SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 57
cap .1 ao 12
O NASCIMENTO DE UMA NAÇÃO
1
EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA – 2ºsem/2023
Facilitadores: Yuri Eloi e Francisco Tudela
SÍNTESE DA AULA DE HOJE
1. 70 pessoas foram para o Egito com Jacó, se estabelecem na terra de Gósen e em
370 anos já são maioria (2 M), o que preocupa o faraó, pois em +50 anos seriam
7 M, que como solução decreta às parteiras que matem os meninos.
2. Nasce Moisés, a mãe o coloca num cesto no rio Nilo e é resgatado pela filha do
Faraó que o adotará.
3. Adulto (40 anos), Moisés se interessa pela sua origem e descobre que seu povo
é violentamente oprimido.
4. Mata um egípcio, foge para Midiã e se casa com Séfora.
5. Deus pede a Moisés que liberte o seu povo.
6. Depois de um fracasso inicial, Moisés vai e se coloca frente à frente com o
Faraó, dão-se, então, os sinais da presença de Deus, mas o Faraó não cede.
7. Morrem os primogênitos e o Faraó permite que saiam.
3
O NOME DO SEGUNDO LIVRO DO
PENTATEUCO:
Na Torá (em hebraico) é Shemot
“São estes os nomes”.
Do latim Exodus (do grego
ἔξοδος) que significa “Saída”.
Escrito por volta de 1440 aC
durante a 1ª parte da
peregrinação pelo deserto de
Cades–Barnéia. (data do êxodo
1445 aC).
40 capítulos / 1.123 versículos
PROPÓSITOS
• Registrar a libertação do povo hebreu da
escravidão egípcia.
• Apresentar os fatos históricos sobre a
origem da nação de Israel e suas
cerimônias religiosas.
• Registrar a outorga da Lei de Deus como
constituição do povo hebreu
• Fornecer um guia moral e ético para a
sociedade.
• A tensão entre justiça e misericórdia nas
narrativas, como no caso de Sodoma e
Gomorra, em que Abraão negocia com
Deus pela salvação das cidades.
4
I - ISRAEL NO EGITO
(1.1 - 12.30)
1. Escravidão no Egito
2. Deus escolhe Moisés
3. Deus envia Moisés a
Faraó
4. Pragas atingem o Egito
5. A Páscoa
II - ISRAEL NO DESERTO
(12.31 - 18.27)
1. O Êxodo
2. A travessia do Mar
3. A murmuração no
deserto
III - ISRAEL NO SINAI
(19.1 - 40.38)
1. A entrega da Lei
2. As instruções para o
Tabernáculo
3. A Lei é quebrada
4. A construção do
Tabernáculo
ESBOÇO
O NOME DO SEGUNDO LIVRO DO PENTATEUCO:
 Na Torá (em hebraico) é Shemot “São estes os nomes”.
 Do latim Exodus (do grego ἔξοδος) que significa “Saída”.
 Escrito por volta de 1440 aC durante a 1ª parte da peregrinação pelo deserto de
Cades–Barnéia. (data do êxodo 1445 aC).
5
Faraós da época de Moisés (Não há consenso sobre os faraós e as datas):
1. 1629 - Morre o Faraó Hicso (nome:?) de quem José foi governador.
2. AMÓSIS I (1550-1525) - Expulsa os Hicsos; escraviza os israelitas em 1537 aC.;
ordena a morte dos recém nascidos; nasce Moisés em 1532 aC
3. TUTMÉS I (1506-1493) - Nasce Josué em 1493 aC
4. TUTMÉS II (1493-1479)-Faraó de quem Moisés fugiu.
5. TUTMÉS III (1479-1425) Morte dos primogênitos-Êxodo
http://www.pregadoresdoevangelho.com.br/2017/03/porque-os-hebreus-eram-escravos-
no.html#:~:text=Ele%20disse%20ao%20seu%20povo,mais%20forte%20do%20que%20n%C3%B3s.&text=Ao%20tomar%20o%2
0poder%2C%20Am%C3%B3sis,pesados%3A%20O%20feitio%20de%20tijolos.&text=Para%20chegarmos%20%C3%A0%20Filha%
20de,da%20HIERARQUIA%20no%20meio%20eg%C3%ADpcio. e https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_fara%C3%B3s
O governo era proprietário das terras e cobrava impostos das comunidades
camponesas (servidão coletiva). Os impostos podiam ser pagos com trabalho gratuito
nas obras públicas ou com parte da produção.
1,1,5 “São estes, pois, os nomes dos filhos de Israel que entraram com Jacó no
Egito, cada um com a sua respectiva família:.. Ao todo, os descendentes de
Jacó eram setenta; José, porém, já estava no Egito.”
At. 7.14 “Depois disso, José mandou buscar seu pai, Jacó, e toda a sua família, que
eram SETENTA E CINCO PESSOAS.”
Jacó + os 70 descendentes (Ex.1.5) + José + Azenate + os filhos de José (Manasses
e Efraim): total de 75 pessoas.
12.37 “...Havia cerca de seiscentos mil homens a pé, além de mulheres e crianças.”
600M homens, incluindo mulheres, crianças e idosos, estima-se que eram 2milhões
O equivalente a toda a população do Egito na época.
12.40 “período que os israelitas viveram no Egito foi de quatrocentos e trinta anos.”
6
2.000.000 = 75 x q430 desta equação obtém-se q = 1,025;
Após 50 anos: Pt = 2.000.000.1,02550 = 6.800.000 = 6,8milhões
Estimativa de crescimento demográfico.
Domínio por ocupação territorial
1.8,9,12,13 “Então subiu ao trono do Egito um novo rei (Amosis), que nada sabia
sobre José. Disse ele ao seu povo: “Vejam! O povo israelita é agora
numeroso e mais forte que nós. Todavia, quanto mais eram oprimidos, mais
numerosos se tornavam e mais se espalhavam. Por isso os egípcios
passaram a temer os israelitas, e os sujeitaram a cruel escravidão.”
P20 Vc acha que uma minoria conseguiria controlar a maioria sem o uso da força?
Dê um exemplo de uma minoria que sujeita a maioria, e maneiras de como o faz?
Pa Em tempos de perseguição e aflição costumam ser os tempos de crescimento
da igreja: o cristianismo se espalhou mais quando foi mais perseguido.
1.15 “O rei do Egito ordenou às parteiras dos hebreus...se chamavam Sifrá e Puá”
Duas mulheres lideravam as parteiras hebreias e tiveram seus nomes citados, Sifrá
(a bonita) e Puá (a esplêndida), por terem sido corajosas e tementes a Deus, ao
passo que os nomes dos faraós - homens importantes – têm os nomes omitidos.
7
1.16-21"Quando vocês ajudarem as hebréias a dar a luz, verifiquem se é menino. Se
for, matem-no; se for menina, deixem-na viver.... não obedeceram às ordens
do rei...Deus foi bondoso com as parteiras... Visto que as parteiras temeram
a Deus, ele concedeu-lhes que tivessem suas próprias famílias.”
Deus as protegeu, pois o faraó não as puniu nem as destituiu como parteiras.
Não contando com a obediência das parteiras ordenou ao povo que:
1.22 “Por isso o faraó ordenou a todo o seu povo: "Lancem ao Nilo todo menino
recém-nascido, mas deixem viver as meninas".
P21
a) Podemos não fazer o que a lei exige?
b) Podemos fazer o que a lei proíbe?
Responda e comente se vc já teve alguma experiência com isso.
8
OS FEIOS QUE SE CUIDEM
Pais de Moisés: Anrão e Joquebede, da tribo de Levi.
2.1-3 “Um homem da tribo de Levi casou-se com uma mulher da mesma tribo, e ela
engravidou e deu à luz um filho. VENDO QUE ERA BONITO, ela o escondeu por
três meses. Quando já não podia mais escondê-lo, pegou um cesto feito de
junco e o vedou com piche e betume. Colocou nele o menino e deixou o cesto
entre os juncos (local sem correnteza), à margem do Nilo”
Deus dirige a história: a mãe, Joquebede, acha que seu bebe é muito belo ( qual
mãe não acha) e conclui que Deus o dera para um grande propósito. Infringe a lei e
o esconde, claro que com o consentimento de Anrão, afinal foram 3 meses.
Hb 11.23 “Pela fé (dos pais) Moisés, recém-nascido, foi escondido durante três
meses por seus pais, pois estes viram que ele NÃO ERA UMA CRIANÇA
COMUM, e não temeram o decreto do rei.”
9
2.4-6 “A irmã do menino ficou observando de longe...A filha do faraó descera ao Nilo
para tomar banho...viu o cesto...e mandou sua criada apanhá-lo. Ao abri-lo viu um
bebê (circuncidado) chorando. Ficou com pena dele (será? Só para lembrar: “era
bonito”, “criança incomum”) e disse: "Este menino é dos hebreus".”
A circuncisão era pratica dos egípcios antes de casar, já os hebreus o faziam no 8º
dia de nascido, assim ao desenrolar o bebê notou-se sua marca especial.
2.7-9 “...a irmã do menino aproximou-se e perguntou à filha do faraó: "A senhora
quer que eu vá chamar uma mulher dos hebreus para amamentar e criar o
menino? “ "Quero" ...foi chamar a mãe do menino...a filha do faraó disse..."Leve
este menino e amamente-o para mim, e eu lhe pagarei por isso..."
Deus não só protegeu o bebê de afogar-se no Nilo, de ser jantado pelos crocodilos,
de ser lançado no rio pelos egípcios como usou a filha do faraó para criá-lo na corte,
e pela própria mãe, Joquebede, que recebeu até um salário, e pago pelo faraó.10
2.11,12 “Certo dia, sendo Moisés já adulto, foi ao lugar onde estavam os seus
irmãos hebreus e descobriu como era pesado o trabalho que realizavam.
Viu também um egípcio espancar um dos hebreus. Correu o olhar por todos
os lados e, não vendo ninguém, matou o egípcio e o escondeu na areia.”
Só adulto Moisés percebe que tinha uma vida abastada enquanto seus irmãos
trabalhavam pesado, e numa ação intempestiva por justiça mata o capataz egípcio.
11
2.15,16 “Quando o faraó soube
disso, procurou matar Moisés,
mas este fugiu e foi morar na
terra de Midiã. Ali assentou-se
à beira de um poço.”
Provável caminho percorrido por
Moises, de Gósem para Midian
450 Km
2.18-20 “... o sacerdote de Midiã tinha sete filhas... foram buscar água... Alguns
pastores...começaram a expulsá-las dali; Moisés...veio em auxílio delas... Quando
as moças voltaram a seu pai Reuel..."Um egípcio defendeu-nos dos pastores e
ainda tirou água do poço para nós e deu de beber ao rebanho"."Onde está ele? “
...Convidem-no para comer conosco.“ Moisés aceitou e concordou também em
morar na casa daquele homem; este lhe deu por mulher sua filha Zípora.
Ela deu à luz ...a Gérson".
12
Reuel também é chamado Jetro (3.1)
não tinha preconceito dos egípcios.
2.23 “Muito tempo depois, morreu o
rei do Egito...”
Quando o rei morria encerravam-se
todas as acusações pendentes,
mesmo em casos de crime capital.
3.1-6 “ Moisés pastoreava...Horebe...Ali o Anjo do (1) Senhor lhe apareceu numa
chama de fogo que saía do meio de uma sarça. (2) Moisés viu que, embora
a sarça estivesse em chamas, esta não era consumida pelo fogo. "Que
impressionante! ", pensou. "Por que a sarça não se queima? Vou ver isso
de perto...E então, (3) do meio da sarça Deus o chamou:“.. (4) "Moisés,
Moisés! " "Eis-me aqui", respondeu ele. Então disse Deus: "Não se
aproxime. Tire as sandálias dos pés, pois o lugar em que você está é terra
santa". Disse ainda: (5) "Eu sou o Deus de seu pai...”. Então Moisés cobriu o
rosto, pois teve medo de olhar para Deus.”
Horebe - cadeia de montanhas; Sinai é um monte desta cadeia
13
(1) Deus assumiu uma forma visível, não como Ele é em sua essência, mas como a
mente humana poderia compreendê-lo;
(2) Mas Moisés só viu um fogo saindo da sarça e que ela mesma não queimava, por
curiosidade foi ver de perto;
(3) Já perto ouve uma voz vindo da direção do arbusto em chamas;
(4) Deus o chama 2 vezes (?) e Moisés não identifica quem está falando;
(5) Deus se apresenta e só aí Moisés tem medo e cobre o rosto;
14
3.8 “Por isso desci para livrá-lo das mãos dos egípcios e tirá-los daqui para ...a terra
dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus.”
Canaã não estava deserta, teria de ser tomada.
Quem é o Deus que enviou Moisés?
3.13,14 “Moisés perguntou: "Quando eu chegar diante dos israelitas e lhes disser: O
Deus dos seus antepassados me enviou a vocês, e eles me perguntarem:
‘Qual é o nome dele? ’ Que lhes direi? “ “Disse Deus a Moisés: "Eu Sou o que
Sou. É isto que você dirá aos israelitas: Eu Sou me enviou a vocês".”
P22 Como vc entende “Eu Sou o que Sou”? 15
O DEUS OUVE E PREPARA O RESGATE
2.24,25 “Ouviu Deus o lamento deles e lembrou-
se da aliança que fizera com Abraão, Isaque
e Jacó...olhou para os israelitas e viu qual
era a situação deles.“
OS NOMES DE DEUS NAS
ESCRITURAS
Na Bíblia o nome de uma
pessoa é uma descrição do
seu caráter.
Da mesma forma, os nomes
bíblicos de Deus são diversas
descrições do seu caráter.
YHWH – em Português o
“Tetragrama” é traduzido
como SENHOR (tudo em
maiúsculo).
16
Obs. Ninguém (nem o judeu) sabe
a pronúncia correta deste termo.
Os nomes de Deus têm a finalidade de revelar-nos o caráter e os atributos de Deus.
OS NOMES DE DEUS NAS ESCRITURAS*
* Obs. extraído da Teologia Sistemática de Wayne Grudem (p. 106-108) – Obs. Grudem cita Herman Bavinck.
17
OS NOMES DE DEUS
TIRADOS DA CRIAÇÃO
AS DESCRIÇÕES DE DEUS TIRADAS DA
EXPERIÊNCIA HUMANA
AS DESCRIÇÕES DA ATIVIDADE DE DEUS
PELA ANALOGIA DO CORPO HUMANO
Leão (Is 31.4)
Águia (Dt 32.11)
Cordeiro (Is 53.7)
Galinha (Mt 23.37)
Sol (Sl 84.11)
Estrela da manhã (Ap 22.16)
Luz (Sl 27.1)
Lâmpada (Ap 21.23)
Fogo (Hb 12.29)
Manancial (Sl 36.9)
Rocha (Dt 32.4)
Refúgio (Sl 119.114)
Torre (Pv 18.10)
Sombra (Sl 91.1)
Escudo (Sl 84.11)
Santuário (Ap 21.22)
Noivo (Is 61.10)
Marido (Is 54.5)
Pai (Dt 32.6)
Juiz e Rei (Is 33.22)
Homem de guerra ((Ex 15.3)
Edificador (Hb 11.10)
Pastor (Sl 23.1)
Médico (Êx 15.26)
Face (Ex 33.20; Is 63.9; Sl 16.11; Ap 22.4)
Olhos (Sl 11.4; Hb 4.13)
Pálpebras (Sl 11.4)
Ouvidos (Sl 55.1; Is 59.1)
Narinas (Dt 33.10)
Boca (Dt 8.3)
Lábios (Jó 11.5)
Língua (Is 30.27)
Costas (Jr 18.17)
Braço (Ex 15.16)
Mão (Nm 11.23)
Dedo (Ex 8.19)
Coração (Gn 6.6)
Pés (Is 66.1)
O uso mágico do nome de Deus ou de Jesus não funciona:
At 19. 13-16 “Alguns judeus que andavam expulsando espíritos malignos tentaram
invocar o nome do Senhor Jesus sobre os endemoninhados, dizendo: "Em nome de
Jesus, a quem Paulo prega, eu lhes ordeno que saiam! " Os que estavam fazendo
isso eram os sete filhos de Ceva...Um dia, o espírito maligno lhes respondeu: "Jesus,
eu conheço, Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são? " Então o endemoninhado
saltou sobre eles e os dominou, espancando-os...fugiram da casa nus e feridos.”
Deus é quem age e não é o homem que O controla por meio de expressões/ordens.
Esperar ao dizer “em nome de Jesus” um poder/milagre, não é o sentido de orar.
Orar em nome de Jesus é fazer o pedido tal como Jesus o faria e esperar que Deus
Pai O atenda, pois, lembrando que Jesus orou ao Pai e ....
Mt 26.39 ”Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja
como eu quero, mas sim como tu queres".
