Colonização da América

23.824 visualizações

Publicada em

Sistema Colonial
Colonização Espanhola
Colonização Inglesa
Colonização Francesa

Publicada em: Educação

Colonização da América

  1. 1. Sistema Colonial
  2. 2. Sistema Colonial Objetivos:Garantir a posse da terra;Explorar as riquezas do Novo Mundo. Tipos de Colônia: Colônia de Exploração Colônia de Povoamento
  3. 3. O Pacto Colonial
  4. 4. Sistema Colonial Somente as metrópoles poderiam comercializar com suas próprias colônias. A produção colonial era complementar, ou seja, se especializava nos generos que faltavam à metrópole. Era proibido a cunhagem de moedas e a instalação de manufaturas nas colônias.
  5. 5. Colonização EspanholaI. Principais conquistadores Hernán Cortez Conquistou o Império Asteca (México) Francisco Pizarro Conquistou o Império Inca (Peru)
  6. 6. Colonização EspanholaII. Fatores que facilitaram as conquistas: Uso de armas de fogo; o uso de cavalos; a falsa ideia de que os conquistadores seriam deuses; aliança espanhola com tribos hostis aos Incas e aosAstecas; desarticulação cultural através da expansão docatolicismo entre os nativos.
  7. 7. Colonização Espanhola III. Organização social:Chapetones: espanhol de nascimento que se transferiupara a América Espanhola.Obs.: ocupavam os principais cargosCriollos: descendentes de espanhóis nascidos naAmérica.Obs.: tinham forte presença na economia local.Mestiços: filhos de espanhóis com nativos.Obs.: maior parte da população.Índios: principal mão-de-obra no início da colonização.Escravos: forte presença, intensificada no séc. XVII, porcausa da grande mortalidade indígena.
  8. 8. Colonização EspanholaIV. Administração Metropolitana:Conselho das Índias: órgão mais importante na AméricaEspanhola. Nomeava os vice-reis e fiscalizava suaadministração.Casa de Contratação: fiscalização do comércio ecobrança de tributos.
  9. 9. Colonização EspanholaV. Organização Política:Vice-reinos: formados por nobres (chapetones) indicados pelorei. Estabelecidos nas áreas centrais: Nova Espanha, NovaGranada, Peru e Prata.Capitanias gerais: localizadas nas regiões periféricas, porémestratégicas do ponto de vista econômico e militar.Comandadas também por chapetones. Eram:Chile, Venezuela, Guatemala e Cuba.Cabildos: órgãos de administração local controlados peloscriollos.
  10. 10. Colonização Espanhola
  11. 11. Colonização Espanhola VI. Exploração Econômica: México: extração do ouro MINERAÇÃO Peru: extração da prata Venezuela: cacau ATIVIDADES Antilhas Espanholas: açúcar AGROPASTORIS Argentina: couro• Nas haciendas, a cana e vários gêneros de origem americana passaram a serproduzidos em escala comercial e exportados à Espanha.
  12. 12. Colonização EspanholaVII. Organização Política:Encomienda: trabalho indígena em troca de proteção ecatequizaçãoMita ou Repartimiento: trabalho indígena em troca de infímacompensação financeira. (trabalho temporário)Escravidão negra: utilizado principalmente na América Centralonde se produzia açúcar através do sistema de plantantion.
  13. 13. Colonização Inglesa
  14. 14. Colonização Inglesa  As primeiras expedições inglesas à América do Norte ocorreram de 1584 a 1587.  Início da colonização em 1607: primeiro assentamento britânico (Virgínia).  Colonização tardia.  Descuido da coroa espanhola com os territórios do norte do continente.
  15. 15. Puritanos na América, o Mayflower• Primeiros colonizadores britânicos:- fugiam de perseguições religiosas e da marginalização urbana decorrente do êxodo rural na Inglaterra;- as famílias protestantes chegaram à América no navio Mayflower (1620);- buscavam liberdade de culto e prosperidade no novo território;- a ética calvinista conjugava zelo moral, valorização do trabalho, poupança e busca do lucro;- fundação do núcleo de Plymouth, Massachusetts.
  16. 16. Puritanos na América, o Mayflower
  17. 17. As treze colôniasFormação das treze colônias na costa Atlântica.• As colônias do norte:- pequenas propriedades, lavoura de subsistência (milho, cevada e centeio) ;- predomínio de mão de obra assalariada e de servos temporários;- disponibilidade de matérias primas, desenvolvimento de manufaturas;• As colônias do centro:- predomínio da manufatura metalúrgica e têxtil;- lavoura de subsistência (trigo, aveia, cevada e centeio) - “colônias de pão”;
  18. 18. As treze colônias
  19. 19. As treze colônias• As colônias do sul:- adoção do sistema de plantation;- grandes propriedades de terras, uso de mão de obra escrava;- produção voltada para a exportação.• Desenvolvimento de intenso comércio (colônias do norte e do centro);• Comércio triangular: forma de comércio muito lucrativa que incluía três lugares: a América do Norte, as Antilhas e a África.
  20. 20. COMÉRCIO TRIANGULAR
  21. 21. Ingleses, franceses e holandeses no Novo Mundo
  22. 22. Colonização Espanhola Franceses de norte a sul• Início do séc. XVI: começa a expansão marítima francesa.• Tentativas de ocupação territorial de áreas da América espanhola e portuguesa (todas fracassadas).• Êxito na América do Norte, Antilhas e Guianas – estabelecimento de colônias francesas.
  23. 23. A França Antártica• Extração de pau-brasil e participação ativa de seu comércio;• Fundação da França Antártica (1555) - liderados por Villegaignon; - Fixação no litoral do atual estado do Rio de Janeiro; - aliança com os Tupinambá; - expulsos pelos portugueses em 1560.
  24. 24. A França Equinocial• Fundada em 1612, no litoral maranhense.• Financiada pela Coroa francesa e apoiada por nobres e burgueses.• Os franceses são derrotados pelos luso-espanhóis em 1615.• A ocupação efetiva da América Central e do Sul pelos franceses ocorre no séc. XVII (ilhas do Caribe e Guianas, respectivamente).• Estabelecimento de uma economia de plantation, (escravidão e monocultura exportadora).
  25. 25. A presença no norte: Quebec e Louisiana• Expedições francesas na América do Norte.• Estabelecimento de núcleos de povoamento em Quebec (1608), atual Canadá.• Fundação da colônia de Louisiana por volta de 1680.- empreendimento à carga de companhias de comércio.- atividades extrativas (caça, pesca, extração de madeira).• Derrota para os ingleses na Guerra dos Sete Anos (1756- 1763)- perda de territórios coloniais.

×