SlideShare uma empresa Scribd logo

Relatorio final estágio_não escolar e gestão

Relatório de estágio

1 de 29
Baixar para ler offline
FACULDADE ANHANGUERA DE PIRACICABA
RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO
INSTITUIÇÃO SERVIÇO ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR HÉLIO
NEHRING
ALUNO: THAIS FERNANDA ULIANA
CURSO: PEDAGOGIA
MATRICULA: 6646346136
PIRACICABA
2016
Thais Fernanda Uliana
RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO
INSTITUIÇÃO SERVIÇO ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR HÉLIO
NEHRING
Relatório de Estágio Curricular apresentado à Faculdade
Anhanguera como requisito parcial do curso de Pedagogia.
Coordenadora do Curso: Karen Roberta Moriggi
PIRACICABA
2016
Relatório de Estágio Curricular Obrigatório em Não Escolar
Dados do Estagiário
Nome: Thais Fernanda Uliana
Registro Acadêmico: 6646346136
Curso e Período: Pedagogia – 7º Semestre
Dados do Local de Estágio
Empresa: Escola Estadual Professor Hélio Nehringl
Supervisor: Almerinda Martineli Barreto de Almeida
N° de registro: 5.818.929
Período de Estágio
Início: 19.03.2016 Término: 09.04.2016
Jornadas de trabalho: 25 horas semanais.
Total de horas: 25 horas
PIRACICABA
2016
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO........................................................................................................................................7
2 AMBIENTE DE ESTÁGIO (A EMPRESA)....................................................................................................8
3 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS ............................................................................................................. 10
3.1 DISCUSSÕES ...................................................................................................ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO.
4 CONSIDERAÇÕES FINAIS...................................................................................................................... 11
REFERÊNCIAS .............................................................................................................................................. 13
APÊNDICES.................................................................................................................................................. 14
7
1 INTRODUÇÃO
A capacitação do estudante nesse período do processo de formação,
acrescenta a conhecimentos e a aquisição da aprendizagem prática. Os quais nas
rotinas de trabalhos serão significativos no cotidiano escolar, pois com a adequação
do conhecimento prático o estudante conseguirá transmitir o conhecimento adquirido
e ensinar o que lhes foi aprendido ao longo da jornada de formação. O estágio é o
momento o qual o estudante vivencia suas práticas, compreendendo a importância de
suas atitudes na formação profissional e ambiente de docência. O estudante de
pedagogia, tem o dever de estar presente nesse momento, não apenas porque é
obrigatório, mas sim, deve ter o saber da importância desse momento e o realizar com
prazer, sabendo que é oportunidade de colocar na prático aquilo que foi lhe
apresentado na teoria.
Segundo Pimenta (1997) ensinar não é uma atividade burocrática na qual se
adquire conhecimentos e habilidades técnico-mecânicas para os repassarem a diante,
e sim uma contribuição ao processo de humanização dos alunos, futuros cidadãos,
historicamente situados em seus contextos ambientais e culturais, para que sejam
atuantes na sociedade em que estão ou estarão inseridos, portanto o estágio é uma
ótima forma para se compreender isso.
Mediante a afirmativa, educar é um ato sensível que acontece através de um
processo de vivencias diárias, em função ao veneficio o qual está inserido, portanto
no estágio esse é o momento do estudante estar diante de situações as quais irão lhe
proporcionar esse momento de aprendizado.
Com a participação no estágio, o estudante explora suas vivencias e os associa
ao curso, resgatando seus conhecimentos teóricos, através desse momento
permeando elementos os quais terão relevância em sua prática profissional. Como
parâmetro a afirmativa de BERNARDI at. al., 2008).
Através do estágio, o estudante resgata e explora suas experiências com o
curso, por meio das diferentes disciplinas vistas, para se embasar e oferecer
elementos para a sua atuação profissional, por sua relevância na formação do futuro
8
professor, visto que esse propicia ao acadêmico um contato com a realidade escolar
sendo está a importância que o estágio tem (BERNARDI et al., 2008).
Sendo assim a prática formativa torna se responsável pela aquisição de
conhecimentos e permeia a prática dos estudos realizados. Logo o objetivo deste
trabalho é descrever a prática do momento de estágio, em ambientes não escolares,
qual a sua importância e o papel do pedagogo nesse contexto.
2 AMBIENTE DE ESTÁGIO (A Empresa)
A escola Professor Escola Helio Nehring é uma escola pública estadual, está
situada na Rua Escolástica Couto Aranha, 170, em zona urbana na região sudeste de
Piracicaba. Sua atividade de ensino é em Educação especial, Ensino fundamental –
5ª a 8ª série e anos finais, Ensino médio e aos finais de semana no Projeto Escola da
Família. Segundo o senso escolar 2015/2016 a escola conta com:
Infraestrutura
 Água filtrada
 Água da rede pública
 Energia da rede pública
 Esgoto da rede pública
 Lixo destinado à coleta
periódica
 Acesso à Internet
Dependências
 10 salas de aulas
 73 funcionários
 Sala de diretoria
 Sala de professores
 Laboratório de informática
 Sala de recursos multifuncionais
para Atendimento Educacional
Especializado (AEE)
 Quadra de esportes coberta
 Alimentação escolar para os
alunos
 Cozinha
 Sala de leitura
 Banheiro dentro do prédio
 Sala de secretaria
 Almoxarifado
 Pátio coberto
 Pátio descoberto
Equipamentos
 10 computadores
administrativos
 17 computadores para alunos
 4 TVs
 2 copiadoras
 2 equipamentos de som
 4 impressoras
 2 equipamentos de multimídia
 TV
 DVD
 Antena parabólica
 Copiadora
 Retroprojetor
 Impressora
 Aparelho de som
 Projetor multimídia (Datashow)
 Fax
 Câmera fotográfica/filmadora

Recomendados

Modelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógicaModelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógicatatyathaydes
 