E foi feita a vontade do Pai e não a de Jesus, assim, devemos orar em nome Jesus
como um meio de acesso à graça, ao perdão, à salvação e ao poder de Deus. 18
19
Jo 14.6 “Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao
Pai, a não ser por mim.”
Tal como Moisés, Jesus é o mediador entre os crentes e Deus, ASSIM PEDIR ALGO
EM NOME DE JESUS implica em alinhar nossas petições com os princípios, valores e
vontade de Jesus, e isso SIGNIFICA PEDIR COISAS QUE ELE TAMBÉM PEDIRIA:
1. Perdão e reconciliação: Pedir a Deus que nos ajude a perdoar aqueles que nos
ofenderam e a trabalhar pela reconciliação em relacionamentos quebrados.
2. Amor e compaixão pelos outros: Pedir a Deus que nos ajude a amar e demonstrar
compaixão pelos outros, especialmente pelos necessitados e marginalizados.
3. Sabedoria e discernimento: Pedir a Deus sabedoria e discernimento em nossas
decisões e ações, buscando a orientação de Deus.
4. Força para enfrentar desafios: Pedir a Deus força e coragem para enfrentar os
desafios e dificuldades que encontramos em nossa jornada.
20
5. Cura e conforto para os doentes e sofredores: Pedir a Deus cura e o conforto para
aqueles que estão doentes, aflitos ou passando por dificuldades.
6. Perdão divino: Pedir a Deus perdão por nossos pecados e falhas.
7. Oportunidades de servir: Pedir a Deus oportunidades para servir e fazer a
diferença na vida das pessoas ao nosso redor.
8. Unidade e paz: Pedir a Deus que promova a unidade e a paz em nossas
comunidades e no mundo.
Esses são exemplos de petições que estão alinhadas com os ensinamentos e os
valores de Jesus Cristo.
Orar em nome de Jesus significa buscar a vontade e orientação de Deus para
nossas vidas, é pedir coisas que Ele também valorizaria e apoiaria.
3.19,20 “Eu sei que o rei do Egito não os deixará sair, a não ser que uma poderosa
mão o force. Por isso estenderei a minha mão e ferirei os egípcios com
todas as maravilhas que realizarei no meio deles”
P23 O que será que Deus quer dizer com “ferirei ... com maravilhas”
4.10-13,16 “...Ó Senhor! Nunca tive facilidade para falar ,... Não consigo falar bem!”
Agora, pois, vá; eu estarei com você, ensinando-lhe o que dizer”. Ah, Senhor!
Peço-te que envies outra pessoa"...Assim como Deus fala ao profeta, você
falará a seu irmão, e ele será o seu porta-voz diante do povo.”
P24 Vc sente que é chamado para servir numa área da igreja, deve se preparar ou
“Deus o habilitará”?
21
Moisés cuidou em ter a permissão do sogro, bem diferente de Jacó
com seu sogro Labão, mas mentiu sobre o motivo.
4.18 “Moisés voltou a Jetro...disse: "Preciso voltar ao Egito para ver
se meus parentes ainda vivem". Jetro lhe respondeu: "Vá em paz! “
MILAGRES EM ÊXODO 1 A 12
22
MILAGRE PROPÓSITO LOCAL REF.
1. Sarça ardente que não se
consumia
O chamado de Moisés Horebe 3.2
2. Vara de Moisés se transforma em
serpente
Confirmar sua fé Horebe 4.2-5
3. A mão de Moisés fica leprosa e é
curada
Confirmar sua fé Horebe 4.6-7
4. A vara de Arão é
transformada em serpente
Convencer o faraó de que
Deus os enviara
Egito 7.10-12
5. As 10 pragas Obrigar o faraó a liberar os
israelitas e derrotar seus
deuses
Egito 7.20 a
12
4.20 “Então Moisés levou sua mulher e seus filhos...(Gerson – 2.22- e Elieser – 18.4 ”
Gérson, o primogênito é citado em 2.22 e o segundo, Eliezer, será citado em 18.4.
4.24-26 “Numa hospedaria ao longo do caminho, o Senhor foi ao encontro de
Moisés e procurou matá-lo. Mas Zípora pegou uma pedra afiada, cortou o
prepúcio de seu filho e tocou os pés de Moisés. E disse: "Você é para mim
um marido de sangue! “ Ela disse "marido de sangue", referindo-se à
circuncisão. Nessa ocasião o Senhor o deixou.”
Um dos filhos de Moisés( Gerson) não era circuncidado, apesar da instrução que
Deus dera, e talvez não o fizera para agradar a esposa que era midianita (praticavam
a circuncisão em homens antes do casamento, e não em crianças pequenas);
Zípora talvez tenha dito “Você é para mim um marido de sangue (ou sanguinário) ”
por ter sido obrigada a não seguir seus costumes.
P25: Comente sobre a dificuldade de dois jugos (2Co 6.14)
23
No Cap. 5 Moisés fala a Faraó mas ele não liberta o povo e ainda aflige os israelitas
5.1-3 “Depois disso Moisés e Arão foram falar com o faraó e disseram: "Assim diz o
Senhor, o Deus de Israel: ‘Deixe o meu povo ir para celebrar-me uma festa no
deserto’ ". O faraó respondeu: "Quem é o Senhor, para que eu lhe obedeça e deixe
Israel sair? Não conheço o Senhor, e não deixarei Israel sair". Eles insistiram...”
3.18 “...Depois você irá com elas ao rei do Egito e lhe dirá: O Senhor, o Deus dos
hebreus, veio ao nosso encontro. Agora, deixe-nos fazer uma caminhada de três
dias, adentrando o deserto, para oferecermos sacrifícios ao Senhor nosso Deus.”
Para punir o atrevimento de Moisés e Arão, o faraó impôs cargas extras ainda mais
severas aos trabalhadores hebreus.
5.8 “São preguiçosos, e por isso estão clamando: ‘Iremos oferecer sacrifícios ao
nosso Deus’.”
O Faraó concluíra que tinham tempo ocioso, daí quererem ir ao deserto adorar o
seu Deus. 24
SOBROU PARA OS CAPATAZES
5.19-21 “Os capatazes israelitas se viram em dificuldade (pois já trabalhavam no
limite) quando lhes disseram que não poderiam reduzir a quantidade de tijolos
exigida a cada dia. Ao saírem da presença do faraó, encontraram-se com Moisés e
Arão, que estavam à espera deles, e lhes disseram: "O Senhor os examine e os
julgue! (responsabilizaram-nos por isso)Vocês atraíram o ódio do faraó”
5.22 “Moisés voltou-se para o Senhor e perguntou: "Senhor, por que maltrataste a
este povo?”
Pa As palavras de Moisés são impróprias, se Deus é Senhor seus meios não
deveriam ser questionados, as pessoas pensam que ao exercerem a sua fé no
Senhor, a vida será marcada apenas por bênçãos, e quando os problemas chegam
se queixam: “Deus, por quê?”
25
No Cap. 6 Deus fala com Moisés e o encoraja a ir novamente a falar com o Faraó,
que endurece o seu coração e, para quebrantá-lo, Deus envia 10 pragas.
Teólogos consideram a passagem abaixo como o cerne do Pentateuco, pois Deus
apresenta Seu plano (1 ao 6) para Israel.
6.2-8 “Disse Deus ainda a Moisés: "EU SOU O SENHOR. Apareci a Abraão, a Isaque e
a Jacó como o Deus Todo-poderoso, mas pelo meu nome, o Senhor, não me
revelei a eles... "Por isso, diga aos israelitas: Eu sou o Senhor (1). Eu os livrarei
do trabalho imposto pelos egípcios (2). Eu os libertarei da escravidão (3) e os
resgatarei com braço forte e com poderosos atos de juízo. Eu os farei meu
povo (4) e serei o Deus de vocês (5). Então vocês saberão que eu sou o Senhor,
o Deus de vocês, que os livra do trabalho imposto pelos egípcios. E os farei
entrar na terra que, com mão levantada, jurei que daria (6) a Abraão, a
Isaque e a Jacó. Eu a darei a vocês como propriedade. EU SOU O SENHOR".
‘EU SOU O SENHOR’ – O SENHOR DA HISTÓRIA.
26
Algumas das pragas foram antecipadas ao faraó e outras vieram sem nenhum tipo
de aviso.
As informadas foram: a 1ª (7.14-18), a 2ª (8.1-4), a 4ª (8.20-23), a 5ª (9.1-5), a 7ª
(9.13-19), a 8ª (10.1-6) e a 10ª (11.4-8).
As não antecipadas foram: a 3ª (8.16,17), a 6ª (9.8- 10) e a 9ª (10.21-23).
Observe o padrão: duas são anunciadas e, em seguida, vem uma sem aviso,
sistematicamente, isso acontece três vezes culminando na pior praga, a morte dos
primogênitos egípcios.
As nove primeiras pragas formam um conjunto, cada uma um evento natural que
ocorre de forma miraculosa, em intensidade e no tempo de Deus.
As pragas tornavam-se mais severas à medida que se sucediam até atingir o ápice
na décima.
As 3 primeiras atingem o Egito e Israel; eram progressivamente mais severas;
7.1 “Dou a você a minha autoridade perante o faraó’
Como assim, Moisés será como Deus sobre o Faraó?
P26 Incompreensível, por quê mesmo com este poder Moisés não obtém do faraó a
libertação?
AS 4 PROPOSTAS DE FARAÓ
1 - ADORAR A DEUS NO EGITO
Ex 8.25 “Então o faraó mandou chamar Moisés e Arão e disse: “Vão oferecer
sacrifícios ao seu Deus, mas não saiam do país”.
Lição: O Diabo não se importa se adoramos a Deus mas permanecemos na
velha vida de escravidão do pecado.
28
2 - SAIR DO EGITO MAS NÃO SE AFASTAR MUITO
Ex 8.28 “Disse o faraó: “Eu os deixarei ir e oferecer sacrifícios ao Senhor, o seu Deus,
no deserto, mas não se afastem muito e orem por mim também”.
Lição: O Diabo tenta manter o adorador próximo do pecado.
3 - SAIR DO EGITO SEM A FAMÍLIA
Ex 10.10-11 “Disse-lhes o faraó: “Vocês vão mesmo precisar do Senhor quando eu
deixá-los ir com as mulheres e crianças! É claro que vocês estão com más
intenções. De forma alguma! Só os homens podem ir prestar culto ao Senhor,
como vocês têm pedido”. E Moisés e Arão foram expulsos da presença do faraó.
Lição: O Diabo busca destruir as famílias, separando casais e filhos.
29
4 - SAIR DO EGITO SEM BENS
Ex 10.24 Então o faraó mandou chamar Moisés e disse: “Vão e prestem culto ao
Senhor. Deixem somente as ovelhas e os bois; as mulheres e as crianças podem ir”.
Lição: O Diabo tenta aprisionar nossos bens, que devem estar livres para serem
usados para a glória de Deus (sem ovelhas, como seriam feitos os sacrifícios?).
 O Faraó não se impressiona com as 9 primeiras pragas, não lhe pareciam
estranhas, só cede na 10ª praga, que não conhecia.
Estes flagelos naturais ocorrem hoje no Egito.
No anexo: detalhes das pragas e a exposição dos 430 anos de escravidão.
DESTACAREMOS APENAS A 10ª PRAGA:
Após a 9ª praga, Moisés anuncia a última praga ao Faraó:
11.5 “Todos os primogênitos do Egito morrerão, .... e também todas as primeiras
crias do gado ... desde o filho mais velho do faraó ... até o filho mais velho da
escrava ... e também todas as primeiras crias do gado" 30
31
O Faraó ficaria satisfeito em livrar-se dos israelitas.
11.1b “Somente depois desta ele os deixará sair daqui e até os expulsará totalmente
11.3 “O Senhor tornou os egípcios favoráveis ao povo, e o próprio Moisés era tido
em alta estima no Egito pelos conselheiros do faraó e pelo povo.”
Depois de tudo o que aconteceu, era de se esperar o oposto, mas até os
conselheiros admiravam e temiam Moisés, uma ironia que faz parte da vitória de
Deus sobre o rei do Egito que representava o mal, o pecado e a descrença.
12.12 “Naquela mesma noite passarei pelo Egito...”
Nas 9 pragas Deus não se envolvera pessoalmente.
Quando Deus planejou a salvação da humanidade, não foi uma coisa que delegou
a outro agente, mensageiro ou anjo, foi um trabalho dEle próprio que demandou a
encarnação de Seu Unigênito
Para a libertação de Israel não foi usado nenhum homem.
32
10ª PRAGA – A MORTE DOS PRIMOGÊNITOS (11.1-12.36)
Após um ano desde a 1ª praga cumpre-se a justiça retributiva;
Os egípcios mataram as crianças dos judeus, agora sofreriam o mesmo;
12.29 “Então, à meia-noite, o Senhor matou todos os primogênitos do Egito, desde o
filho mais velho do faraó, herdeiro do trono, até o filho mais velho da escrava
que trabalha no moinho, e também todas as primeiras crias do gado.”
Lembrando o pedido de Deus ao Faraó:
5.1 “...‘Deixe o meu povo ir para celebrar-me uma festa no deserto’ ".
Moisés e seu povo (2 a 3 milhões) não tiveram permissão para sair do Egito, mas
sair “do meio do meu povo” para prestar culto:
12.31 “...o faraó ...lhes disse: "Saiam imediatamente do meio do meu povo, vocês e
os israelitas! Vão prestar culto ao Senhor, como vocês pediram.”
fonte:http://gracamaior.com.br/mensagens/as-10-pragas-do-egito-e-sua-relacao-com-as-divindades-pagas-egi.html
33
12.2 “Este deverá ser o primeiro mês do ano para vocês.” (calendário: março/abril)
12.17,18 "Celebrem a festa dos pães sem fermento, porque foi nesse mesmo dia que
eu tirei os exércitos de vocês do Egito.. Celebrem esse dia como decreto perpétuo
por todas as suas gerações. (para lembrar o sofrimento da escravidão) No
primeiro mês comam pão sem fermento, desde o entardecer do décimo quarto
dia até o entardecer do vigésimo primeiro.”
12.21,26,27 "Escolham um cordeiro ou um cabrito para cada família. Sacrifiquem-
no para celebrar a Páscoa! (em hebraico: passar por cima) Quando os seus filhos
lhes perguntarem: ‘O que significa esta cerimônia? respondam-lhes: É o sacrifício
da Páscoa ao Senhor, que passou sobre as casas dos israelitas no Egito e poupou
nossas casas quando matou os egípcios".(para poupar aqueles que Deus separou
como seu povo”
O CORDEIRO DA PÁSCOA APONTAVA PARA JESUS QUE NÃO SÓ PERDOA OS PECADOS
COMO NOS POUPA DAS SUAS CONSEQUENCIA: VIVER SEPARADO DE DEUS
QUESTIONÁRIO 9 – Contexto: a vida de Moisés e a libertar da escravidão– Ex 1 ao 12
1. Quais os personagens neste contexto?
2. Quais conflitos são descritos?
3. Qual o problema central de cada conflito?
4. Quais as consequências dos conflitos?
5. Como os conflitos foram resolvidos?
6. Você se identifica com alguma personagem deste texto? Qual e por quê?
7. Quais os conflitos vivenciados por esta personagem?
8. Quais as decisões tomadas por esta personagem?
9. Você concorda com as decisões dela? Por quê?
10.Quais as consequências para esta personagem?
11.Como esta narrativa de Ex 1 a 12 fez você se sentir? Por que?
12.Os eventos da narrativa são coerentes, lógicos e racionais? Se não, quais são?
13.Que mudanças você se sente motivado a fazer a partir destas reflexões?
35
NA SEMANA LER OS 210 VERSÍCULOS DE EX 13 AO 20
PD - Deus se revela em 3.14 “Eu Sou o que Sou”
A incompletude (não estar pronto) do homem é ver-se como um ser que pode
completar-se e ser diferente daquilo que é.
É uma palavra que só faz sentido para o homem, não faz sentido para Deus nem
para os animais que estão completos.
O homem espera completar-se e pode escolher como fazê-lo.
P27 Por que há pessoas que se fazem piores daquilo que são (regridem)?
Deus espera que sejamos melhores a cada dia (progredir).
