Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)

27.859 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
15 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
27.859
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.838
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
526
Comentários
0
Gostaram
15
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)

  1. 1. REVISÃO DE CONTEÚDO PERÍODO COMPOSTO
  2. 2. <ul><li>ORAÇÕES </li></ul><ul><li>SUBORDINADAS </li></ul><ul><li>SUBSTANTIVAS </li></ul>
  3. 3. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS Para compreender como a oração subordinada substantiva desempenha a função própria de um substantivo, basta comparar as duas frases que seguem: Ninguém lamentou sua renúncia. sujeito verbo transi- tivo direto objeto direto Nesse caso, temos um período simples, uma oração ab- soluta. Nessa oração o objeto direto vem representado basicamente por um substantivo renúncia.
  4. 4. Mas o objeto direto pode ser constituído por uma oração inteira, como no caso que segue: Ninguém lamentou / que você renunciasse. sujeito verbo transi- tivo direto objeto direto <ul><li>No caso, o período é composto (duas orações): </li></ul><ul><li>a oração 2 encaixa-se como objeto direto do verbo </li></ul><ul><li>lamentou da oração 1. Portanto, classifica-se como: </li></ul>1ª oração 2ª oração • subordinada : porque funciona como um termo da 1; • substantiva: porque desempenha uma função própria do substantivo (objeto direto).
  5. 5. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS Orações subordinadas substantivas ligadas ao verbo da oração principal. Se uma oração subordinada substantiva vem ligada ao verbo da oração principal, pode, teoricamente, funcionar como: <ul><li>• sujeito ......................subjetiva </li></ul><ul><li>objeto direto ..............objetiva direta </li></ul><ul><li>objeto indireto ............objetiva indireta </li></ul>
  6. 6. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA SUBJETIVA É aquela que funciona como sujeito do verbo da oração principal. Ex: Interessa-me / que você compareça à reunião. oração principal oração subordinada substantiva subjetiva <ul><li>Quando a oração substantiva é subjetiva: </li></ul><ul><li>O verbo da oração principal está sempre na 3ª pes- </li></ul><ul><li>soa do singular ( interessa-me ); </li></ul><ul><li>Não ocorre sujeito dentro dos limites da oração prin- </li></ul><ul><li>cipal (o sujeito é a própria oração subordinada). </li></ul>
  7. 7. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA OBJETIVA DIRETA É aquela que funciona como objeto direto do verbo da oração principal. Eles não permitem / que os índios vivam em paz. 1ª oração 2ª oração oração principal oração subordinada substantiva objetiva direta <ul><li>A oração objetiva direta: </li></ul><ul><li>sempre se liga a um verbo da oração principal sem </li></ul><ul><li>preposição; </li></ul><ul><li>• indica o alvo sobre o qual recai a ação desse verbo. </li></ul>
  8. 8. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA OBJETIVA INDIRETA É aquela que funciona como objeto indireto da oração principal. Ex: Ninguém desconfiava de que o plano fracassasse. 1ª oração 2ª oração Oração principal Oração subordinada substantiva objetiva indireta A oração objetiva indireta: • liga-se ao verbo da oração principal, com preposi- ção. • indica o alvo ou o destinatário do processo verbal .
  9. 9. Se uma oração subordinada substantiva vem ligada a um nome da oração principal, pode, teoricamente, funcionar como: <ul><li>Predicativo do sujeito ...... substantiva predicativa </li></ul><ul><li>Complemento nominal ..... substantiva completiva nominal </li></ul><ul><li>Aposto .......................... substantiva apositiva </li></ul>Orações subordinadas substantivas ligadas ao Nome da oração principal
  10. 10. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA PREDICATIVA É aquela que funciona como predicativo do sujeito da oração principal. Ex.: O problema é / que o prazo já se esgotou. 1ª oração 2ª oração Oração principal Oração subordinada Substantiva predicativa <ul><li>A oração subordinada substantiva predicativa se liga: </li></ul><ul><li>Ao sujeito da oração principal; </li></ul><ul><li>Através do verbo de ligação (verbo ser , na grande </li></ul><ul><li>maioria dos casos. </li></ul>
