SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
CRISTIANISMO DOS PRIMÓRDIOS ATÉ OS DIAS ATUAIS OU
HISTÓRIA DO CRISTIANISMO- 1ª AULA
OBJETIVOS:
1. DEFINIR O QUE É O CRISTIANISMO
2. IDENTIFICAR A MISSÃO, A VISÃO E OS VALORES DO CRISTIANISMO
3. PERIODIZAÇÃO DA HISTÓRIA DO CRISTIANISMO
4. O QUE É RELIGIÃO
EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA
1º semestre de 2023 – facilitador: Francisco Tudela
E B D / I G RE JA PRES BI T E RI AN A D O BAI RRO AMAMBAÍ
EMENTA DA DISCIPLINA CRISTIANISMO DOS
PRIMÓRDIOS ATÉ OS DIAS ATUAIS
O que é o cristianismo e sua identidade. Apresentar
os principais entendimentos humanos dos ensinos
de Jesus desde sua morte até os dias de hoje e
compará-los com a identidade do cristianismo.
2
Ap 3.20 “Eis que estou à porta e bato. Se alguém
ouvir a minha voz e abrir a porta,...”
O que é História do cristianismo?
É o estudo da religião baseada nos ensinos de Jesus, e trata do relato da origem,
mudanças e impacto do cristianismo sobre a igreja e a sociedade ao longo do
tempo.
A FINALIDADE DO CRISTÃO É REALIZAR OS PROPÓSITOS DE DEUS
Mt 28.18-20 “...Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e
façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e
do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu
lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos.”
Missão é o propósito da existência de algo; é o que fazemos para alcançar a visão
Visão é quem queremos ser no futuro, é o resultado da missão.
Valores (princípios e crenças): ter a Bíblia como única regra de conduta e fé.
MISSÃO: FAZER DISCÍPULOS DE JESUS E PROMOVER O SEU CRESCIMENTO:
PARA O ALTO - PA– em direção a Deus
PARA DENTRO – PD- em direção uns dos outros
PARA FORA – PF-em direção aos perdidos e necessitados
3
Criar espaços para Deus conviver conosco: Mt 6.10 “...Venha o
teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu.”
CÉU E TERRA
O foco da Bíblia é como o céu e a terra estão sendo reunidos através
de Jesus e estarão completamente unidos quando Ele voltar.
Jo 1.1 “No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus.”
Jo 1.14 “Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós”
 “viveu entre nós” significa que onde Jesus, que é Deus ,estava ali era um espaço
onde o céu e a terra se sobrepõem, e nós, como templo do ES, também criamos
esses espaços.
Você perguntará: Jesus criou esses espaços curando pessoas, auxiliando-as e nós
temos esse “poder” para realizar milagres? A resposta é sim.
1Co 11.1 “Tornem-se meus imitadores, como eu o sou de Cristo.”
https://www.youtube.com/watch?v=bTmYYye4fxM
mas....há os HENOTEISTAS
O Henoteismo (do grego hen theos, "um deus") designa a crença em um deus único
aceitando a existência de outros, assim presta-se a adoração a Deus de modo oficial
sem descartar os outros deuses.
Hoje o henoteista crê que Deus criou tudo e todos, que o deixou aqui para obter o
máximo que puder para si próprio e algo para quem ele achar que merece.
O henoteista frequenta o culto, a EBD ... mas não crê que Deus é soberano sobre sua
vida, confia em si mesmo, se acha “invencível”, “autossuficiente”, “capaz”,
“eternamente forte e saudável”, faz as escolhas necessárias para alcançar seus
objetivos mesmo que contrárias as orientadas por Deus, deposita sua segurança no
dinheiro, na estética, nos bens, no trabalho, na profissão, na família, na igreja...
1Co 10.24 “Ninguém deve buscar o seu
próprio bem, mas sim o dos outros.”
Considera que Deus existe, mas que ele
próprio é o deus da sua vida, pois sempre
terá o controle de tudo e de todos.
Na sua forma mais nobre, um henoteista se acha melhor que os
outros ao entregar sua vida à alguma causa ideológica como a
caridade, estudo bíblico, missões ...
Faz do meio um fim: conquistar a graça de Deus e a salvação por
seus próprios meios ou por outros meios.
Considera que Deus existe, mas que precisa de “uma ajuda” de
outro deus, no caso, ele mesmo.
Um henoteísta não cria
“espaços de Deus” na terra
Ef 2.1-10 “Jesus nos TIRA DA MORTE do pecado PARA UM
LUGAR DE VIDA ESPIRITUAL ...mortos ... vivíamos...
satisfazendo as vontades da nossa carne.... Deus nos
ressuscitou com Cristo ... para fazermos boas obras, as quais
Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos.”
Deus Cristão Mundo
Palavra, Adoração e Oração Comunhão e Serviço Evangelização e Compaixão
Missão do cristão para com Deus! Missão do cristão para com os irmãos! Missão do cristão para com o mundo!
crescer
Para o Alto - PA
Reconhecer que Deus é
o Senhor da História
Para Dentro – PD
Relacionar e conviver
adequadamente com
cristãos de outras
denominações.
Para Fora – PF
Mostrar a diferença que o
verdadeiro Evangelho faz
na nossa vida
10
E B D / I G RE JA PRES BI T E RI AN A D O BAI RRO AMAMBAÍ
O B J E T I V O S E S P E C Í F I C O S :
1. CONCEITUAIS:
 Conhecer os fundamentos do Cristianismo.
 Saber os erros doutrinários ao longo do tempo.
 Entender por que certos ritos e doutrinas são como são hoje
 Reconhecer a origem, as transformações e o impacto do cristianismo na igreja e
na sociedade ao longo do tempo
 Saber o que homens fizeram, pensaram e sentiram como cristãos ao longo do
tempo
11
E B D / I G RE JA PRES BI T E RI AN A D O BAI RRO AMAMBAÍ
O B J E T I V O S E S P E C Í F I C O S :
2. PROCEDIMENTAIS:
 Correlacionar o cotidiano com a prática cristã.
 Identificar as doutrinas e os ritos que distorcem o Evangelho.
 Conhecer nossa Declaração Doutrinária
 Perceber que historicamente não mudamos
12
E B D / I G RE JA PRES BI T E RI AN A D O BAI RRO AMAMBAÍ
O B J E T I V O S E S P E C Í F I C O S :
3. ATITUDINAIS
 PESSOA
 Saber como se relacionar corretamente com Deus.
 Procurar não repetir os erros doutrinários do passado
SOCIEDADE
 Aproveitar as oportunidades para apresentar o verdadeiro Evangelho
CULTURA
 Publicar sua interpretação das partilhas sugeridas
Dia Conteúdo Quinta Objetivo
09/2 1ª O que é o cristianismo Identificar a missão, a visão e seus valores. O que é religião
16/2 2ª O período dos apóstolos O avanço do evangelho; glossário; o Cânon
23/2 3ª Heresias no período apostólico Questões doutrinárias do ano 30 ao 100
02/3 4ª A igreja primitiva do ano 100 ao 313 A luta pela sobrevivência; primeiras heresias
09/3 5ª Perseguições e a defesa da fé As perseguições do ano 100 ao 313
16/3 6ª Patrística Os pais da igreja e sua literatura
23/3 7ª A igreja católica imperial, Heresias do período /
Principais líderes do ano 313 ao 500
O credo apostólico / O Cânon cristão
O edito de Constantino e suas consequências
30/3 8ª A queda de Roma – 590 ao 1517 O papado, do 1º ao 8º Concílios
06/4 9ª As cruzadas Do 9º ao 11º Concílios
13/4 10ª As indulgências e a inquisição Do 12º ao 15º concílios
20/4 11ª A pré-reforma Queda de Constantinopla e o 1º cisma do catolicismo ocidental
27/4 12ª A reforma na Europa Motivações para a reforma proposta por Lutero
04/5 13ª O cristianismo na reforma e na contrarreforma A igreja anglicana / O calvinismo / O arminianismo
11/5 14ª Cristianismo da idade moderna à contemporânea As denominações cristãs após a reforma
18/5 15ª O cristianismo na pós-modernidade A religião e o cristão frente ao sagrado e o profano.
25/5 16ª Avaliação
01/6 17ª Reserva técnica
08/6 Feriado Corpus Christi
15/6 18ª Reserva técnica
Dia Conteúdo Objetivo
12/2 1ª O que é o cristianismo Identificar a missão, a visão e seus valores. O que é religião
19/2 2ª O período dos apóstolos O avanço do evangelho; glossário; o Cânon
26/2 3ª Heresias no período apostólico Questões doutrinárias do ano 30 ao 100
05/3 4ª A igreja primitiva do ano 100 ao 313 A luta pela sobrevivência; primeiras heresias
12/3 5ª Perseguições e a defesa da fé As perseguições do ano 100 ao 313
19/3 6ª Patrística Os pais da igreja e sua literatura
26/3 7ª A igreja católica imperial, Heresias do período /
Principais líderes do ano 313 ao 500
O credo apostólico / O Cânon cristão
O edito de Constantino e suas consequências
02/4 Feriado Sexta feira santa
09/4 8ª A queda de Roma – 590 ao 1517 O papado, do 1º ao 8º Concílios
16/4 Feriado prolongado Tiradentes e descobrimento Brasil
23/4 Feriado prolongado 1/5 dia do trabalho
30/4 9ª As cruzadas Do 9º ao 11º Concílios
07/5 10ª As indulgências e a inquisição Do 12º ao 15º concílios
14/5 11ª A pré-reforma Queda de Constantinopla e o 1º cisma do catolicismo ocidental
21/5 12ª A reforma na Europa Motivações para a reforma proposta por Lutero
28/5 13ª O cristianismo na reforma e na contrarreforma A igreja anglicana / O calvinismo / O arminianismo
04/6 Feriado prolongado 5ª feira – Corpus Christi
11/6 14ª Cristianismo da idade moderna à contemporânea As denominações cristãs após a reforma
18/6 15ª O cristianismo na pós-modernidade A religião e o cristão frente ao sagrado e o profano.
16
Como temos aulas curtas, 1h 15’, faremos o estudo panorâmico da História do
Cristianismo com a técnica de leitura dinâmica “scanning”, que consiste em correr
os olhos pelo texto para identificar palavras-chave.
Assim não apresentaremos todos os versículos, apenas os que selecionamos como
os mais importantes, segundo a nossa ótica, e que Deus nos dê sabedoria para isso.
Não leremos todo o versículo, “pularemos” alguns trechos, procurando não extrair o
texto do contexto em que ele está, não que eles sejam menos importantes, mesmo
porque tratam da palavra de Deus para nós, mas porque nosso tempo de aula é
pouco para muita leitura.
Caso você ache relevante um trecho que não foi lido anote-o e ao final comente
conosco.
PERÍODOSDA IGREJA CRISTÃ
• ANTIGA - do ano 30 ao 476
• O avanço do Cristianismo no Império Romano (ano 30 ao 100)
• A luta da igreja primitiva para sobreviver (ano 100 ao 313)
• A instauração da Igreja Católica Imperial (ano 313 ao 476)
•MEDIEVAL - do ano 476 ao 1517
• Surge a Igreja Latino-Teutônico (ano 590 ao 800)
• Avanços e retrocessos nas relações entre Igreja e Estado (ano 800 ao 1054)
• A supremacia da papado (ano 1054 ao 1305)
• O ocaso medieval e o renascimento moderno (ano 1309 ao 1517)
• MODERNA - do ano 1517 ao 1789
• A reforma e a contrarreforma; surgem as denominações Cristãs
• CONTEMPORÂNEA – do ano 1789 até a atualidade
• As religiões entre o profano e o sagrado
ESCOLA BÍBLICA |IGREJA PRESBITERIANA DO BAIRRO AMAMBAÍ
LINHADO TEMPO
Primeiros
500 anos
.
Idade
Média
1000
AReforma
Protestante
1517
pós
reforma
XVII
Avivamentos
XVIII
As grandes
missões
XIX
Protestantismo
noBrasil
Grandes
desafios
XX e XXI
Vamos
tratar
desse
período
467
Ano - Evento
30 - Crucificação, morte e ressurreição de Jesus Cristo em Jerusalém.
70 - Jerusalém destruída pelos romanos e os cristãos de Jerusalém se dispersam.