O caminhar do cristão, neste sentido, se chama santificação.
BIBLIOGRAFIA
1. Bíblia Sagrada NVI - Editora Vida – 2000.
2. O Pentateuco e sua Contemporaneidade. Coelho Filho, Isaltino Gomes. RJ, JUERP, 2007.
3. Panorama do Antigo Testamento. Hill, Andrew E. e Walton, J.H., BH, Vida, 2000.
4. Revista Compromisso - Convicção Editora.
5. Estudo Panorâmico da Bíblia. Mears, Henrietta C.- São Paulo: Editora Vida, 2006.
6. Comentário Bíblico Moody - Charles F Pfieffer – Ed. Batista Regular,2017
7. Passo a Passo pelo AT - Wailon B & Tom H.- Ed. LifeWay Brasil – SP - 2004
8. Portal Bible Project - https://bibleproject.com/portugues/.
9. ROTA 66-Rádio Transmundial. Sayão, Luiz - https://www.rtmbrasil.org.br/radio/programas/rota-66/pagina/1
10.Reflexões extraídas da World Wide Web
11.Comentário Bíblico NVI - BRUCCE, F. F, SP, Ed. Vida, 1ª edição, 2008
12.Comentário Bíblico Popular - MacDonald, Willian, SP, Ed. Mundo Cristão, 1ª edição, 2008
13.Comentário Bíblico do professor - Editora Vida
14.Interpretação do Pentateuco - Vogt, Peter T. Editora Cultura Cristã – 2015.
15.Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br
Cenário religioso – no Egito se adoravam deuses relacionados a natureza.
As pragas desafiaram diretamente estes deuses.
37
1.ª PRAGA – AGUA TRANSFORMADA EM SANGUE (7.14-25)
Um golpe contra Hapi, o deus protetor do Rio Nilo.
Deus mostra que esse deus não tem poder, pois não pode
impedir que suas águas apodrecessem e cheirassem mal.
A palavra hebraica traduzida como sangue pode fazer
referência à cor vermelha, como em Joel 2.31.
A praga durou exatos 7 dias e atingiu o rio, canais e açudes,
tornando-os impróprios para beber e com pouco oxigênio
para os peixes que acabaram morrendo (v.18).
As águas foram transformadas pelo golpe da vara de
Moisés; (v. 20), os mágicos do faraó repetiram este feito.
38
7.23,24 “Pelo contrário, deu-lhes as costas e voltou para o seu palácio. Nem assim o
faraó levou isso a sério. Todos os egípcios cavaram buracos às margens do Nilo para
encontrar água potável, pois da água do rio não podiam mais beber.”
O faraó mostrou desprezo pelo poder de Deus e indiferença ao sofrimento de seu
povo, como muitos governantes hoje.
PD 1Tm 2.1,2 “Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações,
intercessões e ação de graças por todos os homens; pelos reis e por
todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida
tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade.”
Destaque: A invasão das rãs, as ondas de mosquitos e as moscas venenosas (talvez
favorecidas pela 1ª praga) ainda ocorrem anualmente devido às enchentes do Nilo
39
2.ª PRAGA – A INVASÃO DE RÃS (8.1-15)
Os egípcios relacionavam as rãs à Heket, deusa da fertilidade.
8.8-14 “O faraó...disse: "Orem ao Senhor para que ele tire estas
rãs de mim e do meu povo; então deixarei o povo ir... Moisés
disse ao faraó...quando devo orar... Amanhã
respondeu...Será como tu dizes, para que saibas que não há
ninguém como o Senhor nosso Deus. ...morreram as
rãs...Foram ajuntadas em montões e... a terra cheirou mal.”
Os magos repetiram o feito, mas o faraó não ordenou que
removessem as rãs, pediu que Moisés pedisse a Deus.
8.15 “Mas quando o faraó percebeu que houve alívio ...não deu
mais ouvidos a Moisés e a Arão...”
O faraó promete e não cumpre, políticos, ai, ai!!!
40
41
3.ª PRAGA – A INVASÃO DE PIOLHOS (8.16-19)
8.17”...Todo o pó de toda a terra do Egito transformou-se em
piolhos.”
Desafio a Set, deus do deserto, o pó da terra que é solo
abençoado torna-se praga.
Os sacerdotes, ao ministrarem, usavam roupas brancas de
linho, raspavam a cabeça e antes de entrar no lugar sagrado,
examinavam com cuidado, não podiam ter no corpo ou nas
vestes qualquer inseto.
Devido a essa praga os sacerdotes egípcios não puderam
realizar seus rituais; mostra que Deus tem poder sobre o culto
a outros deuses.
Candidato: do latim candidatus, vestido de branco (candidus =
sem mancha). Na antigüidade, aquele que disputava um cargo
público e precisava angariar votos vestia-se de branco para
simbolizar sua pureza.
4.ª PRAGA – A INVASÃO DE MOSCAS (8.20-32)
8.22-24 “Mas naquele dia tratarei de maneira diferente a terra
de Gósen, onde habita o meu povo; nenhum enxame de
moscas se achará ali, para que você saiba que eu, o
Senhor, estou nesta terra. E assim fez o Senhor. Grandes
enxames de moscas invadiram”
Esta praga só atinge os egípcios, mostra o agir de YHWH;
Não há a menção da vara de Moisés nesta praga.
Mais um deus desmoralizado: Belzebu, rei das moscas.
 O povo sofria, o trabalho era prejudicada, atingindo a
economia;
 Faraó permite que eles ofereçam sacrifícios, mas no país os
sacrifícios dos hebreus eram violação para os egípcios;
O Faraó torna a negar o pedido de Moisés, após cessar a praga.
42
8.25,26 “Então o faraó mandou chamar Moisés e Arão e disse: "Vão oferecer
sacrifícios ao seu Deus, mas não saiam do país". "Isso não seria sensato",
respondeu Moisés; "os sacrifícios que oferecemos ao nosso Deus são um
sacrilégio para os egípcios. Se oferecermos sacrifícios que lhes pareçam
sacrilégio, isso não os levará a nos apedrejar?”
Moisés, conhecedor dos costumes egípcios, argumentou que os sacrifícios iam
contra a ética e a cultura deles e os apedrejariam.
43
5.ª PRAGA – PESTE NOS ANIMAIS (9.1-7)
9.5-7 “O Senhor estabeleceu um prazo: "Amanhã o Senhor fará o que
prometeu nesta terra"...Todos os rebanhos dos egípcios
morreram, mas nenhum rebanho dos israelitas morreu....”
Um golpe contra Amom, protetor dos rebanhos que tinha a forma
de um carneiro, animal sagrado. Foi incapaz de proteger o rebanho
egípcio.
O tempo exato do início e fim das pragas mostra o controle total e
o poder de Deus para fazer acontecer tudo o que predisse, no
tempo determinado por Ele.
44
45
6.ª PRAGA – ÚLCERAS (9.8-12)
9.11 “Nem os magos podiam manter-se diante de Moisés, porque
ficaram cobertos de feridas, como os demais egípcios.”
Golpe contra o deus Tifon que protegia das feridas;
Os magos foram os primeiros a serem infectados;
Praga não anunciada;
Cinza – resíduo do forno – símbolo de riqueza comercial;
Tumores – provoca dor, mas não é fatal;
Atinge homens e animais;
7.ª PRAGA – GRANIZO (9.13-35)
9.18-21,26 “Amanhã, a esta hora, enviarei a pior tempestade
de granizo que já caiu sobre o Egito, ...mande
recolher...Todos os homens e animais que estiverem nos
campos, que não tiverem sido abrigados, serão atingidos
pelo granizo e morrerão". Os conselheiros ...que temiam a
palavra do Senhor apressaram-se em recolher aos abrigos
os seus rebanhos e os Seus escravos. Mas os que não se
importaram com a palavra do Senhor Deixaram os seus
escravos e os seus rebanhos no campo. Somente na terra
de Gósen, onde estavam os israelitas, não caiu granizo.”
A tempestade de trovões, raios e granizo destruiu as colheita
de cevada e de linho e matou os animais que sobraram da 5ª
praga.
Deus poderia ter atingido mortalmente Faraó e o povo, mas
deu oportunidade de arrependimento (como sempre Ele faz). 46
9.30 “Mas eu bem sei que tu e os teus conselheiros ainda não sabem o que é tremer
diante do Senhor Deus! “
Moisés percebe além da superficialidade do faraó, seu arrependimento não era
sincero.
9.31,32 “(O linho e a cevada foram destruídos, pois a cevada já havia amadurecido
e o linho estava em flor. Todavia, o trigo e o centeio nada sofreram, pois só
amadurecem mais tarde.)”
A cevada era a primeira das plantações a ser colhida no final da primavera, e o
trigo seria colhido no verão.
Por este versículo, o tempo de duração das pragas pode ser estimado em
aproximadamente um ano.
47
10.2 “para que você possa contar a seus filhos e netos como zombei dos egípcios e
como realizei meus milagres entre eles. Assim vocês saberão que eu sou o
Senhor".”
A história da libertação de Israel por Deus seria ensinada de geração em geração.
10.11 “De forma alguma! Só os homens podem ir prestar culto ao Senhor, como
vocês têm pedido". E Moisés e Arão foram expulsos da presença do faraó.”
Ao manter sob custódia as mulheres, as crianças, os rebanhos e os bens dos
hebreus, o rei do Egito garantia que voltariam, portanto, o Faraó continuava
obstinado a não ceder.
48
8ª PRAGA – INVASÃO DE GAFANHOTOS (10.1-20)
10.13-15 “Moisés estendeu a vara sobre o Egito, e o Senhor
fez soprar sobre a terra um vento oriental durante todo
aquele dia e toda aquela noite. Pela manhã, o vento havia
trazido os gafanhotos, os quais invadiram todo o Egito e
desceram em grande número sobre toda a sua extensão.
Nunca antes houve tantos gafanhotos, nem jamais
haverá. Eles cobriram toda a face da terra de tal forma
que essa escureceu. Devoraram tudo o que o granizo
tinha deixado: toda a vegetação e todos os frutos das
árvores. Não restou nada verde nas árvores nem nas
plantas do campo, em toda a terra do Egito.” 10.16 “O
faraó mandou chamar Moisés e Arão.... e disse-lhes:
"Pequei contra o Senhor seu Deus e contra vocês!”
49
8ª PRAGA – INVASÃO DE GAFANHOTOS (10.1-20) cont.
Isis e Serafis deveriam proteger a vegetação;
Gafanhotos eram temidos por destruir a plantação;
Ventos fortes e a demora de uma noite e um dia
para os gafanhotos chegarem prova que eles vieram
de longe; (v13)
50
Os gafanhotos acabaram de destruir o que sobrara da tempestade de granizo
(agora trigo e centeio);
O choque desta visitação tornou a pôr o Faraó a admitir que pecara e pedir a
remoção da praga. (v16)
Junho de 2020 - uma nuvem de gafanhotos que chegou à Argentina e se aproxima
do Brasil e consome uma pastagem equivalente a 2 mil vacas ou 350 mil pessoas.
9.ª PRAGA – TREVAS (10.21-29)
10.22 “Moisés estendeu a mão para o céu, e por três dias houve densas trevas em
todo o Egito. Ninguém pôde ver ninguém, nem sair do seu lugar durante três
dias. Todavia, todos os israelitas tinham luz nos locais em que habitavam.”
Um eclipse solar já causaria grande impacto, mas 3 dias de escuridão total foram
um golpe no deus Rá, o deus do sol e ao Faraó, que se intitulava filho de Rá.
51
 Os luminares celestes, objetos de culto, eram
incapazes de penetrar na densa escuridão.
10.7 “..Não percebes que o Egito está arruinado“
 Destaque: Em cada uma das nove primeiras pragas,
Deus usou Sua própria criação para devastar o Egito.
52
Aviso da Última Praga (Ex. 11:1-10)
11.5 “Todos os primogênitos do Egito morrerão, .... e também todas as primeiras
crias do gado ... desde o filho mais velho do faraó ... até o filho mais velho da
escrava ... e também todas as primeiras crias do gado"
Moisés anuncia a última praga ao Faraó, antes de sair em definitivo de sua
presença após a 9ª praga;
 Primogênito – significava toda a força e vigor
da raça O povo sairia do Egito levando ouro e
pertences de valor dados pelos egípcios;
 O coração do Faraó já era obstinado, Deus só
fez com que aumentasse.
53
11.1b “Somente depois desta ele os deixará sair daqui e até os expulsará
totalmente.”
O Faraó ficaria satisfeito de livrar-se dos israelitas.
11.3 “O Senhor tornou os egípcios favoráveis ao povo, e o próprio Moisés era tido
em alta estima no Egito pelos conselheiros do faraó e pelo povo.”
Depois de tudo o que aconteceu, era de se esperar o oposto, mas até os
conselheiros admiravam e temiam Moisés, uma ironia que faz parte da vitória de
Deus sobre o rei do Egito que representava o mal, o pecado e a descrença.
11.4a “Disse, pois, Moisés ao faraó...”
Dúvida: Moisés se dirigia a quem? Em 10.28,29 é dito que ele deixou a presença de
faraó e nunca mais o veria.
12.12 “Naquela mesma noite passarei pelo Egito...”
Nas 9 pragas Deus não se envolvera pessoalmente.
Quando Deus planejou a salvação da humanidade, não foi uma coisa que delegou
a outro agente, mensageiro ou anjo, foi um trabalho dEle próprio que demandou a
encarnação de Seu Unigênito
Para a libertação de Israel não foi usado nenhum homem.
A seguir - Sobre os 430 anos de escravidão
1590 aC – MORRE JOSÉ – Ex 1.6 “Ora, morreram José, todos os seus irmãos e toda
aquela geração.” ATÉ AQUI JOSÉ OS PROTEGIA.
Nm 1.8,9,12,13 “Então subiu ao trono do Egito um novo rei, que nada sabia sobre
José. Disse ele ao seu povo: “Vejam! O povo israelita é agora numeroso e mais forte
que nós. Todavia, quanto mais eram oprimidos, mais numerosos se tornavam e mais
se espalhavam. Por isso os egípcios passaram a temer os israelitas, e os sujeitaram a
cruel escravidão.” EXPANSÃO DEMOGRÁFICA DE ISRAEL EM 210 ANOS (1661 a 1451)
1661 aC - Israel e sua família vão para o Egito, eram 70 pessoas. Ex 1.5
1451 aC - 1º recenseamento após o Êxodo
Nm 1.46 “O total foi 603. 550 homens.” neste senso feito 2 anos após o Êxodo já
eram +/- 1,5MM de pessoas (homens + mulheres + crianças).
1537 aC – Segundo o Talmud neste ano tem início da escravidão no Egito, que durará
até o Êxodo, 1451 aC, logo, foram escravos por 86 anos.
OUTROS COMENTARISTAS
Ex 12.40 “Ora, o período que os israelitas viveram no Egito foi de 430 anos..”
O povo de Israel viveu no Egito por 430 anos, do chamado de Abrão em 1881 aC ao
Êxodo em 1451 aC ( 1881 – 1451 = 430)
Gn 15.13 “Saiba que os seus descendentes serão estrangeiros numa terra que não
lhes pertencerá, onde também serão escravizados e oprimidos por 400 anos.”
Gl 4.20,29 “Pois está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava e outro da
livre. Naquele tempo, o filho nascido de modo natural perseguia o filho nascido
segundo o Espírito. O mesmo acontece agora.”
Comentaristas inferem, a partir do texto de Paulo,
que os 400 anos de aflição se iniciaram 30 anos
após a saída de Harã em 1876 aC, quando Abraão
expulsou Hagar e Ismael (21.14), 1846 aC, e
passou a morar nas terras dos Filisteus (21.34).
(1846 – 1451 = 395 = +/-400)
314 ANOS OPRIMIDOS E 86 ANOS ESCRAVIZADOS.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx

Brasil portuguese bible new testament
Brasil portuguese bible new testamentBrasil portuguese bible new testament
Brasil portuguese bible new testamentWorldBibles
 
Brazilian portuguese bible new testament
Brazilian portuguese bible new testamentBrazilian portuguese bible new testament
Brazilian portuguese bible new testamentWorldBibles
 
Br portuguese bible_90)_new_testament
Br portuguese bible_90)_new_testamentBr portuguese bible_90)_new_testament
Br portuguese bible_90)_new_testamentWorldBibles
 
Aula 3 - Êxodo
Aula 3 - ÊxodoAula 3 - Êxodo
Aula 3 - Êxodoibrdoamor
 
Bíblia Sagrada - Êxodo - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Êxodo - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Êxodo - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Êxodo - slides powerpoint.ppsxIgreja Jesus é o Verbo
 
Israel: Do cativeiro ao êxodo
Israel: Do cativeiro ao êxodoIsrael: Do cativeiro ao êxodo
Israel: Do cativeiro ao êxodoDaladier Lima
 
7 a jornada de moises - 7 aula
7   a jornada de moises - 7 aula7   a jornada de moises - 7 aula
7 a jornada de moises - 7 aulaPIB Penha
 
Cronologia biblica-genesis-e-exodo-2
Cronologia biblica-genesis-e-exodo-2Cronologia biblica-genesis-e-exodo-2
Cronologia biblica-genesis-e-exodo-2JeffersonTEspritoSan
 
13 numeros 1 10
13 numeros 1   1013 numeros 1   10
13 numeros 1 10PIB Penha
 
A Pessoa de Cristo e o Contexto Social de Sua Época
A Pessoa de Cristo e o Contexto Social de Sua ÉpocaA Pessoa de Cristo e o Contexto Social de Sua Época
A Pessoa de Cristo e o Contexto Social de Sua ÉpocaIvan Vargas
 
Aula 4 Civilização da Mesopotâmia.ppt
Aula 4 Civilização da Mesopotâmia.pptAula 4 Civilização da Mesopotâmia.ppt
Aula 4 Civilização da Mesopotâmia.pptCarlosMartins621917
 
Historias do Antigo Testamento: Livro para colorir
Historias do Antigo Testamento: Livro para colorirHistorias do Antigo Testamento: Livro para colorir
Historias do Antigo Testamento: Livro para colorirFreekidstories
 
Histórias do Antigo Testamento para crianças
Histórias do Antigo Testamento para criançasHistórias do Antigo Testamento para crianças
Histórias do Antigo Testamento para criançasFreekidstories
 
Estudo da Bíblia Livro de Êxodo - Capítulo 2º
Estudo da Bíblia Livro de Êxodo - Capítulo 2ºEstudo da Bíblia Livro de Êxodo - Capítulo 2º
Estudo da Bíblia Livro de Êxodo - Capítulo 2ºibrenjtijuca
 

Semelhante a 7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx (20)

Brasil portuguese bible new testament
Brasil portuguese bible new testamentBrasil portuguese bible new testament
Brasil portuguese bible new testament
 
Brazilian portuguese bible new testament
Brazilian portuguese bible new testamentBrazilian portuguese bible new testament
Brazilian portuguese bible new testament
 
Br portuguese bible_90)_new_testament
Br portuguese bible_90)_new_testamentBr portuguese bible_90)_new_testament
Br portuguese bible_90)_new_testament
 
Aula 3 - Êxodo
Aula 3 - ÊxodoAula 3 - Êxodo
Aula 3 - Êxodo
 
Bíblia Sagrada - Êxodo - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Êxodo - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Êxodo - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Êxodo - slides powerpoint.ppsx
 
Israel: Do cativeiro ao êxodo
Israel: Do cativeiro ao êxodoIsrael: Do cativeiro ao êxodo
Israel: Do cativeiro ao êxodo
 
