SlideShare uma empresa Scribd logo
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO CURSO DE MEDICINAMÓDULO: Interação com o Meio Ambiente II2º semestre de 2011Introdução à dermatologiaAlessandra Moraes BarrosKaren Von Kossel
Introdução à dermatologiaEstrutura do cursoAnatomia da peleEpidermeDermeHipodermeAparelho unguealAparelho PilarLesões ElementaresPrimariasSecundáriasInteração com o Meio Ambiente II
Estrutura do CursoInteração com o Meio Ambiente IIQuartas – feiras pela manhã discussão formato de ABP.Sextas – feiras à tarde prática no Hospital Ipiranga.Toda a matéria discutida será considerada na prova.Não iremos modificar datas de provas.Data das provas:Prova 1 : 9/9/2011Prova 2: 21/10/2011Prova final: 30/11/2011Devolutiva das provas: 7/12/201Provas substitutivas: 16/12/2011Conferências: quartas-feiras das 13:30 às 17:10hs24/08 – Colagenoses e a Dermatologia; Tumores cutâneos5/10 – DSTs ; Manifestações cutâneas na infecção pelo HIV9/11 - Doenças vesico-bolhosas; Farmacodermias
Interação com o Meio Ambiente IIAnatomia da Pele
Anatomia da Pele
Anatomia da Pele - Epiderme
Anatomia da Pele - Melanócito
Anatomia da Pele – Aparelho Ungueal
Anatomia da Pele – Folículo piloso
Pele normalAnatomia da Pele – corte histológico
Anatomia da Pele – corte histológico Pele normal – palmo plantar
Fisiopatologia das lesõesAnatomia da Pele – fisiopatologia das lesões
Interação com o Meio Ambiente IILesões ElementaresPrimárias  Planas Sólidas Conteúdo líquidoSecundarias Alteração da consistência e/ou espessura Perdas Teciduais
Interação com o Meio Ambiente II – Lesões Elementares
Lesões ElementaresLE Primárias:Planas: - Vásculo- sanguínea: eritema, púrpura, telangiectasias, mancha angiomatosa, mancha anêmica- Pigmentar: leucodermia, (acromia ou hipocromia); hipercromia (melanodermia ou outros pigmentos)Sólidas: pápula, placa, urtica, nódulo, gomas, vegetaçãoConteúdo líquido: vesícula, bolha, pústula, abscesso, cisto, hematomaLE Secundarias:Alteração da consistência e espessura: queratose, liquenificação, edema, esclerose, atrofia, cicatrizPerdas Teciduais: exulceração, úlcera, crosta, escama, fissura, fístula.
Lesão Elementar Primária  - Plana -1. Mácula ou Mancha: modificações de coloração da pele sem alteração de relevo ou consistênciaVásculo- sanguínea (b)	- congestão vascular      - constrição vascular - extravasamento de hemácias Pigmentar (a)- deposição de melanina- pigmentos endógenos ou exógenos
Lesão Elementar Primária 1. Planas: Mácula ou Mancha  Vásculo - sanguíneas:EritemaPúrpuraTelangiectasiasMancha angiomatosaMancha anêmica   Pigmentares:LeucodermiaHipercromia
Lesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Vasculo-sanguínea1.1. EritemaMancha de coloração vermelha vasodilatação : desaparece a dígito ou vitropressãotonalidades e padrões variados: eritema cianótico, rubro ou exantemático. Examtemamorbiliforme - kawasakimeningococciemiaVasculite – cianose de extremidade
Lesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Vasculo-sanguínea 1.2. Púrpura    Mancha vermelho-violácea 
  não desaparece à digito ou vitropressão
  sangue extravascular :  extravasamento de hemácias na derme
  equimoses e petéquias.Petéquia: < 1 cmEquimose: > 1 cm
Lesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Vasculo-sanguínea1.3. Telangiectasia  dilatação vascular capilar
  artérias ou veias de pequeno calibre - menor que 2mm
  derme superficial
  lesão linear, sinuosa, estelar ou puntiformeLesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Vasculo-sanguínea1.4.Mancha angiomatosaneoformação vascular na derme
  lesão eritematosa
  regride quase que totalmente à digito ou vitropressão1.5. Mancha anêmicaAusência de rede vascular da derme superficialLesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Pigmentar1.6. Leucodermia: Mancha branca: ausência (acromia) de pigmento melânico (melanina) na epiderme
 diminuição (hipocromia)Ptiriasealbahanseníasevitiligo
Lesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Pigmentar1.7. Hipercromia  depósito de pigmento (melanina ou outro pigmento)
hiperpigmentação:
 generalizada (síndrome de Cushing, Doença de Addison, porfiria, pelagra)
 localizada (cloasma, eritema pigmentar fixo)
 espessamento associados - hiperqueratose (acantose nigricante)acantose nigricantemelasmaeritema pigmentar fixoNevo de Ota
Lesão Elementar Primária 2. Sólidas:PápulaPlacaUrticaNódulo Gomas  Vegetação
Lesão Elementar Primária – Sólida2.1. Pápula Lesão sólida e circunscrita
  < 1cm de diâmetro
  elevada
  superfície plana ou encurvada
  epidérmica, dérmica ou mista.Lesão Elementar Primária – Sólida – Pápula
Lesão Elementar Primária – Sólida2.2 . PlacaLesão elevada, maior que 1cm, geralmente de superfície plana.A superfície da placa pode ser também descamativa, crostosa, queratinizada ou macerada.Pode ser constituída pela confluência de várias pápulas (placa papulosa).O termo "placa" também é empregado para a confluência de máculas, sendo então denominada a lesão placa maculosa. 
Lesão Elementar Primária – Sólida2.3. UrticaLesão com relevo, consistente, edematosa, circunscrita, de cor vermelho-róseo ou branco-porcelana, efêmera, circundado por halo eritematoso ou anêmico.*ATENÇÃO: A urtica é lesão decorrente de edema dérmico, ao invés de infiltração celular 