85 – João é deportado para Patmos.
96 – João é solto.
100 – João morre.
19
CONTEXTO POLÍTICO DA ÉPOCA DE JESUS
Nesta época a Palestina tinha 2 milhões de habitantes, sendo a metade de judeus e
os demais eram uma mistura de povos e culturas.
Na Judéia a aristocracia e os sacerdotes aceitavam o domínio romano, os primeiros
por obterem vantagens comerciais e os segundos por manterem o monopólio da
religião, porém uma parte do povo não aceitava este domínio: os zelotes.
Do hebraico qanna: “zeloso”ou “devoto”, Finéias foi seu inspirador (Nm 25.10-13).
Extremistas eram chamados de “sicários”, usavam uma adaga (sicca) nas guerrilhas.
Um dos discípulos de Jesus, Simão, o Zelote, pertencia a esse partido (Lc 6.15).
Nazaré era uma cidade
pequena, sem
importância política.
Os apóstolos, nasceram
na Galiléia, exceto
Judas lscariotes (na
Judéia)
Galiléia: Jesus viveu
sua infância e
adolescência em
Nazaré e por 30 anos
era um anônimo,
quando iniciou seu
ministério.
Jesus nasceu em Belém.
De Nazaré até Belém são 145
Km. Batizado em Betânia
21
JESUS VEIO PARA ESTABELECER A NOVA ALIANÇA PREVISTA NO ANTIGO TESTAMENTO.
Em três anos reuniu 12 apóstolos e percorreu a região pregando e fazendo milagres,
tornou-se conhecido e multidões o seguiam.
Para as autoridades religiosas judaicas era um blasfemo, pois autodenominava-se “O
Messias”.
Para os romanos era um agitador popular.
Preso e crucificado com 33 anos, esperavam que seus seguidores se dispersassem e
que seus ensinos fossem esquecidos.
Ocorreu o contrário: os evangelistas serão as pessoas a propagar a boa nova
Jesus existiu? Jesus Cristo existiu?
O QUE É RELIGIÃO?
A palavra religião deriva do latim religio, religionis, que significa culto religioso ou
práticas que a ele se relacionam.
A questão é se o substantivo religio deriva de relegere, reler, ou religare, religar?
a) De relegere, religião será a constante releitura da bíblia ou constante atenção
para as questões espirituais.
b) De religare, religião será o meio pelo qual a humanidade se religa a Deus.
Fonte: https://veja.abril.com.br/coluna/sobre-palavras/religiao-vem-de-reler-ou-religar/
R. Opção (a) pois - Jo 14.6 “...Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.”, é Jesus
quem religa o homem a Deus.
Como demonstramos de maneira prática a nossa religião:
Tg 1.27 “A religião que Deus, o nosso Pai aceita como pura e imaculada é esta:
cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar
corromper pelo mundo.”
A religião dirá “obedeça para ser aceito”
O cristianismo dirá: “sou aceito, logo, obedeço”.
PARTILHA 1: A religião é o ópio do povo, afirma Marx: “A miséria religiosa é
a expressão da miséria real e também um protesto contra esta. Ela é o
suspiro do ser oprimido, ELA É O ÓPIO DO POVO.”
Esta metáfora de Marx diz que a religião é uma espécie de anestésico para aliviar o
homem de seu sofrimento real.
Vc concorda ou não com a afirmação de Marx? Justifique.
Fonte: https://www.filosofiaepsicanalise.org/2021/01/a-religiao-e-o-opio-do-povo-o-contexto.html
O
QUE
É
O
CRISTIANISMO
O QUE É O CRISTIANISMO
O Cristianismo (do grego Xριστός, "Christós", messias, ungido, do heb.
‫משיח‬
" Mashiach") se iniciou como uma seita judaica, classificada como
uma religião abraãmica, monoteísta, centrada na vida e ensinos de
Jesus de Nazaré, tal como apresentados no Novo Testamento.
O cristianismo se caracteriza por encontrar na pessoa de Jesus o
caminho para Deus e crê que:
1. Deus é o criador do universo e nele intervém.
2. O homem está afastado de Deus por replicar o pecado de Adão e Eva:
querer ser o deus de sua vida.
3. Jesus é o Cristo, Filho de Deus, Deus feito humano, que pagou pelos
pecados do homem.
4. Quando Jesus voltar e estabelecer uma nova terra o homem estará
salvo do julgamento de Deus e de Sua ira.
DECLARAÇÃO DOUTRINÁRIA DA CONVENÇÃO BATISTA BRASIL
Através dos tempos, os batistas se têm notabilizado pela defesa destes princípios:
1º) A aceitação das Escrituras Sagradas como única regra de fé e conduta.
2º) O conceito de igreja como sendo uma comunidade local democrática e
autônoma, formada de pessoas regeneradas e biblicamente batizadas.
3º) A separação entre igreja e Estado.
4º) A absoluta liberdade de consciência.
5º) A responsabilidade individual diante de Deus.
6º) A autenticidade e apostolicidade das igrejas.
26
27
“ ... E serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e
Samaria, e até os confins da terra”. At 1.8
1. HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – Shelley B. L. - Ed Shedd– 1ª Edição 2004
2. UMA HISTÓRIA ILUSTRADA DO CRISTIANISMO – Gonzales J. L. – Ed Vida Nova - 1995
3. HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – COLLINS&MATTHEW – Ed. Loyola – 2000
4. HISTÓRIA DA IGREJA – Walton R.C. – Ed Vida História do Cristianismo, Shelley, Bruce L., 1927,
Ed. Shedd
5. Textos Bíblicos extraídos da Bíblia Sagrada NVI; São Paulo; Ed. Vida; 2001
6. BÍBLIA DE ESTUDO NVI, Barker; São Paulo; Ed. Vida; 2003
7. Reflexões extraídas da World Wide Web
8. Vídeo–aula: A Historia do Cristianismo Como Você Nunca Viu – Igreja Evangélica Batista de
Campo Grande e Seminário Batista Sul Mato-grossense – 2020
9. BIBLE PROJECT
Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 1 - O que é o Cristianismo.pptx

CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - CompletoCURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - CompletoSergio Silva
 
EBP 2012 - Currículo da Escola Dominical completo
EBP 2012 - Currículo da Escola Dominical completoEBP 2012 - Currículo da Escola Dominical completo
EBP 2012 - Currículo da Escola Dominical completoSergio Silva
 
3 história do cristianismo - 3ª aula
3   história do cristianismo - 3ª aula3   história do cristianismo - 3ª aula
3 história do cristianismo - 3ª aulaPIB Penha
 
trabalho de religiao sobre o cristianismo
trabalho de religiao sobre o cristianismotrabalho de religiao sobre o cristianismo
trabalho de religiao sobre o cristianismomayannefrancasilva
 
O Cristianismo Redivivo
O Cristianismo RedivivoO Cristianismo Redivivo
O Cristianismo RedivivoHelio Cruz
 
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeira
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeiraPor que o Cristianismo e a única religião verdadeira
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeiraLuan Almeida
 
2 história do cristianismo - 2ª aula
2   história do cristianismo - 2ª aula2   história do cristianismo - 2ª aula
2 história do cristianismo - 2ª aulaPIB Penha
 
2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptxPIB Penha - SP
 
AS ETAPAS DA CAMINHADA BÍBLICA DO CONCÍLIO DE TRENTO AO VATICANO II
AS ETAPAS DA CAMINHADA BÍBLICA DO CONCÍLIO DE TRENTO AO VATICANO IIAS ETAPAS DA CAMINHADA BÍBLICA DO CONCÍLIO DE TRENTO AO VATICANO II
AS ETAPAS DA CAMINHADA BÍBLICA DO CONCÍLIO DE TRENTO AO VATICANO IIPaulo David
 
Lbj lição 7 A igreja na reforma protestante
Lbj lição 7   A igreja na reforma protestanteLbj lição 7   A igreja na reforma protestante
Lbj lição 7 A igreja na reforma protestanteboasnovassena
 
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiososLição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiososI.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Apostila auxiliar de estudos a evolução do cristianismo até o espiritismo ...
Apostila auxiliar de estudos    a evolução do cristianismo até o espiritismo ...Apostila auxiliar de estudos    a evolução do cristianismo até o espiritismo ...
Apostila auxiliar de estudos a evolução do cristianismo até o espiritismo ...Marcílio Pereira
 
15 - O cristianismo na pos-modernidade1.pptx
15 - O cristianismo na pos-modernidade1.pptx15 - O cristianismo na pos-modernidade1.pptx
15 - O cristianismo na pos-modernidade1.pptxPIB Penha - SP
 

Semelhante a 1 - O que é o Cristianismo.pptx (20)

CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - CompletoCURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
 
EBP 2012 - Currículo da Escola Dominical completo
EBP 2012 - Currículo da Escola Dominical completoEBP 2012 - Currículo da Escola Dominical completo
EBP 2012 - Currículo da Escola Dominical completo
 
Cristianismo (1)
Cristianismo (1)Cristianismo (1)
Cristianismo (1)
 
3 história do cristianismo - 3ª aula
3   história do cristianismo - 3ª aula3   história do cristianismo - 3ª aula
3 história do cristianismo - 3ª aula
 
trabalho de religiao sobre o cristianismo
trabalho de religiao sobre o cristianismotrabalho de religiao sobre o cristianismo
trabalho de religiao sobre o cristianismo
 
O Cristianismo Redivivo
O Cristianismo RedivivoO Cristianismo Redivivo
O Cristianismo Redivivo
 
Introdução a seitas e heresias
Introdução a seitas e heresiasIntrodução a seitas e heresias
Introdução a seitas e heresias
 