História de Moisés
História de MoisésHistória de Moisés
História de Moisés
 
13 ise - êxodo
13   ise - êxodo13   ise - êxodo
13 ise - êxodo
 
7 a jornada de moises - 7 aula
7   a jornada de moises - 7 aula7   a jornada de moises - 7 aula
7 a jornada de moises - 7 aula
 
Parteiras Sifrá e Puá - Como Viver Algo Novo em Tempos Difíceis
Parteiras Sifrá e Puá - Como Viver Algo Novo em Tempos DifíceisParteiras Sifrá e Puá - Como Viver Algo Novo em Tempos Difíceis
Parteiras Sifrá e Puá - Como Viver Algo Novo em Tempos Difíceis
 
Cronologia biblica-genesis-e-exodo-2
Cronologia biblica-genesis-e-exodo-2Cronologia biblica-genesis-e-exodo-2
Cronologia biblica-genesis-e-exodo-2
 
13 numeros 1 10
13 numeros 1   1013 numeros 1   10
13 numeros 1 10
 
RED265-Aula9.ppt
RED265-Aula9.pptRED265-Aula9.ppt
RED265-Aula9.ppt
 
A Pessoa de Cristo e o Contexto Social de Sua Época
A Pessoa de Cristo e o Contexto Social de Sua ÉpocaA Pessoa de Cristo e o Contexto Social de Sua Época
A Pessoa de Cristo e o Contexto Social de Sua Época
 
Moises
MoisesMoises
Moises
 
Aula 4 Civilização da Mesopotâmia.ppt
Aula 4 Civilização da Mesopotâmia.pptAula 4 Civilização da Mesopotâmia.ppt
Aula 4 Civilização da Mesopotâmia.ppt
 
Material de apoio desafios
Material de apoio  desafiosMaterial de apoio  desafios
Material de apoio desafios
 
Historias do Antigo Testamento: Livro para colorir
Historias do Antigo Testamento: Livro para colorirHistorias do Antigo Testamento: Livro para colorir
Historias do Antigo Testamento: Livro para colorir
 
Histórias do Antigo Testamento para crianças
Histórias do Antigo Testamento para criançasHistórias do Antigo Testamento para crianças
Histórias do Antigo Testamento para crianças
 
Estudo da Bíblia Livro de Êxodo - Capítulo 2º
Estudo da Bíblia Livro de Êxodo - Capítulo 2ºEstudo da Bíblia Livro de Êxodo - Capítulo 2º
Estudo da Bíblia Livro de Êxodo - Capítulo 2º
 

Mais de PIB Penha - SP

Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptxInício das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptxPIB Penha - SP
 
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igrejaA conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igrejaPIB Penha - SP
 
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de EstêvãoA escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de EstêvãoPIB Penha - SP
 
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...PIB Penha - SP
 
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃOPIB Penha - SP
 
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2PIB Penha - SP
 
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptxPIB Penha - SP
 
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptxPIB Penha - SP
 
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptxPIB Penha - SP
 
15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.pptPIB Penha - SP
 
14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.pptPIB Penha - SP
 
14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptxPIB Penha - SP
 
12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.pptPIB Penha - SP
 
11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptxPIB Penha - SP
 
6 Genesis 29-50 publicar.pptx
6 Genesis 29-50  publicar.pptx6 Genesis 29-50  publicar.pptx
6 Genesis 29-50 publicar.pptxPIB Penha - SP
 

Mais de PIB Penha - SP (20)

Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptxInício das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
 
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igrejaA conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
 
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de EstêvãoA escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
 
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
 
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
 
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
 
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
 
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
 
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
 
15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt
 
14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt
 
14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx
 
12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt
 
11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx
 
10 Exodo 31 -40.pptx
10 Exodo 31 -40.pptx10 Exodo 31 -40.pptx
10 Exodo 31 -40.pptx
 
9 Exodo 21 -30.pptx
9 Exodo 21 -30.pptx9 Exodo 21 -30.pptx
9 Exodo 21 -30.pptx
 
8 Exodo 13 - 20.pptx
8 Exodo 13 - 20.pptx8 Exodo 13 - 20.pptx
8 Exodo 13 - 20.pptx
 
10 Exodo 31 -40.pdf
10 Exodo 31 -40.pdf10 Exodo 31 -40.pdf
10 Exodo 31 -40.pdf
 
9 Exodo 21 -30.pdf
9 Exodo 21 -30.pdf9 Exodo 21 -30.pdf
9 Exodo 21 -30.pdf
 
6 Genesis 29-50 publicar.pptx
6 Genesis 29-50  publicar.pptx6 Genesis 29-50  publicar.pptx
6 Genesis 29-50 publicar.pptx
 

Último

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Priscilatrigodecamar
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 

