SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Baixar para ler offline
EAE – 81 COSMOGONIA
COSMOGONIA
EAE 81- Cosmogonia
Significa: como surgiu o mundo?
1/16
EAE - 81 COSMOGONIA
Filósofos e Cientistas
do passado
O que esta na apostila
são as interpretações de
vários filósofos, cientistas
e religiosos sobre as
verdades divinas, porem
essas verdades divinas
residem dentro de cada
um de nós, nos
substratos da
consciência, bastando
nossa pesquisa e
reflexões para chegarmos
a nossa cosmogenese.
Pai, será que
eles leram a
aula ???
2
Reflexão: filosofar...
1. Como você
concebe o universo
exterior?
2. Como você
concebe o seu
universo interior?
3. Você se sente uma
Centelha Divina?
4. O que é para você:
ser Um Pedacinho
de Deus?
EAE - 81 COSMOGONIA 3
Reflexão:
EAE - 81 COSMOGONIA
Conhecer o universo exterior
é uma etapa já atingida.
agora, mergulhar em seu
universo interior
é uma etapa a ser
conquistada.
4
EAE - 81 COSMOGONIA
OBJETIVO DA AULA
1. A Criação;
2. A vida em outros planetas;
3. Nos irmanamos pelo trabalho;
4. Conceitos se ampliam quando deixamos de
lado o orgulho;
5. Evolução material e espiritual;
6. A perfeição do universo = a nossa perfeição.
5
EAE - 81 COSMOGONIA
F.A.Q – ocultas em nós?
 Por que Deus criou o Universo?
 Para que Deus fez tudo isso?
 Qual a razão / objetivo de tudo
isso?
 Por que estamos aqui?
 Por que estamos nessa situação,
precária e ignorante de tudo?
... não temos respostas para isso
... estamos começando a ter
“algumas noções”
do significado da vida.
[FAQ = Questões e Perguntas Frequentes]
6
EAE - 81 COSMOGONIA
Sem lembranças...
Chegamos à Terra e nada
lembramos do passado ...
 Quando fomos criados?
 Como fomos criados?
 Porque fomos criados?
 Fomos criados ou
sempre existimos?
Pergunta:
 você existiu de toda
eternidade ou foi criado
por Deus?
7
EAE - 81 COSMOGONIA
Concepções...
 Sentimos que sempre existimos !
...
 Que há 13 bi anos houve um
momento de explosão de uma
ideia divina...
 Saímos, então, de seu seio?
 Onde estávamos?
Gravitávamos no seio de Deus
inativos e infecundos .... até que
surgiu para nós o dia de nossa
expansão...
 Estamos expandindo nosso
potencial do mesmo modo que se
expande o universo?
8
EAE - 81 COSMOGONIA
Inativa e infecunda
 Nossa Centelha Divina vivia:
“inativa e infecunda para o
verbo que a vivifica”
Gênese cap. VI - Uranologia Geral
da criação primária - Galileu Galilei.
 As restrições da matéria nos
impedem de sermos nós
mesmos – restringe os
nossos potenciais divinos -
e passamos a viver com o
mínimo dos recursos
disponíveis nossos
“potenciais latentes “ que
devemos transformá-los em
“poderes ativos”.
9
EAE - 81 COSMOGONIA
Todos estamos no mesmo
grau evolutivo?
Um médium, Roger Bodin, em
desdobramento astral acompanha uma
palestra numa cidade de um plano bem
evoluído onde entidades Crísticas participam
do encontro.
O médium, estarrecido, vê querubins
voando sobre o lago e, achando isso
maravilhoso, pergunta a Hermes:
Quando serei um deles?
Hermes, entreolhando a Akhenaton,
responde:
Você já foi um deles... Há muito tempo
em seu passado, e agora estas num ciclo
mais avançado...
O que vocês acham disso?
10
EAE - 81 COSMOGONIA
Hierarquias Celestes...
Por isso no
universo, nas
escolas de Deus,
existem seres
nos mais
diversos estados
evolutivos, as
hierarquias,
gerenciando
e/ou sendo
gerenciadas por
outras
hierarquias...
11
EAE - 81 COSMOGONIA
Hierarquias Celestes...
 O Sol é habitat de seres de
hierarquias superiores que de
lá gerenciam nosso pequeno
conglomerado planetário.
 No centro de nossa Galáxia,
existem núcleos gerenciando
a Via Láctea (40 bilhões de
estrelas em 100 milhões de
constelações estelares)
 Em nosso universo, visto
pelos espíritos, existem mais
de 200 bilhões de galáxias,
maiores e mais bonitas que a
nossa
 ....
 E isso apenas vendo o
macrocosmo...
12
EAE - 81 COSMOGONIA
O microcosmo...
Imagine a conversa de dois
seres minúsculos que
vivem em nosso corpo
físico (p.ex. 2 bactérias)
O seu planeta é apenas
um elétron.
Seu sol é apenas um
próton.
Olhando para sua abóboda
celeste (os demais
átomos) conversam:
- Nossos sábios dizem que
existe vida fora daqui.
- O que você acha?
- Bobagem.
- Esses cientistas e
filósofos só fantasiam
estórias...
- ....
13
EAE - 81 COSMOGONIA
O big bang ...
O discípulo pergunta ao mestre, quando
estão num pico montanhoso, olhando
para o céu de Potala, no Tibete:
- O que é tempo e eternidade?
O mestre risca um fósforo que no fundo
escuro da noite pode se ver uma
infinidade de fagulhas rodopiarem pelo
ar até se apagarem, e pergunta ao
discípulo:
- Você pode afirmar que neste simples
fulgor não ocorreu todo um esplendor
de um universo?
- Que existiu seu big-bang e rumou para
seu buraco negro?
- Que seres foram criados, tiveram
milhares de vidas e reencarnações...
- Será que para todos os seres que
viveram essa experiência, isso não foi
uma eternidade para eles?
- ...
LobsangRampa
14
EAE - 81 COSMOGONIA
Galileu Galilei
“Tempo é a medida relativa da
sucessão de coisas transitórias”
Galileu Galilei – a Gênese AK
Portanto:
Podemos desperdiçar ou valorizar
a nossa oportunidade de Vida.
15
EAE - 81 COSMOGONIA
• Iniciação Espírita – Pág. 135 a 139 – Ed. Aliança
• Deus na Natureza – Camille Flammarion – FEB
• A Grande Síntese – Pietro Ubaldi – Lake
• Evolução em Dois Mundos – André Luiz / Chico Xavier – FEB
• A Gênese – Cap. 5, 8 e 10 – Allan Kardec – FEB
• O Livro dos Espíritos – Parte I Cap. 3 – Allan Kardec – FEB
• Religiões e Filosofias – Cap. 8 a 10 – Edgard Armond –Depois
da Morte – Léon Denis – FEB
• O Fim do Mundo – Camille Flammarion – FEB
• Emmanuel – Emmanuel / Francisco Cândido Xavier – FEB – 40
• A Loucura sob novo Prisma – Bezerra de Menezes – Pág. 81
Bibliografia:
16

