SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Organização de eventos (I)
Prof. Me. Aristides Faria Lopes dos Santos
CONCEITUAÇÃO
Planejamento e organização de eventos
Eventos: conceituação
• O que são eventos?
– Acontecimentos programados que respondem a uma finalidade específica, no
qual o sujeito fundamental é o homem e suas relações com o ambiente
(social, corporativo, por exemplo).
– No geral, respondem a situações de grupo e se realizam em espaços e tempos
determinados Tem planejamento e objetivos cuidadosamente traçados e
etapas seguida e monitoradas.
Eventos: conceituação
• O que são eventos?
– Acontecimentos sujeitos à gestão profissional e resultado/consequência de
aplicação de metodologias e técnicas específicas com fins informativos e/ou
comunicacionais que têm um propósito determinado em função da missão e
objetivos de uma organização (empresa, organização sem fins lucrativos,
entidades governamentais, pessoas físicas, famílias, etc.).
Eventos: conceituação
• “Usos” dos eventos
– Estratégia de comunicação organizacional
– Lançar, vender ou divulgar produtos (bens) e serviços
– Estreitar relacionamentos
– Criar, desenvolver ou fortalecer a imagem de uma instituição
– Promover valores culturais
– Motivar os funcionários
– Proporcionar experiência pré compra e pós venda
O que são “eventos conjuntos”?
• Eventos conjuntos
– Organizações diferentes e independents podem desenvolver eventos em parceria;
– “Eventos em conjunto” (integrados) reunem duas ou mais instituições (grupos) da
mesma cidade, do mesmo segment ou mesmo de cidades e segmentos diferentes
para potencializar o resultados alncaçados;
• Eventos conjulgados
– Como exemplo, podem ser citadas ações pré-evento , que são eventos realizados
em períodos anteriores ao evento principal para ajudar a potencializar seus
resultados organizacionais;
– No caso de congressos, por exemplo, esses eventos podem acontecer na mesma
cidade ou em cidades próximas;
– Isso dinamiza a troca de experiências com grandes benefícios para o todos os
eventos.
Fases do planejamento de eventos
Pré evento
• É a fase da concepção e planejamento do evento, a partir de
interesses, objetivos e estratégias envolvidas
Evento
• “Transevento”! É a fase de organização e realização na prática do
evento, quando todas as atividades planejadas são implementadas
Pós evento
• Nesta fase ocorre a desmontagem do evento. Também é a etapa de
verificação de alcance dos resultados almejados.
Classificação dos eventos
• Segundo tamanho ou porte
• Segundo natureza
• Segundo magnitude
• Segundo grau de exclusividade e critérios econômicos
• Segundo o público-alvo
Classificação dos eventos: tamanho ou porte
• Pequeno
– Até 150 participantes
• Médio
– Entre 151 e 500 participantes
• Grande
– De 501 a 5 mil participantes
• Megaeventos
– Acima de 5 mil participantes
Classificação dos eventos: periodicidade
• Determinada
– Realização regular em data fixa
• Variável ou móvel
– Realização regular, em data que varia conforme interesses do promotor
• Indeterminada ou esporádica
– Realização esporádica ou única
Classificação dos eventos: público-alvo
• Idade (faixa etária)
• Sexo (gênero)
• Classe socioeconômica (preferências ou hábitos de compra)
• Formação escolar (escolaridade ou temas de interesse)
• Profissão (eventos de negócios ou com temas relacionados)
• Áreas de interesse
Classificação dos eventos: exemplos
• Turísticos
• Esportivos
• Recreativos
• Técnico-científicos
• Corporativos
• Sociais
• Governamentais
• Cívicos
• Mesa Redond
• Olimpíadas
• Políticos
• Reunião
• Brainstorming
• Congresso
• Curso
• Palestra
• Fórum
• Entrevista coletiva
• Teleconferência/videoconferência
• Campeonato
• Torneio
Classificação dos eventos: exemplos
• Concurso
• Excursão
• Espetáculo
• Festival
• Desfile
• Inauguração
• Leilão
• Noite de Autógrafos
• Feira
• Roadshow
– Brunch
– Noivado
– Coffee Break
– Casamentos
– Coquetel
– Batizados
– Happy Hour
– Homenagens
– Festas beneficentes
– Debutantes
Classificação segundo a natureza
Evento
segundo sua
Natureza
Desportivos
Culturais
Políticos
EducativosReligiosos
Informativos
Religiosos
Classificação segundo a magnitude (abrangência)
Magnitude
Internacional
Nacional
Regional
Estadual
Municipal
Local
Classificação segundo o grau de exclusividade
Exclusividade
Público
Sem fins
lucrativos
Auto
financiado
Privado
Com
finalidade
lucrativa
Subsidiado
Classificação segundo o público-alvo
Idade
Sexo
Ambiente
Nível Sociocultural
Expectativa
Preparo
Acomodações
Bons estudos!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

