SlideShare uma empresa Scribd logo

Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneos

Apresentação de artigo feita no 12º Fórum Internacional de Turismo do Iguassu, realizado durante o 13º Festival das Cataratas, em Foz do Iguaçu (PR), entre 20 e 22 de junho de 2018.

1 de 8
Tendências e perspectivas para a gestão
de destinos turísticos litorâneos
Aristides Faria Lopes dos Santos
IFSP Câmpus Cubatão
Artigo teórico
1. INTRODUÇÃO
• As reflexões propostas partiram de Wada (2011),
quem apontou caminhos e temas-chave com
crescente relevância nacional e internacional nas
pesquisas em turismo.
• Objetivo: apresentar reflexões sobre o estudo da
competitividade em destinos turísticos a partir de
experiências em localidades litorâneas brasileiras.
2. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS
• PPGHOSP/UAM: 2013-2015 e 2016-2019;
• Recorte temporal da revisão: 2003 até 2017;
• Estudo teórico (Qualitativo);
• Coleta de dados: pesquisa bibliográfica;
• Fontes de dados: periódicos (nac. e inter.);
• Pesquisa bibliográfica (estratégia exploratória);
• Área de abrangência: litoral paulista;
• Objeto: Santos, município sede (Costa da Mata Atlântica).
Temas em evidência (WADA, 2011)
Gestão
de
Turismo
Hospitalidade
Cenários
Stakeholders
DesignTecnologia
Comunidades
Redes sociais
3. RESULTADOS (síntese)
• Destinos turísticos
– Meneguel, Cordeiro e Deus (2016)
– Sotero e Perinotto (2016)
– Ruiz, Anjos e Anjos (2013)
– Dias (2012)
– Aulicino (2011)
– Claro e Souza (2009)
• Métodos quantitativos
– Wang e Xiang (2007)
– Pearce (2012)
– Bruni (2011)
– Pechlaner e Volgger (2012)
– Werner, Dickson e Hyde (2016)
4. CONSIDERAÇÕES FINAIS
• “Note-se que na primeira seção a ordem
cronológica foi decrescente e na segunda
crescente. Estratégia propositadamente adotada
para ilustrar os caminhos percorridos pelo autor,
que culminam com a implementação de métodos
quantitativos em estudos sobre muitas das
“apostas” propostas por Wada (2011)”.

Recomendados

Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...
Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...
Marketing & Turismo: estudo de caso sobre o potencial mercadológico do municí...Aristides Faria
 
Porto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao Paulo
Porto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao PauloPorto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao Paulo
Porto de Santos: desenvolvimento regional do turismo no litoral de Sao PauloAristides Faria
 
Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021
Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021
Apresentacao de trabalho no EPTEN 2021Aristides Faria
 
Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...
Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...
Tendências recentes e perspectivas futuras do turismo no Polo Costa dos Coque...Aristides Faria
 
SEMEI IFRR: Oficina Turismo e Inovação
SEMEI IFRR: Oficina Turismo e InovaçãoSEMEI IFRR: Oficina Turismo e Inovação
SEMEI IFRR: Oficina Turismo e InovaçãoAristides Faria
 
Leitura dirigida: Costa da Mata Atlântica ou Baixada Santista? (04/2017)
Leitura dirigida: Costa da Mata Atlântica ou Baixada Santista? (04/2017)Leitura dirigida: Costa da Mata Atlântica ou Baixada Santista? (04/2017)
Leitura dirigida: Costa da Mata Atlântica ou Baixada Santista? (04/2017)Aristides Faria
 
Disciplina Fundamentos do Turismo (I) (IFSP Campus Cubatao) (aula 08)
Disciplina Fundamentos do Turismo (I) (IFSP Campus Cubatao) (aula 08)Disciplina Fundamentos do Turismo (I) (IFSP Campus Cubatao) (aula 08)
Disciplina Fundamentos do Turismo (I) (IFSP Campus Cubatao) (aula 08)Aristides Faria
 