  11. 11. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA COMPLETIVA NOMINAL É aquela que funciona como complemento nominal de um nome da oração principal. Ex: Chego à conclusão de que o contrato é legal. 1ª oração 2ª oração Oração principal Oração subordinada substantiva completiva nominal <ul><li>A oração subordinada substantiva completiva nominal sempre se liga: </li></ul><ul><li>A um nome da oração principal; </li></ul><ul><li>Através de preposição ( a, de, com, por, para, em, etc) </li></ul>
  12. 12. DIFERENÇA ENTRE OBJETIVA INDIRETA E COMPLETIVA NOMINAL Apesar de muita semelhança no plano formal, a substantiva completiva nominal não se confunde com a objetiva indireta porque: <ul><li>A substantiva completiva nominal liga-se a um </li></ul><ul><li>nome da oração principal. </li></ul><ul><li>Ex.: Ninguém teve dúvida de que ela mentiu. </li></ul><ul><li>A objetiva indireta liga-se a um verbo da oração </li></ul><ul><li>principal. </li></ul><ul><li>Ex.: Ninguém duvidou de que ela mentiu. </li></ul>
  13. 13. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA APOSITIVA É aquela que funciona como aposto de um nome da oração principal. Ex.: Existe nos presídios esta lei: ( que ) ninguém denuncia ninguém. <ul><li>A oração subordinada substantiva apositiva sempre </li></ul><ul><li>se liga: </li></ul><ul><li>A um nome da oração principal; </li></ul><ul><li>Sem preposição e sem a mediação de um verbo de </li></ul><ul><li>ligação </li></ul>
  14. 14. Classifique as orações destacadas a)Na delegacia, a agressora declarou ao delegado que de nada se lembrava. b) Não sei se ela estranhou o calor da minha alegria. c) Aqui ninguém duvida de que saci existe. d) A verdade é que ela não amava nenhum deles. e) Desejava realizar um grande sonho: que todos os homens vivessem pacificamente. f)É pouco provável que a economia brasileira caminhe para uma recessão.
  15. 15. <ul><li>Orações Reduzidas </li></ul><ul><li>São denominadas orações reduzidas aquelas que apresentam o verbo numa das formas nominais, ou seja, infinitivo, gerúndio e particípio . </li></ul><ul><li>As orações reduzidas não são introduzidas por conectivo. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Substantivas subjetivas: são aquelas que exercem a função de sujeito do verbo de outra oração. </li></ul><ul><li>Não convém agires assim. É certo ter ocorrido uma confusão. Urge partir imediatamente. </li></ul><ul><li>Substantivas objetivas diretas: são aquelas que exercem a função de objeto direto. </li></ul><ul><li>Ordenou saírem todos logo. Respondeu estarem fechadas as matrículas. As crianças fazem rir seus rivais. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Substantivas objetivas indiretas: são aquelas que funcionam como objeto indireto da oração principal. </li></ul><ul><li>Aconselho-te a sair imediatamente. </li></ul><ul><li>Penso continuar alegre. </li></ul><ul><li>Substantivas completivas nominais: são aquelas que funcionam como comple-mento de um nome da oração principal. </li></ul><ul><li>Maíra estava disposta a sair da casa. Tinha o desejo de espalhar os fatos verda-deiros. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Substantivas predicativas: são aquelas que funcionam como adjetivo da oração principal. </li></ul><ul><li>O importante é não se deixar corromper pela desonestidade. </li></ul><ul><li>Seu desejo era adquirir um automóvel . </li></ul><ul><li>Substantivas apositivas: são aquelas que funcionam como aposto da oração principal. </li></ul><ul><li>Fez uma proposta a sua companheira: viajarem pelo interior, no fim do ano. </li></ul><ul><li>Recomedou-lhe dois procedimentos: ler e refletir exaustivamente a obra de Manuel Bandeira. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Outros exemplos de </li></ul><ul><li>Orações Subordinadas </li></ul><ul><li>Substantivas Reduzidas </li></ul>
  20. 20. Orações Substantivas Reduzida 1) Subjetiva &quot; Era-lhe tão enfadonho ESCREVER CARTAS COMPRIDAS. &quot; (M. Assis) 2) Objetiva Direta &quot; Resolveu NÃO MOSTRAR O CONVITE A NINGUÉM. &quot; (R. Queiroz) 3) Objetiva Indireta &quot; Ninguém pensa EM CAVALGAR NUMA ÁGUIA. &quot; (Idem) 4) Completiva nominal &quot; Sentiu vontade DE VOMITAR E DE MORRER. &quot; (A. Prado) 5) Predicativa &quot; Vai, teu ofício é ALEGRAR O HOMEM. &quot; (X. Marques) 6) Apositiva &quot; Prometi-lhes apenas isto: ESPERÁ-LOS ATÉ ÀS DEZ HORAS. &quot;

×