7 Processos de planejamento em eventos Profª Drª Rita C. Giraldi
7 Processos de planejamento em eventos Profª Drª Rita C. Giraldi7 Processos de planejamento em eventos Profª Drª Rita C. Giraldi
7 Processos de planejamento em eventos Profª Drª Rita C. GiraldiRita de Cássia GIRALDI
 
Projeto De Eventos
Projeto De EventosProjeto De Eventos
Projeto De EventosRony Santana
 
História, classificação e tipoligia dos eventos
História, classificação e tipoligia dos eventosHistória, classificação e tipoligia dos eventos
História, classificação e tipoligia dos eventosAnthony William
 
Modelo de apresentação para relatório pós evento
Modelo de apresentação para relatório pós evento Modelo de apresentação para relatório pós evento
Modelo de apresentação para relatório pós evento Eventbrite Brasil
 
Planejamento Orçamentário em Eventos 2
Planejamento Orçamentário em Eventos 2Planejamento Orçamentário em Eventos 2
Planejamento Orçamentário em Eventos 2mairamed
 
Plano operacional para plano de negócios
Plano operacional para plano de negóciosPlano operacional para plano de negócios
Plano operacional para plano de negóciosGuilherme Carvalho
 
Planejamento de Comunicação e Produção de Eventos - Senac
Planejamento de Comunicação e Produção de Eventos - SenacPlanejamento de Comunicação e Produção de Eventos - Senac
Planejamento de Comunicação e Produção de Eventos - Senackalledonian
 

Mais procurados (20)

Marketing de Eventos
Marketing de EventosMarketing de Eventos
Marketing de Eventos
 
Organizacao de eventos
Organizacao de eventosOrganizacao de eventos
Organizacao de eventos
 
7 Processos de planejamento em eventos Profª Drª Rita C. Giraldi
7 Processos de planejamento em eventos Profª Drª Rita C. Giraldi7 Processos de planejamento em eventos Profª Drª Rita C. Giraldi
7 Processos de planejamento em eventos Profª Drª Rita C. Giraldi
 
Plano de Negócios - Slides facilitadores
Plano de Negócios - Slides facilitadoresPlano de Negócios - Slides facilitadores
Plano de Negócios - Slides facilitadores
 
Planejamento de Eventos
Planejamento de EventosPlanejamento de Eventos
Planejamento de Eventos
 
Projeto De Eventos
Projeto De EventosProjeto De Eventos
Projeto De Eventos
 
História, classificação e tipoligia dos eventos
História, classificação e tipoligia dos eventosHistória, classificação e tipoligia dos eventos
História, classificação e tipoligia dos eventos
 
Modelo de apresentação para relatório pós evento
Modelo de apresentação para relatório pós evento Modelo de apresentação para relatório pós evento
Modelo de apresentação para relatório pós evento
 
Planejamento Orçamentário em Eventos 2
Planejamento Orçamentário em Eventos 2Planejamento Orçamentário em Eventos 2
Planejamento Orçamentário em Eventos 2
 
Os 4P's do Marketing
Os 4P's do MarketingOs 4P's do Marketing
Os 4P's do Marketing
 
Plano de Marketing
Plano de MarketingPlano de Marketing
Plano de Marketing
 
Organização de Eventos 2.0
Organização de Eventos 2.0Organização de Eventos 2.0
Organização de Eventos 2.0
 