Gestão Pública: aulas 02 e 03
Gestão Pública: aulas 02 e 03Gestão Pública: aulas 02 e 03
Gestão Pública: aulas 02 e 03Aristides Faria
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fundamentos do Turismo (I): aulas 02 e 03
Fundamentos do Turismo (I): aulas 02 e 03Fundamentos do Turismo (I): aulas 02 e 03
Fundamentos do Turismo (I): aulas 02 e 03Aristides Faria
 
Competitividade no setor de viagens e turismo (II EICPOG)
Competitividade no setor de viagens e turismo (II EICPOG)Competitividade no setor de viagens e turismo (II EICPOG)
Competitividade no setor de viagens e turismo (II EICPOG)Aristides Faria
 
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021Aristides Faria
 
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides Faria
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides FariaWorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides Faria
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides FariaAristides Faria
 
Doutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminar
Doutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminarDoutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminar
Doutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminarAristides Faria
 
Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Turismo
Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do TurismoPrograma de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Turismo
Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do TurismoSecretaria de Turismo da Bahia
 
Um modelo de gestão descentralizada do turismo: a parceria entre a Secretaria...
Um modelo de gestão descentralizada do turismo: a parceria entre a Secretaria...Um modelo de gestão descentralizada do turismo: a parceria entre a Secretaria...
Um modelo de gestão descentralizada do turismo: a parceria entre a Secretaria...Fundação Neotrópica do Brasil
 
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)Aristides Faria
 
Santos (Sp) regionalizacao do turismo
Santos (Sp)   regionalizacao do turismoSantos (Sp)   regionalizacao do turismo
Santos (Sp) regionalizacao do turismoAristides Faria
 
Gestão Pública: aula 05
Gestão Pública: aula 05Gestão Pública: aula 05
Gestão Pública: aula 05Aristides Faria
 
Ecoturismo e Turismo de Aventura: aula 10
Ecoturismo e Turismo de Aventura: aula 10Ecoturismo e Turismo de Aventura: aula 10
Ecoturismo e Turismo de Aventura: aula 10Aristides Faria
 
Apresentação sinalização turística
Apresentação sinalização turísticaApresentação sinalização turística
Apresentação sinalização turísticaJamildo Melo
 
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...Aristides Faria
 
Culturalismo palestra - gerenciamento costeiro - aristides faria
Culturalismo   palestra - gerenciamento costeiro - aristides fariaCulturalismo   palestra - gerenciamento costeiro - aristides faria
Culturalismo palestra - gerenciamento costeiro - aristides fariaAristides Faria
 

Mais procurados (20)

Fundamentos do Turismo (I): aulas 02 e 03
Fundamentos do Turismo (I): aulas 02 e 03Fundamentos do Turismo (I): aulas 02 e 03
Fundamentos do Turismo (I): aulas 02 e 03
 
Competitividade no setor de viagens e turismo (II EICPOG)
Competitividade no setor de viagens e turismo (II EICPOG)Competitividade no setor de viagens e turismo (II EICPOG)
Competitividade no setor de viagens e turismo (II EICPOG)
 
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021
Apresentação sobre o projeto SIGESTur na SEMATUR IFSP CBT 2021
 
Apresestação pesquisa mergulho
Apresestação pesquisa mergulhoApresestação pesquisa mergulho
Apresestação pesquisa mergulho
 
Cruzeiros revisado com faixa etaria_2012
Cruzeiros revisado com faixa etaria_2012Cruzeiros revisado com faixa etaria_2012
Cruzeiros revisado com faixa etaria_2012
 
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides Faria
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides FariaWorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides Faria
WorkIF 2021 - IFMT - SIGESTur - Aristides Faria
 
Roteiro passeios nautico_bts_2012
Roteiro passeios nautico_bts_2012Roteiro passeios nautico_bts_2012
Roteiro passeios nautico_bts_2012
 
Doutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminar
Doutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminarDoutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminar
Doutorado em Hospitalidade: referencial bibliográfico preliminar
 
Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Turismo
Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do TurismoPrograma de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Turismo
Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Turismo
 
Um modelo de gestão descentralizada do turismo: a parceria entre a Secretaria...
Um modelo de gestão descentralizada do turismo: a parceria entre a Secretaria...Um modelo de gestão descentralizada do turismo: a parceria entre a Secretaria...
Um modelo de gestão descentralizada do turismo: a parceria entre a Secretaria...
 