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Izabel Cristina Fonseca
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósRicardo Azevedo
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispiritoduadv
 
curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14Roseli Lemes
 
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. PatiSousa1
 
Maria de magdala slide
Maria de magdala   slideMaria de magdala   slide
Maria de magdala slidebonattinho
 
AULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptx
AULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptxAULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptx
AULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptxWanderley Gomes
 
A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2
A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2
A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2Daniel de Melo
 
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420Daniel de Melo
 
Dimensao espiritual do centro esprita
Dimensao  espiritual do centro espritaDimensao  espiritual do centro esprita
Dimensao espiritual do centro espritaClaudio Macedo
 
Eae 96 - evolução animica i - até animal rev 03
Eae   96 - evolução animica i - até animal rev 03Eae   96 - evolução animica i - até animal rev 03
Eae 96 - evolução animica i - até animal rev 03Norberto Scavone Augusto
 
Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?igmateus
 
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelholiliancostadias
 
Genese cap 15 parte 2 de 3 de 29 a 47 dupla vista curas etc
Genese cap 15 parte 2 de 3  de 29 a 47   dupla vista curas etcGenese cap 15 parte 2 de 3  de 29 a 47   dupla vista curas etc
Genese cap 15 parte 2 de 3 de 29 a 47 dupla vista curas etcFernando Pinto
 
A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318
A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318
A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318Daniel de Melo
 
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritualCapitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritualMarta Gomes
 

Mais procurados (20)

Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
 
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNOO TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
 
Palestra Espírita - As três revelações
Palestra Espírita - As três revelaçõesPalestra Espírita - As três revelações
Palestra Espírita - As três revelações
 