Briefing
BriefingBriefing
Briefing
 
Plano operacional para plano de negócios
Plano operacional para plano de negóciosPlano operacional para plano de negócios
Plano operacional para plano de negócios
 
Aula 1 - Introdução ao marketing
Aula 1 - Introdução ao marketingAula 1 - Introdução ao marketing
Aula 1 - Introdução ao marketing
 
Introdução ao marketing 2012_01
Introdução ao marketing 2012_01Introdução ao marketing 2012_01
Introdução ao marketing 2012_01
 
Mix Marketing - 4Ps
Mix Marketing - 4PsMix Marketing - 4Ps
Mix Marketing - 4Ps
 
Fundamentos de Marketing
Fundamentos de MarketingFundamentos de Marketing
Fundamentos de Marketing
 
Planejamento de Comunicação e Produção de Eventos - Senac
Planejamento de Comunicação e Produção de Eventos - SenacPlanejamento de Comunicação e Produção de Eventos - Senac
Planejamento de Comunicação e Produção de Eventos - Senac
 
Marketing de Serviços
Marketing de ServiçosMarketing de Serviços
Marketing de Serviços
 

Semelhante a Organização de Eventos (I): aulas 04 e 05

Disciplina Organizacao de Eventos (I) (IFSP Campus Cubatao) (aulas 04 e 05)
Disciplina Organizacao de Eventos (I) (IFSP Campus Cubatao) (aulas 04 e 05)Disciplina Organizacao de Eventos (I) (IFSP Campus Cubatao) (aulas 04 e 05)
Disciplina Organizacao de Eventos (I) (IFSP Campus Cubatao) (aulas 04 e 05)Aristides Faria
 
Produção e Eventos de Moda
Produção e Eventos de ModaProdução e Eventos de Moda
Produção e Eventos de ModaMarcio Duarte
 
Editais im 0215_aula_2_sha
Editais im 0215_aula_2_shaEditais im 0215_aula_2_sha
Editais im 0215_aula_2_shaMichel Freller
 
Aula 4 - Orçamento Público como é realizado.pdf
Aula 4 - Orçamento Público como é realizado.pdfAula 4 - Orçamento Público como é realizado.pdf
Aula 4 - Orçamento Público como é realizado.pdfadriellyrlima
 
Elaboração de Projetos para Editais Empresariais e Públicos - 2014
Elaboração de Projetos para Editais Empresariais e Públicos - 2014Elaboração de Projetos para Editais Empresariais e Públicos - 2014
Elaboração de Projetos para Editais Empresariais e Públicos - 2014Michel Freller
 
Cemec projetos culturais - aula 4 - daniele torres - gestão de projetos
Cemec   projetos culturais - aula 4 - daniele torres - gestão de projetosCemec   projetos culturais - aula 4 - daniele torres - gestão de projetos
Cemec projetos culturais - aula 4 - daniele torres - gestão de projetosCultura e Mercado
 
Conceber diferentemente modelos de negócio sociais
Conceber diferentemente modelos de negócio sociaisConceber diferentemente modelos de negócio sociais
Conceber diferentemente modelos de negócio sociaisSocial Business Models
 
Ambiente de mercado aula 03
Ambiente de mercado aula 03Ambiente de mercado aula 03
Ambiente de mercado aula 03Grupo Atheneu
 
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...A. Rui Teixeira Santos
 
Escriturário Banco do Brasil - Cultura Organizacional
Escriturário Banco do Brasil - Cultura OrganizacionalEscriturário Banco do Brasil - Cultura Organizacional
Escriturário Banco do Brasil - Cultura OrganizacionalJailma Gomez
 
Planejamento Estratégico Mario Silvestri Filho
Planejamento Estratégico Mario Silvestri FilhoPlanejamento Estratégico Mario Silvestri Filho
Planejamento Estratégico Mario Silvestri FilhoMario Silvestri Filho
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...A. Rui Teixeira Santos
 
Ministerio publico _resultados_em_comunicacao_v2
Ministerio publico _resultados_em_comunicacao_v2Ministerio publico _resultados_em_comunicacao_v2
Ministerio publico _resultados_em_comunicacao_v2José Marques
 