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)
IFSP.CBT | Meios de Hospedagem (aula 08.04.2021)
 
Santos (Sp) regionalizacao do turismo
Santos (Sp)   regionalizacao do turismoSantos (Sp)   regionalizacao do turismo
Santos (Sp) regionalizacao do turismo
 
O Turismo em Bonito-MS
O Turismo em Bonito-MSO Turismo em Bonito-MS
O Turismo em Bonito-MS
 
Gestão Pública: aula 05
Gestão Pública: aula 05Gestão Pública: aula 05
Gestão Pública: aula 05
 
Turismo Cultural Ferroviário – Potencialidades e Perspectivas
Turismo Cultural Ferroviário – Potencialidades e PerspectivasTurismo Cultural Ferroviário – Potencialidades e Perspectivas
Turismo Cultural Ferroviário – Potencialidades e Perspectivas
 
Ecoturismo e Turismo de Aventura: aula 10
Ecoturismo e Turismo de Aventura: aula 10Ecoturismo e Turismo de Aventura: aula 10
Ecoturismo e Turismo de Aventura: aula 10
 
Apresentação sinalização turística
Apresentação sinalização turísticaApresentação sinalização turística
Apresentação sinalização turística
 
Turismo no brasil
Turismo no brasilTurismo no brasil
Turismo no brasil
 
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...
Formação Superior em Turismo & Hospitalidade: um fator de competitividade de ...
 
Culturalismo palestra - gerenciamento costeiro - aristides faria
Culturalismo   palestra - gerenciamento costeiro - aristides fariaCulturalismo   palestra - gerenciamento costeiro - aristides faria
Culturalismo palestra - gerenciamento costeiro - aristides faria
 

Semelhante a Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneos

CLUSTER TURÍSTICO COMO MODELO DE GOVERNANÇA NA ZONA COSTEIRA DE ARACAJU/SE
CLUSTER TURÍSTICO COMO MODELO DE GOVERNANÇA NA ZONA COSTEIRA DE ARACAJU/SECLUSTER TURÍSTICO COMO MODELO DE GOVERNANÇA NA ZONA COSTEIRA DE ARACAJU/SE
CLUSTER TURÍSTICO COMO MODELO DE GOVERNANÇA NA ZONA COSTEIRA DE ARACAJU/SELeylane Meneses
 
Apresentação tcc power point
Apresentação tcc power pointApresentação tcc power point
Apresentação tcc power pointKizzy Ørberg
 
Competitividade no setor de viagens e turismo
Competitividade no setor de viagens e turismoCompetitividade no setor de viagens e turismo
Competitividade no setor de viagens e turismoAristides Faria
 
Indicação geográfica da erva mate no território do contestado reflexões e pr...
Indicação geográfica da erva mate no território do contestado  reflexões e pr...Indicação geográfica da erva mate no território do contestado  reflexões e pr...
Indicação geográfica da erva mate no território do contestado reflexões e pr...Hugo Camara
 
Plano de aula 2016
Plano de aula 2016Plano de aula 2016
Plano de aula 2016Karlla Costa
 
Estudos da Competitividade do Turismo Brasileiro
Estudos da Competitividade do Turismo BrasileiroEstudos da Competitividade do Turismo Brasileiro
Estudos da Competitividade do Turismo BrasileiroWalfrido dos Mares Guia
 
Análise do Journal of Travel Research (04/2017)
Análise do Journal of Travel Research (04/2017)Análise do Journal of Travel Research (04/2017)
Análise do Journal of Travel Research (04/2017)Aristides Faria
 
