SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
Baixar para ler offline
O socorro chegou tarde.
Advérbio.
O avião voa sobre as nuvens.
Locução adverbial.
O fruto caiu quando Newton descansava sob a árvore.
Oração adverbial
O animal fugiu quando ninguém esperava. Oração adverbial.
O animal fugiu inesperadamente. Advérbio.
Função de adjunto adverbial.
O animal fugiu de surpresa. Locução adverbial.
II) Hoje em dia, recebemos as notícias logo que os fatos ocorrem.
Adjunto adverbial
Oração subordinada adverbial
Adjunto adverbial
I) Hoje em dia, recebemos as notícias imediatamente.
Advérbio
A cidade será evacuada caso o furacão mude de rumo.
• Sempre vêm associadas a um verbo da oração principal.
• São introduzidas por conjunções subordinativas (porque,
quando, caso, embora...) ou por locuções que equivalem a
conjunções (para que, mesmo que, à medida que, desde
que...).
• Não são permutáveis, como as substantivas, por um
pronome substantivo (isso).
Árvores e casas caíram porque um vendaval assolou a cidade.
• Principais conjunções ou conectores que estabelecem
relação de causa: porque; visto que; já que; como.
• Quando se usa o conector como para estabelecer relação de
causa entre duas orações, a posição da oração causal é fixa:
sempre antes da oração principal. Exemplo:
Como a cortiça é mais leve do que a água, os objetos
fabricados com esse material flutuam nos lagos e rios.
A única conjunção
consecutiva é o que,
sempre precedida de
alguma palavra
intensificadora dentro da
oração principal:
• tão... que;
• tamanho... que;
• tal... que.
Passou um vendaval tão violento, que árvores e casas caíram.
Obs.: como os conceitos de
causa e consequência são
correlatos, um não existe
sem o outro.
Quando a oração adverbial
indica causa, a principal
indica consequência e vice-
versa.
O incêndio se propagou rapidamente, porque o material era inflamável.
• Oração principal
• Indica consequência decorrente
do que diz a adverbial
• Oração subordinada adverbial
causal
• Indica a causa que provocou o
evento indicado na oração
principal
O material era tão inflamável, que o incêndio se propagou rapidamente.
• Oração principal
• Indica causa que provocou
o fenômeno relatado na
adverbial
• Oração subordinada adverbial
consecutiva
• Indica o fenômeno decorrente
(consequente) do que a oração principal
relata
Eles se esforçaram para alcançar bons resultados.
• Finalidade é a intenção que se tem quando se pratica um
ato.
• Distingue-se da consequência porque esta é o resultado
obtido por uma ação; a finalidade pode ser atingida ou não.
• Principais conjunções ou locuções conjuntivas finais: para;
para que; que; a fim de que; porque.
• Condição, nesse caso, é algo que depende de outra coisa
para ocorrer.
• Principais conjunções ou conectores condicionais: se; caso;
desde que; contanto que; sem que (= se não).
Se não for verdadeira, a notícia prejudicará muita gente.
• Concessão, nesse caso, é o ato de conceder um argumento
contrário ao relato contido na oração principal.
• Principais conjunções ou locuções conjuntivas concessivas:
embora; ainda que; conquanto; mesmo que; por mais que;
por menos que; se bem que (= ainda que).
Embora estivéssemos em pleno dia, quase nada se enxergava.
• Conformidade é uma relação de correspondência
(concordância) entre dois episódios.
• Principais conjunções conformativas: conforme; segundo;
como (= conforme).
Ocorreram pancadas de chuva conforme previa a
meteorologia.
• Comparação consiste em colocar dois polos lado a lado para
avaliar a semelhança ou a diferença entre ambos, sob um
aspecto que eles possuem em comum.
• Principais conjunções comparativas:
como; que (sempre precedido dos advérbios menos ou mais);
qual (precedido de tal); quanto (precedido de tanto).
Ela se movia tal qual uma bailarina.
A coluna de mercúrio sobe à medida que a temperatura
aumenta.
• Proporção, nesse contexto, consiste numa relação entre dois
polos, tal que toda alteração em um implica alteração em
outro.
• Principais conjunções ou locuções conjuntivas proporcionais:
à proporção que; à medida que; quanto menos; quanto
mais).
Ela já veio com a canja antes que você trouxesse a galinha.
• Principais conjunções ou locuções conjuntivas temporais:
quando; enquanto; apenas; mal; antes que; logo que; depois
que; até que; sempre que.
Orações subordinadas
• substantivas
• adverbiais
• adjetivas
podem associar-se à oração
principal sem nenhum conector
(conjunção, locução conjuntiva
ou pronome relativo)
• infinitivo
• particípio
• gerúndio
Apresentam o verbo no
Orações subordinadas reduzidas:
O governo mandou investigar as denúncias.
Oração subordinada substantiva objetiva direta
reduzida de infinitivo
O governo mandou que investigassem as denúncias.
Oração subordinada substantiva objetiva direta
Perdeu o trem por estar atrasado.
Oração subordinada adverbial causal reduzida de
particípio
Perdeu o trem porque estava atrasado.
Oração subordinada adverbial causal
Oração subordinada adjetiva restritiva
reduzida de gerúndio
Estava lá um peregrino rezando fervoroso.
Estava lá um peregrino que rezava fervoroso.
Oração subordinada adjetiva restritiva
Período composto por subodinação - adverbiais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.Marcos Emídio
 
Funções morfológicas do Que
Funções morfológicas do QueFunções morfológicas do Que
Funções morfológicas do QueBernardo Zacaron
 
Colocação pronominal
Colocação pronominal Colocação pronominal
Colocação pronominal Luciene Gomes
 
Pronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativosPronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativosAna Castro
 
Predicados e predicativos
Predicados e predicativosPredicados e predicativos
Predicados e predicativosEdson Alves
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasElaine Teixeira
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaLucilene Barcelos
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)Marcos Emídio
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominalguest0cbfe
 
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseLidiane Rodrigues
 
Figuras de construção ou sintaxe
Figuras de construção ou sintaxeFiguras de construção ou sintaxe
Figuras de construção ou sintaxeThaise Amorim
 

Mais procurados (20)

Colocação pronominal
Colocação pronominalColocação pronominal
Colocação pronominal
 
Termos acessórios
Termos acessóriosTermos acessórios
Termos acessórios
 
Apresentação de colocação pronominal
Apresentação de colocação pronominalApresentação de colocação pronominal
Apresentação de colocação pronominal
 
Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.
 
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
8ª SéRie - Novo Slide Sobre Orações Subordinadas Substantivas.
 
Funções morfológicas do Que
Funções morfológicas do QueFunções morfológicas do Que
Funções morfológicas do Que
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
Adjetivo
AdjetivoAdjetivo
Adjetivo
 
Colocação pronominal
Colocação pronominal Colocação pronominal
Colocação pronominal
 
Pronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativosPronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativos
 
Predicados e predicativos
Predicados e predicativosPredicados e predicativos
Predicados e predicativos
 
Elementos da-textualidade-pibid-2017 (1)
Elementos da-textualidade-pibid-2017 (1)Elementos da-textualidade-pibid-2017 (1)
Elementos da-textualidade-pibid-2017 (1)
 
Slide aposto
Slide   apostoSlide   aposto
Slide aposto
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
 
Adjuntoadnominal
AdjuntoadnominalAdjuntoadnominal
Adjuntoadnominal
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
 
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
 
Figuras de construção ou sintaxe
Figuras de construção ou sintaxeFiguras de construção ou sintaxe
Figuras de construção ou sintaxe
 

Destaque

Destaque (20)

Gramática - Orações Subordinadas Substantivas
Gramática - Orações Subordinadas SubstantivasGramática - Orações Subordinadas Substantivas
Gramática - Orações Subordinadas Substantivas
 
7.4 pronomes
7.4   pronomes7.4   pronomes
7.4 pronomes
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Pronomes Relativo
Pronomes RelativoPronomes Relativo
Pronomes Relativo
 
CLASSE DE PALAVRAS - ADVÉRBIO
CLASSE DE PALAVRAS - ADVÉRBIOCLASSE DE PALAVRAS - ADVÉRBIO
CLASSE DE PALAVRAS - ADVÉRBIO
 
Oraes subordinadas adjetivas
Oraes subordinadas adjetivasOraes subordinadas adjetivas
Oraes subordinadas adjetivas
 
Estudo do Período Simples
Estudo do Período SimplesEstudo do Período Simples
Estudo do Período Simples
 
Processos de formação de palavras
Processos de formação de palavrasProcessos de formação de palavras
Processos de formação de palavras
 
Português
PortuguêsPortuguês
Português
 
Conto
ContoConto
Conto
 
Gramatica tudo ver-se-esta-atualizada
Gramatica tudo ver-se-esta-atualizadaGramatica tudo ver-se-esta-atualizada
Gramatica tudo ver-se-esta-atualizada
 
Orações coordenadas[1]
Orações coordenadas[1]Orações coordenadas[1]
Orações coordenadas[1]
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Gênero textual: teatro
Gênero textual: teatroGênero textual: teatro
Gênero textual: teatro
 
Contos
ContosContos
Contos
 
Slide teoria do conto
Slide teoria do contoSlide teoria do conto
Slide teoria do conto
 
Pronomes Relativos
Pronomes RelativosPronomes Relativos
Pronomes Relativos
 
Sinais pontuacao
Sinais pontuacaoSinais pontuacao
Sinais pontuacao
 
Conto Popular
Conto PopularConto Popular
Conto Popular
 

Semelhante a Período composto por subodinação - adverbiais

Orações subordinadas adverbiais 2013
Orações subordinadas adverbiais 2013Orações subordinadas adverbiais 2013
Orações subordinadas adverbiais 2013Christiane Queiroz
 
Orações subordinadas adverbias
Orações subordinadas adverbiasOrações subordinadas adverbias
Orações subordinadas adverbiasAntonio Gilberto
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisChristiane Queiroz
 
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas AdverbiaisCefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas AdverbiaisProfFernandaBraga
 
Extensivo Subordinadas adverbiais
Extensivo Subordinadas adverbiaisExtensivo Subordinadas adverbiais
Extensivo Subordinadas adverbiaisProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Aula 13  Orações Subordinadas AdverbiaisCefet/Coltec Aula 13  Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Aula 13 Orações Subordinadas AdverbiaisProfFernandaBraga
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisProfFernandaBraga
 
Oração subordinada adverbial
Oração subordinada adverbialOração subordinada adverbial
Oração subordinada adverbialGabi Dirceu
 
Orações sub. adverbiais
Orações sub. adverbiaisOrações sub. adverbiais
Orações sub. adverbiaisSadrak Silva
 
Slide Oração subordinada adverbial 9º ano.pdf
Slide Oração subordinada adverbial 9º ano.pdfSlide Oração subordinada adverbial 9º ano.pdf
Slide Oração subordinada adverbial 9º ano.pdfthaisayumi2
 

Semelhante a Período composto por subodinação - adverbiais (16)

06 periodo composto_2
06 periodo composto_206 periodo composto_2
06 periodo composto_2
 
06 periodo composto_2
06 periodo composto_206 periodo composto_2
06 periodo composto_2
 
Orações subordinadas adverbiais 2013
Orações subordinadas adverbiais 2013Orações subordinadas adverbiais 2013
Orações subordinadas adverbiais 2013
 
Orações subordinadas adverbias
Orações subordinadas adverbiasOrações subordinadas adverbias
Orações subordinadas adverbias
 
Oracao subordinada adverbial
Oracao subordinada adverbialOracao subordinada adverbial
Oracao subordinada adverbial
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas Adverbiais
 
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas AdverbiaisCefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
 
Extensivo Subordinadas adverbiais
Extensivo Subordinadas adverbiaisExtensivo Subordinadas adverbiais
Extensivo Subordinadas adverbiais
 
Cefet/Coltec Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Aula 13  Orações Subordinadas AdverbiaisCefet/Coltec Aula 13  Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
 
Subordinadas adverbiais
Subordinadas adverbiaisSubordinadas adverbiais
Subordinadas adverbiais
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas Adverbiais
 
Oração subordinada adverbial
Oração subordinada adverbialOração subordinada adverbial
Oração subordinada adverbial
 
Orações sub. adverbiais
Orações sub. adverbiaisOrações sub. adverbiais
Orações sub. adverbiais
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
Slide Oração subordinada adverbial 9º ano.pdf
Slide Oração subordinada adverbial 9º ano.pdfSlide Oração subordinada adverbial 9º ano.pdf
Slide Oração subordinada adverbial 9º ano.pdf
 
Oracao adverbial
Oracao adverbialOracao adverbial
Oracao adverbial
 

Mais de Karen Olivan

Los imperativos prof. anderson fronza - espanhol
Los imperativos   prof. anderson fronza - espanholLos imperativos   prof. anderson fronza - espanhol
Los imperativos prof. anderson fronza - espanholKaren Olivan
 
Teoria de conjuntos
Teoria de conjuntosTeoria de conjuntos
Teoria de conjuntosKaren Olivan
 
Aposto vs vocativo
Aposto vs vocativoAposto vs vocativo
Aposto vs vocativoKaren Olivan
 
Processo de formação de palavras
Processo de formação de palavrasProcesso de formação de palavras
Processo de formação de palavrasKaren Olivan
 
Romantismo português
Romantismo portuguêsRomantismo português
Romantismo portuguêsKaren Olivan
 
As origens da literatura portuguesa - Parte 2 - Humanismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 2 - HumanismoAs origens da literatura portuguesa - Parte 2 - Humanismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 2 - HumanismoKaren Olivan
 
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: TrovadorismoAs origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: TrovadorismoKaren Olivan
 
Texto, gênero e discurso
Texto, gênero e discursoTexto, gênero e discurso
Texto, gênero e discursoKaren Olivan
 
Processos de formação de palavras - parte 2
Processos de formação de palavras - parte 2Processos de formação de palavras - parte 2
Processos de formação de palavras - parte 2Karen Olivan
 
Processos de formação de palavras - parte 1
Processos de formação de palavras - parte 1Processos de formação de palavras - parte 1
Processos de formação de palavras - parte 1Karen Olivan
 
Elementos estruturais da palavra
Elementos estruturais da palavraElementos estruturais da palavra
Elementos estruturais da palavraKaren Olivan
 
Funções da linguagem
Funções da linguagem Funções da linguagem
Funções da linguagem Karen Olivan
 
Adequação e inadequação linguística
Adequação e inadequação linguísticaAdequação e inadequação linguística
Adequação e inadequação linguísticaKaren Olivan
 
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeLinguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeKaren Olivan
 
Cultura linguagem e língua
Cultura linguagem e línguaCultura linguagem e língua
Cultura linguagem e línguaKaren Olivan
 
As formas literárias
As formas literáriasAs formas literárias
As formas literáriasKaren Olivan
 

Mais de Karen Olivan (19)

Los imperativos prof. anderson fronza - espanhol
Los imperativos   prof. anderson fronza - espanholLos imperativos   prof. anderson fronza - espanhol
Los imperativos prof. anderson fronza - espanhol
 
Teoria de conjuntos
Teoria de conjuntosTeoria de conjuntos
Teoria de conjuntos
 
Aposto vs vocativo
Aposto vs vocativoAposto vs vocativo
Aposto vs vocativo
 
Processo de formação de palavras
Processo de formação de palavrasProcesso de formação de palavras
Processo de formação de palavras
 
Romantismo português
Romantismo portuguêsRomantismo português
Romantismo português
 
As origens da literatura portuguesa - Parte 2 - Humanismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 2 - HumanismoAs origens da literatura portuguesa - Parte 2 - Humanismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 2 - Humanismo
 
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: TrovadorismoAs origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
As origens da literatura portuguesa - Parte 1: Trovadorismo
 
Carta
CartaCarta
Carta
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
 
Texto, gênero e discurso
Texto, gênero e discursoTexto, gênero e discurso
Texto, gênero e discurso
 
Processos de formação de palavras - parte 2
Processos de formação de palavras - parte 2Processos de formação de palavras - parte 2
Processos de formação de palavras - parte 2
 
Processos de formação de palavras - parte 1
Processos de formação de palavras - parte 1Processos de formação de palavras - parte 1
Processos de formação de palavras - parte 1
 
Elementos estruturais da palavra
Elementos estruturais da palavraElementos estruturais da palavra
Elementos estruturais da palavra
 
Funções da linguagem
Funções da linguagem Funções da linguagem
Funções da linguagem
 
Adequação e inadequação linguística
Adequação e inadequação linguísticaAdequação e inadequação linguística
Adequação e inadequação linguística
 
Linguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidadeLinguagem, língua, escrita e oralidade
Linguagem, língua, escrita e oralidade
 
Cultura linguagem e língua
Cultura linguagem e línguaCultura linguagem e língua
Cultura linguagem e língua
 
As formas literárias
As formas literáriasAs formas literárias
As formas literárias
 
ARTES
ARTESARTES
ARTES
 

Último

O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 

Último (20)

O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 

Período composto por subodinação - adverbiais

  • 1.
  • 2. O socorro chegou tarde. Advérbio.
  • 3. O avião voa sobre as nuvens. Locução adverbial.
  • 4. O fruto caiu quando Newton descansava sob a árvore. Oração adverbial
  • 5. O animal fugiu quando ninguém esperava. Oração adverbial. O animal fugiu inesperadamente. Advérbio. Função de adjunto adverbial. O animal fugiu de surpresa. Locução adverbial.
  • 6. II) Hoje em dia, recebemos as notícias logo que os fatos ocorrem. Adjunto adverbial Oração subordinada adverbial Adjunto adverbial I) Hoje em dia, recebemos as notícias imediatamente. Advérbio
  • 7. A cidade será evacuada caso o furacão mude de rumo. • Sempre vêm associadas a um verbo da oração principal. • São introduzidas por conjunções subordinativas (porque, quando, caso, embora...) ou por locuções que equivalem a conjunções (para que, mesmo que, à medida que, desde que...). • Não são permutáveis, como as substantivas, por um pronome substantivo (isso).
  • 8.
  • 9. Árvores e casas caíram porque um vendaval assolou a cidade.
  • 10. • Principais conjunções ou conectores que estabelecem relação de causa: porque; visto que; já que; como. • Quando se usa o conector como para estabelecer relação de causa entre duas orações, a posição da oração causal é fixa: sempre antes da oração principal. Exemplo: Como a cortiça é mais leve do que a água, os objetos fabricados com esse material flutuam nos lagos e rios.
  • 11. A única conjunção consecutiva é o que, sempre precedida de alguma palavra intensificadora dentro da oração principal: • tão... que; • tamanho... que; • tal... que. Passou um vendaval tão violento, que árvores e casas caíram. Obs.: como os conceitos de causa e consequência são correlatos, um não existe sem o outro. Quando a oração adverbial indica causa, a principal indica consequência e vice- versa.
  • 12. O incêndio se propagou rapidamente, porque o material era inflamável. • Oração principal • Indica consequência decorrente do que diz a adverbial • Oração subordinada adverbial causal • Indica a causa que provocou o evento indicado na oração principal O material era tão inflamável, que o incêndio se propagou rapidamente. • Oração principal • Indica causa que provocou o fenômeno relatado na adverbial • Oração subordinada adverbial consecutiva • Indica o fenômeno decorrente (consequente) do que a oração principal relata
  • 13. Eles se esforçaram para alcançar bons resultados. • Finalidade é a intenção que se tem quando se pratica um ato. • Distingue-se da consequência porque esta é o resultado obtido por uma ação; a finalidade pode ser atingida ou não. • Principais conjunções ou locuções conjuntivas finais: para; para que; que; a fim de que; porque.
  • 14. • Condição, nesse caso, é algo que depende de outra coisa para ocorrer. • Principais conjunções ou conectores condicionais: se; caso; desde que; contanto que; sem que (= se não). Se não for verdadeira, a notícia prejudicará muita gente.
  • 15. • Concessão, nesse caso, é o ato de conceder um argumento contrário ao relato contido na oração principal. • Principais conjunções ou locuções conjuntivas concessivas: embora; ainda que; conquanto; mesmo que; por mais que; por menos que; se bem que (= ainda que). Embora estivéssemos em pleno dia, quase nada se enxergava.
  • 16. • Conformidade é uma relação de correspondência (concordância) entre dois episódios. • Principais conjunções conformativas: conforme; segundo; como (= conforme). Ocorreram pancadas de chuva conforme previa a meteorologia.
  • 17. • Comparação consiste em colocar dois polos lado a lado para avaliar a semelhança ou a diferença entre ambos, sob um aspecto que eles possuem em comum. • Principais conjunções comparativas: como; que (sempre precedido dos advérbios menos ou mais); qual (precedido de tal); quanto (precedido de tanto). Ela se movia tal qual uma bailarina.
  • 18. A coluna de mercúrio sobe à medida que a temperatura aumenta. • Proporção, nesse contexto, consiste numa relação entre dois polos, tal que toda alteração em um implica alteração em outro. • Principais conjunções ou locuções conjuntivas proporcionais: à proporção que; à medida que; quanto menos; quanto mais).
  • 19. Ela já veio com a canja antes que você trouxesse a galinha. • Principais conjunções ou locuções conjuntivas temporais: quando; enquanto; apenas; mal; antes que; logo que; depois que; até que; sempre que.
  • 20.
  • 21. Orações subordinadas • substantivas • adverbiais • adjetivas podem associar-se à oração principal sem nenhum conector (conjunção, locução conjuntiva ou pronome relativo) • infinitivo • particípio • gerúndio Apresentam o verbo no Orações subordinadas reduzidas:
  • 22. O governo mandou investigar as denúncias. Oração subordinada substantiva objetiva direta reduzida de infinitivo O governo mandou que investigassem as denúncias. Oração subordinada substantiva objetiva direta
  • 23. Perdeu o trem por estar atrasado. Oração subordinada adverbial causal reduzida de particípio Perdeu o trem porque estava atrasado. Oração subordinada adverbial causal
  • 24. Oração subordinada adjetiva restritiva reduzida de gerúndio Estava lá um peregrino rezando fervoroso. Estava lá um peregrino que rezava fervoroso. Oração subordinada adjetiva restritiva