SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA
12:42
1
EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA – 2024 – 1º SEMESTRE
Facilitadores: José Luiz Rissotto e Francisco Tudela
UM MILAGRE E UM SERMÃO
A 1ª OPOSIÇÃO DOS LÍDERES JUDEUS.
Um aleijado de nascença todo dia era levado para esmolar como um paralítico:
3.2-4 “Estava sendo levado para a porta do templo chamada Formosa um aleijado
de nascença (1), que ali era colocado todos os dias para pedir esmolas (2) aos
que entravam no templo. Vendo que Pedro e João iam entrar no pátio do
templo, pediu-lhes esmola. Pedro e João olharam bem para ele e, então,
Pedro disse: "Olhe para nós! O homem olhou para eles com atenção,
esperando receber deles alguma coisa."
Pedro colocou-se à disposição para ajudar e lhe disse: “Olhe para nós!”
Podemos interpretar esse “Olhe para nós” como “veja nosso comportamento”, “veja
nossa resposta à sua necessidade”
 Os pais podem dizer aos filhos: Olhem para nós?
 Os patrões podem dizer a seus empregados: Olhem para nós?
 Os governantes e políticos podem dizer à sociedade: Olhem para nós?
 Vc pode dizer a todos com quem convive: Olhem para mim?
Pedro disse ao aleijado
3.6-8 “...o que tenho, isto lhe dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, ande”
Segurando-o pela mão direita, ajudou-o a levantar-se, e imediatamente os pés e os
tornozelos do homem ficaram firmes. E de um salto pôs-se de pé e começou a andar.
Depois entrou com eles no pátio do templo, andando, saltando e louvando a Deus.”
João não recebeu poder para curar doentes e não há relato de nenhum milagre.
Este milagre cumpre a profecia de Is 35.6 “Então os coxos saltarão como o cervo”.
Comparemos com outras curas de paralíticos:
Jo 5.5-7 “Um dos que estavam ali era paralítico fazia trinta e oito anos.
Quando o viu deitado e soube que ele vivia naquele estado durante tanto tempo,
Jesus lhe perguntou: "Você quer ser curado? (3)“ Disse o paralítico: "Senhor, não
tenho ninguém que me ajude (4) a entrar no tanque quando a água é agitada.
Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim“ (5).
Mc 2.1-4 “Poucos dias depois, tendo Jesus entrado novamente em Cafarnaum, o
povo ouviu falar que ele estava em casa. Então muita gente se reuniu ali, de
forma que não havia lugar nem junto à porta; e ele lhes pregava a palavra.
Vieram alguns homens, trazendo-lhe um paralítico, carregado por quatro
deles. Não podendo levá-lo até Jesus, por causa da multidão, removeram
parte da cobertura do lugar onde Jesus estava e, através de uma abertura
no teto, baixaram a maca em que estava deitado (6) o paralítico.”
PERGUNTA 8: Vc já presenciou alguém nesta situação?
1) Se vê pior do é? Como o aleijado de nascença que se coloca como paralítico?
2) É explorado pelos familiares "colocado todos os dias para pedir esmolas “
3) Se acomoda com a situação: “você quer ser curado?“
4) Vive se queixando "não tenho ninguém“
5) Nunca chega a tempo “chega outro antes de mim“
6) Não consegue se mover para as coisas mudarem “deitado numa maca“
Da mesma forma que, no dia de Pentecoste, a descida do ES serviu de tema para o
1º sermão de Pedro onde +/- 3 mil se converteram (2.41), a cura do coxo foi o
pretexto para seu 2º sermão onde +/- 2 mil aceitaram a Palavra (4.4)
O MILAGRE NÃO ABRIU O CORAÇÃO DO POVO PARA ACEITAR A PALAVRA, MAS
AJUNTOU O POVO, DANDO OPORTUNIDADE A PEDRO DE PREGAR A PALAVRA.
3.12 “... Pedro lhes disse: "Israelitas, por que isto os surpreende? Por que vocês estão
olhando para nós, como se tivéssemos feito este homem andar por nosso
próprio poder ou piedade?”
O mesmo Deus dos patriarcas que operou maravilhas no passado é quem está
agindo agora através de Seu filho Jesus, assim o cristianismo não é uma nova
religião:
3.13 “O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus dos nossos antepassados,
glorificou seu servo Jesus,...”
A seguir Pedro responsabiliza seus ouvintes de trair e negar Jesus perante o
governador romano, de negar o Santo e o Justo e preferir Barrabás, um homicida, a
Jesus, o Filho de Deus, de matar o Autor da vida.
3.13-15 “... vocês entregaram para ser morto e negaram perante Pilatos, embora ele
tivesse decidido soltá-lo. Vocês negaram publicamente o Santo e Justo e
pediram que lhes fosse libertado um assassino. Vocês mataram o autor da
vida, mas Deus o ressuscitou dos mortos. E nós somos testemunhas disso.”
O calvário pode ter sido a última palavra do povo, mas o sepulcro vazio foi a última
palavra de Deus que ressuscitou Jesus dentre os mortos e o levou de volta ao céu.
O mendigo curado era uma prova de que Jesus estava vivo:
3.16 “Pela fé no nome de Jesus, o Nome curou este homem que vocês veem e
conhecem....”
Um propósito foi cumprido:
3.18 “Mas foi assim que Deus cumpriu o que tinha predito por todos os profetas,
dizendo que o seu Cristo haveria de sofrer...”
O fato dos profetas anunciarem que o Cristo de Deus haveria de padecer não
inocentou os judeus de o terem traído, negado e matado.
A seguir Pedro faz o apelo a um povo religioso, que cria na lei de Deus e seus ritos:
3.19 “Arrependam-se, pois, e voltem-se para Deus, para que os seus pecados sejam
cancelados,”
NINGUÉM NASCE SALVO, TODOS PRECISAM DE ARREPENDIMENTO E CONVERSÃO.
3.26 “Tendo Deus ressuscitado o seu Servo, enviou-o primeiramente a vocês, para
abençoá-los, convertendo cada um de vocês das suas maldades“
Destaque para o “primeiramente” , mostrando que a proposta do Evangelho é
universal.
Eram da classe média e ensinavam: a imortalidade da alma, que haveria o
arrebatamento, a ressurreição e um julgamento futuro com galardão ou castigo,
acreditavam na existência de seres celestiais e aguardavam o Messias.
Tinham 2 escolas doutrinárias, Hillel (liberal) e Shamai (conservadora); à Lei de
Moisés acresceram a tradição oral e os costumes que deveriam ser seguidos
rigorosamente, daí o legalismo. Mt 15.3 “Respondeu Jesus: "E por que vocês