Eae aula 2 - a criação
Eae   aula 2 - a criaçãoEae   aula 2 - a criação
Eae aula 2 - a criação
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
 
curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14curso básico de espiritismo 14
curso básico de espiritismo 14
 
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
 
Maria de magdala slide
Maria de magdala   slideMaria de magdala   slide
Maria de magdala slide
 
AULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptx
AULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptxAULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptx
AULA INAUGURAL plano convite Edgard Armond.pptx
 
A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2
A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2
A109 EAE DM - RECURSOS DO CRISTÃO - 20200604v2
 
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
 
Perturbação Espírita
Perturbação EspíritaPerturbação Espírita
Perturbação Espírita
 
Dimensao espiritual do centro esprita
Dimensao  espiritual do centro espritaDimensao  espiritual do centro esprita
Dimensao espiritual do centro esprita
 
Eae 96 - evolução animica i - até animal rev 03
Eae   96 - evolução animica i - até animal rev 03Eae   96 - evolução animica i - até animal rev 03
Eae 96 - evolução animica i - até animal rev 03
 
Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
Trabalhador Espírita, vamos Trabalhar?
 
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do EvangelhoAula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
Aula 39_Últimos Dias em Jerusalém_Escola de Aprendizes do Evangelho
 
Genese cap 15 parte 2 de 3 de 29 a 47 dupla vista curas etc
Genese cap 15 parte 2 de 3  de 29 a 47   dupla vista curas etcGenese cap 15 parte 2 de 3  de 29 a 47   dupla vista curas etc
Genese cap 15 parte 2 de 3 de 29 a 47 dupla vista curas etc
 
A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318
A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318
A06 CBE DM - DIFERENÇAS ENTRE ESPIRITISMO UMBANDA E RELIGIÕES AFRO - 20180318
 
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritualCapitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
Capitulo III Retorno da vida corporea a vida espiritual
 

Destaque

A cosmogonia grega
A cosmogonia gregaA cosmogonia grega
A cosmogonia gregaAlan
 
Passagem da Cosmogonia para a Cosmologia
Passagem da Cosmogonia para a CosmologiaPassagem da Cosmogonia para a Cosmologia
Passagem da Cosmogonia para a CosmologiaSarah Mendes
 
Aula 1 - Cosmogonia
Aula 1 - CosmogoniaAula 1 - Cosmogonia
Aula 1 - CosmogoniaLeialdo Pulz
 
Cosmogonia
CosmogoniaCosmogonia
CosmogoniaJoseCoty
 
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - Caos
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - CaosDeuses Primordiais - Mitologia Grega - Caos
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - CaosLuan Mitologias
 
Antigos e modernos sistemas do mundo
Antigos e modernos sistemas do mundoAntigos e modernos sistemas do mundo
Antigos e modernos sistemas do mundoRegina Pinheiro
 
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃOAULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃODaniel de Melo
 
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...Denise Tofoli
 
Cosmogonía simple
Cosmogonía simpleCosmogonía simple
Cosmogonía simplealexandreia
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia Laguat
 
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - Ananke
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - AnankeDeuses Primordiais - Mitologia Grega - Ananke
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - AnankeLuan Mitologias
 
Eae 86 - o plano divino e a lei da evolução
Eae   86 - o plano divino e a lei da evoluçãoEae   86 - o plano divino e a lei da evolução
Eae 86 - o plano divino e a lei da evoluçãoNorberto Scavone Augusto
 

Destaque (20)

A cosmogonia grega
A cosmogonia gregaA cosmogonia grega
A cosmogonia grega
 
Passagem da Cosmogonia para a Cosmologia
Passagem da Cosmogonia para a CosmologiaPassagem da Cosmogonia para a Cosmologia
Passagem da Cosmogonia para a Cosmologia
 
A VISÃO CÓSMICA ESPÍRITA
A VISÃO CÓSMICA ESPÍRITAA VISÃO CÓSMICA ESPÍRITA
A VISÃO CÓSMICA ESPÍRITA
 
Aula 1 - Cosmogonia
Aula 1 - CosmogoniaAula 1 - Cosmogonia
Aula 1 - Cosmogonia
 
Cosmogonia
CosmogoniaCosmogonia
Cosmogonia
 
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - Caos
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - CaosDeuses Primordiais - Mitologia Grega - Caos
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - Caos
 
Antigos e modernos sistemas do mundo
Antigos e modernos sistemas do mundoAntigos e modernos sistemas do mundo
Antigos e modernos sistemas do mundo
 
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃOAULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
AULA 002 EAE DM - A CRIAÇÃO
 
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
Esboço do livro A Gênese - curso básico espiritismo - Escola Aprendizes do Ev...
 
