SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GÓIAS
         MESTRADO EM EDUCAÇÃO
DISCIPLINA: EDUCAÇÃO E NOVAS TECNOLOGIAS
    DA COMUNICAÇÃO E DA INFORMAÇÃO
 PROFESSOR: DR. JUAN BERNADINO MARQUES
                 BARRIO


     ALUNA: MARIA APARECIDA
        CANDINE DE BRITO
A SOCIEDADE CONECTADA:
CAMINHOS PARA A FORMAÇÃO
     DE PROFESSORES
Resumo
O trabalho toma por base a realidade da sociedade
tecnológica atual que gera necessidade de mudanças
nas diversas esferas educacionais, principalmente no
trabalho do professor para lidar com as novas
tecnologias.
Esta realidade social sinaliza para a exigência de se
repensar práticas docentes, que tradicionalmente
privilegiam a comunicação oral em detrimento da
construção coletiva do conhecimento.
São apresentadas recomendações para o uso
pedagógico das redes de computadores na formação de
professores, ressaltando a necessidade de um novo
paradigma educacional.
Introdução
Vivemos hoje sob a influência de um processo de
globalização no qual as novas tecnologias se destacam,
causando profundas alterações na sociedade em que
vivemos. À medida que marcam sua presença na sociedade,
estas tecnologias afetam valores, identidades, formas de
trabalho, formas de pensar e de sentir (Piscitelli, 1997).

A enorme velocidade com que se desenvolve a tecnologia
torna difícil determinar seus rumos, sua qualidade e suas
aplicações educativas. Daí a importância de se formar
professores sintonizados com a sociedade tecnológica (Leite
& Silva, 2000).
Destacando o potencial das redes eletrônicas para
educação, Moran(2000) apresenta seus possíveis
usos pedagógicos:

(a) Na divulgação do conhecimento;

(b) Na pesquisa;

(c) No apoio ao ensino;


(d) Na comunicação interpessoal.
Para que haja uma maior integração dessas
tecnologias no processo educativo é necessário
que os professores:

(a)sintam-se confortáveis ao utilizar a tecnologia;

(b) explorem recursos de ensino como software
educativo, CD-ROM, Internet para identificar
aqueles que possam enriquecer o seu curso;

 (c) repensem o seu curso para determinar a
melhor maneira de integrar essa tecnologia nos
seus planos de aula;
(d) Revejam os planos de aula para incorporar a
tecnologia;

(e) Testem os planos na sala de aula;

(f) Avaliem como eles funcionam;

(g) Refinem suas aulas.

(McGrath, 1998).
Buscando caminhos para a formação de
                  professores:
A educação da atualidade, da sociedade conectada, deve
privilegiar a renovação de conteúdos e de métodos
pedagógicos para melhorar a eqüidade, desburocratizar e
homogeneizar as oportunidades educacionais.


Para que essas características se efetivem, é preciso que
o investimento, no que diz respeito à presença do
computador no ensino, seja diferente daquele realizado
pelas escolas norte-americanas: 90% para a aquisição de
novos equipamentos e somente 10% para a formação de
professores (Piscitelli, 1997).
Valente (1998), ao analisar a capacitação de recursos
humanos em informática educativa, estabelece distinção
entre cursos de treinamento e cursos de formação.

No treinamento, adiciona-se alguma técnica ou
conhecimento à técnica que o profissional já dispõe, isto
é, não implicando, necessariamente, em mudança de
atitudes ou de valores. Este é o caso do professor que é
treinado para usar uma nova tecnologia, mas cuja
atuação em sala de aula praticamente não se modifica.

Na formação, deve-se, ao menos, propiciar meios para
que haja uma mudança na forma do professor "ver a sua
prática, entender o processo de ensino-aprendizagem e
assumir uma nova postura como educador" (p. 141).
Visando a formação de professores, quanto ao uso
pedagógico das redes de computadores, os
responsáveis pelo sistema educacional devem
realizar, entre outras estratégias:


(a)Debates e seminários com o objetivo de desmistificar o
   computador, diminuir a resistência à tecnologia
   educacional e quebrar o ceticismo em relação à utilidade
   do computador para a educação;