transgridem o mandamento de Deus por causa da tradição de vocês?”
Não desapareceram com a destruição do Templo em 70 d.C. e deles surgiu o
judaísmo moderno.
Jesus não criticou sua doutrina e sim a sua prática hipócrita;
Mt 23.2,3 "Os mestres da lei e os fariseus se assentam na cadeira de Moisés.
Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles lhes dizem. Mas não façam o
que eles fazem, pois não praticam o que pregam.”
De 76 a 66 aC liderava Alexandra, mas quem governava de fato eram os far3
i5
s5eus.
QUEM ERAM OS FARISEUS
QUEM ERAM OS SADUCEUS
Eram a elite sacerdotal, política e social.
Negavam a ressurreição e o juízo final. Criam que o mundo era governado por Deus
e que não havia outras entidades sobrenaturais interferindo na vida humana.
23.8 “Os saduceus dizem que não há ressurreição nem anjos nem espíritos, mas os
fariseus admitem todas essas coisas.”
23.6 “Então Paulo, sabendo que alguns deles eram saduceus e os outros fariseus,
bradou no Sinédrio: "Irmãos, sou fariseu, filho de fariseu. Estou sendo julgado
por causa da minha esperança na ressurreição dos mortos! ".
Consideravam: a Torah como única fonte de fé e prática; a liberdade
da vontade humana e rejeitavam o determinismo e o azar.
Diziam-se descendentes do Sumo-Sacerdote Zadoque (1Rs 1.39).
No judaísmo de hoje, os Cohen se acham sucessores de Zadoque, se identificam
por marcadores genéticos "Cohen Modal Haplotype" (CMH), não existindo tal
sequência genética entre não judeus. 9
360
PIRÂMIDE SOCIAL NA ÉPOCA DE JESUS
SUMO SACERDOTE
SACERDOTES
ESCRIBAS
POVO
MULHERES,
ENFERMOS,
PECADORES…
SADUCEUS
FARISEUS
ZELOTES
ESSÊNIOS
Duas ondas de perseguição contra a igreja foram iniciadas pelos saduceus:
4.1,2 “Enquanto Pedro e João falavam ao povo, chegaram os sacerdotes, o capitão
da guarda do templo e os saduceus. Eles estavam muito perturbados porque
os apóstolos estavam ensinando o povo e proclamando em Jesus a
ressurreição dos mortos.”
5.17,18 “Então o sumo sacerdote e todos os seus companheiros, membros do
partido dos saduceus, ficaram cheios de inveja. Por isso, mandaram prender
os apóstolos, colocando-os numa prisão pública.”
COMO NÃO ACREDITAVAM NA DOUTRINA DA RESSURREIÇÃO VIRAM OS
APÓSTOLOS COMO HEREGES E AGITADORES.
PERGUNTA 9: Como vc dialoga com Testemunhas de Jeová,
Espíritas, Pais de Santo, Católicos e tantos outros que expressam
uma doutrina diferente da Batista? Vc os vê como os saduceus viram
os apóstolos e tem a mesma reação, os prende no inferno?
A prisão dos apóstolos não fechou a porta da igreja para novos conversos.
4.4 “Mas, muitos dos que tinham ouvido a mensagem creram, chegando o número
dos homens que creram a perto de cinco mil.”
4.5-7 “No dia seguinte, as autoridades, os líderes religiosos e os mestres da lei
reuniram-se em Jerusalém. Estavam ali Anás, o sumo sacerdote, bem como
Caifás, João, Alexandre e todos os que eram da família do sumo
sacerdote. Mandaram trazer Pedro e João diante deles e começaram a interrogá-
los: "COM QUE PODER OU EM NOME DE QUEM VOCÊS FIZERAM ISSO? “
 Os líderes religiosos eram os chefes das principais famílias da aristocracia judaica.
 Os mestres da lei pertenciam ao partido dos fariseus.
 As autoridades eram os principais do Sinédrio (composto por 70 membros mais o
sumo sacerdote, seu presidente).
Estavam confusos e perplexos, sabiam que algo extraordinário havia acontecido e
queriam explicações: qual era a fonte deste milagre?
Pedro sabia que poderiam receber a mesma sentença de Jesus, no entanto, não se
intimida e discursa acusando-os de terem sentenciado Jesus à morte:
4.8-12 “Então Pedro, cheio do Espírito Santo, disse-lhes: "Autoridades e líderes do
povo! Visto que hoje somos chamados para prestar contas de um ato de
bondade em favor de um aleijado, sendo interrogados acerca de como ele foi
curado, saibam os senhores e todo o povo de Israel que por meio do nome de
Jesus Cristo, o Nazareno, a quem os senhores crucificaram, mas a quem Deus
ressuscitou dos mortos, este homem está aí curado diante dos senhores. Este
Jesus é ‘a pedra que vocês, construtores, rejeitaram, e que se tornou a pedra
angular’. Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu NÃO HÁ
NENHUM OUTRO nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos".
Pedro usa a cura física de um homem como uma ilustração da cura espiritual, a
salvação, que é oferecida a todos os que creem em Jesus Cristo.
A morte, a ressurreição e o poder divino de Jesus fazem dEle o único Salvador, já
que NENHUM OUTRO possui tais qualificações.
4.13,14 “Vendo a coragem de Pedro e de João, e percebendo que eram homens
comuns e sem instrução, ficaram admirados e reconheceram que eles
haviam estado com Jesus. E como podiam ver ali com eles o homem que
fora curado, nada podiam dizer contra eles.”
Constataram que Pedro e João não tinham formação escolar, não tinham instrução,
não tinham estudado teologia com mestres da lei...
O CRISTIANISMO É A RELIGIÃO DOS FATOS e seu maior argumento é um homem
violento transformado, um bêbado sóbrio, um drogado livre do domínio da droga,
um ladrão tornar-se honesto, um avarento abrir mão para ajudar os necessitados,
um egoísta dispor-se a servir os outros etc...
Certa ocasião um ateu desafiou um crente acerca de sua fé. O crente respondeu:
“Traga-me um homem que foi transformado pelo ateísmo e lhe apresentarei um
séquito de ladrões, prostitutas e avarentos que foram transformados por Jesus”.
PERGUNTA 10: Dê seu testemunho de uma mudança na sua vida após tornar-se
crente. Responda no grupo do WhatsApp.
4.17,18 “Todavia, para impedir que isso se espalhe ainda mais entre o povo,
precisamos adverti-los de que não falem mais com ninguém sobre esse
nome". Então, chamando-os novamente, ordenaram-lhes que não
falassem nem ensinassem em nome de Jesus.”
O Sinédrio faz ameaças e proíbe a pregação, mas eles os enfrentam:
4.19,20 “Mas Pedro e João responderam: "JULGUEM OS SENHORES MESMOS SE É
