Descobrimento do brasil imagens

13.195 visualizações

Publicada em

1 comentário
7 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.195
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
517
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Descobrimento do brasil imagens

  1. 1. DESCOBRIMENTO DO BRASIL PROF VANIA
  2. 2. CONTEXTO HISTÓRICODescobrimento do Brasil deve ser entendido dentro do contexto das Grandes Navegações e Descobrimentos Marítimos (séculos XV e XVI).Portugal e Espanha eram as nações mais poderosas do mundoO mar era a rota para chegar as Índias.
  3. 3. ANTECEDENTES• Vasco da Gama retorna vitorioso a Portugal em 1499. Traz uma carga de porcelanas, sedas, tapetes e especiarias que garantem grandes lucros à Coroa.• Nova expedição é organizada e seu comando é entregue ao almirante Pedro Álvares Cabral.• Lisboa, dia 9 de março de 1500, com destino a Calicute, na Índia.• Objetivo é estabelecer uma feitoria – espécie de entreposto comercial – e fazer acordos com o soberano local que garantam o monopólio do comércio para Portugal.
  4. 4. A ESQUADRA DE CABRAL• Maior e mais bem equipada frota a zarpar dos portos ibéricos até então.• Com dez naus e três caravelas, leva 1.500 homens, quase 3% da população de Lisboa, na época com cerca de 50 mil habitantes. São representantes da nobreza, comerciantes, artesãos, religiosos, alguns degredados e soldados. Participa da expedição um banqueiro florentino, Bartholomeu Marquione, elo de ligação entre a Coroa portuguesa e Lourenço de Medici, o senhor de Florença.• Partem de Lisboa no dia 8 de março rumo à Índia.• Depois de quase um mês no mar e de perderem uma das caravelas, a frota chegou ao Brasil no dia 22 de abril de 1500. No inicio os portugueses avistaram um grande monte, que mais tarde passou a ser chamado de Monte Pascoal.
  5. 5. PRIMEIRO CONTATOS COM OS INDIGENAS• Os portugueses chegaram em Porto Seguro, na Bahia, os portugueses foram “recepcionados” pelos índios que rapidamente encantaram-se com os seus metais preciosos. Sem “saber” o que eram realmente aquelas terras, Cabral batizou-as de Ilha de Vera Cruz, e depois que entendeu que se tratava de um continente, chamou-a de Terra de Santa Cruz.• Choque de culturas”, houve estranhamento de ambos os lados.• No dia 26 de abril, foi celebrada a primeira missa no Brasil, rezada pelo Frei Henrique de Coimbra. Após a missa, a esquadra rumou em direção as Índias, em busca das especiarias. Como acreditavam que a terra descoberta se tratava de uma ilha, a nomearam de Ilha de Vera Cruz (primeiro nome do Brasil).
  6. 6. Polêmica: Descobrimento ou chegada?• “Descobrimento do Brasil” - desconsideramos a presença de mais de cinco milhões de indígenas, divididos em várias nações, que já habitavam o Brasil muito tempo antes da chegada dos portugueses.• “Chegada dos Portugueses ao Brasil”. Desta forma é valorizada a presença dos nativos brasileiros no território.• Diante deste contexto, podemos afirmar que os portugueses descobriram o Brasil para os europeus.
  7. 7. A principal fonte histórica• Documento redigido por Pero Vaz de Caminha, o escrivão da esquadra de Cabral. A "Carta de Pero Vaz de Caminha" a D. Manuel I, rei de Portugal, conta com detalhes aspectos da viagem, a chegada ao litoral brasileiro, os índios que habitavam na região e os primeiros contatos entre os portugueses e os nativos.
  8. 8. O BRASIL PRÉ- COLONIAL
  9. 9. • Em 1500, não a criação de uma economia colonial e sim, com o objetivo, de expansão marítima em direção ao Oriente.• No século XVI, logo após da viagem de Cabral ao Brasil, Lisboa já era um grande centro comercial privilegiado por posse de uma grande quantidade de especiarias proveniente das Índias, como: cravo, canela, gengibre, pimenta-do-reino, e especiarias da África, como: sal, marfim, ouro, escravos, etc.• A descoberta do Brasil não mudou esse panorama,• Portugal manteve sua atenção no Oriente, concentrando seus esforços e recursos naquele comércio, enquanto o Brasil ficava num relativo abandono.
  10. 10. Os principais motivos do abandono foram:• Inexistência de riquezas imediatas.• Interesse português no lucrativo comércio com o Oriente.• Pequena população em Portugal para colonizar o Brasil.
  11. 11. Expedições exploratórias• Eram para fazer o reconhecimento da nova terra.• Descobrir suas riquezas e suas potencialidades.• Possuíam caráter misto, combinando interesses de particularidades com os da Coroa, isto é, eram oficiais e compostas de importantes mercadores.
  12. 12. AS DUAS EXPEDIÇÕES EXPLORATÓRIAS• A primeira expedição foi chefiada por Gaspar de Lemos em 1501 e percorreu todo o litoral, dando nomes a alguns locais de acordo com o calendário e santos do dia (como o cabo de São Roque, em 16 de agosto de 1501; São Francisco, em 4 de outubro de 1501; Baía de Todos os Santos, em 1 de novembro de 1501; Rio de Janeiro, em 1 de janeiro de 1502; Angra dos Reis, em 6 de janeiro de 1502; ilha de São Sebastião, em 20 de janeiro de 1502; porto de São Vicente, em 22 de janeiro de 1502, entre outros), essa expedição confirmou a existência de pau-brasil no litoral, madeira muito usada na Europa para tingir tecidos.• A expedição de Gonçalo Coelho em 1503: tinha como objetivo encontrar novas riquezas e extrair o pau-brasil. Fundou os primeiros depósitos de pau-brasil que serviam para as trocas com os índios, chamados feitorias, na região de Cabo Frio e Rio de Janeiro.
  13. 13. O ARRENDAMENTO DO BRASILCoroa Portuguesa tratou de assegurar para si o controle total, ou seja, o monopólio da exploração, do qual os particulares só poderiam participar com permissão real. Em 1502, o rei D. Manuel arrendou a exploração daquela madeira a alguns comerciantes de Lisboa, liderados por Fernão de Noronha.• - Se comprometiam a explorar a costa brasileira.• - Construir feitorias fortificadas.• - Pagar a quinta parte do lucro obtido ao governo.• A Coroa Portuguesa buscava intensificar o comércio e garantir seus domínios coloniais e ainda obter uma parcela do lucro.
  14. 14. CARACTERÍSTICAS DA EXPLORAÇÃO DO PAU-BRASIL• A extração era monopólio da coroa portuguesa• Foram organizadas feitorias, que eram uma espécie de entreposto comercial.• Não estimulou a colonização do Brasil.• Era feito através do escambo:• A madeira era utilizada para extrair um corante vermelho, fazer móveis e barcos.
  15. 15. CONSEQUENCIAS DA EXPLORAÇÃO:DESTRUIÇÃO DA MATA ATLÂNTICA
  16. 16. OUTROS PAISES interessar por essa nova fonte de riqueza e por isso compensaram o atraso com atos de pirataria, invasões e contrabandos.França (que sofria por motivos políticos internos), da Inglaterra e da Holanda. Os piratas eram agentes do governo, tornando isso um assunto de Estado.• A presença francesa nas costa brasileira crescia e colocava em risco o domínio português sobre a colônia. Isso obrigou o governo luso a organizar expedições militares para expulsar os corsários franceses chamadas expedições guarda costeiras.
  17. 17. AS EXPEDIÇÕES GUARDA-COSTAS• 1516 e 1526, chefiada por Cristóvão Jacques.• Não atingiram o objetivo: Pela grandeza do litoral brasileiro, o esquema de policiamento foi ineficiente, alguns navios inimigos foram pegos, mas muitos outros escaparam, tornando evidente a impossibilidade de controlar todo o litoral.
  18. 18. O INICIO DA COLONIZAÇÃO BRASILEIRA• D. João III, adotou uma nova política sobre suas colônias na América, que foi a fixação de colonos à terra e a fundação de povoados e fortificações, dariam maior segurança e garantia à posse portuguesa.• A colonização efetiva do Brasil: a primeira expedição colonizadora, liderada por Martim Afonso de Souza.• Martim Afonso de Souza visava a fixação dos portugueses ao solo brasileiro, intensificar a exploração colonial, procurar mais ouro, formar tropas de soldados para expulsar os estrangeiros e controlou a vinda de sementes e ferramentas agrícolas, para garantir o início do povoamento.• Como quarda-costeira, Martim Afonso, aprisionou várias embarcações francesas; como explorador, chegou ao Sul, até a foz do rio da Prata e enviou várias expedições que penetraram pelo interior da colônia, como colonizador; fez uso de seu poder de distribuir lotes de terra, as sesmarias, aos novos habitantes, alem de dar início à plantação de cana-de-açúcar, construindo, o primeiro engenho da colônia, nomeada Engenho do Governador.
  19. 19. SESMARIAS• Nascia o sistema agrário brasileiro fundado nas grandes propriedades de terras. Martim Afonso também fundou o primeiro povoamento de Brasil, a vila São Vicente, no estado de São Paulo.• Encerram o período pré-colonial.• Martim Afonso retorna a Portugal em 1533.• Enquanto Portugal reformulava sua política para com o Brasil, buscando uma ocupação efetiva do litoral, os espanhóis consolidavam sua conquista na América, destruindo civilizações sofisticadas, como a dos astecas (atual México), as dos maias (na América Central) e a dos incas (atual Peru). A conquista espanhola foi seguida pela descoberta de ricas áreas mineradoras de ouro e prata, o que veio valorizar ainda mais o novo continente.

×