SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
Simplicidade e pureza de coração: 1 a 4
Deixai que venham a mim as criancinhas: 18 e 19
“Cafarnaum era, então, uma aldeia de pescadores, camponeses, jornaleiros (…)
Caracterizada pelo seu povo gentil e simples, as pessoas contentavam-se com os
recursos de que dispunham, sem deixar-se contaminar pelas paixões pervertidas das
grandes urbes (…) Na região da Galileia (…) ante a placidez do mar, quebrada
somente pelas tormentas periódicas, respirava-se ingenuidade, resignação e alguma
fraternidade.”
Divaldo Pereira Franco, A mensagem do amor imortal
“…ganhou as margens do Tiberíades e se dirigiu, resolutamente, a um grupo alegre de
pescadores, como se, de antemão, os conhecesse a todos.”
“- Simão e André, filhos de Jonas, venho da parte de Deus e vos convido a trabalhar
pela instituição de seu reino na Terra!”
“Quereis ser meus discípulos?”
“- Senhor, seguiremos os teus passos.”
“- Que fazes tu, Levi? (…)
– Recolho os impostos do povo,
devidos a Herodes.
- Queres vir comigo para recolher os
bens do céu? (…)
- Senhor, estou pronto!... ”
Francisco Cândido Xavier, Boa Nova
“- Atormento-me , procurando identificar quais são os piores adversários do ser
humano (…) Onde se travará a terrível batalha contra esses inimigos e quais as armas
de que podemos dispor para a luta?”
Divaldo Pereira Franco, A mensagem do amor imortal
“Eu te direi que todos eles se encontram no imo do ser e trabalham ali pela sua
infelicidade (…) Todos os indivíduos apontam-nos fora deles mesmos, supondo que
as aflições que produzem vêm do exterior, de outras pessoas, e, por consequência,
tornam-se inamistosos, rebeldes, vingativos. Isso ocorre, porém, porque vigem na
paisagem da alma esses insaciáveis perturbadores da paz e de todos os seres
humanos.. Escondendo-se e mascarando-se, mudam de atitude e a forma de
crueldade, permanecendo inatingidos no seu reino secreto, que é o coração.”
913. Dentre os vícios, qual o que se pode considerar radical?
“Temo-lo dito muitas vezes: o egoísmo. Daí deriva todo mal. Estudai todos os
vícios e vereis que no fundo de todos há egoísmo. Por mais que lhes deis combate,
não chegareis a extirpá-los, enquanto não atacardes o mal pela raiz, enquanto não
lhe houverdes destruído a causa. Tendam, pois, todos os esforços para esse efeito,
porquanto aí é que está a verdadeira chaga da sociedade.
Allan Kardec, O Livro dos Espíritos
Quem quiser, desde esta vida, ir aproximando-se da
perfeição moral, deve expurgar o seu coração de todo
sentimento de egoísmo, visto ser o egoísmo
incompatível com a justiça, o amor e a caridade. Ele
neutraliza todas as outras qualidades.”
Capítulo 18
1 Naquela hora, os discípulos aproximaram-se de
Jesus, dizendo:
Quem é, então, o maior no Reino dos céus?
2 Chamando uma criança, colocou-a no meio deles
3 e disse: Amén (Isso mesmo) vos digo: se não vos
voltardes (mudardes) e vos tornardes como
criancinhas, de modo nenhum entrareis no Reino
dos Céus.
4 Portanto, aquele que se diminuir (se humilhar)
como esta criancinha, esse é o maior no Reino dos
Céus.
5 E quem receber em meu nome uma criancinha
com esta, recebe a mim.
Haroldo Dutra Dias, Novo Testamento – Mateus 18:1-6
6 Quem escandalizar (ofender) um destes pequeninos que creem em mim, é melhor
