e mercantilismo slide
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 

Semelhante a Mercantilismo

slideseconomiaiavi-140916134510-phpapp02.pdf
slideseconomiaiavi-140916134510-phpapp02.pdfslideseconomiaiavi-140916134510-phpapp02.pdf
slideseconomiaiavi-140916134510-phpapp02.pdf
dudacco2024
 
O processo de desenvolvimento do capitalismo
O processo de desenvolvimento do capitalismoO processo de desenvolvimento do capitalismo
O processo de desenvolvimento do capitalismo
Lilian Damares
 
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºjO mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
slidjuu
 
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºjO mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
slidjuu
 
Slides - economia
Slides - economia Slides - economia
Slides - economia
Felipe Hiago
 

Semelhante a Mercantilismo (20)

4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
 
4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
 
slideseconomiaiavi-140916134510-phpapp02.pdf
slideseconomiaiavi-140916134510-phpapp02.pdfslideseconomiaiavi-140916134510-phpapp02.pdf
slideseconomiaiavi-140916134510-phpapp02.pdf
 
O processo de desenvolvimento do capitalismo
O processo de desenvolvimento do capitalismoO processo de desenvolvimento do capitalismo
O processo de desenvolvimento do capitalismo
 
Recuperação história
Recuperação históriaRecuperação história
Recuperação história
 
Triunfo dos Estados e dinâmicas económicas nos séculos XVII e XVIII- Resumos
Triunfo dos Estados e dinâmicas económicas nos séculos XVII e XVIII- ResumosTriunfo dos Estados e dinâmicas económicas nos séculos XVII e XVIII- Resumos
Triunfo dos Estados e dinâmicas económicas nos séculos XVII e XVIII- Resumos
 
O mercantilismo
O mercantilismoO mercantilismo
O mercantilismo
 
O mercantilismo
O mercantilismoO mercantilismo
O mercantilismo
 
O mercantilismo
O mercantilismoO mercantilismo
O mercantilismo
 
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
 
O mercantilismo
O mercantilismoO mercantilismo
O mercantilismo
 
O mercantilismo
O mercantilismoO mercantilismo
O mercantilismo
 
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºjO mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
 
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºjO mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
 
O que é mercantilismo.docx
O que é mercantilismo.docxO que é mercantilismo.docx
O que é mercantilismo.docx
 
Slides - economia
Slides - economia Slides - economia
Slides - economia
 
Os Estados dos séculos XVII(17) e XVIII(18) e os sistemas económicos.
Os Estados dos séculos XVII(17) e XVIII(18)  e os sistemas económicos.Os Estados dos séculos XVII(17) e XVIII(18)  e os sistemas económicos.
Os Estados dos séculos XVII(17) e XVIII(18) e os sistemas económicos.
 
Mercantilismo e sistema colonial
Mercantilismo e sistema colonialMercantilismo e sistema colonial
Mercantilismo e sistema colonial
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
 
O capitalismo e a formação do espaço geográfico
O capitalismo e a formação do espaço geográficoO capitalismo e a formação do espaço geográfico
O capitalismo e a formação do espaço geográfico
 

Mais de JM Rigoni (8)

Avaliação de Desempenho & Sistemas de Recompensa
Avaliação de Desempenho & Sistemas de RecompensaAvaliação de Desempenho & Sistemas de Recompensa
Avaliação de Desempenho & Sistemas de Recompensa
 
A Constituição Econômica na Constituição de 1988
A Constituição Econômica na Constituição de 1988A Constituição Econômica na Constituição de 1988
A Constituição Econômica na Constituição de 1988
 
Violência Doméstica
Violência DomésticaViolência Doméstica
Violência Doméstica
 
CIDADANIA E POLÍTICA
CIDADANIA E POLÍTICACIDADANIA E POLÍTICA
CIDADANIA E POLÍTICA
 
Psicologia Jurídica no Brasil
Psicologia Jurídica no BrasilPsicologia Jurídica no Brasil
Psicologia Jurídica no Brasil
 
Oil & Gas
Oil & GasOil & Gas
Oil & Gas
 
Bankruptcy in Brazil
Bankruptcy in BrazilBankruptcy in Brazil
Bankruptcy in Brazil
 
