Mídias Sociais na Educação - Apresentação

617 visualizações

Publicada em

IESPES - Instituto Esperança de Ensino Superior
Curso: Informática na Educação
Disciplina: Mídias Sociais na Educação

Apresentação da disciplina de Mídias Sociais na Educação, do curso de Pós Graduação em Informática na Educação, do Instituto Esperança de Ensino Superior - IESPES.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
617
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mídias Sociais na Educação - Apresentação

  1. 1. MÍDIAS SOCIAIS NA EDUCAÇÃO Prof. Esp. Márcio Darlen Lopes Cavalcante
  2. 2. Agenda  Apresentação (docente e discente)  Apresentação da Disciplina  Alguns dados e fatos importantes  Primeiros conceitos 2
  3. 3. Apresentação Docente  Prof. Especialista Márcio Darlen Lopes Cavalcante  Tecnólogo em Processamento de Dados – UFPA  Especialista em Marketing – UEPB  Certificado em Educação Virtual – SENAC/Simon Frase – Canadá 3
  4. 4. Apresentação Docente  Prof. Especialista Márcio Darlen Lopes Cavalcante  Instituições que atuo:  SENAC  IFPA  FIT  IESPES  UFRA  ULBRA 4
  5. 5. Apresentação Docente  Prof. Especialista Márcio Darlen Lopes Cavalcante  Disciplinas que ministro na graduação: • Fundamentos de Sistemas de Informação • Gerência de Projetos • Sistemas de Informação I e II • Fundamentos de Design Web • Gestão de Negócios e Marketing na Internet • Linguagem de Programação Web I e II • Arquitetura da Informação 5
  6. 6. Apresentação Docente  Prof. Especialista Márcio Darlen Lopes Cavalcante  Disciplinas que ministro na graduação: • Arquitetura de Computadores • IHC – Interface Home-Computador • Planejamento Gráfico  Disciplinas que ministro em Pós-graduações: • Sistemas de Autoria Multimídia • Mídias Sociais na Educação 6
  7. 7. Apresentação Docente  Prof. Especialista Márcio Darlen Lopes Cavalcante  Experiências no Mercado:  Desenvolvedor Web  Presidente (2012) e atual consultor da Sidecon.inf.br (Empresa Junior do Curso de Sistemas de Informação e Sistemas para Internet – CEULS ULBRA) 7
  8. 8. Apresentação Discente  Quem você é ?  O que faz ? Trabalha ? Estuda ?  Porque escolheu esta Pós ?  Qual a sua experiência com Redes Sociais ? 8
  9. 9. Apresentação da Disciplina  Ementa:  Objetivos:  Metodologia  Critérios de Avaliação 9
  10. 10. Apresentação da Disciplina  Ementa: Aborda as categorias conceituais (gestão, tecnologias, mídias sociais) considerando a sua inserção e aplicação no campo da educação, articulando-as com as demais áreas de conhecimento que lhes dão suporte. Explora o caráter tecnológico: do tecnicismo e mecanicismo- determinista à tecnogênese, que enfatiza o princípio humano de criação e transformação. Destaca aspectos relativos à gestão da educação nos níveis da administração central e setorial, dos sistemas e unidades de ensino (escolas), com ênfase na utilização das tecnologias nos ambientes educacionais e nas mídias sociais. 10
  11. 11. Apresentação da Disciplina  Objetivos:  Discutir o uso estratégico das Mídias Sociais na Educação  Identificar as principais Mídias Sociais  Orientar docentes no uso da tecnologia em sua prática pedagógica  Desenvolver ações educativas em Mídias Sociais  Discutir a Educação como um negócio 11
  12. 12. Apresentação da Disciplina  Metodologia:  Exposições  Debates  Aulas Práticas  Trabalhos em Equipe e Individuais  Critérios de Avaliação  Produção e Participação – 10,0  Desenvolvimento Ações Educacionais em MD – 10,0 12
  13. 13. DADOS E FATOS Caso você tenha ficado congelado por 10 anos 13
  14. 14. Dados e Fatos  A Revolução das Mídias Sociais  E quem é o nosso novo aluno ? 14
  15. 15. Dados e Fatos  Pesquisa TIC EDUCAÇÃO 2012  Pesquisa TIC KIDS 2012 15
  16. 16. Dados e Fatos  Pesquisa TIC EDUCAÇÃO 2012  Pesquisa TIC KIDS 2012 16
  17. 17. Novos Dilemas  Cola Virtual  Conteúdo inadequado  Bloquear ou liberar ?  Velocidade da Rede de Informação do aluno  Aaaahhhhhh .... 17
  18. 18. Enquanto isso nossos alunos... 18
  19. 19. Enquanto isso nossos alunos... 19
  20. 20. Enquanto isso nossos alunos... 20
  21. 21. Mídias Sociais na Educação Primeiros Conceitos
  22. 22. 22
  23. 23. Diferenciando Conceitos  Mídia Digital  Mídia Social  Rede Social 23
  24. 24. Diferenciando Conceitos  Mídia Digital: é a mídia eletrônica, ou seja, meio de veiculação/comunicação eletrônicos baseados em tecnologia digital. Não requer necessariamente produção de conteúdo de muitos para muitos, nem relações interpessoais. Exemplos: 24