Estagio gestão
Estagio gestãoEstagio gestão
Estagio gestãomagrid
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Arivaldom
 
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries IniciaisRelatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciais
Relatório de Estágio de Prática Docente II - Séries Iniciaispedagogianh
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil filicianunes
 
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxPLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxssuser6c03a6
 
Nova ficha de solicitação de atendimento (1)
Nova ficha de solicitação de atendimento (1)Nova ficha de solicitação de atendimento (1)
Nova ficha de solicitação de atendimento (1)Leila Schimith
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano de-ac3a7c3a3o-modelo-01
Plano de-ac3a7c3a3o-modelo-01Plano de-ac3a7c3a3o-modelo-01
Plano de-ac3a7c3a3o-modelo-01Eveline Sol
 
PPT encontro com Professores Coordenadores
PPT encontro com Professores CoordenadoresPPT encontro com Professores Coordenadores
PPT encontro com Professores CoordenadoresGiani de Cássia Santana
 
RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO III ok.doc
RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO III ok.docRELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO III ok.doc
RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO III ok.docCarolPalhete1
 
Reunião com equipe_gestora_emei
Reunião com equipe_gestora_emeiReunião com equipe_gestora_emei
Reunião com equipe_gestora_emeiRosemary Batista
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar LOCIMAR MASSALAI
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anojose ebner
 
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.renatalguterres
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem carmensilva723002
 
Relatorio final estágio_não escolar - pronto
Relatorio final estágio_não escolar - prontoRelatorio final estágio_não escolar - pronto
Relatorio final estágio_não escolar - prontomkbariotto
 
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borgespdescola
 
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarBelister Paulino
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreheliane
 

Mais procurados (20)

Plano de-ac3a7c3a3o-modelo-01
Plano de-ac3a7c3a3o-modelo-01Plano de-ac3a7c3a3o-modelo-01
Plano de-ac3a7c3a3o-modelo-01
 
PPT encontro com Professores Coordenadores
PPT encontro com Professores CoordenadoresPPT encontro com Professores Coordenadores
PPT encontro com Professores Coordenadores
 
RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO III ok.doc
RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO III ok.docRELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO III ok.doc
RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO III ok.doc
 
Relatório estágio
Relatório  estágioRelatório  estágio
Relatório estágio
 
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
Plano de ação pedagógica 2009   anandreiaPlano de ação pedagógica 2009   anandreia
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
 
Reunião com equipe_gestora_emei
Reunião com equipe_gestora_emeiReunião com equipe_gestora_emei
Reunião com equipe_gestora_emei
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
 
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.Artigo relatório de estágio na educação infantil.
Artigo relatório de estágio na educação infantil.
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem
 
Relatorio final estágio_não escolar - pronto
Relatorio final estágio_não escolar - prontoRelatorio final estágio_não escolar - pronto
Relatorio final estágio_não escolar - pronto
 
Pauta da reunião
Pauta da reuniãoPauta da reunião
Pauta da reunião
 
Plano de Aula
Plano de AulaPlano de Aula
Plano de Aula
 
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
 
Projeto familia na escola
Projeto familia na escolaProjeto familia na escola
Projeto familia na escola
 
Plano de ação 2011
Plano de ação 2011Plano de ação 2011
Plano de ação 2011
 
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão Escolar
 
Plano gestão 2015 2018
Plano gestão 2015  2018Plano gestão 2015  2018
Plano gestão 2015 2018
 
Planejamento 1º periodo
Planejamento 1º periodoPlanejamento 1º periodo
Planejamento 1º periodo
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
 

Semelhante a Relatorio final estágio_não escolar e gestão

Relatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestãoRelatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestãomkbariotto
 
Atps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidadeAtps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidadeKlebiana Correia
 
1 projeto de incentivo à leitura
1 projeto de incentivo à leitura1 projeto de incentivo à leitura
1 projeto de incentivo à leituramauriliojr
 
Relatório final miro
Relatório final miroRelatório final miro
Relatório final miroNeuzy Quadros
 
Portfolio 2º semestre 2012
Portfolio 2º semestre 2012Portfolio 2º semestre 2012
Portfolio 2º semestre 2012Olidia Maria
 
Apresentação - Boas Práticas EJA 2021 - Seminário Regional.pptx
Apresentação - Boas Práticas EJA 2021 - Seminário Regional.pptxApresentação - Boas Práticas EJA 2021 - Seminário Regional.pptx
Apresentação - Boas Práticas EJA 2021 - Seminário Regional.pptxJosReinaldoPereira3
 
Prática docente na educação infantil
Prática docente na educação infantilPrática docente na educação infantil
Prática docente na educação infantilRosinara Azeredo
 
Plano de ação 2021 primeiro semeste esseeeee
Plano de ação 2021 primeiro semeste esseeeeePlano de ação 2021 primeiro semeste esseeeee
Plano de ação 2021 primeiro semeste esseeeeeLúcia Maia
 
A revista iee
A revista ieeA revista iee
A revista ieeieeemi
 
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE Elison Davi Crispim Ramos
 
Projeto sala de informática 2011
Projeto sala de informática 2011Projeto sala de informática 2011
Projeto sala de informática 2011dencia999
 
Portifólio nazira vilmaantonia_2 semestre
Portifólio nazira vilmaantonia_2 semestrePortifólio nazira vilmaantonia_2 semestre
Portifólio nazira vilmaantonia_2 semestreVilma Paiva
 

Semelhante a Relatorio final estágio_não escolar e gestão (20)

Relatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestãoRelatorio final estágio_não escolar e gestão
Relatorio final estágio_não escolar e gestão
 
Portifólio – 1ºsemestre 2013
Portifólio – 1ºsemestre 2013Portifólio – 1ºsemestre 2013
Portifólio – 1ºsemestre 2013
 
Atps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidadeAtps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidade
 