JUSTO AOS OLHOS DE DEUS OBEDECER AOS SENHORES E NÃO A DEUS. Pois
não podemos deixar de falar do que vimos e ouvimos".
O Sinédrio se viu encurralado, os fatos estavam contra eles, os apóstolos incultos e
iletrados não recuaram diante das ameaças, o povo dava mais crédito ao que via e
ouvia da parte dos apóstolos do que as condenações dos religiosos sobre quem era
Jesus, assim, um milagre irrefutável desarticulou toda a ação dos líderes judaicos:
4,21,22 “Depois de mais ameaças, eles os deixaram ir. Não tinham como castigá-los,
porque todo o povo estava louvando a Deus pelo que acontecera. Pois o homem
que fora curado milagrosamente tinha mais de quarenta anos de idade.”
NÃO É POSSÍVEL VIVER O CRISTIANISMO SEM A IGREJA:
4.23 “Quando foram soltos, Pedro e João voltaram para os seus e contaram tudo o
que os chefes dos sacerdotes e os líderes religiosos lhes tinham dito.”
A reação dos discípulos não foi de ira nem de desejo de vingança, mas oraram:
4.24-26 “Ouvindo isso, levantaram juntos a voz a Deus, dizendo: "Ó Soberano, tu
fizeste o céu, a terra, o mar e tudo o que neles há! Tu falaste pelo Espírito
Santo por boca do teu servo, nosso pai Davi: ‘Por que se enfurecem as
nações, e os povos conspiram em vão? Os reis da terra se levantam, e os
governantes se reúnem contra o Senhor e contra o seu Ungido’.
Citaram o Sl 2 para mostrar que a rebelião humana contra Jesus fora prevista por
Deus e não colocava em risco a soberania divina, tudo estava nos planos de Deus.
Não pedem o fim do problema, mas sabedoria para pregar em meio aos problemas:
4.29 “Agora, Senhor, considera as ameaças deles e capacita os teus servos para
anunciarem a tua palavra corajosamente.”
PERGUNTA 11: Frente a dificuldade em fazer a vontade de Deus, vc ora como Pedro?
4.32-37 “Da multidão dos que creram, uma era a mente e um o coração. Ninguém
considerava unicamente sua coisa alguma que possuísse, mas
compartilhavam tudo o que tinham. Com grande poder os apóstolos
continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus, e grandiosa
graça estava sobre todos eles. Não havia pessoas necessitadas entre eles,
pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da
venda e o colocavam aos pés dos apóstolos, que o distribuíam segundo a
necessidade de cada um. José, um levita de Chipre a quem os apóstolos
deram o nome de Barnabé, que significa encorajador, vendeu um campo
que possuía, trouxe o dinheiro e o colocou aos pés dos apóstolos.”
PERGUNTA 12 : Como vc idealizaria essa comunidade nos dias de hoje?
EM AT 5 APRENDEMOS SOBRE O SOFRIMENTO.
No 1º exemplo Ananias e Safira sofrem um castigo trágico porque mentiram.
No 2º exemplo os apóstolos sofrem perseguição e acoites por falarem a verdade.
5.1-5,10 “Um homem chamado Ananias, juntamente com Safira, sua mulher,
também vendeu uma propriedade. Ele reteve parte do dinheiro para si, sabendo
disso também sua mulher; e o restante levou e colocou aos pés dos
apóstolos. Então perguntou Pedro: "Ananias, como você permitiu que Satanás
enchesse o seu coração, a ponto de você mentir ao Espírito Santo e guardar para si
uma parte do dinheiro que recebeu pela propriedade? Ela não lhe pertencia? E,
depois de vendida, o dinheiro não estava em seu poder? O que o levou a pensar em
fazer tal coisa? Você não mentiu aos homens, mas sim a Deus". Ouvindo isso,
Ananias caiu e morreu... Naquele mesmo instante, ela caiu aos pés dele e morreu.”
Jesus já mostrara o final trágico da hipocrisia quando condenou a figueira cheia de
folhas, mas sem frutos, isto é, aparentava uma dedicação que não correspondia à
realidade: A HIPOCRISIA ESPIRITUAL LEVA À MORTE.
Mt 21.18,19 “De manhã cedo, quando voltava para a cidade, Jesus teve
fome. Vendo uma figueira à beira do caminho, aproximou-se dela,
mas nada encontrou, a não ser folhas. Então lhe disse: "Nunca mais dê
frutos! " Imediatamente a árvore secou.”
O programa de partilhar riquezas na igreja primitiva era voluntário.
Pressupõe-se, que, antes da venda da propriedade, Ananias e Safira assumiram
algum tipo de compromisso no sentido de darem à igreja todo o dinheiro.
Não sabemos como Pedro reconheceu a fraude, talvez por iluminação divina.
O PECADO NÃO FOI TER GUARDADO O DINHEIRO, MAS, A ATITUDE HIPÓCRITA DE
DECLARAR “TUDO CONSAGRO A TI” E RETER PARTE DESSE “TUDO”, MENTIRAM PARA
DEUS. (Consagrar = destinar)
Não temos motivos para crer que Ananias e Safira não fossem salvos.
Sua morte física foi um juízo divino que não envolveu sua salvação.
O próprio fato de serem crentes determinou a gravidade do pecado.
Fingir "submissão total“, é um pecado que só pode ser cometido por um cristão.
PERGUNTA 13: Se vc se consagrou a Deus para o serviço da igreja, no louvor, no
ensino,... o faz de modo pleno ou no que sobra de tempo, quando não
dá preguiça, ...?
Cuidado vc pode cair duro a qualquer momento.
Lição de casa: Rever o estudo de hoje e ler At 5.11 a 8.1
BIBLIOGRAFIA
1. Bíblia NVI – Editora Vida – 2000
2. Comentário Bíblico do professor – Lawrence Richards – 3ª Ed. Vida - SP
3. Comentário Bíblico Moody – Charles F Pfieffer – Ed. Batista Regular,2017
4. Comentário Bíblico Popular - MacDonald, Willian, SP, Ed. Mundo Cristão, 2008
5. Comentário Bíblico NVI -. BRUCCE, F. F, SP, Ed. Vida, 1ª edição, 2008
6. Atos dos Apóstolos: Texto e Comentário, por F. F. Bruce (Editora Cultura Cristã)
7. Atos dos Apóstolos: Uma Perspectiva Pastoral, por Hernandes Dias Lopes (Ed. Hagnos)
8. Atos dos Apóstolos: A Missão do Espírito Santo, por Luiz Sayão (Ed. Vida Nova)
9. Atos dos Apóstolos: Uma História da Igreja, por Augustus Nicodemus Lopes (Ed. Cultura Cristã)
10.Atos dos Apóstolos: Um Estudo Bíblico, por Hernandes Dias Lopes (Ed. Hagnos)
11.Bible Project
12.Reflexões extraídas da World Wide Web
13.ROTA 66, Rádio Transmundial, Sayão, Luiz, https://www.rtmbrasil.org.br/radio/programas/rota-66/pagina/1>.
Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br 22

