SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Baixar para ler offline
907. O princípio
das paixões, sendo
natural, é mau em
si mesmo?
– Não. A paixão
está no excesso
acrescentado à
vontade, já que o
princípio foi dado
ao homem para o
bem, e as paixões
podem levá-lo a
realizar grandes
coisas.
É no seu abuso que
está a causa do
mal.
Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 907.
908. Como definir o limite em que as
paixões deixam de ser boas ou más?
– As paixões são semelhantes a um
cavalo, que é útil quando é dominado e
perigoso quando domina.
Reconhecei que uma paixão torna-se
perigosa no momento em que deixais de
governá-la e resultar qualquer prejuízo
para vós ou para os outros.
Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 908.
Toda paixão que aproxima a pessoa
da natureza primitiva a afasta de
sua natureza espiritual.
Todo sentimento que eleva a pessoa
acima da natureza primitiva revela
a predominância do Espírito sobre a
matéria e a aproxima da perfeição.
Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 908.
909. O homem
poderia sempre
vencer suas más
tendências pelos
seus esforços?
– Sim, e algumas
vezes com pouco
esforço; é a
vontade que lhe
falta. Como são
poucos dentre vós
os que se
esforçam!
Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 909.
“O uso persistente, tenaz, da faculdade soberana da vontade permite-nos
modificar a nossa natureza, vencer todos os obstáculos, dominar a matéria, a
doença e a morte”. Léon Denis, O Problema do Ser, do Destino e da Dor
Tudo o que serve para corrigir, elevar, educar e construir, nasce primeiramente
no esforço da vontade unida à decisão. Decisão e Vontade – Emmanuel -
Psicografia de Chico Xavier
910. O homem pode encontrar nos Espíritos uma
assistência eficaz para superar suas paixões?
– Se ele orar a Deus e a seu protetor com sinceridade,
os bons Espíritos certamente virão em sua ajuda,
porque é missão deles.
Allan Kardec -O Livro dos Espíritos– Capítulo 12 - Perfeição moral- item 910.
911. Não existem
paixões tão vivas e
irresistíveis que a
vontade não tenha
o poder de superá-
las?
– Há muitas
pessoas que dizem:
Eu quero, mas a
vontade está
apenas nos lábios.
Querem, mas
estão bem
satisfeitas que
assim não seja.
Quando o homem não
acredita poder vencer suas
paixões, é que seu Espírito se
satisfaz nisso por
consequência de sua
inferioridade.
Aquele que procura reprimi-las
compreende sua natureza
espiritual; vencê-las é, para ele,
uma vitória do Espírito sobre a
matéria.
Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 911.
893. Qual a
mais meritória
de todas as
virtudes?
– Todas as
virtudes têm
seu mérito,
porque indicam
progresso no
caminho do
bem.
Há virtude
sempre que há
resistência
voluntária ao
arrastamento
das más
tendências.
Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 893.
Mas a sublimidade da
virtude é o sacrifício do
interesse pessoal pelo bem de
seu próximo, sem segundas
intenções.
A mais merecedora das
virtudes nasce da mais
desinteressada caridade.
Quantos negam Jesus pelos
seus atos diários!
Não basta aceita-lo apenas
de lábios, quando o coração
esta repleto de iniquidades.
Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 893.
895. Além dos
defeitos e vícios
sobre os quais
ninguém se
enganaria, qual o
sinal mais
característico da
imperfeição?
– O interesse
pessoal.
O verdadeiro
desinteresse é coisa
tão rara na Terra
que é admirado
como um
fenômeno quando
se apresenta.
Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 895.