2061 1
2061 12061 1
2061 1
 
Informativo_1 Ano de PIBID
Informativo_1 Ano de PIBIDInformativo_1 Ano de PIBID
Informativo_1 Ano de PIBID
 
1 projeto de incentivo à leitura
1 projeto de incentivo à leitura1 projeto de incentivo à leitura
1 projeto de incentivo à leitura
 
Atividade 1 plac 2 slides
Atividade 1 plac 2 slidesAtividade 1 plac 2 slides
Atividade 1 plac 2 slides
 
Relatório final miro
Relatório final miroRelatório final miro
Relatório final miro
 
Portfolio 2º semestre 2012
Portfolio 2º semestre 2012Portfolio 2º semestre 2012
Portfolio 2º semestre 2012
 
Apresentação - Boas Práticas EJA 2021 - Seminário Regional.pptx
Apresentação - Boas Práticas EJA 2021 - Seminário Regional.pptxApresentação - Boas Práticas EJA 2021 - Seminário Regional.pptx
Apresentação - Boas Práticas EJA 2021 - Seminário Regional.pptx
 
Prática docente na educação infantil
Prática docente na educação infantilPrática docente na educação infantil
Prática docente na educação infantil
 
Caracterização da escola
Caracterização da escolaCaracterização da escola
Caracterização da escola
 
Slides educação integral 2011
Slides educação integral 2011Slides educação integral 2011
Slides educação integral 2011
 
Plano de ação 2021 primeiro semeste esseeeee
Plano de ação 2021 primeiro semeste esseeeeePlano de ação 2021 primeiro semeste esseeeee
Plano de ação 2021 primeiro semeste esseeeee
 
A revista iee
A revista ieeA revista iee
A revista iee
 
Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2018.4
Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2018.4Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2018.4
Informativo da Escola Domingos Albuquerque 2018.4
 
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE
INFORMATIVO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS ALBUQUERQUE
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
 
Projeto sala de informática 2011
Projeto sala de informática 2011Projeto sala de informática 2011
Projeto sala de informática 2011
 
Portifólio nazira vilmaantonia_2 semestre
Portifólio nazira vilmaantonia_2 semestrePortifólio nazira vilmaantonia_2 semestre
Portifólio nazira vilmaantonia_2 semestre
 

Mais de mkbariotto

TCC - Universidade do sagrado coração
TCC - Universidade do sagrado coraçãoTCC - Universidade do sagrado coração
TCC - Universidade do sagrado coraçãomkbariotto
 
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educaçãoTcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educaçãomkbariotto
 
Tcc a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc   a dificuldade no ensino de leitura na educaçãoTcc   a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc a dificuldade no ensino de leitura na educaçãomkbariotto
 
Supremo blá blá-blá
Supremo blá blá-bláSupremo blá blá-blá
Supremo blá blá-blámkbariotto
 
Relatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
Relatorio estagio pedagogia_thais f. ulianaRelatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
Relatorio estagio pedagogia_thais f. ulianamkbariotto
 
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...mkbariotto
 
Proposta de trabalho semana das crianças
Proposta de trabalho semana das criançasProposta de trabalho semana das crianças
Proposta de trabalho semana das criançasmkbariotto
 
Projeto multidisciplinar iii autodesenvolvimento
Projeto multidisciplinar iii   autodesenvolvimentoProjeto multidisciplinar iii   autodesenvolvimento
Projeto multidisciplinar iii autodesenvolvimentomkbariotto
 
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidadePec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidademkbariotto
 
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionaisPe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionaismkbariotto
 
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015mkbariotto
 
Mapa conceitual
Mapa conceitualMapa conceitual
Mapa conceitualmkbariotto
 
Ee template autodesenvolvimento_educação especial
Ee template autodesenvolvimento_educação especialEe template autodesenvolvimento_educação especial
Ee template autodesenvolvimento_educação especialmkbariotto
 
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionaisCp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionaismkbariotto
 
Colorir terapia
Colorir   terapiaColorir   terapia
Colorir terapiamkbariotto
 
Caderno de estagio ef
Caderno de estagio efCaderno de estagio ef
Caderno de estagio efmkbariotto
 
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhangueraCaderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhangueramkbariotto
 
Caderno de estágio ed inf 2014 trabalho de conclusão do
Caderno de estágio ed inf 2014   trabalho de conclusão doCaderno de estágio ed inf 2014   trabalho de conclusão do
Caderno de estágio ed inf 2014 trabalho de conclusão domkbariotto
 
Banner anhanguera
Banner anhangueraBanner anhanguera
Banner anhangueramkbariotto
 

Mais de mkbariotto (20)

TCC - Universidade do sagrado coração
TCC - Universidade do sagrado coraçãoTCC - Universidade do sagrado coração
TCC - Universidade do sagrado coração
 
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educaçãoTcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
 
Tcc a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc   a dificuldade no ensino de leitura na educaçãoTcc   a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc a dificuldade no ensino de leitura na educação
 
Supremo blá blá-blá
Supremo blá blá-bláSupremo blá blá-blá
Supremo blá blá-blá
 
Relatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
Relatorio estagio pedagogia_thais f. ulianaRelatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
Relatorio estagio pedagogia_thais f. uliana
 
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...Pscopedagogia   a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
Pscopedagogia a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na...
 
