Conhecendo as religiões

37.483 visualizações

Publicada em

0 comentários
16 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
37.483
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.232
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.517
Comentários
0
Gostaram
16
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conhecendo as religiões

  1. 1. Conhecendo as religiões Ensino Religioso Profª: Joseluzy C.da S. Nogueira Escola Municipal Manoel Coelho
  2. 2. JUDAÍSMO
  3. 3. O Judaísmo é uma crença monoteísta que se apóia em três pilares: na Torá, nas Boas Ações e na Adoração. Por ser uma religião que supervaloriza a moralidade, grande parte de seus preceitos baseia-se na recomendação de costumes e comportamentos "retos".
  4. 4. Originou-se por volta do século XVIII a.C, quando Deus mandou Abraão procurar a terra prometida. Seu desenvolvimento ocorreu de forma conjunta com o da civilização hebraica, através de Moisés, Davi, Salomão, etc., sendo que foram esses dois últimos os reis que construíram o primeiro templo em Jerusalém. PRIMEIRO TEMPLO EM JERUSALÉM – TEMPLO DE SALOMÃO
  5. 5. Os judeus acreditam que YHWH (Javé ou Jeová, em português) é o criador do universo, um ser onipresente, onipotente e onisciente, que influencia todo o universo e tem uma relação especial com seu povo. Entre os homens, por sua vez, existem laços fraternos, e o dever do ser humano consiste em "praticar a justiça, amar a misericórdia e caminhar humildemente.
  6. 6. A prática da religião está presente no dia-a-dia do judeu. Ela se estende até sua alimentação, que deve ser kosher, ou seja, livre de comidas impuras (certas carnes, como a suína. Outro hábito arraigado é a observação do Shabat, o dia do descanso, que se estende do pôr-do-sol da sexta-feira até o pôr-do-sol do sábado, e que é celebrado com rezas, leituras e liturgias na Sinagoga, o templo judaico. O muro das Lamentações em Jerusalém, Israel, um dos lugares mais sagrados para o Judaísmo.
  7. 7. Rituais e símbolos judaicos  Os cultos judaicos são realizados num templo chamado de sinagoga e são comandados por um sacerdote conhecido por rabino. O símbolo sagrado do judaísmo é o memorá, candelabro com sete braços.
  8. 8. Entre os rituais, podemos citar a circuncisão dos meninos ( aos 8 dias de vida ) e o Bar Mitzvah que representa a iniciação na vida adulta para os meninos e a Bat Mitzvah para as meninas ( aos 12 anos de idade ). Os homens judeus usam a kippa, pequena touca, que representa o respeito a Deus no momento das orações.
  9. 9. CRISTIANISMO
  10. 10. Cristianismo é uma religião monoteísta centrada na vida e nos ensinamentos de Jesus de Nazaré . A fé cristã acredita essencialmente em Jesus como o Cristo , Filho de Deus , Salvador e Senhor . Os seguidores do cristianismo, conhecidos como cristãos , acreditam que Jesus seja o Messias profetizado na Bíblia Hebraica (a parte das escrituras comum tanto ao cristianismo quanto ao judaísmo ). A teologia cristã ortodoxa alega que Jesus teria sofrido, morrido e ressuscitado para abrir o caminho para o céu aos humanos; os cristãos acreditam que Jesus teria ascendido aos céus , e a maior parte das denominações ensina que Jesus irá retornar para julgar todos os seres humanos, vivos e mortos, e conceder a imortalidade aos seus seguidores. Jesus também é considerado para os cristãos como modelo de uma vida virtuosa .Os cristãos chamam a mensagem de Jesus Cristo de Evangelho ("Boas Novas"), e por isto referem-se aos primeiros relatos de seu ministério como evangelhos .