Lesão Elementar Primária – Sólida2.4. NóduloInfiltrado sólido circunscrito, geralmente bem delimitado, persistente, de localização dérmica ou hipodérmica, podendo ser elevado ou situado profundamente na derme, medindo 1 a 3 cm de diâmetro. Costuma ser mais palpável que visível.
Lesão Elementar Primária – Sólida2.5. GomaNódulo ou tumor que se liqüefaz no centro, drenando, por ulceração ou fistulização, substância que varia conforme o processo básico.  
Lesão Elementar Primária – Sólida2.6. VegetaçãoPápula elevada, pediculada ou não, de superfície irregular.Pode ser recoberta por superfície queratósica dura, inelástica e amarelada, recebendo o nome de verrucosidade ou lesão verrucosa.  
Lesão Elementar Primária 3. Conteúdo líquido VesículaBolhaPústula AbscessoCistoHematoma
Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.1. VesículaPequena cavidade de localização geralmente intraepidérmica (podendo ser subcórnea, intraepitelial ou subepidérmica), de conteúdo claro, medindo menos de 1cm de diâmetro. A lesão é elevada e circunscrita. A superfície pode ser esférica, pontiaguda ou umbilicada. Freqüentemente ocorre turvação (pustulização) de seu conteúdo 
Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.2. BolhaElevação circunscrita da pele, maior que 1cm. Situa-se na epiderme ou entre a epiderme e a derme. Seu conteúdo é inicialmente seroso e claro - pode depois ser purulento ou hemorrágico. Dependendo do nível de formação, a bolha pode ser flácida e fugaz (como nos pênfigos) ou tensa e duradoura (como na dermatite herpetiforme de Dühring - Brocq). Quando a bolha é provocada por queimadura, denomina-se flictena .
Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.3. PústulaElevação circunscrita da epiderme, pequena cavidade similar à vesícula, de conteúdo purulento.A pústula pode ser séptica, como no impetigo ou na acne juvenil, ou asséptica, como na psoríase pustulosa. 
Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.4. AbscessoÉ uma coleção de pús profunda, situada na derme ou tecido subcutâneo, geralmente acompanhada de sinais inflamatórios (edema, rubor, calor e dor) causada por infecção, inflamação ou degeneração tumoral. Pode situar-se em qualquer órgão. Na pele, pode desenvolver-se a partir de foliculite profunda, traumatismos ao redor de corpo estranho ou outras infecções mais profundas. Pode drenar na pele como coleção purulenta, mas geralmente apresenta-se como nódulo eritematoso.
Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.5. CistoCavidade revestida por epitélio*, cujo conteúdo varia de líquido a pastoso. São tumores benignos relativamente comuns, derivados de anexos cutâneos, encontrados especialmente no couro cabeludo e no tórax. São geralmente solitários ou aparecem em pequeno número.Cistos múltiplos aparecem na acne e em alguns distúrbios específicos (esteatocistoma múltiplo), bem como em locais específicos (cistos escrotais). A pele que recobre o cisto é móvel, exceto nas proximidades do pequeno orifício central.Esse orifício existe na maioria dos cistos epidermóides e por ele podem entrar bactérias e haver extravasamento do conteúdo gorduroso, com queratina.* (dependendo de local do cisto, o epitélio poderá ser glandular ou queratinizado)
Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.6. hematomaColeção sangüínea localizada na derme ou tecido subcutâneo, geralmente restrita ao local do trauma. 
Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessuraLesões Elementares Secundárias4. Alteração da consistência e/ou espessuraQueratoseLiquenificaçãoEdema Esclerose Atrofia Cicatriz
Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.1. Queratose  espessamento da camada córnea
  consistência endurecida
  coloração esbranquiçada, amarelada ou pardacenta
  quando excessiva, aspecto de verrucosidadeLesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessuraQueratose
Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.2. Liquenificação  Espessamento da pele
  acentuação dos sulcos ou do quadriculado normal da pele
  decorrente do ato de coçar
  A liquenificação pode apresentar alterações da cor da peleLesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessuraLiquenificação
Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.3. EdemaExtravasamento de líquido na derme ou hipoderme, assumindo a coloração da pele ou apresentando eritema na superfície da lesão. 
Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.4. Esclerose- Alteração da espessura ( atrofia) e da consistência da pele- Rígida, perde o pregueado e resiste à distensão enrugamento- lisa e brilhante- firme e endurecida : mais palpáveis do que visíveis- pele da superfície da esclerose é branca e brilhante, com perda total dos sulcos naturais. 
Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.5. AtrofiaAdelgaçamento da pele
  redução dos elementos constituintes dos tecidos normais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lesões Cutâneas do RN
Lesões Cutâneas do RNLesões Cutâneas do RN
Lesões Cutâneas do RN
Laped Ufrn
 