Nossahistoria
NossahistoriaNossahistoria
Nossahistoria
 
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeira
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeiraPor que o Cristianismo e a única religião verdadeira
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeira
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Educação Cristã 1 - M1
Educação Cristã 1 - M1Educação Cristã 1 - M1
Educação Cristã 1 - M1
 
2 história do cristianismo - 2ª aula
2   história do cristianismo - 2ª aula2   história do cristianismo - 2ª aula
2 história do cristianismo - 2ª aula
 
2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx
 
AS ETAPAS DA CAMINHADA BÍBLICA DO CONCÍLIO DE TRENTO AO VATICANO II
AS ETAPAS DA CAMINHADA BÍBLICA DO CONCÍLIO DE TRENTO AO VATICANO IIAS ETAPAS DA CAMINHADA BÍBLICA DO CONCÍLIO DE TRENTO AO VATICANO II
AS ETAPAS DA CAMINHADA BÍBLICA DO CONCÍLIO DE TRENTO AO VATICANO II
 
Conhecendo as religiões
Conhecendo as religiõesConhecendo as religiões
Conhecendo as religiões
 
Lbj lição 7 A igreja na reforma protestante
Lbj lição 7   A igreja na reforma protestanteLbj lição 7   A igreja na reforma protestante
Lbj lição 7 A igreja na reforma protestante
 
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiososLição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
 
Apostila auxiliar de estudos a evolução do cristianismo até o espiritismo ...
Apostila auxiliar de estudos    a evolução do cristianismo até o espiritismo ...Apostila auxiliar de estudos    a evolução do cristianismo até o espiritismo ...
Apostila auxiliar de estudos a evolução do cristianismo até o espiritismo ...
 
TEOLOGIA DO NOVO TESTAMENTO
TEOLOGIA DO NOVO TESTAMENTOTEOLOGIA DO NOVO TESTAMENTO
TEOLOGIA DO NOVO TESTAMENTO
 
15 - O cristianismo na pos-modernidade1.pptx
15 - O cristianismo na pos-modernidade1.pptx15 - O cristianismo na pos-modernidade1.pptx
15 - O cristianismo na pos-modernidade1.pptx
 

Mais de PIB Penha - SP

Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptxInício das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptxPIB Penha - SP
 
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igrejaA conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igrejaPIB Penha - SP
 
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de EstêvãoA escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de EstêvãoPIB Penha - SP
 
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...PIB Penha - SP
 
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃOPIB Penha - SP
 
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2PIB Penha - SP
 
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptxPIB Penha - SP
 
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptxPIB Penha - SP
 
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptxPIB Penha - SP
 
15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.pptPIB Penha - SP
 
14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.pptPIB Penha - SP
 
14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptxPIB Penha - SP
 
12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.pptPIB Penha - SP
 
11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptxPIB Penha - SP
 
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptxPIB Penha - SP
 

Mais de PIB Penha - SP (20)

Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptxInício das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
 
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igrejaA conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
 
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de EstêvãoA escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
 
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
 
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
 
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
 
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
 
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
 
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
 
15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt
 
14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt
 
14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx
 
12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt
 
11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx
 
10 Exodo 31 -40.pptx
10 Exodo 31 -40.pptx10 Exodo 31 -40.pptx
10 Exodo 31 -40.pptx
 
9 Exodo 21 -30.pptx
9 Exodo 21 -30.pptx9 Exodo 21 -30.pptx
9 Exodo 21 -30.pptx
 
8 Exodo 13 - 20.pptx
8 Exodo 13 - 20.pptx8 Exodo 13 - 20.pptx
8 Exodo 13 - 20.pptx
 
10 Exodo 31 -40.pdf
10 Exodo 31 -40.pdf10 Exodo 31 -40.pdf
10 Exodo 31 -40.pdf
 
9 Exodo 21 -30.pdf
9 Exodo 21 -30.pdf9 Exodo 21 -30.pdf
9 Exodo 21 -30.pdf
 
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
 

Último

GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptxhenrygabrielsilvarib
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JAhenrygabrielsilvarib
 

Último (12)

GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
 

1 - O que é o Cristianismo.pptx

  • 1. CRISTIANISMO DOS PRIMÓRDIOS ATÉ OS DIAS ATUAIS OU HISTÓRIA DO CRISTIANISMO- 1ª AULA OBJETIVOS: 1. DEFINIR O QUE É O CRISTIANISMO 2. IDENTIFICAR A MISSÃO, A VISÃO E OS VALORES DO CRISTIANISMO 3. PERIODIZAÇÃO DA HISTÓRIA DO CRISTIANISMO 4. O QUE É RELIGIÃO EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA 1º semestre de 2023 – facilitador: Francisco Tudela
  • 2. E B D / I G RE JA PRES BI T E RI AN A D O BAI RRO AMAMBAÍ EMENTA DA DISCIPLINA CRISTIANISMO DOS PRIMÓRDIOS ATÉ OS DIAS ATUAIS O que é o cristianismo e sua identidade. Apresentar os principais entendimentos humanos dos ensinos de Jesus desde sua morte até os dias de hoje e compará-los com a identidade do cristianismo. 2 Ap 3.20 “Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta,...” O que é História do cristianismo? É o estudo da religião baseada nos ensinos de Jesus, e trata do relato da origem, mudanças e impacto do cristianismo sobre a igreja e a sociedade ao longo do tempo.
  • 3. A FINALIDADE DO CRISTÃO É REALIZAR OS PROPÓSITOS DE DEUS Mt 28.18-20 “...Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos.” Missão é o propósito da existência de algo; é o que fazemos para alcançar a visão Visão é quem queremos ser no futuro, é o resultado da missão. Valores (princípios e crenças): ter a Bíblia como única regra de conduta e fé. MISSÃO: FAZER DISCÍPULOS DE JESUS E PROMOVER O SEU CRESCIMENTO: PARA O ALTO - PA– em direção a Deus PARA DENTRO – PD- em direção uns dos outros PARA FORA – PF-em direção aos perdidos e necessitados 3 Criar espaços para Deus conviver conosco: Mt 6.10 “...Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu.”
  • 5. O foco da Bíblia é como o céu e a terra estão sendo reunidos através de Jesus e estarão completamente unidos quando Ele voltar.
  • 6. Jo 1.1 “No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus.” Jo 1.14 “Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós”  “viveu entre nós” significa que onde Jesus, que é Deus ,estava ali era um espaço onde o céu e a terra se sobrepõem, e nós, como templo do ES, também criamos esses espaços. Você perguntará: Jesus criou esses espaços curando pessoas, auxiliando-as e nós temos esse “poder” para realizar milagres? A resposta é sim. 1Co 11.1 “Tornem-se meus imitadores, como eu o sou de Cristo.” https://www.youtube.com/watch?v=bTmYYye4fxM
  • 7.
  • 8. mas....há os HENOTEISTAS O Henoteismo (do grego hen theos, "um deus") designa a crença em um deus único aceitando a existência de outros, assim presta-se a adoração a Deus de modo oficial sem descartar os outros deuses. Hoje o henoteista crê que Deus criou tudo e todos, que o deixou aqui para obter o máximo que puder para si próprio e algo para quem ele achar que merece. O henoteista frequenta o culto, a EBD ... mas não crê que Deus é soberano sobre sua vida, confia em si mesmo, se acha “invencível”, “autossuficiente”, “capaz”, “eternamente forte e saudável”, faz as escolhas necessárias para alcançar seus objetivos mesmo que contrárias as orientadas por Deus, deposita sua segurança no dinheiro, na estética, nos bens, no trabalho, na profissão, na família, na igreja... 1Co 10.24 “Ninguém deve buscar o seu próprio bem, mas sim o dos outros.” Considera que Deus existe, mas que ele próprio é o deus da sua vida, pois sempre terá o controle de tudo e de todos.
  • 9. Na sua forma mais nobre, um henoteista se acha melhor que os outros ao entregar sua vida à alguma causa ideológica como a caridade, estudo bíblico, missões ... Faz do meio um fim: conquistar a graça de Deus e a salvação por seus próprios meios ou por outros meios. Considera que Deus existe, mas que precisa de “uma ajuda” de outro deus, no caso, ele mesmo. Um henoteísta não cria “espaços de Deus” na terra Ef 2.1-10 “Jesus nos TIRA DA MORTE do pecado PARA UM LUGAR DE VIDA ESPIRITUAL ...mortos ... vivíamos... satisfazendo as vontades da nossa carne.... Deus nos ressuscitou com Cristo ... para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos.”
  • 10. Deus Cristão Mundo Palavra, Adoração e Oração Comunhão e Serviço Evangelização e Compaixão Missão do cristão para com Deus! Missão do cristão para com os irmãos! Missão do cristão para com o mundo! crescer Para o Alto - PA Reconhecer que Deus é o Senhor da História Para Dentro – PD Relacionar e conviver adequadamente com cristãos de outras denominações. Para Fora – PF Mostrar a diferença que o verdadeiro Evangelho faz na nossa vida 10
  • 11. E B D / I G RE JA PRES BI T E RI AN A D O BAI RRO AMAMBAÍ O B J E T I V O S E S P E C Í F I C O S : 1. CONCEITUAIS:  Conhecer os fundamentos do Cristianismo.  Saber os erros doutrinários ao longo do tempo.  Entender por que certos ritos e doutrinas são como são hoje  Reconhecer a origem, as transformações e o impacto do cristianismo na igreja e na sociedade ao longo do tempo  Saber o que homens fizeram, pensaram e sentiram como cristãos ao longo do tempo 11
  • 12. E B D / I G RE JA PRES BI T E RI AN A D O BAI RRO AMAMBAÍ O B J E T I V O S E S P E C Í F I C O S : 2. PROCEDIMENTAIS:  Correlacionar o cotidiano com a prática cristã.  Identificar as doutrinas e os ritos que distorcem o Evangelho.  Conhecer nossa Declaração Doutrinária  Perceber que historicamente não mudamos 12