  11. 11. Outro dos atributos mais importantes de Deus, referido várias vezes ao longo do Novo Testamento, é o amor: Deus ama todas as pessoas e estas podem estabelecer uma relação pessoal com ele através da oração. A maioria das denominações cristãs professa crer na Santíssima Trindade, isto é, que Deus é um ser eterno que existe como três pessoas eternas, distintas e indivisíveis: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. A doutrina das denominações cristãs difere do monoteísmo judaico visto que no judaísmo não existem três pessoas da Divindade, há apenas um único Deus, e o Messias que virá será um homem, descendente do rei David.
  12. 12. A Igreja O cristianismo acredita na Igreja (ekklesia), palavra de origem grega que significa "assembléia", entendida como a comunidade de todos os cristãos e como corpo místico de Cristo presente na Terra e sua continuidade. As principais igrejas ligadas ao cristianismo são: a Igreja Católica , as Igrejas Protestantes e a Igreja Ortodoxa .
  13. 13. Catolicismo : composto pela Igreja Católica Apostólica e que hoje congrega o maior número de fiéis; IGREJA DE SÃO PEDRO - VATICANO
  14. 14. Ortodoxa: A Sua doutrina é muito semelhante à da Igreja Católica , preservando os sete sacramentos , o respeito a ícones , o uso de roupas litúrgicas nos seus cultos (denominados de divina liturgia), sendo uma das diferenças significativas o fato de desconsiderar a liderança papal, embora presta-lhe respeito. PAPA – A doutrina da Igreja Ortodoxa é idêntica à de Roma em tudo, só que não aceitam o papa como suprema e única autoridade da Igreja. ELIBATO – Não é obrigatório. O casado pode ser padre, mas o padre não pode se casar. A opção é livre. DIVÓRCIO – O casamento é indissolúvel, mas há uma exceção. Em caso de adultério, em favor da parte inocente, é possível um novo matrimônio. ECUMENISMO - É permitido aos católicos freqüentar as igrejas ortodoxas, se houver motivo suficiente. Ex.: inexistência da Igreja na região.
  15. 15. Protestantismo : originária da segunda grande cisma cristã ( Reforma Protestante ) de Martinho Lutero , no século XVI , e engloba grande número de movimentos e denominações distintas. Atualmente a Igreja Protestante (também chamada Igreja Evangélica) pode ser dividida em três vertentes: Lutero
  16. 16. <ul><ul><li>Denominações históricas : resultado direto da reforma protestante. Destacam-se nesta vertente os luteranos , anglicanos , presbiterianos , metodistas e batistas . </li></ul></ul>Casamento Igreja Batista na Inglaterra
  17. 17. <ul><ul><li>Denominações pentecostais : originárias em movimento do início do século XX é baseando na crença na presença do Espírito Santo na vida do crente através de sinais, denominados por estes como dons do Espírito Santo, tais como falar em línguas estranhas ( glossolalia ), curas, milagres, visões etc. Destacam-se nesta vertente Assembleia de Deus , Igreja Presbiteriana Renovada , O Brasil para Cristo , Congregação Cristã , Igreja Cristã Maranata e a Igreja do Evangelho Quadrangular . </li></ul></ul>Culto na Assembléia de Deus
  18. 18. <ul><ul><li>Denominações neopentecostais : originárias na segunda metade do século XX de avanço das igrejas pentecostais, não configuram uma categoria homogênea possuindo muita variedade nesse meio. Algumas possuem aceitação de músicas de vários estilos. Destacam-se nesta vertente a Igreja Universal do Reino de Deus , Igreja Apostólica Renascer em Cristo , Igreja Apostólica Fonte da Vida , Igreja Internacional da Graça de Deus , Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra , Igreja Evangélica Cristo Vive , Ministério Internacional da Restauração , Igreja de Nova Vida , Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo , Igreja Bola de Neve e a Igreja Unida . O grande crescimento deste segmento religioso deve-se principalmente pela pregação do Paraíso na terra, como a satisfação por bens materiais. Nesta linha, podemos citar principalmente a Igreja Universal do Reino de Deus onde ensina que Deus é obrigado a dar conforto material e não somente conforto espiritual. </li></ul></ul>