Último (14)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 

7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx

  • 1. cap .1 ao 12 O NASCIMENTO DE UMA NAÇÃO 1 EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA – 2ºsem/2023 Facilitadores: Yuri Eloi e Francisco Tudela
  • 2. SÍNTESE DA AULA DE HOJE 1. 70 pessoas foram para o Egito com Jacó, se estabelecem na terra de Gósen e em 370 anos já são maioria (2 M), o que preocupa o faraó, pois em +50 anos seriam 7 M, que como solução decreta às parteiras que matem os meninos. 2. Nasce Moisés, a mãe o coloca num cesto no rio Nilo e é resgatado pela filha do Faraó que o adotará. 3. Adulto (40 anos), Moisés se interessa pela sua origem e descobre que seu povo é violentamente oprimido. 4. Mata um egípcio, foge para Midiã e se casa com Séfora. 5. Deus pede a Moisés que liberte o seu povo. 6. Depois de um fracasso inicial, Moisés vai e se coloca frente à frente com o Faraó, dão-se, então, os sinais da presença de Deus, mas o Faraó não cede. 7. Morrem os primogênitos e o Faraó permite que saiam.
  • 3. 3 O NOME DO SEGUNDO LIVRO DO PENTATEUCO: Na Torá (em hebraico) é Shemot “São estes os nomes”. Do latim Exodus (do grego ἔξοδος) que significa “Saída”. Escrito por volta de 1440 aC durante a 1ª parte da peregrinação pelo deserto de Cades–Barnéia. (data do êxodo 1445 aC). 40 capítulos / 1.123 versículos PROPÓSITOS • Registrar a libertação do povo hebreu da escravidão egípcia. • Apresentar os fatos históricos sobre a origem da nação de Israel e suas cerimônias religiosas. • Registrar a outorga da Lei de Deus como constituição do povo hebreu • Fornecer um guia moral e ético para a sociedade. • A tensão entre justiça e misericórdia nas narrativas, como no caso de Sodoma e Gomorra, em que Abraão negocia com Deus pela salvação das cidades.
  • 4. 4 I - ISRAEL NO EGITO (1.1 - 12.30) 1. Escravidão no Egito 2. Deus escolhe Moisés 3. Deus envia Moisés a Faraó 4. Pragas atingem o Egito 5. A Páscoa II - ISRAEL NO DESERTO (12.31 - 18.27) 1. O Êxodo 2. A travessia do Mar 3. A murmuração no deserto III - ISRAEL NO SINAI (19.1 - 40.38) 1. A entrega da Lei 2. As instruções para o Tabernáculo 3. A Lei é quebrada 4. A construção do Tabernáculo ESBOÇO O NOME DO SEGUNDO LIVRO DO PENTATEUCO:  Na Torá (em hebraico) é Shemot “São estes os nomes”.  Do latim Exodus (do grego ἔξοδος) que significa “Saída”.  Escrito por volta de 1440 aC durante a 1ª parte da peregrinação pelo deserto de Cades–Barnéia. (data do êxodo 1445 aC).
  • 5. 5 Faraós da época de Moisés (Não há consenso sobre os faraós e as datas): 1. 1629 - Morre o Faraó Hicso (nome:?) de quem José foi governador. 2. AMÓSIS I (1550-1525) - Expulsa os Hicsos; escraviza os israelitas em 1537 aC.; ordena a morte dos recém nascidos; nasce Moisés em 1532 aC 3. TUTMÉS I (1506-1493) - Nasce Josué em 1493 aC 4. TUTMÉS II (1493-1479)-Faraó de quem Moisés fugiu. 5. TUTMÉS III (1479-1425) Morte dos primogênitos-Êxodo http://www.pregadoresdoevangelho.com.br/2017/03/porque-os-hebreus-eram-escravos- no.html#:~:text=Ele%20disse%20ao%20seu%20povo,mais%20forte%20do%20que%20n%C3%B3s.&text=Ao%20tomar%20o%2 0poder%2C%20Am%C3%B3sis,pesados%3A%20O%20feitio%20de%20tijolos.&text=Para%20chegarmos%20%C3%A0%20Filha% 20de,da%20HIERARQUIA%20no%20meio%20eg%C3%ADpcio. e https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_fara%C3%B3s O governo era proprietário das terras e cobrava impostos das comunidades camponesas (servidão coletiva). Os impostos podiam ser pagos com trabalho gratuito nas obras públicas ou com parte da produção.
  • 6. 1,1,5 “São estes, pois, os nomes dos filhos de Israel que entraram com Jacó no Egito, cada um com a sua respectiva família:.. Ao todo, os descendentes de Jacó eram setenta; José, porém, já estava no Egito.” At. 7.14 “Depois disso, José mandou buscar seu pai, Jacó, e toda a sua família, que eram SETENTA E CINCO PESSOAS.” Jacó + os 70 descendentes (Ex.1.5) + José + Azenate + os filhos de José (Manasses e Efraim): total de 75 pessoas. 12.37 “...Havia cerca de seiscentos mil homens a pé, além de mulheres e crianças.” 600M homens, incluindo mulheres, crianças e idosos, estima-se que eram 2milhões O equivalente a toda a população do Egito na época. 12.40 “período que os israelitas viveram no Egito foi de quatrocentos e trinta anos.” 6 2.000.000 = 75 x q430 desta equação obtém-se q = 1,025; Após 50 anos: Pt = 2.000.000.1,02550 = 6.800.000 = 6,8milhões Estimativa de crescimento demográfico. Domínio por ocupação territorial
  • 7. 1.8,9,12,13 “Então subiu ao trono do Egito um novo rei (Amosis), que nada sabia sobre José. Disse ele ao seu povo: “Vejam! O povo israelita é agora numeroso e mais forte que nós. Todavia, quanto mais eram oprimidos, mais numerosos se tornavam e mais se espalhavam. Por isso os egípcios passaram a temer os israelitas, e os sujeitaram a cruel escravidão.” P20 Vc acha que uma minoria conseguiria controlar a maioria sem o uso da força? Dê um exemplo de uma minoria que sujeita a maioria, e maneiras de como o faz? Pa Em tempos de perseguição e aflição costumam ser os tempos de crescimento da igreja: o cristianismo se espalhou mais quando foi mais perseguido. 1.15 “O rei do Egito ordenou às parteiras dos hebreus...se chamavam Sifrá e Puá” Duas mulheres lideravam as parteiras hebreias e tiveram seus nomes citados, Sifrá (a bonita) e Puá (a esplêndida), por terem sido corajosas e tementes a Deus, ao passo que os nomes dos faraós - homens importantes – têm os nomes omitidos. 7
  • 8. 1.16-21"Quando vocês ajudarem as hebréias a dar a luz, verifiquem se é menino. Se for, matem-no; se for menina, deixem-na viver.... não obedeceram às ordens do rei...Deus foi bondoso com as parteiras... Visto que as parteiras temeram a Deus, ele concedeu-lhes que tivessem suas próprias famílias.” Deus as protegeu, pois o faraó não as puniu nem as destituiu como parteiras. Não contando com a obediência das parteiras ordenou ao povo que: 1.22 “Por isso o faraó ordenou a todo o seu povo: "Lancem ao Nilo todo menino recém-nascido, mas deixem viver as meninas". P21 a) Podemos não fazer o que a lei exige? b) Podemos fazer o que a lei proíbe? Responda e comente se vc já teve alguma experiência com isso. 8
  • 9. OS FEIOS QUE SE CUIDEM Pais de Moisés: Anrão e Joquebede, da tribo de Levi. 2.1-3 “Um homem da tribo de Levi casou-se com uma mulher da mesma tribo, e ela engravidou e deu à luz um filho. VENDO QUE ERA BONITO, ela o escondeu por três meses. Quando já não podia mais escondê-lo, pegou um cesto feito de junco e o vedou com piche e betume. Colocou nele o menino e deixou o cesto entre os juncos (local sem correnteza), à margem do Nilo” Deus dirige a história: a mãe, Joquebede, acha que seu bebe é muito belo ( qual mãe não acha) e conclui que Deus o dera para um grande propósito. Infringe a lei e o esconde, claro que com o consentimento de Anrão, afinal foram 3 meses. Hb 11.23 “Pela fé (dos pais) Moisés, recém-nascido, foi escondido durante três meses por seus pais, pois estes viram que ele NÃO ERA UMA CRIANÇA COMUM, e não temeram o decreto do rei.” 9
  • 10. 2.4-6 “A irmã do menino ficou observando de longe...A filha do faraó descera ao Nilo para tomar banho...viu o cesto...e mandou sua criada apanhá-lo. Ao abri-lo viu um bebê (circuncidado) chorando. Ficou com pena dele (será? Só para lembrar: “era bonito”, “criança incomum”) e disse: "Este menino é dos hebreus".” A circuncisão era pratica dos egípcios antes de casar, já os hebreus o faziam no 8º dia de nascido, assim ao desenrolar o bebê notou-se sua marca especial. 2.7-9 “...a irmã do menino aproximou-se e perguntou à filha do faraó: "A senhora quer que eu vá chamar uma mulher dos hebreus para amamentar e criar o menino? “ "Quero" ...foi chamar a mãe do menino...a filha do faraó disse..."Leve este menino e amamente-o para mim, e eu lhe pagarei por isso..." Deus não só protegeu o bebê de afogar-se no Nilo, de ser jantado pelos crocodilos, de ser lançado no rio pelos egípcios como usou a filha do faraó para criá-lo na corte, e pela própria mãe, Joquebede, que recebeu até um salário, e pago pelo faraó.10
  • 11. 2.11,12 “Certo dia, sendo Moisés já adulto, foi ao lugar onde estavam os seus irmãos hebreus e descobriu como era pesado o trabalho que realizavam. Viu também um egípcio espancar um dos hebreus. Correu o olhar por todos os lados e, não vendo ninguém, matou o egípcio e o escondeu na areia.” Só adulto Moisés percebe que tinha uma vida abastada enquanto seus irmãos trabalhavam pesado, e numa ação intempestiva por justiça mata o capataz egípcio. 11 2.15,16 “Quando o faraó soube disso, procurou matar Moisés, mas este fugiu e foi morar na terra de Midiã. Ali assentou-se à beira de um poço.” Provável caminho percorrido por Moises, de Gósem para Midian 450 Km
  • 12. 2.18-20 “... o sacerdote de Midiã tinha sete filhas... foram buscar água... Alguns pastores...começaram a expulsá-las dali; Moisés...veio em auxílio delas... Quando as moças voltaram a seu pai Reuel..."Um egípcio defendeu-nos dos pastores e ainda tirou água do poço para nós e deu de beber ao rebanho"."Onde está ele? “ ...Convidem-no para comer conosco.“ Moisés aceitou e concordou também em morar na casa daquele homem; este lhe deu por mulher sua filha Zípora. Ela deu à luz ...a Gérson". 12 Reuel também é chamado Jetro (3.1) não tinha preconceito dos egípcios. 2.23 “Muito tempo depois, morreu o rei do Egito...” Quando o rei morria encerravam-se todas as acusações pendentes, mesmo em casos de crime capital.
  • 13. 3.1-6 “ Moisés pastoreava...Horebe...Ali o Anjo do (1) Senhor lhe apareceu numa chama de fogo que saía do meio de uma sarça. (2) Moisés viu que, embora a sarça estivesse em chamas, esta não era consumida pelo fogo. "Que impressionante! ", pensou. "Por que a sarça não se queima? Vou ver isso de perto...E então, (3) do meio da sarça Deus o chamou:“.. (4) "Moisés, Moisés! " "Eis-me aqui", respondeu ele. Então disse Deus: "Não se aproxime. Tire as sandálias dos pés, pois o lugar em que você está é terra santa". Disse ainda: (5) "Eu sou o Deus de seu pai...”. Então Moisés cobriu o rosto, pois teve medo de olhar para Deus.” Horebe - cadeia de montanhas; Sinai é um monte desta cadeia 13
  • 14. (1) Deus assumiu uma forma visível, não como Ele é em sua essência, mas como a mente humana poderia compreendê-lo; (2) Mas Moisés só viu um fogo saindo da sarça e que ela mesma não queimava, por curiosidade foi ver de perto; (3) Já perto ouve uma voz vindo da direção do arbusto em chamas; (4) Deus o chama 2 vezes (?) e Moisés não identifica quem está falando; (5) Deus se apresenta e só aí Moisés tem medo e cobre o rosto; 14
  • 15. 3.8 “Por isso desci para livrá-lo das mãos dos egípcios e tirá-los daqui para ...a terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus.” Canaã não estava deserta, teria de ser tomada. Quem é o Deus que enviou Moisés? 3.13,14 “Moisés perguntou: "Quando eu chegar diante dos israelitas e lhes disser: O Deus dos seus antepassados me enviou a vocês, e eles me perguntarem: ‘Qual é o nome dele? ’ Que lhes direi? “ “Disse Deus a Moisés: "Eu Sou o que Sou. É isto que você dirá aos israelitas: Eu Sou me enviou a vocês".” P22 Como vc entende “Eu Sou o que Sou”? 15 O DEUS OUVE E PREPARA O RESGATE 2.24,25 “Ouviu Deus o lamento deles e lembrou- se da aliança que fizera com Abraão, Isaque e Jacó...olhou para os israelitas e viu qual era a situação deles.“
  • 16. OS NOMES DE DEUS NAS ESCRITURAS Na Bíblia o nome de uma pessoa é uma descrição do seu caráter. Da mesma forma, os nomes bíblicos de Deus são diversas descrições do seu caráter. YHWH – em Português o “Tetragrama” é traduzido como SENHOR (tudo em maiúsculo). 16 Obs. Ninguém (nem o judeu) sabe a pronúncia correta deste termo. Os nomes de Deus têm a finalidade de revelar-nos o caráter e os atributos de Deus.
  • 17. OS NOMES DE DEUS NAS ESCRITURAS* * Obs. extraído da Teologia Sistemática de Wayne Grudem (p. 106-108) – Obs. Grudem cita Herman Bavinck. 17 OS NOMES DE DEUS TIRADOS DA CRIAÇÃO AS DESCRIÇÕES DE DEUS TIRADAS DA EXPERIÊNCIA HUMANA AS DESCRIÇÕES DA ATIVIDADE DE DEUS PELA ANALOGIA DO CORPO HUMANO Leão (Is 31.4) Águia (Dt 32.11) Cordeiro (Is 53.7) Galinha (Mt 23.37) Sol (Sl 84.11) Estrela da manhã (Ap 22.16) Luz (Sl 27.1) Lâmpada (Ap 21.23) Fogo (Hb 12.29) Manancial (Sl 36.9) Rocha (Dt 32.4) Refúgio (Sl 119.114) Torre (Pv 18.10) Sombra (Sl 91.1) Escudo (Sl 84.11) Santuário (Ap 21.22) Noivo (Is 61.10) Marido (Is 54.5) Pai (Dt 32.6) Juiz e Rei (Is 33.22) Homem de guerra ((Ex 15.3) Edificador (Hb 11.10) Pastor (Sl 23.1) Médico (Êx 15.26) Face (Ex 33.20; Is 63.9; Sl 16.11; Ap 22.4) Olhos (Sl 11.4; Hb 4.13) Pálpebras (Sl 11.4) Ouvidos (Sl 55.1; Is 59.1) Narinas (Dt 33.10) Boca (Dt 8.3) Lábios (Jó 11.5) Língua (Is 30.27) Costas (Jr 18.17) Braço (Ex 15.16) Mão (Nm 11.23) Dedo (Ex 8.19) Coração (Gn 6.6) Pés (Is 66.1)
  • 18. O uso mágico do nome de Deus ou de Jesus não funciona: At 19. 13-16 “Alguns judeus que andavam expulsando espíritos malignos tentaram invocar o nome do Senhor Jesus sobre os endemoninhados, dizendo: "Em nome de Jesus, a quem Paulo prega, eu lhes ordeno que saiam! " Os que estavam fazendo isso eram os sete filhos de Ceva...Um dia, o espírito maligno lhes respondeu: "Jesus, eu conheço, Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são? " Então o endemoninhado saltou sobre eles e os dominou, espancando-os...fugiram da casa nus e feridos.” Deus é quem age e não é o homem que O controla por meio de expressões/ordens. Esperar ao dizer “em nome de Jesus” um poder/milagre, não é o sentido de orar. Orar em nome de Jesus é fazer o pedido tal como Jesus o faria e esperar que Deus Pai O atenda, pois, lembrando que Jesus orou ao Pai e .... Mt 26.39 ”Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres". E foi feita a vontade do Pai e não a de Jesus, assim, devemos orar em nome Jesus como um meio de acesso à graça, ao perdão, à salvação e ao poder de Deus. 18