O apego às coisas materiais é um sinal notório de
inferioridade, porque quanto mais o homem se prende
aos bens deste mundo menos compreende sua
destinação.
Pelo desinteresse, ao contrário, prova que vê o futuro
sob um ponto de vista mais elevado.
Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 895.
Allan Kardec - O Livro dos Espíritos - q. 913 » Capítulo XII » O egoísmo.
913. Dentre os vícios, qual o que se pode considerar radical?
“Temo-lo dito muitas vezes:
o egoísmo.
Daí deriva todo mal.
Estudai todos os vícios e vereis que no fundo de todos há egoísmo.
914. Fundando-se o egoísmo no sentimento do
interesse pessoal, bem difícil parece extirpá-lo
inteiramente do coração humano. Chegar-se-á a
consegui-lo?
À medida que os homens se instruem acerca das
coisas espirituais, menos valor dão às coisas
materiais.
Depois, necessário é que se reformem as instituições
humanas que o entretêm e excitam. Isso depende
da educação.
Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 914 » Capítulo XII» O egoísmo »
917. Qual o meio de destruir-se o egoísmo?
De todas as
imperfeições
humanas, o
egoísmo é a mais
difícil de
desenraizar-se.
Porque deriva da
influência da
matéria, influência
de que o homem,
ainda muito
próximo de sua
origem.
Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon
Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon
O egoísmo se enfraquecerá à proporção que a
vida moral for predominando sobre a vida
material.
Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon
Quando, bem compreendido, se houver
identificado com os costumes e as crenças,
o Espiritismo transformará os hábitos, os
usos, as relações sociais.
O egoísmo
assenta na
importância da
personalidade.
Ora, o
Espiritismo,
bem
compreendido,
repito, mostra as
coisas de tão alto
que o sentimento
da personalidade
desaparece, de
certo modo,
diante da
imensidade.
Destruindo essa
importância, ou,
pelo menos,
reduzindo-a às
suas legítimas
proporções, ele
necessariamente
combate o
egoísmo.
Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII»
O egoísmo » Fénelon.
O choque que o homem experimenta
do egoísmo dos outros é o que muitas
vezes o faz egoísta, por sentir a
necessidade de colocar-se na defensiva.
Notando que os outros pensam em si
próprios e não nele, ei-lo levado a
ocupar-se consigo, mais do que com os
outros.
Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon
A EDUCAÇÃO, CONVENIENTEMENTE ENTENDIDA,
CONSTITUI A CHAVE DO PROGRESSO MORAL.
ATACAR O MAL
EM SUA RAIZ
ISTO É PELA EDUCAÇÃO
Não por essa educação
que tende a fazer homens
instruídos.
Mas pela que tende a
fazer homens de bem.
Nota de Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo »
Quando se conhecer a arte de
manejar os caracteres, como se
conhece a de manejar as
inteligências, conseguir-se-á
corrigi-los.
Essa arte, porém, exige muito
tato, muita experiência e
profunda observação.
Nota de Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo »
Faça-se com o moral o que se faz com a
inteligência e ver-se-á que, se há naturezas
refratárias, muito maior do que se julga é o
número das que apenas reclamam cultivo
adequado, para produzir bons frutos.
Nota de Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo »
SE QUISER ASSEGURAR A SUA FELICIDADE NESTE
MUNDO, TANTO QUANTO NO FUTURO.
A fonte de
todos os
vícios.
Como a
caridade o
é de todas
as virtudes.
Destruir um e desenvolver
a outra.
Tal deve ser o alvo de todos
os esforços do homem.
Comentário de Kardec, LE 917.
Como vencer as más paixões