Proposta de trabalho semana das crianças
Proposta de trabalho semana das criançasProposta de trabalho semana das crianças
Proposta de trabalho semana das crianças
 
Projeto multidisciplinar iii autodesenvolvimento
Projeto multidisciplinar iii   autodesenvolvimentoProjeto multidisciplinar iii   autodesenvolvimento
Projeto multidisciplinar iii autodesenvolvimento
 
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidadePec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
Pec aula 5_colaborativa_template extensão à comunidade
 
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionaisPe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
Pe template autodesenvolvimento_políticas educacionais
 
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
Normalização de-trabalhos-academicos-e-produção-cientifica-2015
 
Mapa conceitual
Mapa conceitualMapa conceitual
Mapa conceitual
 
Ee template autodesenvolvimento_educação especial
Ee template autodesenvolvimento_educação especialEe template autodesenvolvimento_educação especial
Ee template autodesenvolvimento_educação especial
 
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionaisCp ativ colaborativa_template competencias profissionais
Cp ativ colaborativa_template competencias profissionais
 
Colorir terapia
Colorir   terapiaColorir   terapia
Colorir terapia
 
TCC - Facon
TCC - FaconTCC - Facon
TCC - Facon
 
Caderno de estagio ef
Caderno de estagio efCaderno de estagio ef
Caderno de estagio ef
 
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhangueraCaderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
Caderno de estágio ed inf 2014 - anhanguera
 
Caderno de estágio ed inf 2014 trabalho de conclusão do
Caderno de estágio ed inf 2014   trabalho de conclusão doCaderno de estágio ed inf 2014   trabalho de conclusão do
Caderno de estágio ed inf 2014 trabalho de conclusão do
 
Banner anhanguera
Banner anhangueraBanner anhanguera
Banner anhanguera
 

Último

Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMHisrelBlog
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...DL assessoria 29
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024excellenceeducaciona
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...excellenceeducaciona
 

Último (20)

Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
3 – As principais características de cada tendência pedagógica, na ordem: o p...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 