Cosmogonía simple
Cosmogonía simpleCosmogonía simple
Cosmogonía simple
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 
Cura espiritual (1)
Cura espiritual (1)Cura espiritual (1)
Cura espiritual (1)
 
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - Ananke
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - AnankeDeuses Primordiais - Mitologia Grega - Ananke
Deuses Primordiais - Mitologia Grega - Ananke
 
Eae 86 - o plano divino e a lei da evolução
Eae   86 - o plano divino e a lei da evoluçãoEae   86 - o plano divino e a lei da evolução
Eae 86 - o plano divino e a lei da evolução
 
Mity greckie Marek VIc
Mity greckie Marek VIcMity greckie Marek VIc
Mity greckie Marek VIc
 
Situação de aprendizagem 2
Situação de aprendizagem   2Situação de aprendizagem   2
Situação de aprendizagem 2
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
 
Cosmologia
CosmologiaCosmologia
Cosmologia
 
Astronomia
AstronomiaAstronomia
Astronomia
 
Uranografia geral
Uranografia geralUranografia geral
Uranografia geral
 

Semelhante a Origem do Universo

Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaFalec
 
Cosmovisão
CosmovisãoCosmovisão
CosmovisãoFalec
 
Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaFalec
 
Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1Denise Aguiar
 
Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4Candice Gunther
 
Itens_2_3_a_2_5_Cosmogênese_Parte_2_Conceitos_Fundamentais_de_A.pptx
Itens_2_3_a_2_5_Cosmogênese_Parte_2_Conceitos_Fundamentais_de_A.pptxItens_2_3_a_2_5_Cosmogênese_Parte_2_Conceitos_Fundamentais_de_A.pptx
Itens_2_3_a_2_5_Cosmogênese_Parte_2_Conceitos_Fundamentais_de_A.pptxSoniaRocha57
 
imortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfimortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfAndrPlez1
 
Astronomia geral
Astronomia geralAstronomia geral
Astronomia geralDalila Melo
 
Huberto Rohden Setas para o Infinito pdf
Huberto Rohden   Setas para o Infinito pdfHuberto Rohden   Setas para o Infinito pdf
Huberto Rohden Setas para o Infinito pdfHubertoRohden1
 
A cabala pratica de Ambelain
A cabala pratica de Ambelain A cabala pratica de Ambelain
A cabala pratica de Ambelain Marcelo Ferreira
 
Palestra ese 03 muitas moradas 20160223 v3
Palestra ese 03   muitas moradas  20160223 v3Palestra ese 03   muitas moradas  20160223 v3
Palestra ese 03 muitas moradas 20160223 v3Tiburcio Santos
 
De turbilhão a anjo a epopeia evolutiva (psicografia joão cândido - espírit...
De turbilhão a anjo   a epopeia evolutiva (psicografia joão cândido - espírit...De turbilhão a anjo   a epopeia evolutiva (psicografia joão cândido - espírit...
De turbilhão a anjo a epopeia evolutiva (psicografia joão cândido - espírit...Bruno Bartholomei
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da MediunidadeEstudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da MediunidadeLeonardo Pereira
 
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivosRoteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivosBruno Cechinel Filho
 
Estudo do livro Roteiro lição 7
Estudo do livro Roteiro lição 7Estudo do livro Roteiro lição 7
Estudo do livro Roteiro lição 7Candice Gunther
 
Existe vida em outros Planetas? O que diz o Espiritismo
Existe vida em outros Planetas? O que diz o EspiritismoExiste vida em outros Planetas? O que diz o Espiritismo
Existe vida em outros Planetas? O que diz o Espiritismogeenl_usp_sp
 
Ramatis pétalas de luz (espiritismo) portugues br
Ramatis   pétalas de luz (espiritismo) portugues brRamatis   pétalas de luz (espiritismo) portugues br
Ramatis pétalas de luz (espiritismo) portugues brhavatar
 

Semelhante a Origem do Universo (20)

Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
 
Cosmovisão
CosmovisãoCosmovisão
Cosmovisão
 
Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
 
Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1
 
Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4
 
Itens_2_3_a_2_5_Cosmogênese_Parte_2_Conceitos_Fundamentais_de_A.pptx
Itens_2_3_a_2_5_Cosmogênese_Parte_2_Conceitos_Fundamentais_de_A.pptxItens_2_3_a_2_5_Cosmogênese_Parte_2_Conceitos_Fundamentais_de_A.pptx
Itens_2_3_a_2_5_Cosmogênese_Parte_2_Conceitos_Fundamentais_de_A.pptx
 
imortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfimortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdf
 
Aula 3 - Cosmogênese.ppt
Aula 3 - Cosmogênese.pptAula 3 - Cosmogênese.ppt
Aula 3 - Cosmogênese.ppt
 
Astronomia geral
Astronomia geralAstronomia geral
Astronomia geral
 
Huberto Rohden Setas para o Infinito pdf
Huberto Rohden   Setas para o Infinito pdfHuberto Rohden   Setas para o Infinito pdf
Huberto Rohden Setas para o Infinito pdf
 
A cabala pratica de Ambelain
A cabala pratica de Ambelain A cabala pratica de Ambelain
A cabala pratica de Ambelain
 
Conhece-te a ti mesmo
Conhece-te a ti mesmoConhece-te a ti mesmo
Conhece-te a ti mesmo
 
Palestra ese 03 muitas moradas 20160223 v3
Palestra ese 03   muitas moradas  20160223 v3Palestra ese 03   muitas moradas  20160223 v3
Palestra ese 03 muitas moradas 20160223 v3
 
De turbilhão a anjo a epopeia evolutiva (psicografia joão cândido - espírit...
De turbilhão a anjo   a epopeia evolutiva (psicografia joão cândido - espírit...De turbilhão a anjo   a epopeia evolutiva (psicografia joão cândido - espírit...
De turbilhão a anjo a epopeia evolutiva (psicografia joão cândido - espírit...
 
Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2
Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2
Allan kardec-150-anos-le-120528729896746-2
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da MediunidadeEstudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivosRoteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
 
Estudo do livro Roteiro lição 7
Estudo do livro Roteiro lição 7Estudo do livro Roteiro lição 7
Estudo do livro Roteiro lição 7
 
Existe vida em outros Planetas? O que diz o Espiritismo
Existe vida em outros Planetas? O que diz o EspiritismoExiste vida em outros Planetas? O que diz o Espiritismo
Existe vida em outros Planetas? O que diz o Espiritismo
 
Ramatis pétalas de luz (espiritismo) portugues br
Ramatis   pétalas de luz (espiritismo) portugues brRamatis   pétalas de luz (espiritismo) portugues br
Ramatis pétalas de luz (espiritismo) portugues br
 

Mais de Norberto Scavone Augusto

A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parte
A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parteA nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parte
A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parteNorberto Scavone Augusto
 
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a - 12 de maio 2016
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a  - 12 de maio 2016PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a  - 12 de maio 2016
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a - 12 de maio 2016Norberto Scavone Augusto
 
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954Norberto Scavone Augusto
 
Eae 74 ciencia e religião rev 02 mat didatico
Eae  74   ciencia e religião   rev 02   mat didaticoEae  74   ciencia e religião   rev 02   mat didatico
Eae 74 ciencia e religião rev 02 mat didaticoNorberto Scavone Augusto
 

Mais de Norberto Scavone Augusto (20)

Apostila psv
Apostila psvApostila psv
Apostila psv
 
Eae 24 - vicios e defeitos - manipulacoes
Eae 24 - vicios e defeitos - manipulacoesEae 24 - vicios e defeitos - manipulacoes
Eae 24 - vicios e defeitos - manipulacoes
 
A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parte
A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parteA nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parte
A nova era - ramatis - dores e sofrimentos - 1a. parte
 
12o. A missão do espiritismo
12o. A missão do espiritismo12o. A missão do espiritismo
12o. A missão do espiritismo
 
Os mestres ramatís e kuthumi
Os mestres ramatís e kuthumiOs mestres ramatís e kuthumi
Os mestres ramatís e kuthumi
 
Reencarnação & maria modesto
Reencarnação & maria modestoReencarnação & maria modesto
Reencarnação & maria modesto
 