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Parábola da figueira seca
Parábola da figueira secaParábola da figueira seca
Parábola da figueira secaalice martins
 
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VIIBem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VIINatyMadeira
 
Os verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaOs verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaGraça Maciel
 
Desprendimento dos bens terrenos.
Desprendimento dos bens terrenos.Desprendimento dos bens terrenos.
Desprendimento dos bens terrenos.Tatiana Mendes
 
O maior mandamento
O maior mandamentoO maior mandamento
O maior mandamentoLorena Dias
 
Cap 16 Não se pode servir a Deus e a Mamon
Cap 16 Não se pode servir a Deus e a MamonCap 16 Não se pode servir a Deus e a Mamon
Cap 16 Não se pode servir a Deus e a Mamongmo1973
 
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo). Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo). Leonardo Pereira
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráGraça Maciel
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Izabel Cristina Fonseca
 

Mais procurados (20)

Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!
 
Parábola da figueira seca
Parábola da figueira secaParábola da figueira seca
Parábola da figueira seca
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VIIBem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
Bem aventurados os pobres de espirito - Cap VII
 
A VERDADE QUE LIBERTA
A VERDADE QUE LIBERTAA VERDADE QUE LIBERTA
A VERDADE QUE LIBERTA
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
 
providência divina
providência divinaprovidência divina
providência divina
 
O Poder do Pensamento
O Poder do PensamentoO Poder do Pensamento
O Poder do Pensamento
 
Os verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaOs verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familia
 
Desprendimento dos bens terrenos.
Desprendimento dos bens terrenos.Desprendimento dos bens terrenos.
Desprendimento dos bens terrenos.
 
O maior mandamento
O maior mandamentoO maior mandamento
O maior mandamento
 
Vencendo os vícios
Vencendo os víciosVencendo os vícios
Vencendo os vícios
 
Cap 16 Não se pode servir a Deus e a Mamon
Cap 16 Não se pode servir a Deus e a MamonCap 16 Não se pode servir a Deus e a Mamon
Cap 16 Não se pode servir a Deus e a Mamon
 
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo). Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
Deus Mamom e o Evangelho ( segundo o espiritismo).
 
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A LeiCap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
 

Destaque

Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.Graça Maciel
 
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentosComo os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentosGraça Maciel
 
O Egoísmo das Nossas Vidas
O Egoísmo das Nossas VidasO Egoísmo das Nossas Vidas
O Egoísmo das Nossas Vidas-
 
Reflexões para vivência cristã
Reflexões para vivência cristãReflexões para vivência cristã
Reflexões para vivência cristãGraça Maciel
 
Etenas licões de vida
Etenas licões de vidaEtenas licões de vida
Etenas licões de vidaGraça Maciel
 
Muitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidosMuitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidosGraça Maciel
 
Espiritismo doutrina consoladora e bendita
Espiritismo doutrina consoladora e benditaEspiritismo doutrina consoladora e bendita
Espiritismo doutrina consoladora e benditaGraça Maciel
 
Afastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritosAfastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritosGraça Maciel
 
E G OÍ S M O N A V I SÃ O E S PÍ R I T A
E G OÍ S M O  N A  V I SÃ O  E S PÍ R I T AE G OÍ S M O  N A  V I SÃ O  E S PÍ R I T A
E G OÍ S M O N A V I SÃ O E S PÍ R I T ASergio Menezes
 
Lei de amor e caridade
Lei de amor e caridadeLei de amor e caridade
Lei de amor e caridadegrupodepaisceb
 
O pensamento saneia ou vicia o ambiente
O pensamento saneia ou vicia o ambienteO pensamento saneia ou vicia o ambiente
O pensamento saneia ou vicia o ambienteGraça Maciel
 
Nao basta compreender a doutrina: é preciso, sobretudo, assimilá-la.
Nao basta compreender a doutrina: é preciso, sobretudo, assimilá-la.Nao basta compreender a doutrina: é preciso, sobretudo, assimilá-la.
Nao basta compreender a doutrina: é preciso, sobretudo, assimilá-la.Graça Maciel
 
Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
Resumo dos Pontos Principais Doutrina EspíritaResumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
Resumo dos Pontos Principais Doutrina EspíritaGraça Maciel
 
Primeira carta do apostolo joão
Primeira carta do apostolo joãoPrimeira carta do apostolo joão
Primeira carta do apostolo joãoJNR
 

Destaque (20)

Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
 
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentosComo os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
Como os espíritos podem penetrar os nossos pensamentos
 
O Egoísmo das Nossas Vidas
O Egoísmo das Nossas VidasO Egoísmo das Nossas Vidas
O Egoísmo das Nossas Vidas
 