HR Plan for a Pharma Company
HR Plan for a Pharma CompanyHR Plan for a Pharma Company
HR Plan for a Pharma Company
 

Último

Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 

Último (20)

Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 

Mercantilismo

  • 1. Curso: FESP, agosto 2009 • Economia Política  Diego Salviano Professora:  José Marcelo Rigoni • Socorro!
  • 2. I. Conceito ● Mercantilismo (mercator = mercador) é o conjunto de práticas e idéias econômicas desenvolvidas na Europa entre os séculos 1600 e 1800.
  • 3. I.1 Características ● Bulionismo (metalismo), ou seja, a crença que a força econômica de uma nação poderia ser medida pela quantidade de metais preciosos que possuísse. ● Defesa de uma balança comercial favorável: exportar sempre mais que importar. ● Busca pela auto-suficiência econômica, eliminando a necessidade de importações.
  • 4. I.1 Características ● Incentivo à agricultura, como forma de evitar importações e propiciar arrecadação de impostos. ● Manutenção de uma força naval que evitasse o uso de navios de outros países e propiciasse segurança às rotas comerciais. ● Exclusivo colonial (colônias eram mercados cativos dos produtos das metrópoles). ● Incentivo ao crescimento populacional, disponibilizando força de trabalho para o mercado local e para as colônias.
  • 5. I.1 Características ● Intervenção do Estado na economia (nacionalismo econômico - o mercantilismo é um produto do Estado Absolutista).
  • 6. II. Origens ● O mercantilismo desdobrou-se do desenvolvimento do capitalismo comercial, em decorrência de fatores como: 1. Substituição dos centros de poder descentralizados do feudalismo pela formação do estado-nação (desencadeando o absolutismo). 2. Estabelecimento de colônias fora da Europa. 3. O desenvolvimento do comércio e da indústria na Europa, em relação à agricultura. 4. O desenvolvimento das atividades comerciais e do sistema monetário baseado em metais preciosos (ouro e prata).
  • 7. III. Principais teóricos ● Jean Baptiste Colbert, primeiro ministro de Luis XIV de 1661 a 1683. ● Mais importante defensor do mercantilismo. ● Proibiu a exportação de metais, impôs elevadas tarifas a produtos manufaturados estrangeiros, elevou tarifas portuárias para navios estrangeiros, incentivou a marinha francesa e favoreceu a construção de navios, etc.
  • 8. III. Principais teóricos ● Outros mercantilistas de destaque: Josiah Child Sir William Temple Jean Bodin Thomas Mun
  • 9. III. Principais teóricos ● Adam Smith ("A Riqueza das Nações"). ● Não era mercantilista, mas conceituou o termo. ● Demonstrou que o livre-comércio é mais benéfico ao desenvolvimento da nação que a busca da auto- suficiência. ● Enfatizou o potencial perigoso da formação de conluios entre capitalistas e governantes.
  • 10. IV. Transformações que proporcionou ● O mercantilismo foi uma fase do desenvolvimento capitalista. Porém, sua filosofia ainda estava muito ligada ao Estado Absolutista, à centralização e regulamentação do poder. ● O período mercantilista foi uma época de grande desenvolvimento na Inglaterra. Mas isso não é atribuído às políticas mercantilistas, mas sim ao fato do governo não ter condições de implementá-las.
  • 11. IV. Transformações que proporcionou ● Algumas políticas de inspiração mercantilista ainda perduram nos dias de hoje: regulamentações protecionistas, a idéia que o déficit público (e dívida externa) é ruim por si só e a idéia que importação cause redução no nível de empregos (neomercantilismo).
  • 12. V. Base de sustentação ● Assim como no fascismo, o mercantilismo amarra o desenvolvimento econômico ao poder nacional, acreditando na falácia da auto-suficiência (apenas o metalismo não era aceito pelo facismo). ● O mercantilismo serviu aos interesses dos comerciantes, que podiam contar com o apoio do Estado para ter livre acesso às rotas comerciais (inclusive evitando concorrência).
  • 13. Lembre-se: Se, no final, tudo der errado... ...vire HIPPIE!