Relatorio final estágio_não escolar e gestão

  • 1. FACULDADE ANHANGUERA DE PIRACICABA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO INSTITUIÇÃO SERVIÇO ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR HÉLIO NEHRING ALUNO: THAIS FERNANDA ULIANA CURSO: PEDAGOGIA MATRICULA: 6646346136 PIRACICABA 2016
  • 2. Thais Fernanda Uliana RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO INSTITUIÇÃO SERVIÇO ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR HÉLIO NEHRING Relatório de Estágio Curricular apresentado à Faculdade Anhanguera como requisito parcial do curso de Pedagogia. Coordenadora do Curso: Karen Roberta Moriggi PIRACICABA 2016
  • 3. Relatório de Estágio Curricular Obrigatório em Não Escolar Dados do Estagiário Nome: Thais Fernanda Uliana Registro Acadêmico: 6646346136 Curso e Período: Pedagogia – 7º Semestre Dados do Local de Estágio Empresa: Escola Estadual Professor Hélio Nehringl Supervisor: Almerinda Martineli Barreto de Almeida N° de registro: 5.818.929 Período de Estágio Início: 19.03.2016 Término: 09.04.2016 Jornadas de trabalho: 25 horas semanais. Total de horas: 25 horas PIRACICABA 2016
  • 4. SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO........................................................................................................................................7 2 AMBIENTE DE ESTÁGIO (A EMPRESA)....................................................................................................8 3 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS ............................................................................................................. 10 3.1 DISCUSSÕES ...................................................................................................ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS...................................................................................................................... 11 REFERÊNCIAS .............................................................................................................................................. 13 APÊNDICES.................................................................................................................................................. 14
  • 5. 7 1 INTRODUÇÃO A capacitação do estudante nesse período do processo de formação, acrescenta a conhecimentos e a aquisição da aprendizagem prática. Os quais nas rotinas de trabalhos serão significativos no cotidiano escolar, pois com a adequação do conhecimento prático o estudante conseguirá transmitir o conhecimento adquirido e ensinar o que lhes foi aprendido ao longo da jornada de formação. O estágio é o momento o qual o estudante vivencia suas práticas, compreendendo a importância de suas atitudes na formação profissional e ambiente de docência. O estudante de pedagogia, tem o dever de estar presente nesse momento, não apenas porque é obrigatório, mas sim, deve ter o saber da importância desse momento e o realizar com prazer, sabendo que é oportunidade de colocar na prático aquilo que foi lhe apresentado na teoria. Segundo Pimenta (1997) ensinar não é uma atividade burocrática na qual se adquire conhecimentos e habilidades técnico-mecânicas para os repassarem a diante, e sim uma contribuição ao processo de humanização dos alunos, futuros cidadãos, historicamente situados em seus contextos ambientais e culturais, para que sejam atuantes na sociedade em que estão ou estarão inseridos, portanto o estágio é uma ótima forma para se compreender isso. Mediante a afirmativa, educar é um ato sensível que acontece através de um processo de vivencias diárias, em função ao veneficio o qual está inserido, portanto no estágio esse é o momento do estudante estar diante de situações as quais irão lhe proporcionar esse momento de aprendizado. Com a participação no estágio, o estudante explora suas vivencias e os associa ao curso, resgatando seus conhecimentos teóricos, através desse momento permeando elementos os quais terão relevância em sua prática profissional. Como parâmetro a afirmativa de BERNARDI at. al., 2008). Através do estágio, o estudante resgata e explora suas experiências com o curso, por meio das diferentes disciplinas vistas, para se embasar e oferecer elementos para a sua atuação profissional, por sua relevância na formação do futuro
  • 6. 8 professor, visto que esse propicia ao acadêmico um contato com a realidade escolar sendo está a importância que o estágio tem (BERNARDI et al., 2008). Sendo assim a prática formativa torna se responsável pela aquisição de conhecimentos e permeia a prática dos estudos realizados. Logo o objetivo deste trabalho é descrever a prática do momento de estágio, em ambientes não escolares, qual a sua importância e o papel do pedagogo nesse contexto. 2 AMBIENTE DE ESTÁGIO (A Empresa) A escola Professor Escola Helio Nehring é uma escola pública estadual, está situada na Rua Escolástica Couto Aranha, 170, em zona urbana na região sudeste de Piracicaba. Sua atividade de ensino é em Educação especial, Ensino fundamental – 5ª a 8ª série e anos finais, Ensino médio e aos finais de semana no Projeto Escola da Família. Segundo o senso escolar 2015/2016 a escola conta com: Infraestrutura  Água filtrada  Água da rede pública  Energia da rede pública  Esgoto da rede pública  Lixo destinado à coleta periódica  Acesso à Internet Dependências  10 salas de aulas  73 funcionários  Sala de diretoria  Sala de professores  Laboratório de informática  Sala de recursos multifuncionais para Atendimento Educacional Especializado (AEE)  Quadra de esportes coberta  Alimentação escolar para os alunos  Cozinha  Sala de leitura  Banheiro dentro do prédio  Sala de secretaria  Almoxarifado  Pátio coberto  Pátio descoberto Equipamentos  10 computadores administrativos  17 computadores para alunos  4 TVs  2 copiadoras  2 equipamentos de som  4 impressoras  2 equipamentos de multimídia  TV  DVD  Antena parabólica  Copiadora  Retroprojetor  Impressora  Aparelho de som  Projetor multimídia (Datashow)  Fax  Câmera fotográfica/filmadora
  • 7. Recentemente a Prefeitura de Piracicaba, por intermédio da Secretaria Municipal de Obras (Semob), concluiu os trabalhos de reforma e ampliação da escola estadual Professor Hélio Nehring. A entrega para a população acontece na próxima quarta-feira (28), às 10h. A escola está situada à rua Escolástica Couto Aranha, 170, São Jorge. A iniciativa, que proporcionou solução para antigos problemas de infiltração e goteiras, é resultado do convênio entre os governos estaduais e municipais, por meio do PAC – Programa de Ação Cooperativa Estado – Município para Construções Escolares. Conforme o engenheiro da Secretaria Municipal de Obras (Semob), Renato Antônio Furlan, os serviços foram executados pela Construtora e Pavimentada a Concivi com investimento social de R$ 78.811,65. No local foram concluídos os trabalhos de revisões completas do telhado e do forro, ampliação de sanitários, pintura, ampliação da cozinha, manutenção nos muros, reparos nos pisos, reformas de salas e revisão nas instalações elétricas e hidráulicas. A escola atende atualmente cerca de 1.300 alunos, da 3ª série do Ensino Fundamental até a 3ª série do Ensino Médio, nos períodos manhã, tarde e noite. A escola é bem estrutura e administrada, conta com a Direção, Vice Direção e Coordenadora Pedagógica, tanto do Infantil quanto do ensino médio. No projeto Escola da Família, o qual ocorre aos fiz de semana, sendo este que eu realizei o estágio não escolar, conta com voluntários e uma coordenadora do próprio projeto o qual é escolhido pela diretoria de ensino. 3 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS As atividades desenvolvidas, foram juntas as oficinas as quais ocorrem na escola da família, aos sábados e domingos, a equipe responsável busca apoio e recursos como donativos e empresas que financiem. Onde a primeira a qual auxiliei foi a oficina de Bordado. Observei que todos os materiais são fornecidos pela própria escola, como era bordado em pulseiras, a maioria dos participantes eram bem jovens