  • 13. E B D / I G RE JA PRES BI T E RI AN A D O BAI RRO AMAMBAÍ O B J E T I V O S E S P E C Í F I C O S : 3. ATITUDINAIS  PESSOA  Saber como se relacionar corretamente com Deus.  Procurar não repetir os erros doutrinários do passado SOCIEDADE  Aproveitar as oportunidades para apresentar o verdadeiro Evangelho CULTURA  Publicar sua interpretação das partilhas sugeridas
  • 14. Dia Conteúdo Quinta Objetivo 09/2 1ª O que é o cristianismo Identificar a missão, a visão e seus valores. O que é religião 16/2 2ª O período dos apóstolos O avanço do evangelho; glossário; o Cânon 23/2 3ª Heresias no período apostólico Questões doutrinárias do ano 30 ao 100 02/3 4ª A igreja primitiva do ano 100 ao 313 A luta pela sobrevivência; primeiras heresias 09/3 5ª Perseguições e a defesa da fé As perseguições do ano 100 ao 313 16/3 6ª Patrística Os pais da igreja e sua literatura 23/3 7ª A igreja católica imperial, Heresias do período / Principais líderes do ano 313 ao 500 O credo apostólico / O Cânon cristão O edito de Constantino e suas consequências 30/3 8ª A queda de Roma – 590 ao 1517 O papado, do 1º ao 8º Concílios 06/4 9ª As cruzadas Do 9º ao 11º Concílios 13/4 10ª As indulgências e a inquisição Do 12º ao 15º concílios 20/4 11ª A pré-reforma Queda de Constantinopla e o 1º cisma do catolicismo ocidental 27/4 12ª A reforma na Europa Motivações para a reforma proposta por Lutero 04/5 13ª O cristianismo na reforma e na contrarreforma A igreja anglicana / O calvinismo / O arminianismo 11/5 14ª Cristianismo da idade moderna à contemporânea As denominações cristãs após a reforma 18/5 15ª O cristianismo na pós-modernidade A religião e o cristão frente ao sagrado e o profano. 25/5 16ª Avaliação 01/6 17ª Reserva técnica 08/6 Feriado Corpus Christi 15/6 18ª Reserva técnica
  • 15. Dia Conteúdo Objetivo 12/2 1ª O que é o cristianismo Identificar a missão, a visão e seus valores. O que é religião 19/2 2ª O período dos apóstolos O avanço do evangelho; glossário; o Cânon 26/2 3ª Heresias no período apostólico Questões doutrinárias do ano 30 ao 100 05/3 4ª A igreja primitiva do ano 100 ao 313 A luta pela sobrevivência; primeiras heresias 12/3 5ª Perseguições e a defesa da fé As perseguições do ano 100 ao 313 19/3 6ª Patrística Os pais da igreja e sua literatura 26/3 7ª A igreja católica imperial, Heresias do período / Principais líderes do ano 313 ao 500 O credo apostólico / O Cânon cristão O edito de Constantino e suas consequências 02/4 Feriado Sexta feira santa 09/4 8ª A queda de Roma – 590 ao 1517 O papado, do 1º ao 8º Concílios 16/4 Feriado prolongado Tiradentes e descobrimento Brasil 23/4 Feriado prolongado 1/5 dia do trabalho 30/4 9ª As cruzadas Do 9º ao 11º Concílios 07/5 10ª As indulgências e a inquisição Do 12º ao 15º concílios 14/5 11ª A pré-reforma Queda de Constantinopla e o 1º cisma do catolicismo ocidental 21/5 12ª A reforma na Europa Motivações para a reforma proposta por Lutero 28/5 13ª O cristianismo na reforma e na contrarreforma A igreja anglicana / O calvinismo / O arminianismo 04/6 Feriado prolongado 5ª feira – Corpus Christi 11/6 14ª Cristianismo da idade moderna à contemporânea As denominações cristãs após a reforma 18/6 15ª O cristianismo na pós-modernidade A religião e o cristão frente ao sagrado e o profano.
  • 16. 16 Como temos aulas curtas, 1h 15’, faremos o estudo panorâmico da História do Cristianismo com a técnica de leitura dinâmica “scanning”, que consiste em correr os olhos pelo texto para identificar palavras-chave. Assim não apresentaremos todos os versículos, apenas os que selecionamos como os mais importantes, segundo a nossa ótica, e que Deus nos dê sabedoria para isso. Não leremos todo o versículo, “pularemos” alguns trechos, procurando não extrair o texto do contexto em que ele está, não que eles sejam menos importantes, mesmo porque tratam da palavra de Deus para nós, mas porque nosso tempo de aula é pouco para muita leitura. Caso você ache relevante um trecho que não foi lido anote-o e ao final comente conosco.
  • 17. PERÍODOSDA IGREJA CRISTÃ • ANTIGA - do ano 30 ao 476 • O avanço do Cristianismo no Império Romano (ano 30 ao 100) • A luta da igreja primitiva para sobreviver (ano 100 ao 313) • A instauração da Igreja Católica Imperial (ano 313 ao 476) •MEDIEVAL - do ano 476 ao 1517 • Surge a Igreja Latino-Teutônico (ano 590 ao 800) • Avanços e retrocessos nas relações entre Igreja e Estado (ano 800 ao 1054) • A supremacia da papado (ano 1054 ao 1305) • O ocaso medieval e o renascimento moderno (ano 1309 ao 1517) • MODERNA - do ano 1517 ao 1789 • A reforma e a contrarreforma; surgem as denominações Cristãs • CONTEMPORÂNEA – do ano 1789 até a atualidade • As religiões entre o profano e o sagrado
  • 18. ESCOLA BÍBLICA |IGREJA PRESBITERIANA DO BAIRRO AMAMBAÍ LINHADO TEMPO Primeiros 500 anos . Idade Média 1000 AReforma Protestante 1517 pós reforma XVII Avivamentos XVIII As grandes missões XIX Protestantismo noBrasil Grandes desafios XX e XXI Vamos tratar desse período 467 Ano - Evento 30 - Crucificação, morte e ressurreição de Jesus Cristo em Jerusalém. 70 - Jerusalém destruída pelos romanos e os cristãos de Jerusalém se dispersam. 85 – João é deportado para Patmos. 96 – João é solto. 100 – João morre.