Reflexões para vivência cristã
Reflexões para vivência cristãReflexões para vivência cristã
Reflexões para vivência cristã
 
Etenas licões de vida
Etenas licões de vidaEtenas licões de vida
Etenas licões de vida
 
Muitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidosMuitos os chamados, poucos os escolhidos
Muitos os chamados, poucos os escolhidos
 
Espiritismo doutrina consoladora e bendita
Espiritismo doutrina consoladora e benditaEspiritismo doutrina consoladora e bendita
Espiritismo doutrina consoladora e bendita
 
Marcha do progresso
Marcha do progressoMarcha do progresso
Marcha do progresso
 
Missão dos Pais
Missão dos PaisMissão dos Pais
Missão dos Pais
 
Afastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritosAfastamento dos maus espíritos
Afastamento dos maus espíritos
 
E G OÍ S M O N A V I SÃ O E S PÍ R I T A
E G OÍ S M O  N A  V I SÃ O  E S PÍ R I T AE G OÍ S M O  N A  V I SÃ O  E S PÍ R I T A
E G OÍ S M O N A V I SÃ O E S PÍ R I T A
 
Lei de amor e caridade
Lei de amor e caridadeLei de amor e caridade
Lei de amor e caridade
 
Virtudes e vicios
Virtudes e viciosVirtudes e vicios
Virtudes e vicios
 
O pensamento saneia ou vicia o ambiente
O pensamento saneia ou vicia o ambienteO pensamento saneia ou vicia o ambiente
O pensamento saneia ou vicia o ambiente
 
Nao basta compreender a doutrina: é preciso, sobretudo, assimilá-la.
Nao basta compreender a doutrina: é preciso, sobretudo, assimilá-la.Nao basta compreender a doutrina: é preciso, sobretudo, assimilá-la.
Nao basta compreender a doutrina: é preciso, sobretudo, assimilá-la.
 
Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
Resumo dos Pontos Principais Doutrina EspíritaResumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita
 
Jesus, o Verbo da vida!
Jesus, o Verbo da vida!Jesus, o Verbo da vida!
Jesus, o Verbo da vida!
 
Primeira carta do apostolo joão
Primeira carta do apostolo joãoPrimeira carta do apostolo joão
Primeira carta do apostolo joão
 
Primeira carta do Apostolo 1
Primeira carta do Apostolo 1Primeira carta do Apostolo 1
Primeira carta do Apostolo 1
 
O FUTURO DA RELIGIÃO
O FUTURO DA RELIGIÃOO FUTURO DA RELIGIÃO
O FUTURO DA RELIGIÃO
 

Semelhante a Como vencer as más paixões

Obsessão e suas consequências
Obsessão e suas consequênciasObsessão e suas consequências
Obsessão e suas consequênciasGraça Maciel
 
Paixões - Estudo agosto 2011 www forumespirita net
Paixões - Estudo agosto 2011 www forumespirita netPaixões - Estudo agosto 2011 www forumespirita net
Paixões - Estudo agosto 2011 www forumespirita netFórum Espírita
 
as_bases_do_transformar-se
as_bases_do_transformar-seas_bases_do_transformar-se
as_bases_do_transformar-seAri Carrasco
 
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentosInfluência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentosGraça Maciel
 
Humildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtudeHumildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtudeRicardo Azevedo
 
Obsessão doença moral
Obsessão doença moralObsessão doença moral
Obsessão doença moralGraça Maciel
 
Questões de o livro dos espíritos que abordam lições referentes à obsessão.
Questões de o livro dos espíritos que  abordam lições referentes à obsessão.Questões de o livro dos espíritos que  abordam lições referentes à obsessão.
Questões de o livro dos espíritos que abordam lições referentes à obsessão.Graça Maciel
 
Afeições e simpatias
Afeições e simpatiasAfeições e simpatias
Afeições e simpatiasGraça Maciel
 