(b)Cursos de formação, que não devem se limitar ao ensino
   de conteúdos e habilidades. Essas duas abordagens são
   importantes porque é necessário que os professores
   adquiram compreensão das relações entre a informática e
   a sociedade, além de uma visão crítica dos diferentes
   usos do computador na educação (Oliveira, 1997);
Segundo Stahl (1997), é fundamental que sejam realizadas
alterações profundas nesse processo e que os professores
sejam capazes de estabelecer o quê, como, onde, por quê,
para quê, a quem e para quem servem as novas tecnologias.
Eles só estarão capacitados para tal se possuírem:
 (a)Sólida formação inicial;

 (c)Percepção clara do contexto sócio-político-econômico-
    cultural;

 (c)Preocupação com a relação entre teoria e prática;

 (d)Busca de constante auto-aperfeiçoamento;

 (e)Aceitação e uso de inovações;

 (f)Ênfase no trabalho cooperativo e multidisciplinar;

 (g)Consciência de ser agente de mudança.
É importante, portanto, que o material elaborado para a
formação de professores via rede atenda a requisitos tais
como os sugeridos por Kilby (1997):

Desenvolver o material didático para o usuário, não para
a tecnologia;
Escolher os tipos de mídia baseado nos objetivos de
aprendizagem;
 A tecnologia deve ser usada de forma a facilitar a
interação do professor com o conteúdo trabalhado.
Planejar para que o material se adapte a diferentes
níveis de habilidade;
Atender a uma variedade de estilos de aprendizagem;
Preferir o modo não linear;
Deve-se permitir que o aluno fique no controle de sua
aprendizagem
Segundo Oliveira (1997):
Para que a formação seja eficaz, as pessoas
responsáveis por ela devem estar preparadas tanto nos
aspectos ligados à informática quanto nos aspectos
pedagógicos da utilização da tecnologia em ambientes
de aprendizagem.

 Essa formação só será encontrada em um processo que
tenha como referência o papel político-pedagógico
esperado do professor.

 Devido à grande velocidade com que novos
equipamentos e programas são desenvolvidos, a
formação não deve ocorrer em um momento único; é
necessário que este processo seja permanente,
possibilitando aos professores o acompanhamento das
mudanças.
Conforme Moran (1997):

É inegável o grande potencial das redes de
computadores para a educação. No entanto, se
observarmos o caso das universidades públicas
brasileiras, carentes de recursos humanos e de infra-
estrutura, a viabilidade da formação dos educadores
em novas tecnologias torna-se bastante questionável.
Isto, sem dúvida, prejudica a formação de
profissionais de educação que terão dificuldade em
utilizar apropriadamente estas tecnologias em
ambientes de ensino-aprendizagem.
Implementando redes de computadores na educação: a
necessidade de um novo paradigma. Entre os aspectos
mais freqüentemente relatados na literatura, pode-se
mencionar os seguintes:
 A função do professor deve ser a de facilitador,
  orientador e mentor, que apóia as atividades dos alunos;

  O ensino via rede exige muita atenção do professor, pois
  os alunos tendem a se dispersar na exploração de
  informações;

  A motivação dos alunos é maior devido à novidade e à
  enorme quantidade de informações disponíveis;

  É preciso uma maior habilidade para fazer pesquisas na
  rede, pois as informações variam muito em termos de
  qualidade    e    utilidade, sendo     constantemente
  modificadas;
Novas formas de comunicação estão surgindo devido à
utilização de novas tecnologias na rede;

A cooperação, a pesquisa em grupo e a troca de
resultados são ampliadas com o uso das redes.

As recomendações anteriores só fazem sentido se
atreladas a um projeto político-pedagógico construído
pelos participantes do processo educativo no qual o curso
de formação de professores estiver inserido.

Apesar das potencialidades e atuais limitações das redes
para uso na educação, o grande desafio consiste em
integrá-las em um novo paradigma educacional, onde
professores e alunos pesquisam e aprendem juntos,
visando a construção comum do conhecimento.
“Estamos em plena fase de transição
da tecnologia analógica para a digital,
o que não significa que a educação
tenha assimilado a profunda
transformação de suas ferramentas
pedagógicas: "Será preciso uma nova
geração de educadores, eles mesmos
educados nas modalidades digitais,
para que a transformação se
complete" (Battro & Denham, 1997,
p.59).
Referências bibliográficas
BATTRO, A. M., DENHAM, P. J. La educación digital. Buenos
Aires: Emecé Editores, 1997.