  • 19. 19 CONTEXTO POLÍTICO DA ÉPOCA DE JESUS Nesta época a Palestina tinha 2 milhões de habitantes, sendo a metade de judeus e os demais eram uma mistura de povos e culturas. Na Judéia a aristocracia e os sacerdotes aceitavam o domínio romano, os primeiros por obterem vantagens comerciais e os segundos por manterem o monopólio da religião, porém uma parte do povo não aceitava este domínio: os zelotes. Do hebraico qanna: “zeloso”ou “devoto”, Finéias foi seu inspirador (Nm 25.10-13). Extremistas eram chamados de “sicários”, usavam uma adaga (sicca) nas guerrilhas. Um dos discípulos de Jesus, Simão, o Zelote, pertencia a esse partido (Lc 6.15).
  • 20. Nazaré era uma cidade pequena, sem importância política. Os apóstolos, nasceram na Galiléia, exceto Judas lscariotes (na Judéia) Galiléia: Jesus viveu sua infância e adolescência em Nazaré e por 30 anos era um anônimo, quando iniciou seu ministério. Jesus nasceu em Belém. De Nazaré até Belém são 145 Km. Batizado em Betânia
  • 21. 21 JESUS VEIO PARA ESTABELECER A NOVA ALIANÇA PREVISTA NO ANTIGO TESTAMENTO. Em três anos reuniu 12 apóstolos e percorreu a região pregando e fazendo milagres, tornou-se conhecido e multidões o seguiam. Para as autoridades religiosas judaicas era um blasfemo, pois autodenominava-se “O Messias”. Para os romanos era um agitador popular. Preso e crucificado com 33 anos, esperavam que seus seguidores se dispersassem e que seus ensinos fossem esquecidos. Ocorreu o contrário: os evangelistas serão as pessoas a propagar a boa nova
  • 22. Jesus existiu? Jesus Cristo existiu?
  • 23. O QUE É RELIGIÃO? A palavra religião deriva do latim religio, religionis, que significa culto religioso ou práticas que a ele se relacionam. A questão é se o substantivo religio deriva de relegere, reler, ou religare, religar? a) De relegere, religião será a constante releitura da bíblia ou constante atenção para as questões espirituais. b) De religare, religião será o meio pelo qual a humanidade se religa a Deus. Fonte: https://veja.abril.com.br/coluna/sobre-palavras/religiao-vem-de-reler-ou-religar/ R. Opção (a) pois - Jo 14.6 “...Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.”, é Jesus quem religa o homem a Deus. Como demonstramos de maneira prática a nossa religião: Tg 1.27 “A religião que Deus, o nosso Pai aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo.”
  • 24. A religião dirá “obedeça para ser aceito” O cristianismo dirá: “sou aceito, logo, obedeço”. PARTILHA 1: A religião é o ópio do povo, afirma Marx: “A miséria religiosa é a expressão da miséria real e também um protesto contra esta. Ela é o suspiro do ser oprimido, ELA É O ÓPIO DO POVO.” Esta metáfora de Marx diz que a religião é uma espécie de anestésico para aliviar o homem de seu sofrimento real. Vc concorda ou não com a afirmação de Marx? Justifique. Fonte: https://www.filosofiaepsicanalise.org/2021/01/a-religiao-e-o-opio-do-povo-o-contexto.html
  • 25. O QUE É O CRISTIANISMO O QUE É O CRISTIANISMO O Cristianismo (do grego Xριστός, "Christós", messias, ungido, do heb. ‫משיח‬ " Mashiach") se iniciou como uma seita judaica, classificada como uma religião abraãmica, monoteísta, centrada na vida e ensinos de Jesus de Nazaré, tal como apresentados no Novo Testamento. O cristianismo se caracteriza por encontrar na pessoa de Jesus o caminho para Deus e crê que: 1. Deus é o criador do universo e nele intervém. 2. O homem está afastado de Deus por replicar o pecado de Adão e Eva: querer ser o deus de sua vida. 3. Jesus é o Cristo, Filho de Deus, Deus feito humano, que pagou pelos pecados do homem. 4. Quando Jesus voltar e estabelecer uma nova terra o homem estará salvo do julgamento de Deus e de Sua ira.
  • 26. DECLARAÇÃO DOUTRINÁRIA DA CONVENÇÃO BATISTA BRASIL Através dos tempos, os batistas se têm notabilizado pela defesa destes princípios: 1º) A aceitação das Escrituras Sagradas como única regra de fé e conduta. 2º) O conceito de igreja como sendo uma comunidade local democrática e autônoma, formada de pessoas regeneradas e biblicamente batizadas. 3º) A separação entre igreja e Estado. 4º) A absoluta liberdade de consciência. 5º) A responsabilidade individual diante de Deus. 6º) A autenticidade e apostolicidade das igrejas. 26
  • 27. 27 “ ... E serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”. At 1.8
  • 28. 1. HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – Shelley B. L. - Ed Shedd– 1ª Edição 2004 2. UMA HISTÓRIA ILUSTRADA DO CRISTIANISMO – Gonzales J. L. – Ed Vida Nova - 1995 3. HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – COLLINS&MATTHEW – Ed. Loyola – 2000 4. HISTÓRIA DA IGREJA – Walton R.C. – Ed Vida História do Cristianismo, Shelley, Bruce L., 1927, Ed. Shedd 5. Textos Bíblicos extraídos da Bíblia Sagrada NVI; São Paulo; Ed. Vida; 2001 6. BÍBLIA DE ESTUDO NVI, Barker; São Paulo; Ed. Vida; 2003 7. Reflexões extraídas da World Wide Web 8. Vídeo–aula: A Historia do Cristianismo Como Você Nunca Viu – Igreja Evangélica Batista de Campo Grande e Seminário Batista Sul Mato-grossense – 2020 9. BIBLE PROJECT Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br