  19. 19. Formas de culto As formas de culto do cristianismo envolvem a oração, a leitura de passagens da Bíblia, o canto de hinos, a cerimônia da eucaristia (católicos e ortodoxos) e a audição de um sermão dito pelo sacerdote ou ministro. A maioria das denominações cristãs considera o Domingo como dia dedicado ao culto (há minorias que consideram o Sábado). É um dia dedicado ao descanso, no qual os cristãos reúnem-se para o culto, embora a devoção e oração individual em qualquer outro dia da semana sejam também valorizadas no cristianismo. Os católicos e os ortodoxos interpretam as formas de culto (ou missa, para o catolicismo) cristãs em termos de sete sacramentos, considerados como graças divinas: Batismo Eucaristia Matrimônio Confirmação ou crisma Penitência Extrema unção ou Unção dos enfermos Ordem Os protestantes não têm os sacramentos pelo catolicismo, mas eles utilizam de passagens bíblicas para os cultos, como: Batismo (para a maioria das denominações, apenas em adultos); Santa Ceia (não aceitando a eucaristia, voltando ao padrão bíblico &quot;PÃO&quot; E &quot;VINHO&quot;, ambos aceitos apenas como símbolos).
  20. 20. O símbolo mais reconhecido do cristianismo é sem dúvida a cruz, que pode apresentar uma grande variedade de formas de acordo com a denominação: crucifixo para os católicos, a cruz de oito braços para os ortodoxos e uma simples cruz para os protestantes evangélicos.
  21. 21. Islamismo
  22. 22. O Islamismo é uma religião monoteísta, ou seja, acredita na existência de um único Deus ( Alá) e Maomé é o maior profeta. Tem crescido nos últimos anos e é a segunda maior religião do mundo. A maior parte dos seus seguidores encontra-se nos países árabes do Oriente Médio e do norte da África. Maomé
  23. 23. A palavra islã significa submeter-se e exprime a obediência à lei e à vontade de Alá (Allah, Deus em árabe). Seus seguidores são os muçulmanos (Muslim, em árabe), aquele que se subordina a Deus. Mulher vestindo um niqab em Palu , Indonésia .
  24. 24. Alcorão, livro sagrado do Islamismo
  25. 25. Seus principais ensinamentos são a onipotência de Deus e a necessidade de bondade, generosidade e justiça nas relações entre os seres humanos. Dentre os vários princípios do Islamismo, cinco são regras fundamentais para os mulçumanos: - Crer em Alá, o único Deus, e em Maomé, seu profeta; - Realizar cinco orações diárias comunitárias (sãlat); - Ser generoso para com os pobres e dar esmolas; - Obedecer ao jejum religioso durante o ramadã (mês anual de jejum); - Ir em peregrinação à Meca pelo menos uma vez durante a vida (hajj). Oração dos muçulmanos
  26. 26. A mesquita de al-Nabawi (&quot;Mesquita do Profeta&quot;), em Medina .
  27. 27. A peregrinação ( Hajj ) a Meca é um dos &quot;cinco pilares do Islão&quot;
  28. 28. O jejum no Mês do Ramadão ( Saum ) Durante o Ramadão (o nono mês do calendário islâmico ) cada muçulmano adulto deve abster-se de alimento , de bebida , de fumar e de ter relações sexuais desde o nascer até ao pôr-do-sol . Os doentes, os idosos, os viajantes, as grávidas ou as mulheres lactantes estão dispensados do jejum . Em compensação estas pessoas devem alimentar um pobre por cada dia que faltaram ao jejum ou então realizá-lo noutra altura do ano. O jejum é interpretado como uma forma de purificação, de aprendizagem do auto-controlo e de desenvolvimento da empatia por aqueles que passam fome ou outras necessidades. O mês de Ramadão termina com o dia de celebração conhecido como Eid ul-Fitr , durante o qual os muçulmanos agradecem a Deus a força que lhes foi concedida para levar a cabo o jejum. As casas são decoradas e é hábito visitar os familiares. Esta comemoração serve também para o perdão e a reconciliação entre pessoas desavindas.
