SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 35
1
EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA – 2ºsem/2023
Facilitadores: Yuri Eloi e Francisco Tudela
Aula 18
TERCEIRO DISCURSO DE MOISÉS - CAP
27 AO 34
ESBOÇO DE DEUTERONÔMIO
III. O TERCEIRO DISCURSO DE MOISÉS
⦁ A desobediência traz a maldição 27.1-26
⦁ Bênçãos e maldições 28.1-68
⦁ Os termos da aliança 29.1-30.20
IV. AS PALAVRAS FINAIS E A MORTE DE MOISÉS
⦁ Perpetuação do concerto 31.1-29
⦁ O cântico do testemunho 31.30-32.47
⦁ A bênção de Moisés sobre Israel 32.48-33.29
⦁ A morte e a sucessão de Moisés 34.1-12
� 27.2,4,12,13 “Quando vocês atravessarem o Jordão... levantem algumas
pedras grandes e pintem-nas com cal.... levantem essas pedras no monte
Ebal... Quando vocês tiverem atravessado o Jordão, as tribos que estarão no
monte Gerizim para abençoar o povo serão: Simeão, Levi, Judá, Issacar, José
e Benjamim. E as tribos que estarão no monte Ebal para declararem
maldições serão: Rúben, Gade, Aser, Zebulom, Dã e Naftali.”
� Escrever em superfícies caiadas era típico do Egito.
� Os montes Ebal e Gerizim estão na região central de Canaã, entre os dois
montes está a cidade de Siquém a 32 Km do Jordão, a alguns dias de
caminhada do Jordão.
� Mais tarde os samaritanos reivindicarão o monte Gerizim como o
verdadeiro local de adoração (Jo 4.20).
Cidade de Siquém, atual Nablus
Maldições
Bênçãos
� Pelas condições topográficas e climáticas, o monte Ebal é árido, enquanto o
monte Gerizim é coberto por vegetação. Logo, o monte Ebal era o lugar perfeito
para a declaração das as maldições e o Gerizim para as bênçãos
� Como os dois montes estão bem próximos eram como um anfiteatro natural para
a declamação em “alta voz” das maldições e das bênçãos pelos levitas.
� 27.14 “E os levitas recitarão a todo o povo de Israel em alta voz:”
� Está cerimônia tem relação com:
� Dt 11.29 “Quando o Senhor, o seu
Deus, os tiver levado para a terra da
qual vão tomar posse, vocês terão que
proclamar a bênção no monte
Gerizim, e a maldição no monte Ebal.”
� As tribos associadas à maldição são as de Jacó com as concubinas, a de Rúben,
primogênito renegado, e Zebulom.
� 27.9 “Então Moisés e os sacerdotes levitas disseram a todo Israel: "Faça silêncio
e escute, ó Israel!”
� PA Deve-se fazer silêncio durante o culto.
� O Dodecálogo de Siquém lista 12 ações que levam às maldições da Lei:
�27.15 - A 1ª diz respeito à idolatria
�27.17 - A 2ª trata de honrar os pais
�27.17 - A 3ª se refere à justiça e à ganância
�27.18 - A 4ª cuida das pessoas com deficiência
�27.19 - A 5ª da compaixão pelo estrangeiro, o órfão e a viúva
�27.20-23 - Da 6ª à 9ª tratam da imoralidade sexual
�27.24,25 - A 10ª e 11ª tratam da justiça em caso de homicídio.
�27.26 - A 12ª abarca todas as anteriores
Não poderiam dizer “eu não sabia”, pois à cada lei respondiam, Amém! = que assim
seja!.
Gl 3.13 “Cristo nos redimiu
da maldição da lei...”
� 27.26 “Maldito quem não puser em prática as
palavras desta lei". Todo o povo dirá: "Amém!”
� Paulo cita este verso para mostrar que a lei, com
base no seu princípio de retribuição, não pode
abençoar, mas somente amaldiçoar.
� Gl 3.10 “Já os que são pela prática da lei estão
debaixo de maldição, pois está escrito: "Maldito
todo aquele que não persiste em praticar todas as
coisas escritas no livro da Lei".”
� Cap. 28 Agora é Moises que proclama as bênçãos
decorrentes da obediência (1-14) e as maldições da
desobediência (15-68).
� Em Ex 23.20-33 as bênçãos predominavam, agora,
passados 40 anos, após muitas apostasias, Moisés
enfatiza as maldições
8
28.2-7,13 “. ... se vocês obedecerem..
serão abençoados na cidade (1) e serão
abençoados no campo (2). Os filhos do
seu ventre serão abençoados (3), como
também as colheitas da sua terra e os
bezerros e os cordeiros dos seus rebanhos
(4). A sua cesta e a sua amassadeira (5)
serão abençoadas...serão abençoados em
tudo o que fizerem. O Senhor concederá
que sejam derrotados diante de vocês os
inimigos que os atacarem (6). Virão a
vocês por um caminho, e por sete
fugirão....O Senhor fará de vocês a cabeça
das nações, e não a cauda 97)....”
28.15-19,25,43,44 “... se vocês não
obedecerem...serão amaldiçoados na
cidade (1) e serão amaldiçoados no
campo (2). A sua cesta e a sua
amassadeira (5) serão amaldiçoadas.
Os filhos do seu ventre serão
amaldiçoados (3), como também as
colheitas da sua terra, os bezerros e os
cordeiros dos seus rebanhos (4). Vocês
serão amaldiçoados em tudo o que
fizerem.... O Senhor fará que vocês
sejam derrotados pelos inimigos (6).
Vocês irão a eles por um caminho, e
por sete fugirão...Eles serão a cabeça,
e vocês serão a cauda (7).”
SETE BÊNÇÃOS SIMÉTRICAS A SETE MALDIÇÕES
� A maldição os alcançará de várias formas:
� Por dentro com confusão mental e psicológica (28.20).
� Com doença física (28.21-22).
� A natureza será nossa inimiga (28.23-24).
� O inimigos se fortalecerão (28.25).
� Serão alimento para aves e animais no campo (28.26).
� Doenças e perturbações, físicas e mentais constantes (28.27-29,34-35).
� Outros usufruirão do que vocês acham ser exclusivamente de vocês. (28.30-33)
� Os juízos de Deus chegam à mente do homem, para enchê-la de trevas e horror.
� 28.28 “O Senhor os afligirá com loucura, cegueira e confusão mental.”
� O pior dos juízos é aquele que faz o homem se constituir em terror para
si mesmo e na sua própria destruição.
� Curiosidades:
� Versos cíclicos:
1) doença incurável (v. 27); 2) loucura (v. 28); 3) opressão continua (v. 29-32);
3) contínua opressão (v. 33); 2) loucura (v. 34); 1) doença incurável (v. 35).
� São calamidades semelhantes às que sobrevieram a Jó.
� 28.36 “O Senhor os levará, e também o rei que os governar, a uma nação que
você e seus antepassados nunca conheceram. Lá vocês adorarão outros
deuses, deuses de madeira e de pedra.”
� É o primeiro registro bíblico de que teriam um rei (justamente por se
afastarem de Deus), e que isso não será uma bênção.
� Daí Samuel ter-se desagradado quando o povo pediu um rei:
� 1Sm 8.6 “Quando, porém, disseram: "Dá-nos um rei para que nos lidere", isto
desagradou a Samuel; então ele orou ao Senhor.”
� 28.66-68 A vida estará por um fio e o medo trará insegurança:
� 28.66 “Vocês viverão em constante incerteza, cheios de terror, dia e noite, sem
nenhuma segurança na vida.”.
� O coração e os olhos conspirarão juntos
� 28.67 “De manhã dirão: "Quem me dera fosse noite! " E de noite: "Ah, quem me
dera fosse dia! ", por causa do terror que lhes encherá o coração e por aquilo