KILBY, T. Rules for good WBT design. Internet:
http://www.filename.com/wbt/pages/rules.htm, 1997.

LEITE, L.S., SILVA, C.M.T. A educação a distância capacitando
professores: em busca de novos espaços para a aprendizagem.
Internet: http:// www. posead.hpg.com.br, 2000.

MADDUX, C. D. The internet: educational prospects and
problems. Educational Technology, New Jersey, v. 34, n. 9, p.
37-42, 1994.

McGRATH, B. Partners in learning: twelve ways technology
changes the teacher-student relationship. Technological
Horizons in Education, v. 25, n. 9, p. 58-61, 1998.
MORAN, J. M. A. Internet no ensino de comunicação. Santos, 1997.
Trabalho apresentado no Intercom' 97.

______________.       Mudanças      na comunicação      pessoal:
gerenciamento integrado da comunicação pessoal,         social e
tecnológica. São Paulo: Paulinas, 1998.

______________. Ensino e aprendizagem inovadores com
tecnologias audiovisuais e telemáticas. In: MORAN (Org.). Novas
tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus, 2000.

OLIVEIRA, R Informática educativa. Campinas: Papirus Editora,
1997.

PISCITELLI. Educación y agentes inteligentes. In: CAFIERO,
MARAFIOTI E TAGLIABUE (Org.) Atracción Mediática. Buenos Aires:
Biblos, p. 141-143, 1997.
SANCHO, J.M. Lição para usar tecnologia. Caderno Empregos e
Educação para o Trabalho. Jornal do Brasil, 20 de junho de 1999,
p. 1-2.

SILVA, C.M.T. Hipermídia na educação: desenvolvimento e
abordagem alternativa para avaliação de qualidade e efeitos.
Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Coordenação dos
Programas de Pós-Graduação em Engenharia, Universidade
Federal do Rio de Janeiro, 1997.

___________. Avaliação dos efeitos da utilização da hipermídia
na educação. In: ALVARENGA, G.M. (Org.). Avaliar: um
compromisso com o ensino e a aprendizagem. Londrina: Núcleo
de Estudos e Pesquisas em Avaliação Educacional, p.
111-137,1999.

STAHL, M. Formação de professores para uso das novas
tecnologias de comunicação e informação. In: CANDAU (org).
Magistério: construção cotidiana. Petrópolis: Vozes, p. 292-317,
1997.
VALENTE, J.A. Formação de profissionais na área de informática em
educação. In: VALENTE (Org.) Computadores e conhecimento:
repensando a educação. Campinas: UNICAMP/NIED, p. 139-164,
1998a.


____________. Diferentes usos do computador na educação. In:
VALENTE (Org.) Computadores e conhecimento: repensando a
educação. Campinas: UNICAMP/NIED, p. 1-27, 1998b.


 http://www.revistaconecta.com/conectados/ligia_conectada.htm

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...Henrique Santos
 
Eduvirtua mod 2 ppt1
Eduvirtua mod 2 ppt1Eduvirtua mod 2 ppt1
Eduvirtua mod 2 ppt1Sandra Andrea
 
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...Mauricio Maulaz
 
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...Joyce Fettermann
 
Slide de informática e metodologia
Slide de informática e metodologiaSlide de informática e metodologia
Slide de informática e metodologiaFGedfisica
 
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensinoA tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensinoAlexandre Bento
 
Informatica Na Educacao
Informatica Na EducacaoInformatica Na Educacao
Informatica Na EducacaoCarlos Castro
 
Formação docente x tecnologias da educação novos paradigmas
Formação docente x tecnologias da educação novos paradigmasFormação docente x tecnologias da educação novos paradigmas
Formação docente x tecnologias da educação novos paradigmasRosemary Batista
 
As TIC na prática pedagógica: um diferencial no contexto educacional
As TIC na prática pedagógica: um diferencial no contexto educacionalAs TIC na prática pedagógica: um diferencial no contexto educacional
As TIC na prática pedagógica: um diferencial no contexto educacionalceliafonseca
 
A informática na educação especial
A informática na educação especialA informática na educação especial
A informática na educação especialtanilenatic
 

Mais procurados (19)

LIVRO
LIVROLIVRO
LIVRO
 
Escola para o sec XXI
Escola para o sec XXIEscola para o sec XXI
Escola para o sec XXI
 
Tecnologia de informação e comunicação aplicada à educação
Tecnologia de informação e comunicação aplicada à educaçãoTecnologia de informação e comunicação aplicada à educação
Tecnologia de informação e comunicação aplicada à educação
 
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
Aplicações de Tecnologia em Ambiente Pré-Escolar - Algumas perguntas para nen...
 