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017Aristides Faria
 
Seminário: Annals of Tourism Research
Seminário: Annals of Tourism ResearchSeminário: Annals of Tourism Research
Seminário: Annals of Tourism ResearchAristides Faria
 
Reflexões preliminares sobre os stakeholders e o destino turístico: Estudo de...
Reflexões preliminares sobre os stakeholders e o destino turístico: Estudo de...Reflexões preliminares sobre os stakeholders e o destino turístico: Estudo de...
Reflexões preliminares sobre os stakeholders e o destino turístico: Estudo de...Ana Carolina Borges Pinheiro
 
Competitividade no setor de viagens e turismo
Competitividade no setor de viagens e turismoCompetitividade no setor de viagens e turismo
Competitividade no setor de viagens e turismoAristides Faria
 
Portfólio Território
Portfólio TerritórioPortfólio Território
Portfólio Territórioterritorioej
 
Seminário de Hospitalidade | Santos 2015: apresentação institucional
Seminário de Hospitalidade | Santos 2015: apresentação institucionalSeminário de Hospitalidade | Santos 2015: apresentação institucional
Seminário de Hospitalidade | Santos 2015: apresentação institucionalAristides Faria
 
Projeto de turismo dos tropeiros
Projeto de turismo dos tropeirosProjeto de turismo dos tropeiros
Projeto de turismo dos tropeirosPATRICIA OLIVEIRA
 
Turismo Cultural: estudo de caso sobre o Complexo Cultural Palácio das Artes,...
Turismo Cultural: estudo de caso sobre o Complexo Cultural Palácio das Artes,...Turismo Cultural: estudo de caso sobre o Complexo Cultural Palácio das Artes,...
Turismo Cultural: estudo de caso sobre o Complexo Cultural Palácio das Artes,...Aristides Faria
 
Panorama das investigações sobre micro e pequenas empresas no turismo no perí...
Panorama das investigações sobre micro e pequenas empresas no turismo no perí...Panorama das investigações sobre micro e pequenas empresas no turismo no perí...
Panorama das investigações sobre micro e pequenas empresas no turismo no perí...Kleber de Oliveira da Silva
 
Clait bethwada
Clait bethwadaClait bethwada
Clait bethwadagtci_rtd6
 

Semelhante a Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneos (20)

CLUSTER TURÍSTICO COMO MODELO DE GOVERNANÇA NA ZONA COSTEIRA DE ARACAJU/SE
CLUSTER TURÍSTICO COMO MODELO DE GOVERNANÇA NA ZONA COSTEIRA DE ARACAJU/SECLUSTER TURÍSTICO COMO MODELO DE GOVERNANÇA NA ZONA COSTEIRA DE ARACAJU/SE
CLUSTER TURÍSTICO COMO MODELO DE GOVERNANÇA NA ZONA COSTEIRA DE ARACAJU/SE
 
Apresentação tcc power point
Apresentação tcc power pointApresentação tcc power point
Apresentação tcc power point
 
Portfólio Consultoria em Turismo.
Portfólio Consultoria em Turismo.Portfólio Consultoria em Turismo.
Portfólio Consultoria em Turismo.
 
Competitividade no setor de viagens e turismo
Competitividade no setor de viagens e turismoCompetitividade no setor de viagens e turismo
Competitividade no setor de viagens e turismo
 
Indicação geográfica da erva mate no território do contestado reflexões e pr...
Indicação geográfica da erva mate no território do contestado  reflexões e pr...Indicação geográfica da erva mate no território do contestado  reflexões e pr...
Indicação geográfica da erva mate no território do contestado reflexões e pr...
 