que os seus olhos verão.”
� Voltariam para uma condição de escravidão pior que a do Egito da qual foram
libertos no começo desta história, com um agravante: nem como escravos os vão
querer.
� 28.68 “O Senhor os enviará de volta ao Egito, ou em navios ou pelo caminho que
eu lhes disse que nunca mais poderiam percorrer. Lá vocês serão postos à venda
como escravos e escravas, mas ninguém os comprará.”
A RECAPITULAÇÃO DA ALIANÇA - 29.1 ao 30.20
� Estas seções abordam a escolha entre a vida ou a morte, entre a bênção ou
a maldição, entre Deus e a si mesmo.
� Inicia com um resumo histórico (29.1-9);
� Seguido da natureza da aliança (29.10-15);
� Passa para a seção das “maldições” (29.16- 29);
� Uma promessa de bênção (30.1-10);
� E o desafio para o compromisso e fidelidade à aliança (30.11-20).
� Há um pecado imperdoável:
� 29.19,29 “Se alguém, cujo coração se afastou do Senhor para adorar outros
deuses, ouvir as palavras deste juramento, invocar uma bênção sobre si mesmo e
pensar: "Estarei em segurança, muito embora persista em seguir o meu próprio
caminho", trará desgraça tanto à terra irrigada quanto à terra seca. O Senhor
jamais se disporá a perdoá-lo; a sua ira e o seu zelo se acenderão contra tal
pessoa. Todas as maldições escritas neste livro cairão sobre ela, e o Senhor
apagará o seu nome de debaixo do céu.”
� Mt 12.31 “Por esse motivo eu lhes digo: todo pecado e blasfêmia serão
perdoados aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada.”
TEMOS O LIVRE ARBÍTRIO PARA ESTAR COM DEUS
� 30.19 “Hoje invoco os céus e a terra como testemunhas contra vocês, de que
coloquei diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Agora
escolham a vida, para que vocês e os seus filhos vivam,”
A CONTINUIDADE DA ALIANÇA - 31.1 ao 34.12
1. Designação do herdeiro da liderança (Josué) (31.1-8,1423);
2. Orientações acerca da leitura da lei para o povo (31.9-13);
3. As testemunhas da aliança (31.24-29; 31.30 ao 32.29);
4. A herança do reino para as tribos separadas (cap. 33);
5. A transição da autoridade de Moisés para a de seu sucessor, por conta da sua
morte (cap. 34 )
� 31.2 “Estou com cento e vinte anos de idade e já não sou capaz de liderá-los.
O Senhor me disse: ‘Você não atravessará o Jordão’.”
� 31.9-11 “Moisés escreveu esta lei e a deu aos sacerdotes, filhos de Levi, que
transportavam a arca da aliança do Senhor, e a todos os líderes de Israel. E
Moisés lhes ordenou: "Ao final de cada sete anos, no ano do cancelamento
das dívidas, durante a festa das Cabanas, quando todo o Israel vier
apresentar-se ao Senhor, ao seu Deus, no local que ele escolher, vocês lerão
esta lei perante eles para que a escutem.”
� Os pais tinham o dever de instruir regularmente seus filhos (6.7,20).
� A instrução na Palavra de Deus no templo ou na escola, não substitui a
responsabilidade dos pais em instruir os filhos.
� 31.14-23 Deus convocou Moisés e Josué à Sua presença para comissionar
pessoalmente o novo líder (14, 23).
� Nesse encontro, Deus confirma as predições de Moisés sobre a apostasia
de Israel e a ira divina que se seguiria:
� 31.16-18 “E o Senhor disse a Moisés: "Você vai descansar com os seus
antepassados, e este povo logo irá prostituir-se, seguindo aos deuses
estrangeiros da terra em que vão entrar. Eles se esquecerão de mim e
quebrarão a aliança que fiz com eles. Naquele dia se acenderá a minha ira
contra eles e eu me esquecerei deles; esconderei deles o meu rosto, e eles
serão destruídos. Muitas desgraças e sofrimentos os atingirão, e naquele
dia perguntarão: "Será que essas desgraças não estão acontecendo
conosco porque o nosso Deus não está mais conosco? “ E com certeza
esconderei o meu rosto deles naquele dia, por causa de todo o mal que
praticaram, voltando-se para outros deuses.”.
� Deus ensinou uma canção (vs 20 e 21)
� 31.19 "Agora escrevam para vocês esta canção, ensinem-na aos israelitas e
façam-nos cantá-la, para que seja uma testemunha a meu favor contra eles.”
� O cântico lhes lembraria que só eles eram culpados.
� 31.20-21 "Quando eu os tiver introduzido na terra onde manam leite e mel,
terra que prometi sob juramento aos seus antepassados, e quando tiverem
comido com fartura e tiverem prosperado, eles se voltarão para outros
deuses e os adorarão, rejeitando-me e quebrando a minha aliança.
E, quando muitas desgraças e dificuldades lhes sobrevierem, esta canção
testemunhará contra eles, porque não será esquecida pelos seus
descendentes. Sei o que estão dispostos a fazer antes mesmo de levá-los para
a terra que lhes prometi sob juramento".”
� 31.22 “Então, naquele dia, Moisés escreveu esta canção e ensinou-a aos
israelitas.”
� O valor dos cânticos é que podem ser facilmente aprendidos e
transmitidos a outros
� PD Deve-se ensinar aos novos crentes os hinos mais instrutivos e úteis
� O dia da morte de Moisés começa com:
� 31.30 “E Moisés recitou as palavras desta canção, do começo ao fim, na
presença de toda a assembleia de Israel:”
O cântico de Moisés - 32.1-43
� Antes de subir o monte Nebo, Moisés declama os versos da canção que:
1)Descreve a situação e a história da fé israelita,
2)Deus é o personagem central e supremo em tudo, quer olhassem para o
presente, passado ou futuro lá estará Ele.
� Declama que Deus é supremo “Eu sou o que sou”.(Ex 3.14)
� 32.4,39 “Ele é a Rocha, as suas obras são perfeitas, e todos os seus caminhos
são justos. É Deus fiel, que não comete erros; justo e reto ele é. Vejam agora
que eu sou o único, eu mesmo. Não há deus além de mim. Faço morrer e faço
viver, feri e curarei, e ninguém é capaz de livrar-se da minha mão.”
Curiosidade, já havia obesos:
� 32.15 “Jesurum engordou e deu pontapés; você engordou, tornou-se
pesado e farto de alimentos”
� Jesurum, nome carinhoso/poético de Israel, significa ”aquele que é
justo”
JOSUÉ É CHAMADO PARA ESTAR AO LADO DE MOISÉS NO MOMENTO DE
RECITAR O HINO:
� 32.44 “Moisés veio com Josué, filho de Num, e recitou todas as palavras
desta canção na presença do povo.”
� 32. 48-50,52 “Naquele mesmo dia o Senhor disse a Moisés: "Suba as
montanhas de Abarim, até o monte Nebo, em Moabe, em frente de Jericó,
e contemple Canaã, a terra que dou aos israelitas como propriedade. Ali, na
montanha que você tiver subido, você morrerá e será reunido aos seus
antepassados, assim como o seu irmão Arão morreu no monte Hor e foi
reunido aos seus antepassados. Portanto, você verá a terra somente à
distância, mas não entrará na terra que estou dando ao povo de Israel.”