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes religiosos judeus

A020 EAE DM - O PRECURSOR 20170604
A020 EAE DM - O PRECURSOR 20170604A020 EAE DM - O PRECURSOR 20170604
A020 EAE DM - O PRECURSOR 20170604Daniel de Melo
 
Eae 28 Pregações e curas
Eae 28 Pregações e curasEae 28 Pregações e curas
Eae 28 Pregações e curasPatiSousa1
 
Reencarnação Terapia Espiritual
Reencarnação Terapia EspiritualReencarnação Terapia Espiritual
Reencarnação Terapia EspiritualBruno Amaro
 
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira). Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira). Leonardo Pereira
 
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGR
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGRQuem é Jesus Cristo?_322015_GGR
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGRGerson G. Ramos
 
2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptxPIB Penha - SP
 
A ressureição de cristo parte 02
A ressureição de cristo parte 02A ressureição de cristo parte 02
A ressureição de cristo parte 02Pr Neto
 
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
 [EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ... [EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...José Carlos Polozi
 
Jesus o homem (alcione moreno)
Jesus o homem (alcione moreno)Jesus o homem (alcione moreno)
Jesus o homem (alcione moreno)Jônata Barbosa
 
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 4.pptx
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 4.pptxIBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 4.pptx
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 4.pptxRubens Sohn
 
Historia do cristianismo- A igreja em expansão - Tópicos
Historia do cristianismo- A igreja em expansão - TópicosHistoria do cristianismo- A igreja em expansão - Tópicos
Historia do cristianismo- A igreja em expansão - TópicosFilipe Jardel Lima Martins
 
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 3.pptx
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 3.pptxIBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 3.pptx
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 3.pptxRubens Sohn
 
Jesus, Cristo e o desafio das missões
Jesus, Cristo e o desafio das missõesJesus, Cristo e o desafio das missões
Jesus, Cristo e o desafio das missõesLeandro Nazareth Souto
 
Lição 16 A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
Lição 16   A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...Lição 16   A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
Lição 16 A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...Sergio Silva
 
TJ Fortaleza 2010
TJ Fortaleza 2010TJ Fortaleza 2010
TJ Fortaleza 2010Almighty
 

Semelhante a 3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes religiosos judeus (20)

Atos dos Apostolos
Atos dos ApostolosAtos dos Apostolos
Atos dos Apostolos
 
História da igreja i
História da igreja iHistória da igreja i
História da igreja i
 
Quem é jesus power point
Quem é jesus power pointQuem é jesus power point
Quem é jesus power point
 
A020 EAE DM - O PRECURSOR 20170604
A020 EAE DM - O PRECURSOR 20170604A020 EAE DM - O PRECURSOR 20170604
A020 EAE DM - O PRECURSOR 20170604
 
Eae 28 Pregações e curas
Eae 28 Pregações e curasEae 28 Pregações e curas
Eae 28 Pregações e curas
 
Reencarnação Terapia Espiritual
Reencarnação Terapia EspiritualReencarnação Terapia Espiritual
Reencarnação Terapia Espiritual
 
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira). Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
 
Farisaismo
FarisaismoFarisaismo
Farisaismo
 
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGR
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGRQuem é Jesus Cristo?_322015_GGR
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGR
 
2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx
 
A ressureição de cristo parte 02
A ressureição de cristo parte 02A ressureição de cristo parte 02
A ressureição de cristo parte 02
 
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
 [EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ... [EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
 
Jesus o homem (alcione moreno)
Jesus o homem (alcione moreno)Jesus o homem (alcione moreno)
Jesus o homem (alcione moreno)
 
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 4.pptx
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 4.pptxIBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 4.pptx
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 4.pptx
 
Historia do cristianismo- A igreja em expansão - Tópicos
Historia do cristianismo- A igreja em expansão - TópicosHistoria do cristianismo- A igreja em expansão - Tópicos
Historia do cristianismo- A igreja em expansão - Tópicos
 
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 3.pptx
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 3.pptxIBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 3.pptx
IBADEP BÁSICO - HERESIOLOGIA - CAPITULO 3.pptx
 
Apenas uma palavra de jesus
Apenas uma palavra de jesusApenas uma palavra de jesus
Apenas uma palavra de jesus
 
Jesus, Cristo e o desafio das missões
Jesus, Cristo e o desafio das missõesJesus, Cristo e o desafio das missões
Jesus, Cristo e o desafio das missões
 
Lição 16 A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
Lição 16   A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...Lição 16   A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
Lição 16 A Influencia da Religião no Comportamento Humano - 2º Quadrimestre...
 