Anormalidades das Unhas - GESME - Profa. Rilva Lopes de Sousa-Muñoz
Anormalidades das Unhas - GESME - Profa. Rilva Lopes de Sousa-MuñozAnormalidades das Unhas - GESME - Profa. Rilva Lopes de Sousa-Muñoz
Anormalidades das Unhas - GESME - Profa. Rilva Lopes de Sousa-Muñoz
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Úlceras Vasculogênicas
Úlceras VasculogênicasÚlceras Vasculogênicas
Úlceras Vasculogênicas
Janaína Lassala
 
Dermatite Atópica - Revisão de Artigo
Dermatite Atópica - Revisão de Artigo Dermatite Atópica - Revisão de Artigo
Dermatite Atópica - Revisão de Artigo
blogped1
 
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENFAvaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Janaína Lassala
 
Semiologia 02 roteiro prático de anamnese e exame físico
Semiologia 02   roteiro prático de anamnese e exame físicoSemiologia 02   roteiro prático de anamnese e exame físico
Semiologia 02 roteiro prático de anamnese e exame físico
Jucie Vasconcelos
 
Apresentação exame físico cabeça
Apresentação exame físico cabeçaApresentação exame físico cabeça
Apresentação exame físico cabeça
Guilherme Decanini
 
Lesoes elementares
Lesoes elementaresLesoes elementares
Lesoes elementares
Inaiara Bragante
 
Exame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoçoExame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoço
pauloalambert
 
Exame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoçoExame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoço
Moisés Barbosa
 
Síndrome Aspiração meconial
Síndrome Aspiração meconialSíndrome Aspiração meconial
Síndrome Aspiração meconial
Samuel Benjamin
 
Fácies - Profa. Rilva Muñoz
Fácies - Profa. Rilva MuñozFácies - Profa. Rilva Muñoz
Fácies - Profa. Rilva Muñoz
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Doenças+exantemática
Doenças+exantemáticaDoenças+exantemática
Doenças+exantemática
blogped1
 
Calcificações patológicas
Calcificações patológicasCalcificações patológicas
Calcificações patológicas
Marília Gomes
 
Reflexos
ReflexosReflexos
Reflexos
pauloalambert
 
Exame físico do Tórax
Exame físico do TóraxExame físico do Tórax
Exame físico do Tórax
pauloalambert
 
Estadiamento Puberal : Critérios de Tanner
Estadiamento Puberal : Critérios de TannerEstadiamento Puberal : Critérios de Tanner
Estadiamento Puberal : Critérios de Tanner
blogped1
 
Semiologia cardíaca
Semiologia cardíaca Semiologia cardíaca
Semiologia cardíaca
Paulo Alambert
 
Queimaduras
QueimadurasQueimaduras
Queimaduras
Nathanael Amparo
 
Exame Físico Neurologico
Exame Físico NeurologicoExame Físico Neurologico
Exame Físico Neurologico
resenfe2013
 

Mais procurados (20)

Lesões Cutâneas do RN
Lesões Cutâneas do RNLesões Cutâneas do RN
Lesões Cutâneas do RN
 
Anormalidades das Unhas - GESME - Profa. Rilva Lopes de Sousa-Muñoz
Anormalidades das Unhas - GESME - Profa. Rilva Lopes de Sousa-MuñozAnormalidades das Unhas - GESME - Profa. Rilva Lopes de Sousa-Muñoz
Anormalidades das Unhas - GESME - Profa. Rilva Lopes de Sousa-Muñoz
 
Úlceras Vasculogênicas
Úlceras VasculogênicasÚlceras Vasculogênicas
Úlceras Vasculogênicas
 
Dermatite Atópica - Revisão de Artigo
Dermatite Atópica - Revisão de Artigo Dermatite Atópica - Revisão de Artigo
Dermatite Atópica - Revisão de Artigo
 
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENFAvaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
 
Semiologia 02 roteiro prático de anamnese e exame físico
Semiologia 02   roteiro prático de anamnese e exame físicoSemiologia 02   roteiro prático de anamnese e exame físico
Semiologia 02 roteiro prático de anamnese e exame físico
 