Gestão de Espaços e Eventos Criativos com Hugo Soares
Gestão de Espaços e Eventos Criativos com Hugo Soares Gestão de Espaços e Eventos Criativos com Hugo Soares
Gestão de Espaços e Eventos Criativos com Hugo Soares th2
 
Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0
Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0
Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0Michel Freller
 
Pesquisa de Mercado em PP I - Aulas 1 e 2
Pesquisa de Mercado em PP I - Aulas 1 e 2Pesquisa de Mercado em PP I - Aulas 1 e 2
Pesquisa de Mercado em PP I - Aulas 1 e 2Pri Guimaraes
 
Introduçao a administraçao para a contabilidade
Introduçao  a administraçao para a contabilidadeIntroduçao  a administraçao para a contabilidade
Introduçao a administraçao para a contabilidadeJulliana Alves
 
Como elaborar projetos para editais empresariais e públicos | 2014
Como elaborar projetos para editais empresariais e públicos | 2014Como elaborar projetos para editais empresariais e públicos | 2014
Como elaborar projetos para editais empresariais e públicos | 2014Michel Freller
 

Semelhante a Organização de Eventos (I): aulas 04 e 05 (20)

Disciplina Organizacao de Eventos (I) (IFSP Campus Cubatao) (aulas 04 e 05)
Disciplina Organizacao de Eventos (I) (IFSP Campus Cubatao) (aulas 04 e 05)Disciplina Organizacao de Eventos (I) (IFSP Campus Cubatao) (aulas 04 e 05)
Disciplina Organizacao de Eventos (I) (IFSP Campus Cubatao) (aulas 04 e 05)
 
Produção e Eventos de Moda
Produção e Eventos de ModaProdução e Eventos de Moda
Produção e Eventos de Moda
 
Editais im 0215_aula_2_sha
Editais im 0215_aula_2_shaEditais im 0215_aula_2_sha
Editais im 0215_aula_2_sha
 
Aula 4 - Orçamento Público como é realizado.pdf
Aula 4 - Orçamento Público como é realizado.pdfAula 4 - Orçamento Público como é realizado.pdf
Aula 4 - Orçamento Público como é realizado.pdf
 
Elaboração de Projetos para Editais Empresariais e Públicos - 2014
Elaboração de Projetos para Editais Empresariais e Públicos - 2014Elaboração de Projetos para Editais Empresariais e Públicos - 2014
Elaboração de Projetos para Editais Empresariais e Públicos - 2014
 
Cemec projetos culturais - aula 4 - daniele torres - gestão de projetos
Cemec   projetos culturais - aula 4 - daniele torres - gestão de projetosCemec   projetos culturais - aula 4 - daniele torres - gestão de projetos
Cemec projetos culturais - aula 4 - daniele torres - gestão de projetos
 
Conceber diferentemente modelos de negócio sociais
Conceber diferentemente modelos de negócio sociaisConceber diferentemente modelos de negócio sociais
Conceber diferentemente modelos de negócio sociais
 
Ambiente de mercado aula 03
Ambiente de mercado aula 03Ambiente de mercado aula 03
Ambiente de mercado aula 03
 
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...
 
Escriturário Banco do Brasil - Cultura Organizacional
Escriturário Banco do Brasil - Cultura OrganizacionalEscriturário Banco do Brasil - Cultura Organizacional
Escriturário Banco do Brasil - Cultura Organizacional
 
Planejamento Estratégico Mario Silvestri Filho
Planejamento Estratégico Mario Silvestri FilhoPlanejamento Estratégico Mario Silvestri Filho
Planejamento Estratégico Mario Silvestri Filho
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 
Ministerio publico _resultados_em_comunicacao_v2
Ministerio publico _resultados_em_comunicacao_v2Ministerio publico _resultados_em_comunicacao_v2
Ministerio publico _resultados_em_comunicacao_v2
 
Gestão de Espaços e Eventos Criativos com Hugo Soares
Gestão de Espaços e Eventos Criativos com Hugo Soares Gestão de Espaços e Eventos Criativos com Hugo Soares
Gestão de Espaços e Eventos Criativos com Hugo Soares
 
Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0
Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0
Elaboração de Projetos para Editais Públicos e Empresariais 3.0
 