  29. 29. Autoridade religiosa Não há uma autoridade oficial que decide se uma pessoa é aceita ou excluída da comunidade de crentes. O Islão é aberto a todos, independentemente de raça, idade, gênero, ou crenças prévias. É suficiente acreditar na doutrina central do islamismo. Embora não exista no islamismo uma estrutura clerical semelhante à existente nas denominações cristãs , existe contudo um grupo de pessoas reconhecidas pelo seu conhecimento da religião e da lei islâmica, denominadas ulemás . Os homens que se destacam pelo seu grande conhecimento da lei islâmica podem receber o título de mufti , sendo responsáveis pela emissão de pareceres sobre determinada questão da lei islâmica. Um ulemá
  30. 30. A Cúpula da Rocha , em Jerusalém , cidade sagrada para a religião muçulmana
  31. 31. A cidade de Meca , considerada o maior centro de peregrinação do mundo, onde fica a pedra negra, também conhecida como Caaba.
  32. 32. Correntes radicais do islamismo freqüentemente são acusadas de atos terroristas, como os atentados as Torres Gêmeas , protagonizados em 11 de setembro de 2001 pela Al Qaeda . Fundamentalistas também defendem a submissão da mulher, a perseguição a cristãos e o assassinato de dissidentes em países islâmicos. Estima-se que Aproximadamente 4 milhões de cristãos libaneses emigraram de seu país em conseqüência das pressões impostas pelos muçulmanos. A condição de vida das mulheres também é precária em países fundamentalistas islâmicos, como a Arábia Saudita : Para o pensamento ortodoxo muçulmano, a mulher vale menos do que o homem. Assim sendo, violências físicas e tratamentos desumanos, como o apedrejamento, são constantes entre os países fundamentalistas: Segundo a lei islâmica denominada Sharia (Shari'ah ou Charia), uma mulher considerada adúltera deve ser enterrada até o pescoço (ou as axilas) e apedrejada até a morte[...]&quot; . O Papa também foi ameaçado de morte por considerar o Islã uma religião violenta.Porém, o islamismo moderado mostra-se como vertente desejosa da paz, tanto quanto o budismo , o cristianismo , o judaísmo ou qualquer outra grande religião. Violência e as correntes radicais do islamismo
  33. 33. Hinduísmo
  34. 34. Principal religião da Índia, o Hinduísmo é um tipo de união de crenças com estilos de vida. É a união de diferentes manifestações culturais e religiosas . Atualmente é a terceira maior religião do mundo em número de seguidores. Tem origem em aproximadamente 3000 a.C. Além da Índia , tem um grande número de seguidores em países como, por exemplo, Nepal , Bangladesh, Paquistão , Sri Lanka e Indonésia. Templo hinduísta em Mysore , Índia .
  35. 35. Crenças  Aqueles que seguem o Hinduísmo devem respeitar as coisas antigas e a tradição; acreditar nos livros sagrados; acreditar em Deus; persistir no sistema das castas (determina o status de cada pessoa na sociedade); ter conhecimento da importância dos ritos; confiar nos guias espirituais e, ainda, acreditar na existência de encarnações anteriores.  O nascimento de uma pessoa dentro de uma casta é resultado do karma produzido em vidas passadas. Somente os brâmanes, pertencentes as castas &quot;superiores&quot; podem realizar os rituais religiosos hindus e assumir posições de autoridade dentro dos templos. O Rig Veda é um dos mais antigos textos religiosos . Os Vedas contêm hinos, encantamentos e rituais da Índia antiga.