  • 8. e a maioria deles escreviam o nome dele ou de familiares, a professora era muito atenciosa e paciente, calma, e ela trabalha voluntariamente no projeto. Em outro momento participei da oficina de pintura em emborrachado, o qual era destinado a confecção de tapetes, a maioria dos participantes eram senhoras e ainda faziam crochê na ponta dos tapetes os quais elas chamavam de bico. Também houveram oficinas esportivas, onde haviam jogos de tabuleiro, os participantes eram variados de muitas idades, desde crianças até adultos, o jogo preferido e mais disputado era a dama, porém demonstraram muito interesse pelo ping-pong e pebolim, normalmente nessas atividades não tem orientadores, só apenas quando se faziam necessário alguma intervenção, os próprios participantes se organizavam entre si. O curso de mosaico também foi bastante interessante e procurado, porém esse houve inscrições e vagas limitadas, por causa do pouco material, e do trabalho e detalhes do curso. Entre os outros cursos oferecidos foram os de fuxico, campanha do agasalho, onde foi confeccionado, arrecadado e doado roupas de inverno, curso de padaria artesanal, oficina de boneca, oficina de chaveiro, oficina de cachecol e decapagem. Cursos de empilhadeiras e inglês. Em datas comemorativas, eles sempre elaboram oficinas e momentos especiais, aberto ao público em geral. 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS A prática pedagógica em Educação Escolar, através das vivencias dos cursos, pude aprender e ensinar, me sentindo útil e mais que isso aprendi a importância do projeto escola da família, o qual me trouxe a reflexão crítica de projetos os quais o governo disponibiliza aos fins de semana. É claro que a administração e dedicação dos envolvidos no projeto é o que realmente faz a diferença.
  • 9. Desse modo os cursos de licenciatura precisam proporcionar às discentes experiências profissionais que os coloquem frente ao contexto com o qual irão se deparar e trabalhar futuramente (BERNARDI et al., 2008). O estágio me colocou em situações atípicas onde eu não imaginava como era o conceito do não escolar, que na verdade é escolar, mas fora das datas e horários padrões. A diferença desse estágio dos demais, é que em momento nenhum eu observei alguma dificuldade, na verdade analisei que é um processo tão natural e satisfatório, que não se faz necessário intervenções por problemáticas. Foi muito prazeroso estar nas oficinas e nesses momentos tão especiais. Portanto ao concluir o estágio, o qual possibilitou vislumbrar a prática como ocorre no cotidiano não escolar e os momentos felizes, os quais trazem novos conhecimentos para as pessoas. Sendo assim, o estágio foi muito importante em minha formação para minha prática profissional no futuro.
  • 10. REFERÊNCIAS  ALMEIDA, Jane S. Prática de Ensino e Estágio Supervisionado na Formação de Professores. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 93, p. 22- 31, maio 1995.  BRASIL, Ministério da Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC-SEF, 1997.  MOSCOVICI, F. A organização por trás do espelho: reflexos e reflexões. Rio de Janeiro: José Olympio, 2ª ed., 2003.  MOURA, Eliana; ZUCHETTI, Dinorá Tereza. Explorando Outros Cenários: Educação não escolar e pedagogia social. Disponível em: htp:/ www. Br/publicações_ cientificas/ images/ stories/ pdfs_ educação/ vol110n3/ art07_ moura pdf
  • 16. FACULDADE ANHANGUERA DE PIRACICABA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO INSTITUIÇÃO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA – SESI ALUNO: THAIS FERNANDA ULIANA CURSO: PEDAGOGIA MATRICULA: 6646346136 PIRACICABA 2016
  • 17. Thais Fernanda Uliana RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO EMPRESA SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA – SESI Relatório de Estágio Curricular apresentado à Faculdade Anhanguera como requisito parcial do curso de Pedagogia. Coordenadora do Curso: Karen Roberta Moriggi PIRACICABA 2016
  • 18. Relatório de Estágio Curricular Obrigatório em Gestão Escolar Dados do Estagiário Nome: Thais Fernanda Uliana Registro Acadêmico: 6646346136 Curso e Período: Pedagogia – 7º Semestre Dados do Local de Estágio Empresa: Serviço Social da Indústria - SESI Supervisor: Adalgisa S. C. Fortunato N° de registro: 45.2793 Período de Estágio Início: 15.03.2016 Término: 15.04.2016 Jornadas de trabalho: 25 horas semanais. Total de horas: 25 horas PIRACICABA 2016
  • 19. SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO.....................................................................................................7 2 AMBIENTE DE ESTÁGIO (A EMPRESA)........................................................11 3. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS.....................................................................12 3.1 DISCUSSÕES.................................................................................................14 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS..............................................................................15 REFERÊNCIAS.......................................................................................................16
  • 20. 1 INTRODUÇÃO Com o intuito de observar e analisar o ambiente escolar, para desenvolvimento do aprendizado e formação profissional, estive presente na escola Serviço Social da Indústria - SESI, pois diante das realidades vivenciadas é possível desenvolver a prática de qualidade. Segundo o site da escola e o Projeto Político Pedagógico o contexto histórico da escola, ao final da Segunda Guerra Mundial, as Forças Armadas haviam deposto a ditadura do Estado Novo (1937-1945) e um governo democrático fora eleito em 1946, juntamente com uma Assembleia Constituinte multifacetada e pluripartidária, para elaborar a nova Carta Constitucional. Os direitos trabalhistas, garantidos na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) de 1943, voltaram a vigorar. Entretanto, a suspensão desses direitos em 1944 deixara um travo amargo nos operários, oprimidos com jornadas longas, salários baixos e os lucros extraordinários de vários empregadores. Por sua vez, a classe dominante almejava participar mais de perto nas decisões governamentais e reduzir a intervenção do Estado na economia. De um lado, estavam empresários que queriam a adoção de uma política econômica liberalizante, de forma a facilitar o acúmulo de capital às custas de baixos salários e a expansão das empresas estrangeiras. De outro, industriais identificados com valores éticos e capitaneados por Roberto Simonsen e Euvaldo Lodi, contrários às práticas destruidoras da ordem social como o lucro fácil, a competição desenfreada e a ausência de "espírito de serviço, tão recomendado pela filosofia cristã". Essa última corrente, favorável à construção social em bases mais justas, vinha organizando grandes congressos no final da Era Vargas, que culminaram na 1ª Conferência das Classes Produtoras, em Teresópolis (Rio de Janeiro), na primeira semana de maio de 1945. Seu documento conclusivo foi a "Carta de Teresópolis" que propunha o combate ao pauperismo, o aumento da renda nacional, o desenvolvimento das forças econômicas, a democracia econômica e a justiça social.