para ele lhe seja pendurada uma mó (segunda pedra de um moinho) de asno ao redor
do seu pescoço uma mó de azenha, e se afunde na profundeza (alto mar) do mar.
379. É tão desenvolvido, quanto o de um adulto, o Espírito que anima o corpo de uma
criança?
“Pode até ser mais, se mais progrediu. Apenas a imperfeição dos órgãos infantis o
impede de se manifestar. Obra de conformidade com o instrumento de que dispõe.”
380. Abstraindo do obstáculo que a imperfeição dos órgãos opõe à sua livre
manifestação, o Espírito, numa criancinha, pensa como criança ou como adulto?
“Desde que se trate de uma criança, é claro que, não estando ainda nela
desenvolvidos, não podem os órgãos da inteligência dar toda a intuição própria de um
adulto ao Espírito que a anima. Este, pois, tem, efetivamente, limitada a inteligência,
enquanto a idade lhe não amadurece a razão. A perturbação que o ato da encarnação
produz no Espírito não cessa de súbito, por ocasião do nascimento. Só gradualmente
se dissipa, com o desenvolvimento dos órgãos.” Há um facto de observação, que apoia
esta resposta. Os sonhos, numa criança, não apresentam o caráter dos de um adulto.
Quase sempre pueril é o objeto dos sonhos infantis, o que indica de que natureza são
as preocupações do respetivo Espírito.”
Allan Kardec, O Livro dos Espíritos
Allan Kardec, O Livro dos Espíritos
”
FUTURO
superconsciente
PRESENTE
consciente
PASSADO
subconsciente
Casa das noções
superiores
Domícilio das
Conquistas
atuais
Residência de
Nossos impulsos
automáticos
Francisco Cândido Xavier, No Mundo Maior
Sumário vivo dos serviços realizados.
O Hábito e o automatismo
Onde se erguem e consolidam as
qualidades nobres que estamos
edificando. O Esforço e a vontade
Indicando as eminências que nos
cumpre atingir. O ideal e a meta
superior
“A partir do nascimento, suas ideias tomam gradualmente impulso, à medida que os
órgãos se desenvolvem, pelo que se pode dizer que, no curso dos primeiros anos, o
Espírito é verdadeiramente criança, por se acharem ainda adormecidas as ideias que
lhe formam o fundo do caráter.
Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo
Durante o tempo em que seus instintos
se conservam amodorrados, ele é mais
maleável e, por isso mesmo, mais
acessível às impressões capazes de lhe
modificarem a natureza e de fazê-lo
progredir, o que toma mais fácil a tarefa
que incumbe aos pais.
O Espírito, pois, enverga
temporariamente a túnica da inocência
e, assim, Jesus está com a verdade,
quando, sem embargo da anterioridade
da alma, toma a criança por símbolo da
pureza e da simplicidade.”
“Não conheceis o que a inocência das crianças oculta.
Não sabeis o que elas são, nem o que foram, nem o
que serão. (…) “As crianças são os seres que Deus
manda a novas existências. Para que não lhe possam
imputar excessiva severidade, dá-lhes Ele todos os
aspectos da inocência. “
“Ainda quando se trata de uma criança de maus pendores, cobrem-se-lhe as más
ações com a capa da inconsciência. Essa inocência não constitui superioridade real
com relação ao que eram antes, não. É a imagem do que deveriam ser e, se não o
são, o consequente castigo exclusivamente sobre elas recai. (…) Os Espíritos só
entram na vida corporal para se aperfeiçoarem, para se melhorarem. A delicadeza
da idade infantil os torna brandos, acessíveis aos conselhos da experiência e dos
que devam fazê-los progredir. Nessa fase é que se lhes pode reformar os
caracteres e reprimir os maus pendores. Tal o dever que Deus impôs aos pais,
missão sagrada de que terão de dar contas. “Assim, portanto, a infância é não só
útil, necessária, indispensável, mas também consequência natural das leis que
Deus estabeleceu e que regem o Universo.”
Allan Kardec, O Livro dos Espíritos
“… o desenvolvimento das potencialidades do Espírito, através do desenvolvimento
do sentimento, Da consciência moral, do amor fraterno, embasado no Evangelho de
Jesus e no desenvolvimento do raciocínio lógico, da razão, embasados nos princípios
básicos da Doutrina Espírita, o que conduzirá o homem à autonomia intelectual e
moral, sabendo reconhecer por si mesmo as leis Divinas que regem nossas vidas.”
Walter Oliveira Alves, Prática Pedagógica na Evangelização: Conteúdo e Metodologia
Divaldo Pereira Franco, Dias Gloriosos
“O ser humano é, por excelência,
aquilo que pensa, que cultiva no
campo mental, que termina por
tornar-se realidade.”
“Aspirações e desejos ignóbeis, mágoas e ódios, ciúmes e paixões, são focos emissores
de energia mental de baixos teores que cruzam os espaços na direção de pessoas e de
tudo aquilo que se encontra sob a sua alça de mira.”
“A preservação da mente em harmonia com o Cosmo, eis a meta que deve ser
conquistada, a fim de ser estabelecido o programa de evolução possível, que aguarda
a criatura humana.
Divaldo Pereira Franco, Dias Gloriosos
“Graças ao teor vibratório de cada
emissão pensante, a carga estimula a
consciência celular que se sente mais
fortalecida, gerando saúde, ou se
desarmoniza, produzindo doença.”
“A conduta mental expressa o nível de evolução em que estagia cada ser,
encarregando-se de produzir bem ou mal-estar, saúde ou enfermidade, alegria ou
tristeza, sempre resultando na faixa vibratória em que permanece.”
Divaldo Pereira Franco, Dias Gloriosos
“Porque é uma fonte de energia, o Espírito
possui recursos valiosos que se expressam
através do seu psiquismo, podendo irradiar
o pensamento, produzindo fenómenos de
telepatia, de pré e retrocognição (…) bem
como entrando em sintonia com o mundo
espiritual donde se origina e para onde
retorna.”
“Essa faculdade de captação de ondas e campos vibratórios muito delicados e
complexos, favorece o intercâmbio com os Espíritos devestidos do envoltório carnal e
que se encontram nessa esfera causal da vida.”
Allan Kardec, O Livro dos Médiuns
“…a obsessão, isto é, o domínio que alguns Espíritos
logram adquirir sobre certas pessoas. Nunca é praticada
senão pelos Espíritos inferiores, que procuram dominar.”
“Os bons Espíritos nenhum constrangimento infligem.
Aconselham, combatem a influência dos maus e, se não
os ouvem, retiram-se.”
“Os maus, ao contrário, se agarram àqueles de quem
podem fazer suas presas. Se chegam a dominar algum,
identificam-se com o Espírito deste e o conduzem como se
fora verdadeira criança.”
Encarnados Desencarnados
"Vigiai e Orai, para não cairdes em tentação“.
- Jesus (Mateus, 26,41) -
Simplicidade e pureza de coração na Galileia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

De graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça daiDe graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça daiGraça Maciel
 
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor JulianoCarvalho29
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaJorge Luiz dos Santos
 
Os verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaOs verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaGraça Maciel
 
Mistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismoMistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismojcevadro
 
Aula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – liliAula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – liliRoseli Lemes
 
Dimensões espirituais do centro espírita!
Dimensões espirituais do centro espírita!Dimensões espirituais do centro espírita!
Dimensões espirituais do centro espírita!Leonardo Pereira
 
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticosMarta Gomes
 
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptxMarta Gomes
 

Mais procurados (20)

Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
 
De graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça daiDe graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça dai
 
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
 
Aula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espiritaAula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espirita
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
 
Os verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaOs verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familia
 
O passe espirita
O passe espiritaO passe espirita
O passe espirita
 
Mistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismoMistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismo
 
Aula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – liliAula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – lili
 
Dimensões espirituais do centro espírita!
Dimensões espirituais do centro espírita!Dimensões espirituais do centro espírita!
Dimensões espirituais do centro espírita!
 
Os sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntariosOs sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntarios
 
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos2.9.4   Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
2.9.4 Anjos guardiaes, espiritos protetores, familiares ou simpaticos
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
 
Deus na visão espírita
Deus na visão espíritaDeus na visão espírita
Deus na visão espírita
 
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
3.11 - Lei de justiça, de amor e de caridade.pptx
 
Mundos de Regeneração
Mundos de RegeneraçãoMundos de Regeneração
Mundos de Regeneração
 
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITASMISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
 

Destaque

Os trabalhadores do senhor
Os trabalhadores do senhorOs trabalhadores do senhor
Os trabalhadores do senhorHenrique Vieira
 
Lead Generation on SlideShare: A How-to Guide
Lead Generation on SlideShare: A How-to GuideLead Generation on SlideShare: A How-to Guide
Lead Generation on SlideShare: A How-to GuideSlideShare
 
What Makes Great Infographics
What Makes Great InfographicsWhat Makes Great Infographics
What Makes Great InfographicsSlideShare
 
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation OptimizationOneupweb
 
Masters of SlideShare
Masters of SlideShareMasters of SlideShare
Masters of SlideShareKapost
 
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to SlideshareSTOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to SlideshareEmpowered Presentations
 
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content MarketingHow To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content MarketingContent Marketing Institute
 
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShareSlideShare
 
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShareWhat to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShareSlideShare
 
How to Make Awesome SlideShares: Tips & Tricks
How to Make Awesome SlideShares: Tips & TricksHow to Make Awesome SlideShares: Tips & Tricks
How to Make Awesome SlideShares: Tips & TricksSlideShare
 
Getting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShareGetting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShareSlideShare
 

Destaque (13)

Os trabalhadores do senhor
Os trabalhadores do senhorOs trabalhadores do senhor
Os trabalhadores do senhor
 
Mediunidade gratuita
Mediunidade  gratuitaMediunidade  gratuita
Mediunidade gratuita
 
Lead Generation on SlideShare: A How-to Guide
Lead Generation on SlideShare: A How-to GuideLead Generation on SlideShare: A How-to Guide
Lead Generation on SlideShare: A How-to Guide
 
What Makes Great Infographics
What Makes Great InfographicsWhat Makes Great Infographics
What Makes Great Infographics
 
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
 
Masters of SlideShare
Masters of SlideShareMasters of SlideShare
Masters of SlideShare
 
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to SlideshareSTOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
 
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content MarketingHow To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
 
You Suck At PowerPoint!
You Suck At PowerPoint!You Suck At PowerPoint!
You Suck At PowerPoint!
 
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
 
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShareWhat to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShare
 
How to Make Awesome SlideShares: Tips & Tricks
How to Make Awesome SlideShares: Tips & TricksHow to Make Awesome SlideShares: Tips & Tricks
How to Make Awesome SlideShares: Tips & Tricks
 
Getting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShareGetting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShare
 

Semelhante a Simplicidade e pureza de coração na Galileia

Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59Patricia Farias
 
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucuraO processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucurajcevadro
 
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8Patricia Farias
 
Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017Euzebio Raimundo da Silva
 
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusEvangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusAntonino Silva
 
imortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfimortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfAndrPlez1
 
Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4Candice Gunther
 
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12Patricia Farias
 
A importância da evangelização espírita!
A importância da evangelização espírita!A importância da evangelização espírita!
A importância da evangelização espírita!Leonardo Pereira
 
Resenha espirita on line 154
Resenha espirita on line 154Resenha espirita on line 154
Resenha espirita on line 154MRS
 
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17Patricia Farias
 
Inimigos desencarnados obsessao mal da humanidade
Inimigos desencarnados obsessao mal da humanidadeInimigos desencarnados obsessao mal da humanidade
Inimigos desencarnados obsessao mal da humanidadeClaudio Macedo
 
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 201756º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017cak_sacramento
 

Semelhante a Simplicidade e pureza de coração na Galileia (20)

Os puros de__coracao
Os puros de__coracaoOs puros de__coracao
Os puros de__coracao
 
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
 
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucuraO processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
 
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
 
Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
 
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusEvangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
 
O Poder da Boa Vontade
O Poder da Boa VontadeO Poder da Boa Vontade
O Poder da Boa Vontade
 
imortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdfimortalidade da alma.pdf
imortalidade da alma.pdf
 
Estudos do evangelho 13
Estudos do evangelho 13Estudos do evangelho 13
Estudos do evangelho 13
 
Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4Estudo do livro Roteiro lição 4
Estudo do livro Roteiro lição 4
 
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
 
A importância da evangelização espírita!
A importância da evangelização espírita!A importância da evangelização espírita!
A importância da evangelização espírita!
 
Bons espíritas
Bons espíritasBons espíritas
Bons espíritas
 
A virtude
A virtudeA virtude
A virtude
 
Resenha espirita on line 154
Resenha espirita on line 154Resenha espirita on line 154
Resenha espirita on line 154
 
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
 
Inimigos desencarnados obsessao mal da humanidade
Inimigos desencarnados obsessao mal da humanidadeInimigos desencarnados obsessao mal da humanidade
Inimigos desencarnados obsessao mal da humanidade
 
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 201756º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
56º Encontro de Evangelização de Espíritos (Sacramento MG) - Julho 2017
 
A cura de uma mulher encurvada
A cura de uma mulher encurvadaA cura de uma mulher encurvada
A cura de uma mulher encurvada
 
Pureza
PurezaPureza
Pureza
 

Último

LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 

Último (8)

LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 

Simplicidade e pureza de coração na Galileia

  • 1. Simplicidade e pureza de coração: 1 a 4 Deixai que venham a mim as criancinhas: 18 e 19
  • 2. “Cafarnaum era, então, uma aldeia de pescadores, camponeses, jornaleiros (…) Caracterizada pelo seu povo gentil e simples, as pessoas contentavam-se com os recursos de que dispunham, sem deixar-se contaminar pelas paixões pervertidas das grandes urbes (…) Na região da Galileia (…) ante a placidez do mar, quebrada somente pelas tormentas periódicas, respirava-se ingenuidade, resignação e alguma fraternidade.” Divaldo Pereira Franco, A mensagem do amor imortal
  • 3. “…ganhou as margens do Tiberíades e se dirigiu, resolutamente, a um grupo alegre de pescadores, como se, de antemão, os conhecesse a todos.” “- Simão e André, filhos de Jonas, venho da parte de Deus e vos convido a trabalhar pela instituição de seu reino na Terra!” “Quereis ser meus discípulos?” “- Senhor, seguiremos os teus passos.” “- Que fazes tu, Levi? (…) – Recolho os impostos do povo, devidos a Herodes. - Queres vir comigo para recolher os bens do céu? (…) - Senhor, estou pronto!... ” Francisco Cândido Xavier, Boa Nova
  • 4. “- Atormento-me , procurando identificar quais são os piores adversários do ser humano (…) Onde se travará a terrível batalha contra esses inimigos e quais as armas de que podemos dispor para a luta?” Divaldo Pereira Franco, A mensagem do amor imortal “Eu te direi que todos eles se encontram no imo do ser e trabalham ali pela sua infelicidade (…) Todos os indivíduos apontam-nos fora deles mesmos, supondo que as aflições que produzem vêm do exterior, de outras pessoas, e, por consequência, tornam-se inamistosos, rebeldes, vingativos. Isso ocorre, porém, porque vigem na paisagem da alma esses insaciáveis perturbadores da paz e de todos os seres humanos.. Escondendo-se e mascarando-se, mudam de atitude e a forma de crueldade, permanecendo inatingidos no seu reino secreto, que é o coração.”
  • 5. 913. Dentre os vícios, qual o que se pode considerar radical? “Temo-lo dito muitas vezes: o egoísmo. Daí deriva todo mal. Estudai todos os vícios e vereis que no fundo de todos há egoísmo. Por mais que lhes deis combate, não chegareis a extirpá-los, enquanto não atacardes o mal pela raiz, enquanto não lhe houverdes destruído a causa. Tendam, pois, todos os esforços para esse efeito, porquanto aí é que está a verdadeira chaga da sociedade. Allan Kardec, O Livro dos Espíritos Quem quiser, desde esta vida, ir aproximando-se da perfeição moral, deve expurgar o seu coração de todo sentimento de egoísmo, visto ser o egoísmo incompatível com a justiça, o amor e a caridade. Ele neutraliza todas as outras qualidades.”
  • 6. Capítulo 18 1 Naquela hora, os discípulos aproximaram-se de Jesus, dizendo: Quem é, então, o maior no Reino dos céus? 2 Chamando uma criança, colocou-a no meio deles 3 e disse: Amén (Isso mesmo) vos digo: se não vos voltardes (mudardes) e vos tornardes como criancinhas, de modo nenhum entrareis no Reino dos Céus. 4 Portanto, aquele que se diminuir (se humilhar) como esta criancinha, esse é o maior no Reino dos Céus. 5 E quem receber em meu nome uma criancinha com esta, recebe a mim. Haroldo Dutra Dias, Novo Testamento – Mateus 18:1-6 6 Quem escandalizar (ofender) um destes pequeninos que creem em mim, é melhor para ele lhe seja pendurada uma mó (segunda pedra de um moinho) de asno ao redor do seu pescoço uma mó de azenha, e se afunde na profundeza (alto mar) do mar.
  • 7. 379. É tão desenvolvido, quanto o de um adulto, o Espírito que anima o corpo de uma criança? “Pode até ser mais, se mais progrediu. Apenas a imperfeição dos órgãos infantis o impede de se manifestar. Obra de conformidade com o instrumento de que dispõe.” 380. Abstraindo do obstáculo que a imperfeição dos órgãos opõe à sua livre manifestação, o Espírito, numa criancinha, pensa como criança ou como adulto? “Desde que se trate de uma criança, é claro que, não estando ainda nela desenvolvidos, não podem os órgãos da inteligência dar toda a intuição própria de um adulto ao Espírito que a anima. Este, pois, tem, efetivamente, limitada a inteligência, enquanto a idade lhe não amadurece a razão. A perturbação que o ato da encarnação produz no Espírito não cessa de súbito, por ocasião do nascimento. Só gradualmente se dissipa, com o desenvolvimento dos órgãos.” Há um facto de observação, que apoia esta resposta. Os sonhos, numa criança, não apresentam o caráter dos de um adulto. Quase sempre pueril é o objeto dos sonhos infantis, o que indica de que natureza são as preocupações do respetivo Espírito.” Allan Kardec, O Livro dos Espíritos
  • 8. Allan Kardec, O Livro dos Espíritos ”