  36. 36. Cerimônia hinduísta no rio Ganges
  37. 37. Divindades  Os hindus são politeístas (acreditam em vários deuses). São os principais: Brahma (representa a força criadora do Universo); Ganesa (deus da sabedoria e sorte); Matsya (aquele que salvou a espécie humana da destruição); Sarasvati (deusa das artes e da música); Shiva (deus supremo, criador da Ioga), Vishnu (responsável pela manutenção do Universo).  Brahma uma das principais divindades do hinduísmo .
  38. 39. Escultura no templo de Hoysaleswara representando a Trimurti : Brama , Xiva e Vixnu .
  39. 40. Estátua de Xiva em meditação iogue .
  40. 41. Para os hindus: - A trajetória que a alma terá é traçada de acordo com as ações praticadas aqui na Terra (lei do Carma); - A libertação final da alma (moksha) determina o fim do ciclo da morte e do renascimento; - Os rituais hindus devem ser feitos sempre tendo a meditação (darshan) e a oferenda aos deuses (puja); - A alimentação deve ser vegetariana, pois considera-se a utilização da carne na alimentação como uma prática impura; - As preces cantadas (mantras) devem ser dedicadas a todos os deuses; - O OM (aum) é o mantra mais importante, pois representa Deus; - Shiva representa o princípio masculino enquanto o princípio feminino é representado por suas esposas Parvati ( mãe ), Durga (deusa da beleza ), Kali (senhora da destruição) e Lakshmi (senhora da arte e da criatividade).
  41. 43. É uma religião e filosofia fundamentada nos ensinamentos de Buda para todos os seres, que revela a verdadeira face da vida e do universo. Quando pregava, o Buda não pretendia converter as pessoas, mas iluminá-las. É uma religião de sabedoria, onde conhecimento e inteligência predominam. O Budismo trouxe paz interior, felicidade e harmonia a milhões de pessoas durante sua longa história de mais de 2.500 anos. O Budismo é uma religião prática, devotada a condicionar a mente inserida em seu cotidiano, de maneira a leva-la à paz, serenidade, alegria, sabedoria e liberdade perfeitas.
  42. 44. Siddhart Gautama, o Buda, nasceu no século VI a.C., em Kapilavastu, norte da Índia, que hoje corresponde ao Nepal. Ele era um príncipe, logo após seu nascimento seus pais o levaram ao templo para ser apresentado aos sacerdotes, surgiu um senhor sábio que havia dedicado sua vida toda à meditação longe da cidade, esse tomou o menino em suas mãos e profetizou; &quot;este menino será grande entre os grandes. Será um poderoso rei ou um mestre espiritual que ajudará a humanidade a se libertar de seus sofrimentos&quot;. Após essa profecia os pais de Siddhart resolvem criar o filho super protegido para que esse não optasse por estudos filosóficos como foi profetizado, aos dezesseis anos ele se casou com sua bela prima Yasodhara, desse relacionamento nasceu seu único filho, Rahula. Porém, sempre se mostrou curioso com a vida fora dos portões do palácio, por fim, em um belo dia decidiu descobrir o que havia do outro lado. Siddhart se chocou com a realidade de seu povo, aos 29 anos decidiu buscar uma solução para aquilo que afligia seu coração: o sofrimento humano, abriu mão de sua família e foi em busca de uma resposta. Foi nesse caminho que ele se tornou Buda, o iluminado. Fundou a doutrina budista, cujo principal conceito é de que as respostas do homem se encontram em seu interior. Quem foi Buda?
  43. 45. O budismo é uma prática muito popular na Ásia.Várias fontes colocam o número de budistas no mundo entre 230 milhões e 500 milhões, tornando-o a quinta maior religião do mundo .
