O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Apl Cft Prefeitos

1.082 visualizações

Publicada em

Apresentação do APL Circuito das Malhas do Sul de Minas aos Prefeitos das cidades integrantes - 2005

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apl Cft Prefeitos

  1. 1. Arranjo ........ Produtivo ................. Local
  2. 2. Arranjo Produtivo Local (APL) <ul><li>Os APLs são aglomerados de empresas, localizadas em um mesmo território, que apresentam atividade produtiva principal semelhante e mantêm vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Outras Formas </li></ul><ul><li>de </li></ul><ul><li>Abordagem </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Cadeia Produtiva </li></ul><ul><li>Conjunto de etapas consecutivas pelas quais passam e vão sendo transformados e transferidos os diversos insumos, da matéria-prima, passando pela produção, distribuição e comercialização de bens e serviços. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Cadeia de Valor </li></ul><ul><li>É a cadeia produtiva sob o ponto de vista de qual elo agrega mais valor </li></ul><ul><li>Ao examinar a cadeia de valor, identifica-se as atividades estrategicamente relevantes na busca de: </li></ul><ul><li>- reconhecimento da posição na cadeia de valor </li></ul><ul><li>- diferenciação </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Cluster </li></ul><ul><li>Concentrações geográficas de empresas e instituições inter-relacionadas em uma atividade específica </li></ul><ul><li>Ênfase na concorrência, mais do que na cooperação, como fator de dinamismo </li></ul><ul><li>Reconhece a importância da inovação, mas de forma simplificada (compra de equipamentos) </li></ul><ul><li>Alcança-se competitividade quando um cluster participa de uma cadeia global </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Distrito Industrial Italiano </li></ul><ul><li>Formado fundamentalmente por micro e pequenas empresas que formam a base da economia italiana </li></ul><ul><li>Ênfase na criação de relações de confiança como explicação para a competitividade das empresas nos distritos </li></ul>
  8. 8. <ul><li>COOPERAÇÃO </li></ul><ul><li>Cooperação é o elemento-chave para a dinâmica da competitividade </li></ul><ul><li>Cooperação não exclui competição </li></ul><ul><li>O papel das instituições como promotoras da cooperação </li></ul><ul><li>Construção de uma visão de futuro compartilhada </li></ul>
  9. 9. Resultados <ul><li>50 APL lançados </li></ul><ul><li>20 Setores da Economia </li></ul><ul><li>296 Municípios brasileiros </li></ul>
  10. 10. Finalidades <ul><li>Intensificar as ações de desenvolvimento local sustentável; </li></ul><ul><li>Fortalecer todos os elos da cadeia produtiva; </li></ul><ul><li>Gerar emprego e renda e melhoria da qualidade de vida da população; </li></ul><ul><li>Integrar os diversos atores, estimulando a capacitação pessoal e empresarial; </li></ul><ul><li>Auxiliar às micro e pequenas empresas na melhoria da qualidade de seus produtos; </li></ul><ul><li>Tornar a indústria mais competitiva, tanto no mercado interno como no mercado externo. </li></ul>
  11. 12. APL Circuito Fashion Tricot <ul><li>Composto pela associação das empresas do ramo têxtil das cidades de Borda da Mata, Bueno Brandão, Inconfidentes, Jacutinga, Monte Sião e Ouro Fino, o APL foi lançado em fevereiro de 2004 através de solenidade coordenada pelo MDIC, ACIs e CAIXA. </li></ul>
  12. 13. <ul><li>O MDIC, através de questionários preenchidos pelas empresas, identificou as seguintes necessidades: </li></ul><ul><li>Capacitação do empregador e empregados; </li></ul><ul><li>Melhorar acesso a recursos tecnológicos; </li></ul><ul><li>Melhorar nível de atuação no mercado interno e externo; </li></ul><ul><li>Necessidade de capital de giro e financiamentos compatíveis com as necessidades do mercado. </li></ul>Diagnóstico
  13. 14. Agenda do APL <ul><ul><li>Cada cidade, com base em seu diagnóstico, elaborou uma proposta de ação. </li></ul></ul><ul><ul><li>Através de reuniões com os parceiros de cada cidade, identificou-se que as necessidades eram praticamente as mesmas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Foi elaborado um único plano de ação identificando: Ações propostas, os parceiros, as condições mínimas necessárias e a data em que seriam executadas. </li></ul></ul>