� Do monte Moisés podia ver os israelitas acampados num vale perto do Jordão, e
abençoá-los, tribo por tribo, começa por Rúben e termina por Aser.
� 33.1 “Esta é a bênção com a qual Moisés, homem de Deus, abençoou os
israelitas antes da sua morte.”
� Cap. 34 Registra a história da morte de Moisés (1 -8), a transmissão de liderança
para Josué (9), e o reconhecimento da importância da vida de Moisés para o
povo(10-12).
� 34.6 “Ele o sepultou em Moabe, no vale que fica diante de Bete-Peor, mas até
hoje ninguém sabe onde está o seu túmulo.”
� Deus sepultou Moisés para evitar sua veneração, e talvez por isso tenha
aparecido no monte da transfiguração.
� Mt 17.3 “Naquele mesmo momento apareceram diante deles Moisés e Elias,
conversando com Jesus.”
� Moisés faleceu por ordem de Deus,
não por velhice, tinha boa saúde.
� 34.7 “Moisés tinha cento e vinte
anos de idade quando morreu;
todavia, nem os seus olhos nem o
seu vigor se enfraqueceram.”
� 34.8 “Os israelitas choraram Moisés
nas campinas de Moabe durante
trinta dias, até passar o período de
pranto e luto.”
23
� 34.10-12 “Em Israel nunca mais se levantou profeta como Moisés, a quem o
Senhor conheceu face a face, e que fez todos aqueles sinais e maravilhas que o
Senhor o tinha enviado para fazer no Egito, contra o faraó, contra todos os seus
servos e contra toda a sua terra. Pois ninguém jamais mostrou tamanho poder
como Moisés nem executou os feitos temíveis que Moisés realizou aos olhos de
todo o Israel.”
� Estes versos foram, provavelmente, escritos quando da organização dos livros
do Pentateuco na Bíblia hebraica.
� Foram necessários mais de mil anos para que Deus enviasse alguém “maior do
que Moisés”
� Como Moisés, Jesus fez sinais e maravilhas quando começou Seu ministério.
(Mt 4.23-25; Jo 5.46).
Um testamento só entra em vigor depois da morte do testador, por isso a Aliança
Deuteronômica não entraria em vigor até a morte de Moisés.
� 29.3,4,12,13 “Com os seus próprios olhos vocês viram aquelas grandes provas,
aqueles sinais e grandes maravilhas. MAS ATÉ HOJE O SENHOR NÃO LHES DEU
MENTE QUE ENTENDA, OLHOS QUE VEJAM, E OUVIDOS QUE OUÇAM. VOCÊS
ESTÃO AQUI PRESENTES PARA ENTRAR EM ALIANÇA COM O SENHOR, O SEU
DEUS, ALIANÇA QUE ELE ESTÁ FAZENDO COM VOCÊS HOJE, selando-a sob
juramento, para hoje confirmá-los como seu povo, PARA QUE ELE SEJA O SEU
DEUS CONFORME LHES PROMETEU E JUROU AOS SEUS ANTEPASSADOS,
ABRAÃO, ISAQUE E JACÓ.”
Lições sobre Moisés:
1) Sua vida - notabilizou-se por suas relações com Deus, com o mundo e com
o povo de Deus;
2) Seu pecado nos mostra que o melhor dos homens é falível, e que as
consequências, ainda que de um único pecado, são sempre desastrosas;
3) Sua morte mostra que Deus é imparcial em Seus juízos;
4) Por maiores que sejam os líderes, não são insubstituíveis.
�Moisés foi um grande profeta, líder espiritual e político, legislador, historiador,
poeta, visionário, homem chamado e capacitado por Deus e profundamente
humanitário.
�A humanidade se beneficia do seu legado espiritual e de suas contribuições para o
processo civilizador que liberta o homem da barbárie.
A afirmação do Deus Único, criador e soberano sobre céus e terra, e dos humanos
como formados à sua imagem e semelhança, concedeu-nos a mais elevada
dignidade como seres conscientes, livres e destinados à comunhão com o próprio
Deus.
Encerramos o Pentateuco
https://www.youtube.com/watch?v=udwkeytvMPI
28
9’ – Deuteronômio
DEFINIÇÕES
BENÇÃO :
É uma expressão oral constituída
de um desejo benigno para uma
pessoa/grupo, que pressupõe
um efeito no mundo espiritual,
de modo a afetar o mundo físico,
fazendo com que o desejo se
cumpra.
MALDIÇÃO:
Sentido Religioso: É a justiça de Deus ao
desobedecÊ-lo.
Sentido humano: Raca (xingamento) é o
tipo de maldição que procede do falar.
Expressada oralmente/desejo de que algo
ruim acometa uma pessoa/grupo/instituição.
Na minha época....
Resposta:
DEUS TE ABEÊNÇOE
SEGUNDO NOSSA ÓTICA ASSOCIAMOS BENÇÃO A
COISAS BOAS E MALDIÇÃO A COISAS RUINS:
• VIDA
• SAÚDE
• PROSPERIDADE
• PAZ
• CURA
• BEM ESTAR
• FELICIDADE
• SALVAÇÃO ETERNA
• ....
• DOR
• PREJUÍZO
• MORTE
• DOENÇAS
• GUERRAS
• POBREZA
• FÚRIA DA NATUREZA
• CONDENAÇÃO ETERNA
• ...
BENÇÃO MALDIÇÃO
São “frutos colhidos”
da obediência ou não
Há uma relação entre
pecado e sofrimento
Lm 3.38 “Não é da
boca do Altíssimo que
vêm tanto as desgraças
como as bênçãos?”
Deus não é o autor
do mal moral.
1. Todos somos abençoados igualmente por Deus?
2. Você acha que bênção e maldição são questões de:
B) FALTA DE SORTE
A) DESTINO
C) DEUS ESCOLHE QUEM QUER ABENÇOAR
D) BENÇÃO NÃO DEPENDE DE DEUS, MAS SÓ DE MIM
F) A MALDIÇÃO VEM DE SATANÁS
E) A MALDIÇÃO É HEREDITÁRIA
PARTILHA
Paulo destaca as bênçãos espirituais, talvez porque as bênçãos materiais já
tenham sido dadas por ocasião da criação
Ef 1.3 “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos
abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo.”
 Bênçãos espirituais listadas por Paulo:
1. Escolhido para estar na presença de Deus – Ef 1.4
2. Filho por adoção – Ef 1.5
3. Perdoado – Ef 1.7
4. Selado pelo Espírito Santo: garantia de receber o Reino de Deus – Ef 13,14
SOBRE BÊNÇÃOS
JESUS NOS ORIENTA:
 Rm 12.14b “abençoem, e não os amaldiçoem.”
JOÃO NOS INFORMA QUANDO CESSARÃO AS MALDIÇÕES:
 Ap 22.3 “Já não haverá maldição nenhuma. O trono de Deus e do Cordeiro
estará na cidade, e os seus servos o servirão.”
CONCLUSÕES:
34
BIBLIOGRAFIA
1. Bíblia Sagrada NVI - Editora Vida – 2000.
2. O Pentateuco e sua Contemporaneidade. Coelho Filho, Isaltino Gomes. RJ, JUERP, 2007.
3. Panorama do Antigo Testamento. Hill, Andrew E. e Walton, J.H., BH, Vida, 2000.
4. Revista Compromisso - Convicção Editora.
5. Estudo Panorâmico da Bíblia. Mears, Henrietta C.- São Paulo: Editora Vida, 2006.
6. Comentário Bíblico Moody - Charles F Pfieffer – Ed. Batista Regular,2017
7. Passo a Passo pelo AT - Wailon B & Tom H.- Ed. LifeWay Brasil – SP - 2004
8. Portal Bible Project - https://bibleproject.com/portugues/.
9. ROTA 66-Rádio Transmundial. Sayão, Luiz - https://www.rtmbrasil.org.br/radio/programas/rota-66/pagina/1
10.Reflexões extraídas da World Wide Web
11.Comentário Bíblico NVI - BRUCCE, F. F, SP, Ed. Vida, 1ª edição, 2008
12.Comentário Bíblico Popular - MacDonald, Willian, SP, Ed. Mundo Cristão, 1ª edição, 2008
13.Comentário Bíblico do professor - Editora Vida
14.Interpretação do Pentateuco - Vogt, Peter T. Editora Cultura Cristã – 2015.
15.Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 18 Deuteronômio 27 - 34.pptx