Ser professor no século xxi
Ser professor no século xxiSer professor no século xxi
Ser professor no século xxi
 
17432019 Tecnologias Digitais Edu
17432019 Tecnologias Digitais Edu17432019 Tecnologias Digitais Edu
17432019 Tecnologias Digitais Edu
 
Eduvirtua mod 2 ppt1
Eduvirtua mod 2 ppt1Eduvirtua mod 2 ppt1
Eduvirtua mod 2 ppt1
 
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
 
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
 
Slide de informática e metodologia
Slide de informática e metodologiaSlide de informática e metodologia
Slide de informática e metodologia
 
@rca2010
@rca2010@rca2010
@rca2010
 
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensinoA tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
A tecnologia da informação e comunicação aplicada no ensino
 
Informatica Na Educacao
Informatica Na EducacaoInformatica Na Educacao
Informatica Na Educacao
 
1. o educador do século XXI
1. o educador do século XXI1. o educador do século XXI
1. o educador do século XXI
 
Mídias Sociais na Educação - Apresentação
Mídias Sociais na Educação - ApresentaçãoMídias Sociais na Educação - Apresentação
Mídias Sociais na Educação - Apresentação
 
Formação docente x tecnologias da educação novos paradigmas
Formação docente x tecnologias da educação novos paradigmasFormação docente x tecnologias da educação novos paradigmas
Formação docente x tecnologias da educação novos paradigmas
 
As TIC na prática pedagógica: um diferencial no contexto educacional
As TIC na prática pedagógica: um diferencial no contexto educacionalAs TIC na prática pedagógica: um diferencial no contexto educacional
As TIC na prática pedagógica: um diferencial no contexto educacional
 
A informática na educação especial
A informática na educação especialA informática na educação especial
A informática na educação especial
 
Modulo1
Modulo1Modulo1
Modulo1
 

Semelhante a A Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de Professores

Forma qim teresa_tic_educa2012
Forma qim teresa_tic_educa2012Forma qim teresa_tic_educa2012
Forma qim teresa_tic_educa2012Teresa Vasconcelos
 
Modelo poster final
Modelo poster finalModelo poster final
Modelo poster finalanamariadis
 
EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
EDU670_1_2 - TEMA 02 -  Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdfEDU670_1_2 - TEMA 02 -  Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdfssusere9b125
 
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atualAprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atualDilceia Paiva
 
Artigo/ensaio, Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
 Artigo/ensaio,  Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica Artigo/ensaio,  Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
Artigo/ensaio, Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógicaAlan Ciriaco
 
Informação, Tec e Mídia .ppt
Informação, Tec e Mídia .pptInformação, Tec e Mídia .ppt
Informação, Tec e Mídia .pptDrikaSato
 
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.pptInformação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.pptDrikaSato
 
As tecnologias no cotidiano escolar possibilidades de __articular o trabalh...
As tecnologias no cotidiano   escolar possibilidades de __articular o trabalh...As tecnologias no cotidiano   escolar possibilidades de __articular o trabalh...
As tecnologias no cotidiano escolar possibilidades de __articular o trabalh...Mayke Machado
 
Adriana ApresentaçãOartigo
Adriana   ApresentaçãOartigoAdriana   ApresentaçãOartigo
Adriana ApresentaçãOartigoAdriana Sitta
 
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre TicPrograma Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre TicTEODORO SOARES
 
tecnologia na educação
tecnologia na  educaçãotecnologia na  educação
tecnologia na educaçãoculturaafro
 
Plataforma Moodle
Plataforma MoodlePlataforma Moodle
Plataforma Moodleculturaafro
 
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem NevesSantana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem NevesCursoTICs
 
Projeto TIC Escola Justa Barbosa de Sales
Projeto TIC Escola Justa Barbosa de SalesProjeto TIC Escola Justa Barbosa de Sales
Projeto TIC Escola Justa Barbosa de Salesbibliotecaeinternet
 

Semelhante a A Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de Professores (20)

Forma qim teresa_tic_educa2012
Forma qim teresa_tic_educa2012Forma qim teresa_tic_educa2012
Forma qim teresa_tic_educa2012
 