  14. 15. O que já foi feito: <ul><li>Treinamento para capacitação empresarial (EMPRETEC – 25 empresários), </li></ul><ul><li>Treinamento em vendas, </li></ul><ul><li>Consultoria em Custos e formação de preço </li></ul><ul><li>Criação e registro da marca “Circuito Fashion Tricot” para o APL, </li></ul><ul><li>Liberação de empréstimos e financiamentos voltados para modernização do parque industrial e capital de giro, </li></ul><ul><li>Divulgação através da mídia televisiva e escrita e participação em feiras nacionais e internacionais. </li></ul><ul><li>Participação na 1ª conferência brasileira de APL </li></ul>
  15. 16. 1 ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA SOBRE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS
  16. 17. 1 ª Conferência Brasileira sobre Arranjos Produtivos Locais (APLs) <ul><li>Entre os dias 02 a 04 de agosto de 2004, coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento, indústria e Comércio Exterior (MDIC), com o apoio de entidades governamentais e não governamentais, aconteceu em Brasília, a 1 ª Conferência Brasileira sobre APLs. </li></ul>
  17. 18. Destaques <ul><li>A apresentação do caso de sucesso do Circuito Fashion Tricot que, entre os oito que foram apresentados, destacou-se por ser objetivo, abordando os principais aspectos de seu sucesso e as boas parcerias com ACIs, SEBRAE, FIEMG e CAIXA. </li></ul>
  18. 19. Destaques <ul><li>Todos os palestrantes destacaram, a importância dos APLs no desenvolvimento sustentável e na melhoria da qualidade de vida da população das regiões onde estão inseridos. </li></ul><ul><li>A importância de estabelecer mecanismos de colaboração nas cadeias produtivas, melhorando as parcerias já existentes e buscando novos parceiros. </li></ul><ul><li>Procurar ampliar a área de atuação, principalmente através da exportação. </li></ul>
  19. 20. Ações do Governo Federal <ul><li>Incluído no Plano Plurianual 2004/2007, Programa 1015 </li></ul><ul><li>Criação do Grupo de Trabalho Permanente para APL, através da Portaria Interministerial nº 200 , de 01/08/2004, com as seguintes finalidades: </li></ul><ul><ul><li>- Elaborar um Termo de Referência; </li></ul></ul><ul><ul><li>- Definir Manual Operacional; </li></ul></ul><ul><ul><li>- Construir um Sistema de Informação. </li></ul></ul><ul><li>Definição de 11 pilotos, início em Setembro/2004 </li></ul><ul><li>A partir de 2005 será incluído nas 110 ações coordenadas pela Presidência da República </li></ul>
  20. 21. <ul><li>AÇÕES </li></ul><ul><li>EM </li></ul><ul><li>ANDAMENTO </li></ul>
  21. 22. O que está sendo realizado <ul><li>Seminário da moda: Planejamento de Coleção – Visual Merchandising – Tendências </li></ul><ul><li>Realização das Feiras </li></ul><ul><li>Preparação de um Planejamento Estratégico do Circuito – FIEMG - SEBRAE </li></ul>
  22. 23. <ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>das </li></ul><ul><li>Ações </li></ul>
  23. 24. Nível de competitividade entre as empresas do Circuito Fashion Tricot Poder de negociação dos compradores Ameaça de Novas empresas substitutos Poder de negociação dos fornecedores
  24. 25. Questões a serem analisadas <ul><li>Quais os pontos fortes, fracos, ameaças e oportunidades do circuito (cenário)? </li></ul><ul><li>Qual a visão (2007 – 2010) e a missão do Circuito? </li></ul><ul><li>Quem somos? Filosofia – valores – princípios? </li></ul><ul><li>Quem são nossos maiores concorrentes e qual nossa posição competitiva no cenário? </li></ul><ul><li>Quais os objetivos e metas a médio e longo prazo? </li></ul><ul><li>Quais as estratégias a serem implementadas: </li></ul><ul><ul><li>Liderança em custo? </li></ul></ul><ul><ul><li>Diferenciação – qualidade – competitividade? </li></ul></ul>
  25. 26. <ul><li>Participação </li></ul><ul><li>Das </li></ul><ul><li>Prefeituras </li></ul>
  26. 27. ATUAÇÃO DAS PREFEITURAS NO APL <ul><li>Utilização da Influência do Poder Público Municipal nas articulações do Circuito Fashion Tricot </li></ul><ul><li>Participação das Prefeituras na sensibilização da comunidade empresarial </li></ul><ul><li>União das Prefeituras na divulgação da região como Pólo Econômico e Turístico </li></ul><ul><li>Indicação de um representante de cada Prefeitura para participar das ações do Circuito </li></ul><ul><li>Execução do Diagnóstico Sócio-Econômico Municipal (Diagnóstico Estratégico) </li></ul>
  27. 28. Conclusão <ul><li>O sucesso de qualquer APL só se dará através da união e do comprometimento de cada parceiro, da identificação do mercado e do negócio, do planejamento das ações e do acompanhamento de seu desempenho. </li></ul>

×