  • 21. Inspirados nos princípios sociais da Carta de Teresópolis, um grupo de empresários lançou, em 1946, a Carta da Paz Social, expressando o desejo de estabelecer solidariedade e harmonia entre capital e trabalho. Esse primeiro passo para humanizar essas relações seria a criação dos serviços sociais, tanto da indústria, quanto do comércio. Primeiras Atividades do Sesi-SP A primeira consequência da Carta de Teresópolis foi a criação da Fundação de Assistência ao Trabalhador (FAT), pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) para prestar serviços assistenciais aos operários da indústria. Mantida pela contribuição espontânea dos empresários, durante sua breve vida, a FAT criou uma série de postos de abastecimento que foram imediatamente aproveitados pelo recém-criado Departamento Regional do Sesi de São Paulo. Havia, na época, uma grave crise no abastecimento de gêneros de primeira necessidade nas grandes cidades como a capital paulista. Logo, o Sesi-SP multiplicou os armazéns pelas principais áreas industriais da capital e interior do Estado. Em menos de um ano, já havia mais de 40 postos de abastecimento que atendiam a 35 mil famílias operárias. Também em seu primeiro ano de existência, o Departamento Regional de São Paulo mobilizou a Escola de Serviço Social, o Instituto de Direito Social, o Instituto de Serviço Social e a Escola Livre de Sociologia Política de São Paulo para a organização de cursos intensivos destinados à preparação de assistentes sociais, educadores sociais, orientadores sindicalistas e funcionários de várias categorias que integrassem os quadros da entidade. Sedes Quando foi criado, em junho de 1946, o Departamento Regional do Sesi em São Paulo não possuía sede própria e utilizava dependências instaladas em diferentes prédios: uma parte funcionava na rua Conselheiro Crispiniano, outra na Fiesp, então localizada na Rua 15 de novembro, nº 244, no centro da capital.
  • 22. Pouco depois de sua criação, o interventor estadual Fernando Costa assinou ata de doação do terreno para construção do Palácio Mauá, localizado na então avenida de Irradiação (atual Viaduto Dona Paulina). O lançamento da pedra fundamental da obra projetada pelo engenheiro e ex- prefeito de São Paulo, Francisco Prestes Maia, aconteceu em 19 de novembro de 1946. Em janeiro de 1948, o Conselho Regional adquiriu alguns andares do edifício Thomas Edison na rua Bráulio Gomes, nº 60 para sediarem o Sesi. E, em 1º de junho de 1949, o Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOE) publicou ato dando nova denominação à rua Bráulio Gomes que passou a denominar-se Praça Dom José Gaspar. Em setembro de 1952 finalmente o Palácio Mauá ficou pronto para abrigar a Fiesp, o Ciesp e o Sesi, que ocupou os andares mais altos: no 10º, o Controle Central; no 11º, os Serviços Gerais; no 12º, Orientação Geral e Divulgação; no 13º, Presidência, Procuradoria, Inspetoria, Conselho Regional, Relações Públicas; no 14º, Educação Social; no 15º, Abastecimento e Assistência Social. A Divisão de Alimentação, contudo, permaneceu na Praça Dom José Gaspar. Em 1967, um terreno na Avenida Paulista, 1313, foi adquirido para abrigar nova sede conjunta das três entidades. Um concurso público entre mais de cem escritórios arquitetônicos escolheu o projeto em forma de pirâmide de Rino Levi Arquitetos Associados Ltda. com quatro níveis de subsolo, dois pavimentos térreos e dezesseis andares. As obras só tiveram início em agosto de 1970 e foram completadas pela Construtora Beter. Nove anos depois, em 27 de agosto de 1979, o prédio foi inaugurado pelo então presidente da Fiesp e do Conselho Regional do Sesi, Theobaldo De Nigris. No início dos anos 1980, criou-se um Centro Administrativo no início da Rodovia Anhanguera, com 14 mil m² de área construída, onde se instalaram o Centro de Processamento de Dados, a Central de Abastecimento, o Almoxarifado Central, as
  • 23. Divisões de Abastecimento, Alimentação, Assistência Médica e Odontológica, Orientação Social, Recursos Humanos, Administrativa e Financeira, Suprimentos e Patrimônio, Tesouraria e Procuradoria Jurídica, Engenharia, Planejamento e Desenvolvimento e Assessoria de Comunicações. Em maio de 2000, os Conselhos Regionais do Sesi e do Senai de São Paulo aprovaram o modelo de gestão integrada a ser adotado pelas duas instituições, que implantou unicidade de comando, fundiu as áreas-meio e manteve independentes as áreas-fim. Em decorrência dessa proposta, escolheu-se o edifício da Avenida Paulista, 1313, para abrigar a nova unidade corporativa. O Sesi é uma escola muito conceituada em Piracicaba e Região, sendo um privilégio estagiar nessa unidade, no entanto sei que a atividade de estagiar não é nada fácil, no entanto tenho a convicção de que sua necessidade na minha formação é indispensável, pois através dele adquiro práticas pertinentes para o meu desenvolvimento profissional. A afirmativa é verdadeira, já que o trabalho do estágio é complexo, cansativo, porém muito enriquecedor, grandioso, afinal através dele baseamos as vivências a serem enfrentadas no futuro, como também as vitórias alcançadas. Que esse momento seja eterno como uma tatuagem em minha formação profissional, pois os saberes adquiridos são ricos e quebram os paradigmas que caminho para o ensino aprendizagem de nossos futuros alunos.
  • 24. 2 AMBIENTE DE ESTÁGIO (A Empresa) As escolas atuam e várias áreas sendo as demais, SESI Educação, SESI Cultura e Estilo de Vida, SESI Responsabilidade Social Empresarial, SESI Segurança e Saúde no Trabalho. As escolas SESI, atende desde a educação infantil até em cursos profissionalizantes. Meu estágio foi desenvolvido na Escola de Educação Infantil e fundamental, onde tem como missão promover a qualidade de vida do trabalhador e de seus dependentes, com foco em educação, saúde e lazer, além de estimular a gestão socialmente responsável da empresa industrial. Tem como visão ser o líder nacional na promoção da melhoria da qualidade de vida do trabalhador e de seus dependentes e da gestão socialmente responsável da empresa industrial. Baseado na ética agir de forma íntegra no seu relacionamento interno e externo, com respeito à políticas e normas de conduta estabelecidas pela instituição, indústria e sociedade, como transparência. Compartilhar sistematicamente informações sobre a utilização de recursos, ações e contribuições do Sistema para a indústria, os trabalhadores e a sociedade. Sendo a maior satisfação dos clientes compreender as necessidades dos clientes internos e externos, atuais e futuras, afim de desenvolver soluções que atendam às suas expectativas. Superar as expectativas de desempenho da instituição, da indústria e do País, por meio do alcance de padrões de excelência na realização de suas atividades. Como base a valorização das pessoas, para garantir o reconhecimento profissional e pessoal dos colaboradores do Sistema Indústria, por meio de uma gestão que valorize o resultado, o alcance de metas e as competências técnicas e humanas. A escola possui uma Proposta Pedagógica a qual visa o bem-estar e formação dos alunos, com uma concepção de gestão democrática, bem organizada e com rotinas que respeitam o desenvolvimento das crianças e bem-estar dos funcionários.