Pesquisa de Mercado em PP I - Aulas 1 e 2
Pesquisa de Mercado em PP I - Aulas 1 e 2Pesquisa de Mercado em PP I - Aulas 1 e 2
Pesquisa de Mercado em PP I - Aulas 1 e 2
 
Slide 2
Slide 2Slide 2
Slide 2
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Introduçao a administraçao para a contabilidade
Introduçao  a administraçao para a contabilidadeIntroduçao  a administraçao para a contabilidade
Introduçao a administraçao para a contabilidade
 
Como elaborar projetos para editais empresariais e públicos | 2014
Como elaborar projetos para editais empresariais e públicos | 2014Como elaborar projetos para editais empresariais e públicos | 2014
Como elaborar projetos para editais empresariais e públicos | 2014
 

Mais de Aristides Faria

Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)Aristides Faria
 
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptx
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptxObservatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptx
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptxAristides Faria
 
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​Aristides Faria
 
Porto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao Paulo
Porto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao PauloPorto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao Paulo
Porto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao PauloAristides Faria
 
Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021
Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021
Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021Aristides Faria
 
SEMEI IFRR: Oficina Turismo e Inovação
SEMEI IFRR: Oficina Turismo e InovaçãoSEMEI IFRR: Oficina Turismo e Inovação
SEMEI IFRR: Oficina Turismo e InovaçãoAristides Faria
 
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021Aristides Faria
 
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides Faria
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides FariaWorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides Faria
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides FariaAristides Faria
 
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)Aristides Faria
 
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)Aristides Faria
 
Associativismo, cooperacao e hospitalidade
Associativismo, cooperacao e hospitalidadeAssociativismo, cooperacao e hospitalidade
Associativismo, cooperacao e hospitalidadeAristides Faria
 
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)Aristides Faria
 
Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneos
Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneosTendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneos
Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneosAristides Faria
 
Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...
Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...
Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...Aristides Faria
 
Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...
Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...
Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...Aristides Faria
 
Seminário: Annals of Tourism Research
Seminário: Annals of Tourism ResearchSeminário: Annals of Tourism Research
Seminário: Annals of Tourism ResearchAristides Faria
 
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)Aristides Faria
 
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017Aristides Faria
 
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...Aristides Faria
 
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)Aristides Faria
 

Mais de Aristides Faria (20)

Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)
 
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptx
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptxObservatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptx
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptx
 
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​
 
Porto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao Paulo
Porto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao PauloPorto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao Paulo
Porto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao Paulo
 
Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021
Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021
Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021
 
SEMEI IFRR: Oficina Turismo e Inovação
SEMEI IFRR: Oficina Turismo e InovaçãoSEMEI IFRR: Oficina Turismo e Inovação
SEMEI IFRR: Oficina Turismo e Inovação
 
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021
 
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides Faria
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides FariaWorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides Faria
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides Faria
 
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)
 
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)
 
Associativismo, cooperacao e hospitalidade
Associativismo, cooperacao e hospitalidadeAssociativismo, cooperacao e hospitalidade
Associativismo, cooperacao e hospitalidade
 
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)
 
Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneos
Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneosTendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneos
Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneos
 
Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...
Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...
Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...
 
Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...
Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...
Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...
 
Seminário: Annals of Tourism Research
Seminário: Annals of Tourism ResearchSeminário: Annals of Tourism Research
Seminário: Annals of Tourism Research
 
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)
 
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017
 
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...
 
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)
 

Último

637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 

Último (20)

637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 

Organização de Eventos (I): aulas 04 e 05

  • 1. Organização de eventos (I) Prof. Me. Aristides Faria Lopes dos Santos
  • 3. Eventos: conceituação • O que são eventos? – Acontecimentos programados que respondem a uma finalidade específica, no qual o sujeito fundamental é o homem e suas relações com o ambiente (social, corporativo, por exemplo). – No geral, respondem a situações de grupo e se realizam em espaços e tempos determinados Tem planejamento e objetivos cuidadosamente traçados e etapas seguida e monitoradas.
  • 4. Eventos: conceituação • O que são eventos? – Acontecimentos sujeitos à gestão profissional e resultado/consequência de aplicação de metodologias e técnicas específicas com fins informativos e/ou comunicacionais que têm um propósito determinado em função da missão e objetivos de uma organização (empresa, organização sem fins lucrativos, entidades governamentais, pessoas físicas, famílias, etc.).
  • 5. Eventos: conceituação • “Usos” dos eventos – Estratégia de comunicação organizacional – Lançar, vender ou divulgar produtos (bens) e serviços – Estreitar relacionamentos – Criar, desenvolver ou fortalecer a imagem de uma instituição – Promover valores culturais – Motivar os funcionários – Proporcionar experiência pré compra e pós venda
  • 6. O que são “eventos conjuntos”? • Eventos conjuntos – Organizações diferentes e independents podem desenvolver eventos em parceria; – “Eventos em conjunto” (integrados) reunem duas ou mais instituições (grupos) da mesma cidade, do mesmo segment ou mesmo de cidades e segmentos diferentes para potencializar o resultados alncaçados; • Eventos conjulgados – Como exemplo, podem ser citadas ações pré-evento , que são eventos realizados em períodos anteriores ao evento principal para ajudar a potencializar seus resultados organizacionais; – No caso de congressos, por exemplo, esses eventos podem acontecer na mesma cidade ou em cidades próximas; – Isso dinamiza a troca de experiências com grandes benefícios para o todos os eventos.
  • 7. Fases do planejamento de eventos Pré evento • É a fase da concepção e planejamento do evento, a partir de interesses, objetivos e estratégias envolvidas Evento • “Transevento”! É a fase de organização e realização na prática do evento, quando todas as atividades planejadas são implementadas Pós evento • Nesta fase ocorre a desmontagem do evento. Também é a etapa de verificação de alcance dos resultados almejados.
  • 8. Classificação dos eventos • Segundo tamanho ou porte • Segundo natureza • Segundo magnitude • Segundo grau de exclusividade e critérios econômicos • Segundo o público-alvo
  • 9. Classificação dos eventos: tamanho ou porte • Pequeno – Até 150 participantes • Médio – Entre 151 e 500 participantes • Grande – De 501 a 5 mil participantes • Megaeventos – Acima de 5 mil participantes
  • 10. Classificação dos eventos: periodicidade • Determinada – Realização regular em data fixa • Variável ou móvel – Realização regular, em data que varia conforme interesses do promotor • Indeterminada ou esporádica – Realização esporádica ou única
  • 11. Classificação dos eventos: público-alvo • Idade (faixa etária) • Sexo (gênero) • Classe socioeconômica (preferências ou hábitos de compra) • Formação escolar (escolaridade ou temas de interesse) • Profissão (eventos de negócios ou com temas relacionados) • Áreas de interesse
  • 12. Classificação dos eventos: exemplos • Turísticos • Esportivos • Recreativos • Técnico-científicos • Corporativos • Sociais • Governamentais • Cívicos • Mesa Redond • Olimpíadas • Políticos • Reunião • Brainstorming • Congresso • Curso • Palestra • Fórum • Entrevista coletiva • Teleconferência/videoconferência • Campeonato • Torneio
  • 13. Classificação dos eventos: exemplos • Concurso • Excursão • Espetáculo • Festival • Desfile • Inauguração • Leilão • Noite de Autógrafos • Feira • Roadshow – Brunch – Noivado – Coffee Break – Casamentos – Coquetel – Batizados – Happy Hour – Homenagens – Festas beneficentes – Debutantes
  • 14. Classificação segundo a natureza Evento segundo sua Natureza Desportivos Culturais Políticos EducativosReligiosos Informativos Religiosos
  • 15. Classificação segundo a magnitude (abrangência) Magnitude Internacional Nacional Regional Estadual Municipal Local
  • 16. Classificação segundo o grau de exclusividade Exclusividade Público Sem fins lucrativos Auto financiado Privado Com finalidade lucrativa Subsidiado
  • 17. Classificação segundo o público-alvo Idade Sexo Ambiente Nível Sociocultural Expectativa Preparo Acomodações

Notas do Editor

  1. Com relação ao público, você deverá levar em consideração os seguintes aspectos //// Vamos ver no detalhe cada um destes aspectos.