Plano de aula 2016
Plano de aula 2016Plano de aula 2016
Plano de aula 2016
 
Estudos da Competitividade do Turismo Brasileiro
Estudos da Competitividade do Turismo BrasileiroEstudos da Competitividade do Turismo Brasileiro
Estudos da Competitividade do Turismo Brasileiro
 
O Destino Arade, uma Estratégia de Intervenção
O Destino Arade, uma Estratégia de IntervençãoO Destino Arade, uma Estratégia de Intervenção
O Destino Arade, uma Estratégia de Intervenção
 
Análise do Journal of Travel Research (04/2017)
Análise do Journal of Travel Research (04/2017)Análise do Journal of Travel Research (04/2017)
Análise do Journal of Travel Research (04/2017)
 
Por que ensinar
Por que ensinarPor que ensinar
Por que ensinar
 
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017
Apresentação no V FCGTurH (Univali) 2017
 
Seminário: Annals of Tourism Research
Seminário: Annals of Tourism ResearchSeminário: Annals of Tourism Research
Seminário: Annals of Tourism Research
 
Reflexões preliminares sobre os stakeholders e o destino turístico: Estudo de...
Reflexões preliminares sobre os stakeholders e o destino turístico: Estudo de...Reflexões preliminares sobre os stakeholders e o destino turístico: Estudo de...
Reflexões preliminares sobre os stakeholders e o destino turístico: Estudo de...
 
Competitividade no setor de viagens e turismo
Competitividade no setor de viagens e turismoCompetitividade no setor de viagens e turismo
Competitividade no setor de viagens e turismo
 
Portfólio Território
Portfólio TerritórioPortfólio Território
Portfólio Território
 
Seminário de Hospitalidade | Santos 2015: apresentação institucional
Seminário de Hospitalidade | Santos 2015: apresentação institucionalSeminário de Hospitalidade | Santos 2015: apresentação institucional
Seminário de Hospitalidade | Santos 2015: apresentação institucional
 
Projeto de turismo dos tropeiros
Projeto de turismo dos tropeirosProjeto de turismo dos tropeiros
Projeto de turismo dos tropeiros
 
Turismo Cultural: estudo de caso sobre o Complexo Cultural Palácio das Artes,...
Turismo Cultural: estudo de caso sobre o Complexo Cultural Palácio das Artes,...Turismo Cultural: estudo de caso sobre o Complexo Cultural Palácio das Artes,...
Turismo Cultural: estudo de caso sobre o Complexo Cultural Palácio das Artes,...
 
Panorama das investigações sobre micro e pequenas empresas no turismo no perí...
Panorama das investigações sobre micro e pequenas empresas no turismo no perí...Panorama das investigações sobre micro e pequenas empresas no turismo no perí...
Panorama das investigações sobre micro e pequenas empresas no turismo no perí...
 
Clait bethwada
Clait bethwadaClait bethwada
Clait bethwada
 

Mais de Aristides Faria

Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)Aristides Faria
 
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptx
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptxObservatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptx
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptxAristides Faria
 
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​Aristides Faria
 
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)Aristides Faria
 
Associativismo, cooperacao e hospitalidade
Associativismo, cooperacao e hospitalidadeAssociativismo, cooperacao e hospitalidade
Associativismo, cooperacao e hospitalidadeAristides Faria
 
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)Aristides Faria
 
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)Aristides Faria
 
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)Aristides Faria
 
Métodos de pesquisa: survey
Métodos de pesquisa: surveyMétodos de pesquisa: survey
Métodos de pesquisa: surveyAristides Faria
 
Pesquisa documental: atividade avaliativa (P2)
Pesquisa documental: atividade avaliativa (P2)Pesquisa documental: atividade avaliativa (P2)
Pesquisa documental: atividade avaliativa (P2)Aristides Faria
 
Sistema Integrado de Gestão de Destinos Turísticos (SIGESTur)
Sistema Integrado de Gestão de Destinos Turísticos (SIGESTur)Sistema Integrado de Gestão de Destinos Turísticos (SIGESTur)
Sistema Integrado de Gestão de Destinos Turísticos (SIGESTur)Aristides Faria
 
Competitiveness in the travel and tourism sector: multiple case study in the ...
Competitiveness in the travel and tourism sector: multiple case study in the ...Competitiveness in the travel and tourism sector: multiple case study in the ...
Competitiveness in the travel and tourism sector: multiple case study in the ...Aristides Faria
 