Lição 10 milênio - um tempo glorioso para a terra
Lição 10   milênio - um tempo glorioso para a terraLição 10   milênio - um tempo glorioso para a terra
Lição 10 milênio - um tempo glorioso para a terra
RODRIGO FERREIRA
 

Semelhante a 18 Deuteronômio 27 - 34.pptx (20)

O arrebatamento da igreja
O arrebatamento da igrejaO arrebatamento da igreja
O arrebatamento da igreja
 
No limiar do tempo do fim
No limiar do tempo do fimNo limiar do tempo do fim
No limiar do tempo do fim
 
No limiar do tempo do fim .ESTUDO PROFÉTICO.
No limiar do tempo do fim .ESTUDO PROFÉTICO.No limiar do tempo do fim .ESTUDO PROFÉTICO.
No limiar do tempo do fim .ESTUDO PROFÉTICO.
 
No limiar do tempo do fim
No limiar do tempo do fimNo limiar do tempo do fim
No limiar do tempo do fim
 
Adultério espiritual_Resumo_Lição_122013
Adultério espiritual_Resumo_Lição_122013Adultério espiritual_Resumo_Lição_122013
Adultério espiritual_Resumo_Lição_122013
 
Jesus, o cristo
Jesus, o cristoJesus, o cristo
Jesus, o cristo
 
Jesus, o cristo
Jesus, o cristoJesus, o cristo
Jesus, o cristo
 
16 deuteronomio 1 - 4
16 deuteronomio 1 -  416 deuteronomio 1 -  4
16 deuteronomio 1 - 4
 
Escatologia cap.04
Escatologia cap.04Escatologia cap.04
Escatologia cap.04
 
Lição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouroLição 12 - O mundo vindouro
Lição 12 - O mundo vindouro
 
Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------Estudos biblicos de lcruh --------------
Estudos biblicos de lcruh --------------
 
A Vinda de Jesus em Glória
A Vinda de Jesus em GlóriaA Vinda de Jesus em Glória
A Vinda de Jesus em Glória
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
 
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptxA segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
A segunda vinda de Jesus e a herança dos fiéis..pptx
 
O dia escatológico do SENHOR
O dia escatológico do SENHORO dia escatológico do SENHOR
O dia escatológico do SENHOR
 
a-grande-meretriz.pdf
a-grande-meretriz.pdfa-grande-meretriz.pdf
a-grande-meretriz.pdf
 
Lição 10 milênio - um tempo glorioso para a terra
Lição 10   milênio - um tempo glorioso para a terraLição 10   milênio - um tempo glorioso para a terra
Lição 10 milênio - um tempo glorioso para a terra
 
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
❉ Jesus: o Mestre das missões_Resp_Liç_732015_GGR
 
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textosJesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
Jesus: o Mestre das missões_Liç_Orig_732015 + textos
 
Estudo breve de escatologia
Estudo breve de escatologiaEstudo breve de escatologia
Estudo breve de escatologia
 

Mais de PIB Penha - SP

Mais de PIB Penha - SP (20)

Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptxInício das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
Início das missões mundiais Cap 11 ao 13.pptx
 
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igrejaA conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
A conversão mais importante da história e A perseguição e a dispersão da igreja
 
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de EstêvãoA escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
A escolha dos sete diáconos e a prisão e morte de Estêvão
 
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
3- Cap 3 e 5.10 - Um milagre e um sermão/ primeira oposição dos líderes relig...
 