Reforma intima real
Reforma intima realReforma intima real
Reforma intima real
 
O dever
O deverO dever
O dever
 
Ref anjos decaidos
Ref   anjos decaidosRef   anjos decaidos
Ref anjos decaidos
 
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a - 12 de maio 2016
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a  - 12 de maio 2016PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a  - 12 de maio 2016
PEREGRINOS NOVA ERA - Reunião 46a - 12 de maio 2016
 
Há muito tempo numa galáxia distante
Há muito tempo numa galáxia distanteHá muito tempo numa galáxia distante
Há muito tempo numa galáxia distante
 
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954
Emmanuel fala de ramatis em 5 de janeiro de 1954
 
Relatos parte1final
Relatos parte1finalRelatos parte1final
Relatos parte1final
 
Reunião 34ª 18-02-2016
Reunião 34ª   18-02-2016Reunião 34ª   18-02-2016
Reunião 34ª 18-02-2016
 
Reunião 33ª 11-02-2016
Reunião 33ª   11-02-2016Reunião 33ª   11-02-2016
Reunião 33ª 11-02-2016
 
Eae 74 ciencia e religião rev 02 mat didatico
Eae  74   ciencia e religião   rev 02   mat didaticoEae  74   ciencia e religião   rev 02   mat didatico
Eae 74 ciencia e religião rev 02 mat didatico
 
Hipacia a annie_besant
Hipacia a annie_besantHipacia a annie_besant
Hipacia a annie_besant
 
Mensagem de jesus história de um anjo
Mensagem de jesus  história de um anjoMensagem de jesus  história de um anjo
Mensagem de jesus história de um anjo
 
Reunião 31ª 28-01-2016
Reunião 31ª   28-01-2016Reunião 31ª   28-01-2016
Reunião 31ª 28-01-2016
 
Reunião 29ª 14-01-2016
Reunião 29ª   14-01-2016Reunião 29ª   14-01-2016
Reunião 29ª 14-01-2016
 

Último

O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfLehonanSouza
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 

Último (8)