Competitividade no setor de viagens e turismo: a experiência do litoral pauli...
Competitividade no setor de viagens e turismo: a experiência do litoral pauli...Competitividade no setor de viagens e turismo: a experiência do litoral pauli...
Competitividade no setor de viagens e turismo: a experiência do litoral pauli...Aristides Faria
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 18 e 19
Fundamentos do Turismo (I): aulas 18 e 19Fundamentos do Turismo (I): aulas 18 e 19
Fundamentos do Turismo (I): aulas 18 e 19Aristides Faria
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 15 a 17
Fundamentos do Turismo (I): aulas 15 a 17Fundamentos do Turismo (I): aulas 15 a 17
Fundamentos do Turismo (I): aulas 15 a 17Aristides Faria
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14
Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14
Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14Aristides Faria
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11
Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11
Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11Aristides Faria
 

Mais de Aristides Faria (17)

Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. II)
 
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptx
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptxObservatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptx
Observatório do Turismo & Economia do Mar - 2023-2024 (v. I).pptx
 
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​
Síntese da Lei n° 10.973, de 2 de dezembro de 2004​
 
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)
IFSP.CBT | Pesquisa em Turismo (aula 06.04.2021)
 
Associativismo, cooperacao e hospitalidade
Associativismo, cooperacao e hospitalidadeAssociativismo, cooperacao e hospitalidade
Associativismo, cooperacao e hospitalidade
 
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)
Mercado imobiliário: Praia Grande, São Paulo (AirDNA: 02/2019)
 
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)
Mobilização, Participação e Controle Social (III CGPOP Unifesp)
 
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)
Projeto de pesquisa (Doutorado em Hospitalidade)
 
Métodos de pesquisa: survey
Métodos de pesquisa: surveyMétodos de pesquisa: survey
Métodos de pesquisa: survey
 
Pesquisa documental: atividade avaliativa (P2)
Pesquisa documental: atividade avaliativa (P2)Pesquisa documental: atividade avaliativa (P2)
Pesquisa documental: atividade avaliativa (P2)
 
Sistema Integrado de Gestão de Destinos Turísticos (SIGESTur)
Sistema Integrado de Gestão de Destinos Turísticos (SIGESTur)Sistema Integrado de Gestão de Destinos Turísticos (SIGESTur)
Sistema Integrado de Gestão de Destinos Turísticos (SIGESTur)
 
Competitiveness in the travel and tourism sector: multiple case study in the ...
Competitiveness in the travel and tourism sector: multiple case study in the ...Competitiveness in the travel and tourism sector: multiple case study in the ...
Competitiveness in the travel and tourism sector: multiple case study in the ...
 
Competitividade no setor de viagens e turismo: a experiência do litoral pauli...
Competitividade no setor de viagens e turismo: a experiência do litoral pauli...Competitividade no setor de viagens e turismo: a experiência do litoral pauli...
Competitividade no setor de viagens e turismo: a experiência do litoral pauli...
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 18 e 19
Fundamentos do Turismo (I): aulas 18 e 19Fundamentos do Turismo (I): aulas 18 e 19
Fundamentos do Turismo (I): aulas 18 e 19
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 15 a 17
Fundamentos do Turismo (I): aulas 15 a 17Fundamentos do Turismo (I): aulas 15 a 17
Fundamentos do Turismo (I): aulas 15 a 17
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14
Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14
Fundamentos do Turismo (I): aulas 12 a 14
 
Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11
Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11
Fundamentos do Turismo (I): aulas 10 e 11
 

Último

1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...apoioacademicoead
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 

Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneos

  • 1. Tendências e perspectivas para a gestão de destinos turísticos litorâneos Aristides Faria Lopes dos Santos IFSP Câmpus Cubatão Artigo teórico
  • 2. 1. INTRODUÇÃO • As reflexões propostas partiram de Wada (2011), quem apontou caminhos e temas-chave com crescente relevância nacional e internacional nas pesquisas em turismo. • Objetivo: apresentar reflexões sobre o estudo da competitividade em destinos turísticos a partir de experiências em localidades litorâneas brasileiras.
  • 3. 2. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS • PPGHOSP/UAM: 2013-2015 e 2016-2019; • Recorte temporal da revisão: 2003 até 2017; • Estudo teórico (Qualitativo); • Coleta de dados: pesquisa bibliográfica; • Fontes de dados: periódicos (nac. e inter.); • Pesquisa bibliográfica (estratégia exploratória); • Área de abrangência: litoral paulista; • Objeto: Santos, município sede (Costa da Mata Atlântica).
  • 4. Temas em evidência (WADA, 2011) Gestão de Turismo Hospitalidade Cenários Stakeholders DesignTecnologia Comunidades Redes sociais
  • 5. 3. RESULTADOS (síntese) • Destinos turísticos – Meneguel, Cordeiro e Deus (2016) – Sotero e Perinotto (2016) – Ruiz, Anjos e Anjos (2013) – Dias (2012) – Aulicino (2011) – Claro e Souza (2009) • Métodos quantitativos – Wang e Xiang (2007) – Pearce (2012) – Bruni (2011) – Pechlaner e Volgger (2012) – Werner, Dickson e Hyde (2016)
  • 6. 4. CONSIDERAÇÕES FINAIS • “Note-se que na primeira seção a ordem cronológica foi decrescente e na segunda crescente. Estratégia propositadamente adotada para ilustrar os caminhos percorridos pelo autor, que culminam com a implementação de métodos quantitativos em estudos sobre muitas das “apostas” propostas por Wada (2011)”.
  • 7. 5. REFERÊNCIAS (síntese) • AULICINO, M. P. Turismo e desenvolvimento regional: um estudo no estado de São Paulo. Revista Turismo em Análise, v. 22, n. 1, p. 220-234, 2011. • BRUNI, A. L. PASW Aplicado à Pesquisa Acadêmica. São Paulo: Atlas, 2011. • CLARO, J. A. S.; SOUZA, R. P. A infraestrutura para eventos e turismo de negócios na cidade de Santos. Patrimônio: Lazer & Turismo, v. 6, n. 6, p. 88-105, abril/junho, 2009. • DIAS, W. A. O turismo como desenvolvimento econômico de Itanhaém (SP). Monografia. Especialização em Gestão Pública Municipal. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2012. • MENEGUEL, C. R. A.; CORDEIRO, G. T. R. F.; DEUS, P. S. Baixada Santista ou Costa da Mata Atlântica? Eis a questão: identificação da percepção do visitante sobre a marca Costa da Mata Atlântica. Revista Turismo em Análise, v. 24, n. 3, p. 500-523, 2016. • PEARCE, D. G. Frameworks for Tourism Research. Oxford (UK): CABI, 2012.
  • 8. 5. REFERÊNCIAS (síntese) • PECHLANER, H.; VOLGGER, M. How to promote cooperation in the hospitality industry. International Journal of Contemporary Hospitality Management, v. 24, n. 6, p. 925-945, 2012. • RUIZ, T. C. D.; ANJOS, F. A.; ANJOS, S. J. G. Competitividad de destinos turísticos: estudio de caso de Foz do Iguaçu (Paraná, Brasil). Cuadernos de Turismo, v. 1, n. 31, p. 83-103, 2013. • SOTERO, J. A.; PERINOTTO, A. R. C. Análise histórica da comunicação turística em Parnaíba (PI): o poder público em questão. Revista Hospitalidade, v. 13, p. 110-142, agosto, 2016. • WANG, Y.; XIANG, Z. Toward a Theoretical Framework of Collaborative Destination Marketing. Journal of Travel Research, v. 46, n. 1, p. 75-85, 2007. • WERNER, K.; DICKSON, G.; HYDE, K. F. Mega-events and increased collaborative capacity of tourism destinations: The case of the 2011 Rugby World Cup. Journal of Destination Marketing & Management, v. 5, n. 3, p. 227-238, 2016.