Seminario de farmacodermia veterinária

330 visualizações

Publicada em

Farmacodermia veterinária

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
330
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminario de farmacodermia veterinária

  1. 1. • É a reação adversa ao medicamento (RAM) que se manifesta na pele, órgãos ou sistemas, como rins, fígado, trato gastrointestinal, sistemas hematopoiéticos e nervoso central. Fonte: Spinosa H. S. Farmacologia Aplicada á Medicina Veterinária.2006
  2. 2. • Na Medicina Veterinária merecem destaque entre as chamadas dermatoses por noxas químicas ,as denominadas erupções tegumentares por medicamentos ,que têm como sinonímia ,até mais usual, “erupções medicamentosas” ,”dermatite medicamentosa” ,”alergia a medicamentos” ou, classificamente no Brasil, “farmacodermias”. Fonte: Spinosa H. S. Farmacologia Aplicada á Medicina Veterinária.2006
  3. 3. • As farmacodermias animais são conceituadas como quadros mórbidos pleomórficos , infrequentes , recidivantes , mucotegumentares , com manifestações pruriginosas de distintas intensidades, com sintomatologia geral e assentamento de lesões cutâneas de tipos variáveis e de diagnósticos trabalhoso e prognóstico variável. Fonte: Spinosa H. S. Farmacologia Aplicada á Medicina Veterinária.2006
  4. 4. • Decorrem do uso de todo e qualquer medicamento ou imunógeno, administrado ou utilizados pelas vias: oral, parenteral, inclusive percutaneamente por inalação. • Nos animais algumas raças caninas são mais predispostas: • Poodle, BichonFrise, York Shire, Silky, Pequinês, Maltês, Dobermann, Schnauzer, Dálmata, Pastor Australiano, Pastor Inglês, Schottisch Terrier ,FoxTerrier (pelo de arame), Galgo. Não havendo evidência de predisposição relativa ao sexo ou idade. Fonte: Spinosa H. S. Farmacologia Aplicada á Medicina Veterinária.2006
  5. 5. • Previsíveis( esperadas) ou imprevíseis (idiossincrásicas); • Alérgicas ou não alérgicas (pseudo- alérgicas). • Reações previsíveis: • Reações imprevíseis: Fonte: Spinosa H. S. Farmacologia Aplicada á Medicina Veterinária.2006
  6. 6. • Cerca de 1 a 3 semanas para os primeiros sinais , embora alguns casos são evidenciados após meses da aplicação de vacinas(vasculite com atrofia tegumentar). • Os sinais exibidos pelo animal podem ser localizados ou generalizados: • - Localizado: • - Generalizado: Fonte: Spinosa H. S. Farmacologia Aplicada á Medicina Veterinária.2006
  7. 7. • O diagnóstico é difícil pois as lesões apresentadas nas farmacodermias são extremamente parecidas com lesões de muitas outras doenças dermatológicas. • Exame Histopatológico. Fonte: Spinosa H. S. Farmacologia Aplicada á Medicina Veterinária.2006
  8. 8. • Variam em função do tipo de reação medicamentosa; • A terapia se baseia na suspensão de todo e qualquer medicamento não-essencial a vida ,na reposição de fluidos por via intravenosa, isolamento, alimentação parenteral e terapia tópica pouco agressiva. Os antibióticos devem ser usados com cautela. Fonte: Spinosa H. S. Farmacologia Aplicada á Medicina Veterinária.2006
  9. 9. • Cão foi submetido a um medicamento da classe dos betalactâmico; • Foi administrado por via SC Penicilina G procaína; • Foi retirado uma amostra de pele, para o exame histopatológico; • Foi coletado com um suabe estéril a secreção presente na área da ferida para analise microbiológica.
  10. 10. Evolução da cicatriz com 42 dias. Aspecto da ferida após sete dias na região dorsal (A) lateral esquerda (B).

×