  • 19. 19 Jo 14.6 “Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.” Tal como Moisés, Jesus é o mediador entre os crentes e Deus, ASSIM PEDIR ALGO EM NOME DE JESUS implica em alinhar nossas petições com os princípios, valores e vontade de Jesus, e isso SIGNIFICA PEDIR COISAS QUE ELE TAMBÉM PEDIRIA: 1. Perdão e reconciliação: Pedir a Deus que nos ajude a perdoar aqueles que nos ofenderam e a trabalhar pela reconciliação em relacionamentos quebrados. 2. Amor e compaixão pelos outros: Pedir a Deus que nos ajude a amar e demonstrar compaixão pelos outros, especialmente pelos necessitados e marginalizados. 3. Sabedoria e discernimento: Pedir a Deus sabedoria e discernimento em nossas decisões e ações, buscando a orientação de Deus. 4. Força para enfrentar desafios: Pedir a Deus força e coragem para enfrentar os desafios e dificuldades que encontramos em nossa jornada.
  • 20. 20 5. Cura e conforto para os doentes e sofredores: Pedir a Deus cura e o conforto para aqueles que estão doentes, aflitos ou passando por dificuldades. 6. Perdão divino: Pedir a Deus perdão por nossos pecados e falhas. 7. Oportunidades de servir: Pedir a Deus oportunidades para servir e fazer a diferença na vida das pessoas ao nosso redor. 8. Unidade e paz: Pedir a Deus que promova a unidade e a paz em nossas comunidades e no mundo. Esses são exemplos de petições que estão alinhadas com os ensinamentos e os valores de Jesus Cristo. Orar em nome de Jesus significa buscar a vontade e orientação de Deus para nossas vidas, é pedir coisas que Ele também valorizaria e apoiaria.
  • 21. 3.19,20 “Eu sei que o rei do Egito não os deixará sair, a não ser que uma poderosa mão o force. Por isso estenderei a minha mão e ferirei os egípcios com todas as maravilhas que realizarei no meio deles” P23 O que será que Deus quer dizer com “ferirei ... com maravilhas” 4.10-13,16 “...Ó Senhor! Nunca tive facilidade para falar ,... Não consigo falar bem!” Agora, pois, vá; eu estarei com você, ensinando-lhe o que dizer”. Ah, Senhor! Peço-te que envies outra pessoa"...Assim como Deus fala ao profeta, você falará a seu irmão, e ele será o seu porta-voz diante do povo.” P24 Vc sente que é chamado para servir numa área da igreja, deve se preparar ou “Deus o habilitará”? 21 Moisés cuidou em ter a permissão do sogro, bem diferente de Jacó com seu sogro Labão, mas mentiu sobre o motivo. 4.18 “Moisés voltou a Jetro...disse: "Preciso voltar ao Egito para ver se meus parentes ainda vivem". Jetro lhe respondeu: "Vá em paz! “
  • 22. MILAGRES EM ÊXODO 1 A 12 22 MILAGRE PROPÓSITO LOCAL REF. 1. Sarça ardente que não se consumia O chamado de Moisés Horebe 3.2 2. Vara de Moisés se transforma em serpente Confirmar sua fé Horebe 4.2-5 3. A mão de Moisés fica leprosa e é curada Confirmar sua fé Horebe 4.6-7 4. A vara de Arão é transformada em serpente Convencer o faraó de que Deus os enviara Egito 7.10-12 5. As 10 pragas Obrigar o faraó a liberar os israelitas e derrotar seus deuses Egito 7.20 a 12
  • 23. 4.20 “Então Moisés levou sua mulher e seus filhos...(Gerson – 2.22- e Elieser – 18.4 ” Gérson, o primogênito é citado em 2.22 e o segundo, Eliezer, será citado em 18.4. 4.24-26 “Numa hospedaria ao longo do caminho, o Senhor foi ao encontro de Moisés e procurou matá-lo. Mas Zípora pegou uma pedra afiada, cortou o prepúcio de seu filho e tocou os pés de Moisés. E disse: "Você é para mim um marido de sangue! “ Ela disse "marido de sangue", referindo-se à circuncisão. Nessa ocasião o Senhor o deixou.” Um dos filhos de Moisés( Gerson) não era circuncidado, apesar da instrução que Deus dera, e talvez não o fizera para agradar a esposa que era midianita (praticavam a circuncisão em homens antes do casamento, e não em crianças pequenas); Zípora talvez tenha dito “Você é para mim um marido de sangue (ou sanguinário) ” por ter sido obrigada a não seguir seus costumes. P25: Comente sobre a dificuldade de dois jugos (2Co 6.14) 23
  • 24. No Cap. 5 Moisés fala a Faraó mas ele não liberta o povo e ainda aflige os israelitas 5.1-3 “Depois disso Moisés e Arão foram falar com o faraó e disseram: "Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: ‘Deixe o meu povo ir para celebrar-me uma festa no deserto’ ". O faraó respondeu: "Quem é o Senhor, para que eu lhe obedeça e deixe Israel sair? Não conheço o Senhor, e não deixarei Israel sair". Eles insistiram...” 3.18 “...Depois você irá com elas ao rei do Egito e lhe dirá: O Senhor, o Deus dos hebreus, veio ao nosso encontro. Agora, deixe-nos fazer uma caminhada de três dias, adentrando o deserto, para oferecermos sacrifícios ao Senhor nosso Deus.” Para punir o atrevimento de Moisés e Arão, o faraó impôs cargas extras ainda mais severas aos trabalhadores hebreus. 5.8 “São preguiçosos, e por isso estão clamando: ‘Iremos oferecer sacrifícios ao nosso Deus’.” O Faraó concluíra que tinham tempo ocioso, daí quererem ir ao deserto adorar o seu Deus. 24
  • 25. SOBROU PARA OS CAPATAZES 5.19-21 “Os capatazes israelitas se viram em dificuldade (pois já trabalhavam no limite) quando lhes disseram que não poderiam reduzir a quantidade de tijolos exigida a cada dia. Ao saírem da presença do faraó, encontraram-se com Moisés e Arão, que estavam à espera deles, e lhes disseram: "O Senhor os examine e os julgue! (responsabilizaram-nos por isso)Vocês atraíram o ódio do faraó” 5.22 “Moisés voltou-se para o Senhor e perguntou: "Senhor, por que maltrataste a este povo?” Pa As palavras de Moisés são impróprias, se Deus é Senhor seus meios não deveriam ser questionados, as pessoas pensam que ao exercerem a sua fé no Senhor, a vida será marcada apenas por bênçãos, e quando os problemas chegam se queixam: “Deus, por quê?” 25
  • 26. No Cap. 6 Deus fala com Moisés e o encoraja a ir novamente a falar com o Faraó, que endurece o seu coração e, para quebrantá-lo, Deus envia 10 pragas. Teólogos consideram a passagem abaixo como o cerne do Pentateuco, pois Deus apresenta Seu plano (1 ao 6) para Israel. 6.2-8 “Disse Deus ainda a Moisés: "EU SOU O SENHOR. Apareci a Abraão, a Isaque e a Jacó como o Deus Todo-poderoso, mas pelo meu nome, o Senhor, não me revelei a eles... "Por isso, diga aos israelitas: Eu sou o Senhor (1). Eu os livrarei do trabalho imposto pelos egípcios (2). Eu os libertarei da escravidão (3) e os resgatarei com braço forte e com poderosos atos de juízo. Eu os farei meu povo (4) e serei o Deus de vocês (5). Então vocês saberão que eu sou o Senhor, o Deus de vocês, que os livra do trabalho imposto pelos egípcios. E os farei entrar na terra que, com mão levantada, jurei que daria (6) a Abraão, a Isaque e a Jacó. Eu a darei a vocês como propriedade. EU SOU O SENHOR". ‘EU SOU O SENHOR’ – O SENHOR DA HISTÓRIA. 26
  • 27. Algumas das pragas foram antecipadas ao faraó e outras vieram sem nenhum tipo de aviso. As informadas foram: a 1ª (7.14-18), a 2ª (8.1-4), a 4ª (8.20-23), a 5ª (9.1-5), a 7ª (9.13-19), a 8ª (10.1-6) e a 10ª (11.4-8). As não antecipadas foram: a 3ª (8.16,17), a 6ª (9.8- 10) e a 9ª (10.21-23). Observe o padrão: duas são anunciadas e, em seguida, vem uma sem aviso, sistematicamente, isso acontece três vezes culminando na pior praga, a morte dos primogênitos egípcios. As nove primeiras pragas formam um conjunto, cada uma um evento natural que ocorre de forma miraculosa, em intensidade e no tempo de Deus. As pragas tornavam-se mais severas à medida que se sucediam até atingir o ápice na décima. As 3 primeiras atingem o Egito e Israel; eram progressivamente mais severas;
  • 28. 7.1 “Dou a você a minha autoridade perante o faraó’ Como assim, Moisés será como Deus sobre o Faraó? P26 Incompreensível, por quê mesmo com este poder Moisés não obtém do faraó a libertação? AS 4 PROPOSTAS DE FARAÓ 1 - ADORAR A DEUS NO EGITO Ex 8.25 “Então o faraó mandou chamar Moisés e Arão e disse: “Vão oferecer sacrifícios ao seu Deus, mas não saiam do país”. Lição: O Diabo não se importa se adoramos a Deus mas permanecemos na velha vida de escravidão do pecado. 28
  • 29. 2 - SAIR DO EGITO MAS NÃO SE AFASTAR MUITO Ex 8.28 “Disse o faraó: “Eu os deixarei ir e oferecer sacrifícios ao Senhor, o seu Deus, no deserto, mas não se afastem muito e orem por mim também”. Lição: O Diabo tenta manter o adorador próximo do pecado. 3 - SAIR DO EGITO SEM A FAMÍLIA Ex 10.10-11 “Disse-lhes o faraó: “Vocês vão mesmo precisar do Senhor quando eu deixá-los ir com as mulheres e crianças! É claro que vocês estão com más intenções. De forma alguma! Só os homens podem ir prestar culto ao Senhor, como vocês têm pedido”. E Moisés e Arão foram expulsos da presença do faraó. Lição: O Diabo busca destruir as famílias, separando casais e filhos. 29
  • 30. 4 - SAIR DO EGITO SEM BENS Ex 10.24 Então o faraó mandou chamar Moisés e disse: “Vão e prestem culto ao Senhor. Deixem somente as ovelhas e os bois; as mulheres e as crianças podem ir”. Lição: O Diabo tenta aprisionar nossos bens, que devem estar livres para serem usados para a glória de Deus (sem ovelhas, como seriam feitos os sacrifícios?).  O Faraó não se impressiona com as 9 primeiras pragas, não lhe pareciam estranhas, só cede na 10ª praga, que não conhecia. Estes flagelos naturais ocorrem hoje no Egito. No anexo: detalhes das pragas e a exposição dos 430 anos de escravidão. DESTACAREMOS APENAS A 10ª PRAGA: Após a 9ª praga, Moisés anuncia a última praga ao Faraó: 11.5 “Todos os primogênitos do Egito morrerão, .... e também todas as primeiras crias do gado ... desde o filho mais velho do faraó ... até o filho mais velho da escrava ... e também todas as primeiras crias do gado" 30
  • 31. 31 O Faraó ficaria satisfeito em livrar-se dos israelitas. 11.1b “Somente depois desta ele os deixará sair daqui e até os expulsará totalmente 11.3 “O Senhor tornou os egípcios favoráveis ao povo, e o próprio Moisés era tido em alta estima no Egito pelos conselheiros do faraó e pelo povo.” Depois de tudo o que aconteceu, era de se esperar o oposto, mas até os conselheiros admiravam e temiam Moisés, uma ironia que faz parte da vitória de Deus sobre o rei do Egito que representava o mal, o pecado e a descrença. 12.12 “Naquela mesma noite passarei pelo Egito...” Nas 9 pragas Deus não se envolvera pessoalmente. Quando Deus planejou a salvação da humanidade, não foi uma coisa que delegou a outro agente, mensageiro ou anjo, foi um trabalho dEle próprio que demandou a encarnação de Seu Unigênito Para a libertação de Israel não foi usado nenhum homem.
  • 32. 32 10ª PRAGA – A MORTE DOS PRIMOGÊNITOS (11.1-12.36) Após um ano desde a 1ª praga cumpre-se a justiça retributiva; Os egípcios mataram as crianças dos judeus, agora sofreriam o mesmo; 12.29 “Então, à meia-noite, o Senhor matou todos os primogênitos do Egito, desde o filho mais velho do faraó, herdeiro do trono, até o filho mais velho da escrava que trabalha no moinho, e também todas as primeiras crias do gado.” Lembrando o pedido de Deus ao Faraó: 5.1 “...‘Deixe o meu povo ir para celebrar-me uma festa no deserto’ ". Moisés e seu povo (2 a 3 milhões) não tiveram permissão para sair do Egito, mas sair “do meio do meu povo” para prestar culto: 12.31 “...o faraó ...lhes disse: "Saiam imediatamente do meio do meu povo, vocês e os israelitas! Vão prestar culto ao Senhor, como vocês pediram.” fonte:http://gracamaior.com.br/mensagens/as-10-pragas-do-egito-e-sua-relacao-com-as-divindades-pagas-egi.html
  • 33. 33 12.2 “Este deverá ser o primeiro mês do ano para vocês.” (calendário: março/abril) 12.17,18 "Celebrem a festa dos pães sem fermento, porque foi nesse mesmo dia que eu tirei os exércitos de vocês do Egito.. Celebrem esse dia como decreto perpétuo por todas as suas gerações. (para lembrar o sofrimento da escravidão) No primeiro mês comam pão sem fermento, desde o entardecer do décimo quarto dia até o entardecer do vigésimo primeiro.” 12.21,26,27 "Escolham um cordeiro ou um cabrito para cada família. Sacrifiquem- no para celebrar a Páscoa! (em hebraico: passar por cima) Quando os seus filhos lhes perguntarem: ‘O que significa esta cerimônia? respondam-lhes: É o sacrifício da Páscoa ao Senhor, que passou sobre as casas dos israelitas no Egito e poupou nossas casas quando matou os egípcios".(para poupar aqueles que Deus separou como seu povo” O CORDEIRO DA PÁSCOA APONTAVA PARA JESUS QUE NÃO SÓ PERDOA OS PECADOS COMO NOS POUPA DAS SUAS CONSEQUENCIA: VIVER SEPARADO DE DEUS
  • 34. QUESTIONÁRIO 9 – Contexto: a vida de Moisés e a libertar da escravidão– Ex 1 ao 12 1. Quais os personagens neste contexto? 2. Quais conflitos são descritos? 3. Qual o problema central de cada conflito? 4. Quais as consequências dos conflitos? 5. Como os conflitos foram resolvidos? 6. Você se identifica com alguma personagem deste texto? Qual e por quê? 7. Quais os conflitos vivenciados por esta personagem? 8. Quais as decisões tomadas por esta personagem? 9. Você concorda com as decisões dela? Por quê? 10.Quais as consequências para esta personagem? 11.Como esta narrativa de Ex 1 a 12 fez você se sentir? Por que? 12.Os eventos da narrativa são coerentes, lógicos e racionais? Se não, quais são? 13.Que mudanças você se sente motivado a fazer a partir destas reflexões?
  • 35. 35 NA SEMANA LER OS 210 VERSÍCULOS DE EX 13 AO 20 PD - Deus se revela em 3.14 “Eu Sou o que Sou” A incompletude (não estar pronto) do homem é ver-se como um ser que pode completar-se e ser diferente daquilo que é. É uma palavra que só faz sentido para o homem, não faz sentido para Deus nem para os animais que estão completos. O homem espera completar-se e pode escolher como fazê-lo. P27 Por que há pessoas que se fazem piores daquilo que são (regridem)? Deus espera que sejamos melhores a cada dia (progredir). O caminhar do cristão, neste sentido, se chama santificação.