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagensO uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
 
Modelo poster final
Modelo poster finalModelo poster final
Modelo poster final
 
Maria Celia
Maria CeliaMaria Celia
Maria Celia
 
EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
EDU670_1_2 - TEMA 02 -  Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdfEDU670_1_2 - TEMA 02 -  Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
 
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atualAprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
 
Artigo/ensaio, Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
 Artigo/ensaio,  Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica Artigo/ensaio,  Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
Artigo/ensaio, Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
 
Informação, Tec e Mídia .ppt
Informação, Tec e Mídia .pptInformação, Tec e Mídia .ppt
Informação, Tec e Mídia .ppt
 
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.pptInformação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
 
As tecnologias no cotidiano escolar possibilidades de __articular o trabalh...
As tecnologias no cotidiano   escolar possibilidades de __articular o trabalh...As tecnologias no cotidiano   escolar possibilidades de __articular o trabalh...
As tecnologias no cotidiano escolar possibilidades de __articular o trabalh...
 
Adriana ApresentaçãOartigo
Adriana   ApresentaçãOartigoAdriana   ApresentaçãOartigo
Adriana ApresentaçãOartigo
 
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre TicPrograma Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
 
Apres Sancho
Apres SanchoApres Sancho
Apres Sancho
 
tecnologia na educação
tecnologia na  educaçãotecnologia na  educação
tecnologia na educação
 
Plataforma Moodle
Plataforma MoodlePlataforma Moodle
Plataforma Moodle
 
Novas tecnologias
Novas tecnologias   Novas tecnologias
Novas tecnologias
 
Ti cs
Ti csTi cs
Ti cs
 
TICs
TICsTICs
TICs
 
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem NevesSantana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
Santana do Livramento - Maria Francisca Ilha Hardem Neves
 
Projeto TIC Escola Justa Barbosa de Sales
Projeto TIC Escola Justa Barbosa de SalesProjeto TIC Escola Justa Barbosa de Sales
Projeto TIC Escola Justa Barbosa de Sales
 

A Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de Professores

  • 1. UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GÓIAS MESTRADO EM EDUCAÇÃO DISCIPLINA: EDUCAÇÃO E NOVAS TECNOLOGIAS DA COMUNICAÇÃO E DA INFORMAÇÃO PROFESSOR: DR. JUAN BERNADINO MARQUES BARRIO ALUNA: MARIA APARECIDA CANDINE DE BRITO
  • 2. A SOCIEDADE CONECTADA: CAMINHOS PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES
  • 3. Resumo O trabalho toma por base a realidade da sociedade tecnológica atual que gera necessidade de mudanças nas diversas esferas educacionais, principalmente no trabalho do professor para lidar com as novas tecnologias. Esta realidade social sinaliza para a exigência de se repensar práticas docentes, que tradicionalmente privilegiam a comunicação oral em detrimento da construção coletiva do conhecimento. São apresentadas recomendações para o uso pedagógico das redes de computadores na formação de professores, ressaltando a necessidade de um novo paradigma educacional.
  • 4. Introdução Vivemos hoje sob a influência de um processo de globalização no qual as novas tecnologias se destacam, causando profundas alterações na sociedade em que vivemos. À medida que marcam sua presença na sociedade, estas tecnologias afetam valores, identidades, formas de trabalho, formas de pensar e de sentir (Piscitelli, 1997). A enorme velocidade com que se desenvolve a tecnologia torna difícil determinar seus rumos, sua qualidade e suas aplicações educativas. Daí a importância de se formar professores sintonizados com a sociedade tecnológica (Leite & Silva, 2000).
  • 5. Destacando o potencial das redes eletrônicas para educação, Moran(2000) apresenta seus possíveis usos pedagógicos: (a) Na divulgação do conhecimento; (b) Na pesquisa; (c) No apoio ao ensino; (d) Na comunicação interpessoal.
  • 6. Para que haja uma maior integração dessas tecnologias no processo educativo é necessário que os professores: (a)sintam-se confortáveis ao utilizar a tecnologia; (b) explorem recursos de ensino como software educativo, CD-ROM, Internet para identificar aqueles que possam enriquecer o seu curso; (c) repensem o seu curso para determinar a melhor maneira de integrar essa tecnologia nos seus planos de aula;
  • 7. (d) Revejam os planos de aula para incorporar a tecnologia; (e) Testem os planos na sala de aula; (f) Avaliem como eles funcionam; (g) Refinem suas aulas. (McGrath, 1998).
  • 8. Buscando caminhos para a formação de professores: A educação da atualidade, da sociedade conectada, deve privilegiar a renovação de conteúdos e de métodos pedagógicos para melhorar a eqüidade, desburocratizar e homogeneizar as oportunidades educacionais. Para que essas características se efetivem, é preciso que o investimento, no que diz respeito à presença do computador no ensino, seja diferente daquele realizado pelas escolas norte-americanas: 90% para a aquisição de novos equipamentos e somente 10% para a formação de professores (Piscitelli, 1997).
  • 9. Valente (1998), ao analisar a capacitação de recursos humanos em informática educativa, estabelece distinção entre cursos de treinamento e cursos de formação. No treinamento, adiciona-se alguma técnica ou conhecimento à técnica que o profissional já dispõe, isto é, não implicando, necessariamente, em mudança de atitudes ou de valores. Este é o caso do professor que é treinado para usar uma nova tecnologia, mas cuja atuação em sala de aula praticamente não se modifica. Na formação, deve-se, ao menos, propiciar meios para que haja uma mudança na forma do professor "ver a sua prática, entender o processo de ensino-aprendizagem e assumir uma nova postura como educador" (p. 141).
  • 10. Visando a formação de professores, quanto ao uso pedagógico das redes de computadores, os responsáveis pelo sistema educacional devem realizar, entre outras estratégias: (a)Debates e seminários com o objetivo de desmistificar o computador, diminuir a resistência à tecnologia educacional e quebrar o ceticismo em relação à utilidade do computador para a educação; (b)Cursos de formação, que não devem se limitar ao ensino de conteúdos e habilidades. Essas duas abordagens são importantes porque é necessário que os professores adquiram compreensão das relações entre a informática e a sociedade, além de uma visão crítica dos diferentes usos do computador na educação (Oliveira, 1997);
  • 11. Segundo Stahl (1997), é fundamental que sejam realizadas alterações profundas nesse processo e que os professores sejam capazes de estabelecer o quê, como, onde, por quê, para quê, a quem e para quem servem as novas tecnologias. Eles só estarão capacitados para tal se possuírem: (a)Sólida formação inicial; (c)Percepção clara do contexto sócio-político-econômico- cultural; (c)Preocupação com a relação entre teoria e prática; (d)Busca de constante auto-aperfeiçoamento; (e)Aceitação e uso de inovações; (f)Ênfase no trabalho cooperativo e multidisciplinar; (g)Consciência de ser agente de mudança.
  • 12. É importante, portanto, que o material elaborado para a formação de professores via rede atenda a requisitos tais como os sugeridos por Kilby (1997): Desenvolver o material didático para o usuário, não para a tecnologia; Escolher os tipos de mídia baseado nos objetivos de aprendizagem; A tecnologia deve ser usada de forma a facilitar a interação do professor com o conteúdo trabalhado. Planejar para que o material se adapte a diferentes níveis de habilidade; Atender a uma variedade de estilos de aprendizagem; Preferir o modo não linear; Deve-se permitir que o aluno fique no controle de sua aprendizagem
  • 13. Segundo Oliveira (1997): Para que a formação seja eficaz, as pessoas responsáveis por ela devem estar preparadas tanto nos aspectos ligados à informática quanto nos aspectos pedagógicos da utilização da tecnologia em ambientes de aprendizagem. Essa formação só será encontrada em um processo que tenha como referência o papel político-pedagógico esperado do professor. Devido à grande velocidade com que novos equipamentos e programas são desenvolvidos, a formação não deve ocorrer em um momento único; é necessário que este processo seja permanente, possibilitando aos professores o acompanhamento das mudanças.
  • 14. Conforme Moran (1997): É inegável o grande potencial das redes de computadores para a educação. No entanto, se observarmos o caso das universidades públicas brasileiras, carentes de recursos humanos e de infra- estrutura, a viabilidade da formação dos educadores em novas tecnologias torna-se bastante questionável. Isto, sem dúvida, prejudica a formação de profissionais de educação que terão dificuldade em utilizar apropriadamente estas tecnologias em ambientes de ensino-aprendizagem.
  • 15. Implementando redes de computadores na educação: a necessidade de um novo paradigma. Entre os aspectos mais freqüentemente relatados na literatura, pode-se mencionar os seguintes:  A função do professor deve ser a de facilitador, orientador e mentor, que apóia as atividades dos alunos; O ensino via rede exige muita atenção do professor, pois os alunos tendem a se dispersar na exploração de informações; A motivação dos alunos é maior devido à novidade e à enorme quantidade de informações disponíveis; É preciso uma maior habilidade para fazer pesquisas na rede, pois as informações variam muito em termos de qualidade e utilidade, sendo constantemente modificadas;
  • 16. Novas formas de comunicação estão surgindo devido à utilização de novas tecnologias na rede; A cooperação, a pesquisa em grupo e a troca de resultados são ampliadas com o uso das redes. As recomendações anteriores só fazem sentido se atreladas a um projeto político-pedagógico construído pelos participantes do processo educativo no qual o curso de formação de professores estiver inserido. Apesar das potencialidades e atuais limitações das redes para uso na educação, o grande desafio consiste em integrá-las em um novo paradigma educacional, onde professores e alunos pesquisam e aprendem juntos, visando a construção comum do conhecimento.
  • 17. “Estamos em plena fase de transição da tecnologia analógica para a digital, o que não significa que a educação tenha assimilado a profunda transformação de suas ferramentas pedagógicas: "Será preciso uma nova geração de educadores, eles mesmos educados nas modalidades digitais, para que a transformação se complete" (Battro & Denham, 1997, p.59).
  • 18. Referências bibliográficas BATTRO, A. M., DENHAM, P. J. La educación digital. Buenos Aires: Emecé Editores, 1997. KILBY, T. Rules for good WBT design. Internet: http://www.filename.com/wbt/pages/rules.htm, 1997. LEITE, L.S., SILVA, C.M.T. A educação a distância capacitando professores: em busca de novos espaços para a aprendizagem. Internet: http:// www. posead.hpg.com.br, 2000. MADDUX, C. D. The internet: educational prospects and problems. Educational Technology, New Jersey, v. 34, n. 9, p. 37-42, 1994. McGRATH, B. Partners in learning: twelve ways technology changes the teacher-student relationship. Technological Horizons in Education, v. 25, n. 9, p. 58-61, 1998.
  • 19. MORAN, J. M. A. Internet no ensino de comunicação. Santos, 1997. Trabalho apresentado no Intercom' 97. ______________. Mudanças na comunicação pessoal: gerenciamento integrado da comunicação pessoal, social e tecnológica. São Paulo: Paulinas, 1998. ______________. Ensino e aprendizagem inovadores com tecnologias audiovisuais e telemáticas. In: MORAN (Org.). Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus, 2000. OLIVEIRA, R Informática educativa. Campinas: Papirus Editora, 1997. PISCITELLI. Educación y agentes inteligentes. In: CAFIERO, MARAFIOTI E TAGLIABUE (Org.) Atracción Mediática. Buenos Aires: Biblos, p. 141-143, 1997.
  • 20. SANCHO, J.M. Lição para usar tecnologia. Caderno Empregos e Educação para o Trabalho. Jornal do Brasil, 20 de junho de 1999, p. 1-2. SILVA, C.M.T. Hipermídia na educação: desenvolvimento e abordagem alternativa para avaliação de qualidade e efeitos. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Coordenação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1997. ___________. Avaliação dos efeitos da utilização da hipermídia na educação. In: ALVARENGA, G.M. (Org.). Avaliar: um compromisso com o ensino e a aprendizagem. Londrina: Núcleo de Estudos e Pesquisas em Avaliação Educacional, p. 111-137,1999. STAHL, M. Formação de professores para uso das novas tecnologias de comunicação e informação. In: CANDAU (org). Magistério: construção cotidiana. Petrópolis: Vozes, p. 292-317, 1997.
  • 21. VALENTE, J.A. Formação de profissionais na área de informática em educação. In: VALENTE (Org.) Computadores e conhecimento: repensando a educação. Campinas: UNICAMP/NIED, p. 139-164, 1998a. ____________. Diferentes usos do computador na educação. In: VALENTE (Org.) Computadores e conhecimento: repensando a educação. Campinas: UNICAMP/NIED, p. 1-27, 1998b.  http://www.revistaconecta.com/conectados/ligia_conectada.htm