  44. 46. Prática de Fé do Budismo O Budismo consiste no ensinamento de como superar o sofrimento e atingir o nirvana ( estado total de paz e plenitude ) por meio da disciplina mental e de uma forma correta de vida. Também creêm na lei do carma, segundo a qual, as ações de uma pessoa determinam sua condição na vida futura. A doutrina é baseada nas Quatro Grandes Verdades de Buda: A existência implica a dor -- O nascimento, a idade, a morte e os desejos são sofrimentos . A origem da dor é o desejo e o afeto -- As pessoas buscam prazeres que não duram muito tempo e buscam alegria que leva a mais sofrimento. O fim da dor -- só é possível com o fim do desejo . A Quarta Verdade -- se prega que a superação da dor só pode ser alcançada através de oito passos: Compreensão correta: a pessoa deve aceitar as Quatro Verdades e os oito passos de Buda. Pensamento correto: A pessoa deve renunciar todo prazer através dos sentidos e o pensamento mal. Linguagem correta: A pessoa não deve mentir, enganar ou abusar de ninguém. Comportamento correto: A pessoa não deve destruir nenhuma criatura, ou cometer atos ilegais. Modo de vida correto: O modo de vida não deve trazer prejuízo a nada ou a ninguém. Esforço correto: A pessoa deve evitar qualquer mal hábito e desfazer de qualquer um que o possua. Desígnio correto: A pessoa deve observar, estar alerta, livre de desejo e da dor. Meditação correta: Ao abandonar todos os prazeres sensuais, as más qualidades, alegrias e dores, a pessoa deve entrar nos quatro gráus da meditação, que são produzidos pela concentração.
  45. 47. Buda não deixou nada escrito. De acordo com a tradição budista, ainda no próprio ano em que o Buda faleceu teria sido realizado um concílio na cidade de Rajaghra onde discípulos do Buda recitaram os ensinamentos perante uma assembléia de monges que os transmitiram de forma oral aos seus discípulos. Por volta do século I a.C. os ensinamentos do Buda começaram a ser escritos. Um dos primeiros lugares onde se escreveram esses ensinamentos foi no Sri Lanka , onde se constitui o denominado Cânone Pali. O Cânone Pali é considerado pela tradição Theravada como contendo os textos que se aproximam mais dos ensinamentos do Buda. Não existem contudo no budismo um livro sagrado como a Bíblia ou o Alcorão que seja igual para todos os crentes; para além do Cânone Pali, existem outros cânones budistas, como o chinês e o tibetano. Edição do Cânone Pali
  46. 48. Cultos e Festivais Buda foi um mestre, não um deus. Em conseqüência, o culto budista tem características diferentes dos de outras fés. Seja ele praticado em casa, num templo ou num mosteiro, inclui prestar homenagem a Buda e recitar preces sagradas como as Três Jóias. Festas religiosas são outras oportunidades de culto. Os mosteiros têm grande importância no budismo, e a sangha, ou comunidade monástica, é predominante na vida espiritual dos fiéis.
  47. 49. Meditação A meditação é comumente praticada pelos budistas para obter felicidade interior e cultivar sabedoria, de forma a alcançar a purificação da mente e a libertação. É uma atividade de consciência mental.
  48. 50. Funeral A prática funeral budista é normalmente conduzida com solenidade. Não se estimula o luto. Um altar simples, com uma imagem do Buda, é montado. Há queima de incenso e oferenda de frutas e flores. Se a família assim o desejar, pode haver monges budistas ministrando bênçãos e recitando sutras e os vários nomes do Buda, juntamente com pessoas laicas. Estes procedimentos podem ser seguidos de um elogio à memória do morto. Certos rituais de luto, como vestir roupas brancas, caminhar com um cajado, lamuriar-se para expressar o grande efeito do seu pesar, queimar dinheiro, casas ou roupas feitas de papel para o morto, são, às vezes, considerados como sendo práticas budistas. Na verdade, esses são costumes tradicionais chineses. A cremação é prática usual no Budismo – 2.500 anos atrás, o Buda disse a seus discípulos que cremassem seu corpo após a sua morte. No entanto, alguns budistas preferem velar seus mortos. A cremação pode ser escolhida, também, por questões de saúde ou de custo.

×