  25. 25. Diferenciando Conceitos  Mídia Social: é o termo usado para definir a interação interpessoal no meio eletrônico, e trata-se da produção de conteúdo de muitos para muitos. Para Kaplan e Haenlein, Mídias Sociais são um grupo de aplicações para internet construídas com base nos fundamentos ideológicos e tecnológicos da Web 2.0 e que permitem a criação e troca de conteúdo gerado pelo usuário. Exemplos: Blogs, Sites de Compartilhamento, Microblogs, redes sociais e afins. 25
  26. 26. Diferenciando Conceitos  Rede Social: na internet, as redes sociais são as relações interpessoais mediadas pelo computador, e acontecem através da interação social em busca da comunicação.  Segundo a Wikipedia, as Redes Sociais são grupos ou espaços específicos na Internet, que permitem compartilhar dados e informações, sendo estas de caráter geral ou específico, das mais diversas formas (textos, imagens, vídeos, etc)  Exemplos: Facebook, Orkut, Pinterst, Linkedin, etc... 26
  27. 27. Resumindo... Mídia Digital Mídia Social Rede Social 27
  28. 28. PENSANDO COMO EMPRESA Ouvindo nossos amigos do Marketing...23/09/2013 28
  29. 29. Novo consumidor (aluno?) 29  Usa simultaneamente diversas mídias  Acessa a informação praticamente de qualquer lugar (mobilidade)  Se expressa e compartilha conteúdos  Partilha do poder de comunicar: tornou-se emissor na comunicação, produtor de conteúdo  Caracteriza-se como um consumidor com postura ativa
  30. 30. Pra quê entrar ? 30  Como canal de comunicação é fundamental  para divulgação da marca  apuração dos sentimentos do consumidor em relação à empresa (escola), ao produto (assunto/matéria/professor) às ações empresariais (educacionais)
  31. 31. Pra quê entrar? 31  Publicidade  campanhas digitais  relacionamento com o consumidor  Jornalistas  novos canais de divulgação  novas fontes  Professores...
  32. 32. Pra quê entrar? 32  Professores  Permitir centralizar em um só lugar todas as atividades de ensino, professores e alunos  Aumentar o senso de comunidade educativa  Aumentar a fluência e facilidade de comunicação entre aluno e professor  Melhorar a eficácia do uso prático de TIC visando aglutinar pessoas, recursos e atividades  Facilitar a coordenação e trabalho de grupos de aprendizagem  Colaboração e conexão com estudantes, etc...
  33. 33. Como funciona? 33  Liberdade é um dos princípios da internet  Tentar controlar quem diz e o que diz não funciona  A internet é baseada em influência e não em controle  Pode-se tentar influenciar, não controlar  Nas mídias sociais o objetivo é conseguir menções positivas
  34. 34. O que esperar?  Audiência passiva  Interação  Relacionamento  Menções positivas  Boa repercussão  Engajamento 34 NÃO SIM
  35. 35. O que fazer? 35 1. Entenda o ambiente 2. Entenda seu público 3. Defina seus objetivos e mensure os resultados 4. Defina sua estratégia e integre-a às outras iniciativas de marketing da empresa 5. Faça diferente e diferença:
  36. 36. O que fazer? 38 1. Entenda o ambiente 2. Entenda seu público 3. Defina seus objetivos e mensure os resultados Diversos recursos permitem mensurar os resultados de diversas formas e corrigir o percurso. 4. Defina sua estratégia e integre-a às outras iniciativas de marketing da empresa 5. Faça diferente e diferença
  37. 37. Como fazer? 41  Atitudes importantes a adotar  Acompanhe atentamente o que estão dizendo de sua marca/empresa/produto  Seja autêntico e transparente (não minta, transmita informações de forma clara)  Forneça interação significante  Publique conteúdo relevante  Tente engajar o consumidor (aluno) a atitudes favoráveis
  38. 38. O que/por que monitorar? 42  O que falam da sua empresa (escola, disciplina e você)?  Escute  Valha-se das opiniões: corrija aspectos negativos, perceba tendências e antecipe-se  Personalize o contato  Escute de novo.
  39. 39. O que/por que monitorar? 43  Quem são os principais formadores de opinião das redes sociais nas quais sua empresa atua?  Quem são seus “defensores”?  E seus “detratores”?  Conheça-os e tente influenciá-los/motivá-los a atitudes favoráveis
  40. 40. O que não fazer? 44  Enviar spam  Divulgar informações falsas ou enganosas  Tentar fazer uma campanha parecer espontânea e popular quando, nas verdade, é orquestrada por uma organização (astroturfing)  Criar perfis falsos com o propósito exclusivo de promover ou defender uma determinada empresa ou organização (sockpuppeting)
  41. 41. Para lembrar 45  Palavras-chave:  Autenticidade  Transparência  Relevância de conteúdo  Monitoramento
  42. 42. mdarlen@gmail.com @marciodarlen Prof. Esp. Márcio Darlen Lopes Cavalcante

×