Apresentação exame físico cabeça
Apresentação exame físico cabeçaApresentação exame físico cabeça
Apresentação exame físico cabeça
 
Lesoes elementares
Lesoes elementaresLesoes elementares
Lesoes elementares
 
Exame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoçoExame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoço
 
Exame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoçoExame fisico cabeça e pescoço
Exame fisico cabeça e pescoço
 
Síndrome Aspiração meconial
Síndrome Aspiração meconialSíndrome Aspiração meconial
Síndrome Aspiração meconial
 
Fácies - Profa. Rilva Muñoz
Fácies - Profa. Rilva MuñozFácies - Profa. Rilva Muñoz
Fácies - Profa. Rilva Muñoz
 
Doenças+exantemática
Doenças+exantemáticaDoenças+exantemática
Doenças+exantemática
 
Calcificações patológicas
Calcificações patológicasCalcificações patológicas
Calcificações patológicas
 
Reflexos
ReflexosReflexos
Reflexos
 
Exame físico do Tórax
Exame físico do TóraxExame físico do Tórax
Exame físico do Tórax
 
Estadiamento Puberal : Critérios de Tanner
Estadiamento Puberal : Critérios de TannerEstadiamento Puberal : Critérios de Tanner
Estadiamento Puberal : Critérios de Tanner
 
Semiologia cardíaca
Semiologia cardíaca Semiologia cardíaca
Semiologia cardíaca
 
Queimaduras
QueimadurasQueimaduras
Queimaduras
 
Exame Físico Neurologico
Exame Físico NeurologicoExame Físico Neurologico
Exame Físico Neurologico
 

Destaque

Sistema Tegumentar
Sistema TegumentarSistema Tegumentar
Sistema Tegumentar
Osmilde Lavigne Gaspar
 
Radiologia torax
Radiologia toraxRadiologia torax
Radiologia torax
copador
 
Lesoes parte I
Lesoes parte ILesoes parte I
Lesoes parte I
Dermatologiacebcm
 
DERMATO - LESÕES ELEMENTARES
DERMATO - LESÕES ELEMENTARESDERMATO - LESÕES ELEMENTARES
DERMATO - LESÕES ELEMENTARES
Italo Pinto
 
DPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva Cronica
DPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva CronicaDPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva Cronica
DPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva Cronica
Ana Hollanders
 
Fotos para estudiar - 2do Examen - DERMATOLOGIA
Fotos para estudiar - 2do Examen - DERMATOLOGIAFotos para estudiar - 2do Examen - DERMATOLOGIA
Fotos para estudiar - 2do Examen - DERMATOLOGIA
Rhanniel Villar
 

Destaque (6)

Sistema Tegumentar
Sistema TegumentarSistema Tegumentar
Sistema Tegumentar
 
Radiologia torax
Radiologia toraxRadiologia torax
Radiologia torax
 
Lesoes parte I
Lesoes parte ILesoes parte I
Lesoes parte I
 
DERMATO - LESÕES ELEMENTARES
DERMATO - LESÕES ELEMENTARESDERMATO - LESÕES ELEMENTARES
DERMATO - LESÕES ELEMENTARES
 
DPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva Cronica
DPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva CronicaDPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva Cronica
DPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva Cronica
 
Fotos para estudiar - 2do Examen - DERMATOLOGIA
Fotos para estudiar - 2do Examen - DERMATOLOGIAFotos para estudiar - 2do Examen - DERMATOLOGIA
Fotos para estudiar - 2do Examen - DERMATOLOGIA
 

Semelhante a Introdução à dermatologia

Propedêutica dermatológica e lesões elementares
Propedêutica dermatológica e lesões elementaresPropedêutica dermatológica e lesões elementares
Propedêutica dermatológica e lesões elementares
Vanessa Boeira
 
Exame físico Pele e Fâneros.pdf
Exame físico Pele e Fâneros.pdfExame físico Pele e Fâneros.pdf
Exame físico Pele e Fâneros.pdf
douglas870578
 
2)dermatologia exame clínico
2)dermatologia   exame clínico2)dermatologia   exame clínico
2)dermatologia exame clínico
Karen Werlang
 
Sistema Tegumentar tati senac-ma
Sistema Tegumentar tati senac-ma Sistema Tegumentar tati senac-ma
Sistema Tegumentar tati senac-ma
Anne Ribeiro
 
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptxAula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
RenataDaCostaPereira1
 
Aula 1.pdf
Aula 1.pdfAula 1.pdf
podology 122539a30a568ad146e2bee017c45db8b26bfd4655f9edde01e56e14c68842ef5935...
podology 122539a30a568ad146e2bee017c45db8b26bfd4655f9edde01e56e14c68842ef5935...podology 122539a30a568ad146e2bee017c45db8b26bfd4655f9edde01e56e14c68842ef5935...
podology 122539a30a568ad146e2bee017c45db8b26bfd4655f9edde01e56e14c68842ef5935...
CleitonPacificodosSa
 