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
4- Cap 5.11 a 8.1 a ESCOLHA DOS SETE DIÁCONOS / PRISÃO E MORTE DE ESTEVÃO
 
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
Livro de Atos dos Apóstolos capítulos 1 e 2
 
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
17 Deuteronomio 5 - 26.pptx
 
15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt15 Numeros 23 - 36.ppt
15 Numeros 23 - 36.ppt
 
14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt14 Numeros 12 - 22.ppt
14 Numeros 12 - 22.ppt
 
14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx14 Numeros 1 - 14.pptx
14 Numeros 1 - 14.pptx
 
12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt12 Levitico 17 - 27.ppt
12 Levitico 17 - 27.ppt
 
11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx
 
10 Exodo 31 -40.pptx
10 Exodo 31 -40.pptx10 Exodo 31 -40.pptx
10 Exodo 31 -40.pptx
 
9 Exodo 21 -30.pptx
9 Exodo 21 -30.pptx9 Exodo 21 -30.pptx
9 Exodo 21 -30.pptx
 
8 Exodo 13 - 20.pptx
8 Exodo 13 - 20.pptx8 Exodo 13 - 20.pptx
8 Exodo 13 - 20.pptx
 
10 Exodo 31 -40.pdf
10 Exodo 31 -40.pdf10 Exodo 31 -40.pdf
10 Exodo 31 -40.pdf
 
9 Exodo 21 -30.pdf
9 Exodo 21 -30.pdf9 Exodo 21 -30.pdf
9 Exodo 21 -30.pdf
 
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
7 Exodo 1-12 PUBLICAR.pptx
 
6 Genesis 29-50 publicar.pptx
6 Genesis 29-50  publicar.pptx6 Genesis 29-50  publicar.pptx
6 Genesis 29-50 publicar.pptx
 
5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx
5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx
5 Genesis 14-28 NM publicar.pptx
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (8)

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
pregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptxpregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptx
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 