  • 25. A unidade escolar conta com vários funcionários de várias áreas, todos com formação adequada e nas minhas observações analisei que estão sempre sorrindo demonstrando satisfação em trabalhar nesse local. 3 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS No primeiro dia realizei uma visita na instituição em busca de solicitar a autorização para o estágio. Onde fui muito bem recebida, pela Gestora da unidade escolar, apresentei a documentação e conversamos informalmente. No segundo dia compareci a unidade, onde a gestora me informou que já havia comunicado o departamento jurídico e de recursos humanos sobre a minha presença, apresente novas documentações as quais foram assinadas e devolvidas no fim do dia. No terceiro dia, fui apresentada para a escola, seus funcionários e ambientes. A gestora apresentou – me um documento que descrevi quais eram as funções de uma diretora de escola, permaneci lendo esse documento em uma sala, onde realizei anotações as quais achei de suma importância. Já no quarto dia, ela solicitou que eu a acompanhasse, pois ela iria fazer algumas intervenções com funcionário, ou seja, estive presente em pequenas reuniões as quais ela realiza com os funcionários da escola, sendo está separa por categoria de trabalho, logo, faxineiras com faxineiras, cozinheiras com cozinheiras e assim em diante. Nessas reuniões foram discutidas ações, divergência e soluções correspondente a categoria. No quinto dia participei em conjunto com a secretária, que me apresentou os documentos referentes as assinaturas da direção, gestão de pessoal. No sexto dia participei da reunião referente a compra de materiais, onde os profissionais solicitavam respectivos materiais, e os mesmos tinha que ser comparados com as atividades a serem desenvolvidas para que não houvesse gastos excessivos e desnecessários.
  • 26. No sétimo dia, a diretora solicitou que eu iniciasse a escrita do relatório de estágio, pois ela gostaria de estar acompanhando a escrita e analisar se estava de acordo. Sendo assim no final do dia ela pediu para ler, realizou alguns apontamentos e enfatizou alguns pontos os quais eu havia esquecido. No oitavo dia realizei atividades participativas, sendo essas conferencias de documentação as quais ela tinha que conferir e assinar. Nesse momento a diretora solicitou que eu estivesse atenta, pois era um grande momento para acrescentar conhecimentos gestor em minha futura carreira profissional. Ao dia de hoje, aprendi como realizar matriculas, a qual é feita com uma conversa formal com a mãe junto a diretora, após preenchido uma ficha de saúde da criança, e uma ficha pessoal familiar e histórico da criança. Depois de ter conferido os documentos, e aprendido como realizar matriculas no décimo dia eu realizei um relatório reflexivo de tudo que já havia realizado, e solicitei orientação da direção, que foi positiva, em afirmar que gostou da minha escrita e enfatizou que sou detalhista. No decimo primeiro dia, aprendi a manusear e preencher documentos os quais vinha da central do SESI, como também realizei leituras e conferencia de recebimento e destino de verbas. Décimo segundo dia preenchi documentos de filhas de alunos e documentos padrão da escola. Os demais dias utilizei para esclarecimento de dúvidas, para conversas com funcionários em geral, sobre a opinião deles em relação a gestão administrativa da unidade escolar, retirei um tempo para conversar com a coordenadora. Mediante a essas conversas analisei que a diretora é uma pessoa querida e respeitada. Finalizei o meu relatório no último dia, o qual a diretora realizou algumas colocações e aprovou.
  • 27. 3.1 DISCUSSÕES Todos na unidade escolar foram muito atenciosos, inclusive a gestão a qual proporcionou momentos de discussões, o que contribuiu muito para o meu aprendizado. As discussões em sua maioria ocorreram com os funcionários e gestores, porém, houve um momento o qual participei de uma intervenção com a família em relação a postura de um aluno, esse momento foi especial, pois um dos meus maiores medos eram como lidar com os país. Nas capacitações com professores, muitas são as discussões, desde os problemas encontrados, até decisões as quais permeiem o ambiente escolar e o aprendizado das crianças. As reuniões de pais são realizadas no fim de cada semestre, sendo que em uma das reuniões dos professores eu obtive o privilégio de participar, as ponderações foram suscitas e sensatas. As reuniões do conselho de escola ocorrem a cada três meses, onde são deliberados novos assuntos para a próxima reunião, como também resolvido as problemáticas apresentadas. São discutidos assuntos financeiros para reforma e manutenção da unidade escolar, produtos de higiene e limpeza. Sendo discutidos desde a manutenção como instalações físicas e recursos pedagógicos. Tudo é acompanhado e administrado muito bem pela gestão escolar.
  • 28. 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS O estágio acrescentou muito conhecimentos para a nossa prática, é com grande satisfação que afirmo o quanto foi produtivo e agradável, independente das dificuldades enfrentadas, a equipe foi receptiva, auxiliando quando me deparava com alguma dúvida ou dificuldade. A teoria e a prática são concomitantes, portanto um complementa o outro, nesse sentido foi possível compreender a importância de ambos em minha formação, pois em momentos os quais não sabia qual seria o caminho a ser seguido buscava nos livros a solução.
  • 29. REFERÊNCIAS A Formação de Professores e seus Desafios Frente às Mudanças Sociais Politicas e Tecnológicas - https://books.google.com.br/books?id=c- 2MBAAAQBAJ&pg=PA129&dq=estagio+em+gest%C3%A3o&hl=pt- BR&sa=X&ved=0ahUKEwjS6dKVx9TMAhWGFj4KHTUrBGQQ6AEIOTAB#v=onepag e&q=estagio%20em%20gest%C3%A3o&f=false> acesso em 06/05/2016. ANTUNES, Celso. Alfabetização Emocional: novas estratégias. 5ª e. Petrópolis: Vozes, 1999. História SESI Piracicaba - http://www.portaldaindustria.com.br/sesi/institucional/2012/03/1,1791/missao-e- visao.html> acesso em 06/05/2016. Manual de Normalização da Faculdade Pitágoras / Organização: Camila Camilozzi Alves Costa de A. Araújo; colaboração: Ada Magaly Matias Brasileiro... [et al.]. – Belo Horizonte: Faculdade Pitágoras, 2012. 51 p. PIMENTA, Selma Garrido e LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágios e Docência: diferentes concepções. In Revistas Poesias. v.3, nº 3 e 4, pp.5-24, 2005/2006. SESI – SP - http://www.sesisp.org.br/institucional/historico> acesso em 06/05/2016.