Cartaz up 2015
Cartaz up 2015Cartaz up 2015
Cartaz up 2015
Frederico Brandão
 
Pele e anexos alides
Pele e anexos alidesPele e anexos alides
Pele e anexos alides
Olavo Duarte
 
AULA 6.pptx
AULA 6.pptxAULA 6.pptx
AULA 6.pptx
SoraiaLago5
 
Sífilis
SífilisSífilis
Doenças de pele, unhas e cabelos
Doenças de pele, unhas e cabelosDoenças de pele, unhas e cabelos
Doenças de pele, unhas e cabelos
Patricia Prestes patyprestes
 
Dermatologia 01
Dermatologia 01Dermatologia 01
Dermatologia 01
Catarina Schmidt
 
Livro sobre clínica médica que contém os principais topicos do tema
Livro sobre clínica médica que contém os principais topicos do temaLivro sobre clínica médica que contém os principais topicos do tema
Livro sobre clínica médica que contém os principais topicos do tema
CarlosViniciusLopesL1
 
Apost sistema tegumentar humano parte 4
Apost sistema tegumentar humano parte 4Apost sistema tegumentar humano parte 4
Apost sistema tegumentar humano parte 4
André Fidelis
 
3. Lesões Elementares da Cavidade Oral.pdf
3. Lesões Elementares da Cavidade Oral.pdf3. Lesões Elementares da Cavidade Oral.pdf
3. Lesões Elementares da Cavidade Oral.pdf
GiseleFLimonta
 
Líquen Plano. Resumido.Dermatologia (1).ppt
Líquen Plano. Resumido.Dermatologia (1).pptLíquen Plano. Resumido.Dermatologia (1).ppt
Líquen Plano. Resumido.Dermatologia (1).ppt
Alberto205764
 
Sistema Tegumentar
Sistema TegumentarSistema Tegumentar
Sistema Tegumentar
Giulio Bonanno
 
Shirley - 20/09/2012
Shirley - 20/09/2012Shirley - 20/09/2012
Shirley - 20/09/2012
Anais IV CBED
 
Dermatologia completa
Dermatologia   completaDermatologia   completa
Dermatologia completa
Jucie Vasconcelos
 

Semelhante a Introdução à dermatologia (20)

Propedêutica dermatológica e lesões elementares
Propedêutica dermatológica e lesões elementaresPropedêutica dermatológica e lesões elementares
Propedêutica dermatológica e lesões elementares
 
Exame físico Pele e Fâneros.pdf
Exame físico Pele e Fâneros.pdfExame físico Pele e Fâneros.pdf
Exame físico Pele e Fâneros.pdf
 
2)dermatologia exame clínico
2)dermatologia   exame clínico2)dermatologia   exame clínico
2)dermatologia exame clínico
 
Sistema Tegumentar tati senac-ma
Sistema Tegumentar tati senac-ma Sistema Tegumentar tati senac-ma
Sistema Tegumentar tati senac-ma
 
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptxAula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
 
Aula 1.pdf
Aula 1.pdfAula 1.pdf
Aula 1.pdf
 
podology 122539a30a568ad146e2bee017c45db8b26bfd4655f9edde01e56e14c68842ef5935...
podology 122539a30a568ad146e2bee017c45db8b26bfd4655f9edde01e56e14c68842ef5935...podology 122539a30a568ad146e2bee017c45db8b26bfd4655f9edde01e56e14c68842ef5935...
podology 122539a30a568ad146e2bee017c45db8b26bfd4655f9edde01e56e14c68842ef5935...
 
Cartaz up 2015
Cartaz up 2015Cartaz up 2015
Cartaz up 2015
 
Pele e anexos alides
Pele e anexos alidesPele e anexos alides
Pele e anexos alides
 
AULA 6.pptx
AULA 6.pptxAULA 6.pptx
AULA 6.pptx
 
Sífilis
SífilisSífilis
Sífilis
 
Doenças de pele, unhas e cabelos
Doenças de pele, unhas e cabelosDoenças de pele, unhas e cabelos
Doenças de pele, unhas e cabelos
 
Dermatologia 01
Dermatologia 01Dermatologia 01
Dermatologia 01
 
Livro sobre clínica médica que contém os principais topicos do tema
Livro sobre clínica médica que contém os principais topicos do temaLivro sobre clínica médica que contém os principais topicos do tema
Livro sobre clínica médica que contém os principais topicos do tema
 
Apost sistema tegumentar humano parte 4
Apost sistema tegumentar humano parte 4Apost sistema tegumentar humano parte 4
Apost sistema tegumentar humano parte 4
 
3. Lesões Elementares da Cavidade Oral.pdf
3. Lesões Elementares da Cavidade Oral.pdf3. Lesões Elementares da Cavidade Oral.pdf
3. Lesões Elementares da Cavidade Oral.pdf
 