18 Deuteronômio 27 - 34.pptx

  • 1. 1 EBD - ESCOLA BÍBLICA DISCIPULADORA – 2ºsem/2023 Facilitadores: Yuri Eloi e Francisco Tudela Aula 18 TERCEIRO DISCURSO DE MOISÉS - CAP 27 AO 34
  • 2. ESBOÇO DE DEUTERONÔMIO III. O TERCEIRO DISCURSO DE MOISÉS ⦁ A desobediência traz a maldição 27.1-26 ⦁ Bênçãos e maldições 28.1-68 ⦁ Os termos da aliança 29.1-30.20 IV. AS PALAVRAS FINAIS E A MORTE DE MOISÉS ⦁ Perpetuação do concerto 31.1-29 ⦁ O cântico do testemunho 31.30-32.47 ⦁ A bênção de Moisés sobre Israel 32.48-33.29 ⦁ A morte e a sucessão de Moisés 34.1-12
  • 3. � 27.2,4,12,13 “Quando vocês atravessarem o Jordão... levantem algumas pedras grandes e pintem-nas com cal.... levantem essas pedras no monte Ebal... Quando vocês tiverem atravessado o Jordão, as tribos que estarão no monte Gerizim para abençoar o povo serão: Simeão, Levi, Judá, Issacar, José e Benjamim. E as tribos que estarão no monte Ebal para declararem maldições serão: Rúben, Gade, Aser, Zebulom, Dã e Naftali.” � Escrever em superfícies caiadas era típico do Egito. � Os montes Ebal e Gerizim estão na região central de Canaã, entre os dois montes está a cidade de Siquém a 32 Km do Jordão, a alguns dias de caminhada do Jordão. � Mais tarde os samaritanos reivindicarão o monte Gerizim como o verdadeiro local de adoração (Jo 4.20).
  • 4. Cidade de Siquém, atual Nablus Maldições Bênçãos
  • 5. � Pelas condições topográficas e climáticas, o monte Ebal é árido, enquanto o monte Gerizim é coberto por vegetação. Logo, o monte Ebal era o lugar perfeito para a declaração das as maldições e o Gerizim para as bênçãos � Como os dois montes estão bem próximos eram como um anfiteatro natural para a declamação em “alta voz” das maldições e das bênçãos pelos levitas. � 27.14 “E os levitas recitarão a todo o povo de Israel em alta voz:” � Está cerimônia tem relação com: � Dt 11.29 “Quando o Senhor, o seu Deus, os tiver levado para a terra da qual vão tomar posse, vocês terão que proclamar a bênção no monte Gerizim, e a maldição no monte Ebal.”
  • 6. � As tribos associadas à maldição são as de Jacó com as concubinas, a de Rúben, primogênito renegado, e Zebulom. � 27.9 “Então Moisés e os sacerdotes levitas disseram a todo Israel: "Faça silêncio e escute, ó Israel!” � PA Deve-se fazer silêncio durante o culto. � O Dodecálogo de Siquém lista 12 ações que levam às maldições da Lei: �27.15 - A 1ª diz respeito à idolatria �27.17 - A 2ª trata de honrar os pais �27.17 - A 3ª se refere à justiça e à ganância �27.18 - A 4ª cuida das pessoas com deficiência �27.19 - A 5ª da compaixão pelo estrangeiro, o órfão e a viúva �27.20-23 - Da 6ª à 9ª tratam da imoralidade sexual �27.24,25 - A 10ª e 11ª tratam da justiça em caso de homicídio. �27.26 - A 12ª abarca todas as anteriores Não poderiam dizer “eu não sabia”, pois à cada lei respondiam, Amém! = que assim seja!. Gl 3.13 “Cristo nos redimiu da maldição da lei...”
  • 7. � 27.26 “Maldito quem não puser em prática as palavras desta lei". Todo o povo dirá: "Amém!” � Paulo cita este verso para mostrar que a lei, com base no seu princípio de retribuição, não pode abençoar, mas somente amaldiçoar. � Gl 3.10 “Já os que são pela prática da lei estão debaixo de maldição, pois está escrito: "Maldito todo aquele que não persiste em praticar todas as coisas escritas no livro da Lei".” � Cap. 28 Agora é Moises que proclama as bênçãos decorrentes da obediência (1-14) e as maldições da desobediência (15-68). � Em Ex 23.20-33 as bênçãos predominavam, agora, passados 40 anos, após muitas apostasias, Moisés enfatiza as maldições
  • 8. 8 28.2-7,13 “. ... se vocês obedecerem.. serão abençoados na cidade (1) e serão abençoados no campo (2). Os filhos do seu ventre serão abençoados (3), como também as colheitas da sua terra e os bezerros e os cordeiros dos seus rebanhos (4). A sua cesta e a sua amassadeira (5) serão abençoadas...serão abençoados em tudo o que fizerem. O Senhor concederá que sejam derrotados diante de vocês os inimigos que os atacarem (6). Virão a vocês por um caminho, e por sete fugirão....O Senhor fará de vocês a cabeça das nações, e não a cauda 97)....” 28.15-19,25,43,44 “... se vocês não obedecerem...serão amaldiçoados na cidade (1) e serão amaldiçoados no campo (2). A sua cesta e a sua amassadeira (5) serão amaldiçoadas. Os filhos do seu ventre serão amaldiçoados (3), como também as colheitas da sua terra, os bezerros e os cordeiros dos seus rebanhos (4). Vocês serão amaldiçoados em tudo o que fizerem.... O Senhor fará que vocês sejam derrotados pelos inimigos (6). Vocês irão a eles por um caminho, e por sete fugirão...Eles serão a cabeça, e vocês serão a cauda (7).” SETE BÊNÇÃOS SIMÉTRICAS A SETE MALDIÇÕES
  • 9. � A maldição os alcançará de várias formas: � Por dentro com confusão mental e psicológica (28.20). � Com doença física (28.21-22). � A natureza será nossa inimiga (28.23-24). � O inimigos se fortalecerão (28.25). � Serão alimento para aves e animais no campo (28.26). � Doenças e perturbações, físicas e mentais constantes (28.27-29,34-35). � Outros usufruirão do que vocês acham ser exclusivamente de vocês. (28.30-33) � Os juízos de Deus chegam à mente do homem, para enchê-la de trevas e horror. � 28.28 “O Senhor os afligirá com loucura, cegueira e confusão mental.” � O pior dos juízos é aquele que faz o homem se constituir em terror para si mesmo e na sua própria destruição.
  • 10. � Curiosidades: � Versos cíclicos: 1) doença incurável (v. 27); 2) loucura (v. 28); 3) opressão continua (v. 29-32); 3) contínua opressão (v. 33); 2) loucura (v. 34); 1) doença incurável (v. 35). � São calamidades semelhantes às que sobrevieram a Jó. � 28.36 “O Senhor os levará, e também o rei que os governar, a uma nação que você e seus antepassados nunca conheceram. Lá vocês adorarão outros deuses, deuses de madeira e de pedra.” � É o primeiro registro bíblico de que teriam um rei (justamente por se afastarem de Deus), e que isso não será uma bênção. � Daí Samuel ter-se desagradado quando o povo pediu um rei: � 1Sm 8.6 “Quando, porém, disseram: "Dá-nos um rei para que nos lidere", isto desagradou a Samuel; então ele orou ao Senhor.”
  • 11. � 28.66-68 A vida estará por um fio e o medo trará insegurança: � 28.66 “Vocês viverão em constante incerteza, cheios de terror, dia e noite, sem nenhuma segurança na vida.”. � O coração e os olhos conspirarão juntos � 28.67 “De manhã dirão: "Quem me dera fosse noite! " E de noite: "Ah, quem me dera fosse dia! ", por causa do terror que lhes encherá o coração e por aquilo que os seus olhos verão.” � Voltariam para uma condição de escravidão pior que a do Egito da qual foram libertos no começo desta história, com um agravante: nem como escravos os vão querer. � 28.68 “O Senhor os enviará de volta ao Egito, ou em navios ou pelo caminho que eu lhes disse que nunca mais poderiam percorrer. Lá vocês serão postos à venda como escravos e escravas, mas ninguém os comprará.”
