SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Estadual Sebastiana Braga
Professor: Fabricio
Disciplina: Língua Portuguesa
2º ano 4 e 5
Tema: Verbos 1
TEMPOS SIMPLES
presente
pretérito imperfeito,
pretérito perfeito
futuro do presente
futuro do pretérito
pretérito mais-que-perfeito
Modo indicativo
Modo subjuntivo
presente,
pretérito imperfeito
futuro
Modo imperativo
afirmativo e negativo
formas nominais
infinitivo impessoal
infinitivo pessoal
gerúndio
particípio
em outras línguas, podem distinguir-se outros modos,
como o optativo, o real, o irreal etc.]
Modo
Cada uma das diferentes flexões que o verbo apresenta
em algumas línguas, como as neolatinas, para indicar a
modalidade, a atitude (de certeza, dúvida, desejo etc.) da
pessoa que fala em relação ao fato que enuncia é
chamado de modo.
Em português há três modos:
Indicativo
Subjuntivo
Imperativo
Modo indicativo
Modo verbal por meio do qual se expressa a ação ou o
estado denotado pelo verbo como um fato real. Assim, o
falante exprime a certeza ao que diz, quer em referência ao
presente, ao passado ou ao futuro.
Exemplos: viajo, viajava, viajei, viajarei, viajaria
O modo indicativo distingue o passado em três aspectos de
tempo:
Pretérito perfeito: eu viajei
Pretérito imperfeito: eu viajava
Pretérito mais que perfeito: eu viajara
E o futuro em dois aspectos de tempo:
Futuro do presente: eu viajarei
Futuro do pretérito: eu viajaria
MAIS SOBRE O PRESENTE
Como vimos, o presente do modo indicativo é tempo verbal
que indica que a ação decorre simultaneamente com o ato da
fala, que é habitual no tempo presente; ele pode, contudo,
receber mais dois nomes, dependendo do tipo de “presente”
que representa no discurso:
Presente gnômico
Uso especial do tempo presente dos verbos para indicar fatos
atemporais (ou seja, essas orações são intemporais), verdades
eternas, leis da natureza, definições científicas, provérbios etc. :
A terra é redonda.
Em terra de cego, quem tem um olho não revela.
Não é que o crime não compensa. É que, quando compensa,
muda de nome.
Ri melhor quem ri por último. Correndo, naturalmente, o risco
de passar por débil mental.
(Millôr Fernandes)
MAIS SOBRE O PRESENTE
Presente histórico
uso especial do tempo presente dos verbos para narrar um
acontecimento que se deu no passado;
Era setembro de 1822. D. Pedro viaja com sua guarda para o
Rio de Janeiro; às margens do riacho Ipiranga é interceptado
por emissários do rei de Portugal.
Observe que o pretérito considerado, no modo subjuntivo, é im-
perfeito.
Modo verbal por meio do qual o falante expressa a ação ou
estado denotado pelo verbo como um fato irreal, incerto ou
duvidoso, possível ou desejado, ou quando se emite sobre o
fato real um julgamento (resumindo, hipóteses)
O modo subjuntivo, por esse motivo, exprime três tempos:
Presente: Talvez ela viaje à noite (que eu viaje...)
Pretérito Imperfeito: Talvez ela viajasse à noite (se eu
viajasse...)
Futuro: Quando ela viajar (se ela viajar...)
Modo subjuntivo
Modo imperativo
É o modo pelo qual o falante incita seu interlocutor
(ouvinte) a praticar ou a não praticar a ação expressa pelo
verbo, por isso fica no tempo presente, e pode ser:
Imperativo afirmativo: Viaje à noite.
Imperativo negativo: Não viaje à noite.
forma nominal do verbo que nomeia uma ação ou estado, mas que
é neutra quanto às suas categorias gramaticais tradicionais, ou
seja, tempo, modo, aspecto, número, pessoa
No português, excepcionalmente, o infinitivo pode expressar
pessoa e número, nas formas que são chamadas infinitivo
pessoal ou flexionado, o que constitui um idiotismo da língua
portuguesa
Infinitivo
Infinitivo pessoal (flexionado)
Exemplo de conjugação de infinitivo
pessoal:
Para eu amar
Para tu amares
Para ele amar
Para nós amarmos
Para vós amardes
Para eles amarem
O pretérito imperfeito:
pretérito imperfeito do indicativo
Em português, é a flexão modo-temporal que expressa,
dentre outras, ação em seu curso, no passado, ou ação habitual no
passado (p.ex.: a mãe falava ao telefone no momento da chegada
do filho; ele catava papel para sobreviver)
pretérito imperfeito do subjuntivo
em português, flexão modo-temporal que expressa, dentre
outras, ação passada ou atemporal, em orações subordinadas
iniciadas pela integrante que, e em cuja oração principal há noção
de desejo, ordem, pedido, sugestão etc.
(p.ex., queriam que eu fosse médico; mandaram que ele tirasse o
chapéu), ou em orações subordinadas condicionais iniciadas por se
ou caso (p.ex., se tivesse dinheiro, compraria uma casa; caso
soubesse das suas intenções, teria tomado cuidado)
PRETÉRITO MAIS-QUE-PERFEITO DO INDICATIVO
Pretérito perfeito do indicativo
em português, flexão que indica uma ação vista como terminada
no passado, ou uma série de ações iguais, também terminada no
passado (p.ex.: escrevi uma carta ao jornal; passeei muito nesta
praça quando era jovem)
O tempo pretérito mais-que-perfeito não tem esse nome porque
é mais perfeito, porque é perfeitíssimo. Vejamos um exemplo:
Quando o árbitro apitou, a bola já entrara.
Esse "entrara" é o pretérito mais-que-perfeito. Significa "tinha" ou
"havia entrado". Quando o árbitro apitou ( pretérito perfeito ), a
bola já tinha, já havia entrado, a bola entrara (pretérito mais-que
perfeito). O pretérito perfeito indica um momento determinado do
passado:"...o árbitro apitou ...“. O pretérito mais-que-perfeito
indica um momento antes do pretérito perfeito: "... a bola já
entrara."
Futuro do presente: tempo verbal do modo indicativo que situa
uma ação ou um estado em momento posterior àquele em que se
fala; futuro
futuro do pretérito
tempo verbal que situa uma ação ou estado no futuro em
relação a um momento passado (p.ex., 'a filha nasceu em 1976, e
em 1977 nasceria o filho'); ou mais frequentemente indica um fato
FUTURO
dependente de uma condição (p.ex., 'se fosse convidado, claro que
iria'); ou ainda é us. quando o locutor não quer responsabilizar-se
pela informação do enunciado (p.ex., 'os ossos encontrados
seriam de um homem pré-histórico‘)
Futuro do presente: tempo verbal do modo indicativo que situa
uma ação ou um estado em momento posterior àquele em que se
fala; futuro
futuro do pretérito
tempo verbal que situa uma ação ou estado no futuro em
relação a um momento passado (p.ex., 'a filha nasceu em 1976, e
em 1977 nasceria o filho'); ou mais frequentemente indica um fato
FUTURO
dependente de uma condição (p.ex., 'se fosse convidado, claro que
iria'); ou ainda é us. quando o locutor não quer responsabilizar-se
pela informação do enunciado (p.ex., 'os ossos encontrados
seriam de um homem pré-histórico‘)
FORMAÇÃO DO IMERATIVO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sujeito. Predicado
Sujeito. PredicadoSujeito. Predicado
Sujeito. Predicado
Rosalina Simão Nunes
 
Adjunto adnominal
Adjunto adnominalAdjunto adnominal
Adjunto adnominal
CAvancar
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas Adverbiais
Fábio Guimarães
 
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbialAdjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
Claudia Ribeiro
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
Blog Estudo
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
Camila Desidério
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
Rita Tramonte
 
Orações coordenadas e orações subordinadas
Orações coordenadas e orações subordinadasOrações coordenadas e orações subordinadas
Orações coordenadas e orações subordinadas
taizinha
 
Transitividade verbal
Transitividade verbalTransitividade verbal
Transitividade verbal
Flávio Ferreira
 
Verbo
VerboVerbo
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Alice Silva
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
Flávio Ferreira
 
RegêNcia Verbal
RegêNcia VerbalRegêNcia Verbal
RegêNcia Verbal
Miguel Neto
 
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
Cassandra Cruz
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
Luciene Gomes
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
guest0cbfe
 
Adjunto adnominal x complemento nominal
Adjunto adnominal x complemento nominalAdjunto adnominal x complemento nominal
Adjunto adnominal x complemento nominal
Neily Alves
 
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento NominalAdjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Cynthia Funchal
 
Substantivo slide
Substantivo slideSubstantivo slide
Substantivo slide
Andreia Berto
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
Elaine Teixeira
 

Mais procurados (20)

Sujeito. Predicado
Sujeito. PredicadoSujeito. Predicado
Sujeito. Predicado
 
Adjunto adnominal
Adjunto adnominalAdjunto adnominal
Adjunto adnominal
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas Adverbiais
 
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbialAdjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Orações coordenadas e orações subordinadas
Orações coordenadas e orações subordinadasOrações coordenadas e orações subordinadas
Orações coordenadas e orações subordinadas
 
Transitividade verbal
Transitividade verbalTransitividade verbal
Transitividade verbal
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
 
RegêNcia Verbal
RegêNcia VerbalRegêNcia Verbal
RegêNcia Verbal
 
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
 
Adjunto adnominal x complemento nominal
Adjunto adnominal x complemento nominalAdjunto adnominal x complemento nominal
Adjunto adnominal x complemento nominal
 
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento NominalAdjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
 
Substantivo slide
Substantivo slideSubstantivo slide
Substantivo slide
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
 

Destaque

Artigos definidos e indefinidos teoria
Artigos definidos e indefinidos   teoriaArtigos definidos e indefinidos   teoria
Artigos definidos e indefinidos teoria
Jaqueline Moura
 
Numerais
NumeraisNumerais
Numerais
Diego Prezia
 
Verbos estrutura tempos
Verbos estrutura temposVerbos estrutura tempos
Verbos estrutura tempos
hildacocagermany
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
whybells
 
O Verbo
O VerboO Verbo
Tempos e modos do verbo
Tempos e modos do verboTempos e modos do verbo
Tempos e modos do verbo
ma.no.el.ne.ves
 
Slides aula verbos
Slides   aula verbosSlides   aula verbos
Slides aula verbos
Bruno Souza de Oliveira
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
LaranjaDiana
 
Adjetivo
AdjetivoAdjetivo

Destaque (9)

Artigos definidos e indefinidos teoria
Artigos definidos e indefinidos   teoriaArtigos definidos e indefinidos   teoria
Artigos definidos e indefinidos teoria
 
Numerais
NumeraisNumerais
Numerais
 
Verbos estrutura tempos
Verbos estrutura temposVerbos estrutura tempos
Verbos estrutura tempos
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
O Verbo
O VerboO Verbo
O Verbo
 
Tempos e modos do verbo
Tempos e modos do verboTempos e modos do verbo
Tempos e modos do verbo
 
Slides aula verbos
Slides   aula verbosSlides   aula verbos
Slides aula verbos
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Adjetivo
AdjetivoAdjetivo
Adjetivo
 

Semelhante a Tempo e modo verbais

verbos_formas verbais_vozes verbais2.pdf
verbos_formas verbais_vozes verbais2.pdfverbos_formas verbais_vozes verbais2.pdf
verbos_formas verbais_vozes verbais2.pdf
JULIANEDANCZUK
 
Flexão verbal
Flexão verbalFlexão verbal
Flexão verbal
quintaldasletras
 
Flexão verbal
Flexão verbalFlexão verbal
Flexão verbal
Nilberte
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbo www.professorpalmito.com.br
Verbo www.professorpalmito.com.brVerbo www.professorpalmito.com.br
Verbo www.professorpalmito.com.br
Prof Palmito Rocha
 
80 estudoverbos
80 estudoverbos80 estudoverbos
80 estudoverbos
Débora Souza da Costa
 
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
ldsm1
 
aula verbo
aula verboaula verbo
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Valdimiro Cardoso
 
REVISÃO VERBOS TERCEIRO ANO ENSINO MÉDIO
REVISÃO VERBOS TERCEIRO ANO ENSINO MÉDIOREVISÃO VERBOS TERCEIRO ANO ENSINO MÉDIO
REVISÃO VERBOS TERCEIRO ANO ENSINO MÉDIO
fernandacherobini1
 
Tempos verbais
Tempos verbaisTempos verbais
Tempos verbais
Elisa Dias
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
AJFG1
 
Gramática - módulo 1.pdf
Gramática - módulo 1.pdfGramática - módulo 1.pdf
Gramática - módulo 1.pdf
MarcosAntonioGomesCo
 
Aula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdf
Ana Vaz
 
Aula 9
Aula 9Aula 9
Aula 9
gsbq
 
4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx
tatianesouza923757
 
7.5 verbos (estudo completo)
7.5   verbos (estudo completo)7.5   verbos (estudo completo)
7.5 verbos (estudo completo)
Ivana Mayrink
 
Capítulo – verbo
Capítulo  – verboCapítulo  – verbo
Capítulo – verbo
Lucas Jansen
 
Verbo
VerboVerbo
Fichainformativa overbo
Fichainformativa overboFichainformativa overbo
Fichainformativa overbo
Amanda Howarth
 

Semelhante a Tempo e modo verbais (20)

verbos_formas verbais_vozes verbais2.pdf
verbos_formas verbais_vozes verbais2.pdfverbos_formas verbais_vozes verbais2.pdf
verbos_formas verbais_vozes verbais2.pdf
 
Flexão verbal
Flexão verbalFlexão verbal
Flexão verbal
 
Flexão verbal
Flexão verbalFlexão verbal
Flexão verbal
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Verbo www.professorpalmito.com.br
Verbo www.professorpalmito.com.brVerbo www.professorpalmito.com.br
Verbo www.professorpalmito.com.br
 
80 estudoverbos
80 estudoverbos80 estudoverbos
80 estudoverbos
 
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
Efeitos de sentidos provocados pelo uso dos diferentes tempos e modos verbais...
 
aula verbo
aula verboaula verbo
aula verbo
 
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
 
REVISÃO VERBOS TERCEIRO ANO ENSINO MÉDIO
REVISÃO VERBOS TERCEIRO ANO ENSINO MÉDIOREVISÃO VERBOS TERCEIRO ANO ENSINO MÉDIO
REVISÃO VERBOS TERCEIRO ANO ENSINO MÉDIO
 
Tempos verbais
Tempos verbaisTempos verbais
Tempos verbais
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Gramática - módulo 1.pdf
Gramática - módulo 1.pdfGramática - módulo 1.pdf
Gramática - módulo 1.pdf
 
Aula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdf
 
Aula 9
Aula 9Aula 9
Aula 9
 
4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx
 
7.5 verbos (estudo completo)
7.5   verbos (estudo completo)7.5   verbos (estudo completo)
7.5 verbos (estudo completo)
 
Capítulo – verbo
Capítulo  – verboCapítulo  – verbo
Capítulo – verbo
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
Fichainformativa overbo
Fichainformativa overboFichainformativa overbo
Fichainformativa overbo
 

Mais de Fabricio Souza

Redação Enem
Redação EnemRedação Enem
Redação Enem
Fabricio Souza
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
Fabricio Souza
 
As relações de causa e consequência
As relações de causa e consequênciaAs relações de causa e consequência
As relações de causa e consequência
Fabricio Souza
 
Apresentação feira os pensadores (Ferdinand de Saussure)
Apresentação feira os pensadores (Ferdinand de Saussure)Apresentação feira os pensadores (Ferdinand de Saussure)
Apresentação feira os pensadores (Ferdinand de Saussure)
Fabricio Souza
 
Poesia romântica brasileira
Poesia romântica brasileiraPoesia romântica brasileira
Poesia romântica brasileira
Fabricio Souza
 
Interpretação textual 2
Interpretação textual 2Interpretação textual 2
Interpretação textual 2
Fabricio Souza
 
Gêneros do discurso e tipologia textual
Gêneros do discurso e tipologia textualGêneros do discurso e tipologia textual
Gêneros do discurso e tipologia textual
Fabricio Souza
 
Revisão sobre fonética, ortoepia e prosódia
Revisão sobre fonética, ortoepia e prosódiaRevisão sobre fonética, ortoepia e prosódia
Revisão sobre fonética, ortoepia e prosódia
Fabricio Souza
 
Introdução aos gêneros do discurso e literários
Introdução aos gêneros do discurso e literáriosIntrodução aos gêneros do discurso e literários
Introdução aos gêneros do discurso e literários
Fabricio Souza
 

Mais de Fabricio Souza (9)

Redação Enem
Redação EnemRedação Enem
Redação Enem
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
 
As relações de causa e consequência
As relações de causa e consequênciaAs relações de causa e consequência
As relações de causa e consequência
 
Apresentação feira os pensadores (Ferdinand de Saussure)
Apresentação feira os pensadores (Ferdinand de Saussure)Apresentação feira os pensadores (Ferdinand de Saussure)
Apresentação feira os pensadores (Ferdinand de Saussure)
 
Poesia romântica brasileira
Poesia romântica brasileiraPoesia romântica brasileira
Poesia romântica brasileira
 
Interpretação textual 2
Interpretação textual 2Interpretação textual 2
Interpretação textual 2
 
Gêneros do discurso e tipologia textual
Gêneros do discurso e tipologia textualGêneros do discurso e tipologia textual
Gêneros do discurso e tipologia textual
 
Revisão sobre fonética, ortoepia e prosódia
Revisão sobre fonética, ortoepia e prosódiaRevisão sobre fonética, ortoepia e prosódia
Revisão sobre fonética, ortoepia e prosódia
 
Introdução aos gêneros do discurso e literários
Introdução aos gêneros do discurso e literáriosIntrodução aos gêneros do discurso e literários
Introdução aos gêneros do discurso e literários
 

Último

slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 

Último (20)

slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 

Tempo e modo verbais

  • 1. Escola Estadual Sebastiana Braga Professor: Fabricio Disciplina: Língua Portuguesa 2º ano 4 e 5 Tema: Verbos 1
  • 2. TEMPOS SIMPLES presente pretérito imperfeito, pretérito perfeito futuro do presente futuro do pretérito pretérito mais-que-perfeito Modo indicativo Modo subjuntivo presente, pretérito imperfeito futuro Modo imperativo afirmativo e negativo formas nominais infinitivo impessoal infinitivo pessoal gerúndio particípio
  • 3. em outras línguas, podem distinguir-se outros modos, como o optativo, o real, o irreal etc.] Modo Cada uma das diferentes flexões que o verbo apresenta em algumas línguas, como as neolatinas, para indicar a modalidade, a atitude (de certeza, dúvida, desejo etc.) da pessoa que fala em relação ao fato que enuncia é chamado de modo. Em português há três modos: Indicativo Subjuntivo Imperativo
  • 4. Modo indicativo Modo verbal por meio do qual se expressa a ação ou o estado denotado pelo verbo como um fato real. Assim, o falante exprime a certeza ao que diz, quer em referência ao presente, ao passado ou ao futuro. Exemplos: viajo, viajava, viajei, viajarei, viajaria O modo indicativo distingue o passado em três aspectos de tempo: Pretérito perfeito: eu viajei Pretérito imperfeito: eu viajava Pretérito mais que perfeito: eu viajara E o futuro em dois aspectos de tempo: Futuro do presente: eu viajarei Futuro do pretérito: eu viajaria
  • 5. MAIS SOBRE O PRESENTE Como vimos, o presente do modo indicativo é tempo verbal que indica que a ação decorre simultaneamente com o ato da fala, que é habitual no tempo presente; ele pode, contudo, receber mais dois nomes, dependendo do tipo de “presente” que representa no discurso: Presente gnômico Uso especial do tempo presente dos verbos para indicar fatos atemporais (ou seja, essas orações são intemporais), verdades eternas, leis da natureza, definições científicas, provérbios etc. : A terra é redonda. Em terra de cego, quem tem um olho não revela. Não é que o crime não compensa. É que, quando compensa, muda de nome. Ri melhor quem ri por último. Correndo, naturalmente, o risco de passar por débil mental. (Millôr Fernandes)
  • 6. MAIS SOBRE O PRESENTE Presente histórico uso especial do tempo presente dos verbos para narrar um acontecimento que se deu no passado; Era setembro de 1822. D. Pedro viaja com sua guarda para o Rio de Janeiro; às margens do riacho Ipiranga é interceptado por emissários do rei de Portugal.
  • 7. Observe que o pretérito considerado, no modo subjuntivo, é im- perfeito. Modo verbal por meio do qual o falante expressa a ação ou estado denotado pelo verbo como um fato irreal, incerto ou duvidoso, possível ou desejado, ou quando se emite sobre o fato real um julgamento (resumindo, hipóteses) O modo subjuntivo, por esse motivo, exprime três tempos: Presente: Talvez ela viaje à noite (que eu viaje...) Pretérito Imperfeito: Talvez ela viajasse à noite (se eu viajasse...) Futuro: Quando ela viajar (se ela viajar...) Modo subjuntivo
  • 8. Modo imperativo É o modo pelo qual o falante incita seu interlocutor (ouvinte) a praticar ou a não praticar a ação expressa pelo verbo, por isso fica no tempo presente, e pode ser: Imperativo afirmativo: Viaje à noite. Imperativo negativo: Não viaje à noite.
  • 9. forma nominal do verbo que nomeia uma ação ou estado, mas que é neutra quanto às suas categorias gramaticais tradicionais, ou seja, tempo, modo, aspecto, número, pessoa No português, excepcionalmente, o infinitivo pode expressar pessoa e número, nas formas que são chamadas infinitivo pessoal ou flexionado, o que constitui um idiotismo da língua portuguesa Infinitivo Infinitivo pessoal (flexionado) Exemplo de conjugação de infinitivo pessoal: Para eu amar Para tu amares Para ele amar Para nós amarmos Para vós amardes Para eles amarem
  • 10. O pretérito imperfeito: pretérito imperfeito do indicativo Em português, é a flexão modo-temporal que expressa, dentre outras, ação em seu curso, no passado, ou ação habitual no passado (p.ex.: a mãe falava ao telefone no momento da chegada do filho; ele catava papel para sobreviver) pretérito imperfeito do subjuntivo em português, flexão modo-temporal que expressa, dentre outras, ação passada ou atemporal, em orações subordinadas iniciadas pela integrante que, e em cuja oração principal há noção de desejo, ordem, pedido, sugestão etc. (p.ex., queriam que eu fosse médico; mandaram que ele tirasse o chapéu), ou em orações subordinadas condicionais iniciadas por se ou caso (p.ex., se tivesse dinheiro, compraria uma casa; caso soubesse das suas intenções, teria tomado cuidado)
  • 11. PRETÉRITO MAIS-QUE-PERFEITO DO INDICATIVO Pretérito perfeito do indicativo em português, flexão que indica uma ação vista como terminada no passado, ou uma série de ações iguais, também terminada no passado (p.ex.: escrevi uma carta ao jornal; passeei muito nesta praça quando era jovem) O tempo pretérito mais-que-perfeito não tem esse nome porque é mais perfeito, porque é perfeitíssimo. Vejamos um exemplo: Quando o árbitro apitou, a bola já entrara. Esse "entrara" é o pretérito mais-que-perfeito. Significa "tinha" ou "havia entrado". Quando o árbitro apitou ( pretérito perfeito ), a bola já tinha, já havia entrado, a bola entrara (pretérito mais-que perfeito). O pretérito perfeito indica um momento determinado do passado:"...o árbitro apitou ...“. O pretérito mais-que-perfeito indica um momento antes do pretérito perfeito: "... a bola já entrara."
  • 12. Futuro do presente: tempo verbal do modo indicativo que situa uma ação ou um estado em momento posterior àquele em que se fala; futuro futuro do pretérito tempo verbal que situa uma ação ou estado no futuro em relação a um momento passado (p.ex., 'a filha nasceu em 1976, e em 1977 nasceria o filho'); ou mais frequentemente indica um fato FUTURO dependente de uma condição (p.ex., 'se fosse convidado, claro que iria'); ou ainda é us. quando o locutor não quer responsabilizar-se pela informação do enunciado (p.ex., 'os ossos encontrados seriam de um homem pré-histórico‘)
  • 13. Futuro do presente: tempo verbal do modo indicativo que situa uma ação ou um estado em momento posterior àquele em que se fala; futuro futuro do pretérito tempo verbal que situa uma ação ou estado no futuro em relação a um momento passado (p.ex., 'a filha nasceu em 1976, e em 1977 nasceria o filho'); ou mais frequentemente indica um fato FUTURO dependente de uma condição (p.ex., 'se fosse convidado, claro que iria'); ou ainda é us. quando o locutor não quer responsabilizar-se pela informação do enunciado (p.ex., 'os ossos encontrados seriam de um homem pré-histórico‘)