Líquen Plano. Resumido.Dermatologia (1).ppt
Líquen Plano. Resumido.Dermatologia (1).pptLíquen Plano. Resumido.Dermatologia (1).ppt
Líquen Plano. Resumido.Dermatologia (1).ppt
 
Sistema Tegumentar
Sistema TegumentarSistema Tegumentar
Sistema Tegumentar
 
Shirley - 20/09/2012
Shirley - 20/09/2012Shirley - 20/09/2012
Shirley - 20/09/2012
 
Dermatologia completa
Dermatologia   completaDermatologia   completa
Dermatologia completa
 

Último

Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdfRelação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
maripinkmarianne
 
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
KauFelipo
 
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
OttomGonalvesDaSilva
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
guilhermefontenele8
 
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdfCirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
BrunaNeves80
 
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RXPosicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
paathizinhya
 
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das MãosTREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
Anderson1783
 

Último (7)

Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdfRelação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
 
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
 
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
 
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdfCirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
 
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RXPosicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
 
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das MãosTREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
 

Introdução à dermatologia

  • 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO CURSO DE MEDICINAMÓDULO: Interação com o Meio Ambiente II2º semestre de 2011Introdução à dermatologiaAlessandra Moraes BarrosKaren Von Kossel
  • 2. Introdução à dermatologiaEstrutura do cursoAnatomia da peleEpidermeDermeHipodermeAparelho unguealAparelho PilarLesões ElementaresPrimariasSecundáriasInteração com o Meio Ambiente II
  • 3. Estrutura do CursoInteração com o Meio Ambiente IIQuartas – feiras pela manhã discussão formato de ABP.Sextas – feiras à tarde prática no Hospital Ipiranga.Toda a matéria discutida será considerada na prova.Não iremos modificar datas de provas.Data das provas:Prova 1 : 9/9/2011Prova 2: 21/10/2011Prova final: 30/11/2011Devolutiva das provas: 7/12/201Provas substitutivas: 16/12/2011Conferências: quartas-feiras das 13:30 às 17:10hs24/08 – Colagenoses e a Dermatologia; Tumores cutâneos5/10 – DSTs ; Manifestações cutâneas na infecção pelo HIV9/11 - Doenças vesico-bolhosas; Farmacodermias
  • 4. Interação com o Meio Ambiente IIAnatomia da Pele
  • 6. Anatomia da Pele - Epiderme
  • 7. Anatomia da Pele - Melanócito
  • 8. Anatomia da Pele – Aparelho Ungueal
  • 9. Anatomia da Pele – Folículo piloso
  • 10. Pele normalAnatomia da Pele – corte histológico
  • 11. Anatomia da Pele – corte histológico Pele normal – palmo plantar
  • 12. Fisiopatologia das lesõesAnatomia da Pele – fisiopatologia das lesões
  • 13. Interação com o Meio Ambiente IILesões ElementaresPrimárias Planas Sólidas Conteúdo líquidoSecundarias Alteração da consistência e/ou espessura Perdas Teciduais
  • 14. Interação com o Meio Ambiente II – Lesões Elementares
  • 15. Lesões ElementaresLE Primárias:Planas: - Vásculo- sanguínea: eritema, púrpura, telangiectasias, mancha angiomatosa, mancha anêmica- Pigmentar: leucodermia, (acromia ou hipocromia); hipercromia (melanodermia ou outros pigmentos)Sólidas: pápula, placa, urtica, nódulo, gomas, vegetaçãoConteúdo líquido: vesícula, bolha, pústula, abscesso, cisto, hematomaLE Secundarias:Alteração da consistência e espessura: queratose, liquenificação, edema, esclerose, atrofia, cicatrizPerdas Teciduais: exulceração, úlcera, crosta, escama, fissura, fístula.
  • 16. Lesão Elementar Primária - Plana -1. Mácula ou Mancha: modificações de coloração da pele sem alteração de relevo ou consistênciaVásculo- sanguínea (b) - congestão vascular - constrição vascular - extravasamento de hemácias Pigmentar (a)- deposição de melanina- pigmentos endógenos ou exógenos
  • 17. Lesão Elementar Primária 1. Planas: Mácula ou Mancha Vásculo - sanguíneas:EritemaPúrpuraTelangiectasiasMancha angiomatosaMancha anêmica Pigmentares:LeucodermiaHipercromia
  • 18. Lesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Vasculo-sanguínea1.1. EritemaMancha de coloração vermelha vasodilatação : desaparece a dígito ou vitropressãotonalidades e padrões variados: eritema cianótico, rubro ou exantemático. Examtemamorbiliforme - kawasakimeningococciemiaVasculite – cianose de extremidade