  • 12. A RECAPITULAÇÃO DA ALIANÇA - 29.1 ao 30.20 � Estas seções abordam a escolha entre a vida ou a morte, entre a bênção ou a maldição, entre Deus e a si mesmo. � Inicia com um resumo histórico (29.1-9); � Seguido da natureza da aliança (29.10-15); � Passa para a seção das “maldições” (29.16- 29); � Uma promessa de bênção (30.1-10); � E o desafio para o compromisso e fidelidade à aliança (30.11-20).
  • 13. � Há um pecado imperdoável: � 29.19,29 “Se alguém, cujo coração se afastou do Senhor para adorar outros deuses, ouvir as palavras deste juramento, invocar uma bênção sobre si mesmo e pensar: "Estarei em segurança, muito embora persista em seguir o meu próprio caminho", trará desgraça tanto à terra irrigada quanto à terra seca. O Senhor jamais se disporá a perdoá-lo; a sua ira e o seu zelo se acenderão contra tal pessoa. Todas as maldições escritas neste livro cairão sobre ela, e o Senhor apagará o seu nome de debaixo do céu.” � Mt 12.31 “Por esse motivo eu lhes digo: todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada.”
  • 14. TEMOS O LIVRE ARBÍTRIO PARA ESTAR COM DEUS � 30.19 “Hoje invoco os céus e a terra como testemunhas contra vocês, de que coloquei diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Agora escolham a vida, para que vocês e os seus filhos vivam,” A CONTINUIDADE DA ALIANÇA - 31.1 ao 34.12 1. Designação do herdeiro da liderança (Josué) (31.1-8,1423); 2. Orientações acerca da leitura da lei para o povo (31.9-13); 3. As testemunhas da aliança (31.24-29; 31.30 ao 32.29); 4. A herança do reino para as tribos separadas (cap. 33); 5. A transição da autoridade de Moisés para a de seu sucessor, por conta da sua morte (cap. 34 )
  • 15. � 31.2 “Estou com cento e vinte anos de idade e já não sou capaz de liderá-los. O Senhor me disse: ‘Você não atravessará o Jordão’.” � 31.9-11 “Moisés escreveu esta lei e a deu aos sacerdotes, filhos de Levi, que transportavam a arca da aliança do Senhor, e a todos os líderes de Israel. E Moisés lhes ordenou: "Ao final de cada sete anos, no ano do cancelamento das dívidas, durante a festa das Cabanas, quando todo o Israel vier apresentar-se ao Senhor, ao seu Deus, no local que ele escolher, vocês lerão esta lei perante eles para que a escutem.” � Os pais tinham o dever de instruir regularmente seus filhos (6.7,20). � A instrução na Palavra de Deus no templo ou na escola, não substitui a responsabilidade dos pais em instruir os filhos.
  • 16. � 31.14-23 Deus convocou Moisés e Josué à Sua presença para comissionar pessoalmente o novo líder (14, 23). � Nesse encontro, Deus confirma as predições de Moisés sobre a apostasia de Israel e a ira divina que se seguiria: � 31.16-18 “E o Senhor disse a Moisés: "Você vai descansar com os seus antepassados, e este povo logo irá prostituir-se, seguindo aos deuses estrangeiros da terra em que vão entrar. Eles se esquecerão de mim e quebrarão a aliança que fiz com eles. Naquele dia se acenderá a minha ira contra eles e eu me esquecerei deles; esconderei deles o meu rosto, e eles serão destruídos. Muitas desgraças e sofrimentos os atingirão, e naquele dia perguntarão: "Será que essas desgraças não estão acontecendo conosco porque o nosso Deus não está mais conosco? “ E com certeza esconderei o meu rosto deles naquele dia, por causa de todo o mal que praticaram, voltando-se para outros deuses.”.
  • 17. � Deus ensinou uma canção (vs 20 e 21) � 31.19 "Agora escrevam para vocês esta canção, ensinem-na aos israelitas e façam-nos cantá-la, para que seja uma testemunha a meu favor contra eles.” � O cântico lhes lembraria que só eles eram culpados. � 31.20-21 "Quando eu os tiver introduzido na terra onde manam leite e mel, terra que prometi sob juramento aos seus antepassados, e quando tiverem comido com fartura e tiverem prosperado, eles se voltarão para outros deuses e os adorarão, rejeitando-me e quebrando a minha aliança. E, quando muitas desgraças e dificuldades lhes sobrevierem, esta canção testemunhará contra eles, porque não será esquecida pelos seus descendentes. Sei o que estão dispostos a fazer antes mesmo de levá-los para a terra que lhes prometi sob juramento".”
  • 18. � 31.22 “Então, naquele dia, Moisés escreveu esta canção e ensinou-a aos israelitas.” � O valor dos cânticos é que podem ser facilmente aprendidos e transmitidos a outros � PD Deve-se ensinar aos novos crentes os hinos mais instrutivos e úteis � O dia da morte de Moisés começa com: � 31.30 “E Moisés recitou as palavras desta canção, do começo ao fim, na presença de toda a assembleia de Israel:”
  • 19. O cântico de Moisés - 32.1-43 � Antes de subir o monte Nebo, Moisés declama os versos da canção que: 1)Descreve a situação e a história da fé israelita, 2)Deus é o personagem central e supremo em tudo, quer olhassem para o presente, passado ou futuro lá estará Ele. � Declama que Deus é supremo “Eu sou o que sou”.(Ex 3.14) � 32.4,39 “Ele é a Rocha, as suas obras são perfeitas, e todos os seus caminhos são justos. É Deus fiel, que não comete erros; justo e reto ele é. Vejam agora que eu sou o único, eu mesmo. Não há deus além de mim. Faço morrer e faço viver, feri e curarei, e ninguém é capaz de livrar-se da minha mão.”
  • 20. Curiosidade, já havia obesos: � 32.15 “Jesurum engordou e deu pontapés; você engordou, tornou-se pesado e farto de alimentos” � Jesurum, nome carinhoso/poético de Israel, significa ”aquele que é justo”
  • 21. JOSUÉ É CHAMADO PARA ESTAR AO LADO DE MOISÉS NO MOMENTO DE RECITAR O HINO: � 32.44 “Moisés veio com Josué, filho de Num, e recitou todas as palavras desta canção na presença do povo.” � 32. 48-50,52 “Naquele mesmo dia o Senhor disse a Moisés: "Suba as montanhas de Abarim, até o monte Nebo, em Moabe, em frente de Jericó, e contemple Canaã, a terra que dou aos israelitas como propriedade. Ali, na montanha que você tiver subido, você morrerá e será reunido aos seus antepassados, assim como o seu irmão Arão morreu no monte Hor e foi reunido aos seus antepassados. Portanto, você verá a terra somente à distância, mas não entrará na terra que estou dando ao povo de Israel.”