Reflexões awmergin o bardo
Reflexões   awmergin o bardoReflexões   awmergin o bardo
Reflexões awmergin o bardoAwmergin O Bardo
 
6.a experiência da transformação da alma
6.a experiência da transformação da alma6.a experiência da transformação da alma
6.a experiência da transformação da almaJr Buzinely
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoHenrique Vieira
 
Autodescobrimento2.pdf
Autodescobrimento2.pdfAutodescobrimento2.pdf
Autodescobrimento2.pdfTelma Lima
 
Palestra29ohomemdebem 140705123117-phpapp01
Palestra29ohomemdebem 140705123117-phpapp01Palestra29ohomemdebem 140705123117-phpapp01
Palestra29ohomemdebem 140705123117-phpapp01seara2015
 

Semelhante a Como vencer as más paixões (20)

Obsessão e suas consequências
Obsessão e suas consequênciasObsessão e suas consequências
Obsessão e suas consequências
 
Paixões - Estudo agosto 2011 www forumespirita net
Paixões - Estudo agosto 2011 www forumespirita netPaixões - Estudo agosto 2011 www forumespirita net
Paixões - Estudo agosto 2011 www forumespirita net
 
Anjos guardiães
Anjos guardiãesAnjos guardiães
Anjos guardiães
 
as_bases_do_transformar-se
as_bases_do_transformar-seas_bases_do_transformar-se
as_bases_do_transformar-se
 
Pressentimentos
PressentimentosPressentimentos
Pressentimentos
 
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentosInfluência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
 
Humildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtudeHumildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtude
 
Obsessão doença moral
Obsessão doença moralObsessão doença moral
Obsessão doença moral
 
Pureza
PurezaPureza
Pureza
 
Questões de o livro dos espíritos que abordam lições referentes à obsessão.
Questões de o livro dos espíritos que  abordam lições referentes à obsessão.Questões de o livro dos espíritos que  abordam lições referentes à obsessão.
Questões de o livro dos espíritos que abordam lições referentes à obsessão.
 
Afeições e simpatias
Afeições e simpatiasAfeições e simpatias
Afeições e simpatias
 
A virtude
A virtudeA virtude
A virtude
 
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 1: a perfeiçao moral.
 
Reflexões awmergin o bardo
Reflexões   awmergin o bardoReflexões   awmergin o bardo
Reflexões awmergin o bardo
 
Escala Espírita
Escala EspíritaEscala Espírita
Escala Espírita
 
6.a experiência da transformação da alma
6.a experiência da transformação da alma6.a experiência da transformação da alma
6.a experiência da transformação da alma
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
LE 907 ESE_cap13_item14
LE 907 ESE_cap13_item14LE 907 ESE_cap13_item14
LE 907 ESE_cap13_item14
 
Autodescobrimento2.pdf
Autodescobrimento2.pdfAutodescobrimento2.pdf
Autodescobrimento2.pdf
 
Palestra29ohomemdebem 140705123117-phpapp01
Palestra29ohomemdebem 140705123117-phpapp01Palestra29ohomemdebem 140705123117-phpapp01
Palestra29ohomemdebem 140705123117-phpapp01
 

Mais de Graça Maciel

Missao dos Espiritas
Missao dos EspiritasMissao dos Espiritas
Missao dos EspiritasGraça Maciel
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeGraça Maciel
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeGraça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Graça Maciel
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritasGraça Maciel
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a leiGraça Maciel
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamentoGraça Maciel
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigosGraça Maciel
 
Pensamento benévolo
Pensamento benévoloPensamento benévolo
Pensamento benévoloGraça Maciel
 
Obsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasObsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasGraça Maciel
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometidoGraça Maciel
 
O mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceO mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceGraça Maciel
 
O homem depois da morte
O homem depois da morte O homem depois da morte
O homem depois da morte Graça Maciel
 
Respeito a crença alheia
Respeito a crença alheiaRespeito a crença alheia
Respeito a crença alheiaGraça Maciel
 
Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia Graça Maciel
 

Mais de Graça Maciel (20)

Missao dos Espiritas
Missao dos EspiritasMissao dos Espiritas
Missao dos Espiritas
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
 
Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4
 
Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3
 
Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2
 
Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
 
Ação da prece
Ação da preceAção da prece
Ação da prece
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
 
Pensamento benévolo
Pensamento benévoloPensamento benévolo
Pensamento benévolo
 
Obsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasObsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritas
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
 
O mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceO mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconhece
 
O homem depois da morte
O homem depois da morte O homem depois da morte
O homem depois da morte
 
Respeito a crença alheia
Respeito a crença alheiaRespeito a crença alheia
Respeito a crença alheia
 
Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia Hipocrisia na bíblia
Hipocrisia na bíblia
 

Último

Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 

Último (13)

Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 

Como vencer as más paixões

  • 1.
  • 2. 907. O princípio das paixões, sendo natural, é mau em si mesmo? – Não. A paixão está no excesso acrescentado à vontade, já que o princípio foi dado ao homem para o bem, e as paixões podem levá-lo a realizar grandes coisas. É no seu abuso que está a causa do mal. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 907.
  • 3. 908. Como definir o limite em que as paixões deixam de ser boas ou más? – As paixões são semelhantes a um cavalo, que é útil quando é dominado e perigoso quando domina. Reconhecei que uma paixão torna-se perigosa no momento em que deixais de governá-la e resultar qualquer prejuízo para vós ou para os outros. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 908.
  • 4. Toda paixão que aproxima a pessoa da natureza primitiva a afasta de sua natureza espiritual. Todo sentimento que eleva a pessoa acima da natureza primitiva revela a predominância do Espírito sobre a matéria e a aproxima da perfeição. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 908.
  • 5. 909. O homem poderia sempre vencer suas más tendências pelos seus esforços? – Sim, e algumas vezes com pouco esforço; é a vontade que lhe falta. Como são poucos dentre vós os que se esforçam! Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 909.
  • 6. “O uso persistente, tenaz, da faculdade soberana da vontade permite-nos modificar a nossa natureza, vencer todos os obstáculos, dominar a matéria, a doença e a morte”. Léon Denis, O Problema do Ser, do Destino e da Dor Tudo o que serve para corrigir, elevar, educar e construir, nasce primeiramente no esforço da vontade unida à decisão. Decisão e Vontade – Emmanuel - Psicografia de Chico Xavier
  • 7. 910. O homem pode encontrar nos Espíritos uma assistência eficaz para superar suas paixões? – Se ele orar a Deus e a seu protetor com sinceridade, os bons Espíritos certamente virão em sua ajuda, porque é missão deles. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos– Capítulo 12 - Perfeição moral- item 910.
  • 8. 911. Não existem paixões tão vivas e irresistíveis que a vontade não tenha o poder de superá- las? – Há muitas pessoas que dizem: Eu quero, mas a vontade está apenas nos lábios. Querem, mas estão bem satisfeitas que assim não seja. Quando o homem não acredita poder vencer suas paixões, é que seu Espírito se satisfaz nisso por consequência de sua inferioridade. Aquele que procura reprimi-las compreende sua natureza espiritual; vencê-las é, para ele, uma vitória do Espírito sobre a matéria. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 911.
  • 9. 893. Qual a mais meritória de todas as virtudes? – Todas as virtudes têm seu mérito, porque indicam progresso no caminho do bem. Há virtude sempre que há resistência voluntária ao arrastamento das más tendências. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 893.
  • 10. Mas a sublimidade da virtude é o sacrifício do interesse pessoal pelo bem de seu próximo, sem segundas intenções. A mais merecedora das virtudes nasce da mais desinteressada caridade. Quantos negam Jesus pelos seus atos diários! Não basta aceita-lo apenas de lábios, quando o coração esta repleto de iniquidades. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 893.
  • 11. 895. Além dos defeitos e vícios sobre os quais ninguém se enganaria, qual o sinal mais característico da imperfeição? – O interesse pessoal. O verdadeiro desinteresse é coisa tão rara na Terra que é admirado como um fenômeno quando se apresenta. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 895.
  • 12. O apego às coisas materiais é um sinal notório de inferioridade, porque quanto mais o homem se prende aos bens deste mundo menos compreende sua destinação. Pelo desinteresse, ao contrário, prova que vê o futuro sob um ponto de vista mais elevado. Allan Kardec -O Livro dos Espíritos - Parte Terceira – Capítulo 12 - Perfeição moral- item 895.
  • 13. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos - q. 913 » Capítulo XII » O egoísmo. 913. Dentre os vícios, qual o que se pode considerar radical? “Temo-lo dito muitas vezes: o egoísmo. Daí deriva todo mal. Estudai todos os vícios e vereis que no fundo de todos há egoísmo.
  • 14. 914. Fundando-se o egoísmo no sentimento do interesse pessoal, bem difícil parece extirpá-lo inteiramente do coração humano. Chegar-se-á a consegui-lo? À medida que os homens se instruem acerca das coisas espirituais, menos valor dão às coisas materiais. Depois, necessário é que se reformem as instituições humanas que o entretêm e excitam. Isso depende da educação. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 914 » Capítulo XII» O egoísmo »
  • 15. 917. Qual o meio de destruir-se o egoísmo? De todas as imperfeições humanas, o egoísmo é a mais difícil de desenraizar-se. Porque deriva da influência da matéria, influência de que o homem, ainda muito próximo de sua origem. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon
  • 16. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon O egoísmo se enfraquecerá à proporção que a vida moral for predominando sobre a vida material.
  • 17. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon Quando, bem compreendido, se houver identificado com os costumes e as crenças, o Espiritismo transformará os hábitos, os usos, as relações sociais.
  • 18. O egoísmo assenta na importância da personalidade. Ora, o Espiritismo, bem compreendido, repito, mostra as coisas de tão alto que o sentimento da personalidade desaparece, de certo modo, diante da imensidade. Destruindo essa importância, ou, pelo menos, reduzindo-a às suas legítimas proporções, ele necessariamente combate o egoísmo. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon.
  • 19. O choque que o homem experimenta do egoísmo dos outros é o que muitas vezes o faz egoísta, por sentir a necessidade de colocar-se na defensiva. Notando que os outros pensam em si próprios e não nele, ei-lo levado a ocupar-se consigo, mais do que com os outros. Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo » Fénelon
  • 20. A EDUCAÇÃO, CONVENIENTEMENTE ENTENDIDA, CONSTITUI A CHAVE DO PROGRESSO MORAL. ATACAR O MAL EM SUA RAIZ ISTO É PELA EDUCAÇÃO Não por essa educação que tende a fazer homens instruídos. Mas pela que tende a fazer homens de bem. Nota de Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo »
  • 21. Quando se conhecer a arte de manejar os caracteres, como se conhece a de manejar as inteligências, conseguir-se-á corrigi-los. Essa arte, porém, exige muito tato, muita experiência e profunda observação. Nota de Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo »
  • 22. Faça-se com o moral o que se faz com a inteligência e ver-se-á que, se há naturezas refratárias, muito maior do que se julga é o número das que apenas reclamam cultivo adequado, para produzir bons frutos. Nota de Allan Kardec - O Livro dos Espíritos q. 917 » Capítulo XII» O egoísmo »
  • 23. SE QUISER ASSEGURAR A SUA FELICIDADE NESTE MUNDO, TANTO QUANTO NO FUTURO. A fonte de todos os vícios. Como a caridade o é de todas as virtudes. Destruir um e desenvolver a outra. Tal deve ser o alvo de todos os esforços do homem. Comentário de Kardec, LE 917.