  • 19. Lesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Vasculo-sanguínea 1.2. Púrpura Mancha vermelho-violácea 
  • 20. não desaparece à digito ou vitropressão
  • 21. sangue extravascular : extravasamento de hemácias na derme
  • 22. equimoses e petéquias.Petéquia: < 1 cmEquimose: > 1 cm
  • 23. Lesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Vasculo-sanguínea1.3. Telangiectasia dilatação vascular capilar
  • 24. artérias ou veias de pequeno calibre - menor que 2mm
  • 25. derme superficial
  • 26. lesão linear, sinuosa, estelar ou puntiformeLesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Vasculo-sanguínea1.4.Mancha angiomatosaneoformação vascular na derme
  • 27. lesão eritematosa
  • 28. regride quase que totalmente à digito ou vitropressão1.5. Mancha anêmicaAusência de rede vascular da derme superficialLesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Pigmentar1.6. Leucodermia: Mancha branca: ausência (acromia) de pigmento melânico (melanina) na epiderme
  • 30. Lesão Elementar Primária – Plana – (Mácula) – Origem Pigmentar1.7. Hipercromia depósito de pigmento (melanina ou outro pigmento)
  • 32. generalizada (síndrome de Cushing, Doença de Addison, porfiria, pelagra)
  • 33. localizada (cloasma, eritema pigmentar fixo)
  • 34. espessamento associados - hiperqueratose (acantose nigricante)acantose nigricantemelasmaeritema pigmentar fixoNevo de Ota
  • 35. Lesão Elementar Primária 2. Sólidas:PápulaPlacaUrticaNódulo Gomas Vegetação
  • 36. Lesão Elementar Primária – Sólida2.1. Pápula Lesão sólida e circunscrita
  • 37. < 1cm de diâmetro
  • 39. superfície plana ou encurvada
  • 40. epidérmica, dérmica ou mista.Lesão Elementar Primária – Sólida – Pápula
  • 41. Lesão Elementar Primária – Sólida2.2 . PlacaLesão elevada, maior que 1cm, geralmente de superfície plana.A superfície da placa pode ser também descamativa, crostosa, queratinizada ou macerada.Pode ser constituída pela confluência de várias pápulas (placa papulosa).O termo "placa" também é empregado para a confluência de máculas, sendo então denominada a lesão placa maculosa. 
  • 42. Lesão Elementar Primária – Sólida2.3. UrticaLesão com relevo, consistente, edematosa, circunscrita, de cor vermelho-róseo ou branco-porcelana, efêmera, circundado por halo eritematoso ou anêmico.*ATENÇÃO: A urtica é lesão decorrente de edema dérmico, ao invés de infiltração celular 
  • 43. Lesão Elementar Primária – Sólida2.4. NóduloInfiltrado sólido circunscrito, geralmente bem delimitado, persistente, de localização dérmica ou hipodérmica, podendo ser elevado ou situado profundamente na derme, medindo 1 a 3 cm de diâmetro. Costuma ser mais palpável que visível.
  • 44. Lesão Elementar Primária – Sólida2.5. GomaNódulo ou tumor que se liqüefaz no centro, drenando, por ulceração ou fistulização, substância que varia conforme o processo básico.  
  • 45. Lesão Elementar Primária – Sólida2.6. VegetaçãoPápula elevada, pediculada ou não, de superfície irregular.Pode ser recoberta por superfície queratósica dura, inelástica e amarelada, recebendo o nome de verrucosidade ou lesão verrucosa.  
  • 46. Lesão Elementar Primária 3. Conteúdo líquido VesículaBolhaPústula AbscessoCistoHematoma
  • 47. Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.1. VesículaPequena cavidade de localização geralmente intraepidérmica (podendo ser subcórnea, intraepitelial ou subepidérmica), de conteúdo claro, medindo menos de 1cm de diâmetro. A lesão é elevada e circunscrita. A superfície pode ser esférica, pontiaguda ou umbilicada. Freqüentemente ocorre turvação (pustulização) de seu conteúdo 
  • 48. Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.2. BolhaElevação circunscrita da pele, maior que 1cm. Situa-se na epiderme ou entre a epiderme e a derme. Seu conteúdo é inicialmente seroso e claro - pode depois ser purulento ou hemorrágico. Dependendo do nível de formação, a bolha pode ser flácida e fugaz (como nos pênfigos) ou tensa e duradoura (como na dermatite herpetiforme de Dühring - Brocq). Quando a bolha é provocada por queimadura, denomina-se flictena .
  • 49. Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.3. PústulaElevação circunscrita da epiderme, pequena cavidade similar à vesícula, de conteúdo purulento.A pústula pode ser séptica, como no impetigo ou na acne juvenil, ou asséptica, como na psoríase pustulosa. 
  • 50. Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.4. AbscessoÉ uma coleção de pús profunda, situada na derme ou tecido subcutâneo, geralmente acompanhada de sinais inflamatórios (edema, rubor, calor e dor) causada por infecção, inflamação ou degeneração tumoral. Pode situar-se em qualquer órgão. Na pele, pode desenvolver-se a partir de foliculite profunda, traumatismos ao redor de corpo estranho ou outras infecções mais profundas. Pode drenar na pele como coleção purulenta, mas geralmente apresenta-se como nódulo eritematoso.