  • 22. � Do monte Moisés podia ver os israelitas acampados num vale perto do Jordão, e abençoá-los, tribo por tribo, começa por Rúben e termina por Aser. � 33.1 “Esta é a bênção com a qual Moisés, homem de Deus, abençoou os israelitas antes da sua morte.” � Cap. 34 Registra a história da morte de Moisés (1 -8), a transmissão de liderança para Josué (9), e o reconhecimento da importância da vida de Moisés para o povo(10-12). � 34.6 “Ele o sepultou em Moabe, no vale que fica diante de Bete-Peor, mas até hoje ninguém sabe onde está o seu túmulo.” � Deus sepultou Moisés para evitar sua veneração, e talvez por isso tenha aparecido no monte da transfiguração. � Mt 17.3 “Naquele mesmo momento apareceram diante deles Moisés e Elias, conversando com Jesus.”
  • 23. � Moisés faleceu por ordem de Deus, não por velhice, tinha boa saúde. � 34.7 “Moisés tinha cento e vinte anos de idade quando morreu; todavia, nem os seus olhos nem o seu vigor se enfraqueceram.” � 34.8 “Os israelitas choraram Moisés nas campinas de Moabe durante trinta dias, até passar o período de pranto e luto.” 23
  • 24. � 34.10-12 “Em Israel nunca mais se levantou profeta como Moisés, a quem o Senhor conheceu face a face, e que fez todos aqueles sinais e maravilhas que o Senhor o tinha enviado para fazer no Egito, contra o faraó, contra todos os seus servos e contra toda a sua terra. Pois ninguém jamais mostrou tamanho poder como Moisés nem executou os feitos temíveis que Moisés realizou aos olhos de todo o Israel.” � Estes versos foram, provavelmente, escritos quando da organização dos livros do Pentateuco na Bíblia hebraica. � Foram necessários mais de mil anos para que Deus enviasse alguém “maior do que Moisés” � Como Moisés, Jesus fez sinais e maravilhas quando começou Seu ministério. (Mt 4.23-25; Jo 5.46).
  • 25. Um testamento só entra em vigor depois da morte do testador, por isso a Aliança Deuteronômica não entraria em vigor até a morte de Moisés. � 29.3,4,12,13 “Com os seus próprios olhos vocês viram aquelas grandes provas, aqueles sinais e grandes maravilhas. MAS ATÉ HOJE O SENHOR NÃO LHES DEU MENTE QUE ENTENDA, OLHOS QUE VEJAM, E OUVIDOS QUE OUÇAM. VOCÊS ESTÃO AQUI PRESENTES PARA ENTRAR EM ALIANÇA COM O SENHOR, O SEU DEUS, ALIANÇA QUE ELE ESTÁ FAZENDO COM VOCÊS HOJE, selando-a sob juramento, para hoje confirmá-los como seu povo, PARA QUE ELE SEJA O SEU DEUS CONFORME LHES PROMETEU E JUROU AOS SEUS ANTEPASSADOS, ABRAÃO, ISAQUE E JACÓ.”
  • 26. Lições sobre Moisés: 1) Sua vida - notabilizou-se por suas relações com Deus, com o mundo e com o povo de Deus; 2) Seu pecado nos mostra que o melhor dos homens é falível, e que as consequências, ainda que de um único pecado, são sempre desastrosas; 3) Sua morte mostra que Deus é imparcial em Seus juízos; 4) Por maiores que sejam os líderes, não são insubstituíveis. �Moisés foi um grande profeta, líder espiritual e político, legislador, historiador, poeta, visionário, homem chamado e capacitado por Deus e profundamente humanitário. �A humanidade se beneficia do seu legado espiritual e de suas contribuições para o processo civilizador que liberta o homem da barbárie.
  • 27. A afirmação do Deus Único, criador e soberano sobre céus e terra, e dos humanos como formados à sua imagem e semelhança, concedeu-nos a mais elevada dignidade como seres conscientes, livres e destinados à comunhão com o próprio Deus. Encerramos o Pentateuco
  • 29. DEFINIÇÕES BENÇÃO : É uma expressão oral constituída de um desejo benigno para uma pessoa/grupo, que pressupõe um efeito no mundo espiritual, de modo a afetar o mundo físico, fazendo com que o desejo se cumpra. MALDIÇÃO: Sentido Religioso: É a justiça de Deus ao desobedecÊ-lo. Sentido humano: Raca (xingamento) é o tipo de maldição que procede do falar. Expressada oralmente/desejo de que algo ruim acometa uma pessoa/grupo/instituição. Na minha época.... Resposta: DEUS TE ABEÊNÇOE
  • 30. SEGUNDO NOSSA ÓTICA ASSOCIAMOS BENÇÃO A COISAS BOAS E MALDIÇÃO A COISAS RUINS: • VIDA • SAÚDE • PROSPERIDADE • PAZ • CURA • BEM ESTAR • FELICIDADE • SALVAÇÃO ETERNA • .... • DOR • PREJUÍZO • MORTE • DOENÇAS • GUERRAS • POBREZA • FÚRIA DA NATUREZA • CONDENAÇÃO ETERNA • ... BENÇÃO MALDIÇÃO São “frutos colhidos” da obediência ou não Há uma relação entre pecado e sofrimento Lm 3.38 “Não é da boca do Altíssimo que vêm tanto as desgraças como as bênçãos?” Deus não é o autor do mal moral.
  • 31. 1. Todos somos abençoados igualmente por Deus? 2. Você acha que bênção e maldição são questões de: B) FALTA DE SORTE A) DESTINO C) DEUS ESCOLHE QUEM QUER ABENÇOAR D) BENÇÃO NÃO DEPENDE DE DEUS, MAS SÓ DE MIM F) A MALDIÇÃO VEM DE SATANÁS E) A MALDIÇÃO É HEREDITÁRIA PARTILHA
  • 32. Paulo destaca as bênçãos espirituais, talvez porque as bênçãos materiais já tenham sido dadas por ocasião da criação Ef 1.3 “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo.”  Bênçãos espirituais listadas por Paulo: 1. Escolhido para estar na presença de Deus – Ef 1.4 2. Filho por adoção – Ef 1.5 3. Perdoado – Ef 1.7 4. Selado pelo Espírito Santo: garantia de receber o Reino de Deus – Ef 13,14 SOBRE BÊNÇÃOS
  • 33. JESUS NOS ORIENTA:  Rm 12.14b “abençoem, e não os amaldiçoem.” JOÃO NOS INFORMA QUANDO CESSARÃO AS MALDIÇÕES:  Ap 22.3 “Já não haverá maldição nenhuma. O trono de Deus e do Cordeiro estará na cidade, e os seus servos o servirão.” CONCLUSÕES:
  • 34. 34
  • 35. BIBLIOGRAFIA 1. Bíblia Sagrada NVI - Editora Vida – 2000. 2. O Pentateuco e sua Contemporaneidade. Coelho Filho, Isaltino Gomes. RJ, JUERP, 2007. 3. Panorama do Antigo Testamento. Hill, Andrew E. e Walton, J.H., BH, Vida, 2000. 4. Revista Compromisso - Convicção Editora. 5. Estudo Panorâmico da Bíblia. Mears, Henrietta C.- São Paulo: Editora Vida, 2006. 6. Comentário Bíblico Moody - Charles F Pfieffer – Ed. Batista Regular,2017 7. Passo a Passo pelo AT - Wailon B & Tom H.- Ed. LifeWay Brasil – SP - 2004 8. Portal Bible Project - https://bibleproject.com/portugues/. 9. ROTA 66-Rádio Transmundial. Sayão, Luiz - https://www.rtmbrasil.org.br/radio/programas/rota-66/pagina/1 10.Reflexões extraídas da World Wide Web 11.Comentário Bíblico NVI - BRUCCE, F. F, SP, Ed. Vida, 1ª edição, 2008 12.Comentário Bíblico Popular - MacDonald, Willian, SP, Ed. Mundo Cristão, 1ª edição, 2008 13.Comentário Bíblico do professor - Editora Vida 14.Interpretação do Pentateuco - Vogt, Peter T. Editora Cultura Cristã – 2015. 15.Esta apresentação está disponível no site: www.escolabiblicavirtual.com.br

Notas do Editor

  1. Compromisso de cumprir os mandamentos de Deus hoje: Det 30.11 a 14 Rm 10.8 Mas o que ela diz? "A palavra está perto de você; está em sua boca e em seu coração", isto é, a palavra da fé que estamos proclamando: 9Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo.