A mitologia

402 visualizações

Publicada em

A mitologia n'Os Lusíadas: algumas notas.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
402
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
38
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A mitologia

  1. 1. A Mitologia n’ OS LUSÍADAS DE Luís Vaz de Camões
  2. 2. Ao longo do poema: • A obediência à norma: a imitação (mimesis) e rivalização com os modelos clássicos e sua superação • A mitologia como alegoria do mundo humano, nas suas adversidades – Baco / Vénus, Bem / Mal, conhecido / desconhecido, a imprimir dinamismo à viagem de Vasco da Gama;
  3. 3. • A valorização da realização do Homem na epopeia – visão humanista na epopeia – através do confronto Homens / Deuses, o poeta afirma as capacidades humanas: - de realização, através da aventura marítima; - de vitória sobre a natureza adversa, sobre os “vedados términos” – o proibido; - de alargamento dos limites do saber, do desconhecido; - de que o Homem se pode libertar da submissão a um destino involuntário, pela luta contra as adversidades; - de que o amor sublime nobilita, engrandece aqueles que desprezaram a “glória de mandar” e a “vã cobiça”, em nome da aventura humana; - de direito ao amor pleno, sensual / espiritual, sem mácula, pela aventura marítima;
  4. 4. Na ilha dos Amores: ● O encontro com o “locus amoenus” clássico; ● A utopia: a viagem como demanda do paraíso perdido ● A desmistificação e ascensão do amor sensual e erótico, como complemento da harmonia espiritual;
  5. 5. ● amor como caminho da virtude, da glória: a felicidade alcançada através da realização harmónica entre o amor sublime – amor conjugal, amor patriótico e amor ao conhecimento; ● O desejo de eternidade / imortalidade, da felicidade, através do caminho da virtude, aquele conduz à verdadeira glória; ● Depois da realização, o desejo de regresso à Pátria amada.

×