  • 36. BIBLIOGRAFIA 1. Bíblia Sagrada NVI - Editora Vida – 2000. 2. O Pentateuco e sua Contemporaneidade. Coelho Filho, Isaltino Gomes. RJ, JUERP, 2007. 3. Panorama do Antigo Testamento. Hill, Andrew E. e Walton, J.H., BH, Vida, 2000. 4. Revista Compromisso - Convicção Editora. 5. Estudo Panorâmico da Bíblia. Mears, Henrietta C.- São Paulo: Editora Vida, 2006. 6. Comentário Bíblico Moody - Charles F Pfieffer – Ed. Batista Regular,2017 7. Passo a Passo pelo AT - Wailon B & Tom H.- Ed. LifeWay Brasil – SP - 2004 8. Portal Bible Project - https://bibleproject.com/portugues/. 9. ROTA 66-Rádio Transmundial. Sayão, Luiz - https://www.rtmbrasil.org.br/radio/programas/rota-66/pagina/1 10.Reflexões extraídas da World Wide Web 11.Comentário Bíblico NVI - BRUCCE, F. F, SP, Ed. Vida, 1ª edição, 2008 12.Comentário Bíblico Popular - MacDonald, Willian, SP, Ed. Mundo Cristão, 1ª edição, 2008 13.Comentário Bíblico do professor - Editora Vida 14.Interpretação do Pentateuco - Vogt, Peter T. Editora Cultura Cristã – 2015. 15.Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br
  • 37. Cenário religioso – no Egito se adoravam deuses relacionados a natureza. As pragas desafiaram diretamente estes deuses. 37
  • 38. 1.ª PRAGA – AGUA TRANSFORMADA EM SANGUE (7.14-25) Um golpe contra Hapi, o deus protetor do Rio Nilo. Deus mostra que esse deus não tem poder, pois não pode impedir que suas águas apodrecessem e cheirassem mal. A palavra hebraica traduzida como sangue pode fazer referência à cor vermelha, como em Joel 2.31. A praga durou exatos 7 dias e atingiu o rio, canais e açudes, tornando-os impróprios para beber e com pouco oxigênio para os peixes que acabaram morrendo (v.18). As águas foram transformadas pelo golpe da vara de Moisés; (v. 20), os mágicos do faraó repetiram este feito. 38
  • 39. 7.23,24 “Pelo contrário, deu-lhes as costas e voltou para o seu palácio. Nem assim o faraó levou isso a sério. Todos os egípcios cavaram buracos às margens do Nilo para encontrar água potável, pois da água do rio não podiam mais beber.” O faraó mostrou desprezo pelo poder de Deus e indiferença ao sofrimento de seu povo, como muitos governantes hoje. PD 1Tm 2.1,2 “Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ação de graças por todos os homens; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade.” Destaque: A invasão das rãs, as ondas de mosquitos e as moscas venenosas (talvez favorecidas pela 1ª praga) ainda ocorrem anualmente devido às enchentes do Nilo 39
  • 40. 2.ª PRAGA – A INVASÃO DE RÃS (8.1-15) Os egípcios relacionavam as rãs à Heket, deusa da fertilidade. 8.8-14 “O faraó...disse: "Orem ao Senhor para que ele tire estas rãs de mim e do meu povo; então deixarei o povo ir... Moisés disse ao faraó...quando devo orar... Amanhã respondeu...Será como tu dizes, para que saibas que não há ninguém como o Senhor nosso Deus. ...morreram as rãs...Foram ajuntadas em montões e... a terra cheirou mal.” Os magos repetiram o feito, mas o faraó não ordenou que removessem as rãs, pediu que Moisés pedisse a Deus. 8.15 “Mas quando o faraó percebeu que houve alívio ...não deu mais ouvidos a Moisés e a Arão...” O faraó promete e não cumpre, políticos, ai, ai!!! 40
  • 41. 41 3.ª PRAGA – A INVASÃO DE PIOLHOS (8.16-19) 8.17”...Todo o pó de toda a terra do Egito transformou-se em piolhos.” Desafio a Set, deus do deserto, o pó da terra que é solo abençoado torna-se praga. Os sacerdotes, ao ministrarem, usavam roupas brancas de linho, raspavam a cabeça e antes de entrar no lugar sagrado, examinavam com cuidado, não podiam ter no corpo ou nas vestes qualquer inseto. Devido a essa praga os sacerdotes egípcios não puderam realizar seus rituais; mostra que Deus tem poder sobre o culto a outros deuses. Candidato: do latim candidatus, vestido de branco (candidus = sem mancha). Na antigüidade, aquele que disputava um cargo público e precisava angariar votos vestia-se de branco para simbolizar sua pureza.
  • 42. 4.ª PRAGA – A INVASÃO DE MOSCAS (8.20-32) 8.22-24 “Mas naquele dia tratarei de maneira diferente a terra de Gósen, onde habita o meu povo; nenhum enxame de moscas se achará ali, para que você saiba que eu, o Senhor, estou nesta terra. E assim fez o Senhor. Grandes enxames de moscas invadiram” Esta praga só atinge os egípcios, mostra o agir de YHWH; Não há a menção da vara de Moisés nesta praga. Mais um deus desmoralizado: Belzebu, rei das moscas.  O povo sofria, o trabalho era prejudicada, atingindo a economia;  Faraó permite que eles ofereçam sacrifícios, mas no país os sacrifícios dos hebreus eram violação para os egípcios; O Faraó torna a negar o pedido de Moisés, após cessar a praga. 42
  • 43. 8.25,26 “Então o faraó mandou chamar Moisés e Arão e disse: "Vão oferecer sacrifícios ao seu Deus, mas não saiam do país". "Isso não seria sensato", respondeu Moisés; "os sacrifícios que oferecemos ao nosso Deus são um sacrilégio para os egípcios. Se oferecermos sacrifícios que lhes pareçam sacrilégio, isso não os levará a nos apedrejar?” Moisés, conhecedor dos costumes egípcios, argumentou que os sacrifícios iam contra a ética e a cultura deles e os apedrejariam. 43
  • 44. 5.ª PRAGA – PESTE NOS ANIMAIS (9.1-7) 9.5-7 “O Senhor estabeleceu um prazo: "Amanhã o Senhor fará o que prometeu nesta terra"...Todos os rebanhos dos egípcios morreram, mas nenhum rebanho dos israelitas morreu....” Um golpe contra Amom, protetor dos rebanhos que tinha a forma de um carneiro, animal sagrado. Foi incapaz de proteger o rebanho egípcio. O tempo exato do início e fim das pragas mostra o controle total e o poder de Deus para fazer acontecer tudo o que predisse, no tempo determinado por Ele. 44
  • 45. 45 6.ª PRAGA – ÚLCERAS (9.8-12) 9.11 “Nem os magos podiam manter-se diante de Moisés, porque ficaram cobertos de feridas, como os demais egípcios.” Golpe contra o deus Tifon que protegia das feridas; Os magos foram os primeiros a serem infectados; Praga não anunciada; Cinza – resíduo do forno – símbolo de riqueza comercial; Tumores – provoca dor, mas não é fatal; Atinge homens e animais;
  • 46. 7.ª PRAGA – GRANIZO (9.13-35) 9.18-21,26 “Amanhã, a esta hora, enviarei a pior tempestade de granizo que já caiu sobre o Egito, ...mande recolher...Todos os homens e animais que estiverem nos campos, que não tiverem sido abrigados, serão atingidos pelo granizo e morrerão". Os conselheiros ...que temiam a palavra do Senhor apressaram-se em recolher aos abrigos os seus rebanhos e os Seus escravos. Mas os que não se importaram com a palavra do Senhor Deixaram os seus escravos e os seus rebanhos no campo. Somente na terra de Gósen, onde estavam os israelitas, não caiu granizo.” A tempestade de trovões, raios e granizo destruiu as colheita de cevada e de linho e matou os animais que sobraram da 5ª praga. Deus poderia ter atingido mortalmente Faraó e o povo, mas deu oportunidade de arrependimento (como sempre Ele faz). 46
  • 47. 9.30 “Mas eu bem sei que tu e os teus conselheiros ainda não sabem o que é tremer diante do Senhor Deus! “ Moisés percebe além da superficialidade do faraó, seu arrependimento não era sincero. 9.31,32 “(O linho e a cevada foram destruídos, pois a cevada já havia amadurecido e o linho estava em flor. Todavia, o trigo e o centeio nada sofreram, pois só amadurecem mais tarde.)” A cevada era a primeira das plantações a ser colhida no final da primavera, e o trigo seria colhido no verão. Por este versículo, o tempo de duração das pragas pode ser estimado em aproximadamente um ano. 47
  • 48. 10.2 “para que você possa contar a seus filhos e netos como zombei dos egípcios e como realizei meus milagres entre eles. Assim vocês saberão que eu sou o Senhor".” A história da libertação de Israel por Deus seria ensinada de geração em geração. 10.11 “De forma alguma! Só os homens podem ir prestar culto ao Senhor, como vocês têm pedido". E Moisés e Arão foram expulsos da presença do faraó.” Ao manter sob custódia as mulheres, as crianças, os rebanhos e os bens dos hebreus, o rei do Egito garantia que voltariam, portanto, o Faraó continuava obstinado a não ceder. 48
  • 49. 8ª PRAGA – INVASÃO DE GAFANHOTOS (10.1-20) 10.13-15 “Moisés estendeu a vara sobre o Egito, e o Senhor fez soprar sobre a terra um vento oriental durante todo aquele dia e toda aquela noite. Pela manhã, o vento havia trazido os gafanhotos, os quais invadiram todo o Egito e desceram em grande número sobre toda a sua extensão. Nunca antes houve tantos gafanhotos, nem jamais haverá. Eles cobriram toda a face da terra de tal forma que essa escureceu. Devoraram tudo o que o granizo tinha deixado: toda a vegetação e todos os frutos das árvores. Não restou nada verde nas árvores nem nas plantas do campo, em toda a terra do Egito.” 10.16 “O faraó mandou chamar Moisés e Arão.... e disse-lhes: "Pequei contra o Senhor seu Deus e contra vocês!” 49
  • 50. 8ª PRAGA – INVASÃO DE GAFANHOTOS (10.1-20) cont. Isis e Serafis deveriam proteger a vegetação; Gafanhotos eram temidos por destruir a plantação; Ventos fortes e a demora de uma noite e um dia para os gafanhotos chegarem prova que eles vieram de longe; (v13) 50 Os gafanhotos acabaram de destruir o que sobrara da tempestade de granizo (agora trigo e centeio); O choque desta visitação tornou a pôr o Faraó a admitir que pecara e pedir a remoção da praga. (v16) Junho de 2020 - uma nuvem de gafanhotos que chegou à Argentina e se aproxima do Brasil e consome uma pastagem equivalente a 2 mil vacas ou 350 mil pessoas.
  • 51. 9.ª PRAGA – TREVAS (10.21-29) 10.22 “Moisés estendeu a mão para o céu, e por três dias houve densas trevas em todo o Egito. Ninguém pôde ver ninguém, nem sair do seu lugar durante três dias. Todavia, todos os israelitas tinham luz nos locais em que habitavam.” Um eclipse solar já causaria grande impacto, mas 3 dias de escuridão total foram um golpe no deus Rá, o deus do sol e ao Faraó, que se intitulava filho de Rá. 51  Os luminares celestes, objetos de culto, eram incapazes de penetrar na densa escuridão. 10.7 “..Não percebes que o Egito está arruinado“  Destaque: Em cada uma das nove primeiras pragas, Deus usou Sua própria criação para devastar o Egito.
  • 52. 52 Aviso da Última Praga (Ex. 11:1-10) 11.5 “Todos os primogênitos do Egito morrerão, .... e também todas as primeiras crias do gado ... desde o filho mais velho do faraó ... até o filho mais velho da escrava ... e também todas as primeiras crias do gado" Moisés anuncia a última praga ao Faraó, antes de sair em definitivo de sua presença após a 9ª praga;  Primogênito – significava toda a força e vigor da raça O povo sairia do Egito levando ouro e pertences de valor dados pelos egípcios;  O coração do Faraó já era obstinado, Deus só fez com que aumentasse.
  • 53. 53 11.1b “Somente depois desta ele os deixará sair daqui e até os expulsará totalmente.” O Faraó ficaria satisfeito de livrar-se dos israelitas. 11.3 “O Senhor tornou os egípcios favoráveis ao povo, e o próprio Moisés era tido em alta estima no Egito pelos conselheiros do faraó e pelo povo.” Depois de tudo o que aconteceu, era de se esperar o oposto, mas até os conselheiros admiravam e temiam Moisés, uma ironia que faz parte da vitória de Deus sobre o rei do Egito que representava o mal, o pecado e a descrença. 11.4a “Disse, pois, Moisés ao faraó...” Dúvida: Moisés se dirigia a quem? Em 10.28,29 é dito que ele deixou a presença de faraó e nunca mais o veria.
  • 54. 12.12 “Naquela mesma noite passarei pelo Egito...” Nas 9 pragas Deus não se envolvera pessoalmente. Quando Deus planejou a salvação da humanidade, não foi uma coisa que delegou a outro agente, mensageiro ou anjo, foi um trabalho dEle próprio que demandou a encarnação de Seu Unigênito Para a libertação de Israel não foi usado nenhum homem. A seguir - Sobre os 430 anos de escravidão
  • 55. 1590 aC – MORRE JOSÉ – Ex 1.6 “Ora, morreram José, todos os seus irmãos e toda aquela geração.” ATÉ AQUI JOSÉ OS PROTEGIA. Nm 1.8,9,12,13 “Então subiu ao trono do Egito um novo rei, que nada sabia sobre José. Disse ele ao seu povo: “Vejam! O povo israelita é agora numeroso e mais forte que nós. Todavia, quanto mais eram oprimidos, mais numerosos se tornavam e mais se espalhavam. Por isso os egípcios passaram a temer os israelitas, e os sujeitaram a cruel escravidão.” EXPANSÃO DEMOGRÁFICA DE ISRAEL EM 210 ANOS (1661 a 1451) 1661 aC - Israel e sua família vão para o Egito, eram 70 pessoas. Ex 1.5 1451 aC - 1º recenseamento após o Êxodo Nm 1.46 “O total foi 603. 550 homens.” neste senso feito 2 anos após o Êxodo já eram +/- 1,5MM de pessoas (homens + mulheres + crianças). 1537 aC – Segundo o Talmud neste ano tem início da escravidão no Egito, que durará até o Êxodo, 1451 aC, logo, foram escravos por 86 anos.
  • 57. Ex 12.40 “Ora, o período que os israelitas viveram no Egito foi de 430 anos..” O povo de Israel viveu no Egito por 430 anos, do chamado de Abrão em 1881 aC ao Êxodo em 1451 aC ( 1881 – 1451 = 430) Gn 15.13 “Saiba que os seus descendentes serão estrangeiros numa terra que não lhes pertencerá, onde também serão escravizados e oprimidos por 400 anos.” Gl 4.20,29 “Pois está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava e outro da livre. Naquele tempo, o filho nascido de modo natural perseguia o filho nascido segundo o Espírito. O mesmo acontece agora.” Comentaristas inferem, a partir do texto de Paulo, que os 400 anos de aflição se iniciaram 30 anos após a saída de Harã em 1876 aC, quando Abraão expulsou Hagar e Ismael (21.14), 1846 aC, e passou a morar nas terras dos Filisteus (21.34). (1846 – 1451 = 395 = +/-400) 314 ANOS OPRIMIDOS E 86 ANOS ESCRAVIZADOS.