  • 9. FUTURO superconsciente PRESENTE consciente PASSADO subconsciente Casa das noções superiores Domícilio das Conquistas atuais Residência de Nossos impulsos automáticos Francisco Cândido Xavier, No Mundo Maior Sumário vivo dos serviços realizados. O Hábito e o automatismo Onde se erguem e consolidam as qualidades nobres que estamos edificando. O Esforço e a vontade Indicando as eminências que nos cumpre atingir. O ideal e a meta superior
  • 10. “A partir do nascimento, suas ideias tomam gradualmente impulso, à medida que os órgãos se desenvolvem, pelo que se pode dizer que, no curso dos primeiros anos, o Espírito é verdadeiramente criança, por se acharem ainda adormecidas as ideias que lhe formam o fundo do caráter. Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo Durante o tempo em que seus instintos se conservam amodorrados, ele é mais maleável e, por isso mesmo, mais acessível às impressões capazes de lhe modificarem a natureza e de fazê-lo progredir, o que toma mais fácil a tarefa que incumbe aos pais. O Espírito, pois, enverga temporariamente a túnica da inocência e, assim, Jesus está com a verdade, quando, sem embargo da anterioridade da alma, toma a criança por símbolo da pureza e da simplicidade.”
  • 11. “Não conheceis o que a inocência das crianças oculta. Não sabeis o que elas são, nem o que foram, nem o que serão. (…) “As crianças são os seres que Deus manda a novas existências. Para que não lhe possam imputar excessiva severidade, dá-lhes Ele todos os aspectos da inocência. “ “Ainda quando se trata de uma criança de maus pendores, cobrem-se-lhe as más ações com a capa da inconsciência. Essa inocência não constitui superioridade real com relação ao que eram antes, não. É a imagem do que deveriam ser e, se não o são, o consequente castigo exclusivamente sobre elas recai. (…) Os Espíritos só entram na vida corporal para se aperfeiçoarem, para se melhorarem. A delicadeza da idade infantil os torna brandos, acessíveis aos conselhos da experiência e dos que devam fazê-los progredir. Nessa fase é que se lhes pode reformar os caracteres e reprimir os maus pendores. Tal o dever que Deus impôs aos pais, missão sagrada de que terão de dar contas. “Assim, portanto, a infância é não só útil, necessária, indispensável, mas também consequência natural das leis que Deus estabeleceu e que regem o Universo.” Allan Kardec, O Livro dos Espíritos
  • 12. “… o desenvolvimento das potencialidades do Espírito, através do desenvolvimento do sentimento, Da consciência moral, do amor fraterno, embasado no Evangelho de Jesus e no desenvolvimento do raciocínio lógico, da razão, embasados nos princípios básicos da Doutrina Espírita, o que conduzirá o homem à autonomia intelectual e moral, sabendo reconhecer por si mesmo as leis Divinas que regem nossas vidas.” Walter Oliveira Alves, Prática Pedagógica na Evangelização: Conteúdo e Metodologia
  • 13. Divaldo Pereira Franco, Dias Gloriosos “O ser humano é, por excelência, aquilo que pensa, que cultiva no campo mental, que termina por tornar-se realidade.” “Aspirações e desejos ignóbeis, mágoas e ódios, ciúmes e paixões, são focos emissores de energia mental de baixos teores que cruzam os espaços na direção de pessoas e de tudo aquilo que se encontra sob a sua alça de mira.” “A preservação da mente em harmonia com o Cosmo, eis a meta que deve ser conquistada, a fim de ser estabelecido o programa de evolução possível, que aguarda a criatura humana.
  • 14. Divaldo Pereira Franco, Dias Gloriosos “Graças ao teor vibratório de cada emissão pensante, a carga estimula a consciência celular que se sente mais fortalecida, gerando saúde, ou se desarmoniza, produzindo doença.” “A conduta mental expressa o nível de evolução em que estagia cada ser, encarregando-se de produzir bem ou mal-estar, saúde ou enfermidade, alegria ou tristeza, sempre resultando na faixa vibratória em que permanece.”
  • 15. Divaldo Pereira Franco, Dias Gloriosos “Porque é uma fonte de energia, o Espírito possui recursos valiosos que se expressam através do seu psiquismo, podendo irradiar o pensamento, produzindo fenómenos de telepatia, de pré e retrocognição (…) bem como entrando em sintonia com o mundo espiritual donde se origina e para onde retorna.” “Essa faculdade de captação de ondas e campos vibratórios muito delicados e complexos, favorece o intercâmbio com os Espíritos devestidos do envoltório carnal e que se encontram nessa esfera causal da vida.”
  • 16. Allan Kardec, O Livro dos Médiuns “…a obsessão, isto é, o domínio que alguns Espíritos logram adquirir sobre certas pessoas. Nunca é praticada senão pelos Espíritos inferiores, que procuram dominar.” “Os bons Espíritos nenhum constrangimento infligem. Aconselham, combatem a influência dos maus e, se não os ouvem, retiram-se.” “Os maus, ao contrário, se agarram àqueles de quem podem fazer suas presas. Se chegam a dominar algum, identificam-se com o Espírito deste e o conduzem como se fora verdadeira criança.”
  • 18. "Vigiai e Orai, para não cairdes em tentação“. - Jesus (Mateus, 26,41) -