O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 

Origem do Universo

  • 1. EAE – 81 COSMOGONIA COSMOGONIA EAE 81- Cosmogonia Significa: como surgiu o mundo? 1/16
  • 2. EAE - 81 COSMOGONIA Filósofos e Cientistas do passado O que esta na apostila são as interpretações de vários filósofos, cientistas e religiosos sobre as verdades divinas, porem essas verdades divinas residem dentro de cada um de nós, nos substratos da consciência, bastando nossa pesquisa e reflexões para chegarmos a nossa cosmogenese. Pai, será que eles leram a aula ??? 2
  • 3. Reflexão: filosofar... 1. Como você concebe o universo exterior? 2. Como você concebe o seu universo interior? 3. Você se sente uma Centelha Divina? 4. O que é para você: ser Um Pedacinho de Deus? EAE - 81 COSMOGONIA 3
  • 4. Reflexão: EAE - 81 COSMOGONIA Conhecer o universo exterior é uma etapa já atingida. agora, mergulhar em seu universo interior é uma etapa a ser conquistada. 4
  • 5. EAE - 81 COSMOGONIA OBJETIVO DA AULA 1. A Criação; 2. A vida em outros planetas; 3. Nos irmanamos pelo trabalho; 4. Conceitos se ampliam quando deixamos de lado o orgulho; 5. Evolução material e espiritual; 6. A perfeição do universo = a nossa perfeição. 5
  • 6. EAE - 81 COSMOGONIA F.A.Q – ocultas em nós?  Por que Deus criou o Universo?  Para que Deus fez tudo isso?  Qual a razão / objetivo de tudo isso?  Por que estamos aqui?  Por que estamos nessa situação, precária e ignorante de tudo? ... não temos respostas para isso ... estamos começando a ter “algumas noções” do significado da vida. [FAQ = Questões e Perguntas Frequentes] 6
  • 7. EAE - 81 COSMOGONIA Sem lembranças... Chegamos à Terra e nada lembramos do passado ...  Quando fomos criados?  Como fomos criados?  Porque fomos criados?  Fomos criados ou sempre existimos? Pergunta:  você existiu de toda eternidade ou foi criado por Deus? 7
  • 8. EAE - 81 COSMOGONIA Concepções...  Sentimos que sempre existimos ! ...  Que há 13 bi anos houve um momento de explosão de uma ideia divina...  Saímos, então, de seu seio?  Onde estávamos? Gravitávamos no seio de Deus inativos e infecundos .... até que surgiu para nós o dia de nossa expansão...  Estamos expandindo nosso potencial do mesmo modo que se expande o universo? 8
  • 9. EAE - 81 COSMOGONIA Inativa e infecunda  Nossa Centelha Divina vivia: “inativa e infecunda para o verbo que a vivifica” Gênese cap. VI - Uranologia Geral da criação primária - Galileu Galilei.  As restrições da matéria nos impedem de sermos nós mesmos – restringe os nossos potenciais divinos - e passamos a viver com o mínimo dos recursos disponíveis nossos “potenciais latentes “ que devemos transformá-los em “poderes ativos”. 9
  • 10. EAE - 81 COSMOGONIA Todos estamos no mesmo grau evolutivo? Um médium, Roger Bodin, em desdobramento astral acompanha uma palestra numa cidade de um plano bem evoluído onde entidades Crísticas participam do encontro. O médium, estarrecido, vê querubins voando sobre o lago e, achando isso maravilhoso, pergunta a Hermes: Quando serei um deles? Hermes, entreolhando a Akhenaton, responde: Você já foi um deles... Há muito tempo em seu passado, e agora estas num ciclo mais avançado... O que vocês acham disso? 10
  • 11. EAE - 81 COSMOGONIA Hierarquias Celestes... Por isso no universo, nas escolas de Deus, existem seres nos mais diversos estados evolutivos, as hierarquias, gerenciando e/ou sendo gerenciadas por outras hierarquias... 11
  • 12. EAE - 81 COSMOGONIA Hierarquias Celestes...  O Sol é habitat de seres de hierarquias superiores que de lá gerenciam nosso pequeno conglomerado planetário.  No centro de nossa Galáxia, existem núcleos gerenciando a Via Láctea (40 bilhões de estrelas em 100 milhões de constelações estelares)  Em nosso universo, visto pelos espíritos, existem mais de 200 bilhões de galáxias, maiores e mais bonitas que a nossa  ....  E isso apenas vendo o macrocosmo... 12
  • 13. EAE - 81 COSMOGONIA O microcosmo... Imagine a conversa de dois seres minúsculos que vivem em nosso corpo físico (p.ex. 2 bactérias) O seu planeta é apenas um elétron. Seu sol é apenas um próton. Olhando para sua abóboda celeste (os demais átomos) conversam: - Nossos sábios dizem que existe vida fora daqui. - O que você acha? - Bobagem. - Esses cientistas e filósofos só fantasiam estórias... - .... 13
  • 14. EAE - 81 COSMOGONIA O big bang ... O discípulo pergunta ao mestre, quando estão num pico montanhoso, olhando para o céu de Potala, no Tibete: - O que é tempo e eternidade? O mestre risca um fósforo que no fundo escuro da noite pode se ver uma infinidade de fagulhas rodopiarem pelo ar até se apagarem, e pergunta ao discípulo: - Você pode afirmar que neste simples fulgor não ocorreu todo um esplendor de um universo? - Que existiu seu big-bang e rumou para seu buraco negro? - Que seres foram criados, tiveram milhares de vidas e reencarnações... - Será que para todos os seres que viveram essa experiência, isso não foi uma eternidade para eles? - ... LobsangRampa 14
  • 15. EAE - 81 COSMOGONIA Galileu Galilei “Tempo é a medida relativa da sucessão de coisas transitórias” Galileu Galilei – a Gênese AK Portanto: Podemos desperdiçar ou valorizar a nossa oportunidade de Vida. 15
  • 16. EAE - 81 COSMOGONIA • Iniciação Espírita – Pág. 135 a 139 – Ed. Aliança • Deus na Natureza – Camille Flammarion – FEB • A Grande Síntese – Pietro Ubaldi – Lake • Evolução em Dois Mundos – André Luiz / Chico Xavier – FEB • A Gênese – Cap. 5, 8 e 10 – Allan Kardec – FEB • O Livro dos Espíritos – Parte I Cap. 3 – Allan Kardec – FEB • Religiões e Filosofias – Cap. 8 a 10 – Edgard Armond –Depois da Morte – Léon Denis – FEB • O Fim do Mundo – Camille Flammarion – FEB • Emmanuel – Emmanuel / Francisco Cândido Xavier – FEB – 40 • A Loucura sob novo Prisma – Bezerra de Menezes – Pág. 81 Bibliografia: 16