  • 51. Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.5. CistoCavidade revestida por epitélio*, cujo conteúdo varia de líquido a pastoso. São tumores benignos relativamente comuns, derivados de anexos cutâneos, encontrados especialmente no couro cabeludo e no tórax. São geralmente solitários ou aparecem em pequeno número.Cistos múltiplos aparecem na acne e em alguns distúrbios específicos (esteatocistoma múltiplo), bem como em locais específicos (cistos escrotais). A pele que recobre o cisto é móvel, exceto nas proximidades do pequeno orifício central.Esse orifício existe na maioria dos cistos epidermóides e por ele podem entrar bactérias e haver extravasamento do conteúdo gorduroso, com queratina.* (dependendo de local do cisto, o epitélio poderá ser glandular ou queratinizado)
  • 52. Lesão Elementar Primária – Conteúdo líquido – 3.6. hematomaColeção sangüínea localizada na derme ou tecido subcutâneo, geralmente restrita ao local do trauma. 
  • 53. Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessuraLesões Elementares Secundárias4. Alteração da consistência e/ou espessuraQueratoseLiquenificaçãoEdema Esclerose Atrofia Cicatriz
  • 54. Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.1. Queratose espessamento da camada córnea
  • 55. consistência endurecida
  • 56. coloração esbranquiçada, amarelada ou pardacenta
  • 57. quando excessiva, aspecto de verrucosidadeLesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessuraQueratose
  • 58. Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.2. Liquenificação Espessamento da pele
  • 59. acentuação dos sulcos ou do quadriculado normal da pele
  • 60. decorrente do ato de coçar
  • 61. A liquenificação pode apresentar alterações da cor da peleLesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessuraLiquenificação
  • 62. Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.3. EdemaExtravasamento de líquido na derme ou hipoderme, assumindo a coloração da pele ou apresentando eritema na superfície da lesão. 
  • 63. Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.4. Esclerose- Alteração da espessura ( atrofia) e da consistência da pele- Rígida, perde o pregueado e resiste à distensão enrugamento- lisa e brilhante- firme e endurecida : mais palpáveis do que visíveis- pele da superfície da esclerose é branca e brilhante, com perda total dos sulcos naturais. 
  • 64. Lesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.5. AtrofiaAdelgaçamento da pele
  • 65. redução dos elementos constituintes dos tecidos normais
  • 66. enrugamento, elevação ou depressão em relação aos planos circunjacentes
  • 67. idiopática ou secundária a processos inflamatórios e infecciososLesão Elementar Secundárias – Alteração da consistência e/ou espessura4.6. CicatrizLesão brilhanteDestituída dos anexos cutâneosDecorrente da reparação dos tecidos destruídosPode ser plana, deprimida ou elevada.
  • 68. Lesões Elementares Secundárias5. Perdas TeciduaisExulceraçãoÚlcera CrostaEscama FissuraFístula
  • 69. Lesão Elementar Secundárias – Perdas Teciduais5.1. Erosão ou Exulceraçãoperda parcial da epiderme não deixa cicatrizsecundária à ruptura de bolha intraepidérmicaexsudato
  • 70. Lesão Elementar Secundárias – Perdas Teciduais5.2. Úlceraperda circunscrita de epiderme e dermepode atingir a hipoderme e tecidos subjacentes
  • 71. Lesão Elementar Secundárias – Perdas Teciduais5.3. CrostaMassa de exsudato na área de perda tecidualdessecamento de serosidade, pús ou sangue, em mistura com restos epiteliaiscores variáveis conforme o tipo de secreção: vermelho-escuro - hemáticaamarelo - sero-hemáticaesverdeada – purulentaimpetigo, a crostas é amarela e típica, melicérica -cor do mel.
  • 72. Lesão Elementar Secundárias – Perdas Teciduais5.4. Escamamassa laminar, aspecto e dimensões variáveisacúmulo de queratinócitos - distúrbio da queratinizaçãoacompanhada  de eritemapode ser seca ou gordurosa, laminar, nacarada ou fina (furfurácea)
  • 73. Lesão Elementar Secundárias – Perdas Teciduais5.5. FissuraFenda linear, estreita e profunda na pele.eczema crônico e no intertrigo. pele perde flexibilidade, quebradiça ou maceradamais proeminentes em áreas distendidas por movimento (lábios, dobras, mãos e pés)
  • 74. Lesão Elementar Secundárias – Perdas Teciduais5.6. FístulaPertuito da pele, com borda fibrótica,Drenagem de foco supurativo ou necrótico profundoMicetoma - nocardia
  • 85. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO CURSO DE MEDICINAMÓDULO: Interação com o Meio Ambiente II2º semestre de 2011Obrigada pela atenção!Alessandra Moraes BarrosKaren Von Kossel

Notas do Editor

  1. Tinha pedis
  2. MELANOMA