TJ Fortaleza 2010
TJ Fortaleza 2010TJ Fortaleza 2010
TJ Fortaleza 2010
 

Mais de PIB Penha - SP

A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igrejaA conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igrejaPIB Penha - SP
 
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptxPIB Penha - SP
 
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptxPIB Penha - SP
 
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptxPIB Penha - SP
 
15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.pptPIB Penha - SP
 
14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.pptPIB Penha - SP
 
14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptxPIB Penha - SP
 
12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.pptPIB Penha - SP
 
11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptxPIB Penha - SP
 
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptxPIB Penha - SP
 
6 Genesis 29-50 publicar.pptx
6 Genesis 29-50  publicar.pptx6 Genesis 29-50  publicar.pptx
6 Genesis 29-50 publicar.pptxPIB Penha - SP
 
5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx
5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx
5 Genesis 14-28 NM publicar.pptxPIB Penha - SP
 
4 Genesis 7-13 NM publicar.pptx
4 Genesis 7-13 NM publicar.pptx4 Genesis 7-13 NM publicar.pptx
4 Genesis 7-13 NM publicar.pptxPIB Penha - SP
 
3 Genesis 2 - 6 publicar.ppt
3 Genesis 2 - 6 publicar.ppt3 Genesis 2 - 6 publicar.ppt
3 Genesis 2 - 6 publicar.pptPIB Penha - SP
 
1 Introducao ao Pentateuco publicar.pptx
1 Introducao ao Pentateuco publicar.pptx1 Introducao ao Pentateuco publicar.pptx
1 Introducao ao Pentateuco publicar.pptxPIB Penha - SP
 

Mais de PIB Penha - SP (20)

A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igrejaA conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
 
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
18 Deuteronômio 27 - 34.pptx
 
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
 
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
16 Deuteronomio 1 - 4.pptx
 
15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt
 
14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt
 
14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx
 
12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt
 
11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx
 
10 Exodo 31 -40.pptx
10 Exodo 31 -40.pptx10 Exodo 31 -40.pptx
10 Exodo 31 -40.pptx
 
9 Exodo 21 -30.pptx
9 Exodo 21 -30.pptx9 Exodo 21 -30.pptx
9 Exodo 21 -30.pptx
 
8 Exodo 13 - 20.pptx
8 Exodo 13 - 20.pptx8 Exodo 13 - 20.pptx
8 Exodo 13 - 20.pptx
 
10 Exodo 31 -40.pdf
10 Exodo 31 -40.pdf10 Exodo 31 -40.pdf
10 Exodo 31 -40.pdf
 
9 Exodo 21 -30.pdf
9 Exodo 21 -30.pdf9 Exodo 21 -30.pdf
9 Exodo 21 -30.pdf
 
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
 
6 Genesis 29-50 publicar.pptx
6 Genesis 29-50  publicar.pptx6 Genesis 29-50  publicar.pptx
6 Genesis 29-50 publicar.pptx
 
5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx
5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx
5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx
 
4 Genesis 7-13 NM publicar.pptx
4 Genesis 7-13 NM publicar.pptx4 Genesis 7-13 NM publicar.pptx
4 Genesis 7-13 NM publicar.pptx
 
3 Genesis 2 - 6 publicar.ppt
3 Genesis 2 - 6 publicar.ppt3 Genesis 2 - 6 publicar.ppt
3 Genesis 2 - 6 publicar.ppt
 
1 Introducao ao Pentateuco publicar.pptx
1 Introducao ao Pentateuco publicar.pptx1 Introducao ao Pentateuco publicar.pptx
1 Introducao ao Pentateuco publicar.pptx
 

Último

Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Priscilatrigodecamar
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 

Último (13)

Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 

3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes religiosos judeus

  • 1. ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA 12:42 1 EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA – 2024 – 1º SEMESTRE Facilitadores: José Luiz Rissotto e Francisco Tudela UM MILAGRE E UM SERMÃO A 1ª OPOSIÇÃO DOS LÍDERES JUDEUS.
  • 2. Um aleijado de nascença todo dia era levado para esmolar como um paralítico: 3.2-4 “Estava sendo levado para a porta do templo chamada Formosa um aleijado de nascença (1), que ali era colocado todos os dias para pedir esmolas (2) aos que entravam no templo. Vendo que Pedro e João iam entrar no pátio do templo, pediu-lhes esmola. Pedro e João olharam bem para ele e, então, Pedro disse: "Olhe para nós! O homem olhou para eles com atenção, esperando receber deles alguma coisa." Pedro colocou-se à disposição para ajudar e lhe disse: “Olhe para nós!” Podemos interpretar esse “Olhe para nós” como “veja nosso comportamento”, “veja nossa resposta à sua necessidade”  Os pais podem dizer aos filhos: Olhem para nós?  Os patrões podem dizer a seus empregados: Olhem para nós?  Os governantes e políticos podem dizer à sociedade: Olhem para nós?  Vc pode dizer a todos com quem convive: Olhem para mim?
  • 3. Pedro disse ao aleijado 3.6-8 “...o que tenho, isto lhe dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, ande” Segurando-o pela mão direita, ajudou-o a levantar-se, e imediatamente os pés e os tornozelos do homem ficaram firmes. E de um salto pôs-se de pé e começou a andar. Depois entrou com eles no pátio do templo, andando, saltando e louvando a Deus.” João não recebeu poder para curar doentes e não há relato de nenhum milagre. Este milagre cumpre a profecia de Is 35.6 “Então os coxos saltarão como o cervo”. Comparemos com outras curas de paralíticos: Jo 5.5-7 “Um dos que estavam ali era paralítico fazia trinta e oito anos. Quando o viu deitado e soube que ele vivia naquele estado durante tanto tempo, Jesus lhe perguntou: "Você quer ser curado? (3)“ Disse o paralítico: "Senhor, não tenho ninguém que me ajude (4) a entrar no tanque quando a água é agitada. Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim“ (5).
  • 4. Mc 2.1-4 “Poucos dias depois, tendo Jesus entrado novamente em Cafarnaum, o povo ouviu falar que ele estava em casa. Então muita gente se reuniu ali, de forma que não havia lugar nem junto à porta; e ele lhes pregava a palavra. Vieram alguns homens, trazendo-lhe um paralítico, carregado por quatro deles. Não podendo levá-lo até Jesus, por causa da multidão, removeram parte da cobertura do lugar onde Jesus estava e, através de uma abertura no teto, baixaram a maca em que estava deitado (6) o paralítico.” PERGUNTA 8: Vc já presenciou alguém nesta situação? 1) Se vê pior do é? Como o aleijado de nascença que se coloca como paralítico? 2) É explorado pelos familiares "colocado todos os dias para pedir esmolas “ 3) Se acomoda com a situação: “você quer ser curado?“ 4) Vive se queixando "não tenho ninguém“ 5) Nunca chega a tempo “chega outro antes de mim“ 6) Não consegue se mover para as coisas mudarem “deitado numa maca“
  • 5. Da mesma forma que, no dia de Pentecoste, a descida do ES serviu de tema para o 1º sermão de Pedro onde +/- 3 mil se converteram (2.41), a cura do coxo foi o pretexto para seu 2º sermão onde +/- 2 mil aceitaram a Palavra (4.4) O MILAGRE NÃO ABRIU O CORAÇÃO DO POVO PARA ACEITAR A PALAVRA, MAS AJUNTOU O POVO, DANDO OPORTUNIDADE A PEDRO DE PREGAR A PALAVRA. 3.12 “... Pedro lhes disse: "Israelitas, por que isto os surpreende? Por que vocês estão olhando para nós, como se tivéssemos feito este homem andar por nosso próprio poder ou piedade?” O mesmo Deus dos patriarcas que operou maravilhas no passado é quem está agindo agora através de Seu filho Jesus, assim o cristianismo não é uma nova religião: 3.13 “O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus dos nossos antepassados, glorificou seu servo Jesus,...”
  • 6. A seguir Pedro responsabiliza seus ouvintes de trair e negar Jesus perante o governador romano, de negar o Santo e o Justo e preferir Barrabás, um homicida, a Jesus, o Filho de Deus, de matar o Autor da vida. 3.13-15 “... vocês entregaram para ser morto e negaram perante Pilatos, embora ele tivesse decidido soltá-lo. Vocês negaram publicamente o Santo e Justo e pediram que lhes fosse libertado um assassino. Vocês mataram o autor da vida, mas Deus o ressuscitou dos mortos. E nós somos testemunhas disso.” O calvário pode ter sido a última palavra do povo, mas o sepulcro vazio foi a última palavra de Deus que ressuscitou Jesus dentre os mortos e o levou de volta ao céu. O mendigo curado era uma prova de que Jesus estava vivo: 3.16 “Pela fé no nome de Jesus, o Nome curou este homem que vocês veem e conhecem....”
  • 7. Um propósito foi cumprido: 3.18 “Mas foi assim que Deus cumpriu o que tinha predito por todos os profetas, dizendo que o seu Cristo haveria de sofrer...” O fato dos profetas anunciarem que o Cristo de Deus haveria de padecer não inocentou os judeus de o terem traído, negado e matado. A seguir Pedro faz o apelo a um povo religioso, que cria na lei de Deus e seus ritos: 3.19 “Arrependam-se, pois, e voltem-se para Deus, para que os seus pecados sejam cancelados,” NINGUÉM NASCE SALVO, TODOS PRECISAM DE ARREPENDIMENTO E CONVERSÃO. 3.26 “Tendo Deus ressuscitado o seu Servo, enviou-o primeiramente a vocês, para abençoá-los, convertendo cada um de vocês das suas maldades“ Destaque para o “primeiramente” , mostrando que a proposta do Evangelho é universal.
