SlideShare uma empresa Scribd logo

Internacionalização de negócios: Expansão das PME ao mercado externo

Visão do autor sobre o conteúdodo IX Encontro da Universidade com as Empresas em Desenvolvimento. Internacionalização de Negócios: Expansão das PME ao mercado externo

1 de 29
Baixar para ler offline
INTERNACIONALIZAÇÃO DE NEGÓCIOS
EXPANSÃO DAS PME AO MERCADO
EXTERNO
NOVEMBRO, 2016
Adhemar Garcia Neto
Graduação
• Administrador de Empresas EAESP FGV
Post Graduação
• CEAG – EAESP FGV (Marketing)
• FIA – São Paulo (Gestão & Inteligência de Mercado)
Atividade Profissional
o Schroeder Garcia Consulting
 Gerente Geral
o GfK Brasil TV AM & Insights
 Diretor de Operações – Planejamento e implantação de operações de medição de audiência de televisão e Cross Media
o The Nielsen Company
 Global Retail Measurement Services Business Intelligence Global Director
 Global Data Acquisition Communications Director
 Data Acquisition Americas Quality and Training Director
 Projetos de aquisição, startups e reestruturação de operações na África do Sul, Angola, América Central, Argentina, Bolívia, Canadá, Chile,
Colômbia, Estados Unidos da América, Paraguai, Peru e Venezuela
o Consultor independente
 Desenvolvimento de negócios, reestruturações e suporte a aquisições e fusões na Bolívia , Equador e Peru
o IBOPE
 Gerente Geral (Media - Uruguai)
 Director Adjunto (Media – México)
 Client Service Executive, Client Service Group Manager, Gerente Comercial e Director de Operações (Painel de Consumidores - Brasil)
 Projetos na Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai México (Painéis de Consumidores, Audiência e Varejo)
Dados de contato
agn1955@Outlook.com
Celular: +5511 991137943
2
Desde 2008 a Faculdade de Economia e Administração da Universidade de
São Paulo (FEA) e a Fundação Instituto de Administração (FIA) se
associaram para a realização dos “Encontros da Universidade com as
Empresas em Desenvolvimento” criando importante espaço de reflexão
sobre as estruturas e ferramentas disponíveis para o crescimento
sustentável das PME no contexto da economia brasileira.
Agosto, 2016 3
Encontros da Universidade com as Empresas em Desenvolvimento
3
A iniciativa tem sido apoiada por diversos agentes participantes da cadeia
de valor e de negócios, compartilhando a visão de que as PME tem
lógica, estrutura e complexidades próprias, que não podem ser reduzidas
a uma adaptação em menor escala das estruturas e problemáticas das
grandes corporações.
Informação detalhada pode ser encontrada no site do Programa de
Capacitação da Empresa em Desenvolvimento
http://www2.fia.com.br/portalfia/default.aspx?idpagina=21745
4
Encontros da Universidade com as Empresas em Desenvolvimento
4
20102009
Novembro, 2016 5
2008
Identificando caminhos para o
desenvolvimento
Simplificar o Desenvolvimento
A empresa em
desenvolvimento como
suporte do crescimento da
economia brasileira
201320122011
A educação executiva e o
desenvolvimento das PME
Fontes de financiamentoInovação e Competitividade
no Desenvolvimento
201620152014
Mercado de capital e
desenvolvimento sustentável
das PME
Incentivos para a e
aperfeiçoamento das PME
PME ampliando fronteiras e
adquirindo competitividade no
mercado externo
Encontros da Universidade com as Empresas em Desenvolvimento
5
Este trabalho é uma descrição do autor sobre os conceitos vertidos sobre o tema PME:
Ampliando fronteiras e adquirindo competitividade no mercado externo, nos dois painéis
em 29 de outubro passado:
Painel I – Contribuição da Universidade
Moderador: Professor Dr. Marcos Praxedes
Painel II- A Visão das Instituições e das PME
Moderador: Professor Dr. Jose Roberto Cunha Junior
6
IX Encontro da Universidade com as Empresas em
Desenvolvimento

Recomendados

TCC_ Versão Final Corrigida
TCC_ Versão Final CorrigidaTCC_ Versão Final Corrigida
TCC_ Versão Final CorrigidaAntonio Bulhoes
 
RANKING FDC DAS MULTINACIONAIS BRASILEIRAS 2013: Os impactos da política exte...
RANKING FDC DAS MULTINACIONAIS BRASILEIRAS 2013: Os impactos da política exte...RANKING FDC DAS MULTINACIONAIS BRASILEIRAS 2013: Os impactos da política exte...
RANKING FDC DAS MULTINACIONAIS BRASILEIRAS 2013: Os impactos da política exte...Fundação Dom Cabral - FDC
 
Do Brasil para o mundo: inovação e sustentabilidade nas cadeias globais de valor
Do Brasil para o mundo: inovação e sustentabilidade nas cadeias globais de valorDo Brasil para o mundo: inovação e sustentabilidade nas cadeias globais de valor
Do Brasil para o mundo: inovação e sustentabilidade nas cadeias globais de valorFAIR PLAY AD / @VeronicaRRSouza
 
PEIEX Ribeirão Preto - Oficina de Negócios Brasil Trade - Novembro 2013
PEIEX Ribeirão Preto - Oficina de Negócios Brasil Trade - Novembro 2013PEIEX Ribeirão Preto - Oficina de Negócios Brasil Trade - Novembro 2013
PEIEX Ribeirão Preto - Oficina de Negócios Brasil Trade - Novembro 201324x7 COMUNICAÇÃO
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Internacionalização de negócios: Expansão das PME ao mercado externo

Apresentação - Planejamento Estratégico
Apresentação - Planejamento EstratégicoApresentação - Planejamento Estratégico
Apresentação - Planejamento Estratégicomarcoadetec
 
A INTERNACIONALIZAÇÃO E OS FACTORES DE COMPETITIVIDADE: O CASO ADIRA
A INTERNACIONALIZAÇÃO E OS FACTORES DE  COMPETITIVIDADE: O CASO ADIRA A INTERNACIONALIZAÇÃO E OS FACTORES DE  COMPETITIVIDADE: O CASO ADIRA
A INTERNACIONALIZAÇÃO E OS FACTORES DE COMPETITIVIDADE: O CASO ADIRA Cláudio Carneiro
 
Educação Profissional - Treinamentos APICS
Educação Profissional - Treinamentos APICSEducação Profissional - Treinamentos APICS
Educação Profissional - Treinamentos APICSSérgio Pereira Do Valle
 
2ª edição da pós-graduação em Auditoria, Risco e controlo de sistemas de info...
2ª edição da pós-graduação em Auditoria, Risco e controlo de sistemas de info...2ª edição da pós-graduação em Auditoria, Risco e controlo de sistemas de info...
2ª edição da pós-graduação em Auditoria, Risco e controlo de sistemas de info...Filipe Pontes
 
Aprendizagem Organizacional
Aprendizagem OrganizacionalAprendizagem Organizacional
Aprendizagem Organizacionalnesi
 
Conhecimento e a Aprendizagem Organizacional
Conhecimento e a Aprendizagem OrganizacionalConhecimento e a Aprendizagem Organizacional
Conhecimento e a Aprendizagem Organizacionalrfaria
 
Gestão estratégica antaq upload
Gestão estratégica antaq uploadGestão estratégica antaq upload
Gestão estratégica antaq uploadPeter Dostler
 
como-atender-requisitos-de-gestão-para-clientes-com-base-no-meg-da-fnq
como-atender-requisitos-de-gestão-para-clientes-com-base-no-meg-da-fnqcomo-atender-requisitos-de-gestão-para-clientes-com-base-no-meg-da-fnq
como-atender-requisitos-de-gestão-para-clientes-com-base-no-meg-da-fnqJéssica Cristina
 
ManualBoasPrticas_V8semgoverno.pdf
ManualBoasPrticas_V8semgoverno.pdfManualBoasPrticas_V8semgoverno.pdf
ManualBoasPrticas_V8semgoverno.pdfEduardodeLimaeSilva1
 
Estratégia e BSC
Estratégia e BSCEstratégia e BSC
Estratégia e BSCBuccelli
 
Digitalflow Services Portfolio 2014
Digitalflow Services Portfolio 2014Digitalflow Services Portfolio 2014
Digitalflow Services Portfolio 2014Rui Patricio
 

Semelhante a Internacionalização de negócios: Expansão das PME ao mercado externo (20)

Apresentação - Planejamento Estratégico
Apresentação - Planejamento EstratégicoApresentação - Planejamento Estratégico
Apresentação - Planejamento Estratégico
 
A INTERNACIONALIZAÇÃO E OS FACTORES DE COMPETITIVIDADE: O CASO ADIRA
A INTERNACIONALIZAÇÃO E OS FACTORES DE  COMPETITIVIDADE: O CASO ADIRA A INTERNACIONALIZAÇÃO E OS FACTORES DE  COMPETITIVIDADE: O CASO ADIRA
A INTERNACIONALIZAÇÃO E OS FACTORES DE COMPETITIVIDADE: O CASO ADIRA
 
Apresentacao Maua X S I B E
Apresentacao  Maua X  S I B EApresentacao  Maua X  S I B E
Apresentacao Maua X S I B E
 
Educação Profissional - Treinamentos APICS
Educação Profissional - Treinamentos APICSEducação Profissional - Treinamentos APICS
Educação Profissional - Treinamentos APICS
 
Juarez
JuarezJuarez
Juarez
 
Formação Ação para PME's
Formação Ação para PME'sFormação Ação para PME's
Formação Ação para PME's
 
2ª edição da pós-graduação em Auditoria, Risco e controlo de sistemas de info...
2ª edição da pós-graduação em Auditoria, Risco e controlo de sistemas de info...2ª edição da pós-graduação em Auditoria, Risco e controlo de sistemas de info...
2ª edição da pós-graduação em Auditoria, Risco e controlo de sistemas de info...
 
ADSO DOSSIER PORTUGAL2020
ADSO DOSSIER PORTUGAL2020ADSO DOSSIER PORTUGAL2020
ADSO DOSSIER PORTUGAL2020
 
Aprendizagem Organizacional
Aprendizagem OrganizacionalAprendizagem Organizacional
Aprendizagem Organizacional
 
Conhecimento e a Aprendizagem Organizacional
Conhecimento e a Aprendizagem OrganizacionalConhecimento e a Aprendizagem Organizacional
Conhecimento e a Aprendizagem Organizacional
 
Omnichannel: a revolução silenciosa no varejo
Omnichannel: a revolução silenciosa no varejoOmnichannel: a revolução silenciosa no varejo
Omnichannel: a revolução silenciosa no varejo
 
Pdp ps evento xii fimai
Pdp ps evento xii fimaiPdp ps evento xii fimai
Pdp ps evento xii fimai
 
Startadora Inovação Corporativa - Atividades e Projetos
Startadora Inovação Corporativa - Atividades e ProjetosStartadora Inovação Corporativa - Atividades e Projetos
Startadora Inovação Corporativa - Atividades e Projetos
 
Gestão estratégica antaq upload
Gestão estratégica antaq uploadGestão estratégica antaq upload
Gestão estratégica antaq upload
 
como-atender-requisitos-de-gestão-para-clientes-com-base-no-meg-da-fnq
como-atender-requisitos-de-gestão-para-clientes-com-base-no-meg-da-fnqcomo-atender-requisitos-de-gestão-para-clientes-com-base-no-meg-da-fnq
como-atender-requisitos-de-gestão-para-clientes-com-base-no-meg-da-fnq
 
ManualBoasPrticas_V8semgoverno.pdf
ManualBoasPrticas_V8semgoverno.pdfManualBoasPrticas_V8semgoverno.pdf
ManualBoasPrticas_V8semgoverno.pdf
 
Estratégia e BSC
Estratégia e BSCEstratégia e BSC
Estratégia e BSC
 
Digitalflow Services Portfolio 2014
Digitalflow Services Portfolio 2014Digitalflow Services Portfolio 2014
Digitalflow Services Portfolio 2014
 
Apoio a empreendedores
Apoio a empreendedoresApoio a empreendedores
Apoio a empreendedores
 
Estrategia empresarial
Estrategia empresarial Estrategia empresarial
Estrategia empresarial
 

Último

O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...sdl192405
 
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...sdl192405
 
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...dll878820
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024leonardodl361
 
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...mariaclarinhaa2723
 
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...dl assessoria9
 
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...leitev350
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024dlp391622
 
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...Dl assessoria 21
 
Comércio Exterior de Santa Catarina em 2023
Comércio Exterior de Santa Catarina em 2023Comércio Exterior de Santa Catarina em 2023
Comércio Exterior de Santa Catarina em 2023Henry Quaresma
 
ATIVIDADE 1 - HISTÓRIA DA AMÉRICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - HISTÓRIA DA AMÉRICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - HISTÓRIA DA AMÉRICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - HISTÓRIA DA AMÉRICA - 51/2024Dl assessoria 21
 
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024Dl assessoria 21
 
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...sdl192405
 
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024dlp391622
 
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.brBolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.brPatriciagomes889620
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024dlalicia08
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024dlalicia08
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024dlalicia08
 
apresentação............................
apresentação............................apresentação............................
apresentação............................Judite Silva
 
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...mariaclarinhaa2723
 

Último (20)

O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
O ATP (Adenosina Tri-fosfato) é descrito como uma “moeda energética”, por ser...
 
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
 
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...
Coloque-se na seguinte situação hipotética. Você, além professor(a) de Língua...
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - BEDU - BIOLOGIA E BIOQUÍMICA HUMANA - 51/2024
 
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...
ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO (ORT) A Organização Racional do Trabalho (OR...
 
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
 
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...
ATIVIDADE 1 - MKT - GESTÃO DE CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO - 51/2024ESTÃO DE CANAIS...
 
Comércio Exterior de Santa Catarina em 2023
Comércio Exterior de Santa Catarina em 2023Comércio Exterior de Santa Catarina em 2023
Comércio Exterior de Santa Catarina em 2023
 
ATIVIDADE 1 - HISTÓRIA DA AMÉRICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - HISTÓRIA DA AMÉRICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - HISTÓRIA DA AMÉRICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - HISTÓRIA DA AMÉRICA - 51/2024
 
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024ATIVIDADE 1 - DIDÁTICA - 51/2024
 
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
 
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - PED - METODOLOGIA DA ALFABETIZAÇÃO - 51/2024
 
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.brBolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
Bolsa de Valores Simples - www.bolsadevaloressimples.com.br
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - IFPC - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
apresentação............................
apresentação............................apresentação............................
apresentação............................
 
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
As plataformas digitais, como o Book Creator e o Canva, abrem novas possibili...
 

Internacionalização de negócios: Expansão das PME ao mercado externo

  • 1. INTERNACIONALIZAÇÃO DE NEGÓCIOS EXPANSÃO DAS PME AO MERCADO EXTERNO NOVEMBRO, 2016
  • 2. Adhemar Garcia Neto Graduação • Administrador de Empresas EAESP FGV Post Graduação • CEAG – EAESP FGV (Marketing) • FIA – São Paulo (Gestão & Inteligência de Mercado) Atividade Profissional o Schroeder Garcia Consulting  Gerente Geral o GfK Brasil TV AM & Insights  Diretor de Operações – Planejamento e implantação de operações de medição de audiência de televisão e Cross Media o The Nielsen Company  Global Retail Measurement Services Business Intelligence Global Director  Global Data Acquisition Communications Director  Data Acquisition Americas Quality and Training Director  Projetos de aquisição, startups e reestruturação de operações na África do Sul, Angola, América Central, Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Estados Unidos da América, Paraguai, Peru e Venezuela o Consultor independente  Desenvolvimento de negócios, reestruturações e suporte a aquisições e fusões na Bolívia , Equador e Peru o IBOPE  Gerente Geral (Media - Uruguai)  Director Adjunto (Media – México)  Client Service Executive, Client Service Group Manager, Gerente Comercial e Director de Operações (Painel de Consumidores - Brasil)  Projetos na Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai México (Painéis de Consumidores, Audiência e Varejo) Dados de contato agn1955@Outlook.com Celular: +5511 991137943 2
  • 3. Desde 2008 a Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA) e a Fundação Instituto de Administração (FIA) se associaram para a realização dos “Encontros da Universidade com as Empresas em Desenvolvimento” criando importante espaço de reflexão sobre as estruturas e ferramentas disponíveis para o crescimento sustentável das PME no contexto da economia brasileira. Agosto, 2016 3 Encontros da Universidade com as Empresas em Desenvolvimento 3
  • 4. A iniciativa tem sido apoiada por diversos agentes participantes da cadeia de valor e de negócios, compartilhando a visão de que as PME tem lógica, estrutura e complexidades próprias, que não podem ser reduzidas a uma adaptação em menor escala das estruturas e problemáticas das grandes corporações. Informação detalhada pode ser encontrada no site do Programa de Capacitação da Empresa em Desenvolvimento http://www2.fia.com.br/portalfia/default.aspx?idpagina=21745 4 Encontros da Universidade com as Empresas em Desenvolvimento 4
  • 5. 20102009 Novembro, 2016 5 2008 Identificando caminhos para o desenvolvimento Simplificar o Desenvolvimento A empresa em desenvolvimento como suporte do crescimento da economia brasileira 201320122011 A educação executiva e o desenvolvimento das PME Fontes de financiamentoInovação e Competitividade no Desenvolvimento 201620152014 Mercado de capital e desenvolvimento sustentável das PME Incentivos para a e aperfeiçoamento das PME PME ampliando fronteiras e adquirindo competitividade no mercado externo Encontros da Universidade com as Empresas em Desenvolvimento 5
  • 6. Este trabalho é uma descrição do autor sobre os conceitos vertidos sobre o tema PME: Ampliando fronteiras e adquirindo competitividade no mercado externo, nos dois painéis em 29 de outubro passado: Painel I – Contribuição da Universidade Moderador: Professor Dr. Marcos Praxedes Painel II- A Visão das Instituições e das PME Moderador: Professor Dr. Jose Roberto Cunha Junior 6 IX Encontro da Universidade com as Empresas em Desenvolvimento
  • 7. Contribuição da Universidade Ferramentas de Acesso ao Mercado Externo Apresentadora: Profa. Francisca Grostein Comentários: Prof. Marcelo D’Agosto As redes de importadores das PME brasileiras entre 2010 y 2014 Apresentadora: Profa. Flavia Braga Chinelato Comentários: Raquel Marques da Costa Padrões Contábeis e de Informação Apresentador: Prof. Dr. Marcio Borinelli Comentários: Profa. Dariane Fraga 7 PME: Ampliando fronteiras e adquirindo competitividade no mercado A visão das instituições e das PME APEX Brasil Christiano Braga IPT – Instituto de Pesquisa Tecnológica Alexandre Rodrigues da Silva Santander Paulo Cesar Mendes de Oliveira Federação das Industrias de São Paulo - FIESP Flavio Luis Jardim Vidal Painel 1 Painel 2
  • 8. • Apresentação: Profa. Francisca Grostein (Universidade Presbiteriana Mackenzie) 1. Oportunidade em qualquer momento 2. Preparação • Comentários: Marcelo D’Agosto (Valor Econômico) 1. Motivações para a expansão 2. Fatores críticos para a sustentabilidade Agosto, 2016 8 Ferramentas de Acesso ao Mercado Externo
  • 9. 1. Oportunidade em qualquer momento a) Preparação continua b) Independe de fatores como a crise econômica 2. A preparação a) Capital humano - Preparação técnica - Preparação cultural • Conhecimento de idiomas, hábitos y costumes • Legislação e Instituições b) Associações - Parcerias - Operadores aduaneiros e logística - Trading companies 9 Ferramentas de Acesso ao Mercado Externo
  • 10. 2. A preparação c) Estudos de mercado - Acesso ao mercado: como exportar a 40 países: www.investexportbrasil.edu.br - Cultura e hábitos de consumo d) Adequação de produto - Normas técnicas - Certificações e) Promoção Comercial: - Agencia Brasileira de Exportação e Investimentos http://www.apexbrasil.com.br 10 Ferramentas de Acesso ao Mercado Externo
  • 11. 2. A preparação f) Tratamento fiscal e impositivo - IPS, ICMS, PIS, COFINS, Drawback - Simulador de preços de exportação e) Financiamento - Producção • ACC: Adiantamento a Contratos de Cambio (bancos privados) - Pós Embarque • ACE: Adiantamento sobre documentos enviados (banca privados) • PROEX http://www.brasil.gov.br/governo • BNDE http://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home Agosto, 2016 11 Ferramentas de Acesso ao Mercado Externo
  • 12. 2. A preparação g) Procedimentos Operacionais e Documentação - Preparação básica da documentação www.aprendendoaexportar.gov.br - Exporta Fácil Correios -hasta US$ 50 mil - www.correios.com.br - Nova legislação simplificando procedimentos https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/d8870 12 Ferramentas de Acesso ao Mercado Externo
  • 13. • Apresentação Profa. Flavia Braga Chinelato (Faculdade de Administração e Turismo da Universidade Federal de Pelotas) 1. As redes de importação entre 2010 y 2014 2. Desafios e Benefícios • Comentários: Raquel Marques da Costa 1. Países em crescimento e países em queda 2. Oportunidades Agosto, 2016 13 As redes de importadores das PME brasileiras 13
  • 14. 1. As redes de importação entre 2008 y 2014 (pequenas empresas) • Investigação acadêmica • Metodologia: redes de cooperação - Redes de cooperação: centradas na melhoria de desempenho - Escola de Upsala: Alternativa para o incremento de conhecimento e intercâmbio de experiências, modelos e inovação •Dados secundários do estudo disponíveis no aliceweb Ucinet6 versão 11.0.035197 14 As redes de importadores das PME brasileiras
  • 15. 2. Desafios e oportunidades • O principal desafio reside no desenho adequado da estratégia • Principais redes de importação das empresas analisadas 1. EUA 6. Alemanha 2. Paraguai 7. Bolívia 3. Argentina 8. Itália 4. China 9. Chile 5. Uruguai 10. Reino Unido • As oportunidades se concentram em produtos industriais manufaturados e agregação de valor por prestação de serviços 15 As redes de importadores das PME brasileiras
  • 16. Comentários de Raquel Marques da Costa 1. Crescimentos e Quedas • 70% da rede opera em 14 países e 5% das empresas tem ao menos 5 anos na atividade de exportação • Principais crescimentos: Bolívia, Itália e Uruguai • Principais quedas: Venezuela e Holanda 2. Oportunidades • Setores ‐ Máquinas e equipamentos: Química y metalurgia; Alimentos e Agroindústria • Futuras destinações ‐ África do Sul e México Fonte: Desafíos à Competitividade das Empresas Brasileiras - CNI/FGV http://www.portaldaindustria.com.br/cni/publicacoes-e- estatisticas/publicacoes/2016/8/8,1166/desafios-competitividade-das-exportacoes-brasileiras 16 As redes de importadores das PME brasileiras
  • 17. • Apresentação Prof. Marcio Luiz Borinelli (Faculdade de Administração e Economia – FEA USP) 1. Pilares dos sistemas contábeis e de informação 2. Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC 3. Internacionalização do idioma contábil 4. Oportunidade • Comentários: Dariane Reis Fraga Castanheira (PROCED FIA) 1. Visão ampliada da formalização 2. Oportunidades Agosto, 2016 17 Padrões Contábeis e de Informação 17
  • 18. 1. Pilares dos sistemas contábeis e de informação • Medição • Informação • Decisão 2. Comitê de Pronunciamentos Contábeis http://cfc.org.br/tecnica/grupos-de-trabalho/cpc • O Comitê de Pronunciamentos Contábeis tem trabalhado a questão da convergência das normas contábeis em colaboração com os agentes económicos e instituições 18 Padrões Contábeis e de Informação
  • 19. 3. Internacionalización del idioma contable • Con el aporte de las acciones generadas desde 2005 por medio de la colaboración mencionada, Brasil se acerca al los estándares internacionales a través de la implementación de la de las leyes 11.628/2007 y 11.941.2008 • Se ha establecido el grupo de trabajo CPC PME 4. Las oportunidades • Generación de información gerencial • Planeación económica, financiera, de costos, control presupuestario y de flujo de caja • Gestión del capital • Gestión de la calidad y satisfacción a través de la definición de métricas adecuadas (Scorecard) 19 Padrões Contábeis e de Informação
  • 20. Comentários de Dariane Reis Fraga Castanheira • Propõem visão ampliada da formalização fiscal , incorporando o desenvolvimento financeiro para alcançar a formalização integral ‐Societária: contrato, sucessão, acordo e papel dos sócios - Gerencial: suporte, processos, planejamento e controle, definição de estratégias e viabilidade por através de registros e controles - Fiscal: análise de desempenho 20 Padrões Contábeis e de Informação
  • 21. 21 PME: Ampliando fronteiras e adquirindo competitividade no mercado 21 Contribuição da Universidade Ferramentas de Acesso ao Mercado Externo Apresentadora: Profa. Francisca Grostein Comentários: Prof. Marcelo D’Agosto As redes de importadores das PME brasileiras entre 2010 y 2014 Apresentadora: Profa. Flavia Braga Chinelato Comentários: Raquel Marques da Costa Padrões Contábeis e de Informação Apresentador: Prof. Dr. Marcio Borinelli Comentários: Profa. Dariane Fraga A visão das instituições e das PME APEX Brasil Christiano Braga IPT – Instituto de Pesquisa Tecnológica Alexandre Rodrigues da Silva Santander Paulo Cesar Mendes de Oliveira Federação das Industrias de São Paulo - FIESP Flavio Luis Jardim Vidal Painel 1 Painel 2
  • 22. APEX Christiano Braga 1. Contexto • Protecionismo • Crescimento económico lento e baixo 2. Foco APEX •América Latina: Colômbia, México e Peru • África: África do Sul e Angola 3. Oportunidades 2016/2017 • Moda • Economia Criativa e Serviços 22
  • 23. IPT Alexandre Rodrigues da Silva 1. Apoio a internacionalização através do PROGEX IPT Programa de Apoio Tecnológico a Exportação http://www.ipt.br 2. Foco no desenvolvimento tecnológico e inovação das empresas no estado de São Paulo 3. Apoio tecnológico as PME através do NT MPE 23
  • 24. Santander Paulo C. M. Oliveira – Superintendente Ejecutivo de Ventas Especializadas 1. Apoio a internacionalização • Financiamento de produtos • Programa Avançar de capacitação online https://www.santandernegocioseempresas.com.br • Workshops e seminários • Rede global 2. Oportunidades • Atendimento individualizado e conhecimento do ambiente local 24
  • 25. FIESP Flavio Luis Jardim Vidal 1. A importância do planejamento, comunicação digital e controle estrito da operação 2. Apoio especifico as PME www.fiesp.com.br 25
  • 26. Resumo 1. Os próximos anos exigem atenção especial considerando o panorama da economia global – de protecionismo e baixo crescimento 2. O mercado brasileiro apresenta redução de oportunidades e aumento da concorrência interna no contexto de dois anos de recessão 3. A internacionalização é, no entanto, uma questão permanente para as empresas, não devendo ser apenas um recurso para a emergencial da capacidade produtiva ociosa. Requer, em consequência, planejamento e recursos dedicados para análises previas de mercado e de viabilidade dos negócios 26
  • 27. Resumo 4. O enfoque do encontro dedicou maior atenção à exportação de produtos físicos( físicos(manufaturados o commodities), embora tenha contemplado a importância da agregação de valor por oferta de serviços 5. As instituições de apoio presentes traçaram um horizonte estratégico que privilegia os países tradicionalmente importantes na rede importadora das empresas de médio porte, produtoras de bens manufaturados e commodities no Brasil 6. Se indicou a existência de novas oportunidades nos setores de Moda, Economia Criativa e Serviços e o objetivo de incrementar relações com países como África do Sul, Angola, Colômbia, México e Peru, entre 2017 y 2018 27
  • 28. Reflexões O enfoque privilegiando as questões de exportação de produtos físicos deixa espaço para algumas reflexões e questões para futuro aprofundamento, tais como: 1. Desenvolvimento comercial, assistência técnica, controle de qualidade e satisfação dos clientes em nível local 2. Acompanhamento de tendências e oportunidades nos países estratégicos 3. Manejo da inovação nos diferentes contexto e situações competitivas nos mercados(países) e no contexto mais amplo da concorrência regional e global 4. Manejo da proteção a propriedade intelectual 5. Manejo das oportunidades no novo contexto político internacional e. Protecionismo e isolamento dos EUA e a revisão do Tratado Transpacífico (TTP) f. Crescimento dos investimentos da China na África e América Latina 28