  • 8. Eram da classe média e ensinavam: a imortalidade da alma, que haveria o arrebatamento, a ressurreição e um julgamento futuro com galardão ou castigo, acreditavam na existência de seres celestiais e aguardavam o Messias. Tinham 2 escolas doutrinárias, Hillel (liberal) e Shamai (conservadora); à Lei de Moisés acresceram a tradição oral e os costumes que deveriam ser seguidos rigorosamente, daí o legalismo. Mt 15.3 “Respondeu Jesus: "E por que vocês transgridem o mandamento de Deus por causa da tradição de vocês?” Não desapareceram com a destruição do Templo em 70 d.C. e deles surgiu o judaísmo moderno. Jesus não criticou sua doutrina e sim a sua prática hipócrita; Mt 23.2,3 "Os mestres da lei e os fariseus se assentam na cadeira de Moisés. Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles lhes dizem. Mas não façam o que eles fazem, pois não praticam o que pregam.” De 76 a 66 aC liderava Alexandra, mas quem governava de fato eram os far3 i5 s5eus. QUEM ERAM OS FARISEUS
  • 9. QUEM ERAM OS SADUCEUS Eram a elite sacerdotal, política e social. Negavam a ressurreição e o juízo final. Criam que o mundo era governado por Deus e que não havia outras entidades sobrenaturais interferindo na vida humana. 23.8 “Os saduceus dizem que não há ressurreição nem anjos nem espíritos, mas os fariseus admitem todas essas coisas.” 23.6 “Então Paulo, sabendo que alguns deles eram saduceus e os outros fariseus, bradou no Sinédrio: "Irmãos, sou fariseu, filho de fariseu. Estou sendo julgado por causa da minha esperança na ressurreição dos mortos! ". Consideravam: a Torah como única fonte de fé e prática; a liberdade da vontade humana e rejeitavam o determinismo e o azar. Diziam-se descendentes do Sumo-Sacerdote Zadoque (1Rs 1.39). No judaísmo de hoje, os Cohen se acham sucessores de Zadoque, se identificam por marcadores genéticos "Cohen Modal Haplotype" (CMH), não existindo tal sequência genética entre não judeus. 9
  • 10. 360 PIRÂMIDE SOCIAL NA ÉPOCA DE JESUS SUMO SACERDOTE SACERDOTES ESCRIBAS POVO MULHERES, ENFERMOS, PECADORES… SADUCEUS FARISEUS ZELOTES ESSÊNIOS
  • 11. Duas ondas de perseguição contra a igreja foram iniciadas pelos saduceus: 4.1,2 “Enquanto Pedro e João falavam ao povo, chegaram os sacerdotes, o capitão da guarda do templo e os saduceus. Eles estavam muito perturbados porque os apóstolos estavam ensinando o povo e proclamando em Jesus a ressurreição dos mortos.” 5.17,18 “Então o sumo sacerdote e todos os seus companheiros, membros do partido dos saduceus, ficaram cheios de inveja. Por isso, mandaram prender os apóstolos, colocando-os numa prisão pública.” COMO NÃO ACREDITAVAM NA DOUTRINA DA RESSURREIÇÃO VIRAM OS APÓSTOLOS COMO HEREGES E AGITADORES. PERGUNTA 9: Como vc dialoga com Testemunhas de Jeová, Espíritas, Pais de Santo, Católicos e tantos outros que expressam uma doutrina diferente da Batista? Vc os vê como os saduceus viram os apóstolos e tem a mesma reação, os prende no inferno?
  • 12. A prisão dos apóstolos não fechou a porta da igreja para novos conversos. 4.4 “Mas, muitos dos que tinham ouvido a mensagem creram, chegando o número dos homens que creram a perto de cinco mil.” 4.5-7 “No dia seguinte, as autoridades, os líderes religiosos e os mestres da lei reuniram-se em Jerusalém. Estavam ali Anás, o sumo sacerdote, bem como Caifás, João, Alexandre e todos os que eram da família do sumo sacerdote. Mandaram trazer Pedro e João diante deles e começaram a interrogá- los: "COM QUE PODER OU EM NOME DE QUEM VOCÊS FIZERAM ISSO? “  Os líderes religiosos eram os chefes das principais famílias da aristocracia judaica.  Os mestres da lei pertenciam ao partido dos fariseus.  As autoridades eram os principais do Sinédrio (composto por 70 membros mais o sumo sacerdote, seu presidente). Estavam confusos e perplexos, sabiam que algo extraordinário havia acontecido e queriam explicações: qual era a fonte deste milagre?
  • 13. Pedro sabia que poderiam receber a mesma sentença de Jesus, no entanto, não se intimida e discursa acusando-os de terem sentenciado Jesus à morte: 4.8-12 “Então Pedro, cheio do Espírito Santo, disse-lhes: "Autoridades e líderes do povo! Visto que hoje somos chamados para prestar contas de um ato de bondade em favor de um aleijado, sendo interrogados acerca de como ele foi curado, saibam os senhores e todo o povo de Israel que por meio do nome de Jesus Cristo, o Nazareno, a quem os senhores crucificaram, mas a quem Deus ressuscitou dos mortos, este homem está aí curado diante dos senhores. Este Jesus é ‘a pedra que vocês, construtores, rejeitaram, e que se tornou a pedra angular’. Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu NÃO HÁ NENHUM OUTRO nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos". Pedro usa a cura física de um homem como uma ilustração da cura espiritual, a salvação, que é oferecida a todos os que creem em Jesus Cristo. A morte, a ressurreição e o poder divino de Jesus fazem dEle o único Salvador, já que NENHUM OUTRO possui tais qualificações.
  • 14. 4.13,14 “Vendo a coragem de Pedro e de João, e percebendo que eram homens comuns e sem instrução, ficaram admirados e reconheceram que eles haviam estado com Jesus. E como podiam ver ali com eles o homem que fora curado, nada podiam dizer contra eles.” Constataram que Pedro e João não tinham formação escolar, não tinham instrução, não tinham estudado teologia com mestres da lei... O CRISTIANISMO É A RELIGIÃO DOS FATOS e seu maior argumento é um homem violento transformado, um bêbado sóbrio, um drogado livre do domínio da droga, um ladrão tornar-se honesto, um avarento abrir mão para ajudar os necessitados, um egoísta dispor-se a servir os outros etc... Certa ocasião um ateu desafiou um crente acerca de sua fé. O crente respondeu: “Traga-me um homem que foi transformado pelo ateísmo e lhe apresentarei um séquito de ladrões, prostitutas e avarentos que foram transformados por Jesus”. PERGUNTA 10: Dê seu testemunho de uma mudança na sua vida após tornar-se crente. Responda no grupo do WhatsApp.
  • 15. 4.17,18 “Todavia, para impedir que isso se espalhe ainda mais entre o povo, precisamos adverti-los de que não falem mais com ninguém sobre esse nome". Então, chamando-os novamente, ordenaram-lhes que não falassem nem ensinassem em nome de Jesus.” O Sinédrio faz ameaças e proíbe a pregação, mas eles os enfrentam: 4.19,20 “Mas Pedro e João responderam: "JULGUEM OS SENHORES MESMOS SE É JUSTO AOS OLHOS DE DEUS OBEDECER AOS SENHORES E NÃO A DEUS. Pois não podemos deixar de falar do que vimos e ouvimos". O Sinédrio se viu encurralado, os fatos estavam contra eles, os apóstolos incultos e iletrados não recuaram diante das ameaças, o povo dava mais crédito ao que via e ouvia da parte dos apóstolos do que as condenações dos religiosos sobre quem era Jesus, assim, um milagre irrefutável desarticulou toda a ação dos líderes judaicos: 4,21,22 “Depois de mais ameaças, eles os deixaram ir. Não tinham como castigá-los, porque todo o povo estava louvando a Deus pelo que acontecera. Pois o homem que fora curado milagrosamente tinha mais de quarenta anos de idade.”
  • 16. NÃO É POSSÍVEL VIVER O CRISTIANISMO SEM A IGREJA: 4.23 “Quando foram soltos, Pedro e João voltaram para os seus e contaram tudo o que os chefes dos sacerdotes e os líderes religiosos lhes tinham dito.” A reação dos discípulos não foi de ira nem de desejo de vingança, mas oraram: 4.24-26 “Ouvindo isso, levantaram juntos a voz a Deus, dizendo: "Ó Soberano, tu fizeste o céu, a terra, o mar e tudo o que neles há! Tu falaste pelo Espírito Santo por boca do teu servo, nosso pai Davi: ‘Por que se enfurecem as nações, e os povos conspiram em vão? Os reis da terra se levantam, e os governantes se reúnem contra o Senhor e contra o seu Ungido’. Citaram o Sl 2 para mostrar que a rebelião humana contra Jesus fora prevista por Deus e não colocava em risco a soberania divina, tudo estava nos planos de Deus. Não pedem o fim do problema, mas sabedoria para pregar em meio aos problemas: 4.29 “Agora, Senhor, considera as ameaças deles e capacita os teus servos para anunciarem a tua palavra corajosamente.” PERGUNTA 11: Frente a dificuldade em fazer a vontade de Deus, vc ora como Pedro?
  • 17. 4.32-37 “Da multidão dos que creram, uma era a mente e um o coração. Ninguém considerava unicamente sua coisa alguma que possuísse, mas compartilhavam tudo o que tinham. Com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus, e grandiosa graça estava sobre todos eles. Não havia pessoas necessitadas entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da venda e o colocavam aos pés dos apóstolos, que o distribuíam segundo a necessidade de cada um. José, um levita de Chipre a quem os apóstolos deram o nome de Barnabé, que significa encorajador, vendeu um campo que possuía, trouxe o dinheiro e o colocou aos pés dos apóstolos.” PERGUNTA 12 : Como vc idealizaria essa comunidade nos dias de hoje?
  • 18. EM AT 5 APRENDEMOS SOBRE O SOFRIMENTO. No 1º exemplo Ananias e Safira sofrem um castigo trágico porque mentiram. No 2º exemplo os apóstolos sofrem perseguição e acoites por falarem a verdade. 5.1-5,10 “Um homem chamado Ananias, juntamente com Safira, sua mulher, também vendeu uma propriedade. Ele reteve parte do dinheiro para si, sabendo disso também sua mulher; e o restante levou e colocou aos pés dos apóstolos. Então perguntou Pedro: "Ananias, como você permitiu que Satanás enchesse o seu coração, a ponto de você mentir ao Espírito Santo e guardar para si uma parte do dinheiro que recebeu pela propriedade? Ela não lhe pertencia? E, depois de vendida, o dinheiro não estava em seu poder? O que o levou a pensar em fazer tal coisa? Você não mentiu aos homens, mas sim a Deus". Ouvindo isso, Ananias caiu e morreu... Naquele mesmo instante, ela caiu aos pés dele e morreu.”
  • 19. Jesus já mostrara o final trágico da hipocrisia quando condenou a figueira cheia de folhas, mas sem frutos, isto é, aparentava uma dedicação que não correspondia à realidade: A HIPOCRISIA ESPIRITUAL LEVA À MORTE. Mt 21.18,19 “De manhã cedo, quando voltava para a cidade, Jesus teve fome. Vendo uma figueira à beira do caminho, aproximou-se dela, mas nada encontrou, a não ser folhas. Então lhe disse: "Nunca mais dê frutos! " Imediatamente a árvore secou.” O programa de partilhar riquezas na igreja primitiva era voluntário. Pressupõe-se, que, antes da venda da propriedade, Ananias e Safira assumiram algum tipo de compromisso no sentido de darem à igreja todo o dinheiro. Não sabemos como Pedro reconheceu a fraude, talvez por iluminação divina. O PECADO NÃO FOI TER GUARDADO O DINHEIRO, MAS, A ATITUDE HIPÓCRITA DE DECLARAR “TUDO CONSAGRO A TI” E RETER PARTE DESSE “TUDO”, MENTIRAM PARA DEUS. (Consagrar = destinar)
  • 20. Não temos motivos para crer que Ananias e Safira não fossem salvos. Sua morte física foi um juízo divino que não envolveu sua salvação. O próprio fato de serem crentes determinou a gravidade do pecado. Fingir "submissão total“, é um pecado que só pode ser cometido por um cristão. PERGUNTA 13: Se vc se consagrou a Deus para o serviço da igreja, no louvor, no ensino,... o faz de modo pleno ou no que sobra de tempo, quando não dá preguiça, ...? Cuidado vc pode cair duro a qualquer momento. Lição de casa: Rever o estudo de hoje e ler At 5.11 a 8.1
  • 21.
  • 22. BIBLIOGRAFIA 1. Bíblia NVI – Editora Vida – 2000 2. Comentário Bíblico do professor – Lawrence Richards – 3ª Ed. Vida - SP 3. Comentário Bíblico Moody – Charles F Pfieffer – Ed. Batista Regular,2017 4. Comentário Bíblico Popular - MacDonald, Willian, SP, Ed. Mundo Cristão, 2008 5. Comentário Bíblico NVI -. BRUCCE, F. F, SP, Ed. Vida, 1ª edição, 2008 6. Atos dos Apóstolos: Texto e Comentário, por F. F. Bruce (Editora Cultura Cristã) 7. Atos dos Apóstolos: Uma Perspectiva Pastoral, por Hernandes Dias Lopes (Ed. Hagnos) 8. Atos dos Apóstolos: A Missão do Espírito Santo, por Luiz Sayão (Ed. Vida Nova) 9. Atos dos Apóstolos: Uma História da Igreja, por Augustus Nicodemus Lopes (Ed. Cultura Cristã) 10.Atos dos Apóstolos: Um Estudo Bíblico, por Hernandes Dias Lopes (Ed. Hagnos) 11.Bible Project 12.Reflexões extraídas da World Wide Web 13.ROTA 66, Rádio Transmundial, Sayão, Luiz, https://www.rtmbrasil.org.br/radio/programas